27/11
07:38

Advogados elegem hoje novo comando da Ordem em Sergipe

Henri Clay, Roseline Morais e Emanuel Cacho disputam hoje no voto o comando da seccional de Sergipe da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE). O processo de votação que  começa às 10h e termina às 18h.

No interior do estado, as cidades de, Nossa Senhora da Glória, Lagarto, Propriá, Estância e Itabaiana contaram com pontos para votação. Os advogados que escolheram exercer o seu direito ao voto nestas cidades, enviaram um requerimento solicitando a
transferência da local de votação para a cidade preferencial.

Já na capital, os locais para votação foram definidos através do número de inscrição do advogado na OAB Sergipe. Confira abaixo o seu local para a votação:

* Cartório da OAB/SE - OAB 54 a 1699 (Sede)


* CPD da OAB/SE - OAB 1707 a 2937 (Sede)


* Assessoria Jurídica da OAB/SE - OAB2941 a 4267 (Sede)


* Refeitório da OAB/SE - OAB 4270 a 5319 (Sede)

 

* Salão Nobre da OAB/SE - OAB 5322 a 6159 6 (Sede)


* Salão Nobre da OAB/SE - OAB 6161 a 6926 7 (Sede)


 * Plenário - Inscritos entre os dias 9/11 e 11/11 e Voto em separado (Sede)


 * Auditório da OAB/SE – OAB 6928 a 7589 8 (Antiga sede)

* Auditório da OAB/SE - OAB 7591 a 8229 (Antiga sede)


* Auditório da OAB/SE - OAB 8230 a 8799 10 (Antiga sede)


* Sala dos Advogados - OAB 8800 a 9339 (Antiga sede)


* Sala de Aula da ESA - Suplementares e Transferências (Antiga sede)


* Sala da ESA - Voto em separado (Antiga sede)


* Sala dos Advogados – Advogados que enviaram requerimento (Nsa. da Glória)


* Regional Lagarto - Advogados que enviaram requerimento (Lagarto)


* Sala dos Advogados - Advogados que enviaram requerimento (Propriá)


* Sala dos Advogados - Advogados que enviaram requerimento (Estância)

 
* Regional Itabaiana - Advogados que enviaram requerimento (Itabaiana)


A Comissão Eleitoral da
Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Sergipe reitera que o pleito  eleitoral 2015 para a formação da diretoria, conselho seccional e
federal representa o livre e democrático direito de escolha dos seus
representantes. Sendo assim, não deixe de votar.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
27/11
07:12

TCE/SE rejeita contas anuais de quatro prefeituras

O Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE/SE) rejeitou as contas 2008 da Prefeitura de Santo Amaro das Brotas, de interesse de José Ivaldo Costa; parecer prévio pela rejeição das contas 2010 da Prefeitura de Cumbe, de interesse de Maria Terezinha de Moura;  rejeição das contas 2012 da Prefeitura de Areia Branca e determinando abertura de Tomada de Contas Especial, de interesse de Agripino Andelino Santos; e após pedido de vista do conselheiro Ulices Andrade, julgou pelo parecer prévio pela rejeição das contas 2011, da Prefeitura de Nossa Senhora da Glória, de interesse de Luana Michele de Oliveira Silva. Os dois primeiros processos foram de relatoria do conselheiro Clóvis Barbosa e os dois últimos do conselheiro Luiz Augusto Ribeiro.

As decisões foram tomadas na sessão do Pleno desta quinta-feira (26), quando foram julgados 15 processos e três protocolos, sob a presidência do conselheiro Carlos Pinna de Assis, e que contou ainda com as participações dos conselheiros Carlos Alberto Sobral, Angélica Guimarães, o conselheiro substituto Rafael Fonsêca e o procurador geral José Sérgio Monte Alegre.

Outros processos

Em voto de vista, Ulices Andrade acompanhou o relator Clóvis Barbosa pela improcedência de rescisória interposta por Francisco Gilvan de Azevedo, ex-presidente da Câmara de Riachuelo; e votou pela aprovação, com ressalvas, das contas 2010 da Prefeitura de Nossa Senhora da Glória, sendo seguido pelo relator Luiz Augusto. Ulices também decidiu pelo arquivamento de consulta da Assembleia Legislativa, de interesse de Luciano Bispo de Lima, e pela autuação de documento da Câmara de Aquidabã, de interesse de Carlos André de Moura.

Carlos Alberto votou pela aprovação, com ressalvas, das contas 2009 da Prefeitura de Pedra Mole, de interesse de Cleverton Santos; pela autuação de documento de órgãos independentes, de interesse de Egídio e Everton Empreendimentos Ltda. e Everton Figueiroa e pelo arquivamento de documento da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão, de interesse de Egídio e Everton Empreendimentos Ltda. e Everton Figueiroa.

Clóvis Barbosa decidiu pela regularidade, com ressalvas e multa de R$ 3 mil, das contas 2008 da Fundação Aperipê de Sergipe, de interesse de Indira Pereira Amaral; pela regularidade, com ressalvas, das contas 2008 da Câmara de Rosário do Catete, de interesse de Alexsandro Araújo Cavalcante, e pela procedência parcial de denúncia da Prefeitura de Aquidabã, de interesse de Marcos José Barreto e Joel de Almeida Santos/Sintese.

Luiz Augusto votou ainda pela regularidade, com ressalvas, das contas 2011 da Prefeitura de Frei Paulo, de interesse de José Arinaldo de Oliveira Filho; e pelo arquivamento de Tomada de Contas Especial da Prefeitura de Ribeirópolis, de interesse de Fátima Regina Céspedes Passos.

E Angélica Guimarães decidiu pela regularidade das contas 2010 da Fundação Hospitalar de Saúde, de interesse de Mônica Sampaio de Carvalho e pela regularidade, com ressalvas e multa de R$ 1264,00, referente ao período do gestor Antônio Carlos Guimarães de Souza Pinto; e pela regularidade, com ressalvas, das contas 2011 da Secretaria Municipal da Comunicação Social de Aracaju, de interesse de Marcos Antônio Araújo Cardoso. 

Todos os votos foram aprovados por unanimidade pelo colegiado e, em alguns casos, ainda cabe recurso junto ao TCE.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
26/11
23:37

Subvenções da Alese: entenda por que o MP pediu a cassação dos deputados Capitão Samuel e Maria Mendonça

Nesta sexta-feira, 27/11, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SE), julgará o pedido de cassação do mandato do deputado Samuel Barreto, o Capitão Samuel, ajuizado pela Procuradoria Regional Eleitoral de Sergipe (PRE/SE), após a investigação de repasse irregular e desvios de recursos das verbas de subvenção da Assembleia Legislativa do Estado. As verbas de subvenção eram um recurso, no valor de R$ 1,5 milhão por ano, disponível para todos os deputados distribuírem entre entidades de cunho social.

A investigação demonstrou que, em pelo menos três casos de repasse de recursos para associações, houve irregularidades. Duas são associações de fachada enquanto a terceira é a principal entidade de classe dos policiais militares de Sergipe, principal base eleitoral do deputado. Além do pedido da cassação, que poderá tornar o deputado inelegível por oito anos, a PRE/SE também requereu aplicação de multa, no valor máximo de R$ 106.410.

Argumentos - O principal argumento do Ministério Público Eleitoral na ação é de que a Lei Eleitoral proíbe expressamente, no ano de eleições, a “a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública”. A exceção é nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior, o que não foi o caso das verbas de subvenção da Alese.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, para configurar a conduta vedada não é necessário demonstrar o uso eleitoreiro da distribuição dos bens e valores. Apenas o fato de distribuir os recursos durante o período proibido por lei configura a conduta vedada e gera a perda do mandato para o candidato.

A lei prevê ainda que haja proporcionalidade na aplicação das penas, por isso, de acordo com o MP Eleitoral, a gravidade dos fatos no caso do deputado Capitão Samuel requer a aplicação de todas as penas previstas – cassação de mandato e multa – além de gerar outras investigações, nas áreas cíveis e criminais, já em andamento no Ministério Público Estadual.

Desvios – A PRE/SE identificou irregularidades no repasse das verbas de subvenção destinadas pelo Capitão Samuel a pelo menos três entidades: Associação da Comunidade Evangélica de Barra dos Coqueiros, Associação Eulina Caroline Lima (Muribeca) e a Associação dos Oficiais Militares da PM e BM de Sergipe (Assomise). As três entidades concentraram R$ 1,044 milhão de todo o recurso disponível para o parlamentar.

No caso mais grave, da Assomise, o Capitão Samuel repassou a maior parcela das suas subvenções, R$ 844 mil. A entidade sequer atende os requisitos da lei estadual que rege a distribuição das subvenções, porque é uma entidade de classe, não prestando nenhum serviço social à comunidade.

Some-se a isso o fato de que os policiais e bombeiros militares são a principal base de eleitores do deputado, ele mesmo militar, demostrando claro interesse eleitoral nesses repasses. Por fim, existia a própria ingerência do Capitão Samuel na entidade, da qual já foi presidente, tendo passado o cargo ao vice-presidente da sua gestão, Adriano Reis.

No que diz respeito à aplicação dos recursos, a contabilidade da Assomise é bastante confusa, com os recursos da verba de subvenção sendo misturados aos recursos próprios da entidade, sem distinção de gastos. Boa parte da movimentação financeira era feita através de cheques nominais a funcionários da associação, que sacavam os valores na boca do caixa e devolviam à tesouraria da entidade, numa operação típica de lavagem de dinheiro.

Alguns desses cheques, inclusive, foram emitidos em nome de Jhonata Santos de Jesus (R$ 23 mil) e Geneci Matos Cunha (R$ 26,7 mil), funcionários do gabinete de Capitão Samuel. Para a PRE, este é um forte indício de que pelo menos parte do recurso da subvenção foi apropriado pelo deputado. Esta é uma das prováveis origens dos R$ 55 mil que o parlamentar doou, em espécie, à própria campanha, como consta em sua prestação de contas ao TRE.

Outro indicativo de que Capitão Samuel utilizou os recursos repassados pela Assomise é de que empresas que prestaram serviço para sua campanha receberam pagamentos da associação, justamente no período eleitoral. É o caso da Ampliato Comunicação e Marketing Ltda. - ME, que recebeu R$ 31 mil da associação, e da Rede de Postos Presidente. A associação pagou R$ 942 mil reais em combustíveis em 2014, enquanto possuía apenas um veículo em seu patrimônio. Já a campanha de Capitão Samuel pagou R$ 21 mil à Rede Presidente, e teve sua prestação de contas rejeitada pelo TRE, justamente por incompatibilidade nos gastos com veículos.

Barra dos Coqueiros e Muribeca – Os casos da Associação da Comunidade Evangélica de Barra dos Coqueiros e da Associação Eulina Caroline Lima, de Muribeca, se assemelham por serem, as duas, entidades de fachada. As duas receberam R$ 100 mil em subvenções de Capitão Samuel e tinham nessa verba a única fonte de renda para funcionar.

Na Barra dos Coqueiros, o próprio presidente da entidade, José Carlos de Jesus reconheceu que a entidade não te sede nem atividades fixas. Além disso, não conseguiu comprovar nenhum gasto que ele declarou pela entidade, como transporte de pessoas e aluguel de carros. José Carlos, que é ex-funcionário do gabinete do Capitão Samuel, realizava toda movimentação financeira da entidade através de saques de cheques na boca do caixa, na clara intenção de dificultar o rastreamento dos recursos.

Em Muribeca, o responsável pela associação, Antônio Benedito de Oliveira informou que a entidade não presta serviços à comunidade, apenas defende seus interesse junto ao poder públicos. Com os recursos da subvenção, em 2014, a principal atividade da associação foi financiar a Cavalgada do Povoado Saco das Varas, evento tradicional da região, realizado em pleno período eleitoral.

À cavalgada, compareceram o deputado e então candidato a reeleição, capitão Samuel, e o prefeito do município, em clara atividade de campanha. Os pagamentos feitos às empresas relacionadas ao evento também não foram comprovados e a movimentação de dinheiro em espécia também era praxe da associação.

Para a PRE/SE, o deputado contribuiu diretamente para que o dinheiro público fosse desviado, ao enviar verbas para entidades de fachada e para uma entidade de classe diretamente ligada a seus interesses eleitorais.

Os indícios mostram a prática de crimes de peculato, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, além de improbidade administrativa e ilícitos eleitorais, como distribuição irregular de verbas e doações ilegais de campanha. A gravidade dos fatos, no entendimento do Ministério Público, impõem a aplicação de todas as sanções previstas na legislação, inclusive a cassação do diploma.

Maria Mendonça

Nesta sexta-feira, 27 de novembro, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SE), em sessão aberta ao público, julgará o pedido de cassação do mandato da deputada Maria Mendonça, ajuizado pela Procuradoria Regional Eleitoral de Sergipe (PRE/SE), após a investigação de repasse irregular e desvios de recursos das verbas de subvenção da Assembleia Legislativa do Estado. As verbas de subvenção eram um recurso, no valor de R$ 1,5 milhão por ano, disponível para todos os deputados distribuírem entre entidades de cunho social.

Durante as investigações, o a PRE/SE identificou que, em pelo menos dois casos, a deputada repassou recursos para entidades comandadas por familiares ou integrantes do seu partido, que não puderam comprovar a aplicação correta dos recursos. Além do pedido da cassação, que poderá tornar o deputado inelegível por oito anos, PRE/SE também requereu aplicação de multa, no valor máximo de R$ 106.410.

Argumentos - O principal argumento do Ministério Público Eleitoral na ação é de que a Lei Eleitoral proíbe expressamente, no ano de eleições, a “a distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública”. A exceção é nos casos de calamidade pública, de estado de emergência ou de programas sociais autorizados em lei e já em execução orçamentária no exercício anterior, o que não foi o caso das verbas de subvenção da Alese.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, para configurar a conduta vedada não é necessário demonstrar o uso eleitoreiro da distribuição dos bens e valores. Apenas o fato de distribuir os recursos durante o período proibido por lei configura a conduta vedada e gera a perda do mandato para o candidato.

A lei prevê ainda que haja proporcionalidade na aplicação das penas, por isso, de acordo com o MP Eleitoral, a gravidade dos fatos no caso da deputada Maria Mendonça requer a aplicação de todas as penas previstas – cassação de mandato e multa – além de gerar outras investigações, nas áreas cíveis e criminais, já em andamento no Ministério Público Estadual.

Desvios – Na ação, a Procuradoria Regional Eleitoral analisou os casos de repasses de subvenções feitos por Maria Mendonça a duas entidades: a Associação de Proteção e Assistência à Maternidade de Itabaiana (Apami) e a Associação Comunitária de Malhador.

A PRE destaca que os municípios onde ficam essas entidades foram aqueles em que Maria Mendonça teve maior êxito na eleição, sendo a candidata mais votada tanto em Malhador quanto em Itabaiana, num claro resultada da distribuição dessas verbas.

No caso da Apami, a deputada repassou R$ 315 mil em 2014. A entidade foi fundada por seu pai, Chico de Miguel, liderança política tradicional no município. Sempre foi gerenciada por seus familiares e hoje é presidida por uma prima. Segundo a dirigente Maria Gois de Mendonça, a instituição recebe subvenções desde 2011 e realiza atividades assistencialistas como distribuição de cestas e medicamentos, a qualquer pessoa e sem plano de trabalho definido.

A quebra de sigilo bancário da instituição demonstrou que as compras de alimentos e medicamentos eram feitas exclusivamente de empresas de outros familiares da deputada, apesar do comércio de Itabaiana serconhecido pelo grande número de estabelecimentos. A movimentação financeira era feita através de saques de recursos na boca do caixa, uma operação pouco comum no comércio.

A análise e cruzamentos dos dados demonstrou ainda que as principais empresas fornecedoras da Apami também forneceram serviços à campanha eleitoral de Maria, como no caso de postos de combustíveis. Houve casos, inclusive, de empresas prestarem serviços que não eram sua atividade final, como a Comercial e Empacotadora Ouro Verde Ltda, de seu primo Josias Mota, que vende gêneros alimentícios mas, à campanha, forneceu refeições prontas (quentinhas).

A situação, explica o MP Eleitoral, “aponta concretamente para a utilização de recursos repassados à Apami para o pagamento a fornecedores da campanha da representada”, especialmente porque o valor gasto pela entidade junto à fornecedora de combustível J.Alves (R$ 27.234,15) não é compatível com as atividades desenvolvidas pela instituição.

Para a PRE, a responsabilidade da deputada na má aplicação das verbas fica clara, ao escolher entidade de sua família, e nela concentrar um grande volume de verbas de subvenção, sem que haja provas da correta utilização das verbas e com um claro benefício à sua candidatura.

Malhador
– Para a Associação Comunitária de Malhador, a deputada Maria Mendonça repassou R$ 15 mil, de um total de R$ 105 mil recebido pela entidade. Em visitas à entidade e oitivas de testemunhas, a PRE/SE constatou que a associação é de fachada, não tem funcionamento efetivo.

A associação, segundo sua tesoureira, Rosilda Andrade, não tem sede nem endereço fixo e realiza festas em datas comemorativas, como dia dos pais e emancipação politica da cidade. Ainda segundo Rosilda, o responsável de fato pela instituição é o vereador Fábio Barbosa, do Partido Progressista, o mesmo de Maria Mendonça e Venâncio Fonseca, outro responsável por repasses à instituição.


Em depoimento à Justiça, o vereador inicialmente negou fazer parte da diretoria da instituição mas depois reconheceu ser o responsável pela contabilidade da associação. Ainda assim, não foi capaz de comprovar os gastos com as supostas festas realizadas nem justificar os saques em espécie de pelo menos R$ 96 mil reais retirados da conta da entidade. Esse valor corresponde a 91% de toda verba de subvenção recebida pela associação, que foi gasto sem possibilidade de ser rastreado.

Para o MP Eleitoral, a parlamentar tem responsabilidade direta por repassar recursos públicos a entidades obscuras sem garantia nenhuma da aplicação correta das verbas. A gravidade dos fatos, no entendimento do Ministério Público, impõem a aplicação de todas as sanções previstas na legislação, inclusive a cassação do diploma.

Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
26/11
23:28

Lojistas sergipanos se preparam para o Black Friday

Todo ano lojistas e consumidores se preparam para o chamado Black Friday. Aqui em Sergipe não é diferente, sob uma perspectiva de atrair mais clientes e ainda aumentar o número de vendas os empresários sergipanos usam todos os artifícios possíveis para atrair os consumidores.

Para o Sindicato dos Lojistas de Sergipe (Sindilojas), essa é uma ótima oportunidade de o comerciante otimizar os lucros, e dos consumidores aproveitarem o 13º salário para realizar compras que vinham sendo adiadas.

O comércio sergipano, shoppings da capital e até mesmo as galerias de bairros estampam em suas vitrines as promoções, 50%, 60% e até 80%. A forma de pagamento também é um aliado para quem quer atrair o consumidor, seja a prazo ou à vista.

Para o presidente do Sindicato dos Lojistas de Sergipe (Sindilojas), Gilson Figueiredo, essa é mais uma oportunidade do comércio sergipano se manter forte. 

“Aqui a retração econômica também foi impactante. O número de contratações diminuiu em até 30%, mas promoções fazem com que todos ganhem, o lojista e o consumidor", pontua.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
26/11
23:10

Boquim - Começa nesta sexta-feira a Festa da Laranja

Shows de Adelmário Coelho, Paulo Santos e Seeway, no sábado, 28,  e de Cabeça de Frade, Cavaleiros do Forró e Unha Pintada, no domingo, 29,  marcarão a 46ª Festa da Laranja de Boquim. Nesta  sexta-feira, 27, serão realizadas Audiências Públicas com Citricultores,  Prefeitos, Vereadores, Deputados Estaduais,Federais, Senadores e Governador do Estado tendo por tema "A Crise da Citricultura". As exposições e debates serão realizadas na Escola Lourival Baptista, no Parque Citrícola João Alves Filho, às 9h.



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
26/11
08:15

Coluna Primeira Mão

JB e Maria conversam no Palácio de Veraneio

O governador Jackson Barreto (PMDB) recebeu ontem no Palácio de Veraneio a secretária municipal da Família e 1ª dama de Aracaju, senadora Maria do Carmo (DEM). Eles conversaram sobre políticas de atendimento aos mais pobres da capital. E nada de política. Foi só isso mesmo, conforme informou a assessoria do governador

Crise na pauta do Governo do Estado

“Eu confesso que não conversei com ninguém sobre a disputa da Prefeitura de Aracaju. Tenho muitas preocupações, a exemplo de pagar salários de servidores e dar continuidade às obras iniciadas. A crise, hoje, é a principal pauta do meu governo. Só vou me preocupar com as eleições de 2016 em março do próximo ano”. A afirmação é do governador Jackson Barreto (PMDB).

Há queixa – Políticos cobram a atenção do governador

A atenção que tem sido dada pelo Governo aos municípios de Lagarto e Simão Dias tem provocado ciúmes nos políticos de Riachão do Dantas e Poço Verde e outros municípios próximos. Ontem o governo divulgou a atenção que vem dando à política de abastecimento de água em Lagarto e de imediato o prefeito de Poço Verde, Tiago Dória, disse que “as coisas do Estado só chegam até Simão Dias. Esquecem que Poço Verde é Sergipe”

Deputado João Daniel terá Cidadania Sergipana

Na próxima segunda-feira, 30, às 17h, o deputado federal João Daniel será condecorado com o título de Cidadania Sergipana pela Assembleia Legislativa. Ele é natural de Santa Catarina e veio para Sergipe e aqui se engajou no Movimento dos Trabalhadores Sem Terra.

Edvaldo Nogueira animado com a pré-campanha

Quando indagado sobre o encaminhamento de sua prá-campanha e processo de conversações, o ex-prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) garante que “estão avançando. Tenho conversado bastante, e com muita gente. O que tem me animado muito é a receptividade e o apoio que tenho recebido da população aracajuana. Estou muito impressionado e feliz”.

PMDB Mulher lança programa “Mulher em Ação”

Neste sábado, dia 28, o Diretório Estadual do PMDB Mulher lança em Sergipe o projeto ‘Mulher em Ação’. O evento vai reunir militantes dos 41 municípios que já possuem atuação do PMDB Mulher e acontecerá às 9 horas da manhã, no hotel Mercury, na Orla de Atalaia. O objetivo é debater a inserção da mulher na política, mercado de trabalho, violência contra a mulher e outros temas atuais. À tarde haverá capacitação para os diretórios municipais.

Presenças - O evento está sendo organizado pela presidente do PMDB Mulher em Sergipe, Acácia Calazans. Já confirmaram presença no vento o presidente estadual do PMDB, secretário João Augusto Gama; a presidente nacional do PMDB Mulher, Fátima Pelaes; o secretário nacional da Fundação Ulisses Guimarães, Francisco Donato e o presidente estadual da Fundação Ulisses Guimarães em Sergipe, secretário Benedito Figueiredo.

Alese faz sessão itinerante em Nossa Senhora da Glória

O município de Nossa Senhora da Glória recebeu na manhã da quarta-feira (25) os deputados estaduais para realização da Sessão Itinerante da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). O objetivo da sessão é criar debates a respeito da tramitação de proposições, a fim de tornar público à comunidade local em geral todas as ações da Alese. A iniciativa atende à Resolução N° 27/2009, que dispõe sobre a realização de Sessões Plenárias Itinerantes em municípios do interior do estado.

Defesa dos sertanejos - O prefeito de Canindé de São Francisco, Heleno Silva, fez questão de comparecer à plenária em Nossa Senhora da Glória para depor sobre os desafios pertinentes ao sertão sergipano. “Nós estamos enfrentando a maior seca dos últimos 50 anos. Precisamos convocar o Governo do Estado para abrir uma linha de crédito a fim de socorrer o sertanejo, através do Banese, ajudando na compra de ração, água e materiais necessários para a produção de leite nos municípios produtores. Essa é nossa riqueza e fonte de renda, não podemos cruzar os braços?, afirmou Heleno. Outro desafio exposto pelo prefeito é o Canal de Xingó, cujo contrato para execução das obras ainda não foi feito. “Não podemos aceitar o descaso do Governo Federal, do Estado e até mesmo Codevasf . A redenção do sertão é terra irrigada e água para matar a sede”, disse angustiado o gestor.

Gilson Andrade critica saúde em Glória

Na Sessão Itinerante da Assembleia Legislativa de Sergipe-Alese, realizada nesta quarta-feira, 25, no município de Nossa Senhora da Glória, o deputado Gilson Andrade (PTC) foi à tribuna no grande expediente para falar sobre a precariedade no serviço de saúde no município de Nossa Senhora da Glória. "Falei especificamente sobre o Hospital Regional de Glória onde constatei durante visita realizada no último dia 31 de outubro, a falta de infraestrutura devido a uma reforma não concluída e que se arrasta há 4 anos e a falta de médico Ortopedista e Cirugião, por exemplo", disse.

Justiça condena ex-prefeito de Cristinápolis

Após ação do Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE), a Justiça Federal condenou o ex-prefeito de Cristinápolis Elizeu Santos por fraudar processos de licitação entre os anos de 2001 e 2002. As empresas Genivaldo da Silva Santos ME, FC Construções Ltda, Serviços de Terraplanagem e Mecanização Agrícola Ltda e Empresa Cristinapolitana de Serviços e Representações Ltda (EMPEC) também foram condenadas. Com a sentença, o ex-prefeito Elizeu Santos teve os direitos políticos suspensos por sete anos. Todos os réus foram multados e ficam proibidos de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais pelo prazo de cinco anos. A Justiça também determinou o ressarcimento do valor dano aos cofres públicos. À época dos fatos, o valor da ação foi estimado em R$ 46,6 mil. A decisão, ainda cabe recurso.

Dengue coloca municípios de SE em situação de alerta

Em Sergipe, os municípios em situação de alerta da Dengue são: Areia Branca (3), Aquidabã (2,7), Aracaju (1,6), Boquim (1,7), Capela (2,1), Carmópolis (1,2), Cedro de São João (3,5), Cristinápolis (1,7), Estância (2,5), Frei Paulo (1,3), Itabaiana (2), Japaratuba (3), Lagarto (1,6), Malhador (3,3), Maruim (1,3), Neópolis (1), Nossa Senhora da Glória (3,3), Nossa Senhora das Dores (3,5), Nossa Senhora do Socorro (1), Pinhão (1,5), Pirambu (2,7), Poço Redondo (2), Salgado (2,5), Santana do São Francisco (1,6), Santo Amaro das Brotas (1,9), São Domingos (1,4). Os municípios de alto risco: Itabaianinha (4), Nossa Senhora Aparecida (4,2), Simão Dias (7,9).

JB cobra a duplicação da BR-235 em Brasília

O governador Jackson Barreto viajou para Brasília na tarde desta quarta-feira, 25, com a perspectiva de ampliar as ações de mobilidade em Sergipe. Ele se reunirá com o Ministério do Transporte e o Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT) para solicitar a competência para projetar a obra de duplicação da BR 235 a partir do povoado Terra Dura, na divisa entre Ribeirópolis e Itabaiana, até Aracaju. A intervenção tem o objetivo de melhorar o tráfego da área, dando mais conforto e segurança aos condutores, e oportunizando a diminuição do número de acidentes. Para discutir essas questões, o governador reuniu-se antes do embarque com o superintendente regional do DNIT, Ismael Silva, o secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa, superintendente do DER, Antônio Vasconcelos, vice-governador, Belivaldo Chagas, e o presidente da Fundação Renascer, Wellington Mangueira.




Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/11
22:27

Banese e Banese Card realizam mutirão de renegociação de dívidas em Aracaju

Campanha de recuperação de crédito está sendo realizada na loja do Banese Card da Avenida Barão de Maruim e segue até este sábado, 28

O Banco do Estado de Sergipe (Banese) e o cartão de crédito Banese Card estão promovendo mais um mutirão de renegociação de dívidas dos seus clientes em Aracaju. A campanha, denominada de “Acordo Certo”, vem sendo realizada na loja do Banese Card localizada na Avenida Barão de Maruim, 400, no horário das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira, e será encerrada no próximo sábado, 28, quando o atendimento acontecerá no horário das 8h às 12h.

Iniciada na segunda-feira da semana passada, dia 16, a campanha “Acordo Certo” faz parte das ações de recuperação de crédito desenvolvidas pelo Banese e pelo Banese Card em 2015.

Segundo os organizadores do evento, até esta terça-feira, 24, mais de 2 mil pessoas foram atendidas e mais de 1,2 mil acordos foram fechados no Banese Card da Avenida Barão de Maruim. “As pessoas que estiverem com débitos em atraso junto ao Banese ou ao Banese Card não devem perder esta oportunidade de negociação, porque os descontos que estamos dando são muito bons”, afirma o coordenador da Área de Recuperação de Crédito do Banese, Gustavo Messias.

Ascom
 


Variedades
Com.: 1
Por Kleber Santos
24/11
22:23

Prefeitura monta programação especial para Natal e Réveillon 2016

Os festejos de fim do ano se aproximam e a Prefeitura Municipal de Aracaju está de braços abertos para acolher as festividades e enfeitar a capital com as luzes e cores da época. Uma programação especial para o Natal e Réveillon será realizada por toda a cidade, movimentando a economia do centro da cidade até a Orla Pôr do Sol.

O Brasil passa por um momento de crise, e pensando nisso a Prefeitura vai focar as atrações do período no comércio da capital. Projetos como o Natal Iluminado e a Casa do Papai Noel visam atrair um grande número de pessoas para o centro comercial da cidade, servindo como um atrativo a mais para a população que está receosa de sair de casa para fazer as compras tradicionais da época devido à economia.

Natal Iluminado

Esse ano o Natal Iluminado começará a ser montado no dia 23 e estará presente nos Calçadões das ruas Laranjeiras, São Cristóvão e João Pessoa. Aracaju também ganhará iluminação natalina na Praça Fausto Cardoso, avenidas Ivo do Prado e Beira Mar até Atalaia, incluindo a Orla, bairro 13 de Julho. No Parque da Sementeira a decoração será mais uma vez em parceria com a empresa Energisa.

A grande novidade para o Centro Comercial a capital é a instalação da Casa do Papai Noel. Uma residência em tamanho real com três cômodos, quarto e salas de jantar e estar. A Casa será montada entre os Calçadões Laranjeiras e João Pessoa e estará aberta ao público a partir do dia quatro de dezembro.

Réveillon de Todos os Ritmos

A chegada de 2016 em Aracaju será comemorada com shows em dois pontos da cidade. O Réveillon de Todos os Ritmos será montado nas orlas Pôr do Sol e da Atalaia, com apresentação de artistas locais e nacionais.

Na Orla da Atalaia as apresentações começarão às 19h, com o show de Rivando Gois, realizando um tributo a Raul Seixas, seguido pelas atrações: Burburinho, Banda Água Viva, Jorginho do Império (Império Serrano), Luan Estilizado, Armandinho, Dodô e Osmar, e finalizando a noite com Maysa Reis.

Já na Orla Pôr do Sol as apresentações começarão às 20h, com a banda As Patricinhas, seguida pelas atrações Élio Lima, Tierry, Jambahia e concluindo a noite com Jr. Ferrari.

Ascom


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos