06/12
12:14

No mês de outubro, a arrecadação federal teve expansão de 11,5%, em Sergipe

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Receita Federal, verificou que a arrecadação de tributos federais, no mês de outubro de 2017, ultrapassou os R$ 359 milhões, assinalando expansão de 11,5%, quando comparado com a arrecadação do mesmo mês do ano anterior, outubro de 2016. Na comparação com a arrecadação do mês anterior, o crescimento real ficou em 2,1%. Essas variações consideram o efeito da inflação no período, medido pelo Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA).

No acumulado do ano, de janeiro a outubro do corrente ano, a soma arrecadada com os tributos de competência da União ultrapassou os R$ 3,4 bilhões, crescendo 6%, em termos reais, quando comparado com o mesmo período de 2016.

Composição da Arrecadação Federal de outubro/2017

No mês analisado, a Receita Previdenciária continuou sendo a principal fonte da arrecadação, somando aproximadamente R$ 166,7 milhões, abrangendo 46,4% do total recolhido aos cofres da União. O Imposto de Renda (IR) também se destacou, alcançando R$ 78,7 milhões, compreendendo 21,9% do arrecadado.

O recolhimento da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social – COFINS –ficou em R$ 38,6 milhões, no mês analisado, enquanto que o recolhimento da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido – CSLL – ficou em aproximadamente R$ 20,2 milhões. A Contribuição para o PIS/PASEP ultrapassou os R$ 14,6 milhões. Para o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), a soma arrecadada foi de R$ 7,7 milhões, no mês analisado.

Unicom/FIES


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
06/12
08:45

João Daniel aposta na unidade dos governistas e no sucesso nas urnas em 2018

O deputado federal João Daniel (PT/SE) acredita que o grupo político liderado pelo governador Jackson Barreto (PMDB) se manterá unido e assim disputará as eleições de 2018. Ele avalias que o grupo sairá fortalecido das urnas elegendo o governador, os dois senadores e as  maiorias da Câmara Federal e Assembleia Legislativa de Sergipe. “Acreditamos que a população saberá distinguir quem esteve ao lado do povo e da democracia e quem votou para dar o golpe contra a presidenta Dilma e em seguida o golpe contra o povo que já está afetando toda a população. Nesta visão podemos eleger grande das bancadas para a Câmara, os dois senadores e governador junto com um projeto nacional liderado por Lula”. Ele destacou ainda que até o final deste mês o governador Jackson Barreto decide se será ou não candidato ao Senado Federal em 2018.


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
06/12
07:43

Itabi - Festival do Jegue será realizado nos dias 09 e 10

Neste fim de semana, milhares de pessoas se reunirão no município de Itabi, interior sergipano, para prestigiar a 37ª Festa do Jegue, uma tradição cultural que começou em 1979. Entre os dias 09 e 10, a população se aglomera na rua do Comércio para prestigiar o animal que ainda é considerado sagrado pelos sertanejos, utilizado principalmente como meio de transporte e de trabalho em muitas cidades.

Esse ano, a programação contará com a tradicional corrida do jegue, shows, cavalgada e campeonato de ‘motocross'. Por ser um animal de destaque, ainda é realizado o desfile de fantasias. Para a seleção é premiado a fantasia que entre em harmonia com o tema e a música.

ENCONTRO CULTURAL

Esse ano, a Prefeitura preparou uma novidade, que é o 1º Encontro Cultural de Itabi, que será realizado na sexta-feira, 8 de dezembro, com o tema “Minha Terra, Nossa História”. Nele, diversos artistas sergipanos estarão exibindo a nossa cultura por meio de apresentações de dança, música, literatura de cordel história contada, folclore e teatro. Entre as atrações, shows com Erivaldo de Carira e Zé Manoel.

Já o Festival do Jegue, contará com uma programação especial de artistas locais e nacionais. Shows que prometem agitar a região. Confira a programação:


Sábado- 09

13h- Saulo Hollywood
15h- César Silva
16h- Cavalgada saindo do povoado Mata Grande para Itabi
16:30h- Devinho Novaes
Boate Itinerante
22:30h- Mimika do Arrocha
Boate Itinerante
00h- Ivaldo Maceió
Boate Itinerante
02h- Cintura Fina
Boate Itinerante
03h- Xande e Nanda

Domingo, 10

09h- 3ª Etapa do Campeonato Sergipano de Motocross
14h- Desfile de Jegues Fantasiados
16h- Corrida de Jegues
21h- Sérgio Lucas
Boate Itinerante
23h- Márcia Felipe
Boate Itinerante
01h- Jonas Esticado
Boate Itinerante
03h- Danielzinho e Forrozão Quarto de Milha



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
06/12
07:31

Estado assume a gestão do novo contrato com o Hospital de Cirurgia

Ontem, na Justiça Federal, uma audiência pública decidiu  firmar um acordo de repasse da gestão do contrato com o Hospital de Cirurgia (HC)  da Secretaria Municipal da Saúfe de Aracaju para a Secretaria de Estado da Saúde (SES).


Durante a reunião, ficou decidido que a partir de 1º de janeiro de 2018, é o Estado quem fica responsável por contratar e regular todos os serviços realizados pelo hospital. “Estamos de acordo porque, inclusive, essa é uma tratativa que já vem sendo feita desde o início do ano, proposta pelo MPF. Hoje, em audiência de conciliação, foi homologado o repasse da gestão do contrato para o Estado, e acho que isso será muito importante para a população, visto que o Hospital de Cirurgia é o único que oferece alguns serviços especializados”, declarou a secretária da Saúde de Aracaju, Waneska Barboza.


Para o secretário da Saúde do Estado, Almeida Lima, a oficialização desse processo poderá dar andamento à fila de espera que existe atualmente no Hospital de Urgências de Sergipe (Huse). “A partir de hoje nós já estaremos conversando com o Hospital de Cirurgia para poder estabelecer um contrato de prestação de serviços. Também acabamos de adiantar uma parcela da rubrica estadual, para que o HC restabeleça a prestação de seus serviços de forma imediata. Com isso, esperamos tirar todos os mais de 100 pacientes se encontram em uma fila de espera no Huse, que estão apenas aguardando a retomada dos procedimentos do Cirurgia”, informou.


O Huse e a transferência da gestão


A secretária Waneska Barboza explica que, atualmente, o Huse tem vários pacientes internados para procedimentos ortopédicos, vasculares e neurológicos - procedimentos que apenas o HC é habilitado a realizar pelo Ministério da Saúde em Sergipe. “Nós regulávamos apenas procedimentos eletivos, que acabavam entrando em conflito com a alta demanda vinda do Huse, através da urgência e emergência. Com a gestão do contrato feita pelo Estado, entendemos que esse fluxo possa melhorar consideravelmente, pois a SES poderá organizar de forma integral todos esses processos, possibilitando assim a diminuição da fila de espera dos pacientes do Hospital de Urgências”, contextualizou.


Ainda segundo Waneska, o aporte financeiro do estado também foi um fator determinante dentro dessa negociação. “Tínhamos a necessidade de um aporte maior de recursos para atender as necessidades crescentes da população. Como o Estado passou a ter uma saúde financeira maior e melhor que o município, também devido aos últimos cortes do Governo Federal e aos tetos dos recursos municipais, essa transferência da gestão do contrato com o Cirurgia passou a ser determinante para que pudéssemos garantir uma saúde pública de maior qualidade à nossa população”, justificou.


Encontro de contas e FPM


Ainda durante a audiência, ficou firmado que a equipe administrativa da SMS deverá se reunir com uma comissão do HC para fazer o encontro de contas já na semana que vem. “Inclusive essa solicitação já tinha sido feita por nós, porém não tinha sido cumprida pelo Cirurgia. Em Juízo, nos comprometemos a realizar esse encontro, tão requisitado por nós nos últimos meses, pois temos todas as comprovações do repasse de recursos feito de forma adiantada. Vamos provar que já pagamos além e que, mesmo assim, não tivemos os serviços ofertados pelo HC”, garantiu Waneska.


Como parte desse processo, a SMS realizará uma auditoria contábil no Hospital de Cirurgia, cujo relatório conclusivo será apresentado em Juízo dentro do prazo de 90 dias. Esse procedimento foi aceito pela gestão do hospital durante a audiência, que se comprometeu também a não criar obstáculos injustificados, e a apresentar toda documentação requisitada pelo município.


Quanto ao pedido do Ministério Público Federal, ajuizado no dia 24 de novembro, para a retenção do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) da Prefeitura Municipal de Aracaju, Almeida Lima acredita que não deverá ser necessário, diante do acordo firmado hoje pelas gestões. “Esse pleito do Ministério Público não chegará a acontecer diante do acordo consolidado hoje entre a SES e a SMS, onde não apenas a gestão desse novo contrato com o HC passará para o Estado, mas também os recursos do Fundo Nacional de Saúde, que antes era repassado para Aracaju, e passará a ser depositado diretamente no Fundo Estadual de Saúde”, reforçou.


Responsabilidades


A partir do ano que vem algumas mudanças devem ocorrer no Hospital de Cirurgia. Dentre elas, o Estado de Sergipe se comprometeu a proceder integral regulação dos serviços e procedimentos que venham a ser executados mediante o contratado, além de adotar medidas de ampla e irrestrita transparência quanto às regras de regulação e, principalmente, quanto às filas para cada procedimento realizado pelo hospital.


O Estado também deverá incluir parâmetros objetivos para a viabilização e verificação das filas de atendimento de urgência e emergência, bem como de procedimentos eletivos, atendendo aos ditames da isonomia e necessidades médicas.


Para que o atendimento à população não seja prejudicado durante essa mudança, será composta de imediato uma equipe de transição, formada por servidores municipais e estaduais, além daqueles que já prestam serviço no HC. Com isso, a SMS e a SES impedirão que haja a descontinuidade dos serviços, até que o Estado forme uma equipe definitiva para atuar no Cirurgia.

(Da assessoria)



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
05/12
22:20

Ibarê Dantas – “Leandro Maciel despertava amor e rancor”

Ibarê Dantas lança livro sobre a vida do ex-governador Leandro Maciel nesta quarta-feira, às 17h, no Museu da Gentse Sergipana


No próximo dia 06,  quarta-feira, no Museu da Gente Sergipana, o cientista político Ibarê Costa Dantas lança o livro “Leandro Maynard Maciel - na política do século XX”. A publicação é uma biografia do ex-governador Leandro Maynard Maciel. “Nunca o entrevistei e a imagem que eu tinha de sua atuação no período do domínio militar não era positiva. Por outro lado, ficava implicado com sua enorme liderança, despertando nas massas do século XX em Sergipe paixão e rancor por tanto tempo”, diz Dantas em entrevista ao Jornal da Cidade.

Veja a seguir os principais trechos da entrevista.


Eugênio Nascimento
Da equipe do JC


Jornal da Cidade -  Por que estudar a biografia de Leandro?
Ibarê Dantas -  Ao dedicar-me à História de Sergipe, confesso, não pensava em escrever biografia. Minha formação foi mais voltada para a análise das estruturas da sociedade. Com o tempo, passei a valorizar mais o papel do indivíduo na história.

JC - O que fez mudar de orientação?
ID -  Quando, na década de 1970, investigava eventos da História da República, tais como o Tenentismo e a Revolução de 1930, que resultaram nos meus primeiros livros, notei a presença forte e contínua de Leandro Maynard Maciel no processo político.
Ao escrever sobre os partidos do início da República até 1964, aquela impressão inicial fortaleceu-se pela força de sua liderança e pelas controvérsias sobre suas ações. Comecei, então, a admitir a hipótese de um dia estudá-lo, casando a micro com a macro história a fim de compreender melhor os acontecimentos.
Quando vivia com essas cogitações, aconteceram alguns fatos que me levaram a começar a investigação de sua trajetória política.

JC - Que fatos foram esses?
ID - Em 1997, familiares e amigos de Leandro promoveram uma homenagem na Biblioteca Pública Epifânio Dória para lembrar o centenário de seu nascimento. Em face de minha produção historiográfica, convidaram-me para proferir uma palestra. Ao receber o encargo, visitei a filha Annete Albuquerque Maciel Prado, que me forneceu cópia de documentos do arquivo do pai. Com base nesse material e em anotações de décadas de pesquisa, falei sobre o percurso político do homenageado.
Ao buscar suas origens, estudei a figura do seu genitor e constatei que fora tão destacado no século XIX como o filho no século seguinte. Em 2009, ao publicar o livro Leandro Ribeiro de Siqueira Maciel (1825-1909). O patriarca do Serra Negra e a política oitocentista em Sergipe, as cobranças aumentaram. O historiador e hoje desembargador Vladimir de Souza Carvalho publicou uma resenha anunciando que o trabalho sobre o filho, Leandro Maynard Maciel, estaria ?a caminho, devagar, sem pressa?. De fato, existia o projeto e a lenta investigação. Mas eu não sabia se iria concluir, pois os dados disponíveis me pareciam insuficientes.

JC - Por esse tempo, como você percebia a atuação de Leandro?
ID - Via Leandro como figura um tanto misteriosa e de difícil avaliação. É certo que o mistério foi-se reduzindo com as pesquisas. Mas havia outras limitações. Nunca o entrevistei e a imagem que eu tinha de sua atuação no período do domínio militar não era positiva. Por outro lado, ficava implicado com sua enorme liderança, despertando nas massas do século XX em Sergipe paixão e rancor por tanto tempo.

JC - E porque o interesse em estudá-lo permaneceu?
ID - Diante das controvérsias que existiam sobre suas práticas, convenci-me de que para formar um juízo mais seguro, a alternativa seria investigá-lo com maior abrangência e profundidade. Situá-lo no seu tempo, observar suas mudanças, seu pragmatismo, seu instinto de sobrevivência e adquirir uma visão de conjunto de seus feitos e do seu perfil.

JC -  Em que sentido a biografia ajuda a compreender a História?
ID -  Ao acompanhar, na medida do possível, seus 48 anos de vida pública, percebi que sua atuação ajudaria entender melhor o período. Por exemplo, podemos citar: a política no último quatriênio dos anos vinte e a reorganização partidária dos anos trinta. As primeiras eleições no pós-1930 e escalada autoritária do governo Vargas. A reconstrução do Estado democrático de Direito em meados dos anos quarenta e a formação das agremiações, entre as quais a UDN. O acirramento das lutas partidárias na década de 1950 que se revelou a mais tenebrosa do século XX. Como é sabido, ao ser criado com os quadros que controlavam a máquina pública no Estado Novo, o PSD associou-se ao PR e, juntos, resistiram, envolvendo a Polícia e o Judiciário para derrotar a UDN, o maior partido naquele momento. Com isso, as tensões se acentuaram e os embates se tornaram por vezes violentos. À frente da UDN estava Leandro, apoiado por grande massa de eleitores, muitos do quais dispostos ao enfrentamento.

JC -  E seu governo como se realizou?
ID - Com a alternância de poder do PSD+PR para a UDN, a situação se inverteu com um agravante. O novo grupo situacionista chegava com ressentimentos reprimidos pelos oito anos. Ao final, apesar de administrar numa conjuntura difícil, com adversários respaldados pelo presidente da República, estiagens e carência de recursos, Leandro deixou muitos feitos.

JC - Que obras levaram o seu nome?
ID -  Não conheço nenhuma atribuída por ele. Depois de sua saída, outros governantes deram seu nome a colégio, conjunto habitacional e rua. Vale lembrar que, ao deixar o governo, houve uma certa incursão no plano nacional ao candidatar-se a vice-presidente da República pela UDN na chapa de Jânio Quadros por alguns meses e dirigiu o Instituto do Açúcar e do Álcool. Em meio a essa rica experiência política, muitos foram os reveses, entre os quais a derrota em 1962 para governador.

JC -  E quando os militares intervieram, qual a posição de Leandro?
ID - Ele aderiu como a maioria esmagadora dos principais líderes políticos do Estado. O problema do pesquisador, para estudar sua atuação, era conhecer a posição dos militares. Quando elaborava o livro A Tutela Militar, entrevistei muita gente e reuni muitas informações. Mais tarde, no arquivo da família Maciel, encontrei um bom material. Entretanto, permaneceram lacunas que somente foram preenchidas com o envio dos documentos produzidos pelos militares para o Arquivo Nacional. Sobre Leandro, essas fontes mostram que, enquanto um grupo militar o respaldava, outro tentava cassá-lo. Enquanto isso, ele concorreu ao governo por via indireta. Castello Branco interveio e o impediu, mas autorizou sua candidatura ao Senado pela segunda vez. Como se sabe, a primeira fora ainda nos anos trinta. No final desse mandato, ao pleitear a reeleição em 1974, sofreu sua última derrota que encerrou sua vida partidária.

JC -  E depois que perdeu, como ele viveu na última década de existência?
ID - Nesse tempo, transitou entre a fazenda, a residência de Aracaju e o Rio de Janeiro. Correspondeu-se com amigos e/ou políticos, concedeu entrevistas a jornalistas de Sergipe e da Bahia, leu e opinou junto a autoridades sobre acontecimentos político-eleitorais. Após a morte da esposa em 1980, ou seja, nos tempos de viúvo, no derradeiro quatriênio de sua existência, tornou-se mais silencioso e reduziu a comunicação com familiares até quando faleceu aos 88 anos. Enfim, ao estudá-lo, constatei, mais uma vez, como a investigação de uma personalidade, dentro do contexto de sua época, pode tornar-se esclarecedora para a História, interessante para o leitor e servir de motivação prazerosa para quem passa a vida pesquisando e escrevendo.

JC -  Quando o livro será lançado?
ID -  No dia 6 de dezembro, na próxima quarta-feira, no Museu da Gente Sergipana, na av. Ivo do Prado, 398, Centro, Aracaju.


(Entrevista originalmente publivada no Jornal da Cidade - edição de fim de semana)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
05/12
14:06

Procon Aracaju divulga cartilha com orientações sobre matrícula escolar na rede particular

Com o início do período de matrículas escolares, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), divulga cartilha com esclarecimentos sobre contratos, cobranças indevidas, lista de material escolar e muitas outras informações. O conteúdo elaborado pelo Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon Aracaju) sana as principais dúvidas de consumidores que contratam serviços na rede particular de ensino.      

Entre os tópicos que compõe a cartilha estão explicações sobre os materiais que podem ser solicitados, além de implicações sobre a reserva de matrícula, reembolso, entre outras. "Essa cartilha possibilita que os consumidores tenham conhecimento sobre seus direitos, assim como indica às instituições de ensino quais são suas obrigações. Ambos saem ganhando", afirmou o coordenador de Educação e Pesquisa do Procon Aracaju, Agnaldo Santana.

Fabiana Faro, mãe de Maria Luiza, que tem nove anos de idade, sempre tem as mesmas dúvidas em relação à lista de materiais que recebe na hora da matrícula, assim como sobre os valores das mensalidades. "Eles pedem coisas que a gente não deveria comprar. Não deveríamos ter a obrigação de comprar pincéis para os professores escreverem ou papel para as provas. Também não entendo muito como eles fazem para reajustar os preços das mensalidades", revela Fabiana.

As dúvidas da mãe de Maria Luiza coincidem com as de muitos outros pais e mães que, agora, podem acessar a cartilha para ampliar conhecimento e exigir seus direitos, nesse momento que antecede o próximo ano letivo. A cartilha completa está disponível neste link.  
 


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
05/12
14:03

Variação dos preços dos combustíveis é monitorada na capital


Diante da constante variação no preço dos combustíveis, a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), disponibiliza aos aracajuanos o resultado do monitoramento realizado pelo Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor - Procon Aracaju. Entre os dias 27 e 29 de novembro, a equipe de Educação e pesquisa, do órgão, verificou preços praticados na modalidade à vista e, também, crédito.

Ao todo, 35 postos de combustíveis foram visitados nas zonas Norte, Sul, Centro e Oeste da capital sergipana. A pesquisa revela a diferença de valores repassados ao consumidor em relação à comercialização do álcool, da gasolina comum e aditivada, do diesel e do GNV (gás veicular). É possível constatar, por meio da pesquisa, que  a diferença dos valores entre os pagamentos com dinheiro e com o cartão, chega a 10%.

A tabela que apresenta, além dos valores, a localização de cada um dos postos pesquisados, possibilita que os consumidores possam escolher, de forma consciente, os locais onde foram uso dos serviços. "Sempre buscamos mostrar os melhores preços para estimular a concorrência, assim ajudamos ao mercado e ao consumidor", afirmou o coordenador de Educação e Pesquisa do Procon Aracaju, Agnaldo Santana.

O coordenador também destaca que  os donos dos estabelecimentos estão preferindo lucrar menos e vem amortizando os últimos aumentos, para garantir o fluxo de abastecimento nos seus respectivos estabelecimentos. "Com a divulgação periódica dessas tabelas comparativas de preços, buscamos contribuir com o desenvolvimento do hábito da pesquisa e planejamento dos aracajuanos. Dessa forma estimulamos o consumo consciente", destacou Agnaldo Santana.


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
05/12
11:57

Delegacias Plantonistas: 45 prisões foram registradas no final de semana

Foram 35 na capital e 10 nas delegacias do interior sergipano

A Secretaria da Segurança Pública contabilizou desde a sexta-feira, 1°, até esta segunda-feira, 04, 45 prisões em flagrante nas delegacias da capital e interior sergipano.

Dentre as ocorrências computadas estão os crimes de violência doméstica, porte ilegal de arma de fogo, roubo majorado,furto qualificado, tráfico de drogas, lesão corporal, embriaguez ao volante e corrupção ativa, dirigir sem habilitação, lesão corporal de natureza grave, dano qualificado entre outras.. Foram 35 prisões na capital e 10 no interior sergipano.
 


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos