10/06
16:46

PSB nacional cobra apoio do PT a Valadares Filho para a PMA

Deu no Painel da Folha de São Paujo

O jornal Folha de São Paulo publica na sua edição deste domingo a seguinte informação:

Inflação

Além das cidades que já estavam à mesa de negociação, o PSB de Eduardo Campos passou a exigir apoio do PT em Aracaju para o deputado Valadares Filho em troca da aliança com Fernando Haddad em São Paulo. (Painel)

LEIA TAMBÉM

Déda diz que informação da Folha de S.Paulo não procede -- http://www.primeiramao.blog.br/post.aspx?id=3913


A hora da decisão: Rogério ou Valadares Filho? ---- http://www.primeiramao.blog.br/post.aspx?id=3914
 



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
10/06
10:10

Danilo Segundo garante que Praça da Juventude do Veneza será construída


Durante Sessão Plenária desta quarta-feira, 6/6, o vereador Danilo Segundo (PSB) garantiu que reivindicações dos moradores do bairro Veneza serão atendidas e Praça da Juventude será construída. De acordo com ele, a garantia foi feita por parte do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB).
 

“Há muito tempo os moradores do Veneza solicitam a construção da praça. Abaixo assinados foram feitos,além de uma série de reclamações. A praça da Juventude será feita. É reivindicação histórica e vai atender  os anseios de todos”, afirmou.
 
 O parlamentar destacou ainda que surgiram boatos de que a praça não seria feita. “O prefeito garantiu que irá fazer a praça. Fizemos no Augusto Franco e não vamos fazer diferente no Veneza. Não vamos fazer como alguns grupos políticos que fazem distinção entre a zona norte e a zona sul. Essa será uma conquista dos moradores”, salientou. 

Da Assessoria
Foto: Alberto Dutra


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
10/06
10:10

"A medida provisória 568 comete algumas injustiças", afirma Dr. Emerson

Em pronunciamento na Câmara Municipal de Aracaju (CMA) nesta quarta-feira, 6/6, o vereador Dr. Emerson Ferreira (PT) ressaltou a importância da revisão da medida provisória 568.

O vereador petista discutiu a medida provisória nº 568, que regula a carreira dos servidores públicos federais. Embora conceda algumas vantagens aos servidores, a norma, se aplicada, ocasionará prejuízos irreparáveis aos médicos, os quais sofrerão uma redução de 50% nos seus vencimentos a partir de primeiro de julho, além de apontar para a perspectiva de vários anos sem que aconteça aumento real de salário.
 
"É uma injustiça contra os servidores ativos e aposentados, além de um desestímulo ao ingresso na carreira, levando ao agravo da desassistência pela indisponibilidade de profissionais", disse. Dr. Emerson declarou o seu apoio às manifestações que os trabalhadores estão promovendo em nosso Estado, inclusive com uma assembléia marcada pelo Sintufs para a próxima segunda-feira.

Da Assessoria


Colunas
Com.: 0
Por Kleber Santos
10/06
10:03

Emmanuel participa de entrega de certificados do programa Cozinha Brasil

O presidente da Câmara Municipal de Aracaju, Emmanuel Nascimento (PT) prestigiou na noite desta sexta-feira, 8/6, a entrega dos certificados dos alunos que participaram do programa Sesi Cozinha Brasil. O evento aconteceu na Associação de Moradores do conjunto Bugio.

 De acordo com a nutricionista do programa, Jackeline Araújo, o Sesi Cozinha Brasil  é um programa de caráter social, que ensina receitas simples e de baixo custo à população de trabalhadores e seus dependentes. “A partir de oficinas, palestras e orientação nutricional, os interessados aprendem desde métodos corretos de manipulação de alimentos até formas de aproveitamento integral de talos, folhas, ramas e sementes”, explicou. 

Contribuição
Na ocasião, o presidente da associação de moradores da região, Aragão ressaltou as contribuições que o presidente da CMA tem feito pela comunidade. “Emmanuel é um vereador parceiro da comunidade, que sempre está presente em nossa comunidade, inclusive o programa Cozinha Brasil só está funcionando por causa do apoio dele”, frisou.
 
De acordo com Emmanuel, este projeto é muito importante para a formação profissional da comunidade, já que através do programa é possível ser capacitado e aprender uma profissão. “Hoje em dia o mercado de trabalho está muito exigente, por conta disso, a capacitação profissional é uma grande aliada para quem está a procura de um emprego”, disse. 
 
Por fim, Nascimento agradeceu o convite e parabenizou todos os alunos que participaram do programa e Aragão pelo trabalho desenvolvido em prol da comunidade. “Aragão tem sido muito importante para os moradores do Bugio e Jardim Centenário, ele é um soldado do povo. Esse curso, por exemplo, não seria possível se não fosse com a intermediação de Aragão”, falou.
 
Cozinha Brasil busca ainda conscientizar a população sobre a importância de uma alimentação equilibrada, rica em nutrientes e saudável, cerca de 165 pessoas participaram deste programa que teve o apoio do presidente da associação, Aragão e do vereador Emmanuel Nascimento, além dos profissionais do Sesi. 

Da Assessoria 


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
10/06
09:55

Ricardo Lacerda - Exportações sergipanas batem recorde em doze meses


Ricardo Lacerda*

Professor do Departamento de Economia da UFS e Assessor Econômico do Governo de Sergipe

As exportações sergipanas finalmente se recuperaram de forma robusta em 2012, depois de terem sido fortemente atingidas pela crise financeira internacional de setembro de 2008. Muito dependentes do desempenho das vendas de suco concentrado de laranja, as exportações sergipanas se ressentiram profundamente da baixa cotação do produto no mercado internacional. O preço médio da tonelada exportada por Sergipe de suco concentrado de laranja em 2009 caiu a menos da metade da cotação de 2007. Porém, desde meados de 2010, o preço do produto apresentou notável recuperação no marcado internacional, criando estímulo para a retomada das exportações sergipanas.

Entre janeiro e maio de 2012, as exportações sergipanas alcançaram US$ 66 milhões,
frente aos US$ 38,6 milhões do mesmo período de 2011, uma expansão de 71%. Nos
doze meses completados em maio de 2012, as exportações sergipanas somaram US$
149,8 milhões, o mais alto resultado alcançado para o período e 63% superiores aos
US$ 91,7 milhões dos doze meses completados em maio de 2011, superando ainda em
13% o recorde anterior, de maio de 2008 (ver Gráfico 1).



A elevação das exportações sergipanas em 2012 se deve quase que exclusivamente
à forte expansão das vendas externas de suco de laranja, posto que outros produtos
importantes na pauta de exportações sergipanas, como açúcar e calçados, apresentaram
queda no valor exportado.

As exportações de suco concentrado de laranja (FCOJ) responderam por 57% das
exportações sergipanas dos doze meses completados em maio de 2012. Incorporando
outros formatos de sucos de laranja e derivados da laranja, o percentual alcança 2/3 das
exportações totais do Estado. Em anos muito ruins para as exportações de laranja, essa
participação cai para cerca de 30%.

A dificuldade reside na forte instabilidade na cotação do produto no mercado
internacional, como mostra o Gráfico 2 que apresenta a cotação mensal em dólar
constante e dólar nominal entre 1967 e o início de 2012 nos Estados Unidos. Problemas
climáticos (geadas e furacões) na Flórida, restrições sanitárias e oscilações na demanda
associadas a fatores conjunturais produzem grande impacto na cotação internacional do
bem.



Retomada
No Gráfico 3, podem-se observar as evoluções do volume e do preço médio da tonelada
das exportações sergipanas de suco concentrado de laranja no acumulado de doze
meses. A produção de suco concentrado de laranja (FCOJ) de Sergipe é inteiramente
destinada às exportações, o que permite associar o volume exportado à quantidade
produzida (descontando as variações de estoque). Há uma natural defasagem temporal
entre as variações na cotação de um produto beneficiado de bem agrícola e a resposta de
sua oferta.

No Gráfico, é possível perceber vários episódios dessa defasagem: quando o preço
médio de doze meses se estabilizou no final de 2007, o volume exportado continuou em
ascensão por alguns meses; a redução na cotação somente se traduziu em intensa queda
no último trimestre de 2008. Movimento inverso ocorreu a partir do segundo semestre
de 2010, quando os preços registraram notável recuperação, mas a quantidade exportada
iniciou uma forte escalada a partir de meados de 2011, na série de doze meses.



Como é possível observar no Gráfico 2, a cotação do suco concentrado de laranja
permanece em patamar elevado no início de 2012, com alguns sinais de descida
que podem se acentuar com o agravamento do cenário econômico internacional. O
surgimento de novos mercados que vem compensando parcialmente o declínio de longo
prazo no consumo americano é um alento para as empresas do setor, mas a conjuntura é
de incerteza.


*Artigos anteriores estão postados em http://cenariosdesenvolvimento.blogspot.com/


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
08/06
19:25

Rogério destaca aumento de vagas para cursos de medicina

 A medida anunciada esta semana sobre a ampliação das vagas, segundo o deputado Rogério Carvalho (PT/SE) é bem vinda e dialoga com os anseios de todos que fazem o sistema público de saúde. Carvalho informou ainda que serão mais de mil vagas abertas nas regiões Norte e Nordeste.

"Tem estados na região nordeste que tem menos de um médico para cada mil habitantes e a gente precisa chegar num patamar de 2,5 - 2,8 médicos para cada mil habitantes". O petista ressaltou que é fundamental o aumento de vagas para diminuir essa proporção de médicos por habitantes.

Na avaliação de Rogério Carvalho, que além de deputado federal é médico, a medida estimula a permanência dos médicos nas cidades do interior uma vez que as vagas serão distribuídas em todo o território brasileiro.

"Só a formação de mais médicos vai suprir essa deficiência, e o investimento na abertura de vagas na região nordeste é fundamental, porque a gente tem a menor relação de médicos por habitantes. Com isso a gente, num médio prazo, de seis a dez anos vai reduzir essa diferença", explicou. (Da assessoria)


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
08/06
13:38

Nível de emprego na indústria de material de construção cresceu 4,3% em abril

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Abramat (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Construção), revelou que o faturamento total deflacionado das vendas de materiais de construção, no país, apresentou recuo de 1% em abril deste ano, em relação ao mesmo mês de 2011. Comparando com o mês anterior (março/2012), a redução foi superior, apresentando queda de 11,3%. Entretanto, na análise quadrimestral, houve crescimento no faturamento de 2,2%, em relação ao mesmo período de 2011.

No que tange ao número de empregados na indústria de material de construção, houve expansão de 4,3%, em relação a abril de 2011. Comparado ao mês anterior, o nível de emprego foi praticamente estável, com leve alta de 0,1%.

Por segmento

Em abril deste ano, o faturamento deflacionado das vendas internas dos materiais básicos decresceu 3,2%, no comparativo anual. Em relação ao mês anterior (março/2012), o recuo foi de 9,9%. Na indústria de acabamento houve crescimento do faturamento, sendo 3% maior em relação ao mesmo mês do ano passado (abril/2011), e recuou de 13,8%, quando comparado com março último.

O nível de emprego, no quarto mês do ano, no segmento de produtos básicos e de acabamento para a construção, foi 4,2% e 4,3% superior, respectivamente, na comparação anual. Em relação ao mês anterior, o nível de emprego nos dois segmentos manteve-se praticamente estável.

 A Abramat espera melhor resultado para a indústria de material de construção nos próximos meses, devido à continuidade de programas governamentais, como PAC e Minha Casa Minha Vida, às obras da copa do mundo, à redução dos juros, à maior disponibilidade de crédito imobiliário e às previsões de crescimento da economia brasileira. (Da assessoria)



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
08/06
13:24

MPF processa prefeitura da Barra dos Coqueiros por não colocar placas informativas em obras


O Ministério Público Federal (MPF) moveu uma ação civil contra a prefeitura da cidade sergipana de Barra dos Coqueiros. A administração municipal, representada pelo prefeito Gilson dos Anjos Silva, é acusada de ferir o princípio da publicidade ao não colocar placas de identificação referentes às obras públicas realizadas com recursos federais.

As placas são elementos para promover a transparência das verbas e devem conter informações sobre o valor da obra, nome da empresa responsável, nome do engenheiro responsável e prazo para conclusão do serviço.

O procurador da República autor da ação, Silvio Amorim Júnior, explica que a importância das placas se localiza no fato de que a população tem o direito de conhecer os atos praticados pela administração pública para poder exercer o seu controle social. A ação foi ajuizada depois que a prefeitura não apresentou respostas para a ausência das placas.

Foi detectado através da realização de diligência do MPF que faltam placas referentes às obras de: construção da Praça da Juventude no loteamento Olimar; recuperação do canal do conjunto Prisco Viana; pavimentação e drenagem da Av. Oceânica, no loteamento Antônio Pedro Nascimento; construção da segunda etapa da orla; e, reforma e construção de praça no conjunto Prisco Viana.

Pedido - O MPF pediu à Justiça Federal a concessão de uma liminar para que a prefeitura da Barra dos Coqueiros seja obrigada a afixar as placas informativas no prazo de 30 dias, sob pena de multa diária a ser paga, pessoalmente, pelo prefeito Gilson dos Anjos. O pedido definitivo reitera a solicitação da liminar.

O nº do processo é: 0003071-25.2012.4.05.8500   (Da assessoria)


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 1831 1832 1833 1834 1835 1836 1837 1838 1839 1840 1841 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos