30/08
17:41

Eleições 2016 – Candidata do PSOL quer legalizar transportes alternativos e motoboys

Sônia Meire, candidata do PSOL à Prefeitura de Aracaju, declarou hoje ao blog que “existe uma política dos ex-prefeitos de Aracaju em construir vínculos de confiança com os empresários do transporte, capazes de descumprir até orientação do MP, a exemplo da constatação dos abusos utilizados pelos empresários para aumento da tarifa, cujos argumentos foram derrubados pelo próprio Ministério Público”.

 

Segundo a prefeiturável, para além das propostas mirabolantes de VLT, BRT e outras apresentadas de forma eleitoreiras, “consideramos o transporte como um problema de mobilidade para pedestres, ciclistas e motoristas. Por isso, defendemos a redução Imediata da tarifa de ônibus, garantir a ampliação da frota e linhas de ônibus 24 horas e nos finais de semana”.

 

A candidata também avalia como importante assegurar os direitos dos rodoviários, reduzir a jornada de trabalho para os motoristas, cobradores e fiscais, legalizar o transporte alternativo e motoboys, estatizar com controle popular e Tarifa Zero no transporte público, além de promover concurso público e plano de carreira e salários,  Investimento em ciclovias, sinalização e campanhas educativas sobre a importância econômica e ambiental do uso da bicicleta. É compromisso de Sônia Meire reformar e construir novas ciclovias.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/08
17:03

Banese obtém lucro líquido de R$ 22,4 milhões no 1º semestre

O Banco do Estado de Sergipe (Banese) obteve lucro líquido de R$ 22,4 milhões no primeiro semestre de 2016. O resultado foi considerado satisfatório pelo presidente do banco, Fernando Mota. De acordo com ele, o Banese continua mantendo de forma sólida seu papel como agente financeiro do desenvolvimento sócioeconômico de Sergipe, buscando com afinco, através de investimentos tecnológicos e inovações em produtos e serviços, proporcionar maior valor e comodidade aos clientes e eficiência no modelo de operação.

 

 

 

"Nossa evolução ratifica o acerto das estratégias aplicadas, bem como o empenho dos colaboradores e empresas relacionadas, aos quais dirigimos nosso reconhecimento", afirma o presidente do Banese na mensagem de apresentação dos resultados da instituição no primeiro semestre deste ano.

 

 

 

Publicado no último final de semana, o balanço mostra que no primeiro semestre de 2016 as operações de crédito do Banese totalizaram quase R$ 2,164 bilhões, registrando crescimento de 12,9% em relação ao primeiro semestre de 2015. O patrimônio líquido do banco registrou R$ 299 milhões no final de junho de 2016, com incremento de 1,4% em relação ao mesmo período de 2015.

 

 

 

O resultado dos negócios realizados pelo Banese no primeiro semestre deste ano, apesar da forte recessão econômica do país, foi considerado positivo visto que as operações de crédito registraram crescimento de 5,4% em relação ao segundo semestre de 2015, quando se verificou queda de 0,4% do volume transacionado em todo o estado de Sergipe, segundo dados do Banco Central.

No balanço do semestre, o banco também destacou as ações de responsabilidade sócioambiental desenvolvidas pelo Instituto Banese em sintonia com políticas públicas com foco na promoção da cultura, defesa e conservação do patrimônio histórico e artístico estadual. O balanço informa que o Instituto Banese, no seu papel de agente de transformação social, beneficiou, direta ou indiretamente, cerca de 41 mil pessoas da comunidade ligadas às entidades filantrópicas apoiadas e às ações patrocinadas ou realizadas pela instituição.

 

 

 

 



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
28/08
14:06

Indústria, varejo e serviços no 2º trimestre de 2016

Ricardo Lacerda
Professor do Departamento de Economia da UFS

Há mais interrogações do que certezas em relação às perspectivas de curto prazo da economia brasileira. 

Do lado das certezas, é possível afirmar que o nível de atividade atingiu ou está próximo de atingir o fundo do poço, ainda que o mercado de trabalho deva permanecer em declínio por algum tempo. No segundo trimestre de 2016, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-BR) recuou 0,5%, quando no 1º trimestre anterior havia se retraído 1,5%. Mais sintomático da aproximação do fundo do poço é o fato de que as regiões Sudeste, Sul e Norte apresentaram crescimento no Índice de Atividade Regional (IBC-R) no 2º trimestre. As regiões Centro-Oeste e o Nordeste se retraíram no período.

Comércio e serviços continuam perdendo vendas mas um número cada vai maior de atividades da indústria de transformação vem apresentando incremento, mesmo que modesto, no volume de produção física. 

É também relativamente seguro que os desequilíbrios macros e microeconômicos ainda vão se acentuar, no que tange à situação fiscal do país, grau de endividamento das empresas e famílias e finanças de estados e municípios, entre outros. 

Do lado das interrogações, podem ser listadas as incertezas em relação ao impulso e fôlego que terá a recuperação do nível de atividade. Tomando por base o IBC-BR, o nível de atividade do segundo trimestre de 2016 se situou 8,0% abaixo do resultado do trimestre encerrado em janeiro de 2015 e 9,7% abaixo do índice trimestral de janeiro de 2014, o pico da série livre de efeitos sazonais. 

Caso a economia brasileira apresente o incremento de 1,7% em 2017, tal como consta da previsão otimista do governo, o IBC-BR trimestral voltará ao patamar do segundo trimestre de 2010. Os desequilíbrios financeiros de famílias, empresas e governos somente se acentuaram ao longo dessa acentuada trajetória de declínio e o reequilíbrio na situação desses agentes não será facilmente alcançado, notadamente enquanto o nível de atividade se mantiver debilitado. 

Há ainda importantes interrogações relacionadas ao cenário externo, abrangendo a já tão anunciada reversão da política monetária do Banco Central norte-americano e a evolução nas cotações do petróleo e das principais commodities da pauta exportadora brasileira. Ao lado da evolução das taxas de juros internas, tais fatores serão determinantes do comportamento que a taxa de câmbio assumirá nos próximos meses e de suas consequências em termos de saúde financeira das empresas e governo e competitividade externa.

Finalmente, há incertezas relacionadas ao grau e efeitos das medidas de ajuste e das reformas ditas estruturais prometidas (mas ainda não inteiramente desenhadas) sobre a situação fiscal e sobre o nível de atividade econômica.  

Indústria
Depois de um longo período de descenso, o volume de produção trimestral da indústria brasileira apresentou incremento nos trimestres encerrados em maio e junho, em relação ao trimestre imediatamente anterior. O volume de produção do 2º trimestre de 2016 se revelou 1,2% acima em relação ao 1º trimestre, mesmo que ainda se posicionasse 6,7% abaixo do resultado do segundo trimestre de 2015 (ver Gráfico 1). 

Essa trajetória responde, na essência, ao próprio ciclo de negócios do setor que aparentemente encontrou um piso mínimo no seu nível de atividade. A linha tracejada do Gráfico 1 mostra como desde os últimos resultados de 2015 o volume de produção trimestral da indústria desacelerava o ritmo de queda.  O volume de produção mensal de junho foi superior ao de maio em dezoito e inferior em seis ramos de atividade da indústria de transformação.


Varejo e serviços
Varejo e serviços permanecem ainda em etapa declinante do ciclo de negócios, com a particularidade de que as atividades de serviços aparentemente deverão retardar por mais tempo o momento de estabilização. Ambos segmentos se ressentem da situação extremamente fragilizada do mercado de trabalho.

O volume de vendas do varejo continuou declinando no 2º trimestre de 2016, em relação ao 1º trimestre. O volume trimestral deve encontrar a estabilidade no terceiro trimestre (ver Gráfico 2). Na comparação com o mesmo trimestre de 2015, todavia, o volume de vendas do varejo se mantém muito rebaixado, com queda de 7,1%.



O volume de serviços recuou 1,2% no segundo trimestre de 2016, em relação ao 1º trimestre do ano. Diferentemente do volume de vendas no varejo, todavia, não emite ainda sinais consistentes de aproximação do fundo do poço.



*Assessor Econômico do Governo de Sergipe.
**Artigos anteriores estão postados em http://cenariosdesenvolvimento.blogspot.com/


Coluna Ricardo Lacerda
Com.: 0
Por Kleber Santos
28/08
14:05

Jogando no "Bicho"

José Lima Santana
Professor do Departamento de Direto da UFS

Tavinho de Tavão de Maria Chica, sujeito que nunca se endireitou na vida, jogador inveterado, vivia de dar golpes nas mesas de pif-paf, por ali também chamado de cunca, de bacará, do nove bancado, do nove corrido e de tudo o mais que eram jogos de cartas. Dono de baralhos marcados e dados viciados, ele já andava num jeito que era rejeitado em qualquer roda de jogatina. E naquele tempo, não adiantava que as autoridades procurassem agir contra os jogos de azar. Davam umas espichadas aqui ou ali, mas, logo, logo, recuavam. As casas clandestinas de jogos se espalhavam. Alguns policiais ganhavam “bola” para fazer vistas grossas. E o dinheiro de uns fazia a farra de outros. 

Mas, Tavinho de Tavão arranjava um jeito de driblar a má fase. Se não era mais admitido nas rodas mais gordas, por assim dizer, da jogatina, arrastava-se pelas furnas dos subúrbios. Decadência total. Na bodega de Mané “Labisone”, no sítio de Tonho Barrufo, onde quer que houvesse a oportunidade de dar um golpe baixo, ali estava o jogador mais afamado e mais mal falado da cidade. Uma casa de jogatina e cachaçada das mais baixas era a de Margarida de Zé Biriba, antiga mulher-dama, que a polícia foi obrigada a fechar por causa de duas mortes que ali ocorreram, exatamente em razão da jogatina. Ali perderam a vida um filho de Amâncio das Timbiras, um rapaz de apenas vinte anos de idade, e Marcolino Perna de Pau, deficiente que perdera a perna esquerda após ter o pé afetado por uma espinha de cobra. O pé inchou que parecia um toco de baraúna. Avermelhou a perna toda. Arroxeou. Não teve jeito. Foi amputada. Daí o apelido de Perna de Pau, porque ele passou a usar uma. Coitado. Morreu de medo, ante o revólver de um sujeito da Cabeça de Onça, para si apontado. O coração pifou. Caiu teso. Deixou mulher e cinco filhos. E uma pensão do INSS de um salário mínimo. Ele era aposentado como fiscal da Prefeitura. 

Voltando a Tavinho de Tavão, que hoje eu não estou para enrolar os leitores, o seu pai, Tavão, ou seja, Otávio Tavares Cascudo Leitão, era um sujeito honrado e muito querido por todos na cidade e redondezas. Pequeno comerciante, proprietário de uma bodega de tudo sortida e com uma clientela de dar gosto. A mãe, dona Caçulinha, era um mimo de pessoa, devota de São Luiz Gonzaga, doceira de mão cheia, procurou, ao lado do marido, educar os filhos da maneira melhor possível. Os demais sempre se portaram dentro dos conformes. Mas, quanto a Tavinho, o Otávio Filho, não se sabia qual a razão de ter se desviado do rumo dos demais irmãos, em número de oito. Ovelha desgarrada. 

Numa tarde de quinta-feira, baixou na cidade um senhor de cabelos brancos, aparentando uns setenta e tantos anos, com uma matula nas costas. Desceu da marinete de Pedro e dirigiu-se à pensão de Carmosita, logo ali em frente ao ponto da marinete, na Praça do Comércio. O velhinho, que, mais tarde, saber-se-ia chamar-se Apolônio, instalaria um jogo do bicho na manhã seguinte, no salão anexo à pensão. Era um jogo do bicho diferente, no qual as pessoas faziam a “fezinha” e ele puxava de uma espécie de tabuleta os nomes dos bichos, que eram os mesmos do jogo do bicho nascido no Rio de Janeiro, para fins meritórios, mas, que, com o passar do tempo, empestou-se pelo país inteiro, sob o comando dos chefões da jogatina, às vezes envolvidos com coisas muito mais pesadas. “Seu” Apolônio parecia estar ganhando um bom dinheirinho com o seu “brinquedo”. As pessoas apostavam uns trocados e poucos ganhavam alguma coisa. Uma vez ou outra, alguém acertava no bicho puxado da tabuleta. Quem apostava um cruzeiro (Cr$ 1,00), ganhava dez vezes mais se acertasse na dezena, cem vezes mais, se acertasse na centena, e mil vezes mais, se acertasse no milhar. Ao que parecia, ninguém jamais acertara na centena ou no milhar. “Seu” Apolônio sabia o que fazia. 

Ao tomar conhecimento daquela versão do jogo do bicho, Tavinho de Tavão dirigiu-se ao salão anexo à pensão de Carmosita. Ficou por ali, observando, observando... Quando achou que já dava para aplicar um golpe no velhinho, entrou no jogo. Apostou Cr$ 10,00 no macaco. Isso foi em 1962. Perderia Cr$ 10. Ganharia Cr$ 100. Ganharia Cr$ 1.000. Ou ganharia Cr$ 10.000. A sorte poderia lhe sorrir. Ele estava tão precisado, devendo a Deus e ao mundo. Quando “seu” Apolônio começou a puxar o nome do bicho no pedaço de cartolina encartado na tabuleta, na qual estavam pintados os bichos, eis que apareceu a ponta da perninha do “A”. Ora, seria águia ou avestruz. Olho astuto, verdadeiro olho de águia, que de longe avistava a presa, e com a barriga de avestruz que de tudo era capaz de engolir para se dar bem numa jogatina qualquer que fosse, Tavinho de Tavão pediu para parar e perguntou ao velhinho; “Posso fazer outra aposta?”. “Seu” Apolônio respondeu: “Pode!”. Então, ele apostou Cr$ 20,00 na águia e Cr$ 20,00 no avestruz. Perderia Cr$ 30,00, os 10 jogados no macaco e os 20 jogados noutro bicho, águia ou avestruz, mas ganharia, no mínimo, Cr$ 200,00 no terceiro bicho, acertando na dezena. Da centena para cima, ele nem fazia fé. “Duzentão” já estaria de bom tamanho para quem estava na pindaíba. O que ele ganharia já daria para pagar uma dívida que tinha com Zé Soldado, um policial da mão pesada, que fiara Cr$ 150,00 a Tavinho, na bodega de Mané “Labisone”, já fazia duas semanas, e andava atrás do devedor, como gato caçando rato. 

Feitas as duas apostas, “seu” Apolônio foi puxando o nome do bicho que começava com a perninha do “A”. Foi puxando bem devagarzinho. Bem devagarzinho. Suspense. Tavinho sorria. Enganara o velhinho. Vira a perninha do “A”. Não tinha outra: era águia ou avestruz. Decerto, “seu” Apolônio não dera fé da perninha do “A”. Do contrário, não teria permitido que ele jogasse os Cr$ 40,00, divididos na águia e no avestruz. Tavinho perguntava de si para si: “Quem pode com o velho Tavinho?”. Então, “seu” Apolônio gritou com a vozinha de engasgado: “Deu Alefante!”. Tavinho de Tavão teve um troço. 
(*) Publicado no Jornal da Cidade, edição de 28 de agosto de 2016.


Coluna José Lima
Com.: 0
Por Kleber Santos
28/08
13:08

Coluna Primeira Mão

Edvaldo Nogueira  quer criar gabinete de crise



O candidato a prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PC do B), pretende criar o Gabinete de Resolução de Crises: composto de representantes da GMA, da Emsurb, da Emurb, das Secretarias de Educação, Saúde e Fazenda,  e dos Conselhos Tutelares; de caráter permanente, operacional e itinerante; com atuação nas comunidade, ouvindo as reivindicações, solucionando problemas, encaminhando as soluções e produzindo relatórios para reuniões periódicas com o Prefeito, no intuito de supri-lo de informações atualizadas, que o ajudarão nas tomadas de decisão; coordenado pelo secretário da área a quem caberá acompanhar e garantir o atendimento das demandas. Ele também anunciou a o desejo de criar o Conselho Municipal de Segurança Pública, com ampla representação da sociedade, a quem caberá a elaboração e o acompanhamento da execução do Plano Municipal de Segurança Pública. Para viabilizar as ações, Nogueira vai dividir a cidade por áreas de atuação (de preferência coincidindo com as áreas de Delegacias e Companhias de Polícia Militar), priorizando o trabalho preventivo e comunitário, e promovendo o reconhecimento entre os guardas municipais e a comunidade.

 

Zona de Expansão preocupa Emerson Ferreira

 

“ A sustentabilidade ambiental na Zona de Expansão é prioridade. Mas não podemos descuidar da sustentabilidade social dessa região, em função das desigualdades das condições sociais da sua população”. O comentário é do candidato a prefeito de Aracaju pela Rede, Emerson Ferreira. Ele explicou que “socialmente existe grande contraste na região. Temos que ter um olhar, socialmente justo, para todos”.

 

Vera Lúcia aponta medidas contra o desemprego

Criação de empregos através de um plano de obras públicas necessárias, como saneamento básico, construção e reforma de postos de saúde, escolas e creches a serem construídas por uma empresa municipal de obras 100% pública e estatal, controlada pelos trabalhadores são algumas das medidas a serem adotadas pela prefeiturável do PSTU, Vera Lúcia, para combater o desemprego em Aracaju. Ela também anunciou as seguintes medidas:

garantia emergencial de cesta básica pela prefeitura para todo (a) desempregado (a);

isenção de pagamento de luz, água, IPTU, passe-livre em todo transporte público para os desempregados e gratuidade do gás de cozinha;

- estatização do transporte e dos serviços de limpeza urbana, incorporando todos trabalhadores dessas empresas.

Vera anunciou ainda que garantirá a iluminação de todas as ruas de Aracaju, a começar pela periferia da cidade.


Debate em Glória – 
O Sindicato dos Servidores Públicos de Nossa Senhora da Glória – SINDISERVE Glória – aprovou, por unanimidade, a realização de um debate com os prefeituráveis Chico dos Correios e CIANE Santana no dia 13 de setembro a partir das 19h..


Valadares Filho diz que fará licitação do transporte

Candidato a prefeito de Aracaju pela segunda vez pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), Valadares Filho, declarou, entrevista a uma emissora de rádio que está preparado para ser o próximo prefeito de Aracaju. O candidato disse estar focado no projeto de melhoria da vida dos aracajuanos, da renovação política e administrativa. “Eu quero ser prefeito para reorganizar Aracaju. Nosso projeto é transformar nossa capital em uma cidade planejada, moderna, organizada e eficiente, com uma gestão mais humana, que olhe verdadeiramente por quem mais precisa”, disse. Questionado sobre mobilidade urbana e transporte, Valadares disse que irá fazer a licitação do transporte público. “Todos prometeram e não fizeram, mas nós vamos fazer, esse é meu compromisso com o aracajuano. A licitação dá modernidade e transparência ao serviço. Teremos uma fiscalização rigorosa pelo cumprimento das obrigações, se a empresa não cumprir será multada”, alertou.


Eleitor sabido - 
Quando saem número de pesquisas e eleitores e candidatos da oposição passam a apoiar o prefeiturável preferido do eleitorado, o povo, no interior, diz logo: ”os cabras tão mudando de lado para pegar CC”.


João Alves Inaugura comitê e entra em campanha


O candidato a reeleição João Alves Filho (DEM), inaugurou no final de semana o seu comitê de campanha localizado na Rua Cedro reunindo sua militância, vereadores e lideranças partidárias. A cor verde foi predominante na solenidade e a frente do comitê ficou lotada. O público esbanjou alegria motivada por apitos, fogos de artifício e bandeiras com fotos do candidato. “Estamos hoje realizando nosso primeiro movimento e toda campanha precisa de um local específico em que se concentra todas as ações voltada na eleição. Iniciamos com o pé direito e estou muito satisfeito, já que consolidamos a candidatura a partir deste ato”, ressaltou João Alves. Em seu discurso o candidato a vice-prefeito, Jailton Santana, ressaltou sobre o momento político do país e pediu um voto de confiança.


João e Valadares Filho tecnicamente empatados


Faltando 37 dias para a realização das eleições de 2016, os candidatos a prefeito de Aracaju estão dando maior agilidade às suas campanhas. O tempo é curto e uma pesquisa Ibope/TV Sergipe, divulgada na noite da terça-feira passada, deixou claro que o pleito hoje iria para o segundo turno e que, ao contrário do que se pensava, a vaga do prefeito João Alves (DEM) não está garantida, mas, aparentemente, só Edvaldo Nogueira (PC do B), com 28%. João, que tem 18% das intenções de voto, está tecnicamente empatado com Valadares Filho (PSB), que conquistou 15%. A margem de erro da pesquisa Ibope/TV Sergipe é de 4% para mais ou para menos. Mas vale lembrar que a rejeição de João atinge 55% e a de Valadares é de 28%


Tropas federais em SE


O Tribunal Regional Eleitoral já recebeu pedidos de tropas federais para garantir a tranquilidade das eleições municipais de 2 de outubro próximo em 26 municípios. Segundo Marcos Vinícius Linhares, foi solicitado o apoio das tropas federais para a 4ª ZE (Boquim e Arauá), 5ª ZE (Capela e Muribeca), 6ª ZE (Estância), 9ª ZE (Itabaiana), 11ª ZE (Japaratuba, Pirambu e Carmópolis), 12ª ZE (Lagarto), 16ª ZE (Nossa Senhora das Dores, Siriri e Cumbe), 18ª ZE (Monte Alegre de Sergipe), 20ª ZE (Malhador), 26ª ZE (Ribeirópolis, Moita Bonita, Nossa Senhora Aparecida e São Miguel do Aleixo), 28ª (Canindé do São Francisco e Poço Redondo), 31ª ZE (Salgado), 32ª ZE (Brejo Grande e Ilha das Flores), 33ª ZE (Poço Verde) e 34ª ZE (Nossa Senhora do Socorro). São municípios de tradicionais brigas entre grupos políticos ou estão surgimento fortes atritos nos últimos dias. O TRE deve começar a votar os pedidos nos próximos dias e depois os casos aprovados seguem para a palavra final do TSE, em Brasília, para confirmar ou negar.


Listão do IPTU circula na internet


Circula intensamente no twitter, facebook e nos grupos de zap a relação com os nomes dos vereadores que votaram favorável ao aumento de 30% no IPTU dos moradores de Aracaju. Aparecem no listão Adelson Barreto Filho (PSL), Adriano Oliveira (PSDB), Agamenon Sobral (PP), Anderson Santos (de Tuca PRTB), Augusto da Silva (do Japãozinho PRTB), Agnaldo Feitosa (PR), Gonzaga de Santana (PMDB), Manuel Marcos (DEM), Ivaldo José (PSD), Jailton Santana (PSC), Renilson Félix (DEM), Robson Viana (PMDB) e Valdir Santos (PT do B).


Vergonhoso - Aqui para nós, um eleitor que vende seu voto por cinquenta dinheiro (R$ 50), uma oncinha, é no mínimo tão malandro quando o candidato que lhe dá a grana. Só dá para perdoar quem está mesmo na miséria. Mas tem muita gente que vende o voto para consumir bebidas alcóolicas.


Militares revoltados


Irritados com os baixos salários e o recebimento parcelado, além do baixo valor do vale refeição, de apenas R$ 8, policiais militares vão se concentrar nesta segunda-feira, 29, às 11h30 no Restaurante Padre Pedro para almoçar. O estabelecimento foi criado pelo Governo do Estado para que as pessoas pobres almocem pagando apenas R$ 1. As manifestações não ficam só por aí. Eles também não pretendem desfilar no dia 7 de setembro, data em que se comemora a Independência do Brasil. Farão apenas uma caminhada na avenida Barão de Maruim.


Debate Via Mídia


1º debate entre os candidatos à prefeitura de Aracaju, na Via Mídia TV, será no dia 01/09, às 20h. A imprensa convidada estará liberada para acompanhar o debate nas instalações da empresa, podendo entrevistar os candidatos no final do programa. Todos os candidatos já confirmaram a participação. No dia 25 de setembro será realizado o debate da TV Atalaia. Quando será o da TV Sergipe?


Fórum Empresarial terá debates


O Fórum Empresarial de Sergipe vai realizar uma série de debates com os candidatos a prefeito de Aracaju. O primeiro a ir ao encontro no auditório da CDL será Edvaldo Nogueira (PC do B), no próximo dia 8, às 19h30. No dia 15 é a vez de Valadares Filho (PSB). João Alves Filho (DEM) irá no dia 22. O horário sempre o mesmo.


Seca e defesa do Velho Chico unem


Não dá para negar que a bancada federal de Sergipe se une quando lhe é cobrada posição em defesa do rio São Francisco e medidas de combate à seca. Todos os oito deputados e três senadores já se posicionaram nesse sentido. Hoje eles precisam ser mais duros na cobrança de ação do Governo Federal. Para o rio, se faz necessário saneamento dos municípios sergipanos que ele banha , dragagem em alguns pontos, peixamentos frequentes, uso da água para a produção irrigada de alimentos e manutenção da vazão em 800 m³/s. No combate à seca, é preciso abertura de poços artesianos e cisternas, dessalinização das águas, abertura de novas aguadas, abastecimento através de caminhões pipa nos povoados secos, industrialização para a geração de empregos e rendas.


Velho Chico -
 Por conta do baixo nível de acúmulo de água no rio São Francisco, a Agência Nacional da Água (ANA) vai baixar a vazão de 800 m³/s para 700 m³/s e, mantida essa tendência de queda, a vazão da Usina Hidrelétrica de Xingó (divisa entre Sergipe e Alagoas) vai terminar sendo feita à base de conta gotas.


Deso deixará 12 bairros sem água


A Companhia de Saneamento de Sergipe ? Deso, informa que, em virtude da execução da interligação dos novos reservatórios construídos no bairro Santa Maria, vai interromper temporariamente o abastecimento de água nas localidades abaixo citadas, na próxima segunda-feira (29), das 07 às 15), Aeroporto, Atalaia, Aruana, Coroa do Meio, Farolândia, Mosqueiro, Padre Pedro, Robalo, Santa Maria, Santa Tereza, Povoado Areia Branca e Povoado São José. Se os serviços forem concluídos antes do horário previsto, o abastecimento será restabelecido sem qualquer aviso. Caso ocorra algum imprevisto dificultando a conclusão dos serviços, o horário poderá ser ultrapassado. A DESO recomenda a utilização econômica da água existentes nas caixas d' água e reservatórios residenciais, evitando-se desperdícios.


Gasolina cara - Nos últimos 60 dias, o preço da gasolina em Sergipe vinha em fase de queda e saiu de 3,89 para até R$ 3,39. Agora voltou a subir e já chegou a R$ 3,56. Assim não dá!


Inauguração em Lagarto


A Caixa Econômica Federal participa, nesta segunda-feira (29), às 09h, em Lagarto (SE), da entrega das 180 unidades do Loteamento Antônio Martins de Menezes, empreendimento do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV) destinado a famílias com renda de até R$ 1,8 mil (Faixa I). A cerimônia contará com a presença do presidente da CAIXA, Gilberto Occhi, do superintendente regional da CAIXA, Marco Antônio Queiroz, e demais autoridades locais.


Cuidado! - Alguns médicos desatualizados que atuam em Aracaju andam receitando para seus clientes produtos de marca que já foram retirados do mercado. Inclusive antibióticos.


Efeito da crise -
 Bares, restaurantes, supermercados e casas de conveniência partiram para economizar ao máximo neste momento de crise. Após efetuar as compras os funcionários esses estabelecimentos registram tudo na máquina do cartão e perguntam se os clientes querem cópias da nota. Se você disser não, a casa agradece, pois economizou cinco ou dez centímetro da bobina de papel. Como se não bastasse isso, muitas lojas estão com os aparelhos de ar condicionado desligados durante o dia, quando a temperatura em Aracaju passa dos 30ºC.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
25/08
18:29

ICMS: Tribunal de Contas recebe impugnações de 27 municípios

A conselheira Susana Azevedo, vice-presidente do TCE (Foto: Cleverton Ribeiro)

Dentre os 75 municípios sergipanos, 27 apresentaram impugnações junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) questionando os índices percentuais provisórios de ICMS relativos ao ano de 2017. Os recursos já foram remetidos pela Corte de Contas à Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), a quem compete consolidar os dados referentes às declarações de informações dos contribuintes.
  
Na relação constam as seguintes localidades: Moita Bonita, Lagarto, Capela, Itabaiana, Estância, São Cristóvão, Areia Branca, Japaratuba, Laranjeiras, Aracaju, Rosário do Catete, Santo Amaro das Brotas, Nossa Senhora das Dores, Barra dos Coqueiros, Tobias, Barreto, Nossa Senhora do Socorro, Divina Pastora, Itaporanga D'Ajuda, Propriá, Itabi, Tomar do Geru, Maruim, Brejo Grande, Frei Paulo, Cristinápolis, Itabaianinha e Riachuelo.

Com a publicação dos índices provisórios no Diário Oficial do Estado (DOE), ocorrida em 28/06, os municípios tiveram o prazo de 30 dias para recorrer. O prazo legal para o estabelecimento dos índices definitivos vai até a última sessão plenária do ano, no mês de dezembro.
  
Relatados pela conselheira Susana Azevedo, vice-presidente do TCE, os índices provisórios de ICMS tiveram como novidade o rateio do Valor Adicionado Fiscal (VAF) da empresa Vale Fertilizantes S/A entre os municípios de Rosário do Catete, Capela, Carmópolis, Maruim, Santo Amaro das Brotas, Nossa Senhora das Dores, Riachuelo, Santa Rosa de Lima, Siriri, Pirambu, Nossa Senhora da Glória, Divina Pastora, General Maynard, Barra dos Coqueiros, Japaratuba, Japoatã, Malhador, Moita Bonita.

O posicionamento da relatora seguiu entendimento da Secretaria da Fazenda, que remete ao Regulamento do ICMS/SE, segundo o qual "Em relação à produção de substâncias minerais, quando a área da jazida se estender por mais de um Município, a apuração será feita proporcionalmente, levando-se em consideração a área correspondente a cada Município, conforme concessão de lavra expedida pelo órgão competente".
  
O ICMS é um tributo cuja arrecadação é do Estado de Sergipe, mas, por mandamento legal, parte do produto dessa arrecadação é entregue aos Municípios sergipanos, proporcionalmente à participação de cada um no movimento geral das operações de entrada e saída realizadas em todo o Estado, observada a legislação específica vigente.

Ascom/TCE


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
25/08
18:12

PMDB apresenta 162 candidatas em Sergipe

Pelo menos 30% das candidaturas de cada partido devem ser reservadas às mulheres, garante a legislação eleitoral vigente. Além de se esforçar para cumprir a lei, o PMDB de Sergipe vai além, garantindo a participação das mulheres não apenas na eleição, mas no dia-a-dia do partido. Como resultado destas ações o PMDB está apresentando nas eleições deste ano 162 candidatas mulheres, em 61 municípios sergipanos – sendo seis delas candidatas a prefeitas, outras seis candidatas a vice-prefeitas e 150 candidatas a vereadoras.
 
Em Aracaju, por exemplo, são oito postulantes às vagas da Câmara Municipal. São elas: Avanize Madalena dos santos (15115); Andreia Cristina Santos (15120); Juliana Bomfim (15072); Josineide Silva (15200); Dalila Maria de Jesus (15888) ; Laudiceia Oliveira da Silva Santos (15670); Licia Vanessa Santos (15890) e Luciana Gabriella Barbosa dos Santos (15500)
 
No interior do estado, as mulheres do PMDB estarão participando ativamente da disputa em vários municípios. Na Barra dos Coqueiros, por exemplo, são sete candidatas à vereança; Em Japaratuba, também são sete mulheres na disputa; em Lagarto, são seis; Em Maruim e Pinhão, cinco; Tobias Barreto e Umbaúba possuem quatro.
 
Prefeitas
Seis mulheres filiadas ao PMDB vão disputar o comando de prefeituras. São elas: Cândida Leite (Riachuelo), que busca a reeleição; Ana Rosa Oliveira (Pinhão); Diva Melo (Pacatuba); Verônica Silva (N. Sra. de Aparecida), também tentando a reeleição; Maria das Graças Souza Garcez (Itaporanga d’Ajuda), buscando a reeleição e Ivete Ramalho de Souza (Japoatã).
 
Vice
Estão na disputa compondo a chapa como candidatas a vice-prefeitas: Maria Aparecida Santana (Santo Amaro das Brotas); Maria Valdirene Aragão (Monte Alegre); Heloísa dos Santos (Malhada dos Bois); Maria Goreti (Itabi); Jaqueline da Silva Souza (Divina Pastora) e Cristiana dos Santos (Cristinápolis).
 
Mulheres na política
De acordo com a presidente estadual do PMDB Mulher, Acácia Calazans, o PMDB Mulher Estadual tem sido atuante, através do seu programa ‘Mulher em Ação’, que desde novembro 2015 trabalha para inserir as mulheres de todo Estado na política. Um dos principais instrumentos para isso são as ‘Rodas de Conversas’, que acontecem em diversos municípios, onde se estimula as mulheres a participarem das atividades partidárias.
 
“E este foi o belo resultado que tivemos, com mais mulheres na política. Vamos agora esperar o resultado das eleições, em outubro de 2016, para avaliarmos o nosso trabalho. Acreditamos no potencial de cada mulher que colocou o seu nome à disposição do partido para que fosse avaliado perante a toda a sociedade, buscando assim ocupar o seu espaço de poder”, falou Acácia.
 
Já o presidente do Diretório Municipal do PMDB em Aracaju, deputado Garibalde Mendonça, disse que a presença da mulher brasileira no conjunto da sociedade é cada vez mais crescente. Entretanto, afirma ele, “não se observa tanto assim nos ambientes legislativos, quando temos na maioria das Casas uma esmagadora presença masculina”.

Para ele, é preciso estimular e movimentar essa disposição feminina, para que as representações nas Casas aumente em proporções mais niveladas. “O PMDB já vem fazendo sua parte, atingindo em algumas cidades, o número mínimo de vagas para mulheres exigido pela legislação eleitoral, como fizemos no diretório de Aracaju, explicou o deputado.
 
 Da Assessoria de Imprensa


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
25/08
12:58

Acusado de homicídio em Parada Gay é preso em São Cristóvão

Agentes da Coordenadoria de Polícia Civil da Capital (COPCAL) prenderam no início da tarde de ontem, 23, Rodrigo Santos Bispo, 18 anos, conhecido como “Gigo”, em cumprimento a mandado de internação por ato infracional análogo ao crime de homicídio, crime ocorrido no ano de 2013. Ele foi preso no bairro Tijuquinha, situado no município de São Cristóvão.

Segundo o coordenador da COPCAL, delegado André Baronto, após denúncias informando que o suspeito estaria no referido local, as equipes foram acionadas a fim de averiguar a veracidade das informações. "Durante as diligências, o jovem foi localizado e identificado. Nesse momento, demos cumprimento ao mandado de internação", explicou.

Imediatamente Rodrigo foi encaminhado à Delegacia Especial de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) e já se encontra na Centro de Atendimento ao Menor (Cenam).

Sobre o crime
O homicídio aconteceu no dia 14 de março de 2013, em uma Parada Gay realizada no conjunto Bugio, onde à época o suspeito era adolescente. A vítima foi atingida com um golpe de faca no ouvido.


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
1 2 3 4 5 6 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos