17/01
18:42

Empresários têm reunião-almoço com governador nesta sexta-feira

O governador Belivaldo Chagas se reúne às 13h desta sexta-feira, 18, com os dirigentes da Associação Sergipana das Empresas de Obras Públicas e Privadas (Aseopp) no hotel Quality. Na reunião-almoço, o empresariado deverá expor o momento de dificuldades vivido pelas empresas. Duas lideranças empresariais foram procuradas, mas preferiram não se manifestar. 



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
17/01
16:48

Em dezembro, preço médio da gasolina vendida em Sergipe recuou 4,4%

 

Em valores, o preço médio ficou em R$ 4,489 por litro, no mês analisado

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), revelou que o preço médio da gasolina vendida em Sergipe, em dezembro de 2018, recuou 4,4%, quando comparado com o mês imediatamente anterior (nov/18).


Em valores, o preço médio ficou em R$ 4,489 por litro, no mês analisado. Em relação ao mês de dezembro de 2017, o preço médio do combustível cresceu 12,3%.


Para o etanol, o preço médio situou-se em R$ 3,293, registrando queda de 3,7%, sobre novembro de 2018. Já no comparativo com dezembro de 2017, observou-se aumento de 5,7%.


No tocante ao óleo diesel, notou-se que o preço médio, pelo litro do produto, situou-se em R$ 3,534, no mês analisado. Em termos comparativos, verificou-se baixa de 3,6% em relação ao mês imediatamente anterior (novembro/2018). No comparativo com o mesmo mês do ano de 2017, observou-se expansão de 7,1%.


Para o Gás Natural Veicular (GNV), o preço médio praticado por metro cúbico (m³) foi de R$ 3,640, assinalando queda de 0,2% sobre novembro de 2018. Quando comparado com dezembro de 2017, verificou-se alta de 33,6%.


O Gás de Petróleo Liquefeito (GLP), ou gás de cozinha, registrou preço médio de R$ 71,05 (por 13 kg), registrando queda de 0,1%, quando confrontado com o mês anterior (nov/2017). Já em relação a dezembro de 2017, notou-se retração de 9,1%.


Preços nas distribuidoras em Dezembro/2018


O preço médio do litro fornecido pelas distribuidoras aos postos de combustíveis, do estado, foi de R$ 3,993 para a gasolina, registrando declínio de 3,6%. O etanol teve preço médio de R$ 2,707, assinalando queda de 3,2%. Em relação ao óleo diesel, o preço médio ficou em R$ 3,226, assinalando baixa de 4,2%. Todas as comparações são em relação ao mês de novembro de 2018.


Para o GNV e GLP, o preço das distribuidoras ficou, em média, R$ 2,833 por m³ e R$ 56,26, por 13 quilos. Comparativamente, o preço do GNV nas distribuidoras diminuiu 5,6%, ao passo que o GLP registrou acréscimo de 3,5%, ambos na mesma comparação descrita acima.

Fonte e elaboração do gráfico: NIE/FIES
Fonte do gráfico: ANP



Economia
Com.: 0
Por Redação
11/01
18:52

Em 2019, Sergipe poderá registrar saldo positivo na safra de milho

De acordo com o coordenador de Planejamento da Emdagro, Adilson Cavalcante, as condições climáticas sendo favoráveis em todo o estado, a possibilidade de alta na safra deste ano se torna mais concreta

Mesmo diante do cenário de baixa na produção de milho no ano passado, de acordo com o coordenador de Planejamento da Emdagro, Adilson Cavalcante, as condições climáticas sendo favoráveis em todo o estado, a possibilidade de alta na safra deste ano se torna mais concreta. Ainda segundo o coordenador, entre os meses de fevereiro e março é o período de preparação do solo para aguardar o início das chuvas. O clima é o maior influenciador na produção dos grãos, visto que em Sergipe, quase toda a produção é de milho sequeiro. 

Como forma de auxiliar os pequenos agricultores que têm perda de mais de 50% da safra por conta da estiagem, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, realiza o Programa Garantia-Safra. O Garantia-Safra funciona com aporte financeiro de 12% do governo Estadual ao Fundo Garantia Safra. O aporte municipal é de 6%, o agricultor entra com 2% e 40% correspondem ao aporte do governo Federal. O estado de Sergipe possui 25 mil cotas (vagas para cadastrar os agricultores), que, para a próxima safra 2018/2019 já estão disponíveis para que os agricultores realizem as inscrições no programa através dos escritórios do Incra, da Emdagro ou da Pronese.

Em 2017, Sergipe foi destaque como principal crescimento de produção de grãos do Nordeste. O Estado registrou o maior incremento entre todas as safras de grãos da região na produção de milho, com o aumento de 462,9%. A alta em Sergipe superou o Ceará (225,5%), o Piauí (139,6%) e o Maranhão (139%). Além disso, o cenário nacional para o ano de 2019 é positivo. Segundo previsão publicada nesta quinta-feira (10), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a safra de cereais, leguminosas e oleaginosas deste ano deve ser 3,1% maior do que a produção de 2018, sendo prevista uma produção de 233,4 milhões de toneladas.

Fonte: ASN
Foto: Jorge Henrique/ASN


Economia
Com.: 0
Por Redação
11/01
17:46

Combustível em Aracaju: pesquisa aponta redução dos preços

A ação ocorreu na manhã da quinta-feira, 10, e teve como finalidade a coleta de dados nos estabelecimentos comerciais, para oferecer referências de preço aos consumidores

A Prefeitura Municipal de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), divulgou, nesta sexta-feira, 11, o resultado da primeira pesquisa comparativa de preços de combustíveis do ano de 2019, realizada pelo Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Aracaju (Procon Aracaju).

A ação ocorreu na manhã da quinta-feira, 10, e teve como finalidade a coleta de dados nos estabelecimentos comerciais, para oferecer referências de preço aos consumidores. Ao todo, foram visitados 45 estabelecimentos, nos quais foram verificados os valores cobrados pela gasolina comum, gasolina aditivada, etanol, gás natural veicular (GNV) e diesel S-10. Na pesquisa anterior, realizada no dia 6 de dezembro do ano passado, já havia sido constatada a redução dos preços dos combustíveis, na capital. Dessa vez, os dados obtidos apontam uma redução ainda maior. Enquanto o menor preço encontrado para gasolina comum, em dezembro, havia sido R$ 4,47, a pesquisa atual demonstrou o valor de R$ 4,15. O mesmo aconteceu com os demais combustíveis pesquisados, com exceção do diesel S-10, cujo menor preço encontrado foi de R$ 3,38 em ambos levantamentos.

O coordenador do Procon Aracaju, Igor Lopes, aponta os maiores e menores valores encontrados para os seis combustíveis pesquisados. "O diesel S-10 apresentou um maior valor de R$ 3,80 e menor valor de R$ 3,38. Já o maior preço encontrado para o etanol foi de R$ 3,499, enquanto o menor foi R$ 3,13. A gasolina aditivada demonstrou seu maior valor de R$ 4,509 e o menor de R$ 4,16. O maior preço da gasolina comum foi R$ 4,496 e o menor R$ 4,15. Por fim, o maior preço encontrado de gás natural veicular (GNV) foi R$ 3,649, e o menor foi R$3,582", pontuou.


Fonte: AAN
Foto: Ascom/Semdec


Economia
Com.: 0
Por Redação
10/01
16:34

Em dezembro, foram vendidos 1.647 veículos novos em Sergipe

O número de veículos novos aqui referido, diz respeito à soma dos montantes de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus licenciados, pela primeira vez, no período em análise

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE), apontou que as vendas de veículos novos no estado totalizaram 1.647 unidades, em dezembro de 2018.

O número de veículos novos aqui referido, diz respeito à soma dos montantes de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus licenciados, pela primeira vez, no período em análise. O primeiro emplacamento do veículo é considerado como venda, por causa do prazo estabelecido em lei para isto. Ou seja, o prazo é de 15 (quinze) dias consecutivos após a data de saída do veículo da loja, localizada no estado.

Em termos relativos, verificou-se aumento de 1,2%, em relação às vendas de dezembro de 2017. No comparativo com o mês imediatamente anterior, novembro último, registrou-se expansão de 12,8%.

No acumulado do ano (janeiro a dezembro), as vendas totalizaram 16.582 unidades, registrando redução de 1,6% sobre o mesmo período do ano passado.

Vendas por segmento em Dezembro/2018

As vendas de automóveis e comerciais leves totalizaram 1.518 unidades, apresentando um decréscimo de 3,7%, em relação a dezembro de 2017. Quando comparado com o mês imediatamente anterior, novembro último, notou-se um aumento de 9,1%. No último mês do ano corrente, as vendas nesse segmento recuaram 3%, em relação ao mesmo intervalo de 2017.

Entre os veículos pesados, o segmento de caminhões registrou a comercialização de 100 unidades, no mês analisado. De janeiro a dezembro de 2018, o segmento teve um aumento de 45,2% nas vendas quando comparado com o mesmo período do ano anterior.

Já o segmento de ônibus comercializou vinte e nove unidades no mês de dezembro último, apresentando progresso nas vendas de 383,3% quando comparado ao mês anterior (novembro/2018). No ano (de janeiro a dezembro), as vendas de ônibus somaram 114 unidades.

Outros segmentos em Dezembro/2018

As vendas e o licenciamento de ciclomotores, motocicletas e motonetas, a partir de 50 cilindradas, de acordo com a Lei 13.154/2015, somaram 1.038 unidades, no mês em análise, assinalando um decréscimo de 0,9% na comparação com o mês de dezembro do ano de 2017. Já em relação ao último mês de novembro, houve decréscimo de 6,2%. No acumulado do ano, entre janeiro e dezembro, foram vendidas 13.741 unidades.

Fonte: NIE/FIES


Economia
Com.: 0
Por Redação
09/01
17:58

Nova diretoria do Sebrae promete ampliar apoio aos pequenos negócios

Entidade buscará parcerias para criar ambiente mais favorável ao empreendedorismo

A Diretoria Executiva do Sebrae em Sergipe eleita para o quadriênio 2019-2022 já deu início às suas atividades prometendo ampliar ainda mais o apoio aos pequenos negócios no estado e firmar parcerias com o poder público e entidades empresariais buscando criar um ambiente favorável para a atuação dos empreendedores.

Escolhidos por unanimidade em dezembro do ano passado pelas quinze entidades que compõem o Conselho Deliberativo do órgão, Paulo do Eirado (superintendente), Emanoel Sobral (diretor Técnico) e Eduardo Prado Filho (diretor Administrativo Financeiro), acompanhados pelo presidente do Conselho, Marco Pinheiro, fizeram uma visita às instalações do Sebrae e apresentaram aos colaboradores algumas das novas diretrizes que deverão ser implementadas nos próximos quatro anos.

Segundo Paulo do Eirado, a instituição atuará fortemente na defesa da pequena empresa, não apenas na busca de novas oportunidades de negócios, mas sobretudo no estímulo ao empreendedorismo e na elaboração de políticas que facilitem a atuação dos empresários no mercado. Para alcançar esses objetivos, o novo superintendente promete estreitar ainda mais o relacionamento com instituições governamentais e entidades de classe, além de buscar uma aproximação ainda maior com os outros órgãos que compõem o Sistema S. De acordo com o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Marco Pinheiro, o papel de articulação da instituição será fundamental na construção de uma agenda positiva para os pequenos negócios.

Fonte: Ascom/Sebrae


Economia
Com.: 0
Por Redação
03/01
11:33

Preços possíveis para vendas da Deso e Banese

Caso venham a ser colocados à venda, conforme uma avaliação interna que corre no Governo de Sergipe, o Banco do Estado (Banese) renderia algo em torno de R$ 800 milhões (R$ 400 milhões do patrimônio líquido + 400 milhões folha do Estado e outras coisas) e a Companhia de Saneamento (Deso) R$ 1,2 bilhão, um preço sem ágio, podendo chegar a R$ 2,3 bilhões, com o ágio. Mas o governador Belivaldo Chagas deixou claro que não pretende se desfazer das duas S/As, mas apenas vender ações.   



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
02/01
21:24

Aracaju – Ocupação de hotéis no réveillon atingiu 90%

A rede hoteleira de Aracaju registrou, durante o Réveillon 2019, uma ocupação de 90%, conforme informou o presidente da Associação Brasileira da Indústria Hoteleira em Sergipe (ABIH/SE), Antônio Carlos Franco Sobrinho. Ele explicou que a média de ocupação em dezembro de 2018 atingiu apenas 65%. “A expectativa de janeiro é abaixo do esperado em torno de 70%, uma queda grande em comparação a 2018,  que foi de 85%”, comentou.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
1 2 3 4 5 6 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos