29/03
14:34

Educação esclarece polêmica dos uniformes


Durante entrevista, realizada nesta sexta-feira, 28, a secretária municipal de Educação, Márcia Valéria Lira Santana, desmentiu a informação de que as escolas da rede municipal de ensino estão proibindo alunos de frequentarem às aulas com uniforme da antiga gestão. A diretora Nélida Dantas de Carvalho - que coordena a escola denunciada - também explicou o que ocorreu no local enunciado.

A medida de unificação é, segundo a diretora, exclusiva para Diomedes Santos. "Até o momento, a gente decidiu - em reunião pedagógica - que o aluno só poderia frequentar as aulas com a nova farda, mas por questão de identificação e não porque a secretaria de Educação havia colocado que as crianças do município só poderiam utilizar a nova farda verde. Isso foi uma decisão pedagógica da escola, coisa nossa, exclusivamente por questão de segurança", explica a diretora Nélida Dantas de Carvalho.

O caso chegou à mídia porque a direção da EMEF Professor Diomedes Santos Silva, localizada no bairro Santa Maria, em conjunto com os pais dos alunos, decidiram por apenas um modelo de uniforme. "Alguns pais, por motivo de divergência dos filhos, estavam entrando na escola e agredindo outras crianças. Alunos e irmãos, em outros momentos, estavam fazendo a mesma coisa. O bairro é uma região com constantes casos de violência e já haviam algumas reclamações. Por isso decidiram por um único modelo", complementa a diretora.

Quando questionada sobre a proibição, Márcia Valéria disse que "todas as unidades de ensino recebem, anualmente, seu uniforme por parte da Semed. E nós temos, ainda, algumas unidades de ensino que tem uniforme próprio. Nossos alunos têm a liberdade de optar qual usar".

Márcia Valéria reafirma que "em nenhum momento a escola se posicionou contrária a entrada dos alunos na escola. A diretora deixou claro que, em uma ação pedagógica dentro da instituição de ensino, decidiu que o uniforme mais novo seria usado. Tenho certeza que a escola, até pelo nome de seu patrono, jamais trabalha com a discriminação, tampouco com a idéia de proibir que o aluno ascenda a escola", finaliza.

Da assessoria



Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
29/03
14:29

Cursos de culinária estimulam o empreendedorismo

Dentre os variados cursos profissionalizantes oferecidos pela Fundação Municipal de Formação para o Trabalho (Fundat), órgão vinculado à Secretaria Municipal da Família e Assistência Social (Semfas), estão os relacionados à culinária, como os de Auxiliar de Cozinha e Salgadeiro. Esta área sempre esta entre as mais procuradas na instituição, pois elas proporcionam uma grande possibilidade de inserção no mercado de trabalho, além de estimular o empreendedorismo.

Aluna Joseane Dias de Castro esta matriculada no do curso de Auxiliar de Cozinha e já se mostra entusiasmada com os conhecimentos até então adquiridos. "As aulas e os professores são excelentes, o que nos faz aprender bastante. Aqui não aprendemos somente cozinhar, nós aprendemos várias técnicas que levamos para o dia-dia, para nossa família e isso é muito bom", diz.

Joseane, que já havia trabalhado na área, afirma que pretende continuar na profissão, almejando um dia empreender no ramo da gastronomia. "Com certeza pretendo abrir o meu negócio. E o curso tem um papel muito importante, pois cozinhar não é só ir para o fogão, tanto que as aulas estão me passando conhecimentos que nunca tive, mesmo já tendo exercido a profissão."

Assim como Joseane, Bryan Oliveira, de 18 anos, também está se profissionalizando no setor culinária. Ele está fazendo o curso de Salgadeiro, ofertado recentemente na Fundat e espera que este trabalho possibilite um retorno financeiro que facilite a abertura do seu negócio no futuro.

Sobre o curso, Bryan conta que recebeu muitas dicas e aprendeu técnicas, processos e receitas. "Este curso vai me ajudar a alcançar os meus objetivos. Para começar pretendo trabalhar para alguma empresa e em seguida quero montar um negócio, acho que neste curso, nós todos fomos incentivados a busca crescimento e a nos tornar futuros empreendedores", conta o aluno.

Da assessoria
Foto: Ascom/Fundat




Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
29/03
14:23

Prefeito apresenta planejamento para o futuro de Aracaju


Aracaju se prepara para o futuro e para que todo o crescimento seja planejado e atenda os critérios de sustentabilidade, mobilidade e convivência harmoniosa com os espaços públicos, o prefeito João ao Alves Filho apresentou hoje, 28, os projetos de diretrizes de ocupação urbana do Mosqueiro, ações para mobilidade urbana e a requalificação do Parque da Sementeira. As melhorias e planos para o desenvolvimento futuro foram apresentados pela equipe de arquitetos do escritório Jaime Lerner, responsável pela nova formatação que melhorará significativamente a vida do aracajuano.

Durante apresentação dos projetos, o prefeito João Alves destacou a competência dos arquitetos responsáveis e da grande satisfação em poder oferecer à população de Aracaju o que existe de melhor tanto na parte de infraestrutura como em relação ao transporte coletivo.

"Aracaju será uma nova cidade. Todos os projetos que foram apresentados foram pensados para a população. Essa estrutura que vamos fazer é ampla e envolve várias áreas. Um grande problema que encontramos quando assumimos foi a existência de um planejamento que acabava com o sistema integrado com as outras cidades que compõem a Grande Aracaju. O segundo foi o projeto apenas com quatro eixos para o transporte. Com o novo projeto teremos mais dez eixos, e que não implicou em aumento de custos", revelou João Alves.

O prefeito também ressaltou que o projeto será cumprido em etapas e para a conclusão do mesmo, principalmente o referente à mobilidade urbana, deve haver aprovação do Ministério das Cidades. "Posso dizer que estamos em fase final e acredito que em pouco tempo poderemos liberar a licitação. O transporte coletivo, por exemplo, há mais de 30 anos não era renovado. Uma cidade sem planejamento urbano é como um navio à deriva".

Com grande conhecimento sobre o planejamento na capital sergipana, Jaime Lerner foi o arquiteto responsável pela implantação do sistema de transporte coletivo de Aracaju há 39 anos, no primeiro mandato do prefeito João Alves, e posteriormente pela ampliação do sistema transformando-o em integrado para toda a Grande Aracaju.

Jaime Lerner apresentou os projetos que planejam Aracaju para o futuro, e elogiou a preocupação do prefeito com o crescimento desordenado da capital sergipana e em proporcionar ao aracajuano uma melhor qualidade de vida.

"Desenvolvo projetos que me permitem percorrer o mundo trabalhando e conhecendo pessoas. Posso dizer, com certeza, que no Brasil existem cerca de quatro pessoas que desenvolvem projetos para a cidade e que são capazes de concluir os mesmos, dentre eles está João Alves. Por isso, solicitei aos nossos arquitetos que criassem excelentes projetos", pontuou Jaime Lerner, destacando ainda que as concepções criadas para o futuro de Aracaju levariam normalmente seis ou oito anos para conclusão, mas que, se tratando de João Alves, ele concluiria muito antes.

Área de expansão

A região do Mosqueiro, conhecida como Zona de Expansão e que equivale a aproximadamente 40% do território de Aracaju, será completamente modificada e a execução do projeto tornará o bairro modelo, pois atende os requisitos para que sejam construídas habitações, principalmente para a população de baixa renda e espaço reservados para a construção de escolas e hospitais. O ponto alto do projeto será a realização da grande obra de macrodrenagem, terminando definitivamente os transtornos causados pelas chuvas na região.

Considerado um dos grandes projetos de planejamento para ocupação urbana, as diretrizes para a região do Mosqueiro contemplam toda a área de expansão com propostas que abrangem todo o bairro, como o transporte coletivo para aquela área, o meio ambiente tão presente na região, sistema viário com grandes avenidas, uso consciente do solo e a macrodrenagem.

O projeto prevê a criação de canais e lagoas, fazendo um aproveitamento das áreas alagadas predominantes no local, que juntamente com as obras de drenagem, acabarão com problemas de alagamento que tanto perturbam os moradores.

Mobilidade Urbana


Aracaju foi a segunda cidade a implantar o sistema integrado de transporte coletivo. Hoje o chamado de BRT integra as estações de ônibus de forma moderna e é utilizado em mais de 160 municípios do mundo. No quesito mobilidade urbana, Aracaju contará com dez corredores exclusivos para ônibus, sendo que cinco são para uso de veículos BRT.

O planejamento é que os veículos utilizados no transporte, após a licitação, tenham ar condicionado, sejam articulados e com portas dos dois lados, facilitando o acesso dos passageiros, já que os abrigos serão colocados em pontos estratégicos nos dois lados das vias.

Os BRTs terão preferência no trânsito, com a sincronização dos sinais, ou seja, quando um veículo se aproxima de um semáforo, este fecha de forma automatizada para a passagem dos ônibus, agilizando o transporte.

O prefeito lamentou a decadência que se tornou o transporte coletivo. "Quando acabou minha primeira gestão como prefeito da capital, o usuário do transporte coletivo esperava no máximo 15 minutos nos pontos de ônibus", comunicou.

Parque da Sementeira

Os arquitetos do escritório Jaime Lerner apresentaram um projeto arrojado de requalificação do Parque Augusto Franco, mais conhecido como Parque da Sementeira. O parque, que é frequentado pelos aracajuanos principalmente no começo da manhã e a partir do final da tarde, terá sua área melhor aproveitada com projetos que incluem praça sensorial, de sombras, dos cactos, área de contemplação, orquidário e muitos outros, tornando o local em um novo cartão postal para a cidade.

Outro ponto que chamará bastante atenção no Parque da Sementeira é a criação de uma área com arquitetura diferenciada e com uma passarela sobre a avenida Beira Mar. A estrutura que será construída irá abrigar parte da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e outros setores administrativos, transformará a paisagem do local.

Da assessoria


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
29/03
13:44

Angélica Guimarães é candidata única ao cargo de conselheira do Tribunal de Contas

Concluído o processo de inscrições para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, nesta sexta-feira (28), a presidente da Assembleia Legislativa, deputada estadual Angélica Guimarães (PSC) foi a única que registrou candidatura e terá seu nome analisado pelos demais colegas, na sabatina e em plenário. A Mesa Diretora da Casa deverá designar os membros de uma comissão especial para sabatinar, analisar a documentação e emitir um parecer sobre o projeto de decreto legislativo que versará sobre a candidatura de Angélica Guimarães.

 

A vacância do cargo no Tribunal de Contas está em questão desde a aposentadoria do então conselheiro Reinaldo Moura, em dezembro passado. A vaga cabe indicação do Poder Legislativo. Candidata única, Angélica Guimarães reforçou a unidade do Poder que representa. “Tenho que agradecer, publicamente, a dois gestos de desprendimento dos deputados Luís Mitidieri (PSD) e Garibalde Mendonça (PMDB). Ambos com potencial para representar bem o nosso Poder no TCE, mas recuaram em suas pretensões para permitir-me representa-los naquela Corte de Contas”.

 

Angélica Guimarães disse ainda que tem consciência do desafio e da responsabilidade que terá pela frente. “Como médica, como profissional da saúde e como mãe, aprendi desde cedo a ter responsabilidade sobre as vidas das pessoas. São muitos anos dedicados ao Poder Legislativo, dando minha humilde contribuição ao sonho de se construir um Sergipe melhor. O desafio de julgar contas no TCE não me assusta. Sempre encarei de frente minhas obrigações, atuando com ética e responsabilidade”.

 

“Estou determinada a continuar fazendo o melhor por Sergipe, agora na Corte de Contas, colocando meu nome a disposição dos meus pares para apreciação em sabatina e em plenário. Essa unidade é positiva. Fortalece ainda mais o Poder Legislativo, poder que muito me honra em representa-lo. Não sou candidata de um partido ou grupo político. Sou candidata desta Casa! Essa é uma vitória da Assembleia Legislativa como um todo”, completou Angélica Guimarães. (Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
29/03
06:13

JB é o primeiro a elaborar um plano de cargos e salários para os servidores estaduais

O governador de Sergipe ,  Jackson Barreto,  promoveu um ato histórico ao assinar, pela primeira vez, um Plano de Cargos Carreiras e Vencimentos (PCCV) para os servidores públicos civis do Estado. Esta é uma conquista sem precedentes e representa o cumprimento de um compromisso assumido com os servidores públicos de Sergipe. O projeto foi enviado ainda nesta sexta-feira ao Poder Legislativo Estadual.

O projeto institui a tabela de vencimentos, as formas de progressão funcional, o enquadramento dos servidores, a implementação e administração do plano, além do conjunto de normas que disciplinam as atribuições ou atividades dos cargos públicos que indica, a forma vencimental, a progressão funcional e o desenvolvimento do servidor público dentro da estrutura organizacional a que esteja vinculado.

Também foi assinado o plano que normatiza o PCCV do grupo ocupacional de Arquitetura e Engenharia da administração pública estadual direta, autarquias e fundações públicas do Poder Executivo Estadual.

“Encaminhamos os referidos projetos ainda hoje (sexta), para que sejam apreciados e votados antes do prazo determinado pela lei eleitoral. Esse foi o meu compromisso com o Sintrase, com a sua diretoria e com todas as categorias com quem tenho conversado. Eu sempre declaro que busco atender a todos, mas o meu primeiro compromisso é com os servidores vinculados ao Sintrase, que são os servidores que não tiveram oportunidade de receber os aumentos e benefícios que outras categorias experimentaram”, argumentou o governador, referindo-se a recentes negociações com outras categorias funcionais.

“Eu acabei de assinar essa grande vitória dos funcionários públicos e me orgulho em ser o governador que, pela primeira vez, assina o plano de cargos e salários de servidores. É muita emoção para mim. Eu sempre disse que governaria pensando em todos, mas sempre olhando em primeiro lugar para àqueles que mais precisam do governo, os assalariados, os que ganham menos, que agora serão beneficiados”, sentenciou, emocionado o governador, ao abordar os efeitos do plano que beneficiará todo o conjunto de servidores públicos estaduais. (Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
29/03
06:07

Jackson reencaminha projeto do ProRedes à Assembleia Legislativa

Na tentativa de buscar meios que resultem em melhoras no atendimento oferecido à população sergipana pela rede pública de saúde do Estado, o Governo de Sergipe reencaminhou à Assembleia Legislativa, no início da tarde desta sexta-feira, 28, o Projeto de Lei que autoriza o Poder Executivo Estadual a contratar operação de crédito externo no valor de até US$ 100 milhões, junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID. O valor destinado ao ProRedes visa o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS). O documento substitutivo encaminhado nesta tarde atende a solicitação da Casa, que pediu a detalhamento do projeto.

O governador já tinha feito o detalhamento da destinação dos recursos anteriormente, mas a Assembleia havia colocado alguns obstáculos quanto à possibilidade de remanejamento de 25% dos elementos dentro dos componentes do projeto. A flexibilização era necessária caso, no futuro, surgisse ou se identificasse uma necessidade, urgência ou prioridade, dentro dos termos já contidos no documento, mas não especificada anteriormente. Para atender à solicitação da Casa, esse percentual da primeira versão foi retirado, e a especificação da destinação dos recursos apresentada de forma ainda mais clara do que a contida na primeira versão encaminhada.

“A Assembleia estava exigindo que nós mostrássemos como seriam aplicados estes recursos e nós enviamos um novo projeto com uma nova formatação, mostrando de forma clara e objetiva como serão aplicados estes recursos específicos para área da Saúde. A Saúde é uma responsabilidade do governador, mas também uma responsabilidade dos deputados, nós somos poderes constituintes, o Governo do Estado é o Executivo e a Assembleia é o Poder Legislativo. Desde o mês de agosto do ano passado que o Governo do Estado enviou esse projeto pedindo a autorização da Assembleia para contrair este empréstimo ao BID, ainda foram entendimentos realizados pelo governador Marcelo Déda. Eu peguei já o bonde andando, continuei a fazer os entendimentos, porque no momento em que o Estado está em crise, a obrigação do governador é cair em campo, porque o povo espera uma resposta do governador, eu fiz isso”, desabafou Jackson Barreto.

O objetivo geral do ProRedes é contribuir para a melhora da saúde da população de Sergipe, especialmente a mais vulnerável, por meio do fortalecimento da gestão do SUS e do SUAS e da expansão da rede física de serviços especializados de saúde de média e alta complexidade.

“Se a Saúde está em crise, não temos dinheiro para atender as demandas desta área e o Estado tem capacidade de endividamento, eu fui buscar onde tinha dinheiro para tomar emprestado. É assim que eu faço e qualquer pessoa faz quando tem dificuldades, toma emprestado. São quase R$ 250 milhões para recuperar a saúde em todo o estado, fortalecer o Huse, os hospitais de todas as regiões e atender os programas específicos para hipertensos, diabéticos e portadores de oncologia e outras doenças. O governador arranjou estes R$ 250 milhões e esse projeto está na Assembleia desde agosto do ano passado, e a deputada Angélica Guimarães, todos os dias, prometia que iria ler, tramitar o projeto e não lê, está segurando o projeto, porque a maioria da Assembleia está consciente que precisa aprovar este projeto. Eu estou preocupado em administrar o Estado e resolver os problemas do povo. Eu busquei recursos para Saúde e esses recursos estão engavetados na Assembleia Legislativa há quase oito meses”, protestou de maneira indignada o governador.

A preocupação e pedido de celeridade do governador se justifica, ainda, porque representante do BID telefonou para o governador informando que o Estado só tem até o próximo dia 11 de Abril para aprovar e sancionar a lei, que destina recursos exclusivos à saúde. (Da assessoria)


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
28/03
09:49

Albano Franco diz em Brasília que João Alves deverá apoiar Jackson Barreto

O ex-governador do Sergipe  Albano Franco (PSDB) declarou  à Política Real que o prefeito de Aracaju, João Alves (DEM), deverá apoiar o governador Jackson Barreto (PMDB), que é candidato à reeleição.  Pela avaliação do tucano, o PT que, através de Rogério Carvalho (PT-SE), está trabalhando para indicar o nome ao Senado na chapa do peemedebista, teria que se contentar em ficar com a outra vaga na chapa majoritária: a vice-governadoria. Albano Franco esteve em Brasília para participar de reunião de rotina da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e, também, para participar do lançamento da Agenda Legislativa da Indústria ao Congresso Nacional nesta última terça-feira,25,  disse ainda ser “um aposentado”  da  política. Mas está convencido que João Alves evitará um confronto e deverá apoiar seu antigo adversário, Jackson Barreto. (Mais detalhes sobre o assunto no http://www.politicareal.com.br/noticias/tempo-real/32195/jackson-barreto-deve-ter-apoio-de-joao-alves-em-sergipe-acredita-albano-franco#.UzQmQ85Rvv0



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
28/03
06:57

Grupos JCPM e NB, juntos na Hora do Planeta

Neste sábado, 29 de março, os Grupos JCPM e NB Empreendimentos, que atuam em Aracaju na administração dos Shoppings RioMar e Jardins, unem-se pela terceira vez consecutiva à Hora do Planeta - movimento global que objetiva chamar atenção para a necessidade de racionalizar o uso da energia. Para isso, estimula que as pessoas desliguem durante uma hora as luzes e equipamentos eletrônicos como forma de manifesto ao aquecimento global e aos problemas ambientais enfrentados pela humanidade. Neste dia, os centros de compra terão suas fachadas apagadas e as luzes internas reduzidas no período das 20h30 às 21h30. O movimento promovido mundialmente pela WWF tem mobilizado, a cada ano, mais de 1 bilhão de pessoas em mais de 150 países de todos os continentes. No Brasil, a Hora do Planeta tem organização da WWF-Brasil - ONG que auxilia na busca por soluções para reduzir o impacto das empresas e do consumo de uma forma geral sobre o meio ambiente. Neste sábado, reduza você também as luzes de sua residência e dê sua singela contribuição ao planeta. Afinal, são com pequenos gestos que construímos um mundo melhor. Mais informações, acesse www.wwf.org.br.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos