29/12
18:26

Prova final - 2011 - Professores reprovam a educação do governo do Estado


Uma queda de 2,2 pontos na nota foi o resultado da avaliação dos professores da rede estadual para o governo Marcelo Déda. Em 2010 a nota foi 5,2, já em 2011 a nota caiu para 3,0.

A necessidade de paralisações, feijoada, greve, o pedido de ilegalidade da greve feito pelo governo, a insistência na implantação dos pacotes instrucionais, imposição do Índice Guia de Avaliação de Desempenho e não regulamentação da gestão democrática foram os fatores que contribuíram para a avaliação negativa. Esta foi a pior nota que o governo Marcelo Déda levou dos professores, o patamar mais baixo a que chegou foi 3,4 em 2007. Vale ressaltar que a coleta das notas encerrou-se no dia 09 de dezembro, praticamente uma semana antes que o governo do Estado aprovasse na assembleia legislativa a quebra na unicidade na carreira.

?A nota do governo do Estado reflete a insatisfação dos professores da rede estadual com a falta de política de valorização do magistério e da educação pública, com a imposição de avaliação de desempenho que desconsidera a realidade das escolas, dos alunos e dos educadores e também pela falta de vontade política de se implantar a gestão democrática. Todos esses fatores fizeram com que Marcelo Déda tivesse a nota mais baixa desde que se tornou governador de Sergipe?, afirmou a presidenta do SINTESE, Ângela Maria de Melo.

Redes municipais

A luta dos professores das redes municipais também não foi muito diferente. O magistério de diversos municípios também se utilizou de várias estratégias de luta para conseguir algumas conquistas.

Mas também sofreu revezes através de gestores autoritários e descomprometidos com a valorização dos profissionais da educação. Eles foram representados no ato como os prefeitos e prefeitas ?fora da lei do piso?. Exemplos disso são os prefeitos Ricardo Roriz, de Santana do São Francisco que atrasa os salários dos professores.

Em Santana do São Francisco os professores estão sem receber salário há 48 dias. E numa manobra para desestabilizar o movimento, o prefeito pagou nesta quarta somente os salários dos educadores membros da comissão de negociação. ?Isso é uma manobra que não vamos aceitar. Estamos com salários atrasados porque o prefeito não respeita o magistério e não vai ser isso que vai arrefecer a nossa luta?, disse Geise Morais, da coordenação da sub-sede do Baixo São Francisco.

Luana Michele de Nossa Senhora da Glória; Ivan Leite, de Estância; Janete Barbosa de Salgado, Gilberto Maynart, de Maruim e Gilma Chagas, de Carira são exemplos de gestores que não têm a educação e a valorização dos profissionais do magistério como prioridade. Isso reflete na nota que cada município teve nos últimos anos.

O lúdico e a cultura popular

Em seus atos públicos o SINTESE sempre busca utilizar-se de elementos da cultural popular e também dar um caráter lúdico aos seus protestos com o objetivo de interagir com a população. No ato de 2011 aqueles que passaram pelo calçadão da João Pessoa puderam participar da brincadeira ?Acerte o Papai Cruel e sua trupe?.

A apresentação do Coral e do Guerreiro do SINTESE trouxeram as faces do projeto cultural que o sindicato desenvolve e que conta com a participação de professores e professoras aposentados e também da ativa.

Escolas que queremos

Um vídeo mostrou a todos os presentes no ato a luta e resistência de alunos e professores de escolas públicas. Apresentando a todos que as escolas da rede pública produzem conhecimento, cultura e que na essência elas demonstram como o trabalho pedagógico é desenvolvido mesmo em condições precárias.

E isso ficou ainda mais latente com a apresentação do Grupo de Percussão Tambores da Resistência formando por alunos e alunos da Escola Estadual Gilson Amado em Estância que encerraram o ato.

Mobilização

A Prova Final foi o último ato de 2011, mas em 2012 a agenda de luta dos professores já tem mais dois atos públicos. Dia 05, a partir das 8h no Calçadão da João Pessoa e dia 20, em pleno Préc-Caju os educadores vão sair no bloco ?Dos pisados por Déda e esmagados pelos deputados?. (Da assessoria)


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
29/12
12:55

Albano diz que hoje João Alves seria prefeito eleito, mas amanhã pode não ser



“Política é como nuvem. Um dia está  aqui e no outro está lá adiante. Hoje ninguém tiraria a Prefeitura de Aracaju do ex-governador João Alves Filho (DEM), mas amanhã  pode  tirar”. A declaração  foi feita ontem pelo  ex-deputado  federal Albano Franco,  parafraseando  o ex-governador de Minas Gerais,  Magalhães Pinto, numa referência ao quadro sucessório municipal da capital sergipana.

Albano, que recebeu jornalistas políticos em almoço de confraternização ontem, disse que  ainda não definiu a qual partido se filiará e deu sinal de que tudo se encaminha para ser quadro do PSD. “Eu tenho conversado com o prefeito Gilberto Kassab, de São Paulo, com om governador Marcelo Déda, que trouxe o PSD para Sergipe, e também com o PSB, do senador Valadares. Anuncio a opção no momento oportuno”, disse.

Ao comentar o ato de ter deixado o PSDB, ele destacou frase do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, na semana passada em Buenos Aires, na Argentina. “O ex-presidente disse que o PSDB está como o Euro, não sabe para onde vai”, lembrou e acrescentou que, portanto, deixou o ninho tucano no momento certo.

Sobre o processo sucessório de 2014, ele  perguntou a jornalistas se havia alguma dúvida sobre o interesse do vice-prefeito Jackson Barreto (PMDB) de disputar a sucessão do governador  Marcelo Déda. “A única coisa que parece certa para 2014 é que Jackson vai assumir o governo e aí...”, disse dando a entender que isso acontecendo JB seria candidato natural a governador do Estado.

Economia

O ex-deputado federal Albano Franco, membro  do  Conselho  Diretor  da Confederação Nacional da Indústria (CNI)  revelou   que está  realizando  contatos para organizar  no primeiro trimestre deste ano, em Sergipe, um seminário para discutir as questões internacionais nacionais e estaduais mais importantes do momento.

Ele comentou que agora, sem mandato, mas com atuação na CNI e como membro do Conselho Econômico da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) tem conversado com empresários de todo o país e apontado Sergipe como uma boa opção para investimentos. “Eu defendo os interesses de Sergipe. Jamais viraria  as costas ao meu Estado”, declarou.

Albano afirmou que confia no futuro de Sergipe e prova disso são os investimentos que faz em indústria  beneficiadora de leite que antes mesmo de inaugurar    assinou 140 contratos com produtores e já  decidiu que vai pegar o leite no local de produção. “A gente sabe da crise mundial, mas torce para que os reflexos não cheguem ao Brasil, especialmente a Sergipe”, concluiu.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
29/12
12:01

Governo de Sergipe vai pagar o novo mínimo de R$ 622 em janeiro

O governo do Estado vai pagar em forma de abono, já em janeiro, o salário mínimo corrigido de R$ 622 aos servidores que hoje recebem R$ 545. Logo depois, Marcelo Déda encaminhará projeto de lei à Assembleia Legislativa de Sergipe oficializando o pagamento do reajuste. O assunto já foi tratado pelo governador Marcelo Déda com o secretariado, que tem exposto a informação aos servidores. Há ainda em andamento algumas discussões para o encaminhamento do Plano de Cargpos e Salários para as categorias que não foram tão beneficiadas pela política salarial do Estado.


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
29/12
11:19

O Brasil precisa de bons comentaristas econômicos

Vai chegar o dia, e espero que não demore muito, em que as emissoras de televisão e os jornais e revistas da chamada grande imprensa brasileira terão que se desfazer ou exigir  de seus comentaristas econômicos que estudem economia e que façam e exponham avaliações condizentes com a realidade.do país. Os comentários parecem seres de outros planetas e que odeiam os terráqueos brasileiros.  Ninguém mais está levando a sério o que dizem os comentaristas da Globo, Band, Globo News e outras emissoras de TV e Rádio. Parecem ter optado pela contramão da história e não conseguem ver que o Brasil está economicamente bem, que os brasileiros estão trabalhando e ganhando salários melhores e  que lhes permitem viver sem fome, que os programas sociais melhoraram as condições de vida dos brasileiros mais pobres e que o país já é a VI Economia do Mundo, derrubando recentemente o Reino Unido (Inglaterra e pequenos países agregados à ilha) e poderá passar a França logo em breve. É claro que ainda há problemas de distribuição de riquezas. Mas é bom lembrar que o Brasil cresce e enriquece com a força dos brasileiros. Não fez o mesmo que os europeus, que cresceram roubando o ouro e os alimentos de suas colônias. Foi sem muito esforço e agora a desgraça abate-se sobre eles. Sem ódio.


Economia
Com.: 3
Por Eugênio Nascimento
29/12
09:36

Siqueira Campos foi o maior celereiro de craques de Sergipe

O bairro Siqueira Campos, o famoso "Aribé", foi nas décadas de 1970 e 1980 o maior celereiro de produção de craques do futebol sergipano. Só neste período surgiram e se destacaram, através do time da Portuguesa Gécilio, Jajá, Zé Veneno, Orlando, Misael, Beto, Ricardo, Gal, Bisqui e Gilberto, entre outros. A boa safra foi fruto do chamado Campo da Portuguesa, que ficava no quadrilátero das ruas Bahia com Sergipe e Espírito Santo com Florianópolis. Depois que o campo foi destruído para em seu lugar abrigar um conjunto habitacional, em frente ao Sesc, a produção caiu de vez. Os jogadores da Portuguesa e Palestra, outro clube do Siqueira, asseguravam o bom futebol que o Sergipe, Confiança, Cotinguiba e Vasco, entre outras equipes, praticavam na época. Vários craques do Aribé jogaram, no futebol profissional baiano, alagoano, pernambucano e cearense. A verdade é que Aracaju hoje já não tem espaços para o bom futebol de várzea, que reunia adolescentes e adultos em partidas que movimentavam os bairros. Isso aconteceu muito depois do tempo em que Dondon jogada no Andarahy. Só para explicar. O Andarahy Athletico Club foi fundado em novembro de 1909, no Rio de Janeiro, e participou diversas vezes do Campeonato Carioca de futebol da primeira divisão, entre os anos de 1916 e 1937, conforme informações do Google.


Esportes
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
29/12
08:05

Ato na Assembleia celebra sanção de PEC que beneficia mulheres militares

Em um ato bastante concorrido, na tarde dessa quarta-feira (28), no plenário da Assembleia Legislativa, dirigido pela presidente da Casa, deputada Angélica Guimarães (PSC), celebrou-se a sanção da proposta de emenda constitucional (PEC) que estende às policiais e bombeiros militares o direito à licença maternidade de seis meses, a exemplo do que já acontece com as servidoras públicas estaduais civis. O governador Marcelo Déda (PT) prestigiou o ato e destacou que a iniciativa da parlamentar ocorreu no período do ano em que ela assumiu o comando do governo. Com a publicação da sanção no Diário Oficial do Estado, a lei passa a ter vigor a partir de hoje.

Ao fazer uso da palavra, a deputada Angélica Guimarães enfatizou que "este é um momento prazeroso para todos nós e, em especial, para mim. Não poderia ter momento mais auspicioso, diante de festejos tão sublimes, passarmos as mãos dessas militares tão brilhosas a cópia desta PEC que amplia a licença maternidade de quatro para seis meses. Nós estamos contribuindo para a questão da isonomia em relação às servidoras civis. Encaminhamos este projeto, enquanto governadora em exercício, e corrigimos uma distorção". O efetivo na PM é de 350 mulheres e 73 no Bombeiro.

Em seguida, a presidente justificou dizendo que a medida estabelece mais tempo de alimentação e mais calor materno à criança. "Este não apenas um benefício que nós estamos concedendo, mas uma conquista para a vida. O governador e o vice, com licenças autorizadas por esta Casa, se afastaram dos cargos e coube-me, com muita honra, assumir o cargo de governadora do Estado em exercício. Nossa proposta foi acolhida por todos os pares desta Casa. Agradeço a confiança e o apoio irrestritos. Obrigada governador pela sensibilidade e compreensão. A conquista é sim destas policiais militares, mas a vitória é da sociedade".

Representando as mulheres militares, a tenente coronel Alessandra Dielle Viana, comandante do Cefap (Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças), disse que "criar e educar um ser humano é algo divino. Costumo dizer que é a missão mais difícil. A ampliação da licença maternidade nos deixa satisfeitas pelo reconhecimento do grande passo que damos em prol das nossas famílias. Muito obrigada a todos e desejo que Vossas Excelências continuem sendo iluminados para que conquistas como essas sejam destacadas, consolidando cada vez mais a presença feminina nos setores de trabalho, com reconhecimento de seus direitos e proteções especiais".

Por se tratar de uma sessão especial, a deputada Angélica Guimarães deixou o regimento da Casa um pouco de lado e convidou o governador Marcelo Déda a fazer uma exposição sobre a conquista das militares. "Quero registrar a importância desta legislação. Às vezes um olhar rápido sobre o texto nos leva a querer medir a importância de uma lei pela extensão dos seus artigos. Nem sempre a lei extensa é a lei melhor. Nem sempre o melhor Direito se mede pelo número de artigos de uma determinada norma. Este caso é um caso eloqüente que, em uma pequena intervenção no corpo da Constituição, é capaz de reparar uma situação de injustiça que existia na regulamentação de um direito e que foi depreciada pelas próprias beneficiárias desse direito que trouxeram a AL e ao governo essa reivindicação".

Em seguida, o governador disse que "era uma situação de desequilíbrio e de injustiça. Era um equivoco na regulamentação de um dispositivo constitucional federal. Determinei que as secretarias de governo e de planejamento fizessem a adequação da nossa Carta aos ditames da Constituição Federal de uma forma ampla, atendendo não apenas as servidoras civis, mas também as servidoras militares. Seria inaceitável que uma parcela considerável das servidoras do Estado de Sergipe pudessem ficar prejudicadas. Foram 10 dias apenas, mas 10 dias que ficaram marcados para a história. Esse foi o período em que  Angélica Guimarães comandou o governo de Sergipe", completou.

Presenças - Além de diversas autoridades, civis e militares, compareceram os secretários de Estado da Segurança Pública (João Eloy), da Casa Civil (Jorge Alberto), da Articulação com os Municípios (Jorge Araujo) e do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Zeca da Silva). Também acompanharam os deputados Conceição Vieira (PT), Adelson Barreto (PSB), José Franco (PDT), Capitão Samuel (PSL), Paulinho Filho (PTdoB), Gustinho Ribeiro (PSD), Raimundo Vieira (PSL), Maria Mendonça (PSB), Antônio dos Santos (PSC), Arnaldo Bispo (DEM), Goretti Reis (DEM), Augusto Bezerra (DEM), Gilson Andrade (PTC) e Garibalde Mendonça (PMDB). (Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
27/12
17:34

Controladoria do Estado constata irregularidades em Diárias da PM

Diárias fictícias atingirtam quase R$ 600 mil, segundo a PGE

Após examinar a documentação e informações constantes dos Boletins Mensais, Ordens de Saque e Documentos Bancários de crédito em conta de servidores militares, correspondentes ao exercício 2010, a Controladoria Geral do Estado (CGE), através de auditoria especial, constatou pagamento indevido de diárias fictícias a policiais militares, referente ao suposto reforço no policiamento ostensivo nos presídios do Estado de Sergipe.

 

De acordo com a auditoria da CGE, a justificativa para o pagamento de diárias fictícias a policiais militares foi o programa de reforço de policiamento dos presídios do Estado de Sergipe, totalizando cerca de R$ 595 mil. Porém, conforme disposições dos artigos 21 e 22 da Lei nº 5.699, de 17 de agosto de 2005, a concessão de diárias para policiais militares é de natureza indenizatória, destinada a atender às despesas extraordinárias de alimentação e pousada, tornando improcedentes as justificativas apresentadas pelo Comando Geral da Polícia Militar para o pagamento de tais diárias.

 

Inquérito Policial Militar

 

A partir de denúncias encaminhadas pela Controladoria Geral do Estado, foi aberto o Inquérito Policial Militar nº 021/2011, onde foram constatados que 272 policiais militares receberam, irregularmente, diárias fictícias referentes ao suposto programa de reforço no policiamento ostensivo nos presídios do Estado de Sergipe, muitos sem sequer terem trabalhado.

 

Além disso, foi constatado pelo Inquérito que o Oficial da PM, 1º Tenente Alexsandro, agregava militares estaduais a cederem dados cadastrais e bancários, de modo a compor uma grade de supostos voluntários que reforçariam o policiamento prisional estadual. No entanto, segundo o Inquérito, o que aconteceu foi a construção de uma rede de enriquecimento ilícito, onde o 1º Tenente Alexsandro Lino arrecadava cerca de 50% daquilo que fossem creditados para cada policial que cedesse seus dados funcionais.

O Inquérito traz também a informação de que o 1º Tenente Alexsandro Lino gerou relações que continham nomes verdadeiros de policiais militares, dos quais solicitava os dados de CPF, RG e bancários, bem como lançava nesses mesmos dados nomes falsos. Segundo Inquérito, o referido oficial da PM alterava, ainda, os cargos daqueles que eram agraciados, lançando graduações superiores àquelas realmente ocupadas pelos militares detentores dos dados registrados.

 

Recomendações CGE

Diante do pagamento irregular de diárias fictícias sem o respaldo legal, a Controladoria Geral do Estado recomendou ao Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado de Sergipe a adoção de providências administrativas e legais cabíveis para garantir a restituição do prejuízo ao Erário Estadual, no valor de R$ 595.316,56, corrigidos monetariamente, sem prejuízo das demais ações cíveis, penais e administrativas que deverão ser promovidas a cargo da Polícia Militar de Sergipe (PM/SE).

Por fim, a Controladoria Geral do Estado encaminhou cópias do Relatório de Auditoria ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), ao Ministério Público Militar (MPM), ao Ministério Público Estadual (MPE), ao Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap), à Curadoria do Patrimônio Público e ao Comando Geral da Policia Militar, para que sejam adotadas as providências legais cabíveis à restituição dos valores desviados do Tesouro Estadual e à responsabilização dos agentes causadores das fraudes e da corrupção ativa e passiva promovida no âmbito da PM/SE, conforme registros do Inquérito Policial Militar (IPM) nº 021/2011 e do Relatório de Auditoria da CGE. (Da assessoria)



Variedades
Com.: 1
Por Eugênio Nascimento
27/12
14:41

VEJA ESSA - A piada mais engraçada deo mundo

É sério. O psicólogo inglês Richard Wiseman, da Universidade de Hertfordshire, criou o site LaughLab para encontrar a piada mais engraçada do mundo. Durante 1 ano, quem entrava na página podia, além de publicar sua piada preferida, dar notas para as que já estavam por lá.

Foram, no total, mais de 40 mil piadas cadastradas, e cerca de 2 milhões de avaliações individuais, vindas de todos os cantos do mundo. A que agradou à maioria dos visitantes, no fim das contas, foi a enviada por um inglês de 31 anos chamado Gurpal Gosall.

Preparado? Atenção para a melhor piada de todos os tempos.

Dois caçadores estão em um bosque, quando um deles desmaia. Ele parece não estar respirando e seus olhos estão vidrados. O outro caçador pega o telefone e liga para a emergência: “Meu amigo está morto! O que faço?”. O atendente responde: “Calma, eu te ajudo. Primeiro, temos que ter certeza de que ele está morto”. Há um silêncio, e então um tiro é ouvido. De volta ao telefone, o cara diz: “Pronto, e agora?”.

(Da ciência Maluca-Superinteressante - Novembro)



Colunas
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos