13/08
11:27

Em julho a cesta básica aracajuana voltou a apresentar queda

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas (NIE) da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), apontou que o valor da cesta básica aracajuana, ficou em R$ 344,89, em julho deste ano, sendo o quarto menor valor entre as capitais pesquisadas.

Em termos relativos, verificou-se queda de 1,3% no custo da cesta em relação ao mês imediatamente anterior, junho último. No entanto, quando comparado com o valor da cesta registrado em julho de 2017, notou-se redução de 5,3%.

Com os dados de julho, a variação acumulada do valor da cesta nos sete primeiros meses do ano corrente (janeiro a julho), situou-se aproximadamente em 1,5% abaixo do verificado no mesmo intervalo de 2017.

Comparação com outras capitais

Na comparação com o mês imediatamente anterior (junho/2018), somente a cidade de Goiânia (0,2%) registrou aumento no valor da cesta, um dos motivos foi o aumento do preço da carne bovina de primeira, que teve crescimento de aproximadamente 0,6%, o preço desse produto também teve elevação em Aracaju, com aumento de 0,9%.

As maiores retrações, em relação ao mês de junho de 2017, foram observadas nas cidades de Salvador (-9,9%), com redução de 14,5% no preço da banana, em São Luís a redução foi de 8,4%, um dos produtos que teve queda foi o pão francês (-1,2%), e em Belém a retração foi de 7,1%, apesar de aumento no preço do arroz agulhinha (5,4%).

Os menores valores da cesta básica, no mês julho do ano corrente, foi observado em Salvador (R$ 321,62), São Luís (R$ 336,67) e Natal (R$ 341,09). Já os maiores valores foram registrados em São Paulo (R$ 437,42), Porto Alegre (R$ 435,02) e Rio de janeiro (R$ 421,89). A pesquisa atualmente é feita em 20 capitais brasileiras.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
10/08
14:19

Pagamento da folha do funcionalismo e antecipação do 13° estimulam vendas do Dia dos Pais

O Governo do Estado conclui nesta semana o pagamento da folha salarial dos servidores e injeta mais de R$ 300 milhões na economia sergipana para o Dia dos Pais, comemorado neste domingo, dia 12, data que está entre as melhores para vendas, assim como o Natal, Dia das Mães e o Dia dos Namorados. 

Na sequência, dia 15, mais R$ 150 milhões vão circular na economia, com os servidores recebendo a primeira parcela da antecipação dos 50% do 13°, o que ajuda a manter as vendas no comércio aquecidas.

Segundo o governador Belivaldo Chagas, gradativamente o governo está retomando o pagamento em dia ao servidor e atualmente 70% do funcionalismo já recebe dentro do mês trabalhado, “mas este mês realizamos um trabalho incessante para que o salário pudesse estimular as vendas para o Dia dos Pais. Ainda temos muito a alcançar em termos de melhorias para o servidor, mas com trabalho estamos vencendo as dificuldades”, comemorou.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
10/08
12:10

Alguém está mentindo sobre as perdas da safra de milho de SE

O IBGE publicou nesta sexta-feira, 10/08, a estimativa da safra agrícola feita com dados de julho para o ano de 2018. Ao contrário do que está sendo dito nos meios de comunicaçao, apontando perda na safra milho de 70% ou até 100%, o IBGE estimou em queda de apenas 6,9% na safra de milho, na comparação entre 2018e 2017. Quem está certo?


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
27/07
17:48

Governo inicia calendário de pagamento na próxima terça-feira, dia 31

O governo do Estado inicia o pagamento de servidores estaduais na próxima terça-feira, dia 31, quando recebem integralmente os servidores da Educação lotados em escolas, Segrase, Agrese, Ipesaúde e Sergipeprevidência. Também serão pagos nesta data, todos os servidores, aposentados e pensionistas que recebem até R$ 3 mil, o que corresponde a 70% do funcionalismo público.

Servidores que recebem acima desse valor receberão no dia 11 de agosto.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
21/07
08:56

2018: Seca ameaça se reestabelecer em Sergipe

A seca está de volta, depois de um 2017 altamente produtivo no campo de Sergipe. Em algumas localidades não choveu o suficiente  nem para arar a terra. Muita gente ficou sem plantar, principalmente no alto e médio sertão. Nas regiões agreste e centro sul (a mais produtora de milho) muitos produtores tiveram que plantar duas vezes (perdeu o primeiro plantio e está tentando segurar o segundo). “Parte da safra já está comprometida. As chuvas chegaram em alguns municípios que estavam prestes a perder toda safra. Foi um alento. Mas a preocupação ainda é muito grande”, comenta o ex-secretário da Agricultura e militante do MST, Esmeraldo Leal.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
20/07
21:28

Sergipe - Perda de safra entra em debate segunda-feira

A Federação da Agricultura do Estado de Sergipe (FAESE) promove reunião na próxima segunda-feira, às 9h, no Parque de Exposição João Cleophas, em Aracaju, para discutir as perdas das lavouras de milho, safra 2018. As perdas teriam sido provocadas por chuvas irregulares e em pequenas quantidades. Estarão presentes técnicos, projetistas e agentes financeiros dos Bancos do Brasil (BB) e do Nordeste (BNB), que abrirão as discussões sobre os procedimentos e prazos. O tema central será o Proagro safra 2018.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
19/07
09:34

Secretários de Fazenda discutem gestão tributária

O Encontro Nacional de Coordenadores e Administradores Tributários (Encat), evento promovido pela Secretaria de Estado da Fazenda, reúne secretários de Fazenda e representantes de todos os Estados para discussão e encaminhamento de soluções inovadoras com vistas à melhoria da gestão tributária, a partir do intercâmbio de experiências e informações sobre projetos de inovação de soluções e sistemas aplicados às áreas de arrecadação, fiscalização, tributação e informações econômico-fiscais que auxiliem na modernização dos fiscos estaduais.


Uma das discussões levantadas na agenda de ontem, 17, foi o uso da tecnologia associada à implementação de sistemas de controle e monitoramento. Em uma das apresentações, a Polícia Rodoviária Federal mostrou como funciona o Sistema Policial Indicativo de Abordagem (SPIA) e de que forma a administração pública pode se integrar conforme a área de interesse.

A ideia é agregar conhecimento e inteirar representantes das Unidades da Federação das práticas de outros locais que possam ser incorporadas. Na área de fiscalização, o encontro também ajuda alinhar a comunicação interestadual para combater a sonegação fiscal.

A diretriz desta edição do evento é a racionalização dos gastos públicos, tema que foi abordado inclusive na fala do secretário da Fazenda de Sergipe, ao recepcionar os participantes do Encat: “É impossível separar a parte de gastos da parte de arrecadação das secretarias de Fazenda. É importante que haja essa sinergia, porque ao arrecadar e possuir também a responsabilidade do controle do gasto se tem a percepção de onde estão os problemas. Neste sentido, a gestão tende a ser mais eficiente. Falar em melhoria do país é falar de melhoria de gestão, ética e liderança”, comentou o secretário Ademario Alves.



Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
17/07
16:50

Ricardo Lacerda: Efeitos da crise são fortes na construção civil

Os segmentos da construção civil e petróleo e gás continuam sendo os mais atingidos pela crise econômica internacional, que permanece forte no Brasil. “A crise atingiu o  petróleo e gás, por conta da política da Petrobras de se desfazer dos ativos menos rentáveis. A construção civil está em crise em todo Brasil. Teve o estouro da bolha imobiliária e em seguida a crise nacional atingiu em cheio o setor. Para completar, os financiamentos da Caixa e de outros bancos caíram muito”, explicou


Economia
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos