01/11
07:56

André Moura propõe partilha do auxílio reclusão em favor das famílias de vítimas

O deputado federal André Moura (PSC) é autor de proposta na Câmara dos Deputados para garantir que 50% do valor pago a título do auxílio reclusão aos presidiários sejam destinados às famílias de vítimas de crimes e de violência, em condição de baixa renda, no Brasil. Ele informa que o valor do benefício pago atualmente às famílias dos presidiários é equivalente a R$ 810,60 mensais.


"Não é justo que o trabalhador receba um salário por mês, enquanto que um preso custe cinco salários mínimos por mês ao Estado, retirando recursos de obras como para construção de escola e hospitais", ponderou André Moura.


Pela proposta do deputado, caso a família da vítima tenha melhor condição social e financeira, a partilha do auxílio reclusão seria destinada ao Fundo Social do Governo Federal para amparo das famílias das vítimas com renda de 0 a 3 salários mínimos.


"Nossa proposta é de que o Governo Federal ofereça 50% do valor pago em auxílio reclusão aos presos para às famílias das vítimas", explica do deputado.(Da assessoria)




Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
01/11
07:51

ARACAJU - Missa de finados em cemitério clandestino

 

A celebração de missas no dia de finados nos cemitérios é normal. A Igreja Católica até já divulgou uma programação de missas nos principais cemitérios de Aracaju.

A grande surpresa do feriado dedicado aos finados no dia de amanhã será a celebração de uma missa em um cemitério considerado clandestino. O cemitério fica no Povoado Robalo, na capital sergipana e os moradores juntamente com o padre da igreja local preparam a homenagem para amanhã.

O Cemitério de Manguinhos, localizado no Robalo faz parte de uma lista de cerca de dez cemitérios que foram considerados clandestinos e interditados pela justiça há quatro anos.

A determinação de interdição veio junto com a ordem para a construção de um novo cemitério em Aracaju. Como a prefeitura municipal apenas interditou os dez cemitérios existentes, porém não construiu ainda o novo cemitério, moradores resolveram voltar a utilizar os três principais: Maria Rosa, no povoado Areia Branca, o Nelito, no Povoado Mosqueiro e o Manguinhos, no Povoado Robalo.

O cemitério Manguinhos foi o último a ser reaberto, em dezembro de 2010 e já contabiliza dezenas de corpos enterrados.

A intenção dos moradores, com a realização da missa, além de homenagear os mortos ali enterrados, é de comemorar um ano da reabertura e de chamar a atenção das autoridades sobre a necessidade de se construir o novo Campo Santo.

Durante os últimos dias voluntários estiveram no cemitério cuidando dos últimos preparativos e toda comunidade dos povoados Robalo e São José – usuários do cemitério – está mobilizada em torto da missa, que para eles será histórica.       (Da assessoria)



Variedades
Com.: 1
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 25 26 27 28 29 30

Enquete


Categorias

Arquivos