25/03
06:25

HOJE - Câmara de Aracaju lança Prêmio de Poesia Marcelo Déda

 A Câmara Municipal de Aracaju lança na manhã desta terça-feira (25/3) o Prêmio de Poesia Governador  Marcelo Déda, em homenagem ao então governador que morreu vítima de câncer no estômago em dezembro do ano passado. A iniciativa é do presidente da Casa, Vinícius Porto (DEM). "Além de político, Déda era um escritor, um poeta", disse o vereador ao ressaltar que o lançamento do concurso também é uma forma de incentivar o desenvolvimento cultural e intelectual dos alunos da rede municipal de ensino.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
25/03
06:16

ESTÁ EM ÉPOCA - Sergipana e alagoano denunciam novo ministro em revista de circulação nacional

A  maquiadora Sheila Góis, moradora de Aracaju (SE), tomou um susto quando ouviu a televisão anunciar, na segunda-feira da semana passada, a posse de seis novos ministros, entre os quais Gilberto Occhi, ex-superintedente  da CEF,  em Sergipe,  no Ministério das Cidades, por indicação do PP.

"Não é possível que esse homem tenha virado ministro. Estou decepcionada com a presidente e com nojo da política?, disse ao marido. A 280 quilômetros dali, em Maceió, Alagoas, o empresário Márcio Coelho também assistia ao Jornal Nacional. Ao saber da mesma notícia, tomou um susto. E se revoltou. "Entregaram o ouro para os bandidos", pensou, segundo informou para a revista  ÉPOCA, de circulação nacional.

Tanto Sheila quanto Márcio conheceram Occhi quando ele era apenas um burocrata da Caixa Econômica Federal no Nordeste. Ambos acusam Occhi -  que ingressou na Caixa no início dos anos 1980 -  de obrigá-los a contratar serviços bancários para que pudessem conseguir um financiamento. O nome dessa prática condenável é "venda casada".

Até dois anos atrás, ela era crime. Na semana passada, ÉPOCA conversou com os dois e teve acesso a documentos do Ministério Público, da Justiça Federal e de uma representação feita na Polícia Federal em Alagoas em junho de 2010. Eles apontam irregularidades cometidas por Occhi em sua passagem nos cargos de superintendente da Caixa em Sergipe e Alagoas. (com dados da revista EPOCA)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
25/03
06:02

Decisão Judicial - Suspensa votação da aposentadoria de Flávio Conceição

O desembargador Ricardo Múcio, do Tribunal de Justiça de Sergipe, concedeu liminar ao conselheiro aposentado do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SE), Flávio Conceição, que lhe garante o direito de ampla defesa e proíbe a realização da nova sessão de julgamento de sua aposentadoria, prevista para acontecer  às 9h da próxima quinta-feira.

Em sua decisão, que foi publicada ontem pelo TJSE, o desembargador diz que, ao determinar a realização de um novo julgamento, o Superior Tribunal de Justiça (STJ), com sede em Brasília, decidiu que tudo tem que começar do ponto zero. Para  que haja um  novo julgamento, dentro dos trâmites legais, se faz necessário um novo processo e com prazos para ampla defesa.

A necessidade de um novo processo também se justifica pelo fato de os Tribunais de Contas da União (TCU) e do Estado (TCE) terem julgado parte do processo que atinge a Guatama e ter inocentado envolvidos.  O desembargador Ricardo Múcio atua como relator do caso.

Flávio é acusado de ferir o decôro no exercício do cargo de conselheiro, quando foi flagrado em escuta telefônica, autorizada na época pela Ministra Eliana Calmon, do Superior Tribunal de Justiça, a pedido da Polícia Federal, praticando supostos atos de advocacia administrativa em favor da Construtora Gautama, à época responsável pela construção da Adutora do São Francisco, que trazia água do rio São Francisco para Aracaju.

Flávio agia, segundo denúncia, como um autêntico defensor da construtora, pressionando gestores e autoridades na busca de atender os interesses daquela empresa, chegando ao cúmulo, enquanto responsável pela defesa do erário, brigar no Tribunal de Contas para que a DESO, responsável pela obra da adutora, não contratar uma empresa de auditoria para analisar as contas da obra.

A polícia Federal, por autorização do STJ, desencadeou a chamada Operação Navalha sobre o tema, sendo preso, além de Flávio Conceição, outras pessoas e autoridades nos Estados do Maranhão, Alagoas, Sergipe e Bahia. (publicada originalmente no Jornal da Cidade)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/03
08:29

O encolhimento do saldo comercial brasileiro – Parte 2

Ricardo Lacerda*

Um aspecto significativo da evolução do comércio exterior brasileiro nos últimos anos é que o perfil das exportações, seja por categoria de uso dos produtos (bens de consumo, bens de capital e insumos), seja por classe de fator agregado (produtos básicos, semimanufaturados e manufaturados), modificou-se radicalmente, em uma magnitude muito mais ampla do que o perfil das importações.

Tem sido destacado nas análises sobre o comércio exterior brasileiro o processo de reprimarização de nossas exportações: entre 2002 e 2013 o valor das exportações de bens básicos se expandiu a ritmo muito intenso, extraordinários 567%, enquanto o de produtos industrializados cresceu uma taxa também bastante elevada, mas muito inferior àquela, 184%.

As exportações de produtos manufaturados que representaram mais da metade (54,7%) de nossas vendas externas em 2002, em 2013 respondiam por 39%. Nesse mesmo período, as exportações de produtos básicos saltaram quase 20 pontos percentuais de participação, de 28,1% para 46,7% do total.

Reprimarização

O que queremos destacar no presente artigo é que parcela expressiva dessa reprimarização é muito recente; procedeu-se após o início da crise financeira internacional, quando as vendas para alguns dos nossos principais parceiros comerciais, que costumeiramente adquiriam produtos industrializados, passaram a apresentar desempenho muito inferior ao das vendas para parceiros mais focados na aquisição de bens primários, indicando que a mudança da pauta exportadora está fortemente associada aos mercados de destino.

Tal mudança de perfil esteve associada, como se sabe, ao forte incremento da demanda mundial por commodities minerais e agrícolas que se seguiu à expansão econômica chinesa.

O fato mais preocupante é que a expansão das exportações de produtos manufaturados foi interrompida após a deflagração da crise financeira de 2008, em um processo similar ao que se verificou com a evolução da produção física da indústria brasileira.

Fator agregado
Entre 2002 e 2008, todos os grupos de fator agregado apresentaram desempenho muito favorável nas vendas externas, ainda que as vendas de produtos básicos tenham apresentado resultados muito superiores aos dos outros dois grupos: crescimento médio anual de 27,6%, enquanto as vendas externas dos semimanufaturados se expandiram a taxas anuais de 20,2% e as de manufaturados, ao ritmo anual médio de 18,8%.

No período, as exportações brasileiras apresentaram incremento de US$ 137,6 bilhões, dos quais a maior fatia ainda foi de produtos manufaturados, US$ 59,7 bilhões (43,4% do incremento), seguida de perto pela contribuição dos produtos básicos, US$ 56,1 bilhões (40,8%) e os semimanufaturados participaram com US$ 18,1 bilhões (13,2%). (Ver Tabela). A parcela restante é oriunda das chamadas Operações Especiais.

Apesar do crescimento mais acelerado das exportações de produtos básicos nesse período, refletindo o início do processo de reprimarização de nossa pauta exportadora, até 2007 os produtos manufaturados respondiam por mais da metade (52,3%) vendas externas brasileiras.



O quadro se modifica abruptamente nos anos seguintes. Na comparação entre 2008 e 2011, as exportações de produtos básicos, apesar da forte desaceleração, apresentam taxas de incremento médio anual de 18%, enquanto as exportações de manufaturados ficam estagnadas, taxa média anual de 0,1%. As exportações de semimanufaturados cresceram 10% ao ano.

A mudança da pauta exportadora foi radical de tal forma que, entre 2008 e 2011, enquanto as exportações de produtos primários responderam por US$ 49,1 bilhões do incremento total de US$ 58,1 bilhões, os produtos manufaturados contribuíram com apenas US$ 300 milhões.

Na etapa mais recente da crise internacional, correspondente ao período 2011 -2013, as exportações de bens básicos que haviam assegurado a quase totalidade do crescimento na etapa anterior da crise, não resistiram e recuaram 7,7%. Foi uma queda generalizada em todos os blocos econômicos, com a única exceção do bloco asiático que ainda ampliou as compras de produtos básicos brasileiros em US$ 2,3 bilhões. Nos demais destinos principais, a queda nas vendas externas de produtos primários foi muito expressiva, incluindo para a União Européia e os EUA.

*Professor do Departamento de Economia da UFS e Assessor Econômico do Governo de Sergipe.
Artigos anteriores estão postados em http://cenariosdesenvolvimento.blogspot.com/


Coluna Ricardo Lacerda
Com.: 0
Por Kleber Santos
23/03
20:16

Valadares diz que há trama para excluir o PSB da chapa majoritária governista

O senador Antônio Carlos Valadares postou mensagem no Facebook informando como andam as conversações entre o seu PSB e o governador Jackson Barreto (PMDB) na composição da chapa majoritária.

A postagem é a seguinte:

"A verdade: ...sobre vice, só conversamos com o governador Jackson Barreto, que disse preferir aguardar o prefeito João Alves, e que o PT já tinha lugar garantido na chapa majoritária. Isto é, o projeto para a chapa majoritária/2014 do governador Jackson Barreto (dependendo da decisão de João Alves) será PMDB+PT+DEM, com a exclusão do PSB. O tempo irá confirmar esta verdade, oculta por enquanto entre os protagonistas dessa trama. Esse projeto pela 1ª vez, desde 1994, coloca o PSB fora da chapa majoritária. 

Tentam ressuscitar um velho projeto contra o qual lutamos para o seu fim, há décadas. Nós o derrotamos, em 2006. Como perdemos em 2010, agora temos que nos entregar? 

O destino nos reserva a missão de partimos para a composição de um novo projeto, já que querem abandonar a nossa luta que foi dura e sofrida para vence-la, por 15 anos. Não iremos recuar, não vamos nos acovardar nessa hora decisiva. Não nos entregaremos! 

Este é o grande desafio que o PSB terá que enfrentar. O dia 11/4 será o dia D do PSB. 

Aguardem, a nossa decisão será coerente com aquilo que esperam de nós todos os sergipanos".



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
23/03
18:57

A chapa João Alves/Belivaldo, o pintinho amarelinho etc.

José Lima Santana - É professor do Departamento de Direito da UFS

 

 

            Especulações. Nada mais do que especulações. Muita gente jogando verde, para colher maduro. Até Cláudio Humberto, em Brasília, meteu-se nas especulações políticas sergipanas. Ou teria o jornalista, cuja coluna é publicada em vários jornais pelo país afora, recebido seguras informações acerca do acordo entre João Alves e Valadares, já com a chapa montada: João, pré-candidato a governador, e Belivaldo Chagas, a vice? Não sendo verdadeira a notícia por ele divulgada, quem teria interesse de fazer chegar ao jornalista essa suposta composição? Cláudio Humberto, experimentado e bem informado homem de imprensa, cairia numa barrigada dessas? É certo que até os mais experientes podem cair em ciladas, em armações. Duvido, contudo, de que nesse mato não tenha coelho. Pode até não ser um coelho lá muito gordo. Pode não ser, e certamente não o é, o coelhinho da páscoa. Mas que tem coelho, lá isso tem. Na pior das hipóteses, um preá. Bem, mas se tiver um preá, a situação comporta alertar o IBAMA. Ouvido, na noite da quarta-feira passada (19), o prefeito de Aracaju desconversou. E queriam que ele dissesse outra coisa, a não ser que está focado na administração aracajuana? Até o início de abril, muita gente vai se descabelar.

            A secretária Eliane Aquino, diz um jornalista, não sabe o que quer, no viés político. Ora tenta retomar a questão da possível pré-candidatura ao Senado, ora parece ter deixado isso para trás. Diz, ainda, o jornalista, que tem gente instigando: membros do agrupamento que perdeu a eleição do Diretório para o deputado Rogério Carvalho e até alguém que está na titularidade de uma Secretaria de Estado. Só falta dizer que Jackson Barreto está por trás disso tudo. E não está. A verdade é que tem gente nesse imbróglio zanzando como barata tonta. Ah, tem! Todavia, a expectativa durante a semana finda era de que, no sábado, à noite, 22, o PT acertasse o passo, definitivamente. Será que acertou?

            Sobre a falta de iluminação total na Praça Camerino, nas noites de segunda-feira e terça-feira (17 e 18), o prefeito, que estava viajando no dia 18, disse que não tinha conhecimento do que teria levado ao apagão. E disse que ficou contrariado quando soube da notícia. Ora, quem sabe o que realmente ocorreu? Os moradores dali ficaram indignados. A reforma da Praça foi recentemente entregue à comunidade e, dias depois, passou por um apagão sem maiores explicações. Algo errado com o projeto da nova iluminação? Seja lá o que tenha havido, não deu para engolir.

            Depois de quase cinco anos como bispo auxiliar da Arquidiocese de Aracaju, Dom Henrique Soares da Costa foi nomeado pelo papa Francisco para a titularidade da Diocese de Palmares (PE). Que o Deus Revelado continue iluminando os passos e a missão deste servo do Evangelho. E que ele, se possível, não nos prive dos seus artigos no JORNAL DA CIDADE.

            No que tange à crise política internacional envolvendo a Rússia e a Ucrânia, sem falar que, em 1994, a Ucrânia assinou o tratado de não proliferação das armas nucleares sob a garantia dos Estados Unidos, do Reino Unido e da Rússia de que assegurariam a integridade territorial daquele país, garantia que a Rússia deve ter posto na lata do lixo, velhos comunistas sergipanos asseguram que formarão uma coluna (estão lembrando o velho Prestes!), para, se preciso for, lutar ao lado da Rússia, caso a OTAN faça uso da força militar contra o país governado pelo ex-agente da KGB, a mimosa e delicada polícia secreta da antiga URSS. Falamos, claro, do filho da Putin, isto é, do filho da senhora Putin, com todo o respeito. E viva a coluna comunista sergipana! Aliás, este articulista precisa reler “Por quem os sinos dobram”.

            A violência contra a mulher vem se alastrando de maneira inimaginável. Dizem alguns que o que ocorre é o crescente volume de denúncias, que antes não se registrava. Não sei. O que sei é que homens monstruosos devem ser punidos veementemente. O lugar de brucutus não é no convívio social. Fora a violência, sob quaisquer de suas formas, contra a mulher! Como também, fora a violência, igualmente sob quaisquer de suas formas, contra crianças e adolescentes, e contra todos os grupos ditos vulneráveis. Fora! Fora os bandidos que estupram. Que sequestram e estupram vergonhosamente como aconteceu por esses dias no circuito Aracaju/Lagarto. Sem maiores comentários em respeito à vítima e aos seus familiares. Fora toda e qualquer violência!

            O governador Jackson Barreto está danado: inaugura obras, visita obras em execução, assina ordens de serviço de tantas outras obras. Dizem os seus seguidores que ele não perderá a eleição nem a pau. Contra Amorim ou contra este e João Alves, se for o caso, JB, dizem, continuará no Palácio dos Despachos. Os jaquistas estão pra lá de confiantes. E os amorinistas, como andam? Animados? Cautelosos? Costurando nos bastidores? No que diz respeito a João Alves, ele confirmou a um repórter, na noite de quarta-feira, quando da inauguração da reforma da Praça Tobias Barreto, que está na moita. Saí da moita, João!

            Para finalizar estas notas esparsas, a UFS assinou com o Ministério da Educação o pacto para a abertura do campus em Nossa Senhora da Glória, que contará de início com quatro cursos voltados para o setor agropastoril. E cada curso contará com 50 vagas. A visão do reitor Angelo Antoniolli é no sentido de aproveitar as potencialidades regionais voltadas para a agricultura e para a pecuária, propiciando, através do ensino, da extensão e da pesquisa, as técnicas e os mecanismos necessários para o fortalecimento da produção e da produtividade. E com alcance em todas as camadas sociais.

            Desculpem-nos. Acima nós falamos em “para finalizar”. Não, não. Na verdade, nós finalizamos agora: alguém postou na internet que o governo japonês estaria processando o apresentador Gugu Liberato por conta da música “O Pintinho Amarelinho”, que, segundo a letra, é tão pequenininho... A postagem dá conta de que os japoneses se sentiram feridos em seus brios anatômicos. Amarelinho... Pequenininho... E a radiodifusão da música teria sido proibida no Japão, inclusive nos “caraoquês” (bem aportuguesado!), nos quais estaria sendo muito tocada. Se isso fosse verdade, que coisa, hein? Ou melhor, que coisinha, “non”?

            Um bom primeiro domingo de outono para vocês que me distinguem com sua atenciosa e paciente leitura.

(*) Publicado no Jornal da Cidade com o título de “Notas esparsas”, na edição de 23 e 24 de março de 2014. Publicação neste site autorizada pelo autor.

 



Colunas
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
23/03
11:59

Retrospectiva da semana: reinauguração de praça e patrocínio esportivo

Após um longo período de abandono e depredação, a praça Tobias Barreto foi completamente reurbanizada e traz de volta mais um espaço de convivência que a população pode usufruir com segurança. Na noite de ontem, 19, o prefeito João Alves presenteou os aracajuanos com uma praça arborizada, com parque infantil, novo pavimento e paisagismo diferenciado. Fieis que participaram da procissão em homenagem a São José se juntaram às centenas de pessoas que foram apreciar o mais novo local de lazer e a apresentação da Orquestra Sinfônica Cidade de Aracaju (OSCAR).


Com o objetivo de apoiar e incentivar o esporte profissional sergipano, a Prefeitura de Aracaju e o Governo do Estado presentearam a Associação Desportiva Confiança. Em solenidade realizada na última quinta-feira, 20, foram entregues a iluminação artificial do Estádio Sabino Ribeiro e um patrocínio oferecido pela Prefeitura no valor de R$ 180 mil. A entrega contou com a presença do vice-prefeito, José Carlos Machado, que representou o prefeito João Alves Filho.

Da assessoria
Fotos: André Moreira


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
23/03
11:56

Festival elegerá melhor lanche de Aracaju

O 1º Aracaju Burger Festival, evento que acontece nos dias 14 e 15 de abril na Praça do Farol, na Farolândia, das 19h à meia noite, vai contar com o concurso para eleger o Melhor Lanche da Cidade.

O intuito da ABRASEL com este festival é agregar um valor cultural, artístico e comercial, promovendo ações para o público jovem de capital, além de apresentar novidades no segmento, a exemplo do lanche gourmet. Atualmente o Burger Festival acontece em várias capitais do Brasil, como São Paulo, Santa Catarina e Belo Horizonte. A estimativa é de que 8 mil pessoas participem das duas noites do evento em Aracaju.
 


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos