21/11
00:46

Repasse de royalties para Sergipe ultrapassou os R$ 5,3 milhões, em outubro

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, uma parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), indicou que o pagamento de royalties do petróleo e gás natural, para o estado, no mês de outubro de 2017, ultrapassou os R$ 5,3 milhões, valor referente à produção do mês de agosto do mesmo ano. No comparativo com o mês imediatamente anterior (setembro/2017) o pagamento avançou 1,5%. Porém, em relação ao mês de outubro do ano passado, o resultado foi negativo, com recuo de 8,3%. Essas variações são em termos nominais, ou seja, sem considerar o efeito da inflação no período.

Entretanto, entre janeiro e outubro do corrente ano, o pagamento de royalties superou os R$ 58,1 milhões em Sergipe, representando incremento de 0,7% em relação ao montante acumulado no mesmo período de 2016.

Royalties dos Municípios
No mês de outubro de 2017, o município de Japaratuba teve o maior repasse de royalties, entre todos os municípios sergipanos, recebendo aproximadamente R$ 1 milhão. Enquanto isso, os municípios de Carmópolis, Aracaju, Estância e Divina Pastora receberam R$ 980 mil, R$ 898 mil, R$ 807 mil e R$ 800 mil, respectivamente. Outros municípios como Itaporanga D’Ajuda, Siriri e Pirambu, receberam R$ 775 mil, R$ 708 mil e R$ 686 mil, respectivamente, referente à extração de petróleo e gás.

Unicom/FIES


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
21/11
00:45

Em outubro, foram vendidos 1.519 veículos novos em Sergipe

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE), indicou que as vendas de veículos novos no estado totalizaram 1.519 unidades, no mês de outubro do ano corrente.

O número de veículos novos, aqui referido, diz respeito a soma dos montantes de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus licenciados, pela primeira vez, no período em análise. O primeiro emplacamento do veículo é considerado como venda, por causa do prazo estabelecido em lei para isto. Ou seja, o prazo é de 15 (quinze) dias consecutivos após a data de saída do veículo da loja, localizada no estado.

Em termos relativos, verificou-se alta de 61,1%, em relação a outubro de 2016. Quando comparado com o mês imediatamente anterior, setembro último, a alta foi de 10,3%.

Com os dados de outubro, as vendas realizadas nos dez primeiros meses do ano, situaram-se 17,8% acima do verificado no mesmo período do ano passado.

Vendas por segmento 
As vendas de automóveis e comerciais leves chagaram a 1.474 unidades, apresentando alta de 61,6%, quando comparado com o mesmo mês do ano passado. Em relação ao mês imediatamente anterior, setembro deste ano, verificou-se elevação de 10,6%.

No acumulado do ano (janeiro a outubro), as vendas do segmento ficaram 18,9% acima das vendas registradas no mesmo intervalo de 2016.

Entre os veículos pesados, o segmento de caminhões registrou venda de 33 unidades, ao passo que o segmento de ônibus comercializou doze unidades.

Outros segmentos
As vendas e o licenciamento de ciclomotores, motocicletas e motonetas, a partir de 50 cilindradas, de acordo com a Lei 13.154/2015, somaram 1.046 unidades.

Unicom/FIES


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
21/11
00:38

Licitação do lixo: Emsurb realiza abertura das propostas de preços

A Comissão Permanente de Licitação da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) realizou na manhã desta segunda-feira, 20, a abertura dos envelopes com as propostas de preço das empresas especializadas para a execução dos serviços de limpeza urbana de Aracaju. O edital prevê a contratação das empresas para um prazo de cinco anos, com valor anual dos serviços de R$ 80 milhões.

Das 12 empresas credenciadas na primeira fase de habilitação e análise dos documentos, oito foram habilitadas para esta segunda etapa. A empresa Tecnal Tecnologia Ambiental em Aterros Sanitários Ltda, que foi inabilitada na primeira etapa, teve hoje o retorno da sua participação no certame através de uma liminar concedida pela 18ª vara cível.

Quatro empresas participam da disputa dos quatro lotes: Cavo Serviços e Saneamento S.A, Torre Empreendimentos Rural e Construção Ltda, a Proactiva Meio Ambiente Brasil Ltda e a Tecnal Tecnologia Ambiental em Aterros Sanitários Ltda.

Duas empresas foram habilitadas somente para o lote 3, que corresponde aos serviços de varrição e limpeza mecanizada das praias, a BTS Terceirização de Serviços Ltda e a PP Serviços e Construções Ltda. Já a Planeta Ind e Serviços Ltda e a FM Transportes Ltda foram habilitadas somente para o lote 2, que envolve a coleta, o transporte e a descarga de resíduos sólidos da construção civil e volumosos.

Foto: Marcos Rodrigues


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
21/11
00:37

Edvaldo busca parceria com Energisa para iluminação natalina no Parque da Sementeira

O prefeito Edvaldo Nogueira recebeu, na tarde desta segunda-feira, 20, em seu gabinete, o presidente da Energisa, Ricardo Charbel, para discutir a possibilidade de uma parceria para realização de um evento no período natalino. Nesta primeira conversa, abriu-se a possibilidade de retomada do Natal Iluminado no Parque Governador Augusto Franco, o Parque da Sementeira.

“Fiz um apelo para que a Energisa possa dar a sua contribuição na realização da nossa programação de Natal, dentro do modelo que temos defendido de parceria entre o poder público e a iniciativa privada, em benefício da cidade. A conversa foi promissora, pois a ideia é retomar o projeto de iluminação do Par   que da Sementeira, algo que iniciamos quando eu fui prefeito anteriormente. Teremos uma nova conversa nos próximos dias e acredito que teremos êxito”, destacou o prefeito.

O presidente da Energisa, Ricardo Charbel, disse que a ideia da parceria com a Prefeitura é uma forma de “beneficiar a sociedade como um todo”. “Viemos conversar com o prefeito para ver o que a gente pode fazer junto à Prefeitura em relação ao Natal. Mesmo com a situação do país, com as dificuldades, vamos tentar não deixar passar em branco o período natalino. Voltaremos a nos reunir esta semana para bater o martelo. É provável que tenhamos uma atividade na Sementeira, dentro deste modelo de parceria, para atender a sociedade como um todo. Este é o caminho”, disse ele, que participou da reunião acompanhado do diretor técnico, Juliano Ferraz.

Dentro do projeto de reconstrução da cidade, o prefeito Edvaldo Nogueira já viabilizou a realização do Natal Iluminado, na praça Fausto Cardoso, no Centro de Aracaju, em parceria com a Federação do Comércio de Sergipe. A iniciativa, cujo convênio foi assinado no final do mês passado, compreende a iluminação e ornamentação da área, além da realização de atividades artísticas no local. A programação se iniciará no dia 1º de dezembro e se repetirá anualmente até 2020.

“No meu mandato anterior como prefeito, Aracaju era uma das cidades mais iluminadas no final do ano. Agora, estamos recomeçando este trabalho. Neste primeiro ano, a partir de uma parceria com a Fecomércio, teremos o Natal Iluminado, na praça Fausto Cardoso, que é simbólica para a cidade, e estamos tentando agora a retomada do projeto no Parque da Sementeira com a Energisa. Este é o recomeço de um trabalho que já fizemos no passado e que retomaremos para atrair mais turistas para a nossa cidade”, reforçou Edvaldo.

Foto: Janaína Santos/PMA


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
21/11
00:36

Período Neoclássico será destaque no próximo concerto da Orquestra Sinfônica de Sergipe

O concerto contará com obras de Vaugham Williams, Sibelius e Villa Lobos

Na próxima quinta-feira, 23 de novembro, às 20h30, a Orquestra Sinfônica de Sergipe dará prosseguimento à sua tradicional Série Laranjeiras de concertos, no Teatro Atheneu. Sob a regência do maestro Daniel Nery, que se despede temporariamente da Orquestra Sinfônica de Sergipe (ORSSE) para cursar o doutorado em música no exterior, o grupo apresentará obras neoclássicas importantes como a Abertura da Suíte “As Vespas”, de Ralph Vaughan Williams e o poema sinfônico Finlândia, de Jean Sibelius. O programa encerra com as Bachianas Brasileiras n. 7, de Heitor Villa-Lobos. Os ingressos já estão disponíveis na bilheteria do Teatro Atheneu. A ORSSE é uma realização do Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado da Cultura.

O neoclassicismo na música se refere a um movimento um tanto difuso no século XX, notadamente entre 1920 e 1950. Diversos compositores desse período podem ser reputados como neoclássicos – em geral aqueles que não buscaram uma estética atonal ou o exacerbado uso de dissonâncias e ruídos, mas que continuaram a compor segundo os parâmetros tonais dos séculos anteriores, ainda que, de alguma forma, renovados. Nesse período, a música erudita revive o final do século XVIII e início do século XIX. O neoclassicismo é, pois, basicamente, uma reação às inovações do modernismo alemão da primeira parte do século XX, explica o maestro Nery.

Foto: Ascom/Secult


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
21/11
00:35

Observatório de Sergipe registra queda de 13,6% no índice de desemprego no estado nesse 3º trimestre

A população sergipana ocupada no 3º trimestre de 2017 continuou a mesma do trimestre anterior (881 mil pessoas)

O Estado de Sergipe registrou no 3º trimestre de 2017 queda para 13,6% no índice de desemprego, o que representa um decréscimo de 0,5 ponto percentual frente ao trimestre anterior (14,1%).

O levantamento foi feito pelo Observatório de Sergipe, vinculado a Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua),

Os dados levantados pelo Observatório de Sergipe indicam que a população desocupada no Estado ficou em aproximadamente 139 mil no 3º trimestre deste ano, correspondendo uma queda de 3,5% frente ao trimestre anterior (aproximadamente 144 mil pessoas). O resultado ficou acima do registrado pelo Brasil (12,4%) e abaixo do alcançado pelo nordeste (14,8%).

Na análise por grupo de atividades os setores do “comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas” foram as que mais ganharam trabalhadores: um acréscimo de 14 mil, em comparação ao trimestre anterior. Em seguida vem serviços “domésticos e informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas”, com um aumento de 8 mil  e 7 mil trabalhadores, respectivamente. O grupo que contempla ‘construção civil’ também teve  um incremento de 2 mil trabalhadores.

As maiores perdas ocorreram nas atividades ‘agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura’ e ‘indústria geral’, com 11 mil e 10 mil trabalhadores a menos, respectivamente. 

Ainda de acordo com o boletim, a população sergipana ocupada no 3º trimestre de 2017 continuou a mesma do trimestre anterior (881 mil pessoas).  Já o nível de ocupação, que mede a parcela da população com trabalho em relação à população em idade de trabalhar, atingiu 48,4% no 3º trimestre deste ano, 0,2 ponto percentual a menos que o trimestre passado. No mesmo período de 2016, o indicador era de 48,7%.


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
20/11
19:19

Nota da Comissão Eleitoral do CRC-SE

A Comissão Eleitoral do CRCSE, instituída pela Portaria nº. 014/2017, vem a público informar que seguindo as regras dispostas na Resolução do CFC nº. 1.520/2017 publicou edital convocando todos os interessados a registrarem candidatura para o pleito eleitoral de renovação de 2/3 do Plenário do CRCSE no exercício de 2017.
 
Durante a fase de registro de candidaturas, duas chapas solicitaram registro. Após a instrução do processo, em estrita observância às normas eleitorais (Resolução CFC nº. 1.520/2017), foi realizada sessão plenária extraordinária em 18/09/2017, tendo a Chapa 1 o registro deferido e a Chapa 2 indeferido, em face da existência de 4 (quatro) candidatos que não preenchiam os requisitos de elegibilidade mencionados na alínea “c”, do inciso V, do artigo 6º da já mencionada resolução. Este dispositivo estabelece que profissionais que sofreram punição do Conselho, em processo ético ou disciplinar, nos últimos 5 anos, transitado em julgado, não pode ser candidato. A Chapa 2 foi notificada acerca do indeferimento do registro, procedendo, no prazo legal, à substituição de 2 dos 4 candidatos irregulares. Com relação aos outros 2 candidatos, o responsável pela chapa optou por apresentar alegações de defesa questionando o indeferimento. Em face disto, e, em obediência às normas eleitorais do sistema CFC/CRC’s, o processo subiu em grau de recurso para o CFC. Ao apreciar as alegações dos recorrentes, em sessão plenária realizada em 20/10/2017, o CFC manteve o indeferimento da candidatura, possibilitando, mais uma vez, a substituição dos 2 profissionais irregulares. A Chapa 2 foi notificada da decisão e, assim como fez na fase anterior, não efetuou a substituição dos candidatos.
 
Inconformados com o indeferimento do registro da Chapa, o representante da Chapa 02 impetrou mandado de Segurança com pedido de Liminar, sendo que o Juízo da 1ª Vara Federal de Sergipe deferiu o pedido (processo 0805905-89.2017.4.05.8500), determinando que o CRCSE procedesse ao registro da candidatura da Chapa 02, ato que foi cumprido integralmente pelo CRCSE em 14 de novembro de 2017, com a emissão do ofício nº. 192/2017 – DIREX/CRCSE ao CFC, solicitando a inclusão da referida Chapa no sistema.
 
Ocorre que, por entender que a Decisão Liminar concedida afrontava o Poder Regulamentar e o Poder de Polícia (poder de fiscalizar os profissionais da Contabilidade) do sistema CFC/CRC’s, conferidos pelo Decreto-Lei 9.295/46, o CRCSE recorreu da Decisão por meio de Agravo de Instrumento com pedido de Liminar (processo 0811008-66.2017.4.05.0000), sendo o pleito deferido pelo Desembargador Roberto Machado em 16 de novembro de 2017, determinando a suspensão da Decisão do juízo de 1º grau. Dando cumprimento à decisão judicial, o CRCSE solicitou a exclusão da Chapa 02 do sistema eleitoral, por meio do ofício nº. 195/2017 – DIREX/CRCSE, de 17 de novembro de 2017.
 
No agravo de instrumento o CRCSE demonstrou que a exigência de que o profissional da contabilidade, para se tornar elegível não pode possuir, nos últimos cinco anos, processo ético ou disciplinar, transitado em julgado, encontra fundamento no princípio constitucional da moralidade, bem como no Decreto-Lei 1.040/69
 
Diante destes fatos, a Comissão Eleitoral do CRCSE informa que até ulterior decisão judicial, a eleição de renovação de 2/3 do Plenário do CRCSE, que ocorrerá nos dias 21 e 22 de novembro de 2017, terá Chapa única.


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
20/11
16:01

Eleição do Conselho Regional de Contabilidade poderá ser decidida na Justiça


A eleição para nova mesa diretora do Conselheiro Regional de Contabilidade de Sergipe (CRC-SE), que acontece das 8 horas desta terça-feira, 21, até às 18 horas de quarta-feira, 22, está agitada e promete ser decidida na Justiça. Os contabilistas Vanderson Melo e Alaelson Cruz encabeçam, respectivamente, as chapas 1 e 2. Contudo, o registro da chapa 2 foi indeferido pela Comissão Eleitoral do CRCs por quatro candidatos da chapa não preencherem o requisito de elegibilidade, mas a Chapa 2 conseguiu o mandado de segurança para participar do pleito.
Apesar do mandado da Justiça Federal em Sergipe, cujo processo é de número 0805905-89.2017.4.05.8500, representantes da Chapa 2 denunciam que, pelo menos, até o início da tarde desta segunda-feira, 20, a Chapa 2 não constava no site do pleito: https://www.eleicaocrc.org.br, onde os contabilistas farão a votação virtual. Por outro lado, os nomes dos representantes da chapa 1 já estão inseridos. “Tal atitude impede a visibilidade no sistema de votação servindo apenas como propaganda indireta da chapa da situação, chapa essa apoiada pela atual presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe”, diz nota emitida pela Chapa 2, nessa segunda-feira.
Pelo lado da direção do CRC-SE, uma nota publicada no site informa que, inicialmente, quatro candidatos da Chapa 2 estavam irregulares por sofrerem punição do Conselho em processo ético ou disciplinar, nos últimos cinco anos. Após ser notificada, a Chapa 2 teria substituído apenas dois candidatos. Com isso, o processo subiu para Conselho Federal de Contabilidade, que manteve o indeferimento. Sobre ação judicial, o CRC-SE garante que está “à inteira disposição do Judiciário para prestar os esclarecimentos devidos e cumprir suas determinações”.


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
1 2 3 4 5 6 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos