09/07
15:41

Inscrições para o programa Centelha em Sergipe são prorrogadas

O programa vai proporcionar a geração de 23 startups

Foram prorrogadas as inscrições para o Programa Nacional de Apoio à Geração de Empreendimentos Inovadores (Centelha-SE). O prazo para a inscrição seria encerrado no dia 05 de julho,entretanto, foi prorrogado para o dia 20. O programa foi lançado pelo Governo do Estado e a Fundação de Apoio à Inovação Tecnológica (Fapitec-SE), no último dia 03 de junho. O Centelha-SE tem iniciativa relevante para desenvolver e disseminar a cultura do empreendedorismo inovador e acelerar a geração de novos empreendimentos de base tecnológica. O programa busca criar 23 startups e capacitar empreendimentos ou processos inovadores para o desenvolvimento de bens ou serviços. Na criação das empresas, cada projeto receberá até R$ 53 mil, não reembolsáveis. A execução tem prazo de um ano.

Os projetos deverão apresentar temáticas inovadoras, a exemplo de: Automação; Biotecnologia; Design; Eletroeletrônica; Geoengenharia; Inteligência artificial; Internet das coisas; Manufatura avançada e Robótica; Mecânica e Mecatrônica; Química; Realidade aumentada; Realidade virtual e Tecnologia da Informação. De acordo com Ana Flávia Menezes, o intuito é que estas novas empresas contribuam para o desenvolvimento social, científico, tecnológico e econômico do estado de Sergipe, com atuação em áreas, como a Pesca e Aquicultura; Petróleo e Gás; Agronegócio; Fabricação de Alimentos e Bebidas; Têxtil, Confecção e Calçados; Comércio e Varejo; Construção Civil; Economia do Turismo, Gastronomia, Marketing e Mídias; Eventos e Lazer; Meio Ambiente, entre outras.

As propostas ao Centelha-SE poderão ser submetidas por pessoas físicas, vinculadas ou não a empresas com até 12 (doze) meses de existência anteriores à data de publicação do edital e faturamento bruto anual de até R$ 4.800.000, 00 (quatro milhões e oitocentos mil reais), sediadas no estado de Sergipe. Para inscrever a ideia no Centelha, Fernanda Konradt de Campos, coordenadora de projetos da Fundação CERTI, executora do programa no país, diz que o participante deve acessar o site do programa (www.programacentelha.com.br), selecionar seu estado, ler atentamente as regras do edital e clicar no botão de inscrições. A coordenadora detalha o passo a passo:"Nesta primeira fase, a inscrição da ideia é bastante simples e o participante deverá responder a quatro questões-chaves: (1) qual é o problema que pretende resolver, (2) qual é a solução proposta, (3) qual é o seu diferencial frente ao que já existe no mercado, e (4) quem é a equipe que irá desenvolver o negócio", finaliza.

Para mais detalhes, clique aqui.

Fonte e foto: ASN


Economia
Com.: 0
Por Redação
09/07
15:30

Parceria com fábrica de calçados Azaléia é renovada pelo Governo do Estado

Renovação de apoio locacional e fiscal vai garantir a manutenção de mais de 900 empregos na cidade de Frei Paulo

O governo de Sergipe tem como objetivo manter um diálogo aberto com as indústrias e empresários que escolheram o estado para instalação de suas fábricas. Assim tem sido em diversas áreas da indústria, a exemplo da calçadista, mais precisamente da planta da Vulbrás/Azaléia, localizada em Frei Paulo. A fábrica de calçados e artigos esportivos renovou recentemente sua permanência em Sergipe até 2029, graças a uma ação conjunta do Governo, por meio das Secretarias de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sedetec), da Fazenda (Sefaz) e da Codise.

Para que isso ocorresse, a direção da empresa solicitou a suspensão no Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI), a fim de migrar para o regulamento de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), mais precisamente na categoria de crédito presumido. O Governo de Sergipe preocupado com a continuidade do trabalho da fábrica e a manutenção dos mais de 900 empregos na cidade de Frei Paulo, continua prestando apoio locacional e fiscal para a indústria por mais 10 anos. O diretor-presidente da Codise, José Matos esclareceu que o governo renovou o apoio à Azaleia com o objetivo central de manter os empregos e renda para a população.

A fábrica autorizada a funcionar desde o dia primeiro de junho de 2004 em Sergipe, através da Resolução 127/2004 do Conselho de Desenvolvimento Industrial (CDI), vem recebendo desde então incentivos do governo. Após este período, a Azaleia solicitou a extensão do prazo de permanência do beneficio por mais 15 anos, através da resolução 01/2014. O CDI concedeu o apoio até o dia primeiro de junho de 2029. Recentemente, a empresa solicitou  a migração para o regulamento de ICMS através do decreto 40.383/2019 e foi concedido pela Resolução 42/2019 do CDI.

Fonte e foto: ASN


Economia
Com.: 0
Por Redação
08/07
19:30

Incentivos fiscais - Sergipe e Alagoas em pé de guerra pela Braskem

Na próxima quarta-feira (10), em Aracaju, o governador de Sergipe, Belivaldo se reunirá com uma comissão da Braskem, liderada por Roberto Bischoff, vice-presidente da petroquímica. Vai entrar em pauta a saída da empresa de Alagoas para atuar no solo sergipano, explorando salgema e usando parte da produção de gás produzido no estado. Mas não será nada fácil para Sergipe atrair a Braskem.

O Governo de Alagoas cobra responsabilidade da indústria para que ela volte a operar, e possíveis indenizações das famílias prejudicadas pela sua atuação em Maceió, que teria provocado erosões em vias públicas e atingido imóveis. O secretário da Fazenda, George Santoro, disse para a Gazeta de Alagoas que há interesse do estado em manter a empresa operando lá com responsabilidade e destacou inúmeras vantagens para a Braskem permanecer.

Sergipe propõe, entre as vantagens, matéria-prima barata a ser produzida a partir de 2023 no Estado, a Braskem poderia contar com incentivo do Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI), que prevê que companhias interessadas em investir em Sergipe podem contar com uma redução de 92% no ICMS que teriam que recolher até 2032, conforme revelou o secretário de Desenvolvimento de Sergipe, José Augusto Carvalho.

A reunião do dia 10, em Sergipe, é a primeira com a Braskem e ocorre logo depois de o Estado ter enviado um convite formal para a Braskem analisar uma série de vantagens oferecidas para que a empresa se instalasse por lá. Entre as vantagens, segundo as assessorias do governador e da Braskem, estão o bom ambiente de negócios, a receptividade das autoridades em relação a novos investimentos, incentivos fiscais e disponibilidade abundante de matéria-prima.

Na bacia Sergipe-Alagoas, a Petrobras fez a descoberta de seis campos de gás natural e alimenta-se a esperança de que seja capaz de produzir 20 milhões de m³ por dia do produto. (com dados da GazetaWeb)



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
05/07
15:56

Bolsa opera em queda nesta sexta-feira

Ações da Petrobras, Bradesco, Azul e Eletrobras também têm desvalorizações

O principal índice da B3 - antiga Bolsa de Valores de São Paulo - opera em queda nesta sexta-feira (5). Às 11h01, o Ibovespa caía 0,82%, a 102.785 pontos, puxado pelas ações da Vale e da Companhia Siderúrgica Nacional com recuos de mais de 3%. As ações da Petrobras, Bradesco, Azul e Eletrobras também têm desvalorizações.

Ontem, o Ibovespa, principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3, bateu mais um recorde nominal ao encerrar o dia em 103.636 pontos, alta de 1,56% em relação ao pregão anterior. O recorde anterior, de 102.062 pontos, foi registrado em 24 de junho de 2019. A cotação do dólar comercial está em R$ 3,83.

Fonte: Agência Brasil
Foto: Reprodução/Internet


Economia
Com.: 0
Por Redação
04/07
09:55

Aracaju - Empresário se suicida em simpósio em que estavam governador e ministro

O empresário Sadi Paulo Castiel Gitz se suicidou na manhã desta quinta-feira, 04, durante a abertura do Simpósio de Oportunidades do Gás Natural em Sergipe, que acontecia no Hotel Radisson, Zona Sul de Aracaju.

As informações iniciais dão conta de que o empresário acusou o governador Belivaldo Chagas de ser "mentiroso" e deu um tiro na boca na frente de todos os presentes.

Após o caso, o governador suspendeu as atividades que seriam realizadas no Simpósio. Dentre os presentes no evento, também estava o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Nos últimos meses Sadi, que presidiu a Cerâmica Sergipe Indústria e Comércio, tinha preocupação elevada por causa da crise que atingia a empresa.

Nos últimos anos, a empresa passou por momentos difíceis, tendo que demitir funcionários e anunciar um possível fechamento. Pessoas próximas ao empresário suspeitam que esses fatorem contribuíram para uma grave depressão, o que teria motivado o suicídio.


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
03/07
16:55

Registro de empresas em Sergipe passará a ser 100% digital a partir de setembro

Abertura, alteração e baixa de empresas serão feitas exclusivamente online por meio do Portal Agiliza Sergipe da Junta Comercial

A partir de 1º de setembro deste ano, abrir, alterar ou fechar uma empresa sergipana ocorrerá de uma forma mais moderna. Isso porque a Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese) iniciará a implantação do calendário do projeto “Jucese 100% Digital”, conforme a Resolução Plenária Nº 3/2019 da autarquia, extinguindo gradativamente a entrada física de documentos e atos empresariais - o uso do papel.

“Jucese 100% Digital” é a prestação dos serviços de registro empresarial (abertura, alteração e baixa de empresas) exclusivamente pela internet, através do Portal de Serviços Agiliza Sergipe (www.agiliza.se.gov.br), com a agilidade, a confiabilidade e a segurança da certificação digital (assinatura do sócio/sócios por meio de certificado e-CPF). Além de Sergipe, a Junta Comercial de outros estados do Brasil também estão implantando o projeto. O registro totalmente digital de empresas, por meio do uso de certificação digital, já está disponível na Junta Comercial de Sergipe desde 2017, sendo que, a partir de setembro, começará a ser a única forma.

Calendário de implantação

Seguindo o cronograma de implantação, a partir de 1º de setembro, as empresas do tipo jurídico Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli), Empresário Individual e Sociedade Limitada só poderão arquivar atos de constituição por meio exclusivamente digital. Em 1º de outubro, entra em vigor o registro unicamente digital para alteração e baixa de Eireli, Empresário e Limitada; já a partir de 1º de novembro, o processo de transformação dessas três naturezas jurídicas, incluindo-se Sociedade Anônima, Cooperativa e Consórcio, também será totalmente online. Em 1º de dezembro, será a vez dos processos de constituição, alteração e baixa dos tipos jurídicos Sociedade Anônima, Cooperativa e Consórcio tramitarem na Jucese de forma inteiramente eletrônica.

Para mais detalhes, clique aqui.

Fonte: ASN
Foto: Divulgação


Economia
Com.: 0
Por Redação
02/07
10:22

Braskem poderá explorar salgema em Sergipe

Informações correntes em Maceió (AL) dão conta de que a Braskem (empresa do grupo Odebrecht) está prestes a encerrar as suas atividades na capital alagoana para vir para Sergipe, onde atuaria nos municípios de Laranjeiras, Maruim, Santo Amaro e Barra dos Coqueiros.

O Governo de Sergipe, através da Secretaria de Desenvolvimento (SEDETEC), informou quer houve um contato inicial e que na próxima semana a diretoria da Braskem virá ao Estado apresentar uma proposta. A empresa viria explorar Salgema, fazendo uso do gas natural. Mas, provavelmente, serão definidos os municípios nesse encontro.


A empresa teria isenção de até 92% do ICMS que pagaria ao Governo. Seria beneficiada pelo Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial (PSDI), que concede isenção fiscal para atrair empreendimentos.

Em Alagoas, há resistências à saída da Braskem. Mas lá ela vive momento ruim por conta de ações que teriam provocado erosões em um bairro da capital. A qwuestão está na Justiça.


Conforme o secretário José Augusto, do Desenvolvimento de Sergipe, esse novo encontro poderá definir uma parceria. “Não há qualquer decisão até agora, exceto o convite que fizemos para vir para Sergipe. Se no próximo encontro houver avanço vamos discutir municípios para exploração e sede da Braskem, geração de empregos e rendas e outros temas”, conclui.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
01/07
17:20

País registra superávit de US$ 27,13 bi no primeiro semestre

Valor é 9,6% menor ao do mesmo período do ano passado

A queda do preço de várias commodities (bens primários com cotação internacional) exportadas e o leve crescimento das importações fizeram o saldo da balança comercial diminuir no primeiro semestre, em relação ao mesmo período do ano passado. Mesmo assim, foi o terceiro melhor da história para o primeiro semestre, de US$ 27,13 bilhões, só perdendo para os seis primeiros meses de 2018 (US$ 30,02 bilhões) e de 2017 (US$ 36,21 bilhões). O superávit é 9,6% inferior ao do mesmo período do ano passado.

Em junho, o Brasil exportou US$ 5,02 bilhões a mais do que comprou do exterior. Apesar da queda de 13,3% em relação ao superávit de junho do ano passado, o valor é o terceiro melhor para o mês, inferior apenas ao registrado em junho de 2018 (US$ 5,79 bilhões) e de 2017 (US$ 7,18 bilhões).

Depois de o saldo da balança comercial ter encerrado 2018 em US$ 58,959 bilhões, o segundo maior resultado positivo da história, o mercado estima um superávit menor em 2019. Segundo o boletim Focus, pesquisa semanal com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central, os analistas de mercado preveem superávit de US$ 50,8 bilhões para este ano. Até o mês passado, o Ministério da Economia projetava superávit de US$ 50,1 bilhões para o saldo da balança comercial em 2019.

Para mais detalhes, clique aqui.

Fonte: Agência Brasil
Foto: Reprodução/Internet


Economia
Com.: 0
Por Redação
1 2 3 4 5 6 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos