26/11
00:28

Miriam destaca retirada do transporte intermunicipal da Rodoviária Velha

 A vereadora Miriam Ribeiro (PSDB) registrou os transtornos que pode causar a mudança do transporte intermunicipal da Rodoviária Velha para a Nova. O pronunciamento aconteceu no plenário da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), na sessão desta quinta-feira, 25/11. "O povo que mora no interior do Estado, que trabalha ou vem resolver negócios em Aracaju, encontra-se em estado de revolta com essa determinação do Ministério Público", disse.

Fonte: Da Assessoria


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
26/11
00:27

Embaixadores de SE em Alagoas

 Nesta quinta-feira, 25, a partir das 19:30h, no restaurante Família Giuliano, em Maceió, Alagoas, terá início mais uma ação do projeto Embaixadores de Sergipe. O objetivo é qualificar agentes e operadores de viagem para venderem o destino.

"Apesar de Alagoas ser um importante mercado emissor ainda não temos uma inserção significativa. Por isso o Embaixadores de Sergipe se torna uma ação importante, pois sabemos o potencial que o Estado vizinho apresenta. Precisamos fomentar o público alagoano e despertá-los para nossas belezas", explica o diretor-presidente a Empresa 
Sergipana de Turismo (Emsetur), José Roberto de Lima. 

Fonte: Da Assessoria


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
26/11
00:21

Crédito Rápido Banese já liberou mais de R$ 17 milhões

O novo serviço do banco vem efetuando uma média de 329 operações de crédito por dia
 
Mais de R$ 17,1 milhões já foram liberados pelo Crédito Rápido Banese, novo serviço do Banco do Estado de Sergipe (Banese) que disponibiliza aos clientes a contratação de empréstimos pessoais diretamente nos Canais de Autoatendimento da instituição, através dos Caixas Eletrônicos e Internet. Lançado no dia 3 deste mês, o Crédito Rápido Banese realizou, até o último dia 23, 6.585 operações, numa média de 329 por dia.

Fonte: Da Assessoria


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
25/11
19:07

BC aumenta para 15% pagamento mínimo da fatura do cartão de crédito

O consumidor deverá pagar pelo menos 15% de sua fatura mensal de cartão de crédito a partir de junho de 2011, conforme portaria editada nesta semana pelo Banco Central. A partir de 1º de dezembro de 2011, essa exigência sobe para 20%.

Atualmente, o consumidor pode arcar com somente 10% da fatura mensal, e pagar juros sobre o restante. A circular do BC determina que as empresas que emitem os cartões notifiquem os clientes sobre essas novas condições a partir de 1º de março de 2011.

A circular do BC ainda determina que as empresas enviem a lista detalhada de valores e serviços relacionados ao cartão com antecedência de 45 dias do início do cobrança, ou de aumento de alguma tarifa.

Pesquisas do setor financeiro apontam os juros cobrados pelo uso do "rotativo" dos cartões de crédito entre os mais altos da praça.

Levantamento da Anefac (associação dos executivos da área de finanças) mostra que a taxa média de juros cobrada em cartões de crédito -- 10,69% ao mês (238,30% ao ano) -- está em seu nível mais alto desde junho de 2000.

Além disso, a partir do ano que vem, os bancos terão que seguir regras mais rígidas na cobrança de tarifas em seus cartões de crédito. Segundo normas anunciadas hoje pelo Conselho Monetário Nacional, o setor só poderá cobrar cinco tipos de tarifas de seus clientes --atualmente são cerca de 80, de acordo com o Banco Central.

O objetivo do CMN é uniformizar os tipos de cobrança feitas pelas instituições financeiras. Pelas regras, as tarifas que poderão ser cobradas pelos cartões de crédito são: anuidade, emissão de 2ª via, saque em dinheiro na função crédito, pagamento de contas e avaliação do limite de crédito do cliente.

As regras entram em vigor em 1º de junho de 2011 para cartões de crédito que sejam emitidos a partir dessa data. Cartões antigos, emitidos antes disso, só terão que obedecer as novas normas a partir de 1º de junho de 2012.

Fonte: Dieese


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
25/11
15:36

Decisão judicial rejeita inconstitucionalidade da Lei Municipal que regula espera em filas de supermercado

A Desembargadora Marilza Maynard Salgado de Carvalho rejeitou alegação de inconstitucionalidade acerca da Lei Municipal 3490/2007, presente nos Agravos de Instrumento nº 1382/2010, 1374/2010 e 1387/2010, interpostos respectivamente pelos estabelecimentos G. Barbosa Comercial LTDA, Bompreço Bahia Comercial LTDA e Companhia Brasileira de Distribuição Extra.

Os Agravos de Instrumento foram interpostos contra a decisão liminar que determinou aos agravantes a obrigação de adequar as condições de atendimento dos consumidores em filas de espera para pagamento das mercadorias em terminais de caixas, respeitando o prazo máximo de vinte minutos.

A Ação Civil Pública foi impetrada pelo Ministério Público de Sergipe.

Na decisão, os estabelecimentos deverão instalar instrumentos emissores de senha, bilhetes ou outras formas de controle das filas, com indicação do horário de início de espera até o completo atendimento, no prazo de 20 dias contados da ciência da determinação.

Fixou, ainda, multa diária no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais), por loja que descumpra a liminar, observado o prazo fixado para adoção das medidas impostas.

Na alegação, os estabelecimentos sustentaram que a Lei Municipal 3490/2007 é inconstitucional, vez que a mesma não está legislando sobre interesse local, e sim sobre matérias relativas a Direito Comercial e Trabalhista, cuja competência é privativa da União, afrontando, assim, o pacto federativo.

Fonte: Da Assessoria do TJSE


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/11
18:11

Banco Central terá autonomia total, diz Tombini


No lugar de Dilma Rousseff, o coordenador da transição José Eduardo Cardozo fez o anúncio nesta quarta-feira, em Brasília, da equipe econômica escolhida pela presidenta eleita para os próximos quatro anos. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, que segue no cargo, abriu o pronunciamento ao lado de Miriam Belchior (Planejamento) e Alexandre Tombini (Banco Central). Em suas primeiras declarações após a indicação, Tombini disse que não haverá “meia autonomia” do Banco Central, e sim “autonomia operacional total”.

“Ela espera nada mais nada menos que o Banco Central, sob a minha liderança, persiga os objetivos do governo, que incluem a meta de inflação de 4,5%”, acrescentou.

Fonte: IG


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/11
16:37

Reforma sanitária é apresentada a técnicos do Banco Mundial em SE

"O Banco Mundial está muito interessado em trabalhar com Sergipe num contexto geral e especialmente no setor de saúde". A declaração é de Michele Gragnolati, representante do Banco Mundial para a área de desenvolvimento social, durante reunião realizada na manhã desta quarta-feira, no Palácio dos Despachos, com a presença do governador em exercício, Belivaldo Chegas, e membros do governo.

Na ocasião, a secretária de Estado da Saúde, Mônica Sampaio, apresentou a representantes do Banco Mundial o projeto de Reforma Sanitária e Gerencial do SUS em Sergipe, com vistas a credenciar o Estado a participar do projeto Qualisus Redes, uma parceria entre o Banco Mundial e o Ministério da Saúde.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/11
14:50

Febraban faz mesa de negociações em Sergipe

No próximo dia 26, às 8h30, acontecerá no Banco do Nordeste, a Mesa de Diálogo entre instituições financeiras de Sergipe, Procon e FEBRABAN para tratar de assuntos relacionados ao Sistema de Autorregulação Bancária - SARB-004/2009.

A discussão também irá abranger a "Lei dos Quinze Minutos" acerca de questões relativas ao atendimento e tempo de espera em filas.

Participam da mesa o Superintendente do Banco do Nordeste em Sergipe, Sr Antônio César de Santana, Instituições Financeiras Estaduais, Procon Sergipe, FEBRABAN, Gerentes Gerais das Unidades da capital e funcionários da área administrativa.

Fonte: Da Assessoria


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 187 188 189 190 191 192 193 194 195 196 197 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos