27/12
22:52

Governadores do NE reagem às pressões do ministro Marun

Os governadores dos estados do Nordeste enviaram nesta quarta-feira, 27,  uma carta pública ao presidente Michel Temer em protesto às declarações do ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun, que admitiu em entrevista ontem, terça, 26, que o governo só irá liberar financiamentos de bancos públicos, a exemplo da Caixa Econômica Federal, a governadores que convencerem suas bancadas federais a votarem pela reforma da Previdência na Câmara Federal.

O documento encaminhado ao Palácio do Planalto, em Brasilia, foi assinado pelos governadores dos nove estados da região  Nordeste - Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Os governantes prometem, na  carta,  acionar política e judicialmente os agentes públicos envolvidos caso a “ameaça” de Marun venha a se concretizar. Os chefes do Poder Executivo estadual pedem a Temer que “reoriente” seus ministros para que sejam evitadas práticas classificadas como “criminosas”.

"Os governadores do Nordeste vêm manifestar profunda estranheza com declarações atribuídas ao Sr. Carlos Marun, ministro de articulação política. Segundo ele, a prática de atos jurídicos por parte da União seria condicionada a posições políticas dos governadores. Protestamos publicamente contra essa declaração e contra essa possibilidade e não hesitaremos em promover a responsabilidade política e jurídica dos agentes públicos envolvidos, caso a ameaça se confirme."

Os governantes dizem ainda na Carta que "Vivemos em uma Federação, cláusula pétrea da Constituição, não se admitindo atos arbitrários para extrair alinhamentos políticos, algo possível somente na vigência de ditaduras cruéis. Esperamos que o presidente Michel Temer reoriente os seus auxiliares, a fim de coibir práticas inconstitucionais e criminosas”.

O primeiro governador a ser atingido pelo ministro Marun foi Jackson Barreto, que procurou o ministro para obter a liberação de R$ 560 milhões para saneamento e recuperação de rodovias e foi ionformad0 que teria que assumir compromisso de apoiar a reforma tributária e fazer com que seus aliados da bancada federal votassem favorável ao projeto do Palácio do Planalto.

O caso tornou-se público no decorrer desta semana e teve ampla repercussão na imprensa sergipana e nacional.

 



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
27/12
21:42

Implantação do Ensino Médio Integral - Belivaldo Chagas e Jorge Carvalho entram em rota de colisão

Os comentários entre professores, dirigentes de escolas e sindicalistas dão conta de que há sinais de ruptura entre o vice-governador Belivaldo Chagas, pré-candidato do PMDB ao Governo de Sergipe, e o secretário de Estado da Educação, professor Jorge Carvalho. Dizem que eles andam se desentendendo e hoje (quarta-feira, 27), em audiência com estudantes, Chagas demonstrou preocupação com o método de implantação do ensino médio em tempo integral.

Contudo, fala-se que eles se desentendem desde a posse de Carvalho na Secretaria de Educação em substituição a Belivaldo Chagas. Conforme a mesma fonte, o atual titular da pasta teria criticado a atuação do atual vice governador na SEED, que foi empossado no cargo pelo ex-governdor Marcelo Déda em 1 de junho de 2010.

Belivaldo Chagas afirmou a estudantes do Colégio Manuel Dantas em Cedro de São João e professores, pais e estudantes do Colégio Estadual Gonçalo Rollemberg Leite em Aracaju que irá visitar 10 escolas e fará um relatório ao governador Jackson Barreto sobre a forma como tem sido implantado um modelo de ensino médio em tempo integral, através dos centros experimentais de ensino médio.


Os membros das comunidades escolares primeiro foram a Secretaria de Estado da Educação - SEED, mas ao saberem que o superintendente Everton Siqueira estava no Palácio de Despachos, se dirigiram para lá, onde foram recebidos também pelo vice-governador.


Os estudantes das duas escolas reclamam da falta de condições físicas para que ambas funcionem como centros experimentais para ensino médio e tenham a modalidade integral. Além do fato da SEED não ter feito um estudo detalhado do impacto, principalmente no caso da escola de Cedro de São João que é única escola estadual do município a oferecer turmas nos anos finais do ensino fundamental e ensino médio.

O vice-governador ouviu os relatos dos estudantes e demonstrou preocupação, principalmente no que tange a escolha de algumas unidades de ensino para transformarem-se em centros experimentais de ensino médio e oferecerem somente o ensino médio em tempo integral. Fez questão também de passar o próximo número de celular para que os estudantes pudessem enviar fotos das condições físicas das escolas.


Ele agendou uma nova reunião dia 09 de janeiro às 10h no Palácio de Despachos com todas as unidades de ensino que apresentaram (e apresentam) problemas na implantação dos centros experimentais.


O sindicato tem feito o debate sobre a forma como o ensino médio em tempo integral chegou a Sergipe. Em nenhum momento o SINTESE se colocou contra o ensino médio em tempo integral, mas tem várias críticas em relação a forma como a SEED quer introduzi-lo na rede estadual.


“O SINTESE tem acompanhado com preocupação a forma como a SEED tem imposto o ensino médio em tempo integral na rede estadual. Falta um diagnóstico de como a mudança de modalidade vai afetar as matrículas do ensino fundamental, não há alternativa para aqueles que não quiserem ou não se adequarem a nova modalidade, falta diálogo com as comunidades escolares, em várias unidades de ensino houve fraude na votação dos conselhos isso sem contar que em várias delas a estrutura física fica aquém do desejado”, aponta a professora Cláudia Oliveira diretora do Departamento de Base Estadual do SINTESE. (Com dados de matéria publicada na página do Sintese)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
27/12
09:02

Largo da Gente Sergipana será boa opção para o turismo

Embora venha recebendo críticas por atrapalhar o trânsito, na fase atual da obra (a avenida Ivo do Prado está funcionando com meia pista saindo da zona sul para o centro da capital), o Largo da Gente Sergipana parece ser uma boa iniciativa e que, com certeza, será um bom ponto de visitação dos sergipanos e turistas. O custo é barato – R$ 6,4 milhões – e vai estar pronta no primeiro semestre de 2018. O largo está sendo edificado às margens do Rio Sergipe e terá um píer, atracadouro para pequenas embarcações, mirante, espaço de convivência e a construção de oito esculturas com 7,0 metros de altura que representarão manifestações culturais do folclore sergipano. O projeto é bom, mas deveria ocupar um espaço maior, coisa de mais uns 30 ou 40 metros de largura. A obra é do Governo do Estado.



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
27/12
08:12

Pressão pela Reforma da Previdência atinge JB em Brasília

Ontem à noite, no Jornal da 10, a Globo News mostrou reportagem sobre as pressões que o Governo faz obter votos pela aprovação da reforma da previdência, citou o caso do governador de Sergipe, Jackson Barreto (PMDB), que foi ao Planalto em busca da liberação do empréstimo de R$ 560 milhões para recuperação das rodovias estaduais e nada conseguiu. O dinheiro seria da Caixa Econômica Federal. JB teria saído abatido de Brasília. O Governo Temer quer quem deseja recursos defendendo a reforma da previdência junto a bancada federal.  JB ainda não disse que sim ou que não. Ele voltou a Aracaju stressado, muito tenso, e isso, suspeita-se,  teria provocado um derrame ocular. JB foi citado na emissora pela comentarista Cristiana Lobo.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
26/12
17:44

Vem aí Fest Verão Sergipe 2018

Os termômetros prometem subir ainda mais entre os dias 19 e 21 de janeiro, em Aracaju, com a 4ª edição do Fest Verão Sergipe. Durante esse período diferentes tribos estarão reunidas numa mesma vibe assistindo aos shows de grandes estrelas dos mais diversos estilos musicais. Bell Marques, Anitta, Gabriel Diniz, O Rappa, Aviões do Forró, Harmonia do Samba, Wesley Safadão e Marília Mendonça são alguns dos nomes que fazem parte da grade de programação.

Uma das grandes novidades dessa edição é o Domingo Kids, que traz uma programação voltada para os baixinhos. Entre as atrações confirmadas, Anitta com o show Só as Poderosinhas, Larissa ManoelaLore Improta e Júlia Simoura.

Para receber o público, a Augustus Produções, empresa organizadora da festa, já está montando uma megaestrutura na Arena de Eventos. No local, assim como na edição anterior, serão dispostos dois palcos, camarotes coorporativos, Camarote AJU e Camarote Backstage.

Os ingressos, individuais ou pacote, estão à venda na Central do Ticket, no RioMar Shopping. Mais informações pelos telefones (79) 3219-2069 e 99198-2069. Garanta logo os eu para não ficar de fora!

 
Programação:

 Sexta-feira 19/01

Wesley Safadão
Marília Mendonça
Bell Marques
Solange Almeida
Make U Sweat
Gabriel Diniz
Avine Vinny
Xande e Nanda

 

Sábado 20/01

Aviões do Forró
Henrique e Juliano
O Rappa
Harmonia do Samba
Samyra Show
Mano Walter
Devinho Novaes

 

Domingo 21/01

Larissa Manoela
Anita (Só as poderosinhas)
Lore Improta
Júlia Simoura

 



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
26/12
11:14

Reinventando o Natal – vinte e quatro horas por ano são dedicadas ao esforço de amar o próximo

CEZAR BRITTO – Ex-presidente da oab e escritor

 

O apaixonante exemplo do destemido Jesus Cristo, animado pelo carisma do bom velhinho Noel, faz o mês de dezembro fervilhar ao sabor da solidariedade. Campanhas, gincanas e quermesses destinadas aos “sem” destacam-se nos mais diversificados cantos e recantos das cidades. A promessa de um Natal sem fome é retomada em bonitos cartazes, assim como o compromisso de que não mais existirão crianças sem carências ou sem a tristeza pela ausência de um presente.

Os anônimos e os exageradamente assumidos, mesmo que com visões de mundo distintas, unem-se no mesmo ideal fraterno. Até os amigos secretos são revelados nas milhares de não ocultas festas de confraternizações, em que amizade e solidariedade são embrulhadas nos presentes, conferindo um toque especial ao já especialíssimo dia.

Não sem razão, portanto, a comovente, contagiosa e mágica comoção coletiva se espelha durante todos os dias do mais vermelho mês do calendário mundial. A fração do tempo em que, a cada dia, recebemos emocionantes mensagens de amor ao próximo e somos convidados a participar de fraternais caixinhas de doações que ressaltam a importância de dezembro para o compartilhamento do espírito natalino com os destituídos de bens, materiais ou não.

Afinal, quando o dia 25 de dezembro chegar, entre perus, panetones e outras guloseimas esparramadas na ceia comemorativa do nascimento de Cristo, poderemos, finalmente, recitar, Djvaneando, que nas esquinas natalinas da vida e nos arredores do amor, destinamos o nosso Natal para aqueles que sabem o que é não ter e ter que ter pra dar.

Ironia ou premonição, o mês de dezembro faz também renascer em nossas vozes e mentes a sua canção favorita, exaustivamente servida em toda ambiência preparatória da grande noite de Natal. Nesta, o mantra natalino será outra e outras vezes recitados, como se antecipadamente soubéssemos que o anoitecer sempre revelará que a prometida felicidade do outro é uma brincadeira de papel ou mesmo um tipo de brinquedo que não tem.

É que, por experiência repetida de outras eras, a humanidade sabe que dois mil e dezessete dias de Natal não serviram para criar um sentimento permanente de solidariedade entre as pessoas. Os que têm e os sem continuarão, no amanhecer do dia 26 de dezembro, vivendo esperanças e mundos distintos, pois a magia natalina sempre tem dia e hora para começar e acabar.

Infelizmente, o calendário social parece apontar que apenas e exatas vinte e quatro horas por ano são dedicadas ao esforço universal de amar o próximo. Nos demais dias, cada sem-teto seguirá buscando abrigo nas marquises dos palácios, sonhando que seus moradores despertem do sono eterno provocado por uma apatia proposital.

O sem-terra, que não mais sonha em ver a terra dividida, continuará gritando palavras surdas, pois nunca ouvidas no latifúndio da insensibilidade econômica. O sem-trabalho e o sem-CLT dedicarão parte de sua vida a garimpar, inutilmente, os classificados e as agências de emprego em busca do trabalho digno que fora extinto no mercado do lucro fácil. O sem-escola continuará excluído do libertador saber, pois, após a suspensão por vinte anos da parte cidadã da Constituição Federal, não poderá contar com os programas de inclusão educacional.

São tantos os sem que seguirão sem que fico até sem espaço para apontá-los aqui, até mesmo o sem-aposentadoria, nova categoria que o governo plantonista quer criar, certamente inspirado no secular e inaposentável velhinho Noel.

Mas ainda temos tempo para fazer este Natal diferente dos demais, quem sabe até o 25 de dezembro da virada, aquele que, por ser tão bom, se tornou eterno. É só acreditarmos no poder de reinventar o calendário oficial, inscrevendo na folhinha que todo dia é Natal e que, nele, a humanidade será despertada com gestos de amizade que se dá, espalhando a solidariedade sem papel no avançar das horas, para, à noite, dormir embalada pelo sono da felicidade que vem.

Afinal, Natalizar diariamente o Natal, é reinventar a vida, pois, como nos presenteou Cecília Meireles, “a vida, a vida, a vida, a vida só possível reinventada”. Não tenho dúvida, assim, que o ter-compartilhado seria o grande presente de Natal concedido à humanidade, pois, como cantou Beto Guedes, já choramos muito, muitos se perderam no caminho, mesmo assim não custa inventar uma nova canção que venha nos trazer sol de primavera. Feliz Natal para todas e todos, diariamente!

 



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
25/12
21:21

Meteorologia - Sergipe terá um 2018 com boas chuvas e produção rural em alta

A previsão climatológica para 2018 aponta que este será um ano bom, com chuvas regulares (próximas das normais) e boa produtividade agrícola, inclusive com o semiárido nordestino, inclua-se aí especialmente Sergipe, sem seca. A informação é do meteorologista Overland Amaral, do Centro de Meteorologia  Sergipe.

Segundo ele, saímos do ciclo da fase quente de el niño, fenômeno que interfere no clima da região Nordeste do Brasil, aquecendo e provocando secas. Entramos agora na fase fria de la niña e isso favorece a ocorrências de chuvas por aqui.

“Cada um desses ciclos duram uma média de cinco e seis anos. Saímos de quase seis anos de seca e teremos entre cinco e seis anos de períodos bons de chuvas, a contar a partir de 2017. Isso garantirá a boa produção no campo até 2022, podendo chegar a 2023”, explicou.



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
25/12
12:34

ELEIÇÕES 2018 - Belivaldo começa a entusiasmar os governistas

Há realmente um clima de entusiasmo entre os governistas sergipanos no que diz respeito a esta fase de pré-campanha eleitoral. As visitas do pré-candidato ao Governo do Estado, Belivaldo Chagas têm sido proveitosas, o fato de prefeitos, vices, vereadores e lideranças manifestarem apoios ao peemedebista para as eleições de 2018, a simpatia que Chagas vem obtendo junto aos movimentos sindicais e sociais, entre os quais o MST, que aprovou o seu nome, o de Rogério Carvalho para o Senado, João Daniel para deputado federal e Esmeraldo Leal para deputado estadual. Um ilustre quadro do bloco governista chegou a afirmar que “Belivaldo tem um nome limpo e, portanto, não tem telhado de vidro. Na oposição, os nomes não são limpos. Os que falam por aí têm problemas com a Justiça”.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos