11/11
13:11

Primeira Mão

Direitos humanos do cabo Amintas




Em entrevista concedida a este jornal, o vereador cabo Amintas declarou orgulhoso: "algumas vezes fui arbitrário na rua, dei pancadas, dei tiro em vagabundo". Também disse que nunca foi ladrão e que a Câmara de Vereadores é um "balcão de negócios". E agora, como é que fica? De alguma forma, lembrou a sinceridade de José Carlos Machado em relação ao secretariado do ex-prefeito João Alves Filho.


Vai ou não vai?




Alguns aliados do governador Jackson Barreto não têm dúvida de sua pretensão de ser candidato ao Senado em 2018. Outros entendem que ele deve mesmo optar com ficar no cargo de governador até o final da gestão, em janeiro de 2019. Ele está pensando e entende que ainda é cedo para dar uma resposta definitiva para a questão.

Só love




Amigos do ex-deputado federal Mendonça Prado propagam que, se o PPS dele e o DEM de sua ex-mulher formalizarem aliança política para 2018, a coligação poderá ter como nome “só o amor constrói”.

Entusiasmo demais




O vice-governador Belivaldo Chagas não esconde de ninguém o seu entusiasmo com a possibilidade de ser o candidato a governador do bloco governista. Mas é o presidente do PT de Sergipe, Rogério Carvalho, o mais animado entre os candidatos majoritários ligados ao governador JB. Roda o Estado o tempo todo se apresentando como pré-candidato ao Senado.




Pesquisas falsas




Circulam por todo o Estado, semanalmente, uma média de 12 a 15 pesquisas eleitorais falsas. Alguns candidatos trabalham a ideia de iludir os eleitores mostrando que são as melhores opções. Quando a campanha começar querem aparecer como os salvadores de Sergipe.


Quo vadis?




E o PSDB sergipano, segue no senador Tassos Jereissati ou o senador Aécio Neves na disputa pelo comando interno nacional? Eis a questão.




Vai para a REDE


Embora tenha sido muito procurado por vários partidos, o coronel Rocha tende a se filiar ao REDE SUSTENTABILIDADE. Parece ter mais afinidade com ele.




Cheios de dinheiro




O mercado da fé tem transformado muitos pastores brasileiros em bilionários e milionários, como foi divulgado recentemente nas redes sociais. Com 967 entidades religiosas em Sergipe, os nossos pastores podem não ter lá essas grandes fortunas mas já formam uma fatia razoável do empresariado sergipano.




Movimento Estudantil




Na próxima terça-feira, o vice-reitor da Universidade Federal de Alagoas e historiador sergipano José Vieira da Cruz fará o lançamento de seu mais novo livro "Da autonomia à resistência democrática. Movimento Estudantil, ensino superior e sociedade em Sergipe (1950-1985)". O local do evento será o Museu da Gente Sergipana, às 17h.




Seleção brasileira




Se a Seleção Brasileira de Futebol ganhar a Copa do Mundo na Rússia, será Michel Temer quem receberá os jogadores no Palácio do Planalto. Tem gente da oposição que, por isso, diz que vai torcer contra o nosso time. Também não precisava exagerar tanto!




Assédio moral




A questão do assédio moral nas repartições públicas, inclusive em Sergipe, é um baita problema. Tem chefe que chama subordinados de incompetentes, inúteis, etc. É preciso prestar atenção a esses casos tão corriqueiros no serviço público.




Calmaria




As guerras palacianas que ocorriam no Tribunal de Contas do Estado devem acabar com a chegada de Ulysses Andrade, um político experiente e conciliador.




Bolas da vez?




As próximas eleições podem ser propícias a partidos como PSOL e PSTU, se estes não ficarem repetindo palavras de ordem anacrônicas. O humor do eleitorado está contrário a partidos acostumados ao exercício do poder.




Buracos


É menor a quantidade de buracos nas ruas e nas avenidas de Aracaju, justiça seja feita ao prefeito Edvaldo Nogueira. Mas é preciso não esquecer que, ao tapar buracos, ele criou quebra-molas por toda a parte. Falta agora fazer o recapeamento para terminar com o segundo problema. Em suma, já melhorou.




Casos de polícia




A competição entre os programas radiofônicos para saber qual emissora divulga mais notícias policiais tem baixado muito o nível do veículo de comunicação que é o rádio. Se alguém estiver interessado no assunto, basta o número dessas notícias. Que tal mudar o foco para a divulgação dos casos de corrupção que estão subnotificados?




Solidariedade


A I Feira da Solidariedade será no dia 14 das 8h às 17h30, na Praça Almirante Barroso, em Aracaju e terá artesanatos, produtos da agricultura familiar e comidas. O dia será abrilhantado com apresentações culturais. O evento tem o objetivo de proporcionar a artesãos de todo o estado de Sergipe, que não possuem um espaço próprio de revenda, a oportunidade de expor e vender seus produtos dentro dos princípios da economia solidária. A feira é parte da Semana da solidariedade que será de 12 a 19 de novembro.

 

 

Das tripas coração

 

O que fará o Governo de Sergipe para pagar mensalmente uma folha bruta de R$ 150 milhões para aposentadores e pensionistas em 2018?

 



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
05/11
08:15

Primeira Mão

A-ideológica
Com o fim do mandato de Jackson Barreto em 2018 já começa um novo ciclo da política sergipana quase completamente aidelogica. Pense você nas lideranças que podem governar a sociedade sergipana: Belivaldo Chagas, Eduardo Amorim, André Moura etc. O PT e os outros partidos que se querem de esquerda têm pela frente jejum político por muitos anos. Não existe nenhum Marcelo Déda à vista.

Vias de fato
O ex-deputado federal Mendonça Prado vai para o PPS e quer mesmo ser candidato a governador. Quer ser a terceira via no pleito de 2018. Já Saulo Viera, do PSL/LIVRES, quer ser candidato a governador e poderá ser a quarta via. Mas, relaxe. Vem por aí a quinta, a sexta e sétima vias.

Planejamento tardio
Parece que a administração de Edvaldo Nogueira assumiu "ontem" a prefeitura de Aracaju, pois só agora vai fazer o seu planejamento estratégico. Durante a campanha fez o diagnóstico dos problemas e propôs medidas para soluciona-los. Depois de eleito, a equipe de transição tomou de pé da situação e sua equipe coletou os números que iria nos cofres da prefeitura. E agora, só agora, diz que vai fazer seu planejamento estratégico. Isso equivale que os planos e metas da campanha não são pra valer; que o trabalho de transição só vale um pouco e que a partir do décimo mês começa administrar de fato. Tem uma desculpa: João Alves Filho fez uma administração desastrosa e deixou muitas dúvidas para o seu sucessor. Se for por isso, tudo bem. Vamos fazer de conta que isso não acontece quando prefeitos e governadores recebem prefeituras e governadorias em tempos melhores herdadas de melhores gestores.

1000 requerimentos
Segundo orgulhoso vereador de Aracaju, muito tem sido o desempenho de seus colegas de casa legislativa. Começando o décimo primeiro mês de legislatura, eles apresentaram cerca de 1000 requerimentos. É de fato muito "trabalho". Tem muito o que mostrar à população aracajuana. Enquanto isso, o plano diretor não anda, a licitação do transporte públicos não é feita, etc.

Livro de Albano
Ainda repercute o lançamento do livro ?Artigos Globais e outros textos esparsos?, pelo empresário e político Albano Franco. Agora, foi a Câmara de Vereadores de Riachão do Dantas que aprovou Moção de Aplauso. A indicação de autoria do vereador Albertino Franco Souza foi aprovada por unanimidade. O lançamento da segunda publicação do ex-Governador de Sergipe aconteceu no ultimo dia 26, em Aracaju e, em seguida, ele participou de sessão de autógrafos durante a IV Bienal do Livro em Itabaiana. Toda a renda obtida com a venda de ?Artigos Globais e outros textos esparso? está sendo destinada para a Casa Maternal Amélia Leite.

Caminhar é preciso
As caminhadas e corridas em Aracaju têm se transformada numa tradição a ser encorajada em todas as cidades do interior. Elas promovem a integração de diferentes setores das comunidades e levam saúde e entretenimento para muita gente.

Educação de qualidade
Os caros colégios secundários de Aracaju não têm somente a obrigação de aprovar estudantes no Enem. A educação oferecida por eles não pode estar abaixo das melhores escolas de classe média das capitais sudestinas. Afinal, o conteúdo e os preços são os mesmos.

Quem paga?
Quem vai pagar as multas de pedestres e ciclistas brasileiros em 2018 para aqueles que andarem fora de suas faixas ? Só se for o próprio Denatran nesses tempos de desemprego. Isso se aprende é nas escolas e com campanhas educativas permanentes.

Fragmentação
Com o rompimento entre Maria Mendonça e Valmir de Francisquinho, o voto dos eleitores de Itabaiana estará bem fragmentado nas próximas eleições.

Subvenções
Será uma grande decepção para os sergipanos se a justiça não julgar os processos tendo as verbas de subvenção da Assembléia Legislativa antes das eleições do próximo ano. A opinião pública só quer saber quem é culpado ou não. Esse não é o trabalho da justiça?

Sabidão
O ministro da Justiça, Torquato Jardim, disse na semana que passou que comandantes da PM do Rio têm envolvimento com o mundo do crime da cidade maravilhosa. Só contaram isso para ele .E agora.

Plebisicito
Haverá um plebiscito nas próximas eleições do ano quem: a privatização da água ou a privatização da Deso. Quem assumir abertamente o voto pelo sim poderá perder votos.

Finados
O Dia de Finados mostrou o péssimo estado em que os cemitérios de Aracaju se encontram. Mortos não votam? No tempo do voto em cédulas, sim, votavam, às vezes até mais de uma vez e às vezes em mais de uma cidade sergipana. Hoje em dia como não votam mais , cemitérios quase estão abandonados.

Sem túmulo
Na quarta-feira, 01, véspera do Dia de Finados, duas famílias detectaram que alguns ?vivinhos da silva!? estavam querendo assumir o espaço que seus pais, já mortos, tinham lhes deixado para o descanso final. Os ?Sem Túmulos? já tinham até contratado serviços de um pedreiro para dar um novo visual na área que estavam roubando.

Leão de granja
Os sergipanos que têm ido a Buenos Aires (Argentina) nos últimos meses têm tirado fotos ao lado de leões do zoológico local. Os animais parecem gostar da turma daqui.


Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
28/10
20:18

Coluna Primeira Mão

Presentaço


O governador Jackson Barreto ganhou um presente antecipado de Natal, com a aprovação de empréstimo de mais de meio bilhão junto à Caixa Econômica Federal. Todas receitas somadas nesse seu segundo mandato ( Proinvest, etc.), terá o que mostrar aos sergipanos se concorrer a qualquer cargo. Esse dinheiro é um golpe no fígado da oposição. O problema do governador e do seu bloco se reduz ao pagamento dos salários dos servidores estaduais e acomodar tantos aliados sob o seu guarda-chuva.

 

Homenagem a Dória

 

Aqui para nós, a concessão do título de cidadania sergipana ao empresário e prefeito de São Paulo, João Dória, comenta-se à boca miúda, surgiu a partir de uma sugestão do ex-governador Albano Franco, que durante muitos anos liderou o PSDB no Estado.

 
Voto de Laércio


Tem gente interpretando a ausência do deputado federal Laércio Oliveira na Câmara de Deputados como um voto  contra Michel Temer. Outras pessoas dizem o contrário. Outras mais falam em abstenção. Afinal, como teria votado se estivesse presente?

Caixa dois


A prática do caixa 2 continuará existindo nas eleições brasileiras. Era e permanece sendo crime eleitoral. O TSE  tem condições de fiscalizar isso em mais de 5000 municípios brasileiros? Claro que não! Os candidatos terão um pouco mais de cuidado para exibirem sinais exteriores de campanhas ricas. Mas está claro que ninguém vai abrir mão de um  bom e gordo caixa dois.


Agiotagem 1


A agiotagem existe em todas as cidades sergipanas e os agiotas estão no mercado de trabalho público e privado. Eles são banqueiros ilegais que cobram juros e não brincam em serviço com devedores que não conseguem pagar. A sua atuação não é fiscalizada por quem deveria fazê-lo. Diferentemente dos banqueiros oficiais que mandam tomar bens através da justiça, agiotas costumam "apagar"devedores irrecuperáveis. Na semana que passou parece que ocorreu o contrário: um devedor deu fim a um agiota.


Agiotagem 2


Houve uma época (nos anos de 1970, 80, 90 e até um dia desses) em que os agiotas se faziam muito presentes na Assembleia Legislativa e Câmara de Aracaju para lembrar aos seus clientes parlamentares o compromisso de lhes pagar. Era constrangedor.

Nas ondas do rádio


O clima eleitoral está cada vez mais fortemente nas ondas radiofônicas. Ninguém faz campanha eleitoral e todo o mundo faz campanha eleitoral. Também Sergipe não é para neófitos.

Bem cotados


O coronel Rocha, que deseja ser candidato a deputado federal, e o ex-prefeito de Laranjeiras Juca de Bala, que anda de olho em uma cadeira na Assembleia Legislativa de Sergipe, têm sido muito procurados por dirigentes de partidos políticos que desejam fazer fortes bancadas em 2018. Como ainda é cedo, eles dizem que vão pensar nos convites.

Direito de imagem


Alegando que têm o direito de imagem, os Policiais Militares de Sergipe estão proibindo repórteres fotográficos de lhes fotografarem trabalhando. Eles esquecem que são agentes públicos e que as suas atividades devem ser transparentes. Mas, quando apreendem  uns pacotinhos de maconha ou prendem um ladrão ou suspeitos por crimes outros brigam para aparecer em fotos ao lado dos marginais.


Casuísmo

O ministro do STF Luiz Roberto Barroso disse na quinta passada o que todo analista político observa nas decisões de seu arrogante colega Gilmar Mendes: usa de casuísmo para mandar soltar criminosos de colarinho branco.

 

Made in Sergipe


É positivo o esforço de políticos e de empresários no sentido de regularizar a produção das queijarias formais e informais de nossa bacia leiteira. Mas é preciso algo mais além de higiene. Aumentar a qualidade da produção de nossos queijos levaria muita gente a comprar produtos "made in Sergipe".


Sem armas


Finalmente uma boa notícia. O Presidente Temer vetou o uso de "arma de fogo"   por parte de agentes de trânsito.  Os guardas de trânsito devem ter como "armas", a orientação e o apito. Para orientar e controlar o trânsito o agente não precisa de "arma de fogo".

Almoço grátis


Alguém já ouviu falar em almoço gratuito? Os economistas dizem que isso não existe. A julgar pelo comportamento do presidente do país e dos seus eleitores na Câmara de Deputados, na política o almoço também é pago. Muitos parlamentares reclamaram que votaram a favor do presidente na primeira votação contra a denúncia do MPF e nada receberam em troca. Em outras palavras, forneceram o almoço ao presidente e este não pagou por ele. Ficou fiado. Para o segundo voto da quarta passada, estavam cobrando os dois almoços.


Única saída


Embora os prefeitos achem o contrário, nos parece que fechar prefeituras como forma de protestar contra de cofres vazios não é nada correto. Significa deixar os munícipes sem os precários serviços das cidades sergipanos. Se existem municípios que não podem sobreviver com as próprias pernas, talvez seja o caso de povoados que se emanciparam de municípios voltarem a ser povoados. Ainda bem que foi parada a onda de criação de novos municípios sem as mínimas condições econômicas.


Aracaju-Buenos Aires


Segundo certas agências de turismo de Aracaju,  não existe crise nesse setor. Os sergipanos que viajam continuam viajando. O problema é trazer os turistas para cá. É o que poderá acontecer com a ponte aérea Aracaju-Buenos Aires-Aracaju. Certamente muitos sergipanos vão se deslocar para a capital portenha. O problema é que haverá uma pedra no meio do caminho chamada Salvador. A capital baiana tem tudo o que Sergipe pode oferecer e muito mais. Mas torcemos para que tudo dê certo.


Internacional

Agora que o Aeroporto de Aracaju é internacional, seria importante a Infraero ou o governo estadual colocar bandeiras do Mercosul, da União Europeia, dos EUA, da Argentina e, por que não?,  dos estados brasileiros. Elas representariam que os visitantes são bem-vindos a Sergipe

 

Museu está insosso


O Museu da Gente Sergipana é bacana. Tudo bem. Mas já está um tanto insosso. Deveria ter um pouco mais dos grandes feitos coletivos do povo sergipano, das realizações históricas de que os sergipanos se orgulham, como se Sergipe fosse um país, tipo a luta por sua emancipação, libertação dos escravos...

 

Violência contra mulher

 

A Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec), através da Guarda Municipal de Aracaju (GMA), realiza nos próximos dias 30 e 31 de outubro o primeiro módulo do curso “Presencial de Formação para o Combate a Violência Doméstica e Familiar e Patrulha Maria da Penha”. A ação conta com a parceria da Coordenadoria de Mulheres do Tribunal de Justiça de Sergipe e tem como finalidade capacitar guardas municipais para a atuação no enfrentamento à violência contra a mulher. O curso terá duração de 16 horas e ocorrerá na base da guarda, localizada no Parque Governador Augusto Franco, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30. Serão disponibilizadas 30 vagas.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
22/10
10:04

Coluna Primeira Mão

Extrema direita


Quem pensa que a extrema direita era coisa do passado está muito enganado. Em Aracaju existem grupos políticos integralistas, fascistas e até nazistas. E isso não é fenômeno alimentado pelas redes sociais na internet. Muitos grupos estão se reunindo regularmente e deles fazem parte muitos profissionais liberais. Nos meios universitários esses nunca foram tão visíveis como hoje em dia.


Hospital do Câncer


A construção do Hospital do Câncer em Aracaju vai ser um dos discursos da oposição ao governo estadual nas próximas eleições. As desculpas e as justificativas vão ter que ser boas. A população já está impaciente porque esse projeto não sai do papel . Depois de tanto tempo o que se tem é apenas terraplenagem.


Sem reuniões


Tem muita gente do PSDB reclamando do fato de os dirigentes da agremiação não mais fazerem reuniões para discutir o partido, eleições e outros temas. Alguns tucanos, que dizem que se sentem fora do ninho, afirmam que não lembram mais quando houve uma reunião do partido em Sergipe.


Almeida Lima


Embora já tenha dito que não pretende disputar cargo eletivo em 2018, o nome do secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima (PMDB), é sempre lembrado no bloco aliado e na oposição, que acha que na hora ?H? ele será chamado para uma para entrar no páreo.


Lampião


Se vivo fosse, em 2018 o cangaceiro Virgulino Ferreira, o ?Lampião?, comemoraria  80 anos. O caminho que leva à Grota do Angico, em Porto da Folha, local da morte,  precisa ser melhorado para permitir a procura de turistas sergipanos e de outros Estados.  Embora pernambucano, ele morreu em Sergipe.


Sergipanidade


No dia 24 de outubro é o Dia da Sergipanidade. As autoridades políticas deveriam fazer um esforço para fazer Sergipe se destacar em pelo menos uma atividade ou indicador social entre os outros estados brasileiros. Sergipe poderia ser um modelo para o Brasil em muitas já que, por ter uma população e um território pequenos, a sua administração é uma das mais fáceis.


Outono de Valadares


O senador Antônio Carlos Valadares pode estar vivendo o outono de sua vida política. Perdeu a principal indicação da CODEVASF, não tem o controle da prefeitura de sua cidade e agora foi defenestrado do cargo de coordenador da bancada federal,  que cuida das emendas parlamentares. Mas a raposa de Simão Dias não entregou os pontos. Deu um voto corajoso contra o arquivamento do processo contra Michel Temer, acusado de formação de quadrilha e de obstrução de justiça.


Clubes e política


É  normal que políticos tenham suas preferências em termos de times de futebol. Agora a sua presença nos cargos dirigentes dos clubes só torna mais complicada a profissionalização dos times sergipanos. Que façam doações, que vão aos estádios como torcedores, mas deixem a direção dos clubes por conta de empresários. Os nossos clubes precisam se transformar em verdadeiras empresas.


Criminalidade


Já é mais do que hora de governador e prefeitos fazerem campanhas publicitárias contra a criminalidade entre os sergipanos. Apesar de sempre fazerem a ligação entre o crime e as drogas, todos percebem que muita criminalidade tem fundamento cultural. As pessoas precisam ser educadas no sentido de resolverem seus conflitos e diferenças na base do diálogo, da negociação etc. Rádios, TVs, igrejas e escolas podem ajudar e muito nesse trabalho.


Católicos


Os católicos do mundo ganharam finalmente um papa progressista, um hermano argentino. Talvez já seja a hora de a Igreja Católica em Sergipe preparar uma agenda positiva de ação social afinada com os bons ventos do Vaticano. Só assim voltará a ter protagonismo na sociedade sergipana.


Novo livro


O historiador e cientista político Ibarê Dantas está preparando novo livro sobre a política sergipana. O lançamento do novo rebento está previsto para início de dezembro que vem.


Reveillon


Já que o Estado e a Prefeitura de Aracaju não vivem tempos de vacas gordas, o governador e prefeito precisam se unir para realizar as festas de fim de ano. Essas festas fazem bem a todo o mundo: sergipanos, turistas, comerciantes, donos de hotéis etc. Chega de tantas más notícias em 2017!


Trapalhada


Mais uma trapalhada  do governo Michel Temer é a tentativa de dificultar  que os auditores fiscais do trabalho consigam enquadrar como trabalho escravo certas práticas de trabalhistas anacrônicas. Arrumou confusão. Tem protesto até da Organização Internacional do Trabalho. Em Sergipe o Ministério Público do Trabalho tem denunciado vários desses casos análogos ao trabalho escravo. Lamentável!


Saguis


Alguma doença pode estar atingindo os saguis que  circulam na rua União, nas proximidades do conjunto Eduardo Gomes, em São Cristóvão. Os aninais estão morrendo sem que se busque alguma forma de salva-los.


Eleições CRC


O Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe (CRCSE) está nos preparativos das eleições da classe, que acontece nos dias 21 e 22 de novembro. Duas chapas estão na disputa: a primeira, encabeçada pelo contador e professor Vanderson Melo e, a segunda, liderada por Alaelson Cruz dos Santos, é a única de oposição.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
14/10
21:30

Coluna Primeira Mão

Fique atento


Tem muito político sem conseguir dormir direito desde que Eunice Dantas foi nomeada Procuradora-Geral da República em Sergipe. Para quem não se lembra,  ela teve muito importante no desencadeamento das ações no escândalo das verbas de subvenção da Assembléia Legislativa. Se ela adotar o mesmo perfil que teve como procuradora agora que se tornou Procuradora-Geral é bom muita gente botar as barbas de molho.


Uma boa ideia


Essa proposta de fechar as prefeituras de Sergipe por 48 horas, nos dias 16 e 17, é boa. Não podem parar serviços das áreas de Saúde e Educação. Os municípios, assim como os Estados, vivem péssimos momentos. A quebradeira é geral e por causa disso entraram em vigor políticas de demissões de ocupantes de cargos comissionados e de atrasos nos pagamentos de salários. Os prefeitos reclamam dos repasses federais e estaduais e o povo protesta contra as gestões municipais.


De olho no emprego


O prefeito Edvaldo Nogueira tem se destacado como um administrador trabalhador. Mas  nas eleições de 2020 terá que se virar para continuar vivo na política. Tem muita gente querendo o emprego dele e anda comentando abertamente.


Será?


Sempre que alguém comenta com ele a possível candidatura do governador Jackson Barreto ao Senado Federal em 2018 o secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima, pergunta: E Jackson será candidato ao Senado mesmo? E completa: até agora ele não anunciou isso.


Despreocupado


Realmente, o governador JB não parece muito preocupado com o seu destino em 2018. Lhe preocupa mais eleger Belivaldo Chagas governador que qualquer outra coisa. Mas Jackson tem dito que, embora ache que ainda é cedo para definir candidaturas, está observando os cenários que rondam a política sergipana. E fica por aí.


Tempo novo


Agora que seu nome foi oficialmente anunciado como pré candidato a governador de Sergipe, cabe fazer a pergunta: quais as ideias políticas de Belivaldo Chagas? Naturalmente não é um desconhecido dos sergipanos,  mas suas ideias são. Sendo Belivaldo eleito ou qualquer outro (Eduardo Amorim, André Moura,  etc.),  uma nova fase na política estadual começará.


Desafio


Os governistas ligados a JB já colocaram na mesa o nome de Belivaldo para disputar o Governo do Estado. Os oposicionistas até agora não marcaram posição e jogam com os nomes de André Moura e Eduardo Amorim. É preciso cartas na mesa.


Mendonça Prado


O PPS aposta na possível candidatura de Mendonça Prado para o Governo de Sergipe em 2018. Mendonça não descarta essa possibilidade e seu nome poderá ser anunciado como pré-candidato no dia 17 de novembro deste ano.

 

Gonzaga deputado


O vereador Dr. Gonzaga não para. Quer uma cadeira na Assembleia Legislativa de Sergipe e tem rodado por todo o Estado na caça ao voto. Ele avalia que tem encontrado boa receptividade.

 

Área nobre


As construtoras pediram e conseguiram a promessa da prefeitura de Aracaju de fazer uma enorme orla, partindo da Atalaia até o Mosqueiro. Então vai ser assim: as empresas constroem casas e edifícios de apartamentos e a prefeitura de Aracaju coleta o gordo IPTU daquela área.


SESC Hotel


Encontra- se em estado avançado a construção do hotel do SESC na orla da Atalaia. Terminado, será uma importante contribuição para o turismo estadual.  Receberá hordas de comerciários a Aracaju. Esse tipo de hotel existe no Brasil inteiro e atrai turistas com poder de gasto médio. Segundo a diretora regional do Serviço Social do Comércio, Adely Carneiro, o hotel será inaugurado no dia 30 de novembro e oferecerá 60 apartamentos, todos de frente para o mar.


Catolicismo

O catolicismo sergipano é praticado sobretudo por mulheres de idade avançada.  Basta observar o movimento nas igrejas da capital e do interior. Na romaria do dia 12 passado, impressionou o número de pessoas de todos os gêneros e idades em direção à cidade de Nossa Senhora de Aparecida no interior do estado. Os padres precisam refletir sobre as causas da ausência de jovens e homens nas igrejas católicas sergipanas.

Abate clandestino

Foram fortes as fotos de bovinos mortos publicadas pelo JC na semana que passou, sem nenhuma higiene,  com partes espalhadas pela grama, sendo preparadas para consumo humano. Os órgãos fiscalizadores podem fazer um trabalho melhor do que têm feito.


Bem menores


Saíram menores os ministros do STF quando,  na quarta- feira,  decidiram que,  tomando medidas cautelares contra parlamentares, tais decisões para serem cumpridas precisam da aprovação do Congresso. Que país é esse, afinal?


Filmes dublados


A idéia de exibir filmes dublados é interessante porque criou um mercado de trabalho para atrizes e atores brasileiros. Além disso,  por que temos que "ouvir"  filmes em língua  estrangeira reforçando o colonialismo cultural americano no Brasil? A surpresa nossa foi saber que a dublagem é sobretudo porque os brasileiros não conseguem ler as legendas quando os filmes são falados em língua estrangeira.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
08/10
09:12

Coluna Primeira Mão

Mudanças no BNB

  

A partir desta segunda-feira o bancário Antônio César será o novo superintendente do Banco do Nordeste em Sergipe. O atual ocupante do cargo, Saumíneo Nascimento, assumirá a gerência geral do BNB em Maceió (AL).

 

Bem amarrados


O governador Jackson Barreto e o seu provável candidato à sucessão estadual, Belivaldo Chagas,  estarão presos um ao outro no processo eleitoral de 2018. O sucesso deles  nas urnas depende justamente do fato de estarem unidos no mesmo projeto. Caso contrário fracassarão na campanha.



Para Governo



O ritmo de trabalho  a que se impõe o deputado federal André Moura (PSC). líder do Governo Temer no Congresso Nacional, em Brasília e em Sergipe todo santo dia é coisa de quem quer ser senador ou governador. Não dá para acreditar que busque apenas a reeleição, como dizem alguns aliados.



Financiamento


O financiamento empresarial de campanhas eleitorais está com seus dias terminados a partir de 2018? Na ultima quarta-feira o Congresso introduziu o financiamento publico de campanha ao criar um fundo eleitoral com verbas oriundas de renúncia fiscal de parte da propaganda eleitoral e de emendas impositivas das bancadas estaduais da Camara e do Senado. Pode estar sendo iniciada uma nova era na politica brasileira. A questao agora e ver para crer. Na Alemanha, o recém-falecido chanceler Helmut Kohl saiu da politica porque fez campanha eleitoral com financiamento ao mesmo tempo publico e privado.



Estabilidade



No ano passado, o ex-governador João Alves Filho se afastou da política depois de uma administração desastrosa da prefeitura de Aracaju. Em 2017,  a senadora Maria do Carmo Nascimento Alves também se retirará da política. Enquanto senadora, seu desempenho sempre deixou a desejar. Ela tem a seu favor problemas de saúde. Será lembrada como a primeira-dama mais dinâmica que Aracaju e Sergipe já tiveram, com seu trabalho de assistencialista nas periferias. Quase no apagar das luzes do seu último mandato verá tornar -se lei de sua lavra aquela que porá fim na estabilidade dos servidores públicos brasileiros. Desse modo também não será esquecida por raivosos  funcionários públicos federais, estaduais e municipais do Brasil.



Removida


A delegada Daniela deixou de ser "a caçadora de corruptos " na semana que acaba. Os seus dias estavam contados há muito tempo. Os seus superiores hierárquicos deixaram a temperatura baixar e o assunto sair do noticiário para fazer a remoção da delegada para outro setor.



Menos dinheiro



Menos verbas e portanto menos obras para prefeitos brasileiros com a retirada de parte das emendas impositivas para capitalizar o fundo eleitoral,  já valendo para o próximo ano. Políticos da oposição aos atuais deputados federais e senadores terão melhores chances de competir com estes. Aumentará a dependência dos prefeitos em relação aos governadores.


Ficha suja



O STF parece dividido mas decidido a impedir a candidatura de "politicos ficha-suja " nas eleições do próximo ano. Para isso, fez  a Lei da Ficha Limpa ter efeitos anteriores  a 2010, ano de sua entrada em vigor. Numa votação apertada de 6 a 5, deliberou que a peneira da lei alcançará  políticos que se achavam protegidos pela mesma lei e que agora não poderão ser candidatos em 2018.



Lula em alta



Em Sergipe, assim como em vários outros Estados do Nordeste, possíveis candidatos a cargos eletivos estão usando fotos suas ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A popularidade do ex-presidente no Nordeste é muito alta.

 

Senador Valadares manifesta apoio ao voto distrital

 

Do senador Valadares: “O voto distrital misto foi adotado na Alemanha depois da 2ª guerra Mundial. Antes, existia um sistema de partido único comandado por Hitler, um ditador sanguinário, que deixou a Alemanha reduzida às cinzas. O Distrital misto aprovado em 1945, após a derrocada do nazismo, conduziu aquele país a uma democracia estável que perdura até hoje, sem eminências pardas e sem salvadores da pátria. A demagogia e o populismo foram banidos de uma vez por todas pelo voto do povo. Vence o partido que tiver melhor proposta. Lá não existe nenhum Moisés, como aqui no Brasil que se fábrica de vez em quando, em cada eleição, para a escolha de governos da União, e dos governos estaduais e municipais. O Brasil ainda é um país vencido pela demagogia,   gestores ineptos, salvadores da pátria e nefastos corruptos e corruptores.”



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/09
16:47

Coluna Primeira Mão

Aposentadorias em SE

 

Muita gente está convencida de que há uma correria de servidores públicos rumo ao Sergipe Previdência para se aposentar, temento as mudanças que ocorrerão no sistema previdenciário. O presidente do Sergipe Previdência, José Roberto Lima avalia que o problema não é esse, mas sim o fato de o  pessoal que entrou no final dos anos 80 já está em tempo de se aposentar. “É o "ciclo' do trabalho no serviço público. Nos próximos 10 anos deverão se aposentar cerca de 29 mil servidores”.

 

Aposentadorias

 

Mas, ainda assim, as previsões feitas por economistas dão conta de que  em breve, se a reforma da previdência começar a tramitação pra valer, haverá uma grande corrida em pedidos de aposentadoria por funcionários públicos federais, estaduais e municipais. As novas regras são, dizem, para arrebentar o servidor público.

 

Nomes fortes

 

O PRB trabalha a ideia de eleger pelo menos quatro deputados estaduais. Os nomes mais cotados são os de Jairo de Glória, Adriana Leite (vice-prefeita de Estância), Monteirinho (vice-prefeito de Rosaáio do Catete) e o pastor Mardoqueu Bodano.

 

 Líder

 

Uma importante distinção fez um político atualmente sem mandato sobre o deputado federal André Moura, líder do governo no Congresso. Existiria uma diferença entre líder e liderança política. O deputado sergipano se movimenta e fala em nome de Eduardo Cunha e de Michel Temer. Assim seria uma liderança, mas não um líder. O líder tem seguidores. Que ascendência teria André Moura sobre deputados e senadores para chamá-los de seus seguidores? Ele seria mais um intermediário que passa mensagens dos que lhe dão ordens. Ciumeira política? Isso não parece importar. O fato é que o deputado federal consegue mesmo liberar verbas e tem dado passos visando a uma candidatura de senador ou de governador.

 

 Corujão

 

Foi noticiado ontem que as delegacias vão atender ao público por mais seis horas. Por que os postos médicos não fazem o mesmo? Em São Paulo foi criado um programa chamado "corujão da saúde", para pessoas que não têm tempo para procurar uma unidade de saúde.

 

Tapa-Buracos

 

A operação tapa-buracos tem surtido efeito. Mas terá muito trabalho pela frente antes que os motoristas comecem a admitir que melhorou mesmo a situação das ruas e avenidas de Aracaju. Os motoristas acham que a Emurb deve privilegiar as ruas e avenidas mais movimentadas. Mas, nos bairros, os moradores querem prioridade para as suas ruas.

 

 

 

Terceirização

 

A terceirização já tem mostrado um problema que a administração pública terá de enfrentar quando a nova medida for implementada em massa: descontinuidade da oferta dos serviços públicos. Até agora temos visto greves de terceirizados por falta de pagamento de seus salários. Os donos das empresas terceirizadas a isso respondem que não receberam o dinheiro dos governos.

 

 Laranjal

 

A Junta Comercial de Sergipe deverá registrar um grande número de novas empresas assim que a lei da terceirização entrar em vigência. A maioria delas será de empresas-laranjas. O Brasil vai se tornar um grande laranjal.

 

Falta trabalho

 

O serviço militar deveria ser transformado numa política social do Governo Federal, considerando que hoje em dia as guerras são feitas por profissionais. Aumentando o número de vagas para recrutas, boa parte da juventude de famílias carentes ficaria longe das drogas e aprenderia uma profissão – se cursos profissionalizantes forem oferecidos. O número de jovens desempregados em Sergipe cairia muito.

 

Autuações

 

A Secretaria da Fazenda autuou muitas empresas na semana que acaba neste sábado, 30. Pode ser que o caixa estadual ganhe algum alívio no pagamento da folha de pessoal. Vamos aguardar os números.

 

Voto caro

 

Existe consenso entre políticos governistas de que o custo do voto contra a segunda denúncia em desfavor de Michel Temer aumentará de preço. O motivo é simples: maior será o desgaste para quem votar contra a denúncia, já que a sua popularidade já está perto de zero.

 

Contra Edvaldo

 

O desabafo do ex-deputado Mendonça Prado foi um fato importante político da semana passada. Sua indignação com Edvaldo Nogueira pareceu justa. Edvaldo precisa pensar um pouco mais sobre a sua ética na política.

 

 Na Justiça

 

Parece que o vereador Elber Batalha já definiu como vai ser o seu desempenho como vereador na Câmara.  Enquanto minoria e bom conhecedor do regimento da Casa, o seu mandato pode ser dedicado a judicializar guerras políticas no parlamento municipal. Com ou sem razão.

 

Decepcionante

 

 A operação conjunta entre as forças armadas e as polícias do Rio de Janeiro na favela da Rocinha pareceu muito dinheiro e muita mobilização de homens para resultados magros em termos de prisões e de apreensão de armas das gangues criminosas da cidade maravilhosa.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/09
09:02

Coluna Primeira Mão

Reeleição

O deputado federal André Moura (PSC), líder do governo do presidente Michel Temer no Congresso Nacional, garante que nunca discutiu com o governador Jackson Barreto a sua ida para o PMDB e destacou que a conversa existiu com políticos peemedebistas em Brasília e com o deputado sergipano Fábio Reis. Tende a continuar no seu PSC e nele disputar a reeleição ou, quem sabe, o governo de Sergipe.

Desconfiança

O eleitorado brasileiro já tinha pouca confiança na classe política. Com a exposição dos bastidores de como é feita a política através dos seguidos casos de corrupção,  essa confiança deve ter chegado a zero. Vai ser muito difícil candidato conseguir  persuadir a eleitor sair de casa para votar em quem  quer que seja. Muita abstenção vem por aí.

Dois discursos

Em outros estados do Nordeste a discussão sobre a privatização da Chesf está na ordem do dia. Aqui só se fala em revitalização do rio da integração regional.

Novos tempos

Não se faz comunista como antigamente.  Essa é a conclusão a que se chega quando é observado o político pragmático em que o prefeito Edvaldo Nogueira se transformou. Abandonou completamente o sectarismo de seu partido e dialoga com quem pode fazer a sua administração dar certo. Depois de André Moura,  agora é o vereador Thiago Batalha,  rebento do ninho de João Alves Filho.  Os tempos mudaram mesmo.

Jardim Botânico

O secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Olivier Chagas, garantiu à coluna que o projeto de viabilização do primeiro Jardim Botânico de Sergipe continua em andamento.  ?Estamos desatando alguns  problemas. Será no Município de São Cristóvão, na Mata da Pratinha?, garantiu.

Na disputa


É possível que Mendonça Prado e Ana Nascimento Alves concorram por uma vaga para deputado federal nas eleições de 2018.  Depois que saiu do ninho joanista,  a carreira política de Mendonça Prado não tem sido muito regular.


Em Propriá


A Comissão Estadual da Verdade realizou audiência pública em Propriá na quarta- feira passada. Foram ouvidas as seguintes pessoas: a irmã Francisca, o padre Enoque, entre outras mais. O ativista político Marcelio Bonfim se fez presente e não falou coisas boas sobre uma poderosa família da região. Também presentes a professora Luzinete,  um sobrinho de Cleto Maia, um membro do Centro D. Brandão de Castro.


Zero


O eleitorado brasileiro já tinha pouca confiança na classe política. Com a exposição dos bastidores de como é feita a política através dos seguidos casos de corrupção,  essa confiança deve ter chegado a zero. Vai ser muito difícil candidato conseguir  persuadir a eleitor sair de casa para votar em quer que seja. Muita abstenção vem por aí.

Sem mudança

A reação da senadora Maria do Carmo foi positiva. Saumíneo Nascimento,  superintendente do Banco do Nordeste, vai ficando, ficando, ficando...

Nova greve

O PSTU trabalha nacionalmente a ideia de uma nova greve geral para paralisar o país em outubro próximo. Já há movimentações em Sergipe. A greve seria contra o desemprego, atraso nos pagamentos dos salários...

Carestia

O quilo de castanha de caju por R$ 75, ou seja algo em torno de U$ 25 é muito caro.

Calamidade

É importantíssima a atuação do Ministério Público Estadual em relação aos matadouros sergipanos. A situação de grande número deles é de calamidade pública.


Carros novos


Turistas e visitantes sempre observam que em Aracaju é sempre grande o número de carros novos. O que isso quer dizer? É muito simples: o bom o poder de compra do aracajuano. A isso se soma uma dose de ostentação, o que é uma decorrência do poder de compra. Ninguém adquire carro novo para deixá-lo na garagem.


Aproximação


Se for verdade que carne de cachorro é vendida em Sergipe,  esse será mais um indicador da aproximação do Brasil com a China, país conhecido pelo consumo da carne canina.


Machismo


Foi encontrada morta uma professora do interior. Crime passional? Nada disso.  Aparentemente se trata de crime devido ao machismo, de homem que não tolera ser abandonado por mulher.


Lançamento


O ex-deputado estadual Ismael Silva lançará o livro ?Amor e paixão em um só sentimento? no próximo dia 27, das 17h às 22h, na Livraria Escariz da avenida Jorge Amado. São 53 poesias de amor. O livro tem apresentação do escritor Almeida Junior e prefácio de Jorge Carvalho do Nascimento.

Para poucos

Quem tem dinheiro sobrando está comprando imóveis baratos.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
1 2 3 4 5 6 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos