30/11
14:20

Polícia acaba de prender suspeito de roubar R$ 29 mil

Polícia Militar, através da 1ª Companhia do 1º Batalhão de Polícia Comunitária, acaba de prender suspeito de roubar R$ 29 mil de um cidadão hoje pela manhã e de tentar roubar em Correios do Eduardo Gomes, São Cristóvão. A prisão aconteceu no Eduardo Gomes, em São Cristóvão, no momento em que o suspeito fazia uma pessoa de refém.

 



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/11
13:57

A Pelada será rodado em Aracaju

Aracaju será o pano de fundo de do filme A Pelada, primeira produção franco-belga-sergipana da história. O longa-metragem será totalmente rodado na grande Aracaju, e refletirá a forma original de alguns aspectos da realidade dos sergipanos, uma comédia de costumes leves, moderna e urbana.

 

 

Segundo o diretor, Damien Chemin, que conheceu o estado através de um documentário sobre Lampião e o cangaço, há 2 anos escreveu o roteiro para ser filmado em Aracaju que vai retratar o dia a dia de um típico sergipano. “Passei a gostar muito da cultura daqui, tanto que fiquei e estou há cinco anos morando em Aracaju. Já fiz vários trabalhos culturais aqui que foram lançados na França. Quis explorar o cotidiano urbano, mas mostrando o moderno e não o lado folclórico, aí escrevi o roteiro na base de histórias de pessoas que fui conhecendo. Há 2 anos estou escrevendo o filme, que também tem o apoio do Ministério da Cultura da Bélgica, que irá fazer a divulgação por lá”, informou.

 

 

As filmagens acontecerão inteiramente em Sergipe durante 6 semanas e a previsão de exibição será no final de 2012, com a inserção de A Pelada em outros projetos, inclusive para televisão. “Vamos participar dos principais festivais internacionais para o filme obter o reconhecimento crítico. Com esse respaldo, o colocaremos para o público final. Posteriormente pretendemos levar o projeto para televisão e DVD´s, onde será incluído filmetes promocionais turísticos do estado”, disse Damien.

 

 

O filme terá 80 minutos, a pós-produção acontecerá na Europa (Bruxelas e Paris) e terá em seu elenco os atores Tuca Andrada (Cordel Encantado), Edmilson Barros (O Bem Amado), Luci Pereira (Caminhos das Índias), Karen Junqueira (Sansão e Dalila), Kika Farias (Sonhos Roubados), Bruno Pêgo (Caras e Bocas), Hermila Guedes (Assalto ao Banco Central), Fabrício Boliveira (Faroeste Caboclo) e o ator sergipano, Orlando Vieira (Sargento Getúlio, Irmãos Coragem, Os Narradores de Javé). - Da assessoria



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/11
13:43

MPF quer garantir implementação de aterro sanitário em Aracaju


 
Coleta de lixo deve ser feita em local adequado, seguindo as normas ambientais e sanitárias vigentes, e não em lixeiras a céu aberto
 
O Ministério Público Federal (MPF) quer o cumprimento imediato do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) em que o Município de Aracaju (SE) se comprometera, em 2006, a construir um aterro sanitário e interditar a lixeira do Santa Maria, situada nas imediações do Aeroporto Santa Maria, a 12 km do centro da cidade. Além de representar um grave problema de saúde pública, o lixão atrai urubus, que sobrevoam a área e comprometem a segurança do tráfego aéreo na região.
 
No último dia 8 de novembro, a Justiça Federal em Sergipe determinou o cumprimento imediato do TAC, sob pena de multa de 200 mil reais por cada caminhão de lixo que despeje os resíduos na lixeira. O Município recorreu ao Tribunal Regional Federal da 5.ª Região (TRF-5), no Recife, por meio de um pedido de suspensão de liminar. No dia 21, o presidente do Tribunal acatou o pedido e suspendeu os efeitos da decisão judicial de primeira instância.
 
Na última segunda-feira (28), a Procuradoria Regional da República da 5.ª Região, órgão do MPF que atua perante o TRF-5, recorreu da decisão do presidente. O MPF pede que a decisão seja reconsiderada ou que o caso seja levado a julgamento no Pleno do Tribunal, já na próxima sessão. O Ministério Público questiona, inclusive, o uso do instrumento de pedido de suspensão de liminar, uma vez que a decisão da Justiça Federal em primeira instância não consiste em uma liminar, e sim em sentença transitada em julgado ? não mais sujeita a esse tipo de incidente.
 
Para o Município de Aracaju, a Justiça Federal em Sergipe deu um prazo muito curto para a adoção de medidas complexas, o que causaria prejuízos irreparáveis às finanças públicas e causaria tumulto à administração municipal.
 
Para o MPF, porém, o Município teve tempo suficiente para cumprir o que havia sido estabelecido no TAC, assinado em 2006 e homologado pela Justiça Federal. Permitir o descumprimento desse acordo seria a própria desmoralização do Poder Judiciário, por não fazer cumprir nem mesmo aquelas soluções consensualmente ajustadas entre as partes.
 
Histórico
 
Em 2003, o MPF ? por meio da Procuradoria da República em Sergipe ? e o Ministério Público do Estado de Sergipe (MP/SE) ajuizaram uma ação civil pública contra a União Federal, o IBAMA, o Estado de Sergipe, a Administração Estadual do Meio Ambiente de Sergipe (Adema), o Município de Aracaju, a Empresa Municipal de Serviços Urbanos de Aracaju (Emsurb), os Municípios de São Cristóvão e Nossa Senhora do Socorro e a empresa Torre Empreendimento Rural e Construção Ltda. ? que presta serviços de coleta e tratamento de lixo. O objetivo da ação foi interditar a lixeira do Santa Maria, em Aracaju, e os lixões existentes em Nossa Senhora do Socorro (Piabeta, Santa Inês e Parque dos Faróis) e em São Cristóvão, com a recuperação integral das áreas degradadas e a construção de aterros sanitários nos respectivos municípios.
 
Em 2006, no curso da ação, o MPF, o MP/SE e a Infraero firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com os réus, que se comprometeram a implantar um aterro sanitário em local adequado, seguindo as normas ambientais e sanitárias vigentes. O acordo foi homologado por sentença judicial ? já transitada em julgado ? da Justiça Federal em Sergipe. Entretanto, cinco anos após a assinatura do TAC, os municípios não implementaram o aterro sanitário nem encontraram uma destinação adequada para os resíduos sólidos.
 
Os Ministérios Públicos requereram a execução do acordo, e no último dia 23 de novembro, a 1.ª Vara da Justiça Federal em Sergipe estabeleceu um prazo de 10 dias para que os municípios interditassem os lixões e começassem a depositar o lixo no aterro sanitário situado no Município de Rosário de Catete, de propriedade da Estre Ambiental S.A. ? única empresa licenciada a operar esta atividade em Sergipe ?, ou outro a sua escolha. Foi determinada a proibição de despejar os resíduos sólidos em qualquer local que não seja um aterro sanitário licenciado, e fixado um prazo de 30 dias para a cobertura de todas as células existentes nos lixões desativados e a drenagem do chorume acumulado a céu aberto. O juiz ainda fixou multa de 200 mil reais por cada caminhão de lixo que ingresse nos lixões.
 
Como somente o Município de Aracaju recorreu ao TRF-5, a execução do TAC, determinada pela Justiça Federal em Sergipe, continua válida para os demais réus.

N.º do processo no TRF-5: 0016359-63.2011.4.05.0000 (SL 4275 SE)
http://www.trf5.jus.br/processo/0016359-63.2011.4.05.0000
 
Íntegra da manifestação da PRR-5:
http://www2.prr5.mpf.gov.br/manifestacoes/AGRG/SL/2011/0037.doc     (DA ASSESSORIA)


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/11
00:25

Radicada em Aracaju pode ser a Musa do Timão


Por Kleber Santos

A última rodada do Campeonato Brasileiro será apenas no domingo, mas para a baiana Jamile Pavlova, radicada em Aracaju, a emoção já começa hoje. É que ela está entre as três finalistas do Concurso Musa do Timão, promovido pelo site oficial do Corinthians. O anúncio da campeã será hoje. Quem quiser ajudá-la a vencer, basta acessar o link: www.corinthians.com.br/musadotimao/, se cadastrar no site e votar nela. Antes, deve ser feito o login, que pode valer através de outras contas como a do Facebook, Yahoo e o Google.

Para a musa, ficar entre as finalistas foi algo que não esperava. “Resolvi me inscrever. Achei que não ia dar em nada, mas pra minha surpresa ligaram para mim informando que tinha sido selecionada entre as finalistas. Na hora, nem lembrava mais que tinha me inscrito no concurso”, conta a musa, que foi estimulada pelos amigos a fazer parte do concurso. “Todos que me conhecem sabem que sou corintiana roxa e deixo transparecer esse amor. E a maioria dessas pessoas sempre me estimulava e perguntava: por que não se inscreve para ser a musa do Corinthians? Você é bonita, pode ser que ganhe”.

Esta situação é bastante inusitada para a garota, de Jeremoabo-BA, que começou a torcer para o Timão aos sete anos. “Ganhei uma toalhinha de rosto com o escudo do Timão. Achava lindo o símbolo do Corinthians, talvez, foi daí que surgiu minha paixão”, diz, lembrando que três anos depois começou a vibrar nos campeonatos. “O primeiro que acompanhei foi o Brasileiro de 2002 quando o Corinthians perdeu a final contra o Santos de Robinho e Diego... já comecei a sofrer daí, sina de todo corintiano”, conta com risadas.

Rivalidade
Independente do título ou não do campeonato, Jamile tem boas lembranças do Brasileirão deste ano. Na verdade, pelo menos, duas boas recordações. A primeira contra o São Paulo, quando o Timão venceu por 5 a 0. “Foi uma goleada espetacular, inesperada e é sempre bom ganhar do São Paulo pela rivalidade dos times, ainda mais por esse placar”, diz. Já a outra façanha foi a vitória diante do Flamengo, por 2 a 1, no segundo turno. “Gostei muito dessa vitória porque vê flamenguista derrotado não tem preço”, brinca.

Por sua vez, o que não quer lembrar tão cedo foi o fato do Vasco ter vencido o Fluminense, domingo, e ter adiado a decisão do título. “Queria que meu time fosse campeão por antecedência, mas estava trabalhando na hora dos jogos e só estava sabendo do resultado porque meus amigos me ligavam e mandavam mensagem para o meu celular. Pense num desespero, saber que seu time é campeão e não poder gritar? (risos) Por isso, achei melhor esperar para domingo porque estou de folga e vou poder gritar a vontade e comemorar a vitória com meus amigos”.


Esportes
Com.: 1
Por Kleber Santos
29/11
18:48

Déda discute com Dilma projetos de Sergipe

O governador Marcelo Déda (PT) tem uma audiência com a presidente da República, Dilma Rousseff a partir das 11hs 30, desta quarta-feira. Na pauta Déda discutirá com a presidente o projeto Carnalita, Canal de Xingó, aeroporto de Aracaju, campus da universidade de Lagarto e sobre a duplicação da BR-101 no trecho entre Estância e a divisa de Sergipe com a Bahia.

 

CONSENSO

E por falar na duplicação da BR-101, nesta terça-feira pela manhã o governador Marcelo Déda manteve uma reunião com os prefeitos  dos municípios de Umbaúba, Anderson Farias, e Cristinápolis, Raimundo Silva Leal (Padre Raimundo). Da reunião saiu um consenso de que a melhor alternativa para os respectivos municípios será a execução da obra com um novo contorno por fora das respectivas áreas urbanas.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
29/11
18:42

Vice-governador diz que inaugurações na Saúde ficarão na história


O vice-governador Jackson Barreto (PMDB) afirmou que as inaugurações de unidades de Saúde realizadas na semana passada, durante a visita do ministro da Saúde Alexandre Padilha, ficarão na história de Sergipe. "Sei que a Saúde é ainda um dos grandes problemas que o nosso estado enfrenta, mas não podemos deixar de reconhecer o que está sendo feito. Foi um dia em que fiquei em paz com minha consciência. Fiz a minha reflexão, de que apesar das dificuldades e de saber de que precisamos fazer muito mais, o que aconteceu em Aracaju ficará na história", disse Barreto.

 

Jackson disse também que as inaugurações repercutiram de forma muito positiva por todo o estado, e lembrou que Sergipe possui agora três hospitais regionais em funcionamento: em Propriá, Lagarto e Estância. "É por conta do alcance social de obras como esta, que tenho orgulho de estar na vida pública. Governar é vencer desafios, e o governador Marcelo Déda está consciente, juntamente com todos nós, de que temos um grande desafio, que é garantir uma Saúde de qualidade para o povo", falou o vice-governador.

 

Emoção

Afirmando que as obras na Saúde foram vitórias do povo, Jackson fez questão de destacar a atuação e os esforços do governo do Estado para melhorar a Saúde. "Críticas devem ser feitas todo dia, mas temos que reconhecer que nunca se investiu tanto em Saúde como hoje", declarou JB.

 

Ele também ressaltou sua alegria e emoção verdadeiras durante as cerimônias. "Cada inauguração foi uma grande emoção, vi muitas lágrimas de felicidade. Vi gestantes chorando, vi gente simples em Estância com lágrimas nos olhos. Ficamos todos emocionados com a Inauguração do Hospital Pediátrico José Machado de Souza, os filhos do Dr. Souza compareceram e também foram às lágrimas", relatou Jackson

 

Inaugurados

Na quinta-feira passada, durante visita do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, o governo do Estado inaugurou quatro unidades de saúde:  Casa da Gestante e o Centro de Parto Normal do Hospital e Maternidade Santa Isabel; a Unidade Pediátrica 'José Machado de Souza' no Huse e o Hospital Regional de Estância, que contará com dez leitos de UTI. (Da assessoria)

 



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
29/11
14:46

Valmor será mesmo a opção do PT para 2012 em Aracaju?

Barbosa afirma que a Secretaria é a sua Prefeitura

O fato de ter se filiado a partido e agora, no apagar das luzes do prazo de filiações para possíveis candidatos em 2012, ter optado pelo PT e ter ainda a sua ficha abonada pelo governador Marcelo Déda tem induzido muita gente a pensar que o engenheiro e secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa, poderá ser o petista, ainda que novato na agremiação política, a disputar a Prefeitura de Aracaju em outubro do próximo ano . Foi Déda quem o convidou a se filiar ao Partido dos Trabalhadores.

Valmor nunca quis ser militante político-partidário e sempre se definiu como “um tocador de obras”, “um servidor público disposto a cumprir o seu papel”. Esse seu distanciamento da militância deu a entender à todos que tinha interesse por cargos na esfera do Executivo, mas exercendo a sua profissão de engenheiro. Num dos nossos últimos contatos sobre candidatura chegou a declarar que política é coisa de político e eu não me vejo disputando cargos eletivos”. Chegou a agradecer a lembrança.

Mas será que Valmor mudou de ideia? Mas, então, porque aceitou filiar-se a um partido político? Pressão dos amigos da política, colegas de profissão e vários setores da sociedade que admiram a sua atuação. E essa conversa toda tem tudo para ficar nisso mesmo ou Valmor Barbosa poderá se transformar no Plano “B” do PT e da coligação governista para Aracaju? Aparentemente tudo pode acontecer. Mas o mais provável é que a briga interna do PT pela indicação para a Prefeitura de Aracaju continue entre os deputados Rogério Carvalho (federal), Ana Lúcia (estadual) e o vice-prefeito Sílvio Santos. Ao menos por enquanto.

Agora há pouco (são 13h40 em Aracaju) falei com o secretário e ele voltou a reafirmar as declarações que publico acima. “Volto a repetir que sou um técnico que está secretário da Infraestrutura e que a Seinfra é hoje a minha Prefeitura. Espero que fique nisso apenas”, declarou. Mas, se rolar mais uma pressãozinha, será que ele não aceitaria ser uma espécie de “candidato do consenso” petista e da base governista?

(Eugênio Nascimento)


Política
Com.: 1
Por Eugênio Nascimento
29/11
13:25

Ana Lúcia: Minha candidatura é prá valer


Deputada faz resgate histórico, reconhece competência de possíveis adversários na disputa e reitera que sua candidatura 'é pra valer'


A atuação no Partido dos Trabalhadores e a determinação para disputar as eleições para a capital de Aracaju foram os assuntos tratados pela deputada estadual Ana Lúcia Menezes (PT) na manhã desta terça-feira, 29, no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe. "Só teremos uma mudança substancial quando vivenciarmos uma democracia plena, que depende de uma política de equidade para as pessoas que estão excluídas da sociedade".

 

A deputada reconhece a competência dos vários nomes colocados para a disputa política, mas manifesta que permanece vivo e forte seu interesse de disputar as eleições municipais de Aracaju. "O meu nome, enquanto mulher, educadora, cidadã e aracajuana está à disposição da população que vem acompanhando o meu trabalho e sabe que há 22 anos eu milito no PT, e esta filiação deu-se exatamente pelo convencimento do seu programa e projeto estratégico de transformação da sociedade, que tem o fim de mudar valores e comportamentos. É um projeto estratégico que não acredita que o capitalismo vai transformar as relações sociais e econômicas do nosso país, mas que ao invés disso acredita que esta transformação acontecerá a partir da luta dos trabalhadores, da organização da sociedade civil que sonha com um mundo humanizado em que o ser humano é o centro das atenções e referência", assegura.

 

Ana Lúcia faz um resgate histórico da trajetória e atuação do Partido dos Trabalhadores nas administrações anteriores e avaliou que a população aracajuana sempre foi e permanece cada vez mais politizada, por isso deseja uma disputa eleitoral polarizada. "Este embate será político e ideológico, mas também de projetos. Não sou engenheira e não sou a favor de tocar obras por tocar obras. Acho que a obra deve atender a uma necessidade humana, social. Tenho clareza que esta cidade precisa de um projeto de drenagem urbana, muito debate e um projeto de mobilidade urbana para esta cidade. Não falo só pela questão do transporte coletivo. É algo mais complexo que isso. Tenho clareza de que, pelo muito que fizemos, ainda temos que fazer muito mais. E se o Partido dos Trabalhadores, que sempre confiou no meu trabalho e militância, continuar confiando, irei para a disputa municipal. E espero fazer com respeito um bom embate com a oposição através da disputa de projetos políticos antagônicos clareza de um projeto", expressou.

 

Ao reafirmar seu compromisso de mudança social, a pré-candidata Ana Lúcia revelou o interesse de democratizar a beleza de Aracaju, tão elogiada por turistas e todos que visitam a trabalho ou passeio a capital sergipana. "Nossa capital precisa de um projeto sem discriminação de norte e sul, leste ou oeste. Tenho ouvido nos debates do Plano Diretor em alguns bairros: por que a beleza da cidade não chega aqui? Precisamos trabalhar para que Aracaju possa ser apreciada e prestigiada como um todo com projetos que valorizem a beleza natural de cada região", defendeu. (Da assessoria)


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos