08/03
14:47

Artigo: Feliz Dia da Mulher!

Por Kleber Santos
Co-editor do Blog

Aprendi com tio Caio que o homem nasce do chão, da concretude e objetividade das coisas. Adão, que do hebraico significa "terra vermelha", foi formado do pó da terra.

A mulher nasce da subjetividade do inconsciente. Eva, que do hebraico significa "viver, a que vive", foi retira da costela do homem, mas quando este estava num "sono" profundo. Ter sua origem num ambiente onde se está totalmente inconsciente pode ter significativos profundos.

Talvez, seja a explicação porque, de um modo geral, os homens são mais racionais e práticos e as mulheres mais emotivas e subjetivas. Claro que a antropologia psicológica tem suas teses, tipo que o homem era caçador e a mulher ficava nas cavernas cuidando da prole. Enfim.

Interessante que o escritor de Gênesis registra que o "homem é a glória da criação". E o apóstolo Paulo diz que "a mulher é a glória do homem".

Logo, talvez a mulher seja uma versão melhorada do homem. Ou que tem por essência uma tendência mais para as coisas da alma, do alto. E o homem para as coisas do chão.
Enfim, são divagações. Contudo, no fundo, o importante é o respeito que dever haver entre ambos. A mulher saiu homem, mas todo homem nasce da mulher. Logo, é nesta interdependência que todos devem viver. É isto!

8 de março de 2017


Coluna Kleber Santos
Com.: 0
Por Kleber Santos
15/02
09:47

Coluna Panorama - Kleber Santos

Volta da vaquejada
O deputado federal Fábio Reis (PMDB) participou, na tarde desta quarta-feira (15), da instalação da Comissão Especial que analisará a PEC 270, que classifica a vaquejada e o rodeio como patrimônio cultural imaterial brasileiro, garantindo a sua prática como modalidade esportiva. O texto tem como principal objetivo manter a realização de vaquejadas e rodeios no país com uma norma regulamentadora, para garantir o equilíbrio entre preservação cultural e bem-estar animal. Fábio Reis defende a prática da vaquejada. “Estamos falando de um esporte, de tradição e cultura que se aperfeiçoou muito ao longo dos anos, principalmente na questão do respeito ao animal, com o uso de cauda artificial, proibição do açoite e do uso de esporas, além da desclassificação do vaqueiro que maltratar ou utilizar más técnicas de dominação, entre outras”, explicou o parlamentar.

740 toneladas de milho
O Programa Vendas em Balcão de Milho irá permitir o acesso de agroindústrias de pequeno porte e de criadores de aves, suínos, bovinos, caprinos e ovinos do Nordeste aos estoques públicos do produto, por meio de vendas diretas e a preços de mercado. A medida foi anunciada nesta quarta-feira, 15, pelo presidente Michel Temer e atende uma reivindicação e sugestão do governador Jackson Barreto. Os 14 mil pequenos criadores de Sergipe terão 740 toneladas de milho da unidade da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para alimentar o rebanho e enfrentas os efeitos da seca. A medida foi anunciada nesta quarta-feira, 15, pelo presidente Michel Temer e atende uma reivindicação e sugestão do governador Jackson Barreto, que, em dezembro, esteve com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, ao lado do deputado federal, Jony Marcos e o agora superintendente do escritório em Brasília, Heleno Silva, pleiteando o grão estocado na Conab a preço subsidiário.

4ª Corrida Viver Bem
Vem aí a prova de rua mais hypada de Sergipe! No dia 2 de abril, o estacionamento do Shopping Jardins irá se transformar em uma grande arena esportiva para receber os participantes da 4ª Corrida Viver Bem – Etapa Aracaju. As inscrições para as provas de 5km e 10 km já estão abertas e podem ser realizadas pelo site www.shoppingjardins.com.br. Mas é bom se adiantar porque o primeiro lote de inscrições com valor promocional já foi esgotado. E como já virou tradição, o centro de compras está preparando uma arena incrível para recepcionar os atletas com buffet completo de café da manhã, assinado por David Britto, e inúmeras outras atrações. Corre lá no site do Shopping Jardins e garanta já a sua participação na corrida que é referência em organização e infraestrutura. O valor da inscrição é de R$ 90 e dá direito ao kit atleta com camisa, sacola em lona reciclável, viseira e medalha finisher.

Jardins Folia
Prepare a fantasia! Nos dias 25 e 26 de fevereiro, a alegria e a descontração dos tradicionais bailes de Carnaval tomarão conta do Shopping Jardins. A folia acontecerá na Praça de Eventos 1 e contará com um charmoso camarim do Clube das Estrelinhas com pintura facial e as presenças de personagens que encantam a garotada. A concentração dos pequenos foliões terá início às 15 horas e a animação com bandas ao vivo acontecerá das 16 às 18 horas. No sábado (25), o bailinho será comandado pela trupe baiana Turma da Criançada e, no domingo (26), pela banda Indomada do Frevo. A diversão será gratuita e para garantir o kit folião com confete, serpentinas e pulseirinha para algodão doce e pipoca oferecida pela loja Lilica & Tigor, basta o papai ou a mamãe ir ao Balcão de Informações até o dia 20 de fevereiro e apresentar o aplicativo do Shopping Jardins instalado no smartphone.

Carnaval no Jardins
Em virtude da folia de Momo, o Shopping Jardins irá alterar o seu horário de funcionamento nos dias 27 e 28 de fevereiro e 1º de março. No sábado (25) e no domingo (26) que antecedem o Carnaval, todo o shopping funcionará em seu horário normal. No sábado, âncoras e megalojas abrirão das 9 às 22 horas; demais lojas e quiosques, das 10 às 22 horas, e praças de alimentação das 12 às 22 horas. No domingo, as praças de alimentação e operações de entretenimento funcionarão das 12 às 22 horas; demais lojas e quiosques das 14 às 20 horas. Na segunda-feira (27) e na terça-feira de Carnaval (28), as praças de alimentação, restaurantes Ferreiro, Senzai e Austrália e Puppy Play abrirão às 12 horas e fecharão às 22 horas. Demais lojas e quiosques estarão fechados. Cinemark e G Barbosa seguirão aos horários de suas respectivas redes. Na Quarta-feira de Cinzas (1º), todo o shopping abrirá a partir das 12 horas e fechará às 22 horas.

Venda de bebidas no Carnaval
A rede de supermercado apostará na venda da latinha de Skol de 269 ml e da Skol Beats, com os preços baixos e descontos especiais. “Preparamos várias promoções para garantir o preço mais baixo da bebida na cidade. A nossa expectativa é crescer 15 % nas vendas em comparação com o ano passado”, comenta a gerente Comercial de Bebidas do GBarbosa, Vanessa Morgan. Além disso, os destilados para o preparo de caipiroscas, caipirinhas e coquetéis, que tem grande venda no período, também serão comercializados com preços reduzidos para garantir economia aos foliões, revendedores e ambulantes durante todos os dias de festa.


Coluna Kleber Santos
Com.: 0
Por Kleber Santos
30/09
07:25

A zombaria sobre o mal-estar de Edvaldo Nogueira

Kleber Santos
Jornalista e Co-editor do Blog Primeira Mão

Se Jesus vivesse nesta época não diria "a boca fala o que o coração está cheio", mas sim: "o que você posta no WhatsApp revela o seu coração".

Digo isto porque vi num grupo de WhatsApp de jornalistas e na linha do tempo do meu Facebook postagens de muitas pessoas zombando, comemorando e postando o vídeo do mal-estar de Edvaldo Nogueira durante o debate da TV Sergipe, na noite desta quinta-feira, 29.

Poderia até haver um questionamento ou zombaria se houvesse um erro de informação ou falta de informação básica sobre o programa de governo porque todo candidato a prefeito tem de saber na ponta da língua o que pretende fazer caso seja eleito, mas zombar de um problema pontual de saúde de alguém é deprimente, é baixo e revela a falta de valores humanos.

Penso que o digno seria o candidato a prefeito Valadares Filho proibir qualquer pessoa que esteja trabalhando para ele zombar do que aconteceu com Edvaldo. E mais: deveria emitir uma nota se solidarizando com o candidato e lamentando o ocorrido. Se ainda não fez, deveria fazer por uma questão de caráter. A omissão também é um erro. Afinal, melhor do que ter um projeto político é ter um projeto de ser um cidadão do bem, da paz.

Aprendi desde cedo que quando vir o próximo tropeçar deveria ajudar ou, pelo menos, perguntar como está. É o básico para se viver em comunidade.

Aprendi na vida que não vale a pena manter o emprego ou tentar conquistar algum torcendo pelo tropeço do outro.

Aprendi na vida que poder só presta para uma coisa: servir aos outros, caso contrário, o poder nos consome e destrói o que mais temos de sublime: o nosso coração. É isso!

Aracaju, 30 de setembro de 2016

(Escrevo este texto com a tranqüilidade de não pertencer a nenhum grupo político. E ter colegas, pelo menos, nas três principais coligações que estão na disputa).


Coluna Kleber Santos
Com.: 2
Por Kleber Santos
10/09
12:23

A corrida eleitoral no Facebook para prefeito de Aracaju




Kleber Santos
Jornalista e Social Media do TCE/SE**

A temperatura das campanhas para prefeito de Aracaju está sendo medida e já foi divulgada por alguns institutos de pesquisa que ouviram as intenções de votos dos eleitores. Contudo, qual o candidato que está sabendo aproveitar mais a corrida eleitoral no Facebook? Não temos acesso às contas que administram as páginas dos candidatos, contudo, através de algumas ferramentas de métricas de desempenho podemos ter pistas para responder algumas perguntas e entender as estratégias dos candidatos ou se, de fato, existe alguma estratégia. Um número aqui outro acolá poderá estar um pouco diferente, mas certamente dará para apontar um cenário muito próximo do verdadeiro.

Apesar de Aracaju contar com sete candidatos a prefeito, selecionamos os três primeiros colocados na disputa para fazermos esta análise técnica: Edvaldo Nogueira (PC do B), João Alves (DEM) e Valadares Filho (PSB).

De acordo com o Facebook Insight, a maior rede social do mundo reúne entre 400 mil a 450 mil seguidores de Aracaju com faixa etária de 18 anos para cima. Até a última quinta-feira, 8, a página do atual prefeito João Alves aparecia na frente com 96.113 curtidas; seguida com a de Valadares Filho, 92.317; e depois Edvaldo Nogueira, 16.083 curtidas. É bom levar em conta que Edvaldo estava 4 anos sem cargo público e fora da mídia, justamente num período que o Facebook explodiu no país, enquanto que os outros dois candidatos ocupavam cargos públicos: um de prefeito e o outro de deputado federal.

Apesar disso, na prática, estes números não demonstram o grau de influência na rede comandada por Mark Zuckerberg. Uma das principais métricas para analisar o nível de influência é o “Falando sobre isso”, isto é, mensurando a interação dos usuários com as postagens, através de compartilhamentos, comentários, curtidas e outros cliques. Nesta métrica, as posições se invertem. Entre os dias 2 e 8 de setembro, Edvaldo Nogueira apareceu com 3.477 pessoas falando sobre isso; seguido de Valadares Filho com 2.900 e João Alves com 2.460. A liderança é mais significativa pelo fato de que o candidato do PC do B tem menos 80 mil seguidores de um e menos 76 mil do outro. Num cálculo técnico, a porcentagem de engajamento seria Edvaldo (21,6%), Valadares (3,1%) e João (2,5%).

Vale observar que quanto mais curtidas há numa página, maior é o desafio de conseguir bons níveis de engajamento. Por exemplo, na página do presidente do EUA, Barack Obama, que conta com quase 50 milhões de curtidas, a porcentagem de engajamento foi de 0,5% na semana passada.

Por outro lado, há um dado importante: o candidato do PC do B está tendo mais adesões semanais. O Facebook disponibiliza duas formas de medir a quantidade de novos usuários e há ferramentas pagas que também fazem este registro. Nas três formas analisadas, todas foram divergentes nos números, mas unânimes em apontar que a página de Edvaldo Nogueira está tendo mais novas curtidas de internautas. Para ficar somente numa métrica aberta do Facebook, entre os dias 2 a 8 de setembro, surgiram mais 366 novas curtidas na página de Edvaldo, seguida com a de Valadares Filho, 228 novos usuários; e 133 na de João Alves. Nas outras duas analisadas, a diferença foi ainda maior.

O que dificulta a aquisição de novos seguidores entre os candidatos é que a Lei Eleitoral não permite impulsionar com alcance pago as postagens nas redes sociais. Com isso, o marketing de conteúdo tem que ser ainda mais eficaz.

Apesar da terceira colocação no ranking semanal de engajamento, a página de João Alves foi a que obteve as duas maiores quantidades de reações por postagem única entre os candidatos desde o início da campanha eleitoral, dia 16 de agosto. A primeira foi no dia 23 de agosto, quando João posou ao lado e parabenizou o aniversário da senadora Maria, com quase 1.500 interações; a segunda, no dia 21 de agosto, com a postagem da nova foto de perfil do atual prefeito, que gerou quase 1.400 interações. A terceira postagem melhor sucedida é a foto de Edvaldo Nogueira com Eliane Aquino, no dia 23 de agosto, com a ilustração da primeira colocação nas pesquisas. Rendeu mais de 1.200 interações. A postagem mais engajada de Valadares Filho aparece apenas na 15ª posição do topo, com 585 interações, que é ele ao lado de Valadares, no Dia dos Pais.

Edvaldo Nogueira

Baseando-se em uma ferramenta paga de métrica é possível fazer outras análises e tentar entender as estratégias de cada candidato na campanha pelo Facebook.

Começando com o ex-prefeito, Edvaldo Nogueira, as expressões com mais engajamentos na rede social são: Aracaju, Edvaldo65, VoltaEdvaldo, Cidade, Eliane e Esperança. O curioso é que o nome de “Déda” não aparece entre as 50 palavras mais usadas, mas a de Eliane Aquino está não só entre as mais utilizadas, mas como as que produzem mais reações. Então, aparecer com a dobradinha Edvaldo-Eliane tem sido uma boa estratégia.

Falando em produção. Os dois dias mais produtivos de postagens são quinta-feira e sábado. Contudo, as postagens com mais engajamentos são as que aparecem às 18 horas do domingo. A média de postagem diária é de 4,8.

No item tipos de postagens, na página de Edvaldo, foram publicados 62 vídeos, 36 fotos e 17 links. Porém, os melhores desempenhos têm sido das fotos. Talvez, tem favorecido o olhar clínico da fotógrafa Janaína Santos, que tem feito belos registros, juntamente com os outros fotógrafos da equipe. Penso que o ideal seria dar uma ênfase maior nas postagens com fotos, visto que são 315 reações por foto contra 206 por vídeo.

Há um dado inusitado que pode dizer muita coisa. É que entre as páginas com número de fãs ativos similares ao da página de Edvaldo Nogueira, aparece a página de Valadares Filho com forte ligação. Para ser mais claro: há um número significativo de usuários que curtiram a página de Edvaldo e também a de Valadares Filho. Mas a que tem maior ligação com os fãs é a página de Rogério Carvalho e a do deputado federal, Fábio Mitidieri. Tem sentido. O primeiro é presidente estadual do PT, partido que apoia a candidatura de Edvaldo; e no segundo caso, Mitidieri foi secretário municipal de Esportes quando Edvaldo foi prefeito.

Por fim, das mais de 16 mil curtidas, 46,1% já interagiu uma vez na página. E 12,2% interagiu 10 vezes. Ou seja, quase 2 mil usuários constantemente estão interagindo na página de Edvaldo. É o chamado “corpo a corpo”, típico dos partidos de esquerda, mas que agora fazem isto no mundo virtual.

Valadares Filho

A campanha do candidato Valadares Filho tem enfatizado e tido bons engajamentos com as expressões: Aracaju, Renovada, Pense, Gestão e Cuidar. Apesar de não aparecer entre as cinco mais engajadas, as palavras “pastor” e “Antônio” estão entre as 50 que mais aparecem. O que mostra que assim como Edvaldo, Valadares Filho tem dado bom ibope ao seu vice candidato.

Os dias mais produtivos no Facebook tem sido terça-feira e domingo. No caso do candidato do PSB, sexta-feira às 22 horas é o horário com melhor desempenho de engajamento. A média diária de postagem é de 5,8.

No item tipos de postagens, foram publicadas mais fotos (83), do que vídeos (50) e links (5). Porém, diferente de Edvaldo, a campanha de Valadares Filho tem obtido mais reações com os vídeos (203 por postagem) do que fotos (164). Então, o ideal seria aumentar a quantidade de vídeos, sobretudo, os gravados pelo celular nos discursos pelas ruas, que tem demonstrado um efeito positivo.

Entre os fãs ativos que seguem páginas similares, aparece a página do deputado federal Fábio Mitidieri; do senador Eduardo Amorim; e de João Alves. Será que este cenário pode expressar algo mais? Não podemos afirmar. Tecnicamente, o que podemos garantir é que muitos fãs de Edvaldo Nogueira seguem Valadares Filho, e deste seguem João Alves.

De resto, dos mais de 92 mil curtidas na página, 63,8% interagiu uma vez. E 2% interagiu 10 vezes ou mais, totalizando pouco mais de 1.800 pessoas.

João Alves

Diferente dos outros candidatos, a campanha de João Alves Filho não tem divulgado muito o nome do vice, neste caso o de Jailton Santana. Pelo menos, não aparece na lista das 50 expressões mais usadas, como Aracajuemboasmaos, Aracajuano, João25, Aracaju e Avançando. Um fato estranho é que tem se usado pouco o nome de Maria na página de João. Não aparece nem na lista das 50 expressões mais usadas. O nome da senadora poderia ser mais trabalhado e colocado em evidência, visto que as postagens que ela aparece tem tido boas reações.

Sobre outros dados, o dia com mais postagem é na terça-feira. Porém, há uma quantidade parecida nos outros dias. Apenas no sábado cai o número de postagem. O melhor horário de interação tem sido terça-feira, às 10 horas.

Entre os tipos de postagens, destaque para a quantidade de fotos (30), seguida com a de vídeos (13) e links. Há um equilíbrio em relação ao engajamento. Tanto as postagens com fotos e vídeos tem tido desempenho parecidos. 437 reações por postagens para a primeira, contra 420 para a segunda.

A ferramenta de métrica aponta que o público no Facebook de João Alves tem uma semelhança significativa com o de Valadares Filho, o que ocorreu vice-versa. Outras semelhanças são com as páginas de Fabio Mitidieri, Laércio Oliveira e Eduardo Amorim.

Do total superior a 96 mil fãs, 70% já interagiu uma vez nas publicações, e 4,1% mais de 10 vezes.

Com tantos dados, números e métricas, se conclui que fazer uma campanha eleitoral de apenas 45 dias é difícil, mas nas redes sociais é mais difícil ainda porque o candidato não pode ir até os outros internautas, mas somente através de tráfego orgânico (sem pagar). Logo, fica a lição para os políticos que vão se candidatar ao pleito de 2018: se querem ser autoridade online precisam se preocupar logo, sem esquecer que o internauta que interage nas redes sociais é o mesmo que vota nas urnas.

--

* Artigo publicado neste final de semana no Jornal da Cidade (10 e 11 de setembro)

** O autor é dono do maior grupo de Facebook do Estado “Comercio Online Aracaju”, com mais de 100 mil membros; e das páginas “Aracaju Virtual, Feras do UFC e Feras da NBA”, que juntas somam mais de 220 mil curtidas.


Coluna Kleber Santos
Com.: 1
Por Kleber Santos
04/03
14:13

Coluna Panorama Esportivo

Por Kleber Santos

Duelos entre Sergipe e Confiança já tem data
A Federação Sergipana de Futebol (FSF) já divulgou a tabela do hexagonal do Estadual, que começará dia 12 de março. O clássico entre Sergipe e Confiança vai acontecer no dia 20 de março, às 16h, no Batistão; e o segundo clássico dessa fase está marcado para 27 de abril, às 20h15min, no mesmo local. No hexagonal, haverá jogos entre si em turno e returno e os dois melhores farão a final em dois jogos.

Abertura do Hexagonal
Os três jogos desta segunda fase do Estadual ficaram da seguinte forma: Sergipe x Boca Júnior (15h, Francão, em Estanca), Dorense x Itabaiana (16h, Ariston Azevedo, N. Sra. das Dores) e Confiança x Estanciano (20h15min, no Batistão).

Meia Jaílton é apresentado ao Itabaiana
Depois dos recentes reforços goleiro Rodrigo Carvalho e o atacante Fabiano, o Itabaiana contratou o meia Jaílton, nessa quarta-feira (2). Ele é paraibano de 25 anos, com passagens pelo Joinville e Paysandu, entre outros. Seu maior feito foi o título do Campeonato Brasileiro da Série C em 2011. No próximo sábado, o Tricolor da Serra encara o Guarany, em Porto da Folha, para tentar sua quarta vitória consecutiva e terceira do técnico Leandro Campos.

Lagarto contrata novo técnico
Williams Rodrigues foi nome escolhido pela diretoria do Lagarto para tentar impedir que o time seja rebaixado no Estadual.

Copa N-NE de Remo em Aracaju
Entre os dias 13 e 17 de abril, Sergipe vai sediar a 51ª Copa Norde-Nordeste de Remo, que é promovido pela Confederação Brasileira de Remo (CBR) e realizado pela Federação Sergipana de Remo (FSR). Haverá a participação de clubes de sete estados, além de Sergipe: Bahia, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Pará, Amazonas e Ceará. Existe a possibilidade ainda da vinda de barcos de Brasília-DF e de Vitória-ES. As provas serão realizadas no Rio Poxim, com largada na Coroa do Meio e Chegada à Ponte do Riomar.


Coluna Kleber Santos
Com.: 0
Por Kleber Santos
11/11
02:09

Os Dez Mandamentos: O que a travessia do Mar Vermelho nos ensina?

(Crédito: Reprodução/Rede Record)

A cruz de Cristo é a travessia do mar vermelho existencial. É todo dia eu não me permitir viver escravo

Por Kleber Santos*

Nesta terça-feira (10), a Rede Record apresentou a primeira parte da cena que mostra a travessia do Mar Vermelho pelos hebreus na novela “Os Dez Mandamentos”. O cenário é impactante. Pirotécnico. O olhar perplexo dos personagens retrata exatamente como eu ficaria se estivesse presente na época. A extravagante soberania de Deus é demonstrada mais uma vez e não pararia por aí. Diga-se que antes já havia acontecido as 10 pragas numa demonstração de que Deus estava e está no controle de tudo. E depois, aquele mesmo povo ainda iria ver sair água da rocha, água salgada ser transformada em doce e cair pão (maná) do céu. Enfim. Muita representação do lado de fora. Contudo, os milagres não mudaram quase ninguém do lado de dentro.

A experiência vivida pelos hebreus foi tão marcante que o apóstolo Paulo a utilizou para aconselhar os fiéis da igreja grega de Corinto: “Ora, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos debaixo da nuvem, e todos passaram pelo mar”. (1 Coríntios 10:1). E continua: “...tendo sido todos BATIZADOS, assim como na nuvem como no mar”. Paulo mostra que a experiência da travessia era um batismo, um mergulho para dentro, que expressa a nova vida a partir daquele momento. Literalmente e espiritualmente um divisor de águas. De um lado, o novo homem, livre. Do outro lado, o velho homem, escravo. E no meio, o mar fazendo o limite.

A partir daquele ponto, a principal jornada seria interior. Logo, a travessia do Mar Vermelho é, paradoxalmente, um mergulho para dentro do ser. E o maior milagre não deveria ser vivenciado no exterior, mas no coração. É bem verdade, que o caminhar deles foi um andar sob milagre a cada segundo, visto que pela manhã havia uma coluna de nuvem para os guiar, e à noite, uma coluna de fogo para iluminar. Direção e proteção. Todos os dias. Eram esses significados no coração que deveriam ficar em cada um. A certeza do amor de Deus.

Na prática isso não aconteceu. Paulo, ainda na carta aos coríntios, afirmou: “Mas Deus não se agradou da maior parte deles; pelo que foram prostrados no deserto” (10:5). Vemos que não adiantou milagres diários, e nem ter passado por ritos de batismo (travessia do mar e a nuvem). Sim, digo e repito: nenhuma manifestação do lado de fora tem o poder de mudar do lado de dentro. Os rituais religiosos, os sacramentos e nem a religião mudam o coração do homem. Podem servir apenas como ritos de passagens e marcas psicológicas. E só. Mas não os garante que sobreviverão no deserto.

Sei que nado contra a correnteza. O fluxo dessa geração é cultuar a imagem, a estética, o show, a pirotecnia, e não se importa com o significado e valor de cada gesto. É a geração que vive a ilusão de querer provas diárias do poder de Deus. A ilusão acontece quando só cremos em Deus se Ele abrir o mar vermelho ou atender as nossas orações. Ora, fé é fé. É certeza do que não se vê. Esperança no que não chegou. Logo, a fé no amor de Deus quando se instala no coração não precisa de nada disso. De nenhuma performance do lado de fora. Apenas se sabe de quem é o “Eu sou” do qual Deus se referiu sobre Ele mesmo antes das dez pragas.

Estou convencido de que o verdadeiro batismo que produz significado para vida interior é a certeza do que Jesus fez na cruz do Calvário. Paulo escrevendo aos italianos de Roma revelou que: “Ou não sabeis que todos quantos fomos batizados em Jesus Cristo fomos batizados na sua morte? (Romanos 6:3). A implicação disso Paulo explica: “De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em NOVIDADE DE VIDA”. (6:4). A cruz de Cristo é a travessia do mar vermelho existencial. É todo dia eu não me permitir viver escravo. É todo dia não me permitir olhar para trás. E mais: “Porque, se temos sido UNIDOS a ele na semelhança da sua morte, certamente também o seremos na semelhança da sua ressurreição” (6:5). Assim como Cristo ressuscitou, eu sou ressuscitado todo dia. Sei que todo dia Deus me dá uma nova chance. Ainda que erre um dia, tem sempre o outro para eu ser uma pessoa melhor, mais humana. E que o maior milagre é o que Ele faz em mim a cada manhã que nasce.

Apesar dos meus poucos 35 anos, vivi o suficiente para entender que a cena da travessia do Mar Vermelho me ensina mais sobre andar em novidade de vida do que sobre o poder de Deus. Porque poder por poder, Deus já tinha dado 10 motivos da sua onipotência com as 10 pragas. Mas, o caminho do coração, aquele da dependência diária de Deus, ah... só no chão da existência todos os dias para se aprender. E quando se sabe disso diante da crise, o mar não precisa nem se abrir como aconteceu com os hebreus, ou muito menos preciso andar sobre as águas como fez o apóstolo Pedro. Não importa. O barco pode até sofrer naufrágio, como aconteceu três vezes com o próprio Paulo, ou então, posso ser engolido pelo grande peixe, como em Jonas, mas a fé...ah, a FÉ... estará sempre naquele que morreu na Cruz por mim e me tirou do Egito. Hoje, sou livre. É isso!

*Jornalista e pós-graduado em jornalismo cultural


Coluna Kleber Santos
Com.: 0
Por Kleber Santos
12/06
22:27

Adão e Eva: a primeira cantada de um namorado

Por Kleber Santos

Gênesis. Deus usa a palavra e nasce os animais. Usa as mãos e forma o homem. Adão observa cada animal e dá nomes para eles. No final da tarde, encontra-se com Deus para passear no paraíso. Mesmo assim, não se sente completo. Apesar de encontrar o amor (Deus) todos os dias, falta um "não-sei-o-que".

Ele olha os animais e a lacuna não pode ser preenchida. Adão não experimenta a dimensão maior do amor de Deus porque isso só acontece no próximo. Então, Adão dorme, Deus lhe tira a costela e forma Eva. A interferência de Deus para aí, diferente do deus romano “Cupido”, que flechava os casais para se apaixonarem. Adão se acorda e dá a primeira cantada que se conhece no planeta Terra: "Esta sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne!". Quem sabe, até deu aquela piscadinha de canto de olho e levantou as sobrancelhas duas vezes. E ali nasceu o primeiro Dia dos Namorados.

Não foi uma flecha que o acertou. Contudo, a consciente identificação e admiração do que os seus olhos observaram. Adão viu em Eva a sua melhor parte. Daí, o apóstolo Paulo dizer que “a mulher é a glória do homem”. Glória é o ápice de tudo. É o auge. É a revelação maior. Logo, a mulher é, ou deveria ser, a versão melhorada do homem.

Só escrevi esse comprimido de pensamento para dizer que não é preciso esperar um cupido ou algo mágico para se apaixonar. E nem ore a Deus para que mude o coração de alguém para olhá-lo de outra forma. Ou seja, estas orações pré-fabricadas para atrair o homem ou a mulher que você está de olho é bobagem. Pior: em nada se identifica com o amor. Afinal, todo amor é livre e como tal, escolhe a pessoa amada todos os dias por livre vontade.

Adão tem muito a nos ensinar. A naturalidade da IDENTIFICAÇÃO e da ADMIRAÇÃO do seu olhar por Eva deve ser seguido em todo homem e mulher que querem ser um casal. É isso!


Coluna Kleber Santos
Com.: 0
Por Kleber Santos
07/06
19:32

Roberto Cabrini, Jesus e Zaqueu

Kleber Santos*

No último domingo (31), o SBT mostrou através do programa Conexão Repórter, com Roberto Cabrini, a máfia das propinas oferecidas por empresários para se beneficiar nas licitações da merenda escolar de dois municípios sergipanos. Esta semana, o repórter voltou ao estado e deverá mostrar novas irregularidades envolvendo empresários e gestores públicos. Não preciso citar nomes, mas posso chamá-los de "Zaqueu".

Este nome não deve ser estranho para muita gente. Para refrescar a memória, há alguns anos, uma música do cantor Régis Danese estourou nas paradas de sucesso do país iniciada com a letra "Como Zaqueu quero subir...", e cujo coro era cantado em alto e bom som: "Entra na minha casa, entra na minha vida...", referindo-se a Jesus.

O judeu Zaqueu, publicano (cobrador de imposto), vendeu os seus serviços para os exploradores dos próprios judeus: os romanos. Foi fiscal de renda do inimigo. Cobrava os altos impostos e o benefício aos judeus era mínimo em relação ao capital que iria para o Império Romano, sem contar que deve ter recebido propina de muitas pessoas para pagarem menos imposto. A história mostra que era uma prática comum aos que exerciam esta função. Não é à-toa que os cobradores de impostos eram vistos com maus olhos pelo povo.

Depois da matéria de Roberto Cabrini, vi muitos internautas julgando ferozmente os denunciados. Sentenças pesadas foram dadas pela opinião pública. Somos especialistas em julgar as pessoas. Temos que cobrar a justiça sempre. O próprio Jesus, no Sermão do Monte, diz: “Feliz é aquele que tem fome e sede de justiça”. Até aí perfeito! Contudo, o que chamo a atenção é que existe uma linha tênue em julgar o próximo sobre algo e estarmos praticando a mesma coisa. Na reportagem, a denúncia foi de suborno e exploração social e econômica. Mas existe também este mesmo jogo em diversas áreas como profissional e emocional.

No primeiro âmbito acontece quando o empregado recebe por muito menos do que é cobrado pelo empregador. Cobra-se muito do material humano e em troca dá biscoitinhos e um pouco de leite, isto é, um salário aquém do que é justo. No emocional, dá-se quando um homem ou uma mulher se entrega de corpo e alma numa relação, mas não recebe do outro na mesma medida e o que sobra é mendigar carinho. É quando um tem a visão de ser do outro para sempre e o outro apenas explora aquele momento de entretenimento emocional. Explorador de corações é que o ocorre. Enfim, os exemplos são inúmeros. Boa parte das relações sociais é hipócrita, assim como os internautas julgadores que postam no Facebook.

Com Zaqueu, a solução deu-se no bendito dia do encontro com a “verdade” ou, como queira, com Jesus. Afinal, Ele mesmo se define: eu sou o caminho, a VERDADE e a vida. Logo, o encontro com Jesus sempre é o encontro com a verdade, e por tabela, todo encontro com a verdade é um encontro com Jesus, ainda que esteja com a roupagem de um repórter.

Pelo lado do baixinho Zaqueu, ele reconheceu os erros. Jesus entrou não somente na casa daquele publicano, mas também na vida dele e nunca mais foi o mesmo. De pronto, Zaqueu soube o que fazer: “Senhor, eis que dou aos pobres metade dos meus bens, e se em alguma coisa eu defraudei, roubei de pessoas, eu restituo quatro vezes mais”. E Jesus devolveu: "Hoje, entrou salvação nesta casa".
Existem dois tipos de salvação: a do futuro, relacionada à quando Jesus vir pela segunda vez, conforme o Evangelho de João, capítulo 14; e a do presente, que acontece instantaneamente na vida de todo aquele que se rende ao Evangelho de Cristo, às suas boas novas, ao modo de vida que Jesus disse que, realmente, era vida, e não apenas existência.

O fato é que houve uma conversão na vida de Zaqueu. Ajudar os pobres e necessitados, segundo o Novo Testamento, é como se limpa dinheiro sujo. Houve mudança de mentalidade seguida de atitudes corretas. Daí, não ter sido necessário prendê-lo por aqueles erros.

Bom seria, se todos aqueles confrontados com a “ verdade do seu erro” assumisse o pecado, mudasse o pensamento e comportamento. Mas quem quer se deparar com a verdade? Quem quer ter suas estruturas mudadas e as feridas saradas? E pior que isso: quem quer ser julgado taxativamente pelos outros ao assumir um erro? Sim, nós quase nunca propomos cura para o próximo. É mais fácil apontar os erros dos outros.

Só sei que quanto mais vejo uma reportagem como a do Conexão Repórter mais eu fico apaixonado por Jesus e percebo como sou tão diferente dele e preciso melhorar. Isto porque a Bíblia diz que Ele andava com “publicanos e pecadores”; e Ele “entrou na casa de Zaqueu”. Ele fez questão de criar laços com aqueles que “não são dignos moralmente de amizade”. Foi o próprio Jesus que escolheu. Optou em querer se aproximar de Zaqueu. Foi Jesus que disse na sequência: “O Filho do homem (ele) veio buscar e salvar os que estavam perdidos”.

Meu desejo sincero é que esse texto pare nas mãos daqueles que sabem que são exploradores e que fazem suborno. Quero dizer que se houve jeito para Zaqueu é porque tem jeito para todo mundo. O Evangelho alcança a todos. Já diz o ditado: o importante na vida não é como se começa, mas como se termina. Ter a paz de uma consciência honesta é melhor do que ter uma mesa casa farta, mas passar à noite em claro depois de assistir uma reportagem de Roberto Cabrini. É isso!

*Co-editor deste blog, jornalista e pós-graduado em jornalismo cultural (kleber.sergipe@gmail.com)


Coluna Kleber Santos
Com.: 0
Por Kleber Santos
1 2 3 4 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos