29/11
06:49

André Moura pede que Edvaldo Nogueira atenda agentes de Saúde

O deputado André Moura (PSC) ocupou a tribuna da Câmara Federal para defender que o prefeito de Aracaju atenda os agentes comunitários de Saúde. O parlamentar defendeu que a Prefeitura pague a insalubridade para os agentes, dando respaldo a uma categoria que assiste quase toda a população aracajuana. André encerrou defendendo o diálogo entre as partes, pedindo serenidade e que o impasse se resolva na base dos entendimentos.

Ao iniciar seu pronunciamento, André Moura disse que "agradeço aos meus colegas de parlamento, em especial da Comissão Especial, que analisou o projeto de Lei 7495/06, que criou o piso dos Agentes de Saúde e Agentes de Endemias do Brasil, através do empenho dos agentes de Saúde do Brasil e, em especial, de Sergipe e Aracaju. Ratifico que esses profissionais são de suma importância no combate a dengue, extinção dos focos do Aedys Egipys, bem como no combate e prevenção de outras endemias, além de promoverem a educação em saúde dos usuários do SUS". (Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
28/11
20:08

Presidente da Comissão do Orçamento é favorável à emenda do Hospital do Câncer SE

O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) esteve no final da tarde da segunda-feira, 28, com o presidente da Comissão do Orçamento, Vital do Rêgo (PMDB-PB).  Amorim reafirmou com o presidente a sua preocupação para com a liberação da emenda da segunda etapa do Hospital do Câncer de Sergipe, orçada em R$ 50 milhões. "Adicionamos a emenda, tivemos a aprovação da bancada federal sergipana, e continuamos com as mobilizações no Senado. A emenda é como uma planta, precisa ser regada para dar frutos", comparou Amorim.


Vital do Rêgo, vizinho de gabinete de Eduardo Amorim, credencia o projeto do Hospital sergipano. "O Câncer é a segunda causa morte no Brasil. Observei o testemunho de Eduardo e irei me somar a essa causa. Os sergipanos são irmãos dos paraibanos, são nordestinos trabalhadores, que tenho apreço, consideração. Se depender do nosso trabalho o Hospital será edificado", disse Vital do Rêgo, completando ainda que já passou as orientações ao sub-relator do orçamento, deputado Rui Costa (PT-BA) para conceber agilidade.


Emendas

Existem quatro tipos de emendas feitas ao orçamento: individual, de bancada, de comissão e da relatoria. As emendas individuais são de autoria de cada senador ou deputado. As de bancada são emendas coletivas, de autoria das bancadas estaduais ou regionais. "Iniciamos nosso trabalho para o Hospital do Câncer na Câmara dos Deputados e continuaremos empenhados. Nessa caminhada conhecemos pessoas que se somam diariamente. Sergipe verá esse hospital pronto porque quando há mobilização e criatividade há vitória", disse Amorim.


"No Brasil, o câncer é hoje a segunda causa de morte com uma estimativa de 500 mil novos casos a cada ano, segundo dados fornecidos pelo Instituto Nacional do Câncer. Em Sergipe, a estimativa do INCA, é de que tenhamos mais de 2.500 novos/casos por ano, com maior incidência entre as mulheres e prevalência de câncer de mama; já entre a população masculina, prevalece o câncer de próstata", informou Amorim. (Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
28/11
19:35

Prefeito lança concurso para Guarda Municipal - São 100 vagas

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, anunciou na manhã desta segunda-feira, 28, a realização de concurso público para a Guarda Municipal de Aracaju (GMA). Serão 100 vagas com salário inicial de R$ 1.310,40. A organização do concurso está sob responsabilidade do Instituto Movens.

As inscrições ocorrem entre os dias 1º e 12 de dezembro, com taxa no valor de R$ 26,20. As provas estão previstas para o dia 15 de janeiro. A solicitação de gratuidade na taxa de inscrição poderá ser feita entre os dias 1º e 2 de dezembro. De acordo com Edvaldo Nogueira, a realização do concurso é o ponto alto da série de investimentos realizados pela Prefeitura na Guarda Municipal em 2011.(Da assessoria)


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
28/11
19:10

Déda indica JB para coordenar trabalho de recuperação da catedral

Em discurso durante a inauguração do Museu da Gente Sergipana, no último sábado, o governador Marcelo Déda (PT) informou que estava nomeando o vice-governador Jackson Barreto (PMDB) para presidir os trabalhos de busca de recursos para a reforma da Catedral Metropolitana de Aracaju. "Esse foi o governo que mais investiu na recuperação do nosso patrimônio cultural, e 2012 será o ano da Catedral", disse o governador, ressaltando que os investimentos caberão também à iniciativa privada.

 

"A catedral é um templo religioso, mas é um patrimônio do nosso povo. Nomeio o vice-governador para presidir os trabalhos na busca dos recursos, até porque foi Jackson quem pela primeira vez levantou a questão e mostrou a necessidade das reformas", disse o governador.

 

Jackson Barreto confirma que já havia advertido a sociedade sobre os problemas na estrutura física da catedral e disse que ficou muito feliz com a lembrança do governador. "A sociedade, como um todo, precisa assumir a luta pela catedral. Fiz o alerta sobre sua situação com os olhos de quem quer preservar este importante patrimônio histórico, e com o coração de quem é católico", falou o vice.

 

JB também destacou a história da catedral, como primeira sede diocesana do Estado e sua importância para as famílias sergipanas. "A catedral tem um pouco de cada sergipano, ela representa muito para a história das nossas famílias. É um patrimônio cultural e histórico, mas que representa também a religiosidade, por isso é uma obra emblemática", continuou Jackson, reforçando que fará várias visitas para buscar o apoio da iniciativa privada.

 

Patrimônio

O vice-governador afirmou que a atitude do governador, em assumir um compromisso público com a catedral, foi muito bonita. Ele disse que não poderia esperar outro comportamento de Marcelo Déda, e aproveitou para reforçar uma afirmação do governador, de que nunca um governo sergipano investiu tanto na conservação do seu patrimônio histórico.

 

"Esse foi um governo que se caracterizou pela lembrança e preservação do seu patrimônio histórico. Juntando todas as obras, como a reforma no Palácio Museu Olímpio Campos, no Trapiche em Laranjeiras, que hoje é sede da Universidade Federal de Sergipe, as obras na praça São Francisco, que garantiram seu reconhecimento pela ONU como patrimônio da humanidade, e a agora o Atheneuzinho. Ninguém em sã consciência vai negar que esse é um governo de recuperação da nossa história", concluiu Jackson. (Da assessoria)



Variedades
Com.: 1
Por Eugênio Nascimento
28/11
18:49

RECONHECIMENTO NACIONAL - Direito da UFS terá selo OAB 2011 de qualidade

VEJA TAMBÉM A TABELA COMPLETA  --  OAB anuncia os 90 melhores cursos de Direito do país


O presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, anunciou hoje a edição do Selo OAB de 2011, com a indicação dos cursos de Direito avaliados pelo Conselho Federal da OAB como os de melhor qualidade do país, estado por estado. De Sergipe, apenas a UFS será contemplada.

Num universo de 1.210 cursos existentes no Brasil atualmente, apenas 90 cursos, ou 7,4%, acabaram sendo recomendados pelo Selo OAB como cursos de destacada qualidade. A OAB outorgará a premiação aos cursos destacados.

O Estado de SP teve a maior quantidade de cursos que irão receber o selo de qualidade da OAB, ao todo 14. MG vem logo depois, com 11 cursos, seguido dos estados do PR, 8 cursos, BA, 6 cursos, RJ e RS, 5.

Durante a XXI Conferência Nacional dos Advogados, realizada em Curitiba de 20 a 24/11, o presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, abordou a importância do selo de qualidade dos cursos jurídicos no país.



Do total de cursos de Direito do país, 791 foram avaliados depois de preencherem os pré-requisitos de ter participado dos três últimos exame de Ordem unificados, sendo que cada um precisou ter, no mínimo, 20 alunos participando de cada Exame.

Em seguida, para apurar os 90 cursos de qualidade recomendada, a Comissão Especial - integrada por advogados, que são professores e especialistas em educação jurídica - utilizou como instrumentos de avaliação uma ponderação dos índices obtidos por eles em aprovação nos exames de Ordem (2010.2, 2010.3 e 2011.1) e no conceito obtido no último Enade, realizado em 2009. Dentre as 27 unidades da Federação que tiveram seus cursos de Direito avaliados, dois Estados não tiveram nenhum recomendado: AC e MT. Os cursos desses dois Estados não atingiram a nota mínima dentro dos critérios de avaliação da OAB ou estão submetidos a processos de supervisão do MEC, ou, ainda, tiveram parecer desfavorável da Comissão Nacional de Educação Jurídica da OAB Nacional durante a análise dos processos de reconhecimento ou de renovação.(Da assessoria)




Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
28/11
18:22

Presidente da Câmara assumirá a Prefeitura de Aracaju



Pela primeira vez em quase duas décadas, o presidente da Câmara de Vereadores assumirá a  Prefeitura de Aracaju. O prefeito Edvaldo Nogueira anunciou nesta segunda-feira, 28, que  vai se afastar do cargo para gozar férias no período de 2 a 11 de dezembro próximo, mesmo  período em que o vice-prefeito Silvio Santos também se ausentará da cidade. “Não é  somente uma deferência minha e do Silvio, mas uma questão de respeito que temos pelo  Legislativo: o presidente Emanuel Nascimento governará Aracaju naqueles dez dias de  dezembro”, disse o prefeito.

“É uma alegria realizar essa vontade, de passar o cargo a alguém de quem fui colega como  vereador e em quem o aracajuano pode confiar. Essa é a beleza da democracia, que as  instituições permaneçam funcionando bem na alternância do poder, mesmo que  provisoriamente. Tenho certeza que Emanuel governará tão bem quanto eu e Silvio  governaríamos”, afirmou Edvaldo Nogueira.

Emanuel Nascimento é vereador há seis mandatos e pela terceira vez é presidente da Câmara  de Vereadores de Aracaju. Não é a primeira vez que assume a Prefeitura. Em 1993, quando  Jackson Barreto era prefeito e ele era presidente do Legislativo pela primeira vez,  chegou a assumir a chefia do Executivo municipal por três dias. “Mas nunca um presidente  da Câmara respondeu pela Prefeitura por um período tão longo”, observou o presidente, na  audiência com Edvaldo Nogueira.

Todo ano neste período próximo às festas natalinas, o prefeito Edvaldo Nogueira goza  parte das suas férias. “Desta vez não consegui tirar a primeira parte das férias no  começo do ano, como gosto de fazer, mas pelo menos posso descansar um pouco agora”,  disse. Ele transmitirá o cargo às 19 horas da quinta-feira, dia 1º de dezembro, logo após  inaugurar o Presépio da Sementeira.(Da assessoria)


Política
Com.: 1
Por Eugênio Nascimento
28/11
17:19

PSB realiza ato em Siriri e discute eleição

Lideranças estaduais do PSB se reúnem para discutir organização partidária



No último domingo, 27/11, o deputado federal Valadares Filho, em companhia do Prefeito de Capela, Manuel Messias Sukita Santos, estiveram em Siriri a convite do pré-candidato a prefeito, José Rosa, que realizou um grande evento do PSB municipal para reunir seus filiados e pré-candidatos às eleições da cidade no ano que vem. Estiveram presentes também várias autoridades e lideranças políticas do município, dentre eles: o vice candidato a prefeito, Evandro Moura, mais conhecido como Dinho da Caçamba , o ex-prefeito da cidade, Talmo Vieira, acompanhado de sua esposa, Lenilde Souza, os vereadores Aldon Figueiredo, Ademilson Ferreira, Almir Barreto, Geferson Cardoso, Jackson Martins, Jamisson Menezes, Laércio Torres, Manoel Carvalho e Ricardo Souza, Dona Delma, Dr. Sílvio Cardoso e Carlos Augusto, o popular Cabelinho, candidatos pelo mesmo partido (PSB) em Divina Pastora.

O evento aconteceu na Fazenda JR, tendo início às 10 horas da manhã, com a chegada de Valadares Filho e Sukita, que foram recebidos pelo anfitrião e organizador do evento, Zé Rosa, em Siriri.

Para Zé Rosa, é motivo de alegria saber que pode contar com o apoio de grandes lideranças políticas de Sergipe, a exemplo de Adelson Barreto, Valadares Filho e Sukita, do agrupamento político do Partido Socialista Brasileiro (PSB), do qual ele faz parte.(Da assessoria)

“Para mim, é uma grande alegria ingressar na família do PSB. Estou colocando meu nome à disposição para disputar as eleições do próximo ano em Siriri como pré-candidato a prefeito, para que a gente possa fazer uma cidade melhor para todos, pois o município está carente de uma nova administração e de alguém que possa fazer um Siriri melhor para todos. Siriri precisa de alguém competente e que faça mais pela cidade. Eu, junto com o povo, faremos a cidade progredir no rumo certo”, declarou Zé Rosa, que vem ganhando cada vez mais popularidade e respeito dentro do quadro político local. (Da assessoria)



Política
Com.: 1
Por Eugênio Nascimento
28/11
14:17

Nordeste 2001-2010: Crescimento, Mudanças e Desafios


Por Ricardo Lacerda*


Nos dias 23 e 24 de novembro, a Fundação Joaquim Nabuco realizou, em Recife, o XIII Simpósio ObservaNordeste, com a temática que dá título ao presente artigo, para debater sobre as transformações econômico-sociais e políticas do Nordeste na primeira década do novo século.

O objetivo do simpósio foi o de reunir estudiosos e pesquisadores dos estados da região para fazer um balanço das mudanças econômicas, sociais e políticas no Nordeste, no âmbito do ciclo de transformações recentes e avaliar os limites e os desafios para a segunda década do século XXI.

Novo patamar
A questão mobilizadora dos debates era como a região Nordeste, que vem se constituindo em uma das fronteiras do crescimento brasileiro, poderia potencializar a fase positiva recente para alcançar novos patamares de desenvolvimento.
O Nordeste obteve taxas de crescimento econômico acima da média brasileira na primeira década do século, impulsionadas pelo impacto maior na região da elevação do poder de compra da chamada classe C, das políticas de transferências de renda e dos investimentos estruturantes realizados.

Pairava entre os pesquisadores certa inquietação sobre a estratégia que a presidente Dilma, que não tem a mesma identificação que demonstrou ex-presidente Lula com a região, adotaria para o desenvolvimento do Nordeste, e se seria dada continuidade a prioridade que ela contou nos últimos oito anos.

No governo anterior, duas linhas de atuação concorreram para impulsionar o crescimento econômico do Nordeste: Em primeiro lugar, o conjunto das políticas públicas com forte viés social que, mesmo sem ter orientação para o desenvolvimento regional, findaram por incidir muito mais intensamente nas áreas mais pobres.

A transferência recursos originários dessa política, ao lado de outras medidas que elevaram o poder de compra das parcelas da população de menor renda, como os aumentos reais do salário mínimo e a expansão do crédito, ampliaram o mercado de consumo da região com importantes reflexos em termos de geração de emprego. O Nordeste que respondia por 17,2% dos empregos formais do país, em 2003, participou com 19,3% dos empregos criados, entre 2004 e 2007, e com 23% dos empregos gerados, entre 2008 e 2010 (ver Gráfico).


 

A segunda linha de atuação foi a prioridade dada à região nos investimentos de cunho estruturante do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e na implantação da rede de escolas tecnológicas e de universidades federais que foi implantada no interior do país.

Desigualdades
Mesmo considerando as conquistas recentes, as disparidades entre as regiões brasileiras são muito elevadas em todas as dimensões do desenvolvimento econômico social: nos indicadores de saúde, educação, infraestrutura, base produtiva, pobreza e renda. A incidência da pobreza na região Nordeste é o indicador que melhor traduz a situação presente. O Nordeste, que com seus 53 milhões de residentes responde por 28% da população brasileira, detém 59% das pessoas identificadas como imersas na pobreza extrema.

O compromisso da Presidente Dilma no regaste desses brasileiros é inequívoco e ficou estampado no lema adotado pelo seu Governo, País rico é país sem miséria, que assinala o aumento do compromisso com as faixas mais pobres da população e que é traduzido em uma política transversal, abrangendo as diversas áreas de governo.

Os pesquisadores reunidos alertaram para o potencial de concentração regional de riqueza dos investimentos do pré-sal, com seus desdobramentos em todo um conjunto de novos segmentos a eles acoplados, em construção naval, petroquímica, eletroeletrônica etc que, na ausência de uma política clara de implantação de pólos regionais, tenderão a se concentrar na região Sudeste.

A formação de um novo mercado de consumo de massa, com a emergência da chamada classe C, que fez com que o Nordeste tenha se constituído desde 2008 no segundo mercado de consumo do país, à frente da região Sul, tem se revelado um importante ativo regional, atraindo empresas para disputar esse poder de compra que vem crescendo a taxas aceleradas.

A posição alcançada pelo crescimento do mercado de consumo e pelos investimentos estruturantes realizados coloca a região em situação de ousar em direção a outras transformações estruturais, para o que são prioritários investimentos em educação, em infraestrutura produtiva de integração intra-regional, em Ciência & Tecnologia, e não menos fundamental, a implementação de uma política industrial que contemple a região com alguns e significativos investimentos nos novos setores que serão instalados na esteira do crescimento econômico nacional

O Gráfico a seguir mostra como o emprego formal no Nordeste vem avançando mais rapidamente do que a média do país.  O Nordeste que respondia por 17,2% dos empregos formais do país, participou com 19,3% dos empregos criados, entre 2004 e 2007, e com 23% dos empregos gerados, entre 2008 e 2010.

*Professor do Departamento de Economia da UFS e Assessor Econômico do Governo de Sergipe.
Artigos anteriores estão postados em http://cenariosdesenvolvimento.blogspot.com/


Publicado no Jornal da Cidade, em 27/11/2011



Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos