11/12
12:04

O lorde feudal do castelo de papelão


Clóvia Barbosa
Conselheiro do TCE e blogueiro

O grande poeta português Fernando Pessoa dizia que é preciso
certa coragem intelectual para um indivíduo reconhecer que
não passa de um farrapo humano, aborto sobrevivente e louco
ainda fora das fronteiras da internabilidade. Num poema que já
foi objeto de uma crônica de minha autoria, aqui no JC, poema
em linha reta, escrito pelo seu heterônimo Álvaro de Campos,
tido por ele como “o mais histericamente histérico de mim”,
Pessoa diz: “Nunca conheci quem tivesse levado porrada. Todos
os meus conhecidos têm sido campeões em tudo. (...) Toda gente
que eu conheço e que fala comigo nunca teve um ato ridículo,
nunca sofreu um enxovalho, nunca foi senão príncipe – todos
eles príncipes – na vida... Quem me dera ouvir de alguém a voz
humana que confessasse não um pecado, mas uma infâmia; que
contasse, não uma violência, mas uma covardia! Não, são todos
o Ideal, se os ouço e me falam. Quem há neste largo mundo
que me confesse que uma vez foi vil? (...) Poderão as mulheres
não os terem amado, podem ter sido traídos – mas ridículos
nunca!”. Pois bem, o mundo está cheio desses semideuses que
pululam nos galhos da insensatez, da vaidade, do descalabro
ético, da hipocrisia, da indolência e preguiça. Tudo irmã gêmea
da arrogância, característica principal dessa estirpe de gente, que
está em todo lugar, em toda atividade humana, que se vangloria
da desonra de haver ludibriado alguém e de receber honrarias
pelos malefícios praticados.

Só e somente ele é quem é honrado e acredita ser o melhor
de todos. Diferentemente dos sábios, recebem como afronta
uma crítica à um equívoco ou a uma estupidez cometida. Quase
sempre são egocêntricos, desonestos e indignos de confiança.
Cuidado! Uma pessoa assim está sempre próxima de nós, no
dia a dia, na política, nas artes, no emprego, nos órgãos de

comunicação e em todo lugar. A fama e o poder são os melhores
ambientes de surgimento desse tipo de anômalo. Encantador,
ele causa sempre uma boa impressão. Ele é um Psicopata! Firme-
se, entretanto, que me refiro a psicopata não como o doente
mental, ou seja, não me dirijo aos portadores de distúrbio
que afeta o elemento psíquico “percepção” do mundo real. A
deficiência mental é a enfermidade que alcança o psiquismo no
âmbito da “inteligência”. Como exemplo, a tríade oligofrênica:
debilidade, imbecilidade e idiotia. A Psicopatia que faço
alusão não é a doença, nem a deficiência. É a condição, inata e
irreversível de comportamento sabido e consciente do indivíduo,
é o termo no significado popular da expressão, atribuída
sempre a quem, sem ser doente mental, tem comportamento
antissocial.

Essa turba que povoa o nosso espaço aumenta cada dia. Quer
ver o diabo faça um teste com alguém que assume o poder.
Transforma-se, de imediato. Passa a ser um PhD naquela
atividade. Não interessam as forças, as circunstâncias, os
erros do adversário, a forma como ele chegou ao píncaro,
nada! Ele chegou à glória por força da sua “inteligência”, da
sua capacidade de aglutinar e por ser o melhor entre todos.
Não ouse aconselhá-lo ou tentar estabelecer um diálogo num
momento de crise. A resposta é imediata: - eu sou pós-doutor,
não preciso de interferência de ninguém; eu sei como resolver,
pois, se não soubesse, não era eu que estava no poder, mas
você. É sempre assim. O poder, para esse psicopata é eterno.
Nunca acaba. Não se mira nos exemplos da literatura, da
história, da Bíblia e da universidade da rua. Sempre olha a plebe
de cima para baixo, como ser inexistente. Pobre de espírito, não
sabe o que perde quando deixa de lado a experiência que se
encerra num homem do povo. Alexandre, o Grande, subjugou o
mundo com as suas vitórias em diversas batalhas. Morreu feio,
envenenado por um criado; Xerxes. Filho de Dario I, rei da Pérsia,
conquistou o Egito e tentou fazer o mesmo com a Grécia, pois se

achava o dono do mundo. Sofreu uma fragorosa derrota, fugindo
para a Ásia, onde morreu assassinado por um seu cortesão. O
mesmo aconteceu com o poderoso imperador romano Júlio
César que em pouco tempo morreu apunhalado.

O exemplo mais recente é o de Muammar Gaddafi, também
objeto de uma crônica aqui neste espaço. O seu fim mostra que
nenhum poder foi tão grande que não tivesse sucumbido de
forma terrível, como foi o seu caso, testemunhado por milhões
de pessoas. Todos foram e são esmagados pelo próprio veneno.
O veneno da arrogância. Em Tiago, em 4,6 está dito que “Deus
resiste aos soberbos, mas concede a graça aos humildes”, ou
seja, o arrogante Deus humilha, mas o humilde Ele sempre
exalta. Todos conhecem a história da escrava Agar. Está ali
no Livro do Gênesis. Por não poder conceber, Sara, mulher
de Abrão, propôs-lhe: “Já que o Senhor me fez estéril, une-
te à minha escrava, para ver se, por meio dela, eu possa ter
filhos”. Abrão acordou com a idéia, unindo-se a Agar que lhe
deu um filho, só que, durante a gravidez, passou a esnobar a
sua Senhora, pensando possuir um poder que na verdade não
possuía, terminando sendo de forma obstativa expulsa da casa
com o seu filho, tudo fruto de sua estupidez.

Mas na verdade, esse time de pessoas que se vestem com a
roupa da vaidade e da arrogância, não passa de seres medíocres.
Como bem diz José Ingenieros, barcos de amplas velas, mas
desprovidos de timão, não sabem determinar seu próprio rumo:
ignoram se irão varar uma praia arenosa ou arrebentar-se
contra um penhasco. O problema é que eles se sentem felizes,
repetindo, sempre, com toda pavonice, aquilo que o personagem
vivido por Al Pacino, em O Advogado do Diabo, diz no final do
filme: Vaidade: meu pecado favorito. Oxalá que não se acabem
como no poema “Vaidade, Tudo Vaidade”, do poeta português
Antônio Nobre: “... Vaidade! Um dia, foi-se-me a Fortuna e eu
vi-me só no mar com minha escuna, e ninguém me valeu na tempestade”.


Coluna Clóvis Barbosa
Com.: 1
Por Kleber Santos
10/12
08:49

Os católicos de Aracaju viram as costas para a igreja

Há mais de um ano o arcebispo metropolitano de Aracaju, d. José Palmeira Lessa e o seu auxiliar, bispo d. Henrique, se movimentam no sentido de conseguir recursos para fazer a reforma da catedral.  Durante entrevistas e atos religiosos, eles lembram sempre da necessidade de recuperar o templo, mas parece que isso não tem sensibilizado os católicos sergipanos, principalmente que frequentam aquela que é chamada de “a casa de Deus”.




Em setembro último,  o Governo do Estado, através do Banco do Estado de Sergipe (Banese), doou  R$ 1 milhão para a obra de restauração da Catedral. Além de simbolizar a religiosidade da população, o prédio referencia o crescimento urbano e cultural da cidade, já que foi uma das primeiras edificações construídas no Centro de Aracaju. A  doação feita pelo Banese representa 25% do valor da restauração, orçada em R$ 4 milhões.




Insensíveis aos apelos do arcebispo e do bispo, os católicos fazem-se de desentendidos, mas demonstram claramente o descompromisso com a sua igreja. Nesse tipo de situação, os protestantes, que dão dinheiro mensalmente para manter seus templos e pastores, fariam m uma “vaquinha” e tudo já estaria resolvido. Os católicos sempre buscam se apegar a  mmáquina do Estado, agem com descaso e preferem esperar que a igreja caia para depois buscar uma solução para o problema.


Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
08/12
15:32

Coluna Primeira Mão - Política e Economia

 

Dieese defende reapresentação do projeto do Proinveste em SE


O coordenador estadual do Dieese, Luís Moura, avalia que o governo do Estado deve reapresentar o projeto de empréstimo de R$ 727 milhões do Proinveste. "È um volume significativo de investimento R$ 727 milhões de reais de dinheiro novo que deixarão de serem investidos no estado. Acredito que o Governo deveria enviar novamente esse projeto para Assembleia, discutir com os deputados, buscar o entendimento, aprovar os projetos e negociar a liberação com Governo Federal, BNDES, Caixa Econômica e os agentes financeiros", sugeriu.

Em sua opinião o Estado e a Prefeitura de Aracaju terão condições de conceder reajustes em 2013?

Luis Moura (Dieese) responde - "As finanças de Estados e Municípios tem sido afetada pelas medias do Governo Federal, mas a prefeitura de Aracaju e o Estado de Sergipe tem mantido uma política de manutenção do poder de comprar dos servidores mesmo com toda dificuldade não vejo motivo para abandonar essa política que é benéfica para própria arrecadação. Lembro-me de um pronunciamento recente da Presidente Dilma que disse fazer ajuste não contribui para diminuir os impactos da crise, infelizmente temos secretários de governos que só pensam em cortes e cortes de salários de servidores. Não acredito que o Prefeito Eleito de Aracaju e o Governador do Estado de Sergipe adotarão essa medida. Não é uma solução criativa e não contribui em nada para resolver o problema fiscal de Estados e Municípios. A melhor saída é buscar ajuda Federal articulada com todos os Governos, temos no Nordeste região mais prejudicada pelas medidas necessárias adotadas pela Presidente Dilma o Fórum dos Governadores como um espaço excelente para reivindicar ajuda". Entrevista completa no Jornal das Cidade de domingo

 



Edvaldo regulamenta profissão de auxiliar de taxista

 

O prefeito Edvaldo Nogueira assinou o decreto de nº 4.161 que regulamenta o exercício da profissão de condutor auxiliar de táxi no município de Aracaju. Com a assinatura do decreto, os auxiliares, também conhecidos como defensores, poderão trabalhar em qualquer permissão (táxi) do Município com uma única carteira. "Estamos atendendo hoje a uma antiga reivindicação. Nós estudamos bastante a questão para encontrarmos a melhor forma de realizar esse sonho dos defensores. Antes era preciso tirar uma carteira para cada táxi que eles dirigiam e agora, com essa mudança que estamos fazendo, fica estabelecido que o defensor terá apenas uma carteira e poderá trabalhar em quantos táxis ele queira", esclareceu o prefeito.

2012 foi um ano ruim para Marcelo Déda



Embora ainda não tenha se encerrado, 2012, definitivamente, não foi um bom ano para o governador Marcelo Déda (PT). O inferno astral teve início no primeiro semestre, quando os irmãos Amorim e seus liderados resolveram antecipar a eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa e isso provocou o racha do bloco governista. A partir daí desencadeou-se um processo de enfrentamentos em que Déda não venceu sequer um. Marcelo Déda indicou o secretário de Estado da Educação, Belivaldo Chagas, para disputar uma cadeira de conselheiro do Tribunal de Contas de Sergipe e foi derrotado pela deputada estadual Susana Azevedo. O bloco governista perdeu a eleição municipal em Aracaju, o maior e mais importante colégio eleitoral estadual, e termina o ano com a rejeição na Alese ao empréstimo de R$ 727 milhões do Proinvest. As sucessivas derrotas devem induzir o governador a querer esquecer 2012, o ano em que também foi acometido por um câncer.



Prefeito eleito de Canindé será diplomado nesta quarta-feira


A diplomação do prefeito eleito de Canindé do São Francisco, Heleno Silva (PRB), e dos 11 vereadores eleitos acontece, nesta quarta-feira (12). O evento será realizado às 18h, no Clube Altemar Dutra, no Centro da cidade. Os eleitos serão diplomados pelo Juiz da Comarca do município, Fernando Lopes Dantas.



Sergipe é o terceiro no empenho de emendas - 1

 

Muito tem se falado pela oposição que o Proinvest não é o meio mais adequado para conseguir recursos para Sergipe, mas sim emendas do Orçamento Geral da União (OGU). Pois bem, em 2012 todos os estados nordestinos juntos conseguiram empenhar em emendas no OGU apenas R$ 157 milhões. O Proinvest só para Sergipe era de R$ 727 milhões em verbas garantidas. Fica claro que governar contando apenas com emendas do orçamento não é uma opção viável. Alagoas empenhou alocou R$ 393 milhões em emendas para 2012, não empenhou nada. Bahia alocou R$ 512 milhões, empenhou R$ 14 milhões.

Sergipe é o terceiro no empenho de emendas - 2

Ceará alocou R$ 493 milhões, empenhou R$ 9 milhões. Paraiba alocou R$ 529 milhões e não empenhou nada, da mesma forma Pernambuco que alocou R$ 485 milhões e também não empenhou nem um centavo. Piauí alocou R$ 418 milhões, empenhou mísero R$ 1 milhão. Os campeões foram Rio Grande do Norte com R$ 338 milhões alocados e R$ 51 milhões empenhados, em segundo lugar o Maranhão que alocou R$ 387 milhões e empenhou R$ 50 milhões e em terceiro Sergipe que alocou R$ 296 milhões no orçamento da União para 2012 e empenhou R$ 31 milhões. Dá para fazer um governo só com emendas?

 

JB diz que Venâncio é vassalo dos irmãos Amorim


“Deputado Venâncio me comparou à rainha Elizabeth, disse q n mando em nada. Gostei da comparação, a imagem e o poder da rainha são fortes no mundo. Todo reino tem a sua vassalagem. Venâncio, é melhor ser a rainha Elizabeth do que ser vassalo, fantoche, marionete. Venâncio, esse é o seu papel na Assembleia: Fantoche, marionete e vassalo dos Amorim. Enquanto eu faço um papel de realeza, Venâncio faz o papel da vassalagem dos Amorim. O papel é dele e de outros na Assembleia. Venâncio, você sabe pq Déda não aprovou o Proinveste, não foi por falta de voto ou prestígio, mas por uma coisa que você sabe que é REAL...”. Do vice-governador Jackson Barreto (PMDB), no twitter.


Venâncio Fonseca rebate críticas de Jackson Barreto

 

 

 

 


“Com relação a comparação a Rainha Elizabeth você disse que gostou, disso não tenho duvida. Pode brilhar como Rainha, Seja muito feliz, sucesso total, não tenho inveja. Quem tem autoridade REAL para falar é vc. Jackson Barreto da realidade REAL da venda da Energipe, que o diga Albano Franco. Sei que vc. Se sente muito feliz fazendo o papel de realeza, satisfaz muito o seu ego”. Do deputado Venâncio Fonseca (PP), líder da oposição na Assembleia Legislativa, em resposta ao vice-governador Jackson Barreto (PMDB). Venâncio disse também não ser o autor da crítica ao vice-governador. (No twitter)


Lagarto - Sujeira toma conta da barragem Dionísio Machado

 

 

 



Lixo e uma densa camada de lodo tomam conta da barragem Dionísio Machado, em Lagarto, local onde muita gente costumava banhar-se nos finais de semana. A população tem reclamado, mas até agora não surgiram as providências.



Clóvis Barbosa explica decisão do STJ sobre Flávio Conceição

 

 

 

 



O conselheiro do Tribunal de Contas de Sergipe, Clóvis Barbosa de Melo, disse hoje (sábado, 08/12) que a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) sobre a aposentadoria do conselheiro Flávio Conceição não o reconduz para o TCE. “O STJ mantém Flávio Conceição afastado do TCE-SE e deseja que o Pleno volte a votar sobre a aposentadoria dele. Houve o entendimento de que a presença de um conselheiro substituto, o Rafael Fonseca, não foi legal. Ainda assim, essa posição cabe recurso. Não existe nenhum determinação para que Flávio volte ao TCE”, explicou Clóvis Melo. Flávio Conceição foi aposentado por conta da denúncia de seu envolvimento no escândalo chamado de Operação Navalha, em 2007. A PF detectou fraudes em licitações.


Boquim – Populares destróem pilares de uma ponte

 

 

 

 


Pessoas que fixaram residência nos pilares da ponte sobre o rio Piauí, que liga o município de Boquim ao povoado 13, em Lagarto, estão ateando fogo com muita frequência e parte do cimento caiu e já aparece a estrutura em aço. Moradores da região dizem que o processo de destruição vem ocorrendo há vários meses e levantam suspeitas sobre a idoneidade dessas pessoas.


Prefeito de Aracaju destaca realizações, no Cabaré de 5ª


“Em seis anos como prefeito, não tenho que deixar de ressaltar a política de valorização do servidor e as políticas econômicas e sociais nunca vistas. Sem contarmos com o governo de Déda, temos ações significativas: como o viaduto do DIA, os mais de 100 km de ciclovia, percentual maior que os estados de São Paulo e Rio de Janeiro, o Bairro 17 de Março (conhecido com o “Bairro Novo”) para as pessoas que moravam em condições subumanas, reformas e construção de unidades de ensino, implantação de laboratórios de informática nas unidades de ensino, valorização salarial dos professores da rede, a entrega de mais 5 mil computadores, a pavimentação dos bairros Padre Pedro e Santa Maria e recapeamento asfáltico de diversas localidades. Mas uma das coisas que mais me orgulha como prefeito é ter Aracaju como a cidade da qualidade de vida, estabelecida pelo Ministério da Saúde”. De Edvaldo Nogueira, prefeito de Aracaju, no Cabaré de 5ª .


UFS terá recesso neste final de ano


 

 

 

 

No período de 24 de dezembro a 2 de janeiro a Universidade Federal de Sergipe estará em recesso natalino. Já de 2 de janeiro a 13 do mesmo haverá o recesso acadêmico. No dia 14 ocorre a volta às aulas.



Torcedores do Fluminense têm encontro comemorativo em Aracaju

Será realizado no próximo dia 16, a partir das 12h, o 1º Encontro da Torcida FLUMINENSE em comemoração ao TETRA CAMPEONATO, no Clube da Caixa Econômica, em Aracaju, com a presença da musa do tricolor BIANCA LEÃO, ex-jogador MARINHO CHAGAS e outros.

3º Encontro de Gerações do Colégio Costa e Silva

O Colégio Estadual Presidente Costa e Silva será palco do 3º Encontro de Gerações do Costão. Com o objetivo de confraternizar, reencontrar e reunir amigos, o ex-aluno Max Prejuízo convida a todos os egressos que estudaram no Costa e Silva para participar de mais uma edição deste encontro. O evento acontecerá no Colégio Costa e Silva, no próximo dia 15 de dezembro, a partir das 16h e terá a banda Samba Carioca como atração. O acesso é livre e o consumo individual. "É uma oportunidade de rever os amigos. Seremos eternos alunos do Costa e Silva. Nesses encontros fazemos crescer o espírito de cooperação entre os profissionais formados pelo Costão", disse Max Prejuízo.


Indicação propõe mudança de grafia de bairrros de Aracaju


A Câmara Municipal de Aracaju aprovou por unanimidade pelo Plenário a indicação do  vereador Emerson Ferreira, mudando a nomenclatura de cinco áreas da capital. A  solicitação foi feita pela professora Wilma Ramos, que luta pela mudança há mais de 18  anos. Segundo a indicação, o bairro Jabotiana, passa a ser escrito Jabutiana. Que deriva  de jabuti. O bairro Aruana, passa a chamar-se Aruanda, que é uma palavra indígena e  significa lugar místico, paraíso. O D.I.A - Distrito Industrial de Aracaju  perde os  pontinhos entre as letras. Por se tratar de sigla, os pontos não devem ser utilizados. Já  o nome Beira Mar, passa a ser escrito com hífem, Beira-Mar. E, Orla de Atalaia, passa a  ser escrito Orla da Atalaia. A professora Wilma explica que Atalaia é um substantivo que  significa torre de observação, e de acordo com as normas gramaticais ele precisa ser  escrito com a partícula “da”.

 

 



Colunas
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
08/12
09:52

Salários caem nos países desenvolvidos, diz OIT

Os salários caíram (-0,5%) em 2011 nos países desenvolvidos, mas aumentaram nos emergentes, especialmente nos da Ásia e da América Latina, segundo um relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) publicado nesta sexta-feira, 07, em Genebra.

Na Ásia, os salários subiram neste ano 5%, e esta tendência para a alta também foi registrada na América Latina e no Caribe (+2,2%), na África (+2,1%), na Europa central e na Ásia central (+5,2%, em ambos os casos). Já no Oriente Médio, os salários caíram 0,2%.

"Em escala mundial, os salários aumentaram a um ritmo muito mais fraco que antes da crise, e inclusive retrocederam nos países desenvolvidos", indica a OIT neste relatório, publicado a cada dois anos.

Globalmente, incluindo todos os países, os salários mensais aumentaram 1,2% em 2011, em comparação com a subida de +2,2% em 2010 e de 3% em 2007, segundo este relatório mundial.

Para Guy Ryder, diretor-geral da OIT, "este relatório mostra claramente que em vários países a crise teve um impacto muito claro nos salários e, consequentemente, nos empregados".

O diretor-geral da OIT também destacou que "os funcionários recebem uma parte menor do bolo", já que a parte dos salários na receita nacional diminuiu.

Esta situação criou um "descontentamento popular e aumenta o risco de desordens sociais", acrescenta a OIT, que também denuncia "as remunerações exorbitantes recebidas por alguns diretores de empresas".

Em 15 países desenvolvidos, a quota do trabalho na receita nacional passou de 75% nos anos 1970 para 65% nos anos recentes.

Por fim, a OIT lança um chamado neste relatório para que sejam fixados salários mínimos, uma medida indispensável para acabar com a pobreza no trabalho.

"Os salários mínimos contribuem para proteger os salários menos remunerados e para prevenir uma queda de seu poder aquisitivo", declarou Guy Ryder.

Segundo este relatório, "centenas de milhões de empregados nos países em desenvolvimento ganham menos de dois dólares por dia".

Nos Estados Unidos, os trabalhadores pobres representam 7% da população assalariada, e na Europa 8%.

(Redação com AFP – Agência IN)



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
08/12
09:44

NO BRASIL, O PROINVESTE É SIM. EM SERGIPE, O PROINVESTE É NÃO

É A POLÍTICA DO RETROCESSO QUE AMEAÇA DOMINAR O ESTADO


Senador Antônio Carlos Valadares


A política sergipana chegou a um dos mais baixos níveis de sua história. Sob o comando incontrastável dos irmãos Amorim (Edvan e Eduardo), Deputados estaduais deixando de ouvir e acompanhar a voz da sensatez - expressa no sentimento de cada sergipano que deseja o bem de nossa terra-, derrubaram o empréstimo de R$ 727 milhões que o governo da presidenta Dilma colocou à disposição do Estado.

Manobra executada com inusitada frieza, cujos fundamentos de sua rejeição jamais serão compreendidos nem apoiados por todos aqueles eleitores conscientes de que o verdadeiro papel de nossas lideranças políticas, mesmo na divergência, é o de trabalhar em sintonia para trazer mais recursos e mais desenvolvimento.

É inadmissível que um Estado nordestino como o nosso, ainda tão necessitado de obras estruturantes para avançar em suas conquistas na busca da plenitude do desenvolvimento (rodovias, escolas técnicas, Hospital do câncer, abastecimento d'agua, habitação, mobilidade urbana, etc) - , seja capaz de adotar o retrocesso e a política inconsequente do vale-tudo como regra, somente para atender aos caprichos e ambições desmedidas de um grupo político que se arvora de único intérprete da vontade de um povo livre.

A rejeição a esse empréstimo traduz antes de tudo uma postura descomprometida com o futuro de Sergipe de um bloco político que pretende assumir o poder ganhando as eleições de 2014, custe o que custar, até em prejuízo da melhoria das condições de vida de nossa gente.

De nada adiantaram os apelos para que cada um cumprisse com o seu dever, independentemente de sua condição partidária. Prevaleceram, no entanto, o egoísmo, a ambição e o mandonismo contra o adversário do momento (governador Marcelo Déda) para que ele fosse barrado, e impedido de executar o seu salutar plano de obras, que seria sustentado com o apoio do governo federal.

A rejeição ao projeto do empréstimo acarretará efeitos extremamente danosos à nossa frágil economia, contribuindo para o seu desaquecimento.

Essa é a fase mais aguda da crise internacional que afeta agora o Brasil. Qualquer decisão contra a luta para vencer a crise enfraquece o seu combate e retarda o seu enfrentamento. Contribui para a falta de investimentos, retração da atividade econômica, aumento do desemprego e acentuada queda da arrecadação dos Estados e Municípios.

Agravar a crise, proibindo o ingresso de recursos novos com juros subsidiados pela União, para serem pagos em 20 anos, é o cúmulo da insesatez, é um desserviço que será sempre lembrado como um remédio que fora aplicado sem uma leitura responsável da bula que acompanha o produto.

A decisão de negar o empréstimo do BNDES não foi para resolver a crise, foi para agravá-la, desacreditar o governo estadual e tirar proveito político de seu possível desgaste, por não realizar as obras projetadas. O projeto não ? o Proinveste, a prioridade é 2014, na escalada em direção ao Poder.

Os Municípios sergipanos -que por sinal atravessam sérias dificuldades para investir em obras de infra estrutura- seriam os mais beneficiados com o empréstimo, pois, para eles, diversas ações seriam direcionadas.

Toda eleição é importante. Afinal, através delas, escolhemos quem deverá governar ou nos representar no Parlamento. Resta saber qual o apelo mais forte: devemos aceitar, sem esboçar qualquer crítica, o veto a propostas voltadas para a população, em razão de um projeto de poder - imaginado apenas para a próxima eleição, e caracterizado por ser de um indivíduo ou de um grupo? Ou, devemos aprovar projetos coletivos propondo melhorias para o nosso Estado da iniciativa de um governo eleito, mesmo que em dado momento seja nosso adversário?

Claro que a segunda opção é aquela que o povo espera de cada um de nós. Mas é preciso que se diga que nem sempre o raciocínio dos políticos coincide com o raciocínio do povo.

Quando há essa discrepância, que é subjacente, e sobrevive nas sombras -e que o político quase sempre subestima-, alguma surpresa poderá surgir nas urnas. Esse sentimento de repulsa, que os políticos nem sempre incluem em seus cálculos, é o recado que é dado ocasionalmente aos detentores do poder, por suas decisões equivocadas.

A insensatez do radicalismo político conduz ao isolamento porque o discurso de quem age assim se torna vazio, sem conteudo programático, sem uma liga com os anseios populares.

O Senador Amorim elegeu-se deputado, e depois senador, sempre o mais votado. A nossa Constituição diz que o Senador representa o Estado para o qual é eleito.

É lamentável que sendo legítimo representante do Estado de Sergipe, num momento delicado por que estamos passando, com a crise atigindo e preocupando a todos os segmentos sociais e econômicos do Brasil e de Sergipe, o senador Eduardo Amorim (PSC) tenha sido um dos principais artífices da articulação política para a rejeição do Proinveste.

Como explicar que em todo o Brasil os Estados tiveram seus empréstimos aprovados, menos em Sergipe?

Não temos o direito de esconder a verdade: a responsabilidade não é apenas dos deputados estaduais que votaram contra. É também daquelas lideranças, que tendo mandato ou não, possam influenciar decisões no âmbito do Legislativo.


Colunas
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
06/12
09:31

Atletas sergipanos brilham em Sul-americano

 A sergipana Sarah Marques voltou a brilhar nas piscinas nos 18º Jogos Sul-Americanos Escolares 2012, em Natal-RN. Foram duas medalhas de ouro conquistadas, sendo uma nos 50m livre e a outra no revezamento 4x50m. Vivian Santos também se destacou na competição internacional e ganhou uma medalha de ouro nos 50m peito.
 
Nos 50m livre, a prova que sempre consegue êxito, Sarah foi muito bem, assegurando a primeira colocação até o final. "A cada dia, melhora o meu tempo nas competições. Isso é um fator que me deixa mais motivada para treinar", destacou.
 
Vivian Santos também enfatizou a felicidade em ganhar a medalha de ouro. "Estou feliz porque sou uma atleta dedicada e que procuro me aperfeiçoar cada vez mais", explicou.
 
Sarah Marques e Vivian Santos fazem parte do programa Bolsa-Atleta da Prefeitura Municipal de Aracaju, através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel). "Gostaríamos de agradecer o apoio do prefeito Edvaldo Nogueira e do secretário Antônio Hora Filho. O Bolsa-Atleta tem contribuído para o sucesso da nossa carreira", ressaltaram Sarah e Vivian.
 
O secretário Antônio Hora Filho sentiu-se feliz e realizado com a excelente performance das atletas. "No final de gestão, é uma sensação de dever cumprido. Estou aqui em Natal e tive a alegria de participar da comemoração das duas supercampeãs, a Sarah e a Vivian", salientou Hora, dizendo estar muito gratificado.  

Semel
 
 


Esportes
Com.: 0
Por Kleber Santos
06/12
09:30

Delegação sergipana conquista bronze em dose dupla no voleibol

Os times de voleibol masculino e feminino da delegação sergipana, que estão competindo nas Olimpíadas Escolares Brasileiras, realizadas em Cuiabá (MT), conquistaram na última terça-feira, 4, medalhas de bronze para Sergipe. Apesar de não se classificarem para a disputa pelo ouro, os atletas sergipanos não se abateram, entrando em quadra com garra e disposição, garantindo o pódio para Sergipe em dose dupla.
 
Na primeira partida, a equipe sergipana, representada pelas alunas atletas do Colégio Arquidiocesano, enfrentou as alunas do Colégio Ayrton Senna, de Roraima. As atletas sergipanas jogaram com muita técnica e precisão, sempre mantendo uma larga vantagem de pontos, finalizando o terceiro set em 25x9 e vencendo o jogo com o placar de 3x0.
 
A atleta Anne Dantas era só alegria ao perceber que tinha conquistado a medalha de bronze. "Foi a realização de um sonho coletivo meu, das minhas colegas e do meu técnico. Essa vitória foi fruto de muito treino, estímulo e perseverança. Obrigado a todos que acreditaram na nossa equipe", disse a aluna.
 
Disputa acirrada
 
Já na partida do voleibol masculino a disputa foi acirrada. A equipe sergipana, representada pelos atletas do Colégio Graccho, enfrentou o time do Colégio Antônio Carlos Natalino, também de Roraima. O placar alternava todo o tempo. Os sergipanos venceram os dois primeiros sets, mas o time de Roraima reagiu, vencendo os dois sets seguintes e levando a partida para o quinto set. Os sergipanos venceram por 15x11, fechando o placar em 3x2, garantindo mais um bronze para Sergipe.
 
O atleta Ícaro Fontes disse que foi uma partida difícil, mas com um final feliz para todos. "O time tinha jogadas precisas e era muito forte. Necessitou de muita garra e vontade de vencer. Isso nossa equipe tinha de sobra, e assim conseguimos essa vitória para Sergipe. Estamos todos muito felizes com o resultado", declarou Ícaro.

ASN


Esportes
Com.: 0
Por Kleber Santos
05/12
15:22

Primeira Mão - Política e Economia

 

 

Assembleia rejeita os R$ 727 milhões do Proinvest

A Assembleia Legislativa de Sergipe rejeitou na manhã desta quarta-feira os três projetos de investimentos ligados ao empréstimo de R$ 727 milhões do Proinvest. Dois dos projetos foram rejeitados por 12 a 9 votos e o terceiro por 11 a 9. Os deputados da oposição vinham dizendo que não conseguiam entender o projeto e o deputado estadual Francisco Gualberto (PT) responsabilizou o bloco político do senador Eduardo Amorim pela derrota governista.Desde o início do ano, quando rompeu com o grupo político dos irmãos Amorim (Eduardo e Edvan), o governador Marcelo Déda é alvo de sucessivas derrotas na Assembleia. A primeira foi a eleição da deputada Angélica Guimarães para a presidência da Casa, seguida pela vitória da deputada Susana Azevedo para o TCE-SE (ainda em questão judicial) e agora o Proinvest. Na próxima semana a Assembleia votará o Orçamento Geral do Estado no valor de R$ 7,8 bilhões e logo em seguida terá início o recesso parlamentar (dia 15 de dezembro).


Proinveste: "Foi um tiro no coração do desenvolvimento de Sergipe"

 


A reprovação do projeto de lei do Proinveste, ocorrida na sessão desta quarta-feira, 5, no plenário da Assembleia Legislativa, provocou uma série de atritos entre deputados governistas e da base de oposição. Os projetos, discutidos exaustivamente na Casa, referem-se ao empréstimo de R$ 727 milhões junto ao governo federal através do BNDES e Caixa Econômica Federal. Com a rejeição em plenário, acaba toda a novela iniciada em setembro desse ano. Para o deputado Francisco Gualberto (PT), o que aconteceu foi a concretização de uma atitude orquestrada contra o Estado de Sergipe. "Um tiro no coração do desenvolvimento de Sergipe", definiu. Segundo Gualberto, o mentor da perversidade contra o povo sergipano foi justamente o senador Eduardo Amorim (PSC). Para ele, ao orientar seus liderados para que rejeitassem o projeto, Amorim estaria cometendo um desatino. "Ele acaba de fazer a maior bobagem política da história", disse. "É um senador que não tem vida longa na política".


Proinveste - Déda diz que vai agir com "firmeza e serenidade"


Ao ser informado sobre a decisão da Assembleia Legislativa de Sergipe, que rejeitou os projetos do Proinveste e da Contrapartida do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) nesta quarta, 5, o governador Marcelo Déda disse que vai buscar mais informações antes de se pronunciar. Para tanto, ele pretende ouvir os "relatos e avaliações" do vice-governador Jackson Barreto, da bancada governista e dos assessores que acompanharam a votação. "É hora de agir com firmeza e serenidade", ponderou Déda. "A decisão da Assembleia, no entanto, vai exigir que o Governo reveja prioridades, reelabore o seu Plano de Investimentos e execute um forte ajuste fiscal e financeiro, num clima de economia de guerra", antecipou. Foram três os projetos rejeitados, todos encaminhados pelo Governo do Estado e que garantiriam R$ 727 milhões em obras de infraestrutura. Parte dos recursos seria aplicada no alongamento da dívida estadual, o que aliviaria o caixa do Estado.


Venâncio Fonseca: Proinvest endividaria muito Sergipe


O deputado estadual Venâncio Fonseca (PP), líder da oposição na Assembleia Legislativa de Sergipe, avalia que, ao rejeitar o empréstimo do Proinvest (R$ 727 milhões), os oposicionistas salvaram Sergipe do endividamento, de situações problemáticas no futuro. Ele comentou que Déda desejava o empréstimo para que os cinco futuros governantes pagassem as dívidas.


Dilma Rousseff pede a Déda que não desista do Proinvest
te

Numa longa audiência, nesta quinta, 7, em Brasília, a presidenta Dilma Rousseff pediu ao governador Marcelo Déda que não desista do Proinveste, programa do Governo Federal que destinaria R$ 727 milhões em investimentos ao Estado e que foi rejeitado pela Assembleia Legislativa. No mesmo encontro, de uma hora e 15 minutos, a presidenta dedicou mais da metade do tempo a "um diálogo de fraternidade, de amizade, de solidariedade". Ao ouvir sobre a rejeição do Proinveste "a presidenta ficou extremamente chocada", relatou Déda. "Ela mencionou que o Proinveste é uma política do Governo Federal, considerada estratégica para garantir o crescimento econômico do Brasil porque o alvo é aumentar o investimento público. Ela entendeu que Sergipe ficar de fora compromete a estratégia de garantir desenvolvimento para todos os estados". No encontro, o governador comentou com Dilma que, caso a decisão seja definitiva, "nós precisaremos ter solidariedade maior ainda da União". Solidária a Sergipe, ela "pediu que não desistisse do Proinveste, que buscasse encontrar soluções que permitam à Casa reapreciar a matéria". Déda respondeu que, na sua volta ao Estado, vai buscar mais informações junto à base aliada e relatar a Presidenta


Em Brasília, André Moura cobra a liberação das emendas ao OGU

 


O deputado federal André Moura, líder do PSC na Câmara dos Deputados, esteve reunido com a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti. Na pauta da reunião constou a liberação de Emendas Parlamentares para os municípios do Estado de Sergipe.Segundo o deputado, boa parte dos recursos objetivados em 2012 até o momento não foram liberados, prejudicando o planejamento dos administradores sergipanos. "Lembro que as emendas não são empréstimos e sim dinheiro público utilizado em investimentos progressistas para os municípios e estados da federação, principalmente nas áreas de saúde, educação e infraestrutura", ratificou.


João Alves teria articulado votos contra o Proinvest


 

Comentários feitos hoje por deputados da oposição dão conta de que o prefeito eleito de Aracaju João Alves Filho (DEM) reuniu a bancada da oposição ao governador Marcelo Déda na Assembleia Legislativa de Sergipe na noite de ontem (04/12)e teria pedido aos parlamentares que votassem contra o empréstimo do Proinvest. Um deputado da oposição achou estranho esse comportamento porque “João disse que nunca faltaria a Sergipe e aos sergipanos e ainda por cima o projeto previa investimentos da ordem de R$ 155 milhões para Aracaju. Tem alguma coisa errada entre o discurso e a prática”.


Médico retira queixa-crime contra estudantes

 

 
 
 


os seis militantes do coletivo Levante Popular da Juventude, que vinham sofrendo um processo judicial movido pelo Dr. José Carlos Pinheiro, compareceram à audiência no Tribunal de Justiça e tiveram a queixa-crime retirada pelo médico.A deputada estadual Ana Lúcia (PT), que esteve solidária aos estudantes durante todo o processo, parabenizou a militância pela vitória, lembrou da importância da criação da Comissão da Verdade estadual, e disse que já tramita na casa legislativa proposta para que a Assembleia tenha essa Comissão, até para o fortalecimento da Comissão Nacional.


Sergipe investirá R$ 6,6 mi em infraestrutura turística

 

 
 
 

Em reunião que contou com a presença do ministro do Turismo, Gastão Vieira, o governo de Sergipe assinou um acordo com o governo federal que prevê o investimento de R$ 6,6 milhões em infraestrutura turística no Estado. De acordo com a secretaria de Turismo de Sergipe, o documento apresenta perspectivas geradas em função da inclusão no mercado consumidor de milhões de brasileiros e da proximidade dos megaeventos esportivos. Segundo o secretário de Turismo do Estado nordestino, Elber Batalha, uma das obras previstas é a construção de uma rodovia que liga Santa Luzia do Itanhy ao povoado de Crasto. "Foi uma conquista de Sergipe e do governador Marcelo Déda, que já esteve várias vezes em Brasília na busca destes recursos", disse o dirigente.

Mendonça Prado defende os municípios nordestinos


O deputado federal Mendonça Prado (Democratas/SE criticou a falta de critérios do governo federal no incremento da política de incentivos fiscais. Segundo o parlamentar sergipano, ao conceder isenções indiscriminadas do IPI - Imposto sobre Produtos Industrializados e IR - Imposto de Renda, o governo federal está levando os municípios brasileiros a uma situação de calamidade. Ele explicou que o FPM - Fundo de Participação dos Municípios - é hoje a principal receita da maioria dos municípios das regiões Norte e Nordeste. O fundo é constituído exatamente da soma de percentuais do que é arrecadado através do IPI e do IR. Assim sendo, ao reduzir a arrecadação desses tributos, em função das isenções, o governo acaba comprometendo os repasses do FPM para as prefeituras.


Rogério consegue vagas para Residência Médica em Sergipe - 1


Em reunião com o Ministério da Educação, na semana passada, o deputado federal Rogério Carvalho(PT/SE), encaminhou reivindicações da área médica, principalmente no que se refere a oferta de cursos de residência. " Algumas especialidades não são oferecidas como opção aos jovens médicos que acabam saindo do Estado para se especializarem. Muitos destes, se estabelecem lá fora e nós, em Sergipe, perdemos a oportunidade de contar com este profissional, por isso, destaco a importância de ampliar a ofertas de cursos de residências e também a oferta em áreas como a neurocirurgia", explicou



Rogério consegue vagas para Residência Médica em Sergipe - 2


A reivindicação do deputado foi atendia e o Hospital de Cirurgia irádisponibilizar, já a partir de 2013, novas vagas para residência médica e duas para neurocirurgia, uma das áreas mais carentes e necessitadas de profissionais. O neuro-cirurgião Riltom Moraes, comemorou a conquista : "Esta é mais uma etapa no projeto e sonho de colocar a neurocirurgia do nosso estado em níveis de excelência cada vez maiores. A estrada é longa, o caminho é árduo e os ataques dos inimigos da medicina ética e decente são ininterruptos.


UFS elege José Firmo Ouvidor Geral

 

 
 
 


Os membros do Conselho Superior (CONSU) da Universidade Federal de Sergipe elegeram na manhã dessa terça-feira, 4, o servidor José Firmo, para Ouvidor Geral da instituição. Firmo substituirá na Ouvidoria o Prof. Marcionilo Melo Lopes Neto, que renunciou ao cargo para assumir a chefia de gabinete da reitoria da UFS. José Firmo é servidor da UFS há 19 anos, tendo assumido vários cargos de gestão, entre eles Prefeito do Campus, Diretor do Restaurante Universitário e Membro das Comissões de Leilão e Inventário. José Firmo terá como Vice Ouvidor o servidor Joseilton Nery Rocha. A chapa obteve 93,3% dos votos dos conselheiros presentes.


Sergipe cresce no ranking nacional de desenvolvimento do Firjan - 1


Análise realizada pelo secretário do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), o economista Saumíneo Nascimento, sobre o Índice Firjan de Desenvolvimento de Sergipe apontou que o Estado avançou em 3,1% entre os anos de 2009 e 2010, passando de 16ª para 15ª no ranking nacional e ficando em 3º lugar na região Nordeste. Divulgado no último fim de semana, o índice aponta que durante os anos analisados pelo Firjan, Sergipe passou de 0,6709 para 0,6920. Com isso, o Estado confirmou a classificação de desenvolvimento moderado e ganhou uma posição no ranking estadual do Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM).


Sergipe cresce no ranking nacional de desenvolvimento do Firjan - 2


O IFDM é um estudo anual do Sistema Firjan que acompanha o desenvolvimento de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros em três áreas: Emprego & Renda, Educação e Saúde; realizado, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde. A classificação de Sergipe no índice Firjan de Desenvolvimento Municipal é a mesma de 44,4% dos Estados brasileiros (0,6 a 0,7), sendo que está bem próximo da mediana que é 0,7161. “Cabe registrar que a melhoria do índice Firjan de Sergipe na variável emprego e renda cresceu 7,1%, de 2009 para 2010, passando de 0,6005 para 0,6433. Esse movimento refletiu a geração recorde de empregos em Sergipe no referido ano, combinada com aumento real da renda paga aos trabalhadores e este é um objetivo sempre buscado pelo Governo do Estado de Sergipe. Contudo é importante registrar que a variável de maior índice no Estado de Sergipe é a saúde com 0,7596”, ressalta Saumíneo.

Projeto de Valadares Filho propõe limitar publicidade de alimentos danosos à saúde

 

Preocupado com a saúde da população brasileira, especialmente das crianças e adolescentes, o deputado Valadares Filho (PSB-SE) apresentou hoje Projeto de Lei que estabelece regras para divulgação de alimentos que contêm substâncias potencialmente danosas à saúde. O Projeto de Lei propõe que se torne obrigatória a advertência ao consumidor sobre os riscos à saúde que o consumo excessivo de determinados alimentos como bebidas com baixo teor nutricional ou alimentos que contenham elevada quantidade de açúcar e de gorduras saturada e trans e com alto teor de sódio podem acarretar à saúde. Na justificação do Projeto de Lei, Valadares Filho explica que estudos científicos indicam que a obesidade tem-se tornado um problema de saúde pública cada vez mais grave. “No Brasil, onde até recentemente, predominavam quadros de desnutrição, a obesidade tem aumentado”, diz o deputado.


Aracaju tem a cesta básica mais barata do Brasil


Em novembro, o preço dos gêneros alimentícios essenciais diminuiu em 13 das 17 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - realiza mensalmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica. As maiores quedas foram verificadas no Rio de Janeiro (-7,88%), Porto Alegre (-6,18%) e Goiânia (-5,26%). As altas no mês foram mais moderadas e registraram-se em João Pessoa (1,02%), Belém (0,61%), Vitória (0,50%) e Florianópolis (0,31%). São Paulo foi a capital onde se apurou o maior valor para a cesta básica (R$ 299,26). Depois aparecem Vitória (R$ 295,31) e Porto Alegre (R$ 286,83). Os menores valores médios foram observados em Aracaju (R$ 205,63), Salvador (R$ 220,49) e João Pessoa (R$ 235,35).


Professores paralisarão atiividades dias 11 e 12 próximos


O Sintese, entidade que representa aos professores da rede estadual de educação de Sergipe, está anunciando paralisação dos profissionais do ensino para os dias 11 e 12 deste mês de dezembro. Durante os dois dias acontecerão manifestações em frente ao Palácio dos Despachos, a partir das 8 horas. A paralisação é em defesa do piso salarial e da carreira do magistério.


Juiz proíbe shopping cobrar estacionamento de empresas e empregados


O juiz do Trabalho, Ariel Salete de Moraes Júnior, deferiu antecipação dos efeitos da tutela para determinar que o condomínio Shopping Riomar se abstenha de cobrar a taxa de estacionamento dos empregados e das empresas que mantêm atividades no estabelecimento, sob pena de pagar multa diária de R4 20 mil. Numa decisão judicial recente a mesma posição foi adoatada em relação ao Shopping Jardins.

Liminar proíbe manifestação dentro do Shopping Riomar


O Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) esclarece que a liminar no Processo 201210801451, que proíbe manifestação dentro do Shopping Riomar foi expedida durante plantão judiciário, sendo deferida pela magistrada plantonista Etodéa Oliveira Teles Moura, no dia 01.12.2012. No momento da confecção dos mandados de intimação das partes sobre deferimento da liminar, o Cartório não observou que deveria ter incluído o nome da magistrada plantonista no Sistema de Controle Processual, tendo este sido confeccionado, de forma equivocada, com o nome da Juíza titular da 8ª Vara Cível, Dauquíria de Melo Ferreira. Por conta disso, a Juíza Dauquíria de Melo Ferreira tornou sem efeitos os mandados expedidos em seu nome, determinando nova expedição como o nome da magistrada Etodéa Oliveira Teles Moura.


Valadares Filho defende o fortalecimento do Sistema Único de Saúde


A venda da maior operadora de planos de saúde do Brasil, a Amil, para a mega corporação norte-americana UnitedHealth, motivou o deputado Valadares Filho (PSB-SE) a defender, em pronunciamento feito na tribuna da Câmara dos Deputados, a necessidade de se adotar medidas para fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS).


Sergipe ganha dois prêmios da Agência Nacional de Águas


Com projetos que apontaram iniciativas que se destacaram pela excelência de sua contribuição para a gestão e o uso sustentável dos recursos hídricos com vistas para o combate à poluição e ao desperdício, o Governo de Sergipe concorreu ao Prêmio ANA 2012 e conquistou o 1º lugar nas duas categorias inscritas: Governo, com o Atlas Digital, e Organismos de Bacia, com o projeto Água para o Consumo Humano. O secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Genival Nunes, recebeu o prêmio durante solenidade realizada nessa quarta-feira à noite, 05, em Brasília (DF).

 



Colunas
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 6 7 8 9 10 11 12 13 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos