19/02
10:32

Sintasa orienta servidores no CEO do Rosa Elze


A diretoria do Sintasa visitou o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) João de Andrade Garcez, nesta terça-feira (19), no Conjunto Rosa Elze, em São Cristóvão, para orientar os servidores da unidade de saúde, dirimir as dúvidas trabalhistas e distribuir o informativo do sindicato.

De acordo com a diretora do Sintasa, Maria das Graças, a visita no Rosa Elze faz parte do roteiro de viagens que o sindicato tem feito para acompanhar os trabalhadores nas suas necessidades, divulgar as ações do Sintasa e encontrar os trabalhadores da Transurh que ainda não levaram o formulário até a sede do sindicato para dar prosseguimento ao processo judicial para receberem seus direitos.

“Nós temos uma demanda de mais de 900 rescisões, mas desse total apenas 20% foi que apresentou para o sindicato os formulários. Nós estamos aguardando estes trabalhadores. Por isso, essas visitas também tem o objetivo de tentar localizar estes servidores”, diz Graça, que foi acompanhada pelas diretoras Maria Auxiliadora e Maria Edite.

Fonte:www.sintasa.com.br


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
19/02
08:52

Azulinos treinam no “Vavazão”

Após a disputa na Copa São Paulo de Futebol Júnior, onde o time participou pela quarta vez consecutiva, a equipe de base da Associação Desportiva Confiança segue em frente para mais um desafio em 2013. A partir da próxima quarta-feira, dia 20, os garotos proletários dão inicio a disputa do Campeonato Sergipano de Futebol da categoria.
 
Depois dos jogos na “Copinha”, o time Sub-18 do Confiança realizou diversas atividades físicas e técnicas, em busca de um melhor preparo físico para o Sergipão. Na tarde desta segunda-feira, os jovens azulinos tiveram mais um treino técnico, sob o comando do treinador Paulo Silva. Antes, todo o elenco participou de um trabalho físico, sob o comando do novo Preparador Físico da base, Sérgio Dória. Entre os atletas que participaram do treino, estava o meia esquerda Lucas Monteiro. O jovem é o primeiro jogador da base a ser beneficiado pelo Bolsa Aprendizagem, assinado pelo clube azulino no mês passado.
A base do Confiança estreia no Campeonato Sergipano de Futebol da categoria nesta quarta-feira, a partir das 18h15, contra o América de Propriá, no Estádio Antônio Carlos Valadares em Maruim. O jogo será a preliminar do confronto entre os profissionais do Confiança e América.

Da Assessoria
 


Esportes
Com.: 0
Por Kleber Santos
19/02
08:46

Base do Confiança treina para estreia no Sergipão

Após a disputa na Copa São Paulo de Futebol Júnior, onde o time participou pela quarta vez consecutiva, a equipe de base da Associação Desportiva Confiança segue em frente para mais um desafio em 2013. A partir da próxima quarta-feira, dia 20, os garotos proletários dão inicio a disputa do Campeonato Sergipano de Futebol da categoria.
Depois dos jogos na “Copinha”, o time Sub-18 do Confiança realizou diversas atividades físicas e técnicas, em busca de um melhor preparo físico para o Sergipão. Na tarde desta segunda-feira, os jovens azulinos tiveram mais um treino técnico, sob o comando do treinador Paulo Silva. Antes, todo o elenco participou de um trabalho físico, sob o comando do novo Preparador Físico da base, Sérgio Dória. Entre os atletas que participaram do treino, estava o meia esquerda Lucas Monteiro. O jovem é o primeiro jogador da base a ser beneficiado pelo Bolsa Aprendizagem, assinado pelo clube azulino no mês passado. 
 
A base do Confiança estreia no Campeonato Sergipano de Futebol da categoria nesta quarta-feira, a partir das 18h15, contra o América de Propriá, no Estádio Antônio Carlos Valadares em Maruim. O jogo será a preliminar do confronto entre os profissionais do Confiança e América.

Da Assessoria
 


Esportes
Com.: 0
Por Kleber Santos
19/02
08:42

Confiança contrata novo preparador físico para a Base

 Com o objetivo de fortalecer ainda mais a Comissão Técnica do Departamento de Base, a Diretoria do Confiança contratou o competente e experiente Preparador Físico Sérgio Dória. O profissional é considerado um dos mais preparados para a função em Sergipe, com passagens por várias equipes profissionais locais e de outros estados.
 
 Além de assumir a responsabilidade da preparação física das categorias de Base do clube, Sérgio Dória também terá a função de Assistente Técnico do titular do Departamento Profissional, Rogério Juidecce. Ambos vão trabalhar de forma articulada, procurando cada vez mais integrar as ações dos dois departamentos, dentro de uma perspectiva de sinergia e qualificação da preparação física dos atletas do Confiança. 
Segundo o Diretor de Base, Fernando de Andrade, o time do Bairro Industrial sairá mais fortalecido com a contratação do profissional. “Ganha o Departamento de Base, pela possibilidade de qualificação de sua comissão técnica e acima de tudo o Confiança, por passar a dispor de dois profissionais de elevado nível de conhecimento e experiência, que juntos contribuirão para o aperfeiçoamento do processo de preparação dos atletas”, declara.
 
Sérgio Dória já está atuando no Sabino Ribeiro. Na tarde desta segunda-feira, ele comandou os preparativos do treino físico da categoria de base, rumo a disputa no Campeonato Sergipano de Futebol. Nesta quarta-feira, os jovens azulinos dão inicio no torneio, contra o América de Propriá, no Estádio “Vavazão” em Maruim, a partir das 18h15.

Da Assessoria
 


Esportes
Com.: 0
Por Kleber Santos
19/02
07:17

CLÓVIS BARBOSA - Ciclo da Vida

Clóvis Barbosa
Blogueiro e conselheiro do TCE

Akira Kurosawa. Japonês e um dos mais brilhantes cineastas da história do cinema. Qual o cinéfilo que não assistiu Os sete samurais, Yojimbo, O guarda-costas? Pois bem, revi, um dia desses, Viver (Ikiru), um dos mais líricos filmes de sua carreira e com uma grande carga de humanismo. O filme foi realizado em 1952 e, na época, recebeu o prêmio especial do senado de Berlim durante o Festival Internacional daquela cidade. A história: Kenji Watanabe é um servidor público que tinha o maior orgulho de nunca ter faltado a um só dia do seu trabalho numa repartição da prefeitura de Tóquio, durante 30 anos. Era um troféu que ele carregava pela sua vida trivial. Mas um dia ele descobre que está com câncer e o seu tempo de vida é muito curto. O câncer lhe ensinou a redescobrir a vida em relação às suas conquistas e prioridades e se volta para o projeto de construir uma praça na sua pequena aldeia. Um gesto simples, mas importante na reviravolta dada na vida do personagem. Muitas vezes, é no sofrimento que se atinge a felicidade. Não foi Vinícius de Moraes que disse que o sofrimento é o intervalo entre duas felicidades? Pois bem, foi preciso que houvesse a perspectiva da morte para mudar um tipo de vida medíocre. Embora triste e fale sobre esta doença cruel, o filme é a favor da vida. Mas este é o ciclo da vida: nascer, viver e morrer. Entre o nascer e o morrer o homem sempre está à busca da felicidade. E o que é isto? Platão dizia que a felicidade está na busca daquilo que você não tem. E quando consegue não se satisfaz, e se apega a uma nova procura. Em outras palavras, a felicidade nunca se estabelece no homem. Aristóteles, por seu turno, acreditava que a felicidade estava naquilo que a gente já tem. Santo Agostinho diz que a vida virtuosa e a comunhão com Deus levam a uma vida feliz. Já Nietzche diz que não existe a felicidade plena. O homem, para ele, é um ser pervertido. Reduz-se ao prazer da carne.

Na região onde hoje estão situados o Irã e o Afeganistão, no século VII, a.C., Zoroastro foi fundador de uma doutrina religiosa, a que foi chamada, obviamente, de
zoroastrismo, que defendia um estado de felicidade plena quando o bem derrotasse o mal, transformando-se a vida do homem agradável e repleta de justiça e de saúde. O problema é que o bem sempre está guerreando contra o mal e, felicidade que é bom, jamais. Nessa mesma época, dois filósofos chineses apontam dois caminhos para se atingir a felicidade: Lao Tsé dizia que ela poderia ser atingida pela prática de nossas ações, pela relação com a natureza, enquanto Confúcio pregava o disciplinamento rigoroso das relações sociais como fórmula de atingir a perfeita felicidade. O Dalai Lama Tensin Gyatso enfatizava o caminho da autoreflexão. O budismo, doutrina religiosa criada na Índia por Sidarta Gautama, defende a tese de que a felicidade se atinge com o fim do sofrimento. Muitos filófosos identificaram a felicidade associando-a ao prazer, como é o caso de John Locke e Kant. Mas, no século XX, dois filódsofos, o inglês Bertrand Russel e o espanhol Julián Marias voltou a tocar no assunto. O primeiro escreveu A Conquista da felicidade, onde ele usa o método da investigação lógica, concluíndo que para ser feliz é preciso eliminar o egoismo. Para o segundo, autor de A felicidade humana, considera que a humanidade é infeliz, justamente por não se importar com a reflexão filosófica sobre a felicidade. Já no período helênico, Epicuro defendia a tese que ser feliz é ter liberdade e prazer. Por muito tempo chegou a se confundir o epicurismo com o hedonismo. Conversa fiada, o que Epicuro defendia era a tranquilidade da mente e o domínio das emoções. Outras ignomínias foram traçadas através do tempo sobre o assunto. Todos nós sabemos que o futuro é fator de inquietações. Horácio e Epicuro defendiam a vida presente sem se preocupar com o futuro.

Tom Jobim escreveu uma das mais belas músicas do nosso cancioneiro, A felicidade. Para ele, tristeza não tem fim, felicidade sim. E arremata: a felicidade é como a pluma que o vento vai levando pelo ar, voa tão leve, mas tem a vida breve, precisa que haja vento sem parar. Para aqueles que defendem a inatingibilidade da felicidade. Jobim nos conta uma estória: A felicidade do pobre parece a grande ilusão do carnaval. A gente trabalha o ano inteiro pra fazer a fantasia de rei ou de pirata ou jardineira e tudo se acabar na quarta-feira. Ou a felicidade é como a gota de orvalho numa pétala de flor. Brilha tranquila, depois de leve oscila e cai como uma lágrima de amor. Os poetas Pessoa e Drummond têm posições bem simples: Do primeiro, às vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido; Do segundo, ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade. Enfim, filósofos, religiosos, escritores e poetas sempre se dedicaram a tentar definir um tipo de comportamento ou estilo de vida que representasse a felicidade plena. Mas, na verdade, todos procuram a felicidade e não dá para precisar um conceito absoluto. Somos dependentes dessa procura. Com efeito, o que é felicidade para mim pode não ser para outrem. O retorno à tardinha dos pardais com o seu canto agoniado pode ser um momento de exuberância, de satisfação para uns, mas é de chatice para outros. Portanto, não existe uma fórmula acabada que leve o homem a atingir a real felicidade. Ela não existe. Mas há uma verdade que todos devem refletir. Quem faz a felicidade é a própria pessoa. Lembre-se que não se colhe o que não se planta. Há um provérbio aborígene que diz mais ou menos que somos todos visitantes deste tempo, deste lugar. Estamos só de passagem. O nosso objetivo é nascer, crescer e amar... depois vamos para casa. Este é o ciclo da vida!

Post Scriptum. A deselegância do plagiador

Moacyr Scliar, brasileiro, autor de Max e os Felinos; Iann Martel, canadense, autor de As aventuras de Pi. Duas estórias idênticas contadas por escritores diferentes. Scliar fala de um jovem judeu que foge da Alemanha nazista em um navio com destino ao Brasil. No caminho o navio naufraga, mas ele se salva num bote com um jaguar que também vinha na viagem; Martel fala de um jovem indiano que emigra com os pais, dono de um zoológico, para o Canadá. No meio do caminho o navio naufraga e o jovem se salva num bote com um tigre de bengala. A semelhança entre as obras não é mera coincidência; é plágio mesmo. O livro de Martel foi transformado em filme que agora tem 11 indicações ao Oscar de 2013. Questionado com a semelhança das obras, Martel confessou ter usado a idéia do brasileiro e acachapou: “quis aproveitar uma boa idéia estragada por um escritor ruim”. Pena que Scliar, um médico e professor universitário gaúcho, tenha morrido em 27 de fevereiro de 2011 sem ver essa safadeza.



Coluna Clóvis Barbosa
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
19/02
07:01

Rogério Carvalho sugere criação de empresa coletiva de beneficiamento de pesca a marisqueiros

O deputado federal Rogério Carvalho(PT/SE) recebeu uma comissão de representantes de Colônia de Pescadores de todo o Estado para pedir apoio do parlamentar em diversas questões. "Pedi aos companheiros que listassem as necessidades e quais orgãos estão as demandas para que eu interceda, e sugeri a criação de uma presa coletova de beneficiamento de pesca, cujo projeto já encaminhei ao BNDES no ano passado e devo encaminhar em março a outros ministérios para viablizar. Temos que ajudar os companheiros marisiqueiros e pescadores a melhorarem de vida e obter o lucro de sua pesca, que hoje está nas mãos de quem distribui", comentou Rogério.


Reivindicações- A presidente da Colônia dos Pescadores de Neópolis Maria da Conceição, por exemplo, pediu a intermediação com a Adema. "Estamos tendo dificuldades com a liberação de tanques e redes no Rio São Francisco para a criação de peixes. A Adema nos informa que vai fazer um estudo e até hoje não obtivemos sucesso", reivindica.


Já a Secretária Política do Sindicato dos Pescadores de Lima, Núbia de Lima, pediu apoio  para a instalação de uma cooperativa de beneficamento do Pescado em Nossa Senhora do Socorro. "Queremos aproveitar, além do peixe, da ostra, e do camarão, suas cascas para outros sub produtos, como remédios etc. Concordo com a sugestão do deputado em fazer uma empresa, mas penso que os pescadores precisam se articular e se organizar entre si", comentou


Por fim, o vereador  e marisqueiro de Neóplis Cicero Medeiros, mais conhecido como Dadinho, pediu mlehor articulação estadual e federal. "Precisamos de uma pessoa que nos oriente, que seja nosso interlocutor, no estado e no governo federal, uma secretaria da pesca ou uma coordenação para que possam nos ouvir e nos atender?, solicitou. Rogério aguarda a documentação e acredita que a maioria das solicitações serão atendidas ? Tenho certeza que nosso governo irá matender esses trabalhadores como a todos os outros. Assim que receberem os documentos, marcarei as audiências e vou acompanhar de perto os encaminhamentos", concluiu. (Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
19/02
06:40

Déda participa da abertura dos trabalhos na AL/SE e destaca crescimento econômico e social de SE

Durante a abertura da sessão, a presidente da Casa, deputada Angélica Guimarães, salientou o caráter democrático da presença do governador

 

O governador Marcelo Déda participou da abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa de Sergipe (AL/SE) na tarde desta segunda-feira, 18. Esta é a sétima vez que Déda acompanha a primeira sessão legislativa do ano. Na ocasião, ele destacou a independência dos poderes Executivo e Legislativo e apresentou os avanços econômicos e sociais de Sergipe durante sua gestão.

Durante a abertura da sessão, a presidente da Casa, deputada Angélica Guimarães,  salientou o caráter democrático da presença do governador. “A vinda de vossa Excelência a este parlamento marca uma nova etapa na relação entre os poderes Legislativo e Executivo. Todos os integrantes desse Poder prezam, acima de tudo, pelos interesses de Sergipe e pelo bem dos sergipanos”, disse.

“Ao comparecer a essa Casa, afirmo que se existem conquistas a comemorar no meu Governo, e como está demonstrado no Relatório de Atividades 2012, eu as devo compartilhar com o povo sergipano, com os poderes e instituições constitucionalmente autônomas e com a representação política sergipana, nesta Casa e nas Casas do Congresso, sem distinguir entre aliados ou adversários. Agora o que importa é que encontramos o caminho e estamos, todos juntos, removendo os obstáculos que impediram a aprovação do Proinveste, sem nos preocuparmos em encontrar culpados pelos equívocos do passado, mas conscientes de que todos seremos vitoriosos pelos frutos que o povo sergipano colherá no futuro”, declarou Marcelo Déda.

O avanço econômico de Sergipe nos últimos seis anos, a geração de emprego no estado, a recuperação da estrutura rodoviária e o crescimento da agricultura e da pecuária, fortalecendo, assim, a economia do interior e a oportunidade em dinamizar o desenvolvimento do estado através do Proinveste nortearam o discurso de Marcelo Déda.

“Sergipe é um Estado pujante, que se destaca no cenário nacional com boas novas em praticamente todos os setores de sua economia. O Governo de Sergipe conseguiu manter o rumo da administração, o ritmo dos investimentos e a prestação de serviços. Foi assim que garantimos a realização das nossas metas de desenvolvimento econômico com inclusão social. Não foi fácil, claro. Mas o resultado é que, mesmo com uma crise tão grave durante boa parte de nossa trajetória à frente do Governo Estadual, nesses seis anos de muito trabalho lançamos bases sólidas para o desenvolvimento de Sergipe e já começamos a colher os seus frutos”, destacou o governador.

Inclusão Social

Um dos índices que mensuram o crescimento social dos sergipanos é a retirada de 81.797 cidadãos da situação de extrema pobreza. Em 2006, 195.563 pessoas se encontravam nessa condição, com renda per capita inferior a R$ 70. Em 2011, esse  número caiu para 113.766.

“Promovemos a inclusão social como uma das principais metas deste Governo, retirando 81.797 sergipanos da situação de extrema pobreza, respeitando seus direitos e lhes garantindo novas oportunidades de renda. Ou seja, 41,8% dos sergipanos que se encontravam na miséria saíram dessa condição. Significa dizer que o estado de Sergipe, em cinco anos, entre 2006 e 2011, resgatou da pobreza extrema quase metade dos sergipanos que se encontravam nesta humilhante condição. Fortalecemos a economia interna e criamos as condições para que continuássemos a crescer. Dotamos o Estado de uma infraestrutura mais sólida e diversa, como uma nova malha viária em crescente expansão, que integra as diversas regiões do Estado ao mesmo tempo em que amplia também o acesso de Sergipe ao Nordeste e ao País”, afirmou Déda.

Infraestrutura

Obras de infraestrutura, a exemplo da ponte Gilberto Amado inaugurada no último dia 29, e a recuperação da malha viária demonstram o empenho do Governo do Estado na interiorização do desenvolvimento, interligando as regiões sergipanas, facilitando, assim, setores como o turismo e o comércio.

“No último dia 29 de janeiro, inauguramos uma das mais importantes obras estruturantes realizadas nos últimos anos em Sergipe, a ponte Gilberto Amado. Com seus 1.712 metros de extensão, a maior ponte fluvial do Nordeste, não é grande apenas no que ela tem de concreto e extensão. Sua maior grandeza está no fato de que ela viabilizou a integração do litoral sul de Sergipe com a Linha Verde baiana, um dos mais importantes eixos distribuidores do turismo do Nordeste. À ponte Gilberto Amado soma-se o elenco de obras destinadas ao incremento da infraestrutura turística da região sul do Estado de Sergipe, previamente entregues em nossa gestão, a exemplo da terraplenagem, pavimentação granítica e drenagem pluvial no Povoado Caueira , inauguração da Rodovia SE-285, ligando os povoados Convento e Pontal, em Indiaroba, inauguradas ao longo de 2012, além, é claro, da ponte Joel Silveira, inaugurada em 2010. Foi entregue à população também em 2012 a pavimentação asfáltica da rodovia SE-488, estrada com 27 km de extensão, que liga os municípios de Indiaroba e Umbaúba”, enumerou o chefe do Executivo estadual.

Geração de Emprego

A interiorização da geração de emprego e renda também foi citada. Conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), entre 2007 e 2012, o emprego formal no Nordeste cresceu 46%, média anual de 6,5%, enquanto o crescimento do Brasil foi de 39%, média de 5,6%. Em Sergipe, os índices são 53% ou 7,3% ao ano, o que representa o segundo maior crescimento do Nordeste.

“O interior passou a oferecer oportunidades: entre os anos de 2003 e 2006, Sergipe registrou a criação de 41.800 empregos formais, sendo 26 mil em Aracaju e 15 mil no interior. Já no período de 2007 e 2010, foram 63 mil empregos gerados, com 33 mil em Aracaju e 34 mil no interior, ou seja, o interior superou a geração de emprego da capital, o que representa a melhor divisão da geração de renda e do desenvolvimento social e econômico”, exemplificou Déda. (Da assessoria)

 


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
19/02
06:32

OAB/SE cumpre agenda hoje em Brasília

A Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Sergipe (OAB-SE) será representada por seu presidente, Carlos Augusto Monteiro Nascimento, em reunião-almoço que será realizada na sede do Conselho Federal da entidade nesta terça-feira (19), quando será discutida, entre outros assuntos, a implantação do processo judicial eletrônico. Na ocasião, estarão presentes os conselheiros do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Carlos Augusto também representará a Seccional no jantar que será realizado com a participação dos Ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) oriundos do Quinto Constitucional da Advocacia, na mesma data e local.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos