24/02
21:40

Rogério confirma pré candidatura com apoio de mais de 300 filiados

No fim da tarde, acompanhado de assessores e lideranças, entregou ao presidente do Diretório Municipal do PT, a carta compromisso e a lista de apoio a própria pré-candidatura com mais de 300 assinaturas " Os militantes acreditam que estamos preparados para assumir o desafio de nos colocarmos a disposição dos aracajuanos para nos candidatarmos e, caso aconteça, governarmos juntos esta cidade", comentou o deputado federal mais votado do Estado de Sergipe nas eleições de 2010


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/02
13:34

Sergipe é o segundo do Nordeste em geração de novos empregos em janeiro

Mais 1.781 novos postos de emprego foram criados em Sergipe no mês de janeiro, equivalente a um crescimento de 0,65% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês de dezembro - percentual superior à média nacional, que foi de 0,31%. Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados quinta-feira, 23, que apontam Sergipe com o segundo melhor desempenho da Região Nordeste, inferior apenas ao observado na Bahia (6.861 novos postos).

 

Ainda de acordo com o Caged, em termos absolutos, esse desempenho foi o segundo melhor de toda a série histórica do Caged para o período, sendo superado pelo ocorrido em 2002 (+3.711 postos). Os setores de atividade que mais contribuíram para esta expansão foram a Construção Civil (+1.152 postos), Serviços (+326 postos) e a Agropecuária (+197 postos).

 

O secretário de Estado do Trabalho, Marcelo Freitas, resgata a evolução positiva do Estado não só em nível regional, mas na média nacional.  “Sergipe vem avançando e apresenta, nos últimos anos, um crescimento contínuo no nível de emprego. Creditamos esse momento às medidas tomadas pelo governo Marcelo Déda, que favorecem a criação de emprego. O desafio é manter esse crescimento, que se traduz na melhoria da qualidade de vida do povo de Sergipe”, argumenta.

 

Ainda segundo o Caged, na série ajustada, que incorpora as informações declaradas fora do prazo, no acumulado dos últimos doze meses, o montante de empregos gerados atingiu 18.364 postos de trabalho, correspondendo a um aumento de 7,10%.


Nacional - Em todo o Brasil, a geração de empregos em janeiro teve saldo positivo de 118.895. Em janeiro de 2012, o país obteve um saldo de 118.895 postos de trabalho formal celetista. Este é o quarto melhor resultado da série histórica, e mostra um crescimento de 0,31% em relação ao estoque de emprego do mês anterior.

 



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/02
12:39

MPF notifica ANTT por irregularidades no registro de empresas de transporte de passageiros em Sergipe

Agência concedeu permissão às transportadoras Bomfim e Nossa Senhora de Fátima sem exigir certidões negativas de débitos fiscais

 

O Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) notificou a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para que, em 45 dias, regularize a autorização especial concedida às empresas Senhor do Bomfim Ltda e Nossa Senhora de Fátima Ltda, para a realização do transporte interestadual em Sergipe. De acordo com Inquérito Civil Público instaurado no MPF/SE, as empresas estão irregulares junto à Receita Federal, já que não possuem certidão negativa de débito.

 

No inquérito, o MPF/SE solicitou esclarecimentos à ANTT sobre a permissão e a condição fiscal das empresas, mas não recebeu as informações, o que levou à notificação. O MPF/SE apurou que a que a Senhor do Bomfim Ltda encontra-se com a ?Certidão Positiva com Efeitos de Negativa?, relativa a débitos de contribuições previdenciárias e de terceiros, vencida desde 28/11/2011. Já a Nossa Senhora de Fátima Ltda está em situação fiscal totalmente irregular, pois não apresenta nenhuma certidão negativa nem certidão positiva com efeitos de negativa.

 

Em fevereiro de 2011, o MPF/SE já havia expedido recomendação à ANTT sobre a verificação de regularidade fiscal das empresas de transporte rodoviário de todo o país. Na ocasião, verificou-se que a ANTT não possui normativo que determine a remessa periódica de documentos e certidões que comprovem a regularidade fiscal das empresas que possuem permissão ou autorização especial para o serviço de transporte rodoviário de passageiros interestadual e internacional.

 

Providências ? De acordo com a notificação agora expedida, se o problema das empresas em Sergipe não for sanado, serão tomadas as providências judiciais em relação aos servidores da agência e também e em relação às empresas e seus sócios, já que eles são beneficiários da conduta irregular da ANTT. O MPF/SE vai apurar, ainda, se a negligência do órgão regulador em exigir das empresa os comprovantes de regularidade fiscal caracteriza o descumprimento da recomendação expedida em 2011 para, se for o caso, também tomar as medidas judiciais cabíveis. (Da assessoria)



Economia
Com.: 1
Por Eugênio Nascimento
24/02
12:07

Márcio Macedo defende candidatura de consenso e anuncia apoio a Rogério



O deputado federal Márcio Macêdo defendeu em entrevista nesta sexta-feira, 24, que o Partido dos Trabalhadores (PT) opte por uma candidatura de consenso para a disputa pela sucessão em Aracaju neste ano. Ele anunciou ainda que apoiará a indicação do nome do deputado federal Rogério Carvalho. No entanto, na ausência de um acordo entre os três pré-candidatos - além de Rogério, disputam a deputada estadual Ana Lúcia Vieira e o vice-prefeito Silvio Santos -, o parlamentar trabalhará pela realização de prévias.

Ao ser entrevistado pelo radialista Gilmar Carvalho, no programa Jornal da Ilha, Márcio Macêdo disse que o cenário ideal é a definição da candidatura petista por consenso. "Se chegarmos a um acordo, será o melhor caminho. No entanto, afirmo que ninguém está aqui para sufocar candidatos", ressaltou. Esta será a tese que o deputado defenderá na reunião que o Diretório Municipal do PT de Aracaju realizará nesta sexta-feira.

Segundo Márcio Macêdo, caso as lideranças do partido não cheguem ao consenso, a melhor opção para definir o candidato que irá disputar a sucessão do prefeito Edvaldo Nogueira é a realização de prévias. "Se não chegarmos a uma definição, acredito que as prévias são o mecanismo mais democrático e mais transparente", afirmou.

Ao anunciar a sua opção pelo nome do deputado federal Rogério Carvalho, Márcio Macêdo disse que tomou esta decisão por acreditar que o ex-secretário da Saúde é o mais preparado para a disputa. "Rogério está muito focado, tem densidade eleitoral. Está trabalhando para unificar o partido, está dialogando com a base. Tem experiência administrativa", explicou.

O deputado disse ainda acreditar na manutenção da unidade dos partidos que compõem a base de sustentação do Governo Marcelo Déda. "Todos os partidos aliados têm o direito de lançar candidatos, mas eu defendo que a unidade seja mantida", argumentou.  

Ele afirmou também que agora não é o momento de discutir as eleições de 2014. "Este é o ano de se discutir a sucessão municipal. É muito precipitado falar nas eleições para governador. Isto prejudica a gestão administrativa do Estado", afirmou. (Da assessoria)


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/02
10:55

Meio rural de Sergipe está sendo informatizado

Ação leva treinamento de informática base para produtores do interior do Estado

 

Empreendedores rurais sergipanos estão tendo acesso à informática. Isso está sendo possível graças ao “Curso Básico de Informática”, que está sendo realizado nos municípios de Umbauba, São Francisco e Pacatuba. Até o final de março, cerca de 100 produtores desse três municípios terão acesso à capacitação.

 

O curso é gratuito, tem uma carga horária de 70 horas/aula e está sendo ministrado pelo consultor Rivaldo Bezerra Lima Junior. O conteúdo é direcionado para apresentação do windows 7, word, excel e power point. Em Pacatuba o curso está sendo realizado no Assentamento Campo Alegre, em São Francisco no Assentamento Manoel Dionisio e em Pacatuba no povoado Ponta de Areia.

 

O treinamento faz parte das ações dos Frutos da Floresta, Projeto patrocinado pelo Programa Petrobras Ambiental e apoiado pela CODEVASF, SEBRAE e Prefeituras Municipais. A iniciativa faz parte das atividades para implantação dos Núcleos de Coletas de Sementes, que irá necessitar do acesso informática.

 

Segundo o engenheiro florestal Ronaldo Fernandes Pereira, coordenador geral do Projeto, a proposta é permitir que esses produtores rurais tenham condição de administrar a rede de sementes e suas propriedades.

 

“O treinamento irá ajudar o empreendedor rural a administrar sua propriedade, controlar custos, estoques, gerir o negócio da melhor forma, seja ele um apiário, plantação de hortaliças, criação de caprinos e ovinos. No final da capacitação a proposta é que cada comunidade receba computadores para ajudar no processo de informatização”, orienta Ronaldo.

 

Frutos da Floresta

 

A proposta é desenvolver ações e práticas de conservação, proteção e manejo nos principais ecossistemas de Sergipe, buscando formar uma cultura de conservação e uso sustentável que possam ser multiplicadas respeitando a realidade regional do meio rural. O projeto tem como meta beneficiar 600 famílias sergipanas de 10 municípios e plantar 100 mil mudas de árvores nativas. No Assentamento Campo Alegre, em Umbaúba, o foco do Projeto é estimular a apicultura, os sistemas agroflorestais (que é utilizar de forma sustentável os recursos da mata), além da formação dos núcleos de sementes. (Da assessoria)


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/02
09:00

Exportações sergipanas apresentam crescimento de 29% em relação a janeiro de 2011

Estado envia seus produtos para  Holanda (41,7%), Colômbia (16,2%), Reino Unido (7,8%), Irlanda (7,0%) e Suíça (4,3%). Com relação às empresas exportadoras, os destaques são: Tropfruit (44,6%), Maratá (29,8%), Usina São José Pinheiro (14,1%), Azaléia (6,5%) e Frutaki (4,2%).


Os dados do comércio exterior sergipano para o início de 2012 apontam para a continuação do bom desempenho apresentado no ano anterior, quando o resultado foi o segundo melhor de toda a sua série histórica. Isto porque, as exportações do mês de janeiro registraram um montante de US$ 8,790 milhões, sendo este 28,9% superior ao exportado em janeiro de 2011.

“O governo sergipano tem tido uma atenção especial como o segmento exportador que atua no Estado. Basta ver que já aprovamos a lei que criou a Zona de Processamento de Exportações (ZPE) e temos trabalhado com muita intensidade para que ela se materialize o mais rápido possível. Mas é preciso deixar claro que os números positivos das nossas exportações são uma conquista direta do empresariado que atua e acredita no potencial do comércio exterior de Sergipe”, destacou o secretário Zeca da Silva, do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec).

As importações, por sua vez, apresentaram um recuo de 6,9% no mesmo período, sendo o montante importado de US$ 12,976 milhões. O resultado da balança comercial é deficitário em US$ 4,186 milhões. Já a corrente de comércio registrou um valor de US$ 21,766 milhões.

Ainda que deficitária, a balança comercial sergipana apresenta uma característica positiva para a economia como um todo, como destaca o economista da Sedetec, Danilo Munduruca. “Seguimos com uma pauta de importação que indica que a nossa economia segue aquecida, pois trazemos de fora basicamente insumos e maquinário, o que garante matéria prima e atualização do parque industrial de Sergipe”, avalia Danilo.

Neste início de ano o destaque nas exportações continua sendo o suco de laranja, cujo valor exportado foi US$ 6,465 milhões, o que representou 73,6% do volume exportado no mês. Outros produtos que se destacaram foram açucares (14,1%), calçados (6,2%), frutas congeladas (1,5%) e óleos essências de laranja (1,4%).

Mais números

Os principais destinos dos produtos sergipanos são: Holanda (41,7%), Colômbia (16,2%), Reino Unido (7,8%), Irlanda (7,0%) e Suíça (4,3%). Com relação às empresas exportadoras, os destaques são: Tropfruit (44,6%), Maratá (29,8%), Usina São José Pinheiro (14,1%), Azaléia (6,5%) e Frutaki (4,2%).

Quanto aos produtos importados, destacam-se o sulfato de amônio (20,6%), máquinas para cisalhar metais (5,6%), fios de algodão (4,9%) e outros fios artificiais (4,4%) e bombas volumétricas (4,1%). As principias origens dos produtos importados por Sergipe são: EUA (35,5%), Índia (14,1%), China (13,5%), Argentina (7,0%) e Reino Unido (5,6%). Em relação às empresas que realizaram estas transações, destacam-se: Heringer (22,5%), Ematex (15,4%), Petrobrás (10,0%), Ceconsud (8,6%) e Arumã Embalagens (6,3%).

  (Da assessoria)



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
23/02
20:54

Sergipe cresce e acompanha desenvolvimento econômico da região Nordeste


Nesta quarta-feira, 22, o jornal Valor Econômico publicou uma reportagem especial sobre os avanços da região e Sergipe foi destaque em comparação aos demais estados

O ciclo de expansão econômica pelo qual a região Nordeste vem atravessando nos últimos dez anos não é mais um fato surpreendente. Antes evidenciado pelas mazelas do semi-árido, o Nordeste vem atingindo nos últimos anos um crescimento econômico e de renda familiar superior à média nacional. Acompanhado a passos largos o advento da região à qual está inserido, o estado de Sergipe mostra, a cada ano, que poder ser - e assim vem sendo - muito maior do que seus 21.910,348 km² de extensão.

Nesta quarta-feira, 22, o jornal Valor Econômico publicou uma reportagem especial acerca dos avanços da região Nordeste, e Sergipe foi destaque no que diz respeito à geração de emprego, diminuição das taxas de pobreza e desenvolvimento econômico – com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Além disso, em valores referentes a 2009, o estado apresentou a menor taxa de analfabetismo (16,3%) entre os nove estados do Nordeste, número inferior à média regional que é de 19,5%.

“Estamos em uma situação positiva. Sergipe produziu um crescimento na sua economia superior ao crescimento brasileiro e ao Nordeste, que é a região que mais cresce no país. O nosso objetivo é a geração de empregos. Sergipe é o quarto estado brasileiro que mais gera empregos com carteira assinada e precisamos manter essa perspectiva”, avalia o governador Marcelo Déda, ressaltando que o estado vem batendo recordes sucessivos de geração de empregos.
A publicação do Valor Econômico mostrou que o crescimento médio da geração de emprego, entre 2007 e 2011, foi de 6,7% (perdendo apenas para o Ceará, com 6,9%) - sendo que o crescimento da média regional foi de 6%. Já o crescimento médio do Produto Interno Bruto (PIB), no período de 2003 a 2011, foi de 4,9% - sendo que o da média do Nordeste foi de 4,5%. Outro fator evidenciado foi o da taxa de pobreza (referente a 2009), onde o estado de Sergipe marcou 37,6% (a terceira menor da região) e a média do Nordeste marcou 39,7%.

“São muito bons e favoráveis os resultados que Sergipe vem alcançando em termos de desenvolvimento econômico e social. Sergipe tem o mais alto PIB per capita [valor do PIB divido pelo número de habitantes] do Nordeste, e teve o maior crescimento da renda per capita do Brasil, entre 2001 e 2009. A renda per capita familiar de Sergipe cresceu 58,6% em termos reais, ou seja, depois de descontada a inflação. A média do Nordeste foi de 43% e a do Brasil, 24,1%. A renda per capita de Sergipe, que representava apenas 56% da brasileira, em 2001, passou para 72% em 2009”, analisou o assessor econômico do Governo do Estado, Ricardo Lacerda.

Cadastro Geral de Empregados e Desempregados

Nesta quinta-feira, 23, informações do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged) foram divulgadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) - através de um processamento feito pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-econômicos (Dieese). A pesquisa mostra que, com as admissões (10.619) e desligamentos (8.838), o saldo do número de empregos formais no estado foi positivo, alcançando a o número de 1.781 novos postos de trabalho.

Segundo os dados do Caged, nos últimos doze meses houve um crescimento relativo de 7,1% e um aumento absoluto de 18.364 novos vínculos no que concerne à empregabilidade com carteira assinada. Em termos de emprego, os resultados são ainda mais favoráveis. Nesses doze meses, a Indústria de Transformação de Sergipe criou 3.095 novos empregos formais, taxa de 7,34%, a mais alta taxa de crescimento do emprego entre os estados do Nordeste. Nas atividades comerciais foram 3.719 empregos formais adicionais, em doze meses - uma taxa de 6,82%, a 4ª maior do Brasil e 2ª do Nordeste.
 
“Sergipe, sistematicamente, vem se destacando dentro do Nordeste. Não apenas como um estado em termos de rendimentos, emprego e PIB per capita, mas também em termos dos indicadores sociais, com a terceira menor taxa de pobreza e o menor índice de Vulnerabilidade das Famílias [IFV], calculado pelo Ipea. Observando-se nas mais diversas dimensões do desenvolvimento, Sergipe vem avançando e tem se diferenciado dos demais estados da região, ainda que muito tenha a conquistar nessa caminhada para promover o bem-estar para a população”, projetou Ricardo Lacerda.
(Da assessoria)
 

Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
23/02
20:38

O Nordeste cresce, mas Alagoas tem mau desempenho



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 9 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos