23/04
23:30

Bebeto retorna a equipe do Aracaju Futsal

A seleção do Aracaju Futsal anuncia a contratação do craque Bebeto como reforço para a temporada 2015. O ala de 35 anos retorna para time da Capital após ter disputado, no início do ano, a Taça Brasil pela equipe do Real Moitense. O reforço estreia nesta sexta-feira, 24, às 20h30, no Ginásio do Sesi, do conjunto Augusto Franco, contra a Fugase, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Sergipano.

"Venho para somar com a equipe que está muito bem na competição. Iniciei os treinamentos nesta semana e creio que não terei nenhum problema de entrosamento, já que a maioria dos jogadores fez parte do time em 2014. Só preciso intensificar na parte física para ganhar mais ritmo", relatou Bebeto.

A equipe do Aracaju Futsal aplicou duas goleadas nas partidas iniciais da competição. No primeiro jogo venceu pelo placar de 8x1 a equipe do Lamarão. A segunda partida o time da Capital derrotou o Santa Cruz pelo placar de 7x1. Em 2014, o jogador foi artilheiro da competição e ajudou o time a conquistar o vice campeonato da Copa TV Sergipe, terceiro lugar no Sergipano e vencer a seletiva para a Copa Nordeste.


Esportes
Com.: 0
Por Kleber Santos
23/04
23:15

Mineirinho é campeão da terceira etapa australiana do Mundial de Surf


O Brasil continua na crista da onda da Liga Mundial de Surfe (WSL). Adriano de Souza, o Mineirinho, venceu John John Florence na final de Margaret River e voltou a ser campeão no circuito mundial após dois anos.

"Meu deus, eu sou o melhor do mundo nesse momento, eu vim motivado pra cá por causa daquele empate na final de Bells Beach. Mas pude vencer, essa aqui eu sabia que poderia levar, é uma honra colocar meu nome na história de Margaret River", disse o brasileiro ao sair do mar.

Com o título em Margaret River, terceira parada da WSL, Mineirinho dispara na liderança do ranking mundial de surfe com 24.500 pontos, deixando pra trás Mick Fanning, com 16.950, e Filpe Toledo, 15.700. A última vez que Mineirinho havia vestido a lycra amarela foi em Bells Beach, também na Austrália, em 2013.


Esportes
Com.: 0
Por Kleber Santos
23/04
09:32

Em defesa do ajuste

Albano Franco - Foi governador, senador, deputado federal e presidente da CNI. É membro do Conselho Superior de Economia da FIESP e Conselheiro Emérito da CNI. Publicado, também, no Jornal O Globo

Os equívocos da política econômica do último quatriênio acarretaram sérias dificuldades à economia brasileira que já àquela época, se ressentia de rigoroso ajuste em face da política anticíclica e, portanto, expansionista do segundo governo Lula que produziu um robusto crescimento de 7,5% do PIB, em 2010, baseado na expansão do consumo e no aumento da dívida pública, mas de forte conteúdo inflacionário. A continuidade, ou melhor, o aprofundamento desse expansionismo numa voluntarista busca do crescimento, ainda alicerçado no consumo, que já mostrava nítidos sinais de esgotamento, teve como resultado a estagflação, que agora engendra o seu pior efeito: o desemprego.

Mas não devemos lamentar o leite derramado. É hora de consertamos os erros do passado recente e seguirmos adiante. Necessário, pois, equilibrar as contas públicas, expandir as exportações com a abertura de novos mercados, continuar com as privatizações, elevar a produtividade e, sem dúvida, implantar uma educação de qualidade no país. Essas e outras medidas estruturantes indispensáveis à retomada dos investimentos e consequentemente do crescimento econômico requerem reformas profundas que irão depender da aprovação do Congresso Nacional.

Nesse sentido, será de crucial importância que o governo destaque negociadores competentes para que suas propostas de ajuste sejam aprovadas. O ministro da Fazenda Joaquim Levy já iniciou as conversações nas comissões parlamentares afins à sua pasta, certamente uma das mais problemáticas em face do exponencial déficit público que requer medidas imediatas de contenção de despesas, especialmente os gastos correntes. Para que se tenha uma ideia o déficit de fevereiro foi de R$ 7,4 bilhões, mais que o dobro em relação a fevereiro de 2014 que já atingia R$ 3,1 bilhões. Esse foi o pior desempenho desde 1997 quando a série foi iniciada. Como afirmou recentemente o ministro Levy, se o ajuste fracassar o país perderá o grau de investimento e a inflação que, persistentemente está acima do topo da meta de 6,5%, irá para o espaço.

Mesmo com imensas dificuldades políticas que vem atravessando, o governo não pode postergar as reformas estruturantes que o país está a reclamar para voltar a crescer de forma continuada. É agora ou nunca. Sem dúvida, será um processo penoso que poderá se prolongar pelos próximos dois anos, entretanto é preciso entender que não há mais espaço para o populismo. O Brasil perdeu um precioso tempo para realizar as mudanças modernizantes imprescindíveis ao aumento da produtividade quando as condições externas eram extremamente favoráveis e internamente surfava-se no pleno emprego. Agora as condições são adversas, mas a hora é essa. Repito: é agora ou nunca!


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
23/04
09:18

Pacto assinado desinterditará o serviço de enfermagem em Aquidabã

Após 16 dias de Interdição Ética aplicada no serviço da enfermagem do Hospital e Maternidade Santa Cecília, na cidade de Aquidabã, o Conselho Regional de Enfermagem de Sergipe (Coren/SE), numa audiência com o Ministério Público de Sergipe (MPSE), gestores do referido hospital, representante da Secretaria de Estado da Saúde (SES), da Prefeitura Municipal de Aquidabã e da Secretaria Municipal de Saúde de Aquidabã, firmaram um termo a fim de regularizar o nosocômio e desinterditá-lo.

A reunião foi aberta pelo promotor de Justiça Nilzir Soares, acompanhado pela promotora de Justiça que atua na cidade, Joelma Soares Macedo Santana, que citaram alguns pontos da audiência ocorrida na semana anterior, quando o Conselho não pode ser representado. A Promotora afirmou que não havia sido informada da interdição ética, porém, o que o MPSE deseja é regularizar o quanto antes o hospital, para que ele volte a funcionar.

Assim, a presidente do Conselho de Enfermagem, enfermeira doutora Maria Cláudia Tavares de Mattos assegurou que o Coren/SE prestou o serviço de Interdição Ética apenas no serviço de enfermagem, não interferindo nos demais atendimentos da unidade. E confirmado pelo promotor Nilzir Soares, a Presidente ratificou que havia solicitado a mudança de data da reunião anterior, para que a Autarquia pudesse estar presente, porém não tinha como realizar essa mudança, então o Coren/SE justificou sua falta pedindo para que fosse remarcada um novo encontro, que ocorreu no dia 22.

Dentro do que ficou pactuado nesta audiência, a Fundação Santa Cecília deverá contar com três enfermeiras a partir desta data, até o próximo dia 10 de maio, quando entrará na escala mais uma profissional enfermeira cedida pela Prefeitura e que as mesmas deverão trabalhar em escala de 24 horas, por 72 horas e uma delas, atuará como a Responsável Técnica (RT). Esse pacto será revisto num prazo de seis meses, a fim de avaliar a situação da Fundação para que seja respeitada a Resolução Cofen nº 293/04, que determina o quantitativo de profissionais de Enfermagem nas instituições de saúde, ou seja regulamenta o dimensionamento e o Conselho Regional de Enfermagem segue o que preconiza essa legislação.

Doutora Maria Cláudia Tavares de Mattos também chamou a atenção sobre a presença de parteiras que exercem a atividade sem o registro do Conselho, devendo as mesmas buscarem suas regularizações junto ao regional. Como também disponibilizou equipe para capacitar os novos profissionais de enfermagem do hospital junto aos novos equipamentos. “O Coren/SE está aberto para que essas profissionais sejam capacitadas a fim de realizar os procedimentos dos novos equipamentos, de maneira correta, basta que o hospital nos procure”, concluiu a Presidente.

O diretor do hospital disse que cumpriu todos os demais pontos citados na interdição ética relativos a equipamentos, medicamentos e insumos. Após o prazo dos seis meses, o hospital será inspecionado pelo Ministério Público, pelo Coren/SE, SES e demais órgãos encarregados de promover o controle e fiscalização no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Desinterdição

O serviço de enfermagem do Hospital e Maternidade Santa Cecília será desinterditado após a reunião do Plenário, na próxima sexta-feira, dia 24, quando será constituída a Decisão para este ato. Cumprindo assim, o que ficou pactuado na audiência junto com o Ministério Público de Sergipe e gestores.

(Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
23/04
09:12

Audiência pública para discutir Cultura e Educação como instrumento contra a violência

“A identidade de um povo se constitui pela cultura. É necessário que se amplie as políticas públicas neste campo, para incentivar e fortalecer a cultura popular, para valorizar os trabalhadores dessa área e para aproximar cultura e educação a fim de tornar a escola espaço de socialização de bens culturais”. Assim defende a deputada estadual Ana Lúcia, ao convidar professores e agentes culturais para participar da audiência pública Políticas Públicas do Ministério da Cultura e o Plano Estadual de Cultura. O evento, realizado pela Assembleia Legislativa de Sergipe, através da Comissão de Educação, Cultura e Desporto, presidida por Ana Lúcia, ocorrerá na próxima sexta-feira, 24, no Plenário da Casa, a partir das 9h.

A audiência, que será transmitida ao vivo pela TV Alese, terá como debatedores o secretário de Políticas Culturais do Ministério da Cultura (MinC), Guilherme Varella e o diretor de Estudos e Monitoramento do MinC, Pedro Vasconcellos, que irão esclarecer e discutir com o público presente as políticas públicas desenvolvidas pelo Ministério da Cultura. Também debate o secretário de Estado da Cultura de Sergipe, Elber Batalha que abordará o processo de implantação do Plano Estadual de Cultura no Estado.

No período da tarde, as atenções estarão voltadas para o Centro de Cultura e Arte da Universidade Federal de Sergipe (Cultart), onde a partir das 14h30, será realizada uma oficina de orientações para concorrer aos editais do Ministério da Cultura, ministrada por um representante do MinC. As inscrições das oficinas são gratuitas e as vagas limitadas.

Cultura: Uma “arma” contra a violência

São muitos os casos de violência contra alunos, professores e funcionários que ocorrem todos os dias nas escolas. Na última quarta-feira, 22, a Escola Estadual Felizbelo Freire, localizada no município de Itaporanga, foi invadida por pessoas que além de roubar equipamentos do colégio, deixaram recados e ameaças de morte a professores da escola.

A deputada Ana Lúcia denunciou esse caso e toda a gravidade da situação de violência e abandono das escolas, afirmando que este não é um caso isolado. “Ameaça de morte a professor não é um episódio isolado. Vivemos um caso gravíssimo no ano passado, com o professor Carlos Cristian, e este ano já são vários professores ameaçados. Este de Itaporanga não é o primeiro” destacou, lembrando que mesmo após o professor Carlos Cristian ter sido baleado por um aluno na escola Olga Barreto, a mesma permanece sem nenhuma alteração em relação à segurança.

Diante da situação de abandono e violência que assola nossas escolas, se faz urgente discutir e implementar politicas que auxiliem na prevenção da violência no ambiente escolar. Neste sentido, a cultura pode ser uma importante ferramenta. Em Sergipe, existem diversas experiências exitosas na prevenção e combate à violência por meio das manifestações artísticas.

Apenas um dos exemplos de boas práticas pode ser conferido em pleno Conjunto Jardim, em Nossa Senhora do Socorro. O caso da Escola Estadual Julia Teles é emblemático: a unidade escolar que foi alvo de invasão, roubo, depredação e ate mesmo de incêndio criminoso, em 2013, atualmente conta com projetos culturais que tem auxiliado no sentimento de pertencimento da comunidade escolar.

O Ponto de Cultura Juventude e Cidadania, coordenado pelo professor de História e produtor cultural, Zezito de Oliveira desenvolve oficinas de teatro, dança, informática e audiovisual para estudantes de escolas públicas da região metropolitana de Aracaju, inclusive para os estudantes da escola Júlia Teles. O educador acredita que a atividade cultural desenvolvida por si só não reduz a violência, mas pode dar uma grande contribuição no combate à violência. Segundo Zezito, para obter um resultado mais satisfatório, as políticas culturais precisam estar articuladas com mais investimento em outras políticas públicas como educação, assistência social, comunicação comunitária, esporte, lazer e qualificação profissional para os adolescentes e jovens. “No caso da Escola Júlia Teles e do Conjunto Jardim, os adolescentes envolvidos nas atividades culturais demonstram uma grande melhoria da autoestima e do sentido de pertencimento à escola e à comunidade. Isso é fundamental, porque quem gosta de si mesmo, que se sente acolhido e valorizado, quem é protagonista em ações positivas e do bem, não irá se deixar levar por pessoas e situações negativas para ser acolhido e valorizado”, declara o educador.

Zezito, porém, ressalta a importância da transversalidade dos temas culturais no ambiente escolar. Para ele, além de mais políticas públicas para as crianças e jovens, também é necessário que haja uma maior interação entre as atividades culturais desenvolvidas e os temas abordados em sala de aula.

“Claro que ainda há o que melhorar. Tenho refletido muito com alguns colegas professores e arte-educadores, para além da criação ou fortalecimento de vínculos pessoais e de bem-querer, para a necessidade de fortalecimento dos vínculos ligando as atividades artísticas com os conteúdos programáticos. Por exemplo, como ligar o planejamento dos exercícios e técnicas da dança, com os conteúdos abordados nas aulas de português e matemática? Um desafio que requer mais investimento em formação para o diálogo do mundo das artes com a sala de aula, mas acreditamos no avanço”, destaca Zezito.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
23/04
06:55

Assembleia Legislativa abre o seu espaço cultural hoje à noite

Hoje, às 18h30, tem  espaço cultural da Assembleia Legislativa de Sergipe. Paulo Hora (artes plásticas), José Aquino (Fotografia), J. Inácio (artesanato) ,  lançamento do livro “Mundo Curto”, de Gilson Souza , e a apresentação musical de Jailton Prata estão na programação desta quinta-feira, conforme informações da Diretoria de Comunicação.


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
22/04
23:04

Governo pagará salários dos servidores até dia 30

O secretário de Estado da Comunicação, Sales Neto, anunciou hoje que o Governo vai pagar os salários dos cerca de 50 mil servidores até o próximo dia 30 e que não se fará necessário a adoção  do parcelamento, como foi cogitado na semana passada. Ele informou que a Sefaz fez um balanço dos recursos recebidos da União e daqueles captados no próprio Estado e chegou à conclusão de que dá para pagar à todos dentro do mês em curso. Um calendário será divulgado nos próximos dias.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
22/04
22:50

Mais nove testemunhas do caso das subvenções da Alese serão ouvidas pela Justiça Eleitoral

Em mais uma sessão de oitivas, serão ouvidos testemunhas e representantes das associações beneficiadas pelos deputados Capitão Samuel, Gustinho Ribeiro, Gilson Andrade, Venâncio Fonseca e Luiz Mittidieri


Nesta quinta-feira, 23, o Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe continua a oitiva de testemunhas indicadas pela Procuradoria Regional Eleitoral (PRE/SE) nos processos de irregularidades no repasse e na aplicação de verbas de subvenção social da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese).

Estarão sob análise o caso da Associação dos Oficiais da Polícia Militar e Bombeiros Militares de Sergipe (Assomise), em Aracaju, da Associação Eulina Carolina Lima, em Muribeca, da Associação Comunitária Evangélica de Barra dos Coqueiros, além do Centro de Assistência Social da Saúde de Sergipe, da Associação Olímpica de Itabaiana, Associação Maria Acácia Ribeiro, em Lagarto e do Vida Centro de Formação para o Futuro, em Estância.

A Assomise, teve indicação de R$ 844 mil em verbas de subvenção do deputado Capitão Samuel. Por ser entidade de classe, a associação não se caracteriza como entidade beneficente.

Serão ouvidos, a partir das 8h, o presidente da Assomise Adriano José Barboza Reis, além de Carla Santos Nascimento, que trabalha na associação, Jorge Luiz de Oliveira Costa e Rivaldo Custódeo Dórea Júnior. As três últimas testemunhas são beneficiárias de vários cheques repassados pela Assomise.

Muribeca – Ainda será ouvido Antônio Benedito de Oliveira, presidente da Associação Eulina Caroline Lima, que recebeu o valor de R$ 100 mil em verbas de subvenção, também repassadas pelo deputado Capitão Samuel. De acordo com as investigações da PRE/SE, além da entidade não possuir sede própria, os valores repassados foram gastos em festas, como a Cavalgada de Muribeca, onde estiveram presentes o prefeito Fernando Franco e o Capitão Samuel, durante sua campanha para reeleição.

Barra dos Coqueiros – No período da manhã, também será ouvido José Carlos Dórea, presidente da Associação Comunitária Evangélica de Barra dos Coqueiros, para onde foram repassados R$ 178 mil em verbas de subvenção, através dos deputados Capitão Samuel e Gustinho Ribeiro. Em 2013, José Carlos foi assessor parlamentar Capitão Samuel.

Durante as investigações da PRE/SE, foi constatado que a entidade não funcionava no endereço cadastrado, e em um outro endereço fornecido por José Carlos, não havia placa indicando que ali funcionava uma associação.

Estância – A partir das 16h, será ouvido Antônio Batista Assunção, presidente do Centro de Assistência Social da Saúde de Sergipe, que recebeu R$ 300 mil em verbas de subvenção através do deputado Gilson Andrade. A associação se dedica a atividades assistencialistas, como distribuição de óculos, remédios e cestas básicas, além de consultas médicas.

Itabaiana - Também prestarão depoimentos amanhã Edivaldo José de Lima, responsável pela Associação Olímpica Itabaiana. A entidade recebeu o valor de R$ 100 mil em subvenções, repassadas pelos deputados Gilson Andrade e Venâncio Fonseca.

Lagarto - A Associação Beneficente Sociocultural Maria Acácia Ribeiro foi beneficiada com R$ 300 mil em verbas de subvenção indicadas pelos deputados Luiz Mittidieri e Gustinho Ribeiro.

De acordo com o levantamento da PRE/SE, há incompatibilidade entre os valores repassados à entidade e a estrutura do local. Além disso, a associação possivelmente distribuiu, de forma indiscriminada, bens como cestas básicas e urnas funerárias entre junho e julho de 2014, período eleitoral.

Será ouvida a responsável pelos serviços de limpeza da entidade, Geane Ribase dos Santos. Em depoimento à PRE, a funcionária afirmou que a associação só funcionava às sextas-feiras com um forró para os idosos.

Aracaju – Ainda na lista de testemunhas a serem ouvidas, está Givaldo dos Santos, presidente da Vida, Centro de Formação Para o Futuro. A entidade recebeu R$ 100 mil em verbas de subvenção repassados pelo deputado Luiz Mitidieri.

Toda a verba repassada à Vida foi utilizada para promover shows e festas. Nas investigações da PRE/SE, a Luzzy Produções Artísticas aparece como beneficiária da associação, recebendo um cheque de R$ 86 mil.

Relembre o caso - Em dezembro de 2014, a Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE) ajuizou 25 ações contra 23 deputados da legislatura vigente à época na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), por irregularidades no repasse e na aplicação de verbas de subvenção social. Também foi processada a ex-deputada e atual conselheira do Tribunal de Contas do Estado, Suzana Azevedo. Além de os valores terem sido repassados ilegalmente, por conta de proibição na legislação eleitoral, o levantamento inicial identificou pelo menos R$ 12,4 milhões desviados de sua finalidade.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos