14/01
08:27

Coluna Primeira Mão

Tiroteio


As principais lideranças da oposição - os senadores Antônio Carlos Valadares (PSB) e Eduardo Amorim (PSDB) e o deputado federal André Moura - parece que já não se suportam mais. Dizem as más línguas que eles sentem que alguns avaliam que estão sendo traídos pelos outros e assim por diante. A coisa anda no ritmo do vice versa. Fala-se até em conspiração. O caso é grave e recomenda-se à todos: “confira, tudo que respira conspira”.


Desgaste


Se essa briga toda fosse lá no sertão sergipano, o povo diria que eles são vítimas do ‘Namoro Véio’,  ou seja a relação (política, no caso) está desgastada.


Abertura total


Nesta fase de conversações políticas onde todos se encontram e colocam na mesa a possibilidade de aliança deixa claro que ?ninguém é de ninguém?. Durante todo o dia políticos de oposição e situação conversam e isso gera sempre a suspeita de que planejam um ‘acordão’. Mas tudo não passa, ao menos até agora, de papo furado, o famoso lero lero.


Fim de gestão


O governador Jackson Barreto pediu à sua equipe que adiante os projetos em fase de conclusão para que possa entrega-los à população até o final de março, quando estará finalizando o seu atual mandato. Vai disputar o Senado mesmo. Mas tem amigos lhe recomendando ser candidato a deputado federal.


Armas desaparecidas


O extravio de armas de militares precisa ser investigado e a opinião pública sergipana merece conhecer os resultados da investigação. O que corre entre civis e militares sobre o assunto não são notícias abonadoras pra ninguém.


Olho grosso


São muitos os políticos candidatos à reeleição que andam de olho no secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima. Insistem em achar que ele deve ser candidato a cargo eletivo. E ele sempre dizendo ‘tô nem aí’.


O barato sai caro


Se Sergipe tem o mais barato metro quadrado de terra do Brasil, talvez os preços dos imóveis comercializados estejam inflados. Certas construções têm  valores semelhantes aos de outras capitais do país.


MSB


Os habitantes de Macambira não podem mais fazer operações bancárias em sua cidade. As agências do Banco do Brasil e do Banese, depois de assaltadas e destruídas por bandidos, não foram reconstruídas. Gente dessa cidade diz que, quem não possui cofre em casa, tá guardando o dinheiro dentro do colchão. Como nos velhos tempos. E vem aí o MSB - Movimento dos Sem Banco.


Nova rede


O empresário Nelson da Itapé Turismo comprou mais uma emissora de rádio. Agora possui quatro delas. O que muita quer saber é quem são as pessoas que ele apoiará nas próximas eleições.


Quase parando


O pastor Antônio é um entre diversos deputados estaduais que não tem nada a mostrar depois de mais um mandato. Por que ele não troca o púlpito da Assembléia Legislativa pelo púlpito de sua igreja? Nesse lugar ele poderia prestar grandes serviços aos sergipanos.


Concurso da Alese


A Assembleia Legislativa é uma instituição centenária dos sergipanos. Portanto, fazer um concurso público para seus quadros deveria ser a coisa mais ordinária do  mundo. Por que não é? Esse é o seu primeiro concurso com esse objetivo. Antes tarde do que nunca.


Sem stress


 Quem deve estar ansioso para entregar a faixa de governador a Belivaldo  Chagas é Jackson Barreto Lima. Pagar salários de servidores na ativa, de aposentados e de pensionistas tem sido uma agonia a cada dia. Não deve mais querer esse estresse.


IHGSE


O Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe tem nova direção. Agora, em lugar do professor Samuel Albuquerque, assume a professora Aglaé D?Ávila. Boa sorte à nova gestora dessa de cultura.


Agora vai


Ele era um Secretário de Estado conhecido como Lombardi, por que não aparecia em público. Agora ele acompanha o governador em diferentes encontros e reuniões. Diagnóstico: era tudo uma questão de modéstia.


Carnaval 2018


No carnaval deste ano, onde houver festa de rua, os políticos serão os principais "homenageados" (????) pelos foliões. No Brasil que continua polarizado, haverá "boneco de Olinda" para todo gosto.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
07/01
10:39

Coluna Primeira Mão

4 x 4

Os comentários que circulam nos meios políticos apontam que os deputados federais João Daniel (PT), Jony Marcos (PRB), Valadares Filho (PSB) e Fábio Mitidieri (PSD) votarão contra a reforma da previdência, que poderá ir a plenário no dia 19 de fevereiro próximo. Dizem ainda que os deputados federais Adelson Barreto (PR), Laércio Oliveira (SD), André Moura (PSC) e Fabio Reis (PMDB) seriam votos favoráveis ao projeto do Palácio do Planalto. Ainda sobre Reis, tem gente lembrando que o seu pai, o ex-deputado Jerônimo, teria dito em entrevista que o filho não daria o voto para Michel Temer.

Efeito Marun

Não há  nenhum impedimento técnico para a liberação dos R$ 560 milhões do empréstimo do Governo de Sergipe junto a Caixa Econômica Federal (CEF), como andaram falando por aí. A afirmação é do secretário de Estado da Fazenda, Josué Modesto dos Passos Subrinho. Por isso, o governador Jackson Barreto continua insistindo em sua liberação, ainda que seja para depois da votação da reforma da previdência. Os recursos são para a recuperação das rodovias estaduais e obras de saneamento. Toda bancada federal poderia dar uma forcinha nessa luta. Até mesmo o ex-governador Albano Franco, amigo pessoal de Temer, por Sergipe, poderia dar apoio à proposta de Jackson.

Defender Temer

Quais serão os candidatos sergipanos em 2018 que defenderão as polêmicas realizações do presidente Temer? Esse será o caso do deputado federal André Moura? Temer puxador de votos vai ser um caso complicado.

Lobby

Existe projeto de lei na Câmara dos Deputados regulamentando as atividades dos lobistas no Brasil que atuam nos três poderes. É uma proposta um tanto óbvia para um país que precisa combater a corrupção. Esse projeto é da autoria do deputado paulista Carlos Zarattinni. A sua aprovação é mais do que importante para o país. Pode não acabar com a corrupção, mas é mais obstáculo no caminho dos malfeitores brasileiros.


Herdando problemas

O vice-governador Belivaldo Chagas ao assumir em breve o governo de Sergipe herdará automaticamente os problemas por conta dos quais Jackson Barreto tem sido atacado? Isso parece inevitável. Não poderá se descolar de Jackson Barreto e precisará vender-se como uma opção viável ao governo de Sergipe. Tem muito trabalho pela frente.

Avaliação educacional

Muito boa a idéia do Síntese de avaliar as prefeituras sobre a educação ofertada aos seus munícipes. Melhor faria se o sindicato promovesse  a inclusão da avaliação dos professores dos municípios e do estado.

Déficit previdenciário

O déficit da Previdência Estadual atingiu algo em torno de R$ 800 milhões em 2017. Mas deverá ser de R$ 1 bilhão em 2018.  Tempos ruins.

Hora trabalhada

Saiu o novo salário mínimo: R$ 954,00. O valor da hora de trabalho é de R$ 4,00.

Quanto vai?

Os serviços prestados pela Igreja Católica estão mais caros, conforme a tabela de preços tornada pública. Esse dinheiro é usado para financiar as chamadas tarefas pastorais. Está, por exemplo, mais caro casar. O seu preço é de R$ 200. A curiosidade desta coluna é saber de quanto é a remessa de dinheiro enviada ao Banco do Vaticano desses serviços.

Sobe desce

Os donos de postos de gasolina estão fazendo a festa com o sobe e desce nos preços da gasolina. Abusos têm sido cometidos. Com razão, os proprietários de veículos estão na bronca.

Lançamento

Será lançado na sede do Cotinguiba Esporte Clube, no próximo dia 12,  o livro de Lourival Carvalho intitulado "Couro Curtido", do ex-militante político sergipano comunista residente no Rio de Janeiro. Trata-se de  um livro de memórias. É mais uma publicação da editora do Estado, a Segrase.

Momentos tensos

Tensões entre Belivaldo Chagas e Jorge Carvalho têm sido relatadas nos meios educacionais de Sergipe. O vice-governador conhece a pasta da educação pois já foi seu secretário. Tem gente tentando evitar maiores estranhamentos entre dois. Mas há quem diga que os atritos são uma espécie da ?caso comum de trânsito?.

Saumíneo na UNIT

O economista e ex-superintendente do BNB em Sergipe, Saumíneo Nascimento, assume nesta segunda-feira, 09, a Superintendência Administrativa e Financeira da Universidade Tiradentes (UNIT). Vale lembrar que o comando do grupo é do reitor Joubert Uchoa e Dona Amélia, a vice-reitora.

Centro Cultural

É importante a notícia de que Itabaiana ganhará um Centro de Cultura, o qual terá teatro, salas de aulas, videoteca e biblioteca. A cultura tem estado muito centralizada em Aracaju.

Internet grátis

A Prefeitura de Aracaju bem que poderia colocar internet gratuita na orla das praias de Atalaia e Aruana, principais pontos de concentração de turistas na capital sergipana.

Ô vidão
Tem muitos sergipanos curtindo férias na Argentina, Chile e Portugal. Cris?, Que crise?


Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
01/01
21:41

Primeira Mão

Radicalização

 

 

Políticos conservadores candidatos a governador em 2018 vão radicalizar o discurso contra a bandidagem. Já temos visto exibição disso na TV e no rádio. "Bandido deve tratado como bandido". Quem trata bandido diferentemente? "Bandido bom é bandido morto". Essa palavra de ordem é um convite à barbárie policial e da própria população. É preciso prudência.

 

 

Pesquisas eleitorais

 

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou em sessão administrativa, a resolução que dispõe sobre pesquisas eleitorais para as eleições. Entre outras determinações, a resolução dispõe que, a partir de 1º de janeiro de 2018, as entidades e as empresas que realizarem pesquisas de opinião pública sobre as eleições ou candidatos, para conhecimento público, serão obrigadas a registrar cada pesquisa no Juízo Eleitoral ao qual compete fazer o registro dos candidatos. O registro da pesquisa deve ocorrer com antecedência mínima de cinco dias de sua divulgação.

 

Indecisos

 

E por falar em pesquisas eleitorais, as últimas divulgadas em Sergipe, ainda  sem registro na Justiça Eleitoral, mostram na espontânea que até 80% votariam em branco, nulo ou se declararam indecisos. Quando estimulados,  o percentual de indecisos, brancos e nulos, a depender dos cenários, somam algo em torno de 40%. N’outras palavras, a eleição para governador de Sergipe continua indefinida.

 

Indecisos 2

 

Os números acima mostram que  Belivaldo Chagas (PMDB), Eduardo Amorim (PSDB) e Mendonça Prado (DEM), entre outros pré-candidatos que já apresentaram seus nomes para o páreo terão que gastar muito solado de sapato na caça ao voto.

 

Amorim fica no ninho

 

Embora propague-se em terras sergipanas que o senador Eduardo Amorim poderá ser expulso do PSDB, ele deixou7 claro para a coluna que “isso não existe”. Ele afirmou que e boato e que tem conseguido, inclusive, indicar gente sua para cargos no ninho tucano nacional. “N~zo existe minha expulsão. Tudo não passa de má fé”.

 

Adivinhação

 

O pessoal do carteado e dos búzios que torce por Belivaldo Chagas garante que ele vence a disputa eleitoral para o Governo de Sergipe em 2018. A turma de Eduardo Amorim afirma que ele é o cara. Mendonça precisa buscar pelo menos um ‘adivinhão’ desses para expor seu nome como o vitorioso.

 

Má educação

 

46 de74 municípios sergipanos que tiveram a sua educação avaliada foram reprovados, conforme dados divulgados pelo Sintese.  Riachuelo   obteve a melhor nota, exatos 8,6. A pior nota – 1,5 – foi dada a Ilha das Flores.

 

Revelações bombásticas

 

Nem homicídios, nem revelações bombásticas de esposas e de amantes de empresários e de políticos envolvi nos casos de corrupção da Lava-Jato até agora. Esses são os ingredientes que têm faltado às investigações. Ameaças de morte, essas são de fartura.

 

Novos advogados

 

Não é boa a situação salarial dos advogados que não têm escritórios e precisam trabalhar. Alguns estão recebendo mensalmente algo em torno de R$ 1.000,00 ou têm alguma participação em causas que acompanham. Momento pior vivem aqueles que estão desempregados, é verdade. A OAB tem mais de 10 mil advogados em Sergipe e cerca de 3 mil em plenas atividades.

 

Fantasmas

 

Funcionários-fantasmas não existem nem na Prefeitura nem no governo do estado. Os chamados funcionários-fantasmas são apenas empregados bem apadrinhados que têm força política para arrumar sinecuras sem frequência e sem qualquer atividade. Mais  interessante do que procurar fantasminhas é buscar os seus padrinhos. Todo chefe de repartição tem em sua gaveta a lista dos apadrinhados e dos padrinhos.

 

Propaganda enganosa

 

Ninguém sabe ao certo quantos  estudantes  sergipanos  foram aprovados para o Enem de Medicina em Sergipe e no Brasil. Muitos são os outdoors espalhados pela cidade. Pelas contas nem um pouco aproximadas, chegou a perto de 500 alunos. Se os cálculos forem corretos, " viva a qualidade do ensino em Sergipe". Se não, tem propaganda enganosa  por aí.

 

Agricultura cresce

 

A agricultura, segmento em que Sergipe obteve bom desempenho em 2017, vai continuar forte em 2018. A previsão é de boas chuvas para todo o Estado neste ano novo. Em 2017 se destacaram as safras de milho, feijão, mandioca, abacaxi, batata e coco, entre outras.

 

É muito tempo

 

56 anos depois da fundação do curso de Medicina, a Universidade Federal de Sergipe (UFS) vai instalar a sua Unidade Materno-Infantil. As obras, no HU, já começaram e a inauguração está prevista para 2018, ano que inicia nesta segunda-feira.  

 

 

Rodovias

 

É preciso sinalizar todos os quebra-molas nas rodovias federais e estaduais e pintá-los de amarelo, para permitir melhor visualização.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
23/12
10:42

Primeira Mão

 Cassação esperada



A procuradora federal Eunice Dantas, ao anunciar os ilícitos do maior escândalo de corrupção da história política de Sergipe em que estavam envolvidos deputados estaduais, não escondeu o fato de Augusto Bezerra ser o caso mais simples de se resolver,  pois as provas contra ele eram robustas e contundentes demais. Não foi surpresa para ninguém, portanto, a cassação de seu mandato. Surpreendente é a duração desse e de outros processos na Justiça!



É sujeira



Tem gente do primeiro escalão do governo de Aracaju que afirma que ocupar cargo público está cada dia mais complicado. O indivíduo entra como ladrão e sai como chefe de organização criminosa. Por isso é difícil encontrar gestor e ex-gestor com CPF limpo.



Privilegiados


O governador Jackson Barreto (PMDB)  e o prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) anunciaram as exonerações de todos os ocupantes de cargos comissionados  nas esferas estadual e municipal de Aracaju. Pelo que se sabe, só foram preservados os secretários e seus adjuntos. Agora, os opositores de JB e Nogueira devem iniciar um movimento pela volta dos ocupantes dos mais de 4 mil CCs.



Modismo bacana



A moda de exonerar CCs começou este ano em agosto último no interior. Com parcos recursos do FPM, os prefeitos demitiram alguns amigos e preservaram seus familiares.



Mendonça em ação



O ex-deputado federal Mendonça Prado voltou ao ninho do DEM, segundo ele, a pedido da senadora Maria do Carmo. Na verdade, não voltou a partido do qual nunca se desligou. Assumiu a sua direção e retomou a sua pré candidatura ao governo do estado pelo seu partido e não mais pelo PPS. Já está com o discurso pronto contra o governo de JB e seu predileto inimigo Eduardo Amorim. Jackson Barreto tem um grande coração, mas seu governo é ruim. "Cuspindo no prato que comeu há pouco tempo"  é o mínimo que se pode dizer. Mas todos sabem que Mendonça é um franco atirador e vai peitar todos - amigos e inimigos -  em 2018.



Madrugador


Quem está diariamente à disposição do trabalho às 5h é o secretário de Estado da Agricultura,  Esmeraldo Leal. É um velho hábito do tempo de peão no MST. Acorda cedo e segue para compromissos no interior. De vez em quando se junta ao deputado federal João Daniel (PT) vão roçar em áreas de assentamento.

 

 

Quebradeira

 

 

Em entrevista à TV Sergipe, o governador Jackson Barreto (PMDB) admitiu que o Estado passa por uma fase sem dinheiro, uma quebradeira geral. Isso está visível e não é de hoje.



Única opção



Os serviços públicos federais que a classe média aciona se resumem ao acesso à Universidade Federal de Sergipe. Pelo resto(saúde, educação não universitária, transporte, etc.), paga tudo de seu bolso.

 

 

Pré campanha

 

 

Na sexta-feira, o pré candidato a senador Rogério Carvalho (PT) recebeu o apoio de 12 vereadores de Nossa Senhora do Socorro. Carvallho é rápido e sabe onde vai.



Fora do Reino?



Embora afastados das funções de pastores, o ex-deputado federal Heleno Silva e o deputado federal Jony Marcos continuam  ligados à Igreja Universal do Reino de Deus. Mas os opositores insistem em dizer que eles foram expulsos e suas bases estão dispersas. Eles garantem que o rebanho continua unido. Isso será melhor avaliado em outubro de 2018.


Riachão do Dantas



Quando em fase de boas relações com a prefeita Gerana Costa, a Câmara de Vereadores de Riachão do Dantas lhe autorizou a remanejar até 80% do orçamento municipal. Mas Gerana entrou em conflito com o parlamento e não autorizou a Câmara a remanejar recursos para o pagamento dos salários dos vereadores. Nesse clima ruim, os membros do Legislativo prometem autorizar a prefeita a remanejar apenas 1% do orçamento de 2018. Aqui se faz, aqui se paga.



Concorrência


O dono de academia Paulo Bedeu, embora sem querer, usou entrevista radiofônica para dizer que existem academias em Aracaju que estão em situação legal irregular e que têm professores não qualificados trabalhando no ramo. Estará se sentindo ameaçado com o surgimento de muitas academias na zona sul de Aracaju?



Questão de justiça



Os defensores da reforma da previdência afirmam que o seu objetivo é acabar com privilégios no benefício social. Só não explicam porque juízes, políticos e militares estão fora do pacote de medidas.



Problemão de SE



O analfabetismo é uma forma de exclusão social que Sergipe não consegue extinguir. Apesar de a educação sempre ser prioridade de todos os seus governantes, nenhum deles estabeleceu políticas educacionais eficientes para por fim a essa herança colonial sergipana. Pelos números recentes do IBGE, Sergipe ainda possui 260 mil analfabetos.


Concursos no interior



Segundo informações vindas do TCE, o presidente que sai, Clóvis Barbosa, deixou para ser votado projeto que as prefeituras terem em seus quadros efetivos contadores concursados. A intenção da medida é fazer com que as prefeituras não precisem pagar às três grandes firmas de contabilidade que atuam no mercado para as suas prestações de contas. O mercado de prestação de contas municipais é dividido entre essas três empresas. É mais fácil fazer concursos públicos para jovens contadores desempregados.


Patrocínio



Do ex-deputado estadual Jorge Araújo:  “Reinaldo Moura está tentando o patrocínio do Banese para o Sergipe. Espero que o amigo tenha mais sorte do que o meu Confiança, que até hoje não conseguiu promover o nosso Banese, mesmo participando de competições nacionais”.



Balanço de 2017



Nesta fase de final de ano, os políticos costumam aparecer na mídia fazendo balanços do que realizaram em suas áreas de atuação. Obviamente, todos apresentaram saldos positivos. Na verdade, só quem se deu mal em 2017 foi o povo mais pobre deste nosso Brasil, ainda que a crise econômica tenha atingido também o empresariado. Espera-se que todos tenham um 2018 melhor. Ah, uma recomendação: que os políticos exponham também as maldades que fizeram.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
16/12
10:26

Coluna Primeira Mão

PPS sonha com Valadares

 

O nome do advogado e ex-deputado federal João Fontes já está confirmado como pré-candidato ao Senado pelo PPS, que sonha em ter o senador Antônio Carlos Valadares (PSB) disputando a reeleição como aliado. O presidente do PPS, Clóvis Silveira, entende que a outra opção vai depender das coligações.  “Valadares poderia ser,  mas não acredito que ele saia do grupo que está. Estamos trabalhando para conseguir a segunda opção”, concluiu.

 

Pesquisas legais

 

A partir do dia 1° de janeiro de 2018 os institutos de pesquisas terão que registrar na Justiça Eleitoral (TRE/SE) as consultas populares para avaliar os pré-candidatos a cargos eletivos, ainda que sejam cenários simulados (as candidaturas só são definidas nas convenções) para as eleições do próximo ano. Mas, ate o dia 31 deste mês devem aparecer muitas pesquisas “fajutas”, feitas sob encomenda para beneficiar pré-candidatos.

 

2018 será razoável

 

Embora muita gente alimente a ideia de que 2018 será um ano ruim para os brasileiros, muitos economistas trabalham a ideia de que isso não acontecerá. Avaliando Sergipe, o economista Ricardo Lacerda disse à coluna que “2018 será um ano razoável”. Segundo ele, vai haver geração positiva de emprego e renda. Ruins foram 2015 e 2016. Já 2017 foi zero a zero. 2018 vai ser positivo mas não vai ser maravilhoso. Mas, para as finanças do Estado, vai continuar a ser  um ano difícil.

 

Encontro do MST

 

O MST promove de 19 a 22 de dezembro o seu 31º Encontro Estadual. Será no Quissamã. Lá será feito um balanço de 2017 e as perspectivas para 2018.

 

Posse de Ulices no TCE

 

Na manhã da sexta-feira, o novo presidente do Tribunal de Contas de Sergipe, Ulices Andrade, recebeu os cumprimentos de dezenas de amigos, entre os quais os do ex-prefeito de Laranjeiras, Juca de Bala. A solenidade de posse de Ulices foi das mais concorridas dos últimos anos.

 

Enfrentamento

 

Em entrevista a uma emissora de rádio no dia de ontem, o deputado federal Valadares Filho não deixou pedra sobre pedra dos governos de Edvaldo Nogueira e de Jackson Barreto. A crítica foi tão arrasadora que leva qualquer pessoa a pensar que ele tem um desempenho espetacular como parlamentar em Brasília. Será que ele sabe a que clero pertence na capital federal?

 

Machadão denunciado

 

O ex-vice- prefeito de Aracaju, José Carlos Machado, vai ter muito o que explicar à Justiça. Enquanto esteve no cargo, detonou o governo municipal de seu grande amigo João Alves Filho falando que a corrupção corria solta. Aparentemente isso não deu em nada, apesar da gravidade das acusações. Agora ele e o ex-prefeito foram denunciados pelo Ministério Público estadual. Vamos ver o que acontece.

 

Muitos problemas

 

A família do ex-governador João Alves Filho está com muitos problemas com a lei. Ele responde a processos, seu filho João Alves Neto, sua filha Ana Alves e sua irmã Marlene Calumby também. Dona Maria do Carmo está fora.

 

Maria critica

 

A deputada estadual Maria Mendonça (PP) lamentou que os servidores estaduais sejam, mais uma vez, “penalizados pela falta de planejamento do Governo com as finanças do Estado”. Ao manifestar seu voto contrário ao projeto de lei nº 248/2017, que, na prática, autoriza o congelamento de investimentos pelos próximos dois anos, Maria demonstrou preocupação com “outras áreas essenciais que enfrentam dificuldades e podem ficar em os recursos necessários para o custeio, uma vez que as despesas serão limitadas”.

 

Fiscalização

 

As autoridades estaduais e municipais devem ter interesse em fiscalizar as clínicas e laboratórios que funcionam no Bairro Siqueira Campos. Para lá chegam caravanas de pessoas humildes do interior de Sergipe, da Bahia e de Alagoas em busca de cuidados médicos. São pessoas que juntam o seu dinheirinho para pagar consultas, pagar examese comprar remédios. No fim da tarde tomam o rumo do interior. Ao lado de bons serviços médicos, existem profissionais que exploram essas pessoas ao exagerar nos pedidos e exigências.

 

Que tal mudar?

 

A oposição na Câmara de Vereadores de Aracaju vive obsecada em criar comissões parlamentares de inquérito. Antes, a estratégia era judicializar problemas políticos. Que tal propor projetos que ajudem a melhorar a vida dos aracajuanos?

 

Inferno astral

 

O pastor e ex-deputado federal Heleno Silva está vivendo o seu inferno astral com seus problemas na Justiça. O seu projeto eleitoral de tornar-se senador pode ser comprometido.

 

Sem esmolas

 

Muito estranha, muito estranha mesmo, a decisão do MPE de recomendar que motoristas não deem esmolas a crianças e adolescentes nos semáforos de Aracaju. O que será pior: a criança ou o adolescente com identidade de mendigo, desamparado pela sociedade, ou com a ideia de que o Estado que não lhe dá meios de subsistência e que recomenda a motoristas que ignorem a sua presença nos sinais? Ainda apostamos na  boa e velha solidariedade cristã.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
10/12
13:57

Coluna Primeira Mão

Papai Noel

Se realmente conseguir trazer para Sergipe os mais de R$ 1 bilhão que já prometeu ao Governo e aos prefeitos, o líder do Governo Temer no Congresso Nacional, deputado federal André Moura, vai virar uma espécie de Papai Noel de Sergipe. Mas somente se conseguir trazer tudo que prometeu.


Mendonça animado


O ex deputado federal Mendonça Prado, pré-candidato do PPS ao Governo de Sergipe, está bastante animado com a aceitação de seu nome junto ao eleitorado e aposta que a terceira via poderá representar a saída para tirar Sergipe da fase ruim econômica e politicamente em que se encontra. Na manhã da quinta-feira ele visitou o empresário Marcos Franco, presidente do Grupo ACF, e falou sobre suas pretensões políticas. Mendonça estava acompanhado do presidente do PPS, Clóvis Silveira, que disse que o partido vive um novo e bom momento e acredita que 2018 será um ano positivo para a agremiação.


Ana Raio


A prisão da presidente do DEM em Sergipe, jornalista Ana Alves, é assunto em muitas rodas sociais e políticas. Uma conclusão a que se tem chegado é que, aparentemente, as provas juntadas ao processo devem ser muito contundentes e robustas e isso teria motivado reações muito rápidas e grosseira da jovem. Nada atinge a jornalista, mas sim o seu pai, o ex-prefeito João Alves Filho e outros dois ou três secretários.

Prisão lucrativa?

Alguns marqueteiros de Aracaju acreditam que a prisão da jornalista Ana Alves, ocorrida na sexta-feira da semana retrasada, 01, poderá lhe render bons votos da disputa eleitoral de 2018. A opinião pública estaria hoje dividida. Os amigos dizem que ela foi presa injustamente. Mas a turma da oposição alega que Ana teria enfrentado os promotores.

Olhos nos políticos

O corajoso promotor público Jarbas Adelino antes pedia a prisão de militares na Auditoria Militar. Agora está mirando em políticos fora da lei. Ele merece o reconhecimento da sociedade sergipana. É firme e íntegro.

Efeito da crise

Prefeituras do Sul da Bahia, por conta do aperreio financeiro desses tempos de crise, andam demitindo até mesmo servidores concursados. Com arrecadações em baixa, os gastos com a folha ficaram acima dos 54% recomendado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Teme-se que isso venha acontecer também nas terras do Cacique Serigy.

Greve esquecida

Estranho o fato de o Jornal Nacional, da TV Globo, não ter feito cobertura da greve geral do dia 5 deste mês. Essa paralização foi um fato que tem a ver com todos os brasileiros, pois foi uma tomada de posicionamento em relação à reforma da previdência. A TV Sergipe, afiliada da Globo, fez a sua cobertura.

A favor e contra

Fala-se em segunda greve geral contra a reforma da previdência. Seria no dia 12 de dezembro. O que não falta no Brasil é gente dizendo que é a favor do direito de greve, mas não faz concessão ao direito de ir e vir. Em outras palavras, é a favor e contra ao mesmo tempo.

Primeira viagem

A oposição ao governo de Edvaldo Nogueira na Câmara de Vereadores tem batido palmas para Isaac, vereador do PC do B, que pediu uma CPI que só iria complicar a vida do prefeito. Como explicar isso? Marinheiro de primeira viagem: esse é seu primeiro mandato.

Avaliação

Em salas e corredores palacianos, fala-se que o governador JB vai cobrar uma prestação de contas de todos os seus secretários. Quer ter certeza de que a máquina está funcionando e que a população sergipana está recebendo os melhores serviços possíveis. Espera receber uma avaliação positiva, menos em relação aos salários dos servidores públicos.

Sobrevida

O deputado estadual Adelson Barreto Filho ganhou uma sobrevida no exercício de mandato. Com a decisão a favor de sua manutenção no cargo pelo TJ, poderá - quem sabe? - terminar essa legislatura se o recurso a ser impetrado pelo MPE demorar a ser julgado em Brasília.

Reveillon

Melhorou o "clima" de fim de ano com o anúncio de que haverá festa de réveillon em Aracaju. Residências, prédios públicos e privados começam a ser decorados. 2017 foi uma ano muito difícil para a maioria dos brasileiros.

Caras novas

Os partidos políticos estão procurando caras novas e pessoas que possam passar em qualquer teste de reputação ilibada para lançar como candidatos. Mas pouca gente acredita que políticos com mandatos e com problemas na justiça fique de fora das listas partidárias.

SOS

Aquela polícia que para carros e dá multas a quem dirige embriagado parece estar precisando de ajuda. Coloca-se nos lugares em que tais motoristas podem evitar o seu encontro com os policiais. Antes de sair dos bares e restaurantes são avisados por amigos sobre os locais das batidas policiais.

FASC

O novo Festival de Artes de São Cristóvão pode não ter sido o melhor de sua história. Mas precisa ser estimulado. Talvez uma data de verão seja mais interessante para dar motivos para Sergipe ser visitado por turistas. O FASC nunca foi um festival de inverno. Isso era coisa para Ouro Preto, cidade em que faz frio no inverno.

Preocupação


A notícia dando conta que a delegada da PF, Erika Marena, viria trabalhar em Sergipe deixou algumas pessoas preocupadas. É que, além de ter trabalhado na Operação Lava-jato, também tinha participado da operação que teria levado ao suicídio o reitor da Universidade Federal de Santa Catarina. Que fique claro, ela não é responsável pelo ato do reitor.

Professores na disputa


A tendência Articulação de Esquerda, grupo político petista liderado, em Sergipe, pela professora Ana Lúcia, terá como candidatos os professores Iran Barbosa (deputado estadual) e Angela Melo (deputada federal). Se não der certo a coligação com o PMDB, do governador Jackson Barreto, o grupamento pretende indicar o professor Dudu para o Governo de Sergipe e o também professor Joel para o Senado.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
26/11
16:44

Coluna Primeira Mão

Os descontentes

Todo o mundo sabe que os servidores públicos estaduais e municipais estão na bronca com o governador e com os prefeitos que têm atrasado salários. Não adianta explicar que os atrasos são por isso ou por aquilo. A questão que colocam certos políticos da situação é a seguinte: quem pode amealhar esses votos de funcionários descontentes?

Alegria demais

Os opositores do governador Jackson Barreto avaliam que todos os cenários apontam para o sucesso deles nas urnas em outubro de 2018. Dizem que elegerão o governador, os dois senadores e as maiorias nas bancadas da Câmara Federal e Assembleia Legislativa. É esperar para ver. Parece gabolice.

Pesquisas com DNA

O que motiva essa esperança toda são as pesquisas que mostram sempre os senadores Eduardo Amorim (PSDB) e Antônio Carlos Valadares (PSB) como os preferidos dos sergipanos para o Governo de Sergipe. Mas é preciso ficar atentos em relação à essas consultas populares, pois muita gente vê o DNA de quem pagou nos resultados divulgados.

Indecisos demais


Muitas das pesquisas, ainda que suspeitas, revelam que mais de 50% do eleitorado de Sergipe continua indeciso. Isso representa dizer que qualquer um dos candidatos ao Governo do Estado pode sair-se vitorioso nas urnas.


De novo


A CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central, CSB, Intersindical, CGTB e CSP-Conlutas decidiram realizar, no dia 5 de dezembro, uma Greve Nacional em Defesa da Previdência e dos Direitos. Os sindicalistas, que já iniciaram as mobilizações em Sergipe, dizem que a nova proposta de desmonte da Previdência Social apresentada pelo governo de Michel Temer e que deve ser votada no dia 6 de dezembro, é mais perversa que a anterior.



Mendonça corre solto


O pré-candidato a governador de Sergipe pelo PPS, Mendonça Prado, que se apresenta como a terceira via da disputa eleitoral de 2018, tende a correr livre no processo de campanha. Os pré-candidatos do grupo do governador, Belivaldo Chagas, e da oposição mais organizada, senador Eduardo Amorim, devem polarizar a campanha e deixarão Mendonça bem à vontade para ?bater? nos dois e, quem sabe, puxar para si votos que criarão alvoroço na hora da contagem.


13º salário


Não são apenas as secretarias e empresas do serviço público estadual e municipal que enfrentam dificuldades para pagar o 13º salário de seus servidores. O mesmo drama se faz presente na iniciativa privada de Sergipe. Tempos de crise são péssimos.


Sem FGTS


Os servidores públicos alegam que ficarão submetidos às mesmas regras de aposentadoria daqueles da iniciativa privada. E sem direito ao FGTS.


Empregos de volta


A luz do fim do túnel está acesa e Sergipe caminha para sair da crise. Todas as avaliações mostram recuperação dos empregos na indústria, na Agropecuária, extração vegetal, caça e pesca e no segmento de serviço, nesse último mais lentamente. Parece que dias melhores virão, provavelmente a partir de 2018.


Puras ilusões


Os seguidores sergipanos do deputado federal Jair Bolsonaro não devem criar ilusões políticas. Ele não será um Donald Trump, nem Emmanuel Macron. Mas vai, se for candidato a presidente em 2018, fazer exprimir os piores valores cultivados pelos nossos eleitores.


Mais limpeza


Aracaju já começa a mudar o seu visual. Ainda não é "a capital da qualidade de vida", admirada por turistas e sergipanos, mas está bem melhor. Mas ainda há muitas críticas.


Dentro da normalidade


Durante as festas juninas os balões são proibidos no Brasil inteiro. Agora, "vésperas" de eleições, o que não faltam são balões. Balões de ensaio, é verdade, mas muitos balões políticos, mas também muita boataria, muitas declarações e muitos desmentidos e muitos bate-boca. É assim que as candidaturas e as alianças são decantadas. Tudo anda, portanto, na mais perfeita normalidade.


Educação


Educação deveria ser o grande tema mobilizador de Sergipe, mas é o nosso ponto mais frágil. Há algo errado.


Esperanças petistas


Segundo membro da cúpula do PT, Márcio Macedo, tesoureiro nacional do partido, é uma esperança de muitos votos em 2018. Outros nomes também são lembrados como Rogério Carvalho, Francisco Gualberto, Conceição Vieira, Iran Barbosa, João Daniel, o atual secretário estadual da Agricultura, Esmeraldo Leal, etc. Pode ser que haja algum exagero, pode ser que não.


Lenha na fogueira


Recém-eleita para corregedoria do Tribunal de Contas do Estado, a ex-deputada estadual Angélica Guimarães esqueceu que não é mais parte da Assembléia Legislativa e sim conselheira de contas. Analisando o problema dos transplantes em Sergipe, partiu para a seguinte afirmação: "Há má vontade do governo". Jogou assim médicos e pacientes contra o governo estadual.


Prefeitos carentes


Na atual conjuntura econômica muitas vozes se levantam e pedem um novo pacto federativo para o Brasil. Trocando isso em miúdos, querem uma nova divisão do bolo da receita. Algumas pequenas mudanças podem ser necessárias para melhorar os desempenhos dos Estados e Municípios.


Canuto no TCE


O diretor executivo do Banco Mundial para o Brasil, Otaviano Canuto, fará palestra no Tribunal de Contas do Estado de Sergipe no dia 1de dezembro de 2017, às 11 horas. Sua palestra faz parte do ciclo de palestras intitulado "Por um Brasil Ético. O dinheiro público é de sua conta".


Petroclube em dificuldades


Petroleiros sergipanos dizem que o Petroclube enfrenta dificuldades para ser mantido. A Petrobras cortou uma ajuda que liberava mensalmente.


Centro Médico


Em breve, mais um centro médico privado será aberto em Sergipe. Ele estará localizado no bairro Rosa Elze, pertinho do campus da UFS em São Cristóvão.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
18/11
21:39

Coluna Primeira Mão

Em baixa

Outrora reconhecidas como “profissões de ricos”, a advocacia, a engenharia e a medicina estão em baixa. A maioria daqueles que têm ingressado no mercado dos anos de 1990 para cá têm salários de aproximadamente três ou quatro mínimos, no máximo. Há recém-formados ganhando R$ 1.600 no segmento do direito, trabalhando como empregados daqueles que conquistaram melhores posições no mercado.

Belivaldo é a opção


O PMDB realizou encontro para discutir, entre outras coisas, o apoio ao pré-candidato a governador Belivaldo Chagas. O atual vice-governador é a opção do

partido e tem o apoio de todas outras agremiações da base aliada do governador Jackson Barreto.


Mendonça e João


O PPS aprovou a pré-candidatura do ex-deputado federal Mendonça Prado para o Governo de Sergipe. Também foi aprovada a pré-candidatura do ex-deputado

federal João Fontes para o Senado. Os dois estão dispostos a enfrentar quem entrar na disputa eleitoral de 2018.



Sem novidades



Não há novidade na crise que atinge a Previdência de Sergipe. Há pelo menos cinco anos os relatórios que foram levados ao TCE tinham informações sobre o

déficit.



Venda da Deso



O deputado federal André Moura diz que foi o governador Jackson Barreto que colocou a Deso à venda e daí saíram os estudos do BNDES. O governador JB

diz o contrário , que foi que o presidente Temer que impôs a venda da empresa para ajudar na recuperação fiscal de Sergipe. São versões diferentes. A verdade

está no meio-termo?



Ação do MPF/SE

.

Importantíssima a ação movida pelo MPF, seguindo a ação que corre em Brasília, contra a reserva de mercado para empresa Taurus. Só a empresa vende armas

para o Exército e PM. Os bandidos importam armas de primeira qualidade. Fica desigual a luta contra a criminalidade. Chegou a hora de quebrar esse

monopólio.



Correria



O vice-governador Belivaldo Chagas terá pouco tempo para construir uma imagem positiva junto ao eleitorado enquanto governador e candidato a governador,

em começos de 2018. Vai herdar a imagem negativa do governador quanto aos salários atrasados. Quanto as realizações de JB na capital e no interior, terá de

fazer-se colar a elas. Ficará mal tentar se descolar da imagem do governador.



Maria Mendonça



A deputada estadual Maria Mendonça é uma boa pessoa, sempre gentil. Ninguém nega isso. Mas como parlamentar, seu desempenho tem, quase sempre,

deixado a desejar. Talvez seja hora de ela mostrar a que veio depois muitos anos na política.



A carne nossa



A situação dos matadouros e da conservação e venda de carnes continua a merecer a atenção do MP e da vigilância sanitária de Sergipe. Ainda entra a

crueldade com os animais mortos e a sua exposição nos mercados segue acompanhada nada tem de higiênico.



Padroeiras



Agora Sergipe tem uma santa padroeira: Divina Pastora. Contudo, as procissões em Aparecida recebem mais fiéis, 150 mil pessoas, enquanto Divina Pastora

recebe 100 mil. Isso pode ajudar o turismo religioso estadual? As duas cidades possuem infraestrutura (hotéis, restaurantes, etc.) para isso? Podem oferecer

algum conforto aos romeiros? Vamos torcer para que tudo dê certo. Há quem diga que, excluída a população de políticos nessas procissões, o número de

frequentadores cai muito. E preciso conferir isso .



Opus Dei



Yves Gandra Martins e Yves Gandra Martins Filho receberam títulos de cidadãos sergipanos na semana passada. Os dois são paulistas, membros da Opus Dei e

renomados juristas brasileiros. O Opus Dei é um grupamento conservador da igreja católica.



Cotas para concurso



O governador Jackson Barreto vai instituir uma política de cotas para concursos públicos em Sergipe. Está de parabéns. Isso já é uma realidade em diversos

estados brasileiros.



Briga feia



A briga permanente entre o Hospital de Cirurgias e a Prefeitura de Aracaju precisa acabar. É muito desgaste para as duas instituições e, o pior mesmo, fica para

os usuários do hospital que não recebem os serviços médicos de que necessitam.



Posição vergonhosa



Sergipe ocupa o 12º lugar no ranking de estupros dos estados brasileiros. É uma vergonha.



Os cavalos



Enquanto meio de transporte, os cavalos são animais que ajudaram a construir o Brasil. Foram substituídos pelos carros cuja potência é medida pelo número de

cavalos. Agora querer proteger os cavalos de maus-tratos é uma coisa importante. Não se deve, porém, maltratar os donos de carroças criando mais problemas

sociais para fazer Aracaju parecer uma civilizada. Todo o cuidado é preciso.



Surdos



Foi importante que a prova de redação do ENEM tenha sido os deficientes surdos. Cegos, surdos e mudos são pessoas praticamente invisíveis em nossa

sociedade. Sem trocadilho com os cegos, claro.


Marcação cerrada



As empresas de revenda de medicamentos Drogasil e Pague Menos disputam palmo a palmo os espaços de seus novos estabelecimentos em Aracaju (SE).

Diante de um povo doente ou viciado em remédios (não sei o que é pior), as duas empresas instalam farmácias em grande escala na capital sergipana.



Castanhas - Caiu de R$ 75 para R$ 60 o preço do quilo da castanha de caju em Sergipe. Continua cara.

 



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
1 2 3 4 5 6 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos