26/04
12:33

UFS TEM MAIOR ÍNDICE DE APROVAÇÃO NO BRASIL: Número de aprovados na segunda fase do Exame de Ordem sobe 7%

O maior índice de aprovação foi da Universidade Federal de Sergipe, que teve 90% dos candidatos aprovados, seguida da Federal Rural do Semiárido do Rio Grande do Norte, com 84%, e da USP Ribeirão Preto, com 81,4%.

Das 30 faculdade de Direito com mais de 20 inscritos no Exame de Ordem, só três são particulares: o Instituto Brasilense de Direito Público (IDP), a PUC do Rio de Janeiro e a PUC de São Paulo. O IDP de Brasília foi a faculdade particular com melhor índice de aprovação do país, 73% dos inscritos. Em Brasília, teve desempenho mais uma vez superior ao da Universidade de Brasília (UnB), uma instituição pública federal.

O estado com maior destaque foi Minas Gerais, com três universidades entre as dez com mais aprovados no exame. A Federal de Minas teve 80,92% (123 aprovados) e a Universidade Federal de Juiz de Fora, com os campi principal e de Governador Valadares, obteve 79,7% e 75% de aprovação, respectivamente.

Veja o ranking:

Universidades

Presentes

Aprovados

Percentual

Universidade Federal de Sergipe - UFS

30

27

90%

Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA (Mossoró-RN)

25

21

84%

Universidade de São Paulo - USP

27

22

81,48%

Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

152

123

80,92%

Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF (MG)

69

55

79,71%

Universidade Federal Fluminense - UFF (Volta Redonda-RJ)

33

26

78,79%

Universidade Federal do Ceará - UFC

91

69

75,82%

Universidade de São Paulo - USP

106

80

75,47%

Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF (Governador Valadares-MG)

36

27

75%

Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

95

71

74,74%

Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

70

52

74,29%

Universidade Federal de Lavras - UFLA (MG)

50

37

74%

Escola de Direito de Brasília - EDB/IDP

52

38

73,08%

Universidade Estadual do Maranhão - UEMA

35

25

71,43%

Universidade de Brasília - UnB

96

67

69,79%

Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ

206

142

68,79%

Universidade Federal de Alagoas - UFAL

57

39

68,42%

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-Rio

154

105

68,18%

Universidade Federal da Bahia - UFBA

196

133

67,86%

Pontifícia Universidade Católica - PUC-SP

63

42

66,67%

Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP

59

39

66,10%

Universidade Federal do Paraná - UFPR

50

33

66%

Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ

138

91

65,94%

Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

128

84

65,63%

Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

95

62

65,26%

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC

110

71

64,55%

Universidade Federal Fluminense - UFF

145

93

64,14%

Faculdade Baiana de Direito e Gestão (BA)

75

48

64%

Universidade Estadual de Londrina - UEL (PR)

132

84

63,64%

Universidade Federal da Paraíba - UFPB

64

39

60,94%

 



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
22/04
14:50

Aracaju receberá pela primeira vez o show "Pholhas - Memories" com a banda Pholhas

Com quase 50 anos de carreira e acumulando uma vasta experiência musical, o quarteto, formado em 1969, continua na estrada e conta com uma legião de fãs de todas as idades. Com fortes influências do rock norte-americano, a banda Pholhas já emplacou diversos hits de sucesso ao longo dos anos tornando-se uma das maiores referências do cenário “pop- rock” nacional. Pela primeira vez em Aracajú, com o show “Pholhas – Memories”, a banda se apresenta no dia 20 de maio (domingo), às 20h, no Teatro Tobias Barreto. Os ingressos custam a partir de R$50,00 (meia entrada) e podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro ou através do site www.compreingressos.com

No repertório, além das já conhecidas canções autorais, como as baladas românticas “Shadow of Love” e “My First Girl”, serão apresentados outros sucessos que também ficaram conhecidos com os PHOLHAS. É o caso de canções de artistas como Elvis Presley, Bee Gees, Creedence, Roling Stones, Beatles, entre outras bandas das décadas de 1960 e 1970.

Com o álbum “Dead Faces”, gravado em 1972, a banda, na época formada por Hélio Santisteban (teclados), Paulo Fernandes (bateria), Oswaldo Malagutti (baixo) e Wagner Benatti (guitarra), chegou a ficar em primeiro lugar nas rádios do país com a música “My Mistake”, que vendeu cerca de 400 mil compactos [mini discos] em apenas três meses de lançamento. Logo após o sucesso de “Dead Faces”, o Pholhas lançou outros compactos, onde as músicas “She Made Me Cry”, “I Never Did Before” e “Forever” lhes renderam a venda de aproximadamente 300 mil discos.

A atual formação do Pholhas é composta por Wagner Benatti (guitarra), Paulo Fernandes (bateria), João Alberto (baixo) e Elias Jó (teclados e vocais de apoio).
O mais recente álbum do grupo é o Pholhas – 45 anos, de 2015, que traz como destaque a releitura de quatro canções gravadas originalmente por Roberto Carlos: Esqueça, Ciúme de Você, Só por Amor e Nossa Canção.


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
20/04
10:13

Confira o horário de funcionamento dos mercados e feiras livres no feriado de Tiradentes

No próximo sábado, 21 de abril, feriado de Tiradentes, a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) comunica que os Mercados Centrais Thales Ferraz e Antônio Franco irão funcionar em horário normal das 6h às 15h. Já o Mercado Maria Virgínia Leite Franco, antigo Albano Franco, funcionará das 5h30 às 15h. Os mercados setoriais (bairros) e o mercado vereador Milton Santos, localizado no Conjunto Augusto Franco, permanecem com o horário habitual das 6h às 15h.

A Emsurb informa ainda que as Feiras Livres serão realizadas normalmente no turno manhã. São elas: Cirurgia; Leite Neto; Santa Tereza; Cidade Nova; Mosqueiro; 18 do Forte; São Carlos; Santo Antônio; Coroa do Meio e Grageru.

Parque da Sementeira 

Para quem busca diversão, lazer e natureza em um só lugar, o Parque Augusto Franco, mais conhecido como "Parque da Sementeira", se apresenta como boa opção das 5h às 21h.



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
19/04
10:00

UFS poderá criar cursos de Direito, Medicina, Engenharia e Arquitetura em Itabaiana

A Universidade Federal de Sergipe (UFS) realizará estudos de viabilidades técnica e financeira de ampliação da oferta de cursos no seu campus de Itabaiana. Segundo o reitor da instituição de ensino superior, a UFS mantém hoje em funcionamento 7 cursos de licenciaturas e ainda Contabilidade, Administração e Ciência da Informação e poderá ter 4 novas opções.

Está sendo avaliada a possibilidade de criação de cursos de Direito, Medicina, Engenharia Civil e Arquitetura. “A ideia é discutir hoje o crescimento para o amanhã e sonhar um dia na transformação do campus de Itabaiana em Universidade Federal do Agreste sergipano”, comentou Antoniolli, que na terça-feira falou sobre o assunto na Câmara de Itabaiana.

Pensa-se nessa possibilidade, mas não é coisa para ser colocada em prática agora. Esse projeto poderá ser viabilizado, talvez, em 10 anos.


Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
18/04
16:46

Combate a gripe - Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza começa no dia 23

Começa na próxima segunda-feira, 23, em todo o país, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, conhecida popularmente como gripe, e Sergipe deverá vacinar, conforme meta estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS), 460 mil pessoas, número que corresponde a 90% da população geral.  A campanha será realizada até o dia 1º de junho e o dia 12 de maio foi escolhido para ser o “Dia D” de mobilização para multivacinação, que tem também a finalidade de atualizar as cadernetas de vacinas.

 

 

Os grupos prioritários a serem vacinados contra a influenza são: crianças de seis meses e menores de cinco anos, indivíduos com 60 anos ou mais de idade, gestantes em qualquer período gestacional, puérperas no período de 45 dias após o parto, trabalhadores da saúde, professores de escolas públicas e privadas, povos indígenas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais.

 

Segundo a gerente do Núcleo de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Sândala Teles, Sergipe receberá do Ministério da Saúde até o final da campanha 562.700 doses da vacina. Todas as unidades de saúde dos municípios estarão disponibilizando a vacina e o objetivo da campanha é reduzir as internações, complicações e mortes pela influenza da população que é público alvo.

 

“É importante que os grupos prioritários procurem uma unidade de saúde para receber a vacina e ser imunizado contra a influenza. A gripe, a depender da situação clínica do indivíduo, pode evoluir e gerar complicações graves. Portanto, a vacina é a melhor forma de prevenção a doença e nossa meta é vacinar mais de 400 mil pessoas.”, ressalta. A vacina contra a influenza é trivalente e protege contra três vírus: o H1N1, H3N2 e a influenza B

 

Gripe

A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores e condições de risco para as complicações da infecção. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém-contaminadas por secreções respiratórias, pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
17/04
19:12

Incra terá parceria com cinco municípios de SE

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) deverá consolidar até o final desta semana a celebração de acordos de cooperação técnica com cinco prefeituras do interior sergipano. O objetivo da ação é agilizar a produção de projetos produtivos, para impulsionar a aplicação de créditos em áreas de reforma agrária de Sergipe. “Esses acordos, que não trazem custo algum para o Incra, permitem que os assentados sejam atendidos com maior agilidade. As prefeituras se tornam nossas parceiras e contribuem de forma decisiva para a estruturação produtiva dos nossos assentamentos”, explicou Gilson dos Anjos, superintendente regional do Incra em Sergipe.

Por meio dos acordos, as prefeituras tornam-se responsáveis pela contratação de profissionais (engenheiros agrônomos), que visitarão as áreas de reforma agrária, levantarão informações e produzirão projetos produtivos para as famílias assentadas. Os projetos serão encaminhados ao Incra e, depois de avaliados e aprovados, a autarquia procederá com a aplicação dos créditos de fomento produtivo. “Essas parcerias nos permitirão atender a um número maior de famílias num período muito mais curto. Isso contribui para que os recursos cheguem a quem produz no momento mais adequado”, afirmou dos Anjos.

Entre o último dia 15 de abril e esta terça-feira, já assinaram acordos com o Incra as prefeituras municipais de Poço Redondo, Indiaroba e Estância. Até o final da semana, também devem selar parceria com o Instituto as prefeituras de São Miguel do Aleixo e Canindé do São Francisco. “ É um investimento que contribui com a família assentada, mas também tem impacto em toda a economia local”, analisou o superintendente do Incra.

Além das prefeituras sergipanas, o Incra também assinará até o final da semana acordo de cooperação técnica com a prefeitura de Paulo Afonso, no estado da Bahia. Além de responder pelas ações relacionadas à reforma agrária e à consolidação de territórios quilombolas em Sergipe, a superintendência sergipana do Incra também executa ações em 16 municípios baianos que fazem divisa com o estado.


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
16/04
17:03

Prefeito Aracaju anuncia realização do Forró Caju

A realização do Forró Caju já tem data para começar. Este ano o evento será realizado em dois momentos: dos dias 22 a 24 e 28 a 30 de junho na Praça dos Mercados em Aracaju. O anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira (16) na Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) pelo prefeito Edvaldo Nogueira ao lado do deputado federal André Moura (PSC-SE).

 

Os recursos para a festa foram obtidos através do trabalho de André Moura junto ao Ministério da Cultura. Serão R$ 4 milhões a serem investidos resgatando a tradição da cultura forrozeira, movimentando a economia local.

 

Outra novidade deste ano será mais um palco na Praça General Valadão, onde os forrozeiros terão dos dias 20 a 30 de junho para dançar e em mais 17 bairros com diversas atrações nos "arraiás" para alegrar as famílias aracajuanas.

 

Edvaldo não poupou agradecimentos a André Moura. "Se não houvesse a articulação dele, a festa não aconteceria. Se dependesse exclusivamente dos recursos da PMA não teríamos como realizar a festa. Sem a ajuda do Governo Federal, vindos por André, não retomaríamos o Forró Caju com a força e a estrutura a ser realizada. A ajuda dele é muito importante".

 

André Moura destacou: "Como bom nordestino valorizo nossa cultura e o Forró Caju é uma expressão de nossa identidade. Já dizia nosso saudoso Rogério, `Sergipe é o país do forró’, e temos de manter vivas nossas tradições. Além de tudo a festa é de fundamental importância para a economia local. Os bares, restaurantes e hotéis ficam lotados, ganha renda extra durante o período. Não tenho dúvidas de que será uma grande festa", assegurou.

 



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
11/04
21:33

Hospital Santa Isabel terá 30 dias para quitar pendência do aumento retroativo salarial


O Hospital Santa Isabel terá prazo de 30 dias para fazer um levantamento financeiro a fim de quitar a pendência retroativa concernente ao aumento salarial formalizado na Convenção Coletiva junto ao Sindicato dos Hospitais e Clínicas do Estado de Sergipe (Sindhose). A decisão foi fruto do pedido do próprio procurador do hospital, Thiago Tavares Cabral, que pediu este prazo durante a audiência mediada por Nilson Barreto Socorro, da Superintendência Regional do Trabalho (SRT), com a direção do Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa), na manhã desta quarta-feira, 11, na sede da SRT.

Durante a mediação, o Sintasa cobrou ainda a formalização do Acordo Coletivo 2017/2018, que mesmo depois de mediação da SRT no final do ano passado, ainda não foi finalizada. Na ocasião, a direção do hospital teria se comprometido a continuar as negociações diretas para o fechamento do acordo, mas não respondeu dois ofícios do sindicato cobrando uma reunião para finalizar a confecção da norma coletiva. Daí, a necessidade do auxílio da SRT para a atual audiência.

“O Hospital não só não formalizou o Acordo Coletivo de Trabalho da data-base 2017-2018 como também não vem cumprindo integralmente a Convenção Coletiva de Trabalho. Inclusive, com registro de passivo decorrente da retroatividade da norma coletiva a data-base, 1º de junho”, explica o presidente do Sintasa, Augusto Couto.

Participaram ainda da mediação, a tesoureira do Sintasa, Maria de Lourdes, e o advogado do sindicato, Adalício Morbeck.


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
Primeira « Anterior « 1 2 3 4 5 6 7 8 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos