26/11
02:27

Panorama Esportivo - Kleber Santos

Sul-Americano Escolar tem logística definida

OS XX Jogos Sul-Americanos Escolares, maior competição escolar do continente, que será realizada em Aracaju, entre os dias 4 e 11 de dezembro, contarão com a participação de 11 países da América do Sul. Serão disputadas 10 modalidades esportivas, futsal, handebol, basquetebol, voleibol, atletismo, atletismo adaptado, judô, natação, xadrez e tênis de mesa, nos naipes masculino e feminino. A organização do evento está a cargo da CBDE, em parceria com ogoverno do estado de Sergipe ecom o apoio financeiro do Ministério do Esporte (ME). O presidente da CBDE, Antônio Hora Filho, já apresentou o que está pronto e definido em termos de logística da competição, como hotéis – a grande maioria na Orla de Atalaia-, onde ficarão hospedados os mais de 2 mil participantes do evento, locais onde serão realizadas as competições, sistema de transporte e alimentação, que serão utilizados e ativação das equipes médicas e socorristas.


Sergipana na Luta olímpica

A atleta da luta olímpica Viviane Sousa, patrocinada pelo Bolsa Atleta, da Sejesp, anda conquistando seu espaço nos pódios pelo Brasil. Aos 16 anos, a esportista ganhou em 2014 medalhas de ouro nos Jogos da Primavera e no Campeonato Sergipano, além de ter garantido bronze nos Jogos Escolares Brasileiros, nos anos de 2012 e 2013. A atleta, que pratica a modalidade há três anos, também divide seu tempo e dedicação com outra importante arte marcial, o judô. "Comecei com o judô há quatro anos e só depois fui apresentada à luta olímpica. Um ajuda o outro porque há várias técnicas que posso usar, é um complemento", conta Viviane.


Futsal: Aracaju Futsal vence o Itaporanga

O time de Aracaju venceu pelo placar de 5 x 2 a equipe do Itaporanga, dentro da casa do adversário, na primeira partida da semifinal do Campeonato Sergipano, na última segunda-feira. Hoje, às 20h30min, no Ginásio do Sesi, no conjunto Augusto Franco, será conhecida a vaga para a grande final da competição.


Robson Fraga poderá ser campeão em três estados

Com 34 anos de idade e 14 anos de dedicação na prática do surf, Robson Fraga garantiu de forma antecipada os títulos de campeão do Circuito Sergipano e Alagoano e ainda lidera com folga o Circuito Baiano onde poderá conseguir o título na próxima etapa realizada em Camaçari, nos dias 13 e 14 de Dezembro. Já são sete títulos acumulados no Sergipanoano, cinco no Alagoano e está caminhando para o quarto título Baiano. Além disso, o atleta está em 5º lugar no brasileiro e 17º no longboard.


Boxeador Cássio Oliveira mira as Olimpíadas 2020

Os bons resultados este ano no boxe fazem com que o sergipano Cássio Oliveira mire as Olimpíadas 2020. Este ano, ficou com a medalha de bronze no Torneio Cinturão de Ouro, realizado no Equador; ouro no Campeonato Internacional de Boxe (IQUIQUE), no Chile; e levou o título do Brasileiro de Boxe. Cássio Oliveira treina no Clube Escola, em Santo Amaro, em São Paulo, mesma academia que treinam os atletas olímpicos Esquiva Falcão e Yamaguchi Falcão, além do campeão mundial Everton Ribeiro. Até o sonho olímpico, o sergipano de 17 anos tem ralado muito. Treina durante cinco dias da semana por três horas. No período da manhã, realiza uma hora de treinamento físico de fortalecimento da musculatura e aeróbico, e pela tarde, são duas horas de técnica com a realização de manobras, saco e escola de combate. Aos sábados, é reservado para fazer sparring durante 15 minutos.


Ginasta se destaca nas competições

Com apenas 11 anos de idade, Antonise Ribeiro tem postura de atleta profissional e um currículo de fazer inveja para muitos veteranos dos esporte. Somente neste segundo semestre, a jovem ginasta subiu no pódio na Copa Marista, Jogos da Juventude (João Pessoa/PB), além do Mundial Interclubes realizado no Chile. A esportista é apoiada pelo programa Aracaju Bolsa Atleta, da Sejesp. Fechando o ano com mais resultados positivos, a ginasta volta a ocupar uma vaga no pódio durante a última etapa do Campeonato Sergipano ao ganhar medalha de prata nas mãos livres e bronze com as bolas.


Bola na Rede conquista Copa sub-14

A I Copa Sejesp de Futebol de Campo, sub 14, chega ao fim após quase quatro meses de muitas disputas e demonstrações de habilidades por parte da garotada. E como já era esperado, o time do Bola na Rede conquista o título de campeão após vencer a equipe do Esperança pelo placar 5 a 0. O confronto aconteceu no campo do Anchietão, no Bugio.


Coluna Kleber Santos
Com.: 0
Por Kleber Santos
26/11
01:59

Trânsito na ponte do Rio Poxim será alterado a partir do dia 1° de dezembro


Mapa ilustra alteração no trânsito a partir do dia 1° de dezembro / Ilustração: Elder Gonçalves

Uma das pontes da via, no sentido Centro-Atalaia, ficará fechada até o dia 25 de dezembro

Em virtude dos serviços de manutenção na ponte do Rio Poxim, o tráfego de veículos no local será interditado parcialmente entre os dias 1° e 25 de dezembro. A ponte Presidente Juscelino Kubitshek, sentido Centro da Cidade – Atalaia, será fechada e a ponte Paulo Barreto de Menezes, no sentido Atalaia - Centro da Cidade, passará a ser usada como mão dupla, permitindo o fluxo nos dois sentidos. A mobilidade urbana será garantida por meio de parceria entre o governo do Estado e a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT).

Cones serão usados para sinalizar o desvio e agentes de trânsito atuarão para garantir segurança no fluxo de veículos. Para facilitar o trânsito a SMTT, no principal horário de pico, das 6h às 8h da manhã, deixará livre a entrada à direita no cruzamento das avenidas Tancredo Neves e Beira-Mar para quem vem do Centro. Quem segue na Avenida Beira- Mar sentido praias, nos horários de 6 às 8h, deverá entrar na Tancredo Neves à direita, fazer o retorno nas imediações de uma concessionária de veículos, para retornar à Beira-Mar também com acesso livre. Com essa alteração, quem segue na Beira- Mar sentido Tancredo Neves, também terá acesso livre à esquerda.

A obra de fortalecimento estrutural e manutenção das pontes, realizada pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Infraestrutura, visa garantir a segurança de quem transita pela via, estratégica para o trânsito da capital. A intervenção compreende ainda a pintura e recuperação de toda a estrutura metálica da passarela, com a substituição dos pontos oxidados. O valor total investido é de R$ 2,5 milhões.

O período para a realização desta parte da obra foi escolhido visando oferecer o menor transtorno possível a quem precisa utilizar a via, uma vez que coincide com as férias escolares, quando o fluxo no local diminui consideravelmente. Outro ponto levado em conta na escolha da data foi a movimentação devido as festas de fim de ano, que não será afetada pela obra, pois o trânsito no local já estará regularizado antes do Réveillon.

Quem preferir evitar o trânsito lento no trecho onde a intervenção temporária se faz necessária poderá usar vias alternativas. Quem deseja se deslocar do Centro para a região da Atalaia, por exemplo, tem como alternativa usar a via que segue pela ponte Godofredo Diniz, a ponte do shopping Riomar, e seguir pela Avenida Mário Jorge Menezes em direção às praias ou seguir pela Tancredo Neves e utilizar a ponte Procurador Gilberto Vila-Nova, que liga o bairro Inácio Barbosa ao conjunto Augusto Franco, pela Avenida Canal 4.

Da mesma forma, quem vem da região da Atalaia em direção ao Centro da cidade, pode evitar o transtorno do desvio nas pontes do Poxim, seguindo pelas avenidas já citadas, mas nos sentidos opostos ou ainda optando por seguir pela Heráclito Rollemberg.

Da assessoria


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
26/11
01:58

Exibições da ‘Mostra Cinema e Direitos Humanos’ acontecem no Museu da Gente

Os filmes serão exibidos gratuitamente no Museu da Gente Sergipana até o dia 3 de dezembro

A partir de quinta-feira, 27, o Museu da Gente Sergipana Gov. Marcelo Déda sediará a 9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul. Com entrada gratuita, a mostra será lançada às 18h, no auditório do Museu da Gente Sergipana, em Aracaju. Essa edição, que conta com o apoio local do Instituto Banese e do Museu da Gente Sergipana, promoverá debates sobre as temáticas propostas nos filmes e sessões de audiodescrição, que acontecerão a partir das 15h do dia 2 de dezembro. 

Inspirada nos 50 anos do golpe civil-militar, a 9ª Mostra Cinema e Direitos Humanos no Hemisfério Sul está sendo realizada desde 03 de novembro e segue até 20 de dezembro nas 26 capitais e no Distrito Federal, e em 1.000 pontos culturais fora das capitais urbanas entre janeiro e março de 2015. 

O evento traz também outros debates sobre os direitos humanos, com filmes que abordam temas como população LGBT e enfrentamento da homofobia, questões culturais e territoriais da população indígena, direitos da pessoa com deficiência, entre outros. As sessões serão: “Mostra Competitiva”, “Mostra Memória e Verdade”, “Mostra Homenagem Lúcia Murat” e “Sessão Inventar com a Diferença”. 

A realização é da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), em parceria com o Ministério da Cultura (MinC) e a Universidade Federal Fluminense (UFF), com o apoio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e Fundação Euclides da Cunha, além do patrocínio da Petrobras e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Em Sergipe, a Mostra conta com a coordenação local de Mário Eugênio e Júlia, com o apoio da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e da Cidadania.

Audiodescrição

Duas sessões de audiodescrição serão promovidas no dia 2 de dezembro, terça- feira. Para essas sessões serão disponibilizados fones de ouvido, a fim de que as pessoas com deficiência visual obtenham, ao máximo, a descrição das cenas. Outros telespectadores poderão apoiar a ação de acessibilidade que marcará as sessões de audiodescrição, ao adquirir bandanas e fones de ouvido para que compreendam as limitações enfrentadas pelas pessoas com deficiência visual e auditiva. A MCDH na América do Sul ainda disponibiliza material gráfico, tendo toda a filmografia exibida com closed caption (sistema permite que legendas informem não apenas o que é dito, mas também todos os sons que fazem parte da cena) para pessoas com deficiência auditiva.

Debates 

A grande novidade desta edição da Mostra são os debates que serão promovidos no sábado, 29 e domingo, 30. No sábado, o secretário de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania, Antônio Bittencourt, será o debatedor do Filme Brava Gente Brasileira. Bittencourt é Mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ. O segundo debatedor do filme será Waldefrankly Rolin, que é doutorando em História pela Universidade Federal de Pernambuco. Já o terceiro debatedor do filme Brava Gente brasileira será Ronaldo Linhares, professor Doutor da Universidade Tiradentes do Curso de Comunicação Social e Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Tiradentes.

No domingo, 30, os debates serão após o filme Setenta. Os debatedores serão Gilson Reis, que é Gestor Cultural e de Projetos e Assessor da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania de Sergipe. O segundo será Luciano Correia dos Santos, jornalista, Mestre e doutor em Ciências da Comunicação e atualmente é presidente da Fundação Aperipê de Sergipe. E por último, Cristiano Leal, professor do Curso de Comunicação da Universidade Tiradentes. Confira aqui a programação completa.

Da assessoria
 


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
26/11
01:11

Violência contra a mulher: Saúde de Aracaju soma forças aos 16 Dias de Ativismo

Os servidores da Secretaria da Saúde de Aracaju compareceram ao trabalho vestindo camisa branca, durante esta terça-feira, 25. O ato representou uma somação de forças à campanha mundial pelos "16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência conta a Mulher". Das ações em prol da data, nas Unidades de Saúde da Família (USF) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA) usuários e profissionais também foram acolhidos com debates e panfletagens sobre o tema. Na sede da secretaria também houve distribuição de fitilhos e origamis, simbolizando a paz, além da exposição "Colorindo a Dor". O acervo de fotos foi cedido pela coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe. As atividades foram promovidas através dos Programas de Saúde da Mulher, Coordenação de Promoção da Saúde e Núcleo de Prevenção e Acidente (Nupeva).

Durante a abertura da exposição "Colorindo a Dor", a coordenadora do Programa de Saúde da Mulher, Cristiani Ludmila Borges, reforçou que serviços de saúde desenvolvem papel importante no acolhimento e orientação as mulheres vitimas. “A violência contra mulher passa muitos pelos nossos serviços como atenção básicas e depois as urgência. Precisamos estar sensíveis para receber essas mulheres e mostrar que na Saúde, elas encontram apoio e aliados”, disse.

A data escolhida para a abertura das atividades (25 de novembro) fez alusão ao "Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher", e prossegue em celebração até o dia 10 de dezembro, culminando com o "Dia Internacional dos Direitos Humanos".

A coordenadora do Núcleo de Prevenção e Acidente (Nupeva), Lijane Oliveira, acrescentou que as ações comemorativas são um reforço a um trabalho que já é feito para notificação, combate e prevenção de casos de violência. “O Nupeva atua continuadamente nas Unidades de Saúde para orientar os profissionais sobre o que fazer nesses casos e principalmente lembrá-los de que a notificação de casos suspeitos é um dever legal. É por meio das notificações que a saúde coopera com outros órgãos que buscam medidas e políticas públicas de enfrentamento”, afirmou.

Nas Unidades de Pronto Atendimento Nestor Piva e Fernando Franco profissionais também somaram forças a campanha. A assistente social Fátima Torres relata que na UPA da Zona Sul também surgem casos de mulheres vítimas de agressões. “É uma violência domestica e normalmente é o agressor é o próprio companheiro”, disse.

Assistente social Aline Melício da UPA Zona Norte elogiou a iniciativa da campanha. “Essa mobilização é um evento importante porque encoraja as pessoas a denunciar e a procurar serviços de enfrentamento à violência”, afirmou.

As ações contaram com o trabalho conjunto de diversos setores da Saúde Municipal como Programa de DST/Aids e Hepatites Virais, e, órgãos como a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Aracaju (SMTT), Secretaria da Defesa Social, Guarda Municipal e Secretaria Municipal da Família e da Assistência Social (Semfas).

Da assessoria
Foto: Ascom/SMS


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
26/11
01:09

Mostra de Cinema Espanhol marca abertura da sala Walmir Almeida

O Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira (NPDOV), unidade da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), abre ao público a sala de exibição Walmir Almeida, a partir desta terça-feira, 25. O espaço fica no Centro Cultural de Aracaju e oferece ao público um novo projeto, promovendo acesso gratuito ao cinema e fomento as produções sergipanas com mostras, oficinas, cineclube e outras ações relacionadas a linguagem audiovisual.

Com a capacidade de 89 lugares, som digital 5.1 e exibição de filmes em HD e 3D, o local vai abrigar a Mostra Cinema Atual Espanhol, realizada pelo Instituto Cervantes, Escritório Cultural da Embaixada da Espanha no Brasil e Sociedade Cultural Brasil-Espanha. As exibições trazem a intenção de apresentar a cultura espanhola, seu povo e suas tradições. Além disso, a heterogeneidade de temáticas e de gêneros pretende dialogar com a diversidade cultural brasileira, mostrando como ambos os países compartilham os seus valores.

Serão exibidos longas-metragens com gêneros variados do cinema espanhol, como as comédias "Carmina ou que se exploda", de Paco León, "O que os homens falam", de Cesc Gay e "O Apóstolo", de Fernando Cortizo, primeiro filme espanhol de animação filmado com a técnica de stop motion. Encerra a mostra com destaque, o filme "Mapa" de León Siminiani, vencedor de da categoria "Melhor Documentária Europeu" no Festival de Sevilha.

Serviço:
O que: Mostra de Cinema Atual Espanhol
Filmes:
Carmina ou que se exploda - 25/11 ás 15h
O Apóstolo - 25/11 ás 16h20minh
O que os homens falam - 27/11 ás 15h
Mapa - 02/12 ás 15h
Local: Sala de exibição Walmir Almeida- Centro Cultural de Aracaju Rua: Praça General Valadão, 134, Centro
Informações: (79) 3211-1505 http://npdov.blogspot.com; nucleopdov@gmail.com;
ENTRADA GRATUITA


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
25/11
22:40

Vereadora mostra calcinha na Câmara em protesto contra a violência


L
ucimara Passos destacou na Câmara de Aracaju, nesta terça-feira, o Dia Internacional de Combate à Violência Contra Mulher

Munida com dados da Organização das Nações Unidas referente ao tema, a parlamentar frisou a importância dessa luta em função da violência, que ainda é crescente. Na Tribuna, Lucimara mencionou que uma em cada três mulheres no mundo já sofreu violência física ou sexual, cerca de 120 milhões de meninas já foram submetidas a sexo forçado e 133 milhões de mulheres sofreram mutilação genital. “Não é à toa que esses dados são tão estarrecedores. Infelizmente, nós ainda nos deparamos com certo tipo de comportamento na sociedade que ainda enxerga a mulher de tal maneira que se reproduz com esse comportamento que julgo desprezível e abominável que incita a violência e ela, na interpretação errônea de alguns, seja merecedora de castigo ou de surra”, dialoga.

Desde 1981, a data é comemorada e esse ano, particularmente, vão ser 16 dias de ativismo contra violência de gênero. “Começa hoje a grande mobilização pelo mundo inteiro e no Brasil. Movimentos sociais engajados nessas lutas estarão com atividades até o dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. E essa luta é pela igualdade de gênero, pelo respeito à condição da mulher, pela igualdade de oportunidades e pela libertação da opressão do homem”, continua Lucimara.

Ainda dentro do discurso, a vereadora clamou por justiça sobre homens que utilizam da força física para surrar uma mulher e para aqueles que incitam e estimulam a violência contra mulher. “Triste é saber que nós, enquanto legisladores, tivemos o desprazer de ouvir dentro desta Casa Legislativa, um vereador estimular a violência, como fez o vereador Agamenon na semana passada, quando utilizou o espaço da tribuna para rotular uma mulher de vagabunda e condená-la a uma surra por estar sem calcinha no seu casamento. Repetiu várias vezes que a mulher deveria ser surrada por ser ‘vagabunda. Este foi um ato criminoso que merece punição’”, lembra consternada.

Para tentar manter a ordem dos serviços da Casa e, principalmente, para garantir os direitos de todos os cidadãos, principalmente das mulheres, Lucimara cobra providências. “Na minha opinião, a Casa fechou os olhos e tornou-se conivente com os crimes que o vereador já cometeu utilizando a tribuna, ao não julgar os pedidos de quebra de decoro. Essa casa legislativa não pode proceder dessa maneira, com ato criminoso”, destaca.

‘Mostra calcinha’
Além do discurso, para reforçar a liberdade da mulher, Lucimara Passos frisa na Tribuna que a mulher não deve ser julgada. “A mulher não deve ser julgada pela vestimenta e muito menos por uma calcinha que veste, ou não. Hoje eu afronto e quero saber se, ao mostrar esta calcinha, os senhores vão me julgar e me condenar a ser surrada”, finaliza.

Da assessoria


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
25/11
20:53

Senador defende união da bancada para crescimento da UFS

“O caminho para auxiliar a Universidade Federal de Sergipe é a união da bancada”. A declaração foi feita ontem, 24, pelo senador Eduardo Amorim, durante reunião com o reitor Angelo Antoniolli. Reunidos no escritório do parlamentar em Aracaju, eles discutiram as necessidades da Universidade Federal de Sergipe (UFS) e a forma como a classe política sergipana pode auxiliar a mesma no seu desenvolvimento.

Um dos projetos apresentados pelo reitor Angelo ao senador foi a construção do Hospital Odontológico do campus de São Cristóvão. Com valor estimado em 9 milhões de reais, o centro de ensino iria atender à sociedade ao mesmo tempo em que proporcionaria a ampliação do curso de Odontologia, atualmente abrigado no Hospital Universitário. Outro plano demonstrado pelo reitor foi a construção do Hospital de Reabilitação em Fisioterapia e Fonoaudiologia na cidade de Simão Dias, que tem como propósito levar estas especialidades ao interior do Estado.


“Temos muitas ideias, mas precisamos que a bancada federal de Sergipe nos auxilie para que possamos receber os recursos financeiros necessários para a execução das obras. Todas as benfeitorias que fizermos pela UFS serão revertidas em avanços para o povo sergipano, que é o maior interessado nessas conquistas. Não podemos ficar na nossa zona de conforto apenas aguardando. Por isso tenho me encontrado com todos os parceiros em potencial para que a UFS e a sociedade sergipana continuem progredindo”, defendeu o reitor Angelo.


Para o senador Amorim é imprescindível que seja dado “todo o apoio político necessário para a única universidade pública do Estado”. “Temos que zelar e lutar para que a UFS possa crescer e se propagar por todos os cantos de Sergipe e assim possamos dar uma graduação de qualidade aos nossos filhos e aos filhos de nossos filhos. Sou oriundo da UFS e sempre procurei fazer a minha parte. Conversarei com todos os colegas para que a gente possa se juntar em prol da nossa Universidade”, se comprometeu Amorim.

(Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
25/11
20:49

Aracaju - Lei municipal pode punir empresas que expõem as mulheres a atos vexatórios

Visando coibir qualquer desrespeito a mulher, o vereador Emmanuel Nascimento (PT), apresentou no ano de 1994 uma lei que tem o objetivo de punir qualquer estabelecimento que praticar ato vexatório ou discriminatório contras as mulheres de Aracaju. O parlamentar lembrou que no dia Combate a Violência Contra a Mulher, lembrado hoje, todos devem ampliar a luta contra o racismo no país e é exatamente o que esta lei, aprovada dez anos atrás, prevê.

A lei nº 2.234 de 30 de dezembro de 1994 pode punir qualquer estabelecimento como comércio ou prestação de serviços, que realizar: a prática de exames ou de revistas íntimas; que possuir instalação sanitária inadequada à privacidade de suas usuárias; e as que não oferecem vestuário feminino, quando a mulher necessitar utilizar-se de uniforme ou de vestimenta especial no local de trabalho.

Ainda segundo a lei, são considerados atos discriminatórios contra a mulher várias ações que o empregador possa fazer quando for admitir uma mulher. Como por exemplo: discriminar seu estado civil mulher, e a existência de filhos. Pedir exames para verificar gravidez e prova de esterilização para admissão; o pagamento de salário diferenciado, etc. A empresa ou estabelecimento que descumprir a lei deverá ser notificado, e a empresa deverá no prazo de 30 dias sanar a irregularidade, pagamento de multa ou até receber declaração de inidoneidade para participar de qualquer modalidade de licitação promovida por órgão da administração pública.

Para Emmanuel, não se pode admitir nenhuma ato de violência contra a mulher, e mais, não se pode tapar os olhos para esse problema. “Esta é uma data de mobilização e luta pelos direitos das mulheres, e que estão ratificados nesta lei municipal aprovada em 1994”, disse o parlamentar.

(Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 9 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos