22/06
17:32

Coluna Primeira Mão

PSD quer crescer mais



O PSD, que hoje tem 19 prefeitos, nove vices e cerca de 100 vereadores, terá candidatos a prefeito em pelo menos 50 municípios. Em Aracaju, o partido trabalha a indicação do vice do prefeito do provável candidato à reeleição em 2020, Edvaldo Nogueira (PCdoB). Mas tem gente de outros partidos de olho na mesma vaga da mesma chapa. O PT gostaria de indicar, mas tem um bloco no Partido dos Trabalhadores defendendo candidatura própria ao cargo de prefeito.



Opções governistas para 2022



Uma das principais lideranças da agremiação política, o deputado federal Fábio Mitidieri, diz que vai pensar neste momento no pleito municipal e quer deixar 2022 (disputas federal e estadual) para depois. Mas, indagado sobre candidaturas ao Governo de Sergipe, lembrou que o bloco governista tem muito boas opções, entre as quais ele, Eliane Aquino, Rogério Carvalho, Edvaldo Nogueira, Laércio Oliveira...



Todo cuidado é pouco


Neste período de festejos juninos no interior do Estado acontecem muitas cavalgadas. Os políticos, que se juntam ao povo nos 75 municípios, estão sempre com medo de cair do cavalo. Agora, em 2020 ou em 2022.



De olho na PMA



O grande sonho do ex-senador e ex-secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima, é voltar ao cenário político. Ele aceitaria, de bom grado, ser candidato a prefeito de Aracaju.



Dias de agonia



A Assembleia Legislativa aprovou o pedido de empréstimo solicitado pelo governador Belivaldo Chagas. O governo receberá antecipadamente royalties oriundos da exploração de minérios. É um pouco de dinheiro no caixa estadual e um pouco de alívio para o administrador do Estado, mas a agonia continuará.



Queimações políticas



Ainda existe coronel político em Sergipe? Vários analistas já chamaram esse ou aquele político de "o último coronel". Onde estão os exemplos? O leitor deve se lembrar. Agora um certo político do interior – o ex-senador Antônio Carlos Valadares – está sendo rotulado de coronel, mas ele não dá a menor bola para essas "queimações" políticas.



Moro no Senado



O senador Rogério Carvalho teve um bom desempenho ao questionar o ministro Sérgio Moro na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Prova disso são as porradas que vem recebendo dos bolsonaristas nas redes sociais.



Desgaste demais



Alguns deputados estaduais ouvidos por essa coluna não estão contentes com a possibilidade de eles terem de votar a reforma da Previdência na Assembleia Legislativa, se a votação nacional deixar de fora estados e municípios. O seu receio é mais do que razoável. Eles sabem que a reforma da Previdência é impopular e seus eleitores, chateados, podem não querer reelegê-los em 2022.



Telemarketing em baixa



Em todo o país, centenas de brasileiros estão levando as empresas de telemarketing à Justiça por lhes incomodar e chatear diariamente por telefone.



Call center em baixa



As cobranças de dívidas via call center também não são mais levadas a sério. Quando atendem o telefone, os supostos devedores mandam os cobradores tomar pitú (deu para entender?) e desligam. Mas muitos já não atendem mais.



Não pegou bem



Nem tudo o que se move é movimento, mas nesse caso parece que é. A presença de Bolsonaro na manifestação evangélica em São Paulo levou muita gente a pensar que ele é o presidente dos evangélicos e não de todos os brasileiros de todas as religiões. Pela primeira vez, ouvimos católicos falarem em números em suas mobilizações de Corpus Christi. Bolsonaro dá impressão que é contra os católicos.



É preciso agir



O provérbio popular diz que a necessidade é a mãe da invenção, da criatividade. Isso pode ser para muita gente, menos para Belivaldo Chagas e para Edvaldo Nogueira. Por que eles não conseguem criar empregos ou criar condições para a criação de empregos? A pobreza e a miséria só têm aumentado nas periferias de capital e de cidades da Grande Aracaju.



Prefeituras ricas e povo pobre



No tempo em que João Alves foi governador pela segunda vez falava-se que o futuro de Sergipe passava pela agricultura irrigada e pelo turismo. Hoje diz-se que o mesmo futuro, além do turismo, está no gás, que seria a sua salvação da "lavoura". A indústria extrativa de minérios de Sergipe tem sido muito mal administrada nesses 70 anos ou mais e a sua riqueza não tem chegado à maioria dos sergipanos. Ainda hoje temos prefeituras ricas com populações pobres.



DCE aberto



O Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFS já foi aberto, depois que, recentemente, eleições foram realizadas. Segundo fontes de sua direção, a nova diretoria está se preparando para participar do próximo encontro da União Nacional do Estudantes (UNE).



‘Democracia em Vertigem’



Entrou no catálogo da Netflix o documentário "Democracia em Vertigem", dirigido por Petra Costa, sobre a política recente no Brasil. Imperdível! Analistas têm dito que o trabalho é muito melhor do que "O mecanismo", da mesma Netflix e muito tendencioso. O próprio diretor Padilha já fez o seu mea culpa.



Ministro interceptado



Se não perdeu totalmente a iniciativa do processo político, o Governo Federal está tendo que dividi-la com a oposição, depois que o sítio The Intercept Brasil começou a divulgar conversas entre membros da Lava-Jato. Sérgio Moro está vivendo, depois de muitas glórias, o seu inferno astral. A legitimidade que seu prestígio emprestava ao governo de Bolsonaro não é mais aquela dos primeiros meses do governo bolsonarista. Ninguém sabe se ele conseguirá se recuperar das muitas revelações que vêm por aí.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
16/06
17:00

Coluna Primeira Mão

 PRB conversa com o PT

 

O PRB que tem como principal liderança no Estado o ex-deputado federal Heleno Silva, está conversando com o PT e deseja apoiar uma possível candidatura de Eliane Aquino, atual vice-governadora do Estado, para a Prefeitura de Aracaju. As conversações têm evoluído muito nos últimos 15 dias e a aliança deverá ser formalizada em vários outros municípios. O PRB, segundo Heleno, não quer papo com o prefeito Edvaldo Nogueira.

 

O que pensa Carlos Britto?

 

O que está pensando o maior jurista sergipano vivo, Carlos Britto, ex-ministro e ex-presidente do Supremo Tribunal Federal do escândalo atual envolvendo o ex-juiz federal Sérgio Moro e do procurador da Lava-Jato Deltan Dellagnol? Enquanto ele não se pronuncia, seu sobrinho ex-presidente da OAB nacional, o advogado César Britto fez um discurso brilhante na reunião plena do Conselho Federal da OAB em Brasília, em que pediu o afastamento de Sérgio Moro do Ministério da Justiça.

 

Valadares bate na reforma

 

Do ex-senador Antônio Carlos Valadares, principal liderança do P_SB em Sergipe:  O projeto da Reforma da Previdência, não é o que prega o governo. Por que não taxar as grandes fortunas como prevê a nossa Constituição? Quase 30% da renda do Brasil está nas mãos de apenas 1% dos habitantes do país, a maior concentração do tipo no mundo. 

 

Mau exemplo da Guarda Municipal

 

 

A  Guarda Municipal de Aracaju presta bons serviços à sociedade aracajuana. Temos que reconhecer isso. Mas ela precisa de mais treinamento, isso é inegável. Foi preocupante o tratamento dado a cadeirante na semana que passou. Total despreparo! Já temos violência demais nesse país.

 

Homenagens demais

 

No Maranhão, o nome do ex-presidente José Sarney é emprestado para quase tudo. Em Sergipe, era apenas o do ex-governador João Alves Filho. Agora João tem concorrente. Marcelo Déda, também ex-governador, se faz presente em muitas coisas em Sergipe D’el Rei.

 

Questão de Planejamento

 

Quando se fala em planejamento, os antigos economistas lembram logo do velho Conselho de Desenvolvimento de Sergipe (Condese). Os economistas mais jovens., ao invés de busca de empresas estatais, apostam na valorização da educação, o que gera o chamado capital humano, inovação e empreendedorismo. Entendem que o Estado não deve se intrometer demais para não atrapalhar o desenvolvimento.

 

Negociando vôos

 

O governador Belivaldo Chagas está negociando o aumento do número de vôos para Sergipe, isso para ocupar o “rombo” deixado pela Avianca. Tem conversado coma Gol, Azul e TAM. As linhas mais atingidas foram aquelas que ligavam Aracaju a Salvado e a Brasília.

 

Balanço da greve geral

 

 

Independentemente do número de pessoas que não foram trabalhar ou que foram às ruas na sexta-feira passada, o governo federal e os congressistas devem entender a greve geral como manifestações cívicas, recados políticos, sobre o que pensa a população brasileira sobre as reformas tramitando na Câmara e no Senado. É inapropriado entender a greve geral como gesto de animosidade ou hostilidade. A greve motivou a suspensão de aulas para cerca de 230 mil estudantes e fez parar parcialmente o comércio de Aracaju.  A paralisação de 75% do transporte coletivo fez Aracaju ter um dia de trânsito bom.

 

 

Queiroz na Fazenda

 

 

A pasta da Fazenda do governo estadual tem novo secretário. Trata-se do funcionário da Caixa Econômica (CEF) Marco Antônio Queiroz. A coluna deseja boa sorte numa secretaria que tem triturado vários de seus ocupantes. Ali secretário não esquenta cadeira por muito tempo.

 

Patinete elétrico

 

 

A menos que estejamos enganados, a onda do patinete elétrico ainda não chegou a Aracaju. Na capital tem muitos quilômetros de ciclovias, bem que esse meio de transporte e de lazer seria uma boa opção para a mobilidade urbana. Seria preciso fazer uma regulamentação prévia desse meio de transporte, como já fizeram São Paulo e Rio de Janeiro.

 

 

Bom exemplo do Recife

 

 

Quem já visitou a cidade de Recife, em Pernambuco, sabe que lá existem avenidas e ruas que, em vez de asfalto, são pavimentadas com blocos quadrados com concreto armado. De Recife a Caruaru, uma belíssima estrada feita de cimento. Isso também pode ser encontrado em Maceió. O que ocorre quando chuvas fortes ou fracas caem sobre essas avenidas e ruas? Nada! Em Aracaju e no interior os governantes colocam uma camada fina de asfalto para pavimentar ruas, avenidas e estradas. O resultado disso é simples: quando cai qualquer chuva as ruas, avenidas e estradas ficam esburacadas. Nós precisamos de pavimentação à prova de chuva, de sol e de carros pesados. 

 

 

Currículo invejável

 

 

Para as pessoas pouco informadas, o jornalista americano Glenn Greenwald tem um currículo invejável e muita experiência em jornalismo investigativo. Entre outros prêmios, já recebeu o Prêmio Pulitzer de jornalismo, uma honraria equivalente a um Nobel na sua área de trabalho. Ele é casado por parlamentar federal pelo Rio de Janeiro e mora no Brasil.

 

 

Imitando os EUA

 

 

É bom que certa moda americana não conquiste adeptos no Brasil. Pois não é que estudante da universidade privada sergipana ameaçou fazer o que acontece, de vez em quando, em universidades e escolas americanas? Uma chacina de professores, etc. Felizmente nada aconteceu. Um caso típico de imitação que a gente vê nos noticiários de TV. Os dirigentes da instituição acharam melhor, com razão, paralisar as aulas por lá naquele dia.


Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
09/06
11:37

COLUNA PRIMEIRA MÃO - EUGÊNIO NASCIMENTO

Tranquilão
O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, só esquenta a cabeça quando chove muito na capital sergipana, como nos últimos dois dias.

Apenas afastados
Um pra lá e o outro um pouco mais distante. Embora aliados, o governador Belivaldo Chagas (PSD) e o prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) andam muito afastados um do outro. Mas não há atritos ou racha político.

Marcação eleitoral
As lideranças políticas insistem em dizer que vão pensar 2020 só em 2020, mas mantêm na ordem do dia, agora em 2019, o próximo pleito municipalista. No PT, MDB, PSD, PDT, Psol, PSL, PSC, PSDB e outros “pês” mais só se fala na sucessão do prefeito Edvaldo Nogueira (ainda PCdoB), que agiliza suas obras para que não tomem a sua cadeira. Vale lembrar que as discussões sobre 2020 em 2019 incluem pactos/alianças para 2022.

Convenção do PSD
O Partido Social Democrático (PSD) vai realizar na próxima segunda-feira, 10, a sua convenção estadual. O evento será realizado em sua sede, no Bairro Jardins, das 9h às 12h. O deputado Jeferson Andrade continuará como presidente da agremiação, tendo como vice-presidente o deputado federal Fábio Mitidieri. O governador Belivaldo Chagas será o presidente de honra do partido.

 
Bloco dos desalentados
Segundo o IBGE, desalentado é aquele desempregado que procura trabalho e nada encontra. Cansado, deixa de procurar emprego. Também existem os "desalentados na política", que são aqueles candidatos que perdem eleições e procuram ocupação no meio político e nada conseguem. Desistem da busca e esperam pela nova eleição. Nomes? Não seria correto declinar nomes.

 
Sempre reagem
Nenhum governo gosta de ler números negativos de sua administração serem tornados publicizados nos meios de comunicação. As suas críticas vão para a metodologia, para a desatualização dos dados etc.

 
Esperar para ver
Não é correto pré-julgar o jogador Neymar e torcemos para que ele se recupere e volte a ser o grande jogador que ele era quando estava no Santos e no Barcelona. Esperamos que ele amadureça fora e dentro do campo de futebol.

 
Bagunça no trânsito
Autoridades do Detran sergipano que não querem ser identificadas nos confidenciaram que, se o limite de pontos mudar para 40 ou 60, motoristas irresponsáveis poderão "pintar o sete" até ter sua CNH bloqueada. De quem partiu essa ideia? Os problemas do trânsito brasileiro só vão piorar.

 
Espíritas no cinema
Aracaju tem um número significativo de seguidores do espiritismo, a religião criada por Alan Kardec, especialmente na classe média. O filme sobre a sua vida tem tido boa procura nos cinemas de Aracaju. É um filme brasileiro, com atores brasileiros, que se passa na metade do Século XIX em Paris, França.

 
Tomaram juízo
As brigas entre os seguidores de Olavo de Carvalho (os Bolsonaros etc.) e a bancada militar do ministério do presidente arrefeceram. Ou militares deram um cala-boca em toda a turma ou os radicais do presidente, ele incluído, tomaram juízo. O que vemos no sexto mês desse governo é muita conversa e polêmica e pouco trabalho.

 
Gás mais barato
No caso do gás de cozinha, o governador Belivaldo Chagas chegou mesmo pra resolver! O que fez ele? Mandou reduzir a base de cálculo do ICMS e o botijão de gás ficará custando só um pouco acima de R$ 60.

 
Apenas isso
O pequeno território de Sergipe tem 13% coberto por vegetação. É muito pouco! Essa é uma informação muito importante para os tomadores de decisão do setor público estadual. Existe algo que pode ser feito? Replantio? Importação de plantas de resistem bem ao clima semiárido? O número de cisternas construídas pelo poder público no solo sergipano também precisa ser aumentado.

 
Baixo desempenho
O Governo Federal declarou que pretende desengavetar projeto de lei da senadora Maria do Carmo Alves que prevê a demissão de funcionário público com baixo desempenho profissional. Enquanto senadora, a empresária sergipana tem uma baixíssima performance como representante política.

 
Chuvas atrapalham
Perguntar ofende? Em estação de chuvas, os administradores planejam a realização de suas obras consultando os meteorologistas sobre como estará o tempo? Ou fazem as obras de qualquer jeito? Isso pode significar fazer duas vezes se as chuvas caírem como nesse fim de semana?

 
Lama ou poeira
Têm razão os moradores da Avenida Euclides Figueiredo. Lá não tem meio-termo: ou é lama ou é poeira. Só que agora é muita lama. A prefeitura começou obras por lá, abriu crateras, vieram as chuvas e está "parecendo" a lama de Brumadinho, só que não tóxica.

 
É preciso agir
Os meios de comunicação sergipanos precisam dizer claramente quais as causas de tantas mulheres mortas por seus amantes, maridos e namorados. O machismo é o principal problema. As mulheres têm mais escolaridade, trabalham e sabem que não são propriedades de ninguém. Os machões sergipanos não suportam isso e tiram suas vidas quando elas decidem fazer a fila andar. As delegacias da mulher não precisam ficar esperando que mortes aconteçam.

 
Festas juninas
As festas de São João são as mais bonitas do Nordeste. Quando a região foi se urbanizando, as festas seguiram a mesma tendência: tornaram-se festas urbanas. Imitando o Carnaval carioca, hoje essas festas lembram escolas de samba, espetáculos. Apresentam, porém, um problema: as tradicionais fogueiras. Fogueiras no asfalto atrapalham o trânsito e contribuem para o desmatamento. Bombas e busca-pés tornam-se problemas no meio urbano. A culinária junina à base de milho e mandioca permanece uma delícia!
 
 


Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
02/06
09:30

Coluna Primeira mão

Salário Bloqueado

 

Na última sexta-feira (31/05), o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Públicos do Estado (Sintrase), Diego Araujo, foi surpreendido com o bloqueio do seu salário. Segundo ele, a desculpa inicial foi que ele não tinha se recadastrado, depois afirmaram que foi em virtude de não terem localizado a sua lotação. Em 2017, ocorreu o mesmo erro e inclusive a questão está judicializada. Tal fato é, judicialmente, considerado como conduta anti-sindical e viola completamente os direitos do presidente.

 

Quer ser prefeito

 

O ex-deputado federal Heleno Silva (PRB) estuda a possibilidade de transferir  seu título eleitoral de Canindé de São Francisco para Nossa Senhora da Glória. A transferência seria para viabilizar sua candidatura a prefeito do município. Heleno foi bem votado em Glória para o Senado, alcançando cerca de 8 mil votos. Heleno, que esteve na feira da cidade no último sábado, não foi localizado para comentar os pedidos.

 

Chico quer Serginho

 

O atual prefeito de Nossa Senhora da Gloria, Chico dos Correios (PT), pretende indicar o ex-prefeito Serginho (PSD) para disputar a sua sucessão. Caberá ao PT, mais diretamente a Chico a indicação do vice. Em 2022 Chico, que tem boa aceitação entre seus munícipes,  disputará uma cadeira na Assembleia Legislativa de Sergipe. Serginho poderá ter o atual vereador petista Flávio como vice.

 

 

André de emprego novo

 

Mais um político sergipano saiu da lista de desempregados. Trata-se de André Moura que, na última eleição, apostou alto numa candidatura ao Senado e perdeu. Mas ficou cinco meses à procura de uma colocação. Conseguiu um posto de trabalho no escritório da representação do Rio de Janeiro em Brasília. Mesmo sem mandato, continuará no centro da política do país. Quem foi o seu padrinho? Analistas diversos acham que foi, mesmo preso, o ex-deputado Eduardo Cunha.

 

 

JB na ativa

 

 

Jackson Barreto, outro político desempregado, foi eleito presidente do MDB de Aracaju. Para quem dizia que iria se aposentar depois de deixar o governo de Sergipe, o último grande nome dos políticos da velha guarda de sua geração não tem isso de aposentadoria política. O homem respira política vinte e quatro horas por dia. E está com uma saúde para dar e vender.

 

 

Dois MDBs

 

 

Desde a quinta-feira passada comenta-se muito nos meios políticos que o Estado tem dois MDBs, um estadual, próximo do governo Bolsonaro e comandado pelo deputado federal Fábio Reis,  e outro na capital, seguindo a orientação do ex-governador Jackson Barreto, que, ideologicamente, se opõe ao atual presidente. Fala-se ainda que o estadual, com políticos mais jovens,  poderia ser classificado como conservador,  e o dos velhos militantes seria abrigo de políticos do centro à esquerda.

 

 

Greve geral

 

 

O PSTU iniciou a convocação de seus seguidores para a greve geral do próximo dia 14. A mesma tarefa é feita pelo PT, PSOL,  PC do B e segmentos do MDB, entre outras agremiações políticas. Mas quem está à frente com maior presença são as centrais sindicais.

 

 

Cantando na chuva

 

 

O desastrado ministro da Educação, numa provocação desnecessária, fez gravação de seu pronunciamento debaixo de um guarda-chuva sem que estivesse chovendo em Brasília. Estaria "cantando na chuva", como no famoso filme de Hollywood? Diante da esquisitice, muita gente pensou a mesma coisa imediatamente. Mesmo que um dilúvio desabasse sobre a capital federal, ele podia fazer sua fala no seu gabinete ou em qualquer espaço de seu ministério. Lamentável episódio!

 

 

O ME de volta

 

 

Esse tipo de comportamento adotado pelo ministro da Educação e outras autoridades do Planalto tem contribuído para o ressurgimento do movimento estudantil. Os jovens estudantes já botaram a cara nas ruas de todo o país.

 

 

Sem saída

 

 

Com uma bancada formada por apenas oito deputados federais e três senadores, Sergipe não reivindica, apenas pede.

 

 

BR-101

 

 

Um exemplo: Políticos sergipanos se mobilizaram e foram a Brasília pedir a conclusão das obras da duplicação da BR-101. O Governo prometeu retomar as obras iniciadas em em 1997. Tudo ficará na promessa. De novo.

 

 

Nova homenagem

 

 

Muito bom o monumento levantado em homenagem ao ex-governador Marcelo Déda pertinho da Biblioteca Epifânio Dória. De um lado, tem imagem do político e do outro lado está uma frase (ou seria um poema?) de Déda: "Sei que hoje não sou apenas um, nem me cabe a solução do pronome eu. Aqui e agora sou muito". O monumento é uma placa de ferro e tem quase três metros de altura. O artista que construiu essa obra de arte também está de parabéns.

 

 

Pegou mal

 

 

Nos meios jurídicos sergipanos não pegou bem a participação do presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, de um "pacto" com os presidentes da Câmara e do Senado e do presidente da República. Entre advogados, promotores  e juízes, os comentários sempre têm ido na mesma direção. Nesse momento de crise, mais importante é que a justiça mantenha a sua independência. É dessa forma que ela pode ajudar o país a sair desse período ruim

 

 

Protesto tranquilo

 

 

Foi ordeira e sem incidentes, a manifestação da quinta-feira passada realizada por estudantes, pais de estudantes, professores, funcionários públicos e sindicalistas contra os cortes de verbas na educação e contra a proposta de reforma da previdência pelo governo federal. A manifestação começou na Praça General Valadão e seguiu até o Terminal do Distrito Industrial.

 

 

É preciso reaquecer

 

 

A péssima notícia antes das festas juninas é aquela segundo a qual a economia brasileira pode estar entrando em recessão. Ao invés de ficar criando polêmicas e factóides, as autoridades federais deveriam usar mais o seu tempo para aprovar medidas para aquecer a economia a curto prazo. Nesse momento de múltiplas crises que atravessam o país, nota-se que o superministério do "tzar" da economia Paulo Guedes pode não ser uma boa ideia. Há quem diga o contrário.

 

Caça em Sergipe

 

 

Tempos atrás, o rei da Espanha renunciou ao trono porque foi noticiada a sua participação de caça a animais (no caso elefantes) na África. Era caça esportiva. No Brasil, sabe-se que a caça, esportiva ou econômica, pode ser a causa da extinção de muitas espécies animais silvestres. Em Sergipe, houve progressos nessa área, mas ainda existe caça para a alimentação de famílias de baixa renda.

 

 

Falta fiscalização

 

 

Foi eficiente e rápido trabalho feito por autoridades federais e estaduais no caso da morte do cantor Gabriel Diniz em solo sergipano, provocada por queda da aeronave que o transportava de Salvador a Maceió. Para além das perdas humanas, é preciso registrar o problema da falta de fiscalização quanto a esse meio de transporte. Depois do ocorrido, ficamos sabendo que muitos dos táxis aéreos e das aeronaves não têm sido devidamente fiscalizados e que a aeronave que levava o cantor não podia funcionar como táxi aéreo. 


Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
26/05
10:41

Coluna Primeira Mão

Questão curricular

Sergipe precisa entrar na onda de verificar currículos de autoridades. O ex-juiz federal e agora governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, e Deltan Dallagnol, chefe da Lava Jato em Curitiba, tiveram seus currículos verificados. Resultado? Os dois mentiram nas informações colocadas nos currículos. Ambos disseram que estudaram em Harvard. Isso é muito grave. Não faria nenhum mal a ninguém dar uma checada nos currículos de certas autoridades sergipanas. Como diz o provérbio popular, “quem não deve, não treme".


Demissão de servidor

A equipe econômica do governo Bolsonaro sinalizou apoio a um projeto de lei, em tramitação no Senado, que determina regras para demissão de funcionários públicos por baixo rendimento. O texto prevê avaliações periódicas, com uma nota de corte, para o funcionalismo de todos os Poderes na União, estados e municípios. Quem não atingir a meta estará sujeito a exoneração, conforme divulgou o Congresso em Foco. A proposta foi apresentada pela senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE), em 2017, e reformada pelo senador Lasier Martins (Podemos-RS). Maria e Lasier agradaram ao Governo e desagradaram aos milhões de servidores públicos.

É preciso esclarecer

Vereadores e prefeitos, mas também outros políticos, devem aproveitar o momento para discutir o novo projeto de aposentadoria. Não basta dizer que vai tirar privilégios. É preciso pegar casos concretos para que os interessados fiquem sabendo sobre o seu futuro. Os líderes de sindicatos devem fazer a mesma coisa.

Nem toma lá e nem dá cá

O governo federal só pretende repassar as verbas de emendas ao OGU e distribuir os cargos nos estados quando os deputados (isoladamente) ou as bancadas federais anunciarem e votarem favoráveis a reforma da Previdência. Antes disso, nada para ninguém. Diante dessa relação de desconfiança, os políticos também não se definem. E aí a situação não evolui.

/

Parou por quê?

Não dá para acreditar, mas é preciso aceitar que o INSS em Sergipe tem 17 mil processos parados! Os porta-vozes da instituição dizem que isso está acontecendo por falta de funcionários. Muitos deles se aposentaram e não foram feitos novos concursos para substituí-los. Isso faz sentido. Mas não se pode descartar a possibilidade de que autoridades de Brasília possam ter mandado segurar os pedidos de aposentadoria até a reforma da previdência ser aprovada. As duas explicações podem andar juntas.


Dias de enfrentamentos


Domingo tem ato de apoio ao presidente Bolsonaro no 13 de Julho, em Aracaju (SE), a partir das 15. Seria uma ação de direitistas para mostrar força política e enfrentamento aos protestos e estudantes na semana retrasada. Mas, no próximo dia 30, centrais sindicais, sindicatos, associações, professores, estudantes, servidores públicos, MST e quem mais desejar sai para as ruas de novo em defesa da democracia, mais verbas para a educação e saúde, contra a reforma da Previdência e outras coisas mais,


Eleição em Riachão


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em sessão plenária realizada na quinta-feira passada, decidiu, por unanimidade, manter a cassação da prefeita afastada de Riachão do Dantas, Gerana Costa, e do vice-prefeito, Luciano Goes.
A ação cautelar foi julgada pelo TSE e todos os ministros do órgão seguiram o voto do relator do processo, ministro Tarcísio Vieira de Carvalho Neto. A cassação se deu por conta de uma pesquisa eleitoral manipulada e divulgada no pleito de 2016 pela coligação da então candidata Gerana Costa. Por conta da decisão do TSE, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SE) deverá marcar a data para a realização da eleição suplementar no município de Riachão do Dantas. Até lá o vereador Pedro da Lagoa (PT), presidente da Câmara, continua prefeito.


Brasília parada


Muita gente achando que o Brasil todo parou, por causa da crise econômica e que Brasília estaria funcionando à todo vapor. Na verdade, Brasília está parada. Os ministérios funcionam precariamente e neles ninguém sabe informar nada. Dizem que a capital brasileira foi atingida pela síndrome da reforma da Previdência.


As chefes de família


Mulheres como chefes de famílias também são uma realidade em Sergipe. Causas? Não cabe aqui essa discussão, mas em muitos casos são abandonadas por maridos e companheiros irresponsáveis. Precisam trabalhar, cuidar dos filhos etc. Governador e prefeitos não podem ignorar as necessidades dessa população. Construir creches em todos os municípios ajudaria muito.


Questão racial


Não fiz pesquisa sobre o tema, mas suspeito que a população negra de Sergipe é maior que os 8,2% anunciados pelo IBGE. Alguém acaba de informar que muitos afrodescendentes se consideram pardos. Então, pardos e pretos formam a maioria.


Branqueamento


A ideologia do "branqueamento" é aquela segundo a qual, com a progressiva mistura entre negros/as e brancos/as , a população negra tenderia a desaparecer. O que tem acontecido? Um crescimento da população parda e uma diminuição da população branca e da população de preta. Se forem somados pretos e pardos, os afrodescendentes são maioria.


Simples assim


Do General Heleno: “a posse de armas é um direito do cidadão, assim como ter uma televisão, uma geladeira ou um som”. Com todo respeito ao General, ter uma arma, pode ser um direito do cidadão, agora dizer que ter uma arma de fogo é a mesma coisa de ter uma TV, uma geladeira ou um som, não me parece um pensamento coerente, nem sensato. Mais armas, mais mortes...


Poderosa

 


Pela primeira vez na história da Polícia Militar de Sergipe uma mulher comandará a Tropa de Choque da instituição. A capitã Manuela estará à frente das operações em substituição ao major S Júnior, que se encontras adoentado.
 


Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
19/05
11:08

Coluna Primeira Mão

Mudança no TCE

 

 

Quem sairá do TCE para dar lugar a Flávio Conceição? Ninguém sabe ainda. Não tem candidato que, voluntariamente, deixaria a cadeira para ajudar a resolver a crise em nome da instituição e do império da lei. Parece que a solução só virá mesmo pela judicialização do problema.

 

 

Teses para a mudança

 

 

Os amigos e aliados de Clóvis Barbosa garantem que a opção de saída do TCE deve atingir um outro conselheiro, e não ele. Seria o caso de tirar o último que entrou para o Tribunal. Mas os comentários daqueles que se opõem a Barbosa lembram que ele foi empossado para substituir Flávio Conceição, que deseja a sua cadeira de volta.

 

 

Sem definição

 

 

O PSOL ainda não decidiu se disputará o pleito de 2020 na condição de aliado do PT em Aracaju. Mas há quem aposte que esse é o caminho natural.

 

 

Quer ajuda federal

 

 

Belivaldo Chagas é um governador pragmático. Deu o que falar na semana que passou ao afirmar que já desceu do palanque e agora quer governar. Deixou muita gente pensando: vai apoiar Bolsonaro? Vai mudar de partido político? Nada disso. Vai buscar apoio federal para bem governar o seu Estado.  Foi o que ele disse.

 

 

50 anos do Batistão

 

 

Em 1969, no governo de Lourival Batista, foi inaugurado, com a presença da Seleção Brasileira de Futebol, a arena Batista. Luiz Gonzaga fez uma música para a ocasião. De lá para cá, virou palco para as maiores rivalidades sergipanas, ou seja, o time proletário, o Confiança, e o time colorado, o Sergipe. O Itabaiana também e agora o frei-paulistano, quebrando a rotina dos dois maiores clubes sergipanos.

 

 

O vice de Edvaldo 1

 

Quem seria o candidato a vice-prefeito de Edvaldo Nogueira? Eis aí uma escolha muito difícil para o político mais sortudo da política sergipano. Ex-aliados de outras campanhas ficam  desconfiados ao verem antigos adversários muito próximos dele, sem que ele tome distância. Se ele perder a prefeitura de Aracaju, isso poderá ser o fim de sua carreira política? Não é raro ouvir alguém que sim.

 

 

O vice de Edvaldo 2

 

 

Alguém insinuou que a opção seria Fábio Mitidieri, que desmentiu. O próprio Edvaldo Nogueira negou. “Ainda é cedo para definir chapa”, disse o prefeito e candidato à reeleição. Ele descartou conversações com Mitidieri nesse sentido.

 

 

Luz no fim do poço

 

 

Poço Verde ou Poço Redondo? Um engraçadinho dizia em bar da Atalaia que a única luz no fim do poço que pode ser vista ou é de Poço Verde ou de Poço Redondo. No fundo do poço da economia sergipana, Belivaldo Chagas só verá luz se aproximar-se de Bolsonaro. 

 

 

Ambulância sem macas

 

 

Quando não é uma coisa, é outra. Agora o SAMU tem ambulâncias mas não tem macas. Ambulâncias sem macas possuem pouca serventia. Se macas não parecem ser equipamentos custosos, por que os administradores não resolvem isso rapidamente?

 

 

Ainda bem

 

 

Olavo de Carvalho, o astrólogo que agrediu os generais (Hamilton Mourão, Santos Cruz, Eduardo Villas-Boas etc.) que estão no governo federal, decidiu que não se envolverá mais na política brasileira. Se fizer isso, as redes sociais terão menos palavrões, linguagem de baixo calão, agressões etc. A gente não sabe qual foi o recado que ele recebeu, mas não é difícil imaginar. Revistas semanais foram grandes mensageiras.

 

 

Anciões

 

 

Certos homens e mulheres com mais de sessenta anos estão preferindo tomar a vacina contra a gripe em horários em que os postos médicos têm baixa procura. Não querem que saibam suas idades! Tolice! Alguns estão preferindo tomar suas vacinas em clínicas privadas. Tem gente que, mesmo com o tempo passando, não amadurecem.

 

 

Movimentações sociais

 

 

Os organizadores da manifestação contra os cortes na educação universitária e contra a reforma da previdência declararam que a movimentação do dia 15 de maio nas ruas de Aracaju foi preparação para futuras grandes demonstrações, porque outros ataques virão do governo federal.

 

 

51 anos da UFS

 

 

A UFS foi e é uma das maiores conquistas do povo sergipano. Em 2019 faz cinquenta e um anos. Recentes acontecimentos mostraram que, ao mexer com a UFS, alguém está mexendo com todos os seus estudantes, professores e servidores, além de famílias e políticos.

 

 

Receptação forte

 

 

Será que donos de lojas e de oficinas sabem que receptação é crime? Pois bem, é para esses lugares de serviços e de comércio que objetos furtados e roubados são levados e vendidos e, em seguida, revendidos. Supomos que o serviço de inteligência tem uma mapa desses malfeitores com seus nomes e endereços. Quem procura, acha.

 

 

Contra o crime

 

 

O que há de errado com os homens brasileiros? A criminalidade contra mulheres não para de aumentar e toma formas cada vez mais brutais. A barbaridade da semana foi um alguém matar sua mulher com golpes de marretas! Marretadas! É preciso campanhas nos povoados e nas cidades. Isso é um bom trabalho e um dinheiro bem gasto.

 



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
14/05
11:31

Coluna Primeira Mão

 

Belivaldo perdoa os “Valadares”, mas quer distância

O governador Belivaldo Chagas, quando indagado hoje, em programa radiofônico (Fan FM), sobre o seu relacionamento com o ex-senador Antônio Carlos Valadares e o ex-deputado Valadares Filho, seus antigos aliados, disse que, em nome de Deus, os perdoa, “Mas eles ficam lá e eu fico cá”.

União não libera verbas das emendas de SE


Há reclamações entre os membros da bancada federal de Sergipe, formada por oito deputados federais e três senadores. A coluna ouviu hoje de manhã que o Governo Federal não está liberando os recursos de emendas ao Orçamento Geral da União (OGU) e as obras em curso nos municípios de Sergipe estão paralisadas. A bancada está com emendas de 2016, 2017, 2018 e 2019 sem liberação de verbas. É demais...


Oposição só vence unida


Ao fazer uma reflexão sobre a montagem do processo eleitoral, sobretudo, para eleições do próximo ano, durante discurso, a vereadora Emília Corrêa (Patriota), líder da oposição no Legislativo Municipal, foi enfática ao dizer que oposição desunida não ganha eleição. “Meu recado é para a “macro” oposição. Não adianta fazer oposição sem união. Se for dessa forma não vai dar em nada. Vai perder novamente. E vai perder feio. É preciso deixar a vaidade de lado se quiser vencer uma eleição”, declarou.


Procuradoria de olho em ex-prefeito


A Procuradoria da República pede a condenação do ex-prefeito de Frei Paulo, José Arinaldo. Ele é acusado por fraude na licitação do encontro de sanfoneiros realizado em 2009.


Vai faltar dinheiro na UFS


Oficialmente, ninguém confirma. Mas trabalha-se na Universidade Federal de Sergipe (UFS) com a possibilidade de faltar dinheiro no próximo mês (junho) para pagar os gastos da instituição. A assistência estudantil poderá ser interrompida, inclusive as refeições do restaurante universitário (Resun).


Gás caro


Aracaju tem um dos mais elevados preços do gás de cozinha do Nordeste. Em Salvador (BA) e Recife (PE) chega a até R$ 75. Aqui vai a até R$ 85 e em alguns casos a R$ 80. Isso em se tratando de botijão de 14 quilos.


Vacinas em debate na Barra dos Coqueiros


No período de 15 a 18 deste mês será realizado na Barra dos Coqueiros (SE) o 15º Simpósio Brasileiro de Vacinas. O evento é uma promoção da Sociedade Brasileira de Pediatria. Entre os temas em debate está a qualidade das vacinas usadas no Brasil. Virão autoridades do Ministério da Saúde. O evento, que acontecerá no Prodgy Hotel,será presidido pelo pediatra e professor da UFS, Ricardo Gurgel,


Rogério nos EUA


Senador Rogério Carvalho viaja para os EUA na companhia do presidente do Senado Davi Alcolumbre, em busca de novos investimentos para o Brasil.


51 anos da UFS

 


O reitor da UFS, professor Angelo Roberto Antoniolli, fará palestra nesta quinta-feira, 16, às 10h, na Assembleia Legislativa. Vai tratar dos 51 anos da instituição de ensino e da crise que vem a ser gerada pelo corte do orçamento, conforme anúncio feito pelo Governo Federal.

 



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
11/05
13:30

Coluna Primeira Mão

João Daniel: PT é aliado de Edvaldo

 

“O PT espera que Edvaldo Nogueira faça uma boa administração, que faça obras, que pague aos servidores em dia, que trabalhe realizando os seus compromissos de campanha. Hoje somos aliados do prefeito Edvaldo Nogueira e poderemos lá na frente não ser ou continuar aliado e apoiando a administração. Não há outra definição, hoje, que não seja a do apoio”. O comentário é do presidente do Diretório Estadual do PT, deputado federal João Daniel.

 

Defesa do IFS

 

Em Sergipe, será realizado um ato em defesa dos investimentos na educação em todos os nove campi do IFS, na próxima segunda-feira, 13, a partir das 15h. O ato está sendo realizado nacionalmente e irá simbolizar a importância social dos Institutos Federais para a educação e para a qualificação profissional dos brasileiros.

 

Defesa da UFS

 

No próximo dia 15 os professores, estudantes e servidores da Universidade Federa de Sergipe (UFS) paralisam as atividades em defesa da democracia, preservação das universidades públicas e gratuitas, com todos os seus cursos e campi, e manutenção dos orçamentos legalmente aprovados


Stress policial



Todo o mundo imagina o estresse que são as atividades externas à sede da corporação, trabalho de rua mesmo, realizado por policiais militares. É esquisito portanto que o setor de atendimento psicológico da Polícia Militar está fechado há algum tempo. Alguma coisa precisa ser feita para resolver esse problema.

Mapa astral


Quem não gosta de ler o seu horóscopo diariamente? Qualquer que seja o signo da pessoa, os comentários sempre são positivos. Não faz mal a ninguém. Pensando sobre isso, um deputado estadual comentou: "Esse Olavo de Carvalho deve ter sido um péssimo astrólogo. Só diz coisa ruim, adora palavras de baixo calão e agredir as pessoas!" Quem vai querer um mapa astral feito por ele?



Funde ou não funde?



Até o final deste mês o DEM decide se vai se fundir com o PSDB. O presidente do PSDB sergipano, senador Eduardo Amorim, nbão acredita nessa possibilidade. O DEM estaria muito bem no governo Bolsonaro,



Sergipanos unidos

 


Foi muito positiva a reação de solidariedade à agressão sofrida pela UFS feita pelo ministro Onyx Lorenzoni, baseada em fake News, na semana que passou. Poucas vezes na história os sergipanos agiram tão unidos e vocalmente na defesa de uma instituição. Deixando de lado, diferenças políticas e outras, a população de Sergipe sabe das dificuldades encontradas para fundar a UFS e depois para construir os campi no interior. De repente, chega um ministro, que nem da pasta é, e expele um monte de mentiras com o objetivo de desqualificar a instituição. Tornou-se persona non grata de todos os sergipanos. As bancadas federal, estadual e municipais manifestaram solidariedade à instituição de ensino e ao reitor Angelo Antonioli.



É na bala

 

 

De Brasília chegam informações de que a bancada evangélica vai se posicionar contra o Decreto "BALA-LIVRE" do Presidente Bolsonaro. Espero que não apenas a bancada evangélica, mas também as bancadas católica, espírita e os demais congressistas que têm juízo também se posicionem contra. Afinal "MAIS ARMAS, MAIS MORTES".



Um bom presente

 


Como presente pela passagem do Dia das Mães, governo estadual e prefeituras fariam bem mandar construir creches por todo o estado, pois é disso que muitas mães precisam para poder trabalhar e ajudar no orçamento familiar.



Com a UFS



A classe média sergipana tem interesse em defender a UFS. Impedir o fechamento dos campi da instituição é garantir metade de todas as vagas ofertadas, sem nada pagar. Sem UFS, vai ter que pagar taxas e mensalidades altas aos empresários da educação.



Divisão direitista

 


As guerras palacianas em Brasília entre a ala dos extremistas bolsonarianos e a ala dos militares não têm previsão para acabar. É coisa para se desdobrar ao longo dos quatro anos de mandato presidencial. Poderão dividir as forças armadas?



Racismo no futebol



O racismo voltou a ficar em alta no futebol brasileiro. Em Porto Alegre, jogador afro-descendente foi chamado de "macaco" várias vezes depois de ter feito um gol contra o time da casa. Pela Libertadores o mesmo ocorreu com o direito a banana. Enquanto isso, Bolsonaro dava entrevista a apresentadora de TV dizendo ser o racismo coisa rara no Brasil. Esse pode não ser um governo de lunático mas que parece, parece, sim senhor.

 

Inflação de Aracaju

 

A inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), de abril, em Aracaju, apresentou variação de 0,80%. No mês anterior, registrou 1,21%. Os dados foram divulgados pelo IBGE e analisados pelo Observatório de Sergipe.

 

Demais capitais



No mês de abril, das 16 capitais pesquisadas, todas apresentaram inflação. As maiores variações foram observadas em Fortaleza (0,91%), São Luís (0,87%), Porto Alegre (0,83%), Salvador (0,83%) e Aracaju (0,80%). O menor índice foi em Rio Branco (0,05%), Grande Vitória (0,32%), Belo Horizonte (0,42%), Rio de Janeiro (0,46%) e São Paulo (0,49%).


Alimentos caros


Em Aracaju, dos noves grupos de produtos e serviços pesquisados, sete apresentaram altas em abril:

saúde e cuidados pessoais (2,13%);
alimentação e bebidas (1,32%);
habitação (0,57%);
transporte (0,56%);
despesas pessoais (0,35%)
artigos de residência (0,21%);

O grupo que apresentou menor índice foi ‘vestuário (-0,51%). 


INPC


O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que tem por objetivo a correção do poder de compra dos salários, registrou inflação no mês de março de 0,84%. Em março, o mesmo índice foi de 1,08%. No país, o índice ficou em 0,60%, frente 0,77% do mês anterior.


Confiança derrota ABC por 1 a 0


Finalmente, o Confiança venceu a primeira partida pelo Brasileiro da série C. 1 x 0 no ABC, de Natal (RN). Apesar do placar apertado, o Confiança jogou melhor, inclusive demonstrando um melhor preparo físico. Fora do campo, a nossa Polícia Militar continua insistindo em colocar 'cones' fechando o acesso de veículos ao estacionamento interno do Batistão, pelo lado das cadeiras cobertas, mesmo com vagas no local.

 



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos