09/12
13:06

Prefeito sergipano vem a CNM se informar sobre luta municipalista

Preocupado com a situação dos Municípios no país, em especial a de Frei Paulo em Sergipe, onde é prefeito, José Arinaldo visitou a Confederação Nacional dos Municípios (CNM) em Brasília.

 Além de confirmar presença na mobilização da CNM que será realizada no dia 15 de dezembro, o prefeito disse que faz questão de visitar a CNM sempre para participar mais ativamente da luta municipalista.

O Município de Frei Paulo com 14 mil habitantes, fica no Centro-Oeste do Estado do Sergipe.  Sua economia baseada no agronegócio e na pecuária tenta sobreviver com o baixo repasse que recebe do governo. Com o cobre no vermelho, José Arinaldo veio a CNM buscar informações sobre assuntos que preocupam sua gestão como a queda do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), piso nacional dos professores e a partilha dos royalties.

"Se não fosse a CNM a situação dos Municípios estaria pior, estaríamos em decadência, a situação é preocupante", disse.

Fonte: www.cnm.org.br
 


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
07/12
17:53

Consultores do Sebrae do Nordeste participam de encontro em Sergipe

Colaboradores do Sebrae ligados ao Projeto Agente Local de Inovação irão se reunir em Aracaju


Aracaju estará sediando nos dias 09 e 10 de dezembro o "Encontro do Projeto Agentes
Locais de Inovação". Gerentes e gestores da região Nordeste estarão reunidos na sede do
Sebrae, nos períodos da manhã e da tarde, para analisar e avaliar a atual situação do
Projeto ALI, fatores positivos e o que pode ser melhorado. Quem também estará presente é
gestora geral do Projeto, Jô Palhano, do Sebrae Nacional.

Na manhã do primeiro dia, quinta feira, acontecerá a apresentação das atividades
executadas, destacando pontos fortes e pontos fracos, com a participação de todos os
representantes do Sebrae no Nordeste. À tarde, acontece a análise do fluxo do projeto,
aplicação de diagnósticos de inovação, apresentação de devolutivas - modelos, além da
avaliação das ações e do projeto em todos os Estados

Já no segundo dia, sexta feira, acontecerá uma apresentação sobre o desempenho dos ALI's
e Política de remuneração do ALI, análise do perfil do público a ser atendido pelo
Projeto, política de implantação das ações de inovação para a região Nordeste,
estratégias de divulgação (sugestão de mídia unificada), além da nova seleção e
capacitação dos futoros Agentes Locais de Inovação. À tarde será realizada uma
apresentação do SIACweb e consolidação de encaminhamentos - demandas e sugestões ao
Nacional com foco na melhoria do Projeto.

Para a gerente de tecnologia do Sebrae Sergipe, Ana Teresa, será um momento oportuno para
a troca de experiências, ver o que cada Estado está fazendo, dificuldades que estão
enfrentando, assim como as ações bem sucedidas. "Os Agentes Locais de Inovação prestam
consultorias que são realizadas nas micro e pequenas empresas de Sergipe, buscando
alternativas que fortaleçam os pequenos negócios, implementando ações que melhorem a
gestão organizacional, processo, marketing, além do produto ou serviço. Tudo vai depender
de como está a situação da empresa, quais são suas maiores dificuldades, em cima dessa
realidade é desenvolvido o trabalho", finaliza a gerente.

Fonte: Da assessoria


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
06/12
20:33

Poupança da Caixa capta R$ 105,8 mi em Sergipe

Em Sergipe, captação líquida ultrapassou R$ 105,8 milhões em 2010; Instituição é responsável por 34,2% do saldo existente no mercado nacional
 
A Caixa Econômica Federal teve captação líquida de R$ 4,3 milhões com poupança no estado de Sergipe, em novembro. A captação acumulada no ano, no estado, ficou em R$ 105,8 milhões, valor três vezes superior ao alcançado no mesmo período de 2009.

Líder absoluta de mercado, com saldo de R$ 126,5 bilhões, a Poupança da CAIXA registrou, só em novembro, captação líquida de R$ 1, 465 bilhão. Com esse resultado, a CAIXA atingiu o montante recorde de R$ 11,3 bilhões de captação líquida no ano, valor 60% superior ao registrado no mesmo período de 2009. Este desempenho torna a CAIXA responsável por 34,2% do volume captado no mercado por todos os bancos. Em Sergipe são 384,5 mil contas de poupança com um saldo de R$ 1,12 bilhão.

Segundo o vice-presidente de Pessoa Física da CAIXA, Fábio Lenza, “impulsionado pela rentabilidade e pelo excelente resultado obtido ao longo do ano, o banco tem a expectativa de captar ainda mais em dezembro”. Lenza destaca que a poupança é uma excelente opção de investimento, especialmente neste período em que há incrementos na renda da população, com o recebimento do 13º salário e férias. “Nesta época do ano, os brasileiros têm condições de fazer maiores aportes, seja para se resguardar financeiramente de imprevistos ao longo do próximo ano ou para realizar a conquista de um sonho futuro”, completa.

Em 2010 já foram abertas 3,7 milhões de novas poupanças, o que representa uma média de 330 mil novas contas por mês. Em Sergipe, foram abertas 38 mil poupanças, uma média de 3,5 mil novas contas por mês. A Região Nordeste detém 23% dos clientes de poupança, superada somente pela Região Sudeste com aproximadamente 46%. Cerca de 41% dos poupadores têm entre 21 e 40 anos de idade e não há predominância de gênero.

 


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
06/12
14:04

* A especialização relativa da economia sergipana (3)*

Ricardo Lacerda*

Sergipe conta com uma estrutura industrial relativamente diversificada, na
qual a indústria extrativa mineral e a indústria de transformação repartem,
com peso similar, a geração do valor de transformação. Na indústria
extrativa se destacam a exploração de petróleo e gás natural e a de minerais
não-metálicos. Essas atividades de extração das riquezas minerais são as
bases das cadeias produtivas de petróleo & gás e de fertilizantes no Estado.
Tais atividades, como se sabe, ganharam expressão em Sergipe entre o final
da década de setenta e o início dos anos oitenta, a partir de investimentos
de empresas estatais.

Na indústria de transformação, as atividades mais importantes, em termos de
Valor da Transformação Industrial (VTI), são as indústrias de alimentos e
bebidas; a produção de minerais não metálicos, em que se destacam a produção
de cimento e produtos cerâmicos; têxteis e confecção; calçados e couros; e a
fabricação de produtos químicos, incluindo a produção de fertilizantes,
cosméticos e de álcool.

Esse perfil diversificado da indústria de transformação inclui desde
empreendimentos muito tradicionais, como os de fabricação de tecidos e de
açúcar, aos de fabricação de concentrados de sucos, implantados nos anos
setenta, a indústria de confecção, até outros segmentos, relativamente mais
recentes, como os de torrefação de café, fabricação de calçados e a
indústria de etanol. Atividades ainda mais recentes são a fabricação de
materiais elétricos, de cosméticos, produtos metalúrgicos, máquinas e
equipamentos e linhas variadas de produção de alimentos.

*Estrutura Industrial*

A Pesquisa Industrial Anual (PIA), do IBGE, informa que o Valor da
Transformação Industrial da Indústria Geral de Sergipe, abrangendo a
indústria de transformação e a indústria extrativa, alcançou o montante de
R$ 3,5 bilhões, em 2008, repartidos em 50% para cada uma das atividades. O
VTI da indústria de transformação somou R$ 1,74 bilhão e o da Indústria
Extrativa, R$ 1,72 bilhão.
Na indústria de transformação, destacam-se a produção de alimentos e a do
setor de minerais não metálicos cujos VTIs alcançaram em 2008,
respectivamente, R$ 392 milhões e R$ 387 milhões. No patamar seguinte
encontravam-se a produção têxtil com R$ 218 milhões, e a de bebidas, com R$
194 milhões. No terceiro pelotão, as atividades de produção de calçados e
couros, produtos químicos e vestuário que registraram, em 2008, VTI acima de
R$ 80 milhões e inferior a R$ 100 milhões. Entre as atividades de maior
peso, caberia ainda destacar os segmentos de produção de máquinas e
equipamentos, de material elétrico e o de fabricação de plásticos e
borracha, cujos VTIs se situaram entre R$ 40 milhões e R$ 60 milhões.
**
*Veja o artigo na íntegra em*


http://cenariosdesenvolvimento.blogspot.com/2010/12/especializacao-relativa-da-economia.html

Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
06/12
11:39

Preço da gasolina sobe 1,20% em SE

Levantamento feito pelo DIEESE mostra que o preço médio da Gasolina vendida em Sergipe teve um aumento de 1,20% em Novembro comparado com mês de Outubro de 2010, no acumulado do ano de 2010 os preços aumentaram em 0,85%, nos últimos 12 meses os preços da Gasolina nos postos sergipanos tiveram um aumento de 0,73%, no mês o preço médio praticados nos postos sergipanos foi de R$ 2, 6240.

PREÇOS DO ÁLCOOL HIDRATADO

O preço médio do Álcool Hidratado vendido em Sergipe teve um aumento de 0,36% em Novembro comparado com mês de Outubro de 2010, no acumulado do ano de 2010 os preços aumentaram em 4,56%, nos últimos 12 meses os preços do Álcool Hidratado nos postos sergipanos tiveram um crescimento de 4,79%, no mês o preço médio praticados nos postos sergipanos foi de R$ 1, 948 correspondendo a 74,24% do preço da Gasolina o que mostra que em Novembro não foi vantajoso para os sergipanos abastecerem com o Álcool Hidratado.

PREÇOS DO GNV
O preço médio do GNV vendido em Sergipe teve uma queda de -0,32% em Novembro comparado com mês de Outubro de 2010, no acumulado do ano de 2010 os preços caíram em -1,02%, nos últimos 12 meses os preços do GNV nos postos sergipanos tiveram um crescimento de 0,49%, no mês o preço médio praticados nos postos sergipanos foi de R$ 1, 842.

PREÇOS DO DIESEL
O preço médio do DIESEL vendido em Sergipe não teve uma queda -0,20% em Novembro comparado com mês de Outubro de 2010, no acumulado do ano de 2010 os preços caíram em -0,60%, nos últimos 12 meses os preços do DIESEL nos postos sergipanos tiveram uma queda de -0,05% no mês o preço médio praticados nos postos sergipanos foi de R$ 1, 982.

PREÇOS DO GLP
O preço médio da GLP vendido em Sergipe teve uma queda de -0,14% em Novembro comparado com mês de Outubro de 2010, no acumulado do ano de 2010 os preços caíram em -0,09%, nos últimos 12 meses os preços do GLP nos postos sergipanos caíram -0,37%, no mês o preço médio praticados nos postos sergipanos foi de R$ 34,92.


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
06/12
11:38

Fepeme de Estância é direcionada aos empreendedores da região

Feira da Micro e Pequena Empresa de Estância será realizada na primeira quinzena de dezembro.

Empreendedores de Estância e municípios circunvizinhos terão oportunidade de firmar novas parcerias comerciais durante a Feira da Micro e Pequena Empresa. O evento acontece na praça Barão do Rio Branco, no horário de visitação das 17h às 23h, no período de 08 a 12 de dezembro, entrada gratuita. Serão cinco dias de feira, criando um ambiente ideal para a realização de negócios.

A Fepema terá 56 estandes, que estarão expondo produtos como confecção masculina e feminina, moda praia, moda íntima, perfumaria, semi-jóias, calçados, motocicletas, artes plásticas, acessórios como óculos e bolsas, colchões, artigos para convite e revista, chocolates caseiros, além de serviços de estúdio e vídeo. Também haverá praça de alimentação com comidas típicas do Nordeste.

Fonte: Da Assessoria


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
02/12
16:04

Dieese: em novembro, preço da cesta básica sobe nas 17 capitais pesquisadas

SÃO PAULO - Em novembro, a cesta básica ficou mais cara para o consumidor em todas as 17
capitais brasileiras analisadas pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e
Estudos Socioeconômicos). A cesta em Aracaju ficou em  R$ 179,78, uma variação de  4,28%.


A maior alta foi registrada em Manaus, que viu o preço do conjunto de alimentos avançar
9,28% no mês frente a outubro.


De acordo com os dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica, divulgados nesta
quinta-feira (2), além da capital amazonense, entre as cidades com os maiores aumentos
estão Fortaleza (8,03%), Vitória (6,70%) e Brasília (5,57%).


As menores variações, por outro lado, ficaram Porto Alegre (1,04%), Belém (2,02%) e Natal
(2,42%).


Valores


Segundo o levantamento, na cidade de São Paulo a cesta fechou o décimo primeiro mês do
ano como a mais cara do País, custando R$ 264,61. Em seguida, vem o conjunto de alimentos
de Manaus (R$ 250,56) e Porto Alegre (R$ 249,78).


O menor valor, por outro lado, ficou com Aracaju (R$ 179,78), seguida por João Pessoa (R$
193,49), conforme é possível verificar na tabela a seguir:


Manaus R$ 250,56 9,28% São Paulo R$ 264,61 4,26%


Variação anual


Considerando o acumulado deste ano frente ao mesmo período do ano passado, todas as
capitais pesquisadas registraram aumento nos valores das cestas. Goiânia (23,79%), Recife
(20,44%) e Fortaleza (18,05%) registraram os maiores acréscimos.

Fonte: Infomoney


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
01/12
20:26

Samba e axé no reveillon de Aracaju

Dois dos principais nomes da música popular brasileira estão escalados para animar o Réveillon 2011 promovido pela Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA).

O sambista Diogo Nogueira e a baiana Margareth Menezes vão saudar a chegada do ano novo na Orla de Atalaia, onde são esperadas mais de 150 mil pessoas. A festa, que acontece a partir das 21h do dia 31 de dezembro, promete ser animada.

Fonte: Da Secom-PMA


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 190 191 192 193 194 195 196 197 198 199 200 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos