24/05
13:15

Governo emite nota sobre greve de caminhoneiros

Informamos que estamos de prontidão para tomarmos as providências necessárias  e que estejam ao nosso alcance para garantir a assistência em áreas essenciais como a saúde e segurança pública, buscando suprir o abastecimento de viaturas e ambulâncias, bem como garantir o funcionamento das unidades que atendem diretamente a população

O governo de Sergipe informa que vem monitorando as consequências causadas pela greve dos caminhoneiros, que atinge diversas partes do País e também Sergipe.

Informamos que estamos de prontidão para tomarmos as providências necessárias e que estejam ao nosso alcance para garantir a assistência em áreas essenciais como a saúde e segurança pública, buscando suprir o abastecimento de viaturas e ambulâncias, bem como garantir o funcionamento das unidades que atendem diretamente a população.
 
Entendemos que o governo Federal precisa assumir a responsabilidade na resolução desse impasse criado nacionalmente, pois, apenas ele possui os meios para dar as soluções que evitem o colapso do principal sistema de transporte do país, o rodoviário, evitando, consequentemente, desabastecimento em diversas áreas, gerando mais fragilidade em uma economia já vulnerável.
 
Esperamos, também, que o governo Federal, detentor da maior parcela dos recursos provenientes do recolhimento dos impostos do povo brasileiro, não empurre parte dessa responsabilidade para Estados e Municípios, que, ao longo dos anos, vêm assumindo uma parcela cada vez maior das despesas com saúde, educação e segurança pública.
 
Sempre alerta, o governo de Sergipe está atento aos acontecimentos, esperando um bom desfecho desse imbróglio, mas preparado para assumir suas responsabilidades.
 
Governo do Estado de Sergipe 


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/05
13:14

Machado: esse é um País dos banqueiros!

Por ano, o Governo Federal paga R$ 300 bilhões de juros aos bancos. Para ter ideia do que o valor representa, o pré-candidato a deputado federal José Carlos Machado faz uma analogia com o que se paga de Bolsa Família no Brasil. “Anualmente, o país gasta R$ 30 milhões com o programa. Ou seja, com os juros dos bancos daria para custear o Bolsa Família por dez anos”, contabiliza.

Para ele, a situação é gravíssima e precisa de uma reação do poder público, sob risco de o Brasil tornar-se oficialmente “um país dos banqueiros e não dos brasileiros”.


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
23/05
22:43

Belivaldo determina estudo jurídico sobre funcionários da Fundação Hospitalar

O governador determinou que fosse criada uma comissão entre a Fundação Hospitalar de Saúde, a Procuradoria Geral do Estado e a Secretaria de Estado de Saúde para analisar a garantia jurídica do emprego dos servidores que atualmente trabalham na Fundação

Nesta quarta-feira (23), o governador Belivaldo Chagas se reuniu com uma comissão de funcionários da Fundação Hospitalar de Saúde e garantiu que não tem nenhum interesse em demitir qualquer servidor. Ele determinou a realização de um estudo jurídico que respalde a permanência efetiva dos empregos desses trabalhadores, bem como a manutenção do funcionamento da própria instituição. A reunião ocorreu no Palácio de Despachos, com a participação do presidente interino da FHS, Jorge Kleber Soares Lima, e do diretor de Recursos Humanos e Serviços da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Igor Coelho Nunes.

O governador determinou que fosse criada uma comissão entre a Fundação Hospitalar de Saúde, a Procuradoria Geral do Estado e a Secretaria de Estado de Saúde para analisar a garantia jurídica do emprego dos servidores que atualmente trabalham na Fundação. A PGE também vai analisar se é possível manter o funcionamento da  Fundação Hospitalar de Saúde. É que foi assinado um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), em 26 de janeiro de 2018, entre a Secretaria de Estado da Saúde e o Ministério Público Federal, no qual o governo se compromete em extinguir a Fundação até 31 de março 2019.  

O presidente da FHS, Jorge Kleber, achou proveitosa a reunião e disse que o governador garantiu que não tem intenção de demitir nenhum funcionário, pois tem consciência que os servidores da FHS são os que operacionalizam a assistência à saúde do Estado. “Será realizado um esforço conjunto entre a FHS, PGE e a Secretaria de Estado da Saúde, com a missão de encontrar uma solução jurídica que garanta a manutenção dos empregos de todos os servidores”, informou. Ele disse que a fundação tem funcionários celetistas, estatutários e contratados. 

Charleston Herbert, presidente da comissão dos funcionários da FHS, disse que achou a reunião produtiva e acredita que o governo encontrará uma saída jurídica para o problema. 
 


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
23/05
22:42

Presidente do Tribunal de Justiça assume o governo do Estado por cinco dias

O governador Belivaldo Chagas irá afastar-se do governo, entre os dias 30 de maio e 04 de junho, para fazer exames de revisão de um procedimento cirúrgico realizado em abril de 2017. Os exames serão realizados em São Paulo e o governador reassume a função no dia 04 de junho

O governador Belivaldo Chagas irá afastar-se do governo, entre os dias 30 de maio e 04 de junho, para fazer exames de revisão de um procedimento cirúrgico realizado em abril de 2017. Os exames serão realizados em São Paulo e o governador reassume a função no dia 04 de junho. 

Em abril de 2017, Belivaldo retirou três sinais de carcinoma basocelulares benignos e deveria ter se submetido a exames revisionais de rotina após seis meses, o que não ocorreu. Agora, passado pouco mais de um ano, ele irá realizar o exame denominado ‘Dermatoscopia Digital do corpo total’, em São Paulo, pois esse procedimento não é realizado em Sergipe. 

Durante esse período, assume interinamente a administração estadual o presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe, o desembargador Cezário Siqueira Neto, já que o presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo, não poderá assumir o comando do Executivo Estadual por motivos eleitorais.


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
23/05
22:31

SMTT mudará trânsito no Centro durante desocupação do antigo Hotel Palace

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) informa que neste domingo, 27, devido à desocupação do antigo Hotel Palace, fará uma operação em conjunto com a Polícia Militar de Sergipe para efetuar o bloqueio das principais vias que dão acesso ao prédio, garantido segurança às pessoas na região e contribuindo para que os trabalhos sejam concluídos o mais rápido possível. 

A partir da meia-noite do domingo, as travessas Hélio Ribeiro e Baltazar Góis, além da rua João Pessoa, terão seus acessos fechados com portões e somente trabalhadores e pessoas autorizadas poderão passar. A ação está prevista para iniciar às 6h da manhã sem previsão de término.

O acesso para a imprensa será na rua João Pessoa, no trecho que cruza com a Travessa Hélio Ribeiro, onde os veículos de reportagem poderão ser estacionados. Ao todo, serão seis pontos de fechamento. A SMTT escalou dez agentes de trânsito por turno para dar suporte ao trabalho de desocupação. 

Transporte público

A partir das 4h do domingo, a SMTT montou também um esquema de rotas alternativas para as 16 linhas que passam pela região do Hotel Palace. As linhas que terão seu trajeto alterado são:

031 – Eduardo Gomes / Desembargador Maynard
032-1 – Tijuquinha / Osvaldo Aranha 01
032-2 – Tijuquinha / Osvaldo Aranha 02
033 – Terminal Rodoviário / Desembargador Maynard
051 – Atalaia / Centro
061 – Marcos Freire / Centro
071 – Atalaia Nova / Centro
200 CIC1 – Circular Indústria e Comércio 01
200 CIC2 – Circular Indústria e Comércio 02
614 – Sanatório / Centro
615 – Bugio / Centro
701 – Jardim Atlântico / Centro
702 – Augusto Franco / Beira Mar
709 – D.I.A. / Centro via Clínicas
715 – Tijuquinha / Desembargador Maynard
717 – Mosqueiro / Centro 

Os usuários do transporte público devem se informar com o motorista ou cobrador do veículo sobre a rota provisória.


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
23/05
22:31

Jony Marcos apoia greve dos caminhoneiros e cobra soluções para aumento de combustível

Em apoio à greve dos caminhoneiros, o deputado Jony Marcos (PRB/SE) discursou durante reunião da Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados. “O que sustenta a balança comercial do nosso país é a agricultura e a pecuária, mas o escoamento dessa produção se faz sobre rodas. Portanto, o que regula a produção acaba sendo o preço do combustível”, criticou.

O parlamentar reforçou que o alto preço da gasolina é um problema que tem raízes em governos anteriores. Segundo ele, é imprescindível oferecer opções para solucionar o problema. “De nada adianta dizer que a culpa do aumento do combustível não é nossa. De fato, não é, porém, não achar uma solução para a dificuldade é, sim, nossa culpa”, argumentou. 

Jony Marcos lembrou que países semelhantes ao Brasil, seja na grandeza de dimensões geográficas ou na riqueza da agricultura e pecuária, recebem inúmeros incentivos de seus respectivos governos. “Nesses lugares há uma infinidade de políticas diferenciadas para escoamento da produção, como, por exemplo, desenvolvimento da malha ferroviária, investimento naval, ou uma malha viária maior e melhor do que a nossa”, analisou. 

Ele enfatizou ainda as consequências do aumento da gasolina para o povo. “Quando o preço da gasolina aumenta, sobe o arroz, o tomate, o feijão. Todos pagamos caro por isso. Infelizmente, essa não é a primeira nem será a última vez que vamos discutir nesta comissão o tanto que o país é prejudicado pelo aumento abusivo e excessivo do combustível”, concluiu.
 


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
23/05
20:56

Aracaju - Falta de combustível gera redução da frota de ônibus

A SMTT e Setransp informam que em função  do desabastecimento de óleo diesel em Aracaju, semelhante o que acontece na maioria das cidades brasileiras, devido a paralização dos transportadores de carga, a frota de ônibus do transporte coletivo será reduzida a partir desta quinta-feira, 24. Com a falta de diesel, a frota do transporte sofrerá uma redução para garantir transporte coletivo nos próximos dias. A situação deverá voltar a normalidade assim que o abastecimento for reativado.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
23/05
20:28

Protesto de caminhoneiros - Aeroporto de Aracaju pode ficar sem combustível

Aeroportos de Aracaju (SE), Congonhas (SP), Recife (PE), Palmas (TO) e Maceió (AL) podem ficar sem combustível de aviação nesta quinta-feora,24, em consequência dos protestos de caminhoneiros iniciados na segunda-feira passada. Segundo a Infraero,  os bloqueios prejudicam o abastecimento dos terminais acima citados, pois as carretas não estão conseguindo chegar a seus destinos. Alguns postos de revenda de gasolina, alcool e diesel poderão ter dificuldades na revenda a partir de amanhã.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos