16/10
23:59

Jeferson Passos apresenta na Câmara o resultado fiscal do segundo quadrimestre

O comportamento das receitas e despesas do município de Aracaju foi demonstrado pelo secretário municipal da Fazenda, Jeferson Passos, durante apresentação feita nesta segunda-feira, 16, à Comissão de Finanças, Tomadas de Contas e Orçamento da Câmara de Vereadores. O relatório de gestão do segundo quadrimestre mostra que o crescimento dos rendimentos ainda é tímido e abaixo do necessário: somente 0,7% de aumento, levando-se em consideração a receita total do município. Já as receitas correntes cresceram 2,8%, comparando o resultado com o mesmo período do ano passado, com destaque para as tributárias próprias, que atingiram o índice positivo de 6,1%.

"Fizemos um esforço de aumento da arrecadação própria, mas ele acabou sendo consumido porque tivemos menos transferências do Governo Federal e, principalmente, menos receitas de contribuição", analisou o secretário da Fazenda, ressaltando que a apresentação feita na Comissão cumpre o que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Do lado da despesa, o esforço de contenção de gastos continua surtindo efeito, como demonstrou o gestor. "Houve uma redução da ordem de 10,8% na despesa total, sendo que o item que teve maior redução, uma economia de R$ 125 milhões, foram as despesas correntes, incluindo as com o custeio da máquina pública, onde conseguimos reduzir 27,7% neste período", detalhou Jeferson Passos.


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
16/10
21:12

Sergipe - Safra de milho atingirá 793 mil toneladas neste ano

Atuação da secretaria de Agricultura e dos programas de assistência à agricultura familiar tiveram importância fundamental no destaque

 


A abundante quantidade de chuvas entre os meses de maio e setembro de 2017 teve influência positiva na safra de cereais, leguminosas e oleaginosas no Nordeste. Em Sergipe, a produção de milho obteve o número mais expressivo de toda a sua história, em grande parte proporcionado pela atuação do governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural (Seagri).


De acordo com o assessor técnico do governo, professor Ricardo Lacerda, os altos índices da produção agrícola representam um incremento na renda dos produtores agrícolas do interior de Sergipe. “A produção tinha sofrido muito no ano anterior, principalmente no Semiárido. O aumento da safra vai causar um efeito muito positivo na renda familiar que estava bastante deprimida em função da seca”, explicou.


Ricardo salienta que ao aumento da renda ocorre também em escala estadual. “Para se ter uma ideia, a estimativa é de que a volta da safra tenha impacto médio de 3% a mais no Produto Interno Bruto nos estados do Nordeste. Em Sergipe, esse impacto deve ser ainda maior, já que o crescimento de Sergipe foi maior do que em todos os outros estados”, esclareceu.


No Nordeste, o crescimento da safra em relação ao ano passado foi de 104,8%. Em Sergipe, o aumento chegou a 462,6%. Em toneladas, essa ampliação foi de 140,9 mil no ano passado para 793 mil neste ano. “Em geral, o patamar era na faixa de 700 mil toneladas. Houve uma queda muito grande no ano passado. Neste ano, então, o número não só foi retomado como melhorou”, salientou.

 

De acordo com o secretário de Agricultura, Esmeraldo Leal, a presença do governo do Estado foi de fundamental importância para os produtores. “A distribuição de sementes foi feita em sua quantidade regular. A novidade é que, neste ano, a agricultura familiar acabou precisando mais das sementes do que nos anos anteriores, em função da seca e da dificuldade de armazenamento com relação ao ano passado. Da mesma forma, ocorreu com o nosso programa de mecanização. A agricultura familiar acabou se valendo mais dele neste do que nos últimos anos”, informou, acrescentando que, ano passado, foram distribuídas 200 mil toneladas de sementes de milho para 20 mil famílias em 21 municípios sergipanos e 17.450 horas de trator para 15.937 beneficiários em 13 municípios. 


O secretário enfatiza ainda a atuação de órgãos como a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). “A Emdagro tem acompanhamento em todos os municípios do estado. A sua orientação, assim como da Embrapa, é determinante para que haja um suporte técnico suficiente para que se continue produzindo não somente em termos de quantidade de área plantada, mas para aumentar a produtividade, que é a quantidade de grãos produzidos dentro de um mesmo espaço geográfico”, disse.


A orientação técnica, segundo Esmeraldo, atuou ainda no sentido de aumentar a produção de material forrageiro. “Houve muita orientação também com relação à silagem. A seca do ano passado afetou muito com relação à distribuição do material forrageiro, principalmente o Semiárido. Ficou claro que além de produzir muitos grãos, Sergipe precisava também preparar sua reserva para o rebanho animal”, pontuou.


Para além da produção de safras secas, Sergipe tem alcançado bons resultados com relação às culturas irrigadas. Nesse sentido, os investimentos na tecnicização e na melhoria da infraestrutura dos perímetros irrigados vem garantindo amparo aos produtores, sobretudo em se tratando da agricultura familiar. 

 


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
06/10
13:38

Sebrae Startup Day acontece neste sábado

Empreendedores, desenvolvedores/programadores, estudantes, designers, investidores, aceleradoras e incubadoras poderão participar do Sebrae Startup Day. A proposta é discutir o cenário atual do ecossistema empreendedor de negócios digitais, as dificuldades e os desafios do mercado. Será nesse sábado, 7 de outubro, às 8h30 da manhã no Hotel Comfort Inn, em Aracaju.
 
O objetivo é fomentar o ecossistema inovador do Brasil. O evento contará com palestras, debates, troca de experiências, encontros, hangouts, eventos e interações para geração de aprendizado. Vários atores do ecossistema brasileiro desse tipo de negócio participarão dos eventos. As startups são modelos de negócios inovadores que buscam resolver ou minimizar problemas atuais ou futuros.
 
Programação
Acontecerão Talks Shows com os seguintes palestrantes: Alex Araxá irá falar sobre “Marketing Digital para empresas  Disruptivas”, Ricardo Mascarello irá abordar “Cidades Inteligentes: Oportunidades para empresas locais”, Gilton Ferreira falará sobre “Cidades Inteligentes X Cidadãos empreendedores” e Victor Navarrete abordará “Aceleração de Startups”.
 
Além dos Talks Shows, acontecerão Pitchs com cinco startups locais. O pitch é uma apresentação objetiva, de três a cinco minutos, com objetivo de despertar o interesse da outra parte (investidor ou cliente) pelo seu negócio, assim, deve conter apenas as informações essenciais e diferenciadas.


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
06/10
13:38

Primeiro evento da Rede Cidade Digital no nordeste brasileiro vai ser na capital baiana

Iniciativa reúne gestores públicos em outros cinco Estados e estimula desenvolvimento das localidades pela tecnologia; Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Salvador já tem 30 municípios inscritos

Gestores de 30 municípios já estão inscritos para o I Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Salvador, que será realizado na FIEB, na capital, no dia 19 de outubro. Gratuito para servidores públicos, o evento, organizado pela Rede Cidade Digital (RCD) em parceria com a Prefeitura de Salvador, é o primeiro do gênero no Nordeste e visa facilitar o processo de desenvolvimento das localidades através de investimentos nas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC).

Para isso, prefeitos, gestores e vereadores reúnem-se para trocar informações sobre como melhorar os diversos setores da administração pública e conhecer modelos em andamento nas localidades. Até o momento, a iniciativa da RCD já é fomentada, por meio de parcerias com Prefeituras e Associações de Municípios, em outros cinco estados: PR, SC, SP, MG e RS.

No Fórum de Cidades Digitais em Salvador, além de soluções de mercado, está confirmada a presença da diretora do Departamento de Infraestrutura para Inclusão Digital do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Eloá Mateus, que abordará as políticas públicas e de que forma o governo pode ajudar as cidades nesse processo de informatização dos serviços públicos.
Jaboatão dos Guararapes (PE), Camaçari, Feira de Santana, Madre de Deus e Salvador também apresentam iniciativas digitais das localidades. Para o diretor da RCD, José Marinho, o fórum facilita o planejamento das cidades. “O principal objetivo deste evento é a troca de experiências e acesso ao conhecimento sobre como melhorar a vida das pessoas através da tecnologia. São diversas as necessidades em comum e somente por meio desse processo de inovação é que as Prefeituras irão conseguir maior eficiência”, observa.

Outro ponto ressaltado pelo diretor é o papel da tecnologia no desenvolvimento local. “Não estamos falando apenas de conectividade, mas das inúmeras possibilidades que são geradas a partir das cidades digitais e que trazem impactos em toda a sociedade”, completa Marinho, destacando impactos positivos no crescimento socioeconômico.

As inscrições são gratuitas para servidores públicos e podem ser feitas pelo http://forum.redecidadedigital.com.br/. O I Fórum de Cidades Digitais da Região Metropolitana de Salvador tem o patrocínio máster da Furukawa, ouro da Exati Tecnologia e da TeleData - Soluções Integradas de Comunicação, além do apoio estratégico da Prefeitura Digital. Também apoiam a iniciativa a FIEB, Sebrae e União dos Municípios da Bahia (UPB).


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
06/10
13:37

144 certificados do Projeto de Interiorização da FIES são entregues no município de São Cristóvão

Na manhã desta quinta-feira, 05, foram entregues 144 certificados do Projeto de Interiorização da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) aos moradores do município de São Cristóvão. Marcaram presença na cerimônia de encerramento do curso, o prefeito do município Marcos Santana; o vice prefeito Adilson Junior; o coordenador do Projeto de Interiorização Agildomar Monteiro; além de autoridades locais, professores e alunos.

O projeto é uma realização da FIES em parceria com as prefeituras sergipanas e tem como objetivo levar o ensino profissionalizante da maior instituição de Educação Profissional da América Latina (SENAI) ao interior sergipano para jovens e adultos de forma gratuita. De 2005 a 2012 o projeto capacitou mais de 55 mil pessoas em mais de 3.500 turmas. Retomando com força total em 2017, vários jovens em Sergipe também tiveram a oportunidade de se capacitar em um curso técnico profissionalizante.

Unicom/FIES
 


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
01/10
10:57

Em Sergipe - Fábrica de cimento não produz e não indeniza seus demitidos

A fábrica de cimento do Grupo João Santos não fechou,  porém não está em processo de produção. Mas demitiu algo em torno de 450 empregados e não os indenizou, estão todos na justiça do trabalho. A empresa mantém 30 pessoas trabalhando em sua sede, em Nossa Senhora do Socorro. Quando em operação, o grupo produzia, em Sergipe, um milhão e duzentos mil sacos de cimento por mês, cerca de 40 mil sacos/dia. Os demitidos alimentam a esperança de que a Justiça Trabalhista julgue logo esses casos e determine os pagamentos.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
27/09
10:17

Itabaianinha será a capital sergipana da moda

Evento apresentará o potencial das empresas de confecções da região durante o final de semana
 
Itabaianinha se transformará na capital sergipana da moda durante esse final de semana. É que a cidade sedia a segunda edição do Moda Mix, um evento que pretende apresentar o potencial das empresas de confecções, além de oferecer uma série de capacitações e atividades culturais.
 
Este ano o público terá a oportunidade de conhecer as novidades da coleção Verão 2018, com a apresentação de artigos de moda feminina, masculina, infantil, íntima, fitness e fardamentos elaborados por mais de 30 micro e pequenos empreendimentos da região. A Feira será realizada na sede do Polo Têxtil do município, com entrada gratuita.
 
As atividades serão abertas na sexta-feira, às 9h, com uma palestra ministrada por Bruna Marques de Oliveira, coordenadora do curso de Design de Moda da Universidade Tiradentes (Unit). A programação da manhã prossegue com um desfile e uma visita aos estandes e lojas do Polo. À tarde será promovido mais um desfile com as peças da coleção Verão, além de um show com artistas locais.
 
No sábado, 30, a programação conta com as palestras ‘A importância da Pesquisa de Mercado’ e ‘Uso racional de energia nas indústrias de confecções’, proferidas pelos analistas do Sebrae Aldeci Andrade e José Leite. Já ás 14hs será realizado mais um desfile com os artigos confeccionados pelas empresas do Polo.
 
Encerramento
As ações serão encerradas no domingo, com a realização de apresentações culturais e um novo desfile, dessa vez ás 15h. Durante todo o evento as lojas estarão abertas para comercializar as peças apresentadas durante os desfiles.
 
“Muitas pessoas ainda desconhecem o potencial da nossa indústria de confecções e eventos como esse servem para mostrar ao público que temos empresas sólidas, que investem em inovação e produzem peças de alta qualidade. Queremos mostrar aos lojistas que não é preciso sair do estado para ir em busca de novas coleções, pois temos aqui fábricas capazes de atender essa demanda”, explica a analista do Sebrae e gestora do Projeto Desenvolvimento das Confecções das regiões Sul e Centro Sul Sergipano, Aldeci Andrade.
 
O Moda Mix é promovido pela Associação da Confecção do Município de Itabaianinha (ASK) e conta com o apoio do Sebrae, Prefeitura local, Conteca Assessoria Contábil e Fundação Jairo Lima de Carvalho. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 2106-7727, 99977-7792 e 98849-7200
 
Tradição no mercado de confecções
Localizado a 118 km da capital, o município de Itabaianinha sempre teve sua economia concentrada na agropecuária e cerâmica. Esse cenário começou a mudar em 1996, quando uma parceria com o grupo empresarial paulista Grippon, cujos empresários eram oriundos de Itabaianinha, permitiu a implantação de uma indústria de confecções na cidade, incentivando assim o surgimento de pequenas fábricas de roupas masculinas.
 
Em 2000 foram iniciadas as primeiras ações de qualificação de mão de obra. Um ano depois foi implantado o primeiro projeto de oficinas produtivas. A partir de 2005 os empreendedores passaram a contar com o apoio do Sebrae por meio de capacitações gerenciais e ações de inovação.
 
Com o apoio da entidade surge em 2007 a Associação da Confecção do Município de Itabaianinha para representar os fabricantes de roupas. No final de 2008 foram inaugurados 30 galpões para abrigar as empresas do setor. Em março de 2009, mais 29 galpões foram inaugurados, estabelecendo assim a criação de um Polo Têxtil na cidade.
 
Desde então a região passou a ser conhecida como um importante polo industrial do estado, gerando centenas de empregos e atraindo a atenção de compradores atacadistas de diversas regiões do país. Para dinamizar ainda mais essa atividade econômica e ampliar a divulgação dos estabelecimentos é que surgiu a proposta do Moda Mix.

Ascom/Sebrae


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
27/09
00:07

FOMENTA: Conhecimentos e oportunidades nas compras governamentais

Uso do poder de compra dos Governos pode estimular o desenvolvimento local

Microempreendedores individuais, microempresas, proprietários de empresas de pequeno porte, produtores rurais, representantes de Instituições públicas e privadas, terão oportunidade de participar da Semana Fomenta. O evento será realizado de 2 a 6 de outubro, no Shopping Avelam, em Nossa Senhora da Gloria.

“A proposta é diagnosticar oportunidades para os pequenos negócios, disseminar informações, além de realizar uma rodada de negócios. O foco do evento é aproximar os pequenos negócios dos grandes compradores da administração pública e capacitar os empresários e gestores públicos presentes. Em Julho realizamos um Fomenta em Estância, focado na Região Centro Sul. Dessa vez será em Gloria, beneficiando a Região do Alto Sertão”, destaca Emanoel Sobral, superintendente do Sebrae.

Durante o evento serão abordados temas como Compra Pública – Um bom negócio para a economia local, Mercados Institucionais – Entraves e Desafios, Oficina Pequenos Fornecedores e os Compradores Públicos, Oficina SEI Inovar, Curso Vender para o Governo, Curso Atendimento ao Cliente, Oficina SEI Ser Sustentável.

Já no último dia do Fomenta, 6 de outubro, acontecerão palestras sobre temas como Compras Governamentais, Interpretação dos Tribunais de Contas sobre as novas diretrizes contidas na LC nº147/2014 da Lei Geral, Portal da transparência MPF, Cenário e Perspectivas de Oportunidades de Negócios no Alto Sertão Sergipano.


Economia
Com.: 0
Por Kleber Santos
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos