26/04
13:53

Saúde anuncia dados da hipertensão no País

O Ministério da Saúde anuncia nesta terça-feira (26), Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial, os novos números da doença no Brasil e um balanço dos dois primeiros meses de funcionamento do programa Saúde Não Tem Preço. O anúncio será no quinto andar do ministério, em Brasília, e será transmitido ao vivo pela Web Rádio Saúde

Números da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que há cerca de 600 milhões de hipertensos no mundo. A doença atinge, em média, 25% da população brasileira, chegando a mais de 50% na terceira idade e, surpreendentemente, a 5% dos 70 milhões de crianças e adolescentes no Brasil, segundo dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH). 

A pressão alta é perigosa e geralmente não tem cura, mas pode ser controlada. Para isso, é preciso que o paciente tome medicamento por toda a vida. O problema é que, apesar de causar ataques cardíacos e derrames, em alguns casos a doença é assintomática e a pessoa desconhece que é portadora do mal. (Da assessoria)
 



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
26/04
11:32

TJSE treina estagiários para Pesquisa de Satisfação do Público Externo

A Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) realizou ontem, dia 25, treinamento dos estagiários que irão aplicar os questionários da Pesquisa de Satisfação com os usuários do Judiciário sergipano. Realizada desde 2003, a pesquisa tem como objetivo conhecer a opinião dos jurisdicionados sobre a atuação do TJSE sobre diversos aspectos como atendimento, horário de audiências e serviços das secretarias judiciais, além da funcionalidade das instalações físicas e localização dos fóruns.

A pesquisa será realizada entre os dias 03 e 13/05, em todos os fóruns da capital, Juizado da Infância e Juventude, Vara de Execuções Criminais - VEC e Vara de Execuções das Medidas e Penas Alternativas - VEMPA e nas Comarcas de Itabaiana, Lagarto, Estância, Propriá, São Cristóvão e Nossa Senhora do Socorro. "Serão ouvidos mais de 5 mil usuários pelos mais de 100 estagiários responsáveis pela coleta dos dados", explicou Erick Andrade, diretor de Planejamento, afirmando que a pesquisa vem traçando, ao longo do tempo em que é realizada, um diagnóstico do trabalho do TJSE e sendo fundamental para a melhoria dos serviços e correção de falhas. (Da assessoria)



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
26/04
11:22

SEDHUC promove hoje debate para discutir a homofobia

Secretaria dos Direitos Humanos e da Cidadania traz Luiz Mott, da UFBA e do Grupo Gay da Bahia, para discutir os números da violência contra os homossexuais no Brasil

Nesta terça-feira(26/4), a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e da Cidadania (SEDHUC) estará promovendo a mesa de discussão "Homofobia em debate: em busca de soluções", com o professor de Antropologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e fundador do Grupo Gay da Bahia (GGB) Luiz Mott, autor de quatro livros sobre a História de Sergipe e responsável pelo Relatório Anual sobre Assassinatos de Homossexuais no Brasil.

O evento acontece na Sociedade Semear, na rua Vila Cristina nº 148, a partir das 18h30, e contará também com o professor de Antropologia da Faculdade Ages (BA) e estudioso e pesquisador dos assassinatos de homossexuais em Sergipe, desde 1994, Marcelo Domingos, além do delegado titular da 4ª Divisão de Homicídios, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Mário Leony. (Da assessoria)




Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/04
16:29

PMA mantém duas urgências pediátricas na capital

Com o objetivo de cuidar da saúde das crianças de norte a sul da cidade, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal de Saúde a PMA mantém urgências pediátricas na Maternidade e Hospital Beneficente Santa Isabel  (zona norte), e no Hospital Fernando Franco (zona sul).  Graças a uma parceria entre os governos do estado e do município foi possível a reabertura, no dia 16 de fevereiro deste ano, da Urgência Pediátrica do Hospital e Maternidade Santa Isabel. A medida visa promover maior agilidade e descentralizar o atendimento às crianças.
 
"Fico muito feliz de poder trazer a minha filha pro Santa Isabel porque é perto da minha casa e o atendimento aqui é muito melhor em relação ao outros. Yasmin chegou aqui com febre alta, mas já foi atendida e medicada", declara a moradora, Kelly Santos.

A urgência está devidamente preparada para atender a comunidade. "Nossa estrutura conta com 15 leitos de observação e 25 de internamentos. E na equipe temos dois pediatras por turno e um pediatra-diarista que atendem diariamente uma média de 80 a 100 pacientes de 0 a 12 anos", explica o coordenador da Urgência Pediátrica do Santa Isabel, Renato Amorim.

"No pronto atendimento temos condições de receber crianças com problemas de baixa complexibilidade, ou seja, damos o suporte clínico básico como, diarréia e infecções. Casos de trauma e mais complexos encaminhamos para o Hospital de Urgências de Sergipe (Huse)", completa.(Da assessoria)




Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
24/04
09:07

LÚ SPINELLI E A DANÇA CÊNICA EM SERGIPE: 40 ANOS DE MOVIMENTO E POESIA

Prof. MSc. Mário Resende - (Professor do Núcleo de Dança/UFS)

 

A prática de homenagear é tão antiga quanto à existência da cultura humana. Ela pressupõe o reconhecer no outro a construção pioneira, a abertura de caminhos, a facilitação de constituição de estradas e pontes sem as quais estaríamos caminhando com mais vagar. Reconhecer no outro a construção de algo digno é ato de grandeza cultural que humaniza o homem.

Ao tratarmos de reconhecimento é que relembramos que há quatro décadas, tivemos em Aracaju o I Festival de Dança Moderna, Contemporânea e Afro. Os tempos eram difíceis, a cidade pequena e conservadora. Estávamos no auge do regime militar e a dança acadêmica não tinha espaço, nem patrocínio, tampouco público. Nessa época, a SCAS – Sociedade de Cultura Artística de Sergipe – entidade cultural que atuava em Aracaju já tinha entrado em retração. A SCAS em anos anteriores tinha sido patronesse de espetáculos de música e de teatro. No tocante aos grandes espetáculos de Dança que trouxe para a cidade, na maioria das vezes, estes se restringiram à linguagem do balé clássico. Nesse deserto de movimento, Lúcia Spinelli percebeu uma lacuna a ser preenchida e por aqui fincou suas raízes, através do Studium Danças.

Somente a partir do trabalho da professora Lúcia Spinelli é que as sementes das Danças Moderna e Contemporânea aportaram na capital sergipana. Sem essas sementes muito provavelmente estaríamos contando outras histórias no que se refere à Dança acadêmica em Sergipe. A criação do Studium Danças e a realização dos Festivais Anuais são marco na história cultural de Aracaju. Sua criadora, Lú Spinelli, vivenciou e foi testemunha de importantes modificações nessa capital no campo dos costumes, dos mitos e dos preconceitos. Na década de 70, ao se estabelecer em Aracaju, enfrentou resistências típicas de toda ação pioneira, mas também recebeu os apoios das jovens mentes e intelectuais iluminados da cidade, a exemplo de João de Barros, Joubert Morais, Jorge Lins, Irineu Fontes, o então poeta Carlos Ayres de Brito, Ilma Fontes, o musicista Antonio Alvino Argolo, Lânia Duarte, Aglaé Fontes, Madre Albertina Brasil, Amaral Cavalcanti, Professor Alencarzinho, Professor João Costa, Luís Eduardo Costa, Luís Eduardo Oliva, Ivan Valença, Professor Antônio Garcia e Dr. João Cardoso Nascimento Junior, ex-reitores da Universidade Federal de Sergipe, entre outras pessoas de real importância.

De fora de Sergipe, Lú conta que sempre teve o apóio e o incentivo de Eduardo Cabús, dono do Teatro Gamboa e atual proprietário do Teatro Bibi Ferreira, no Rio de Janeiro, do professor Clyde Morgan, convidado da UFBA para atuar no curso de Dança, e atualmente docente da Universidade de Backport, New York e Julio Vilan, assistente de Klauss Vianna e Angel Vianna, do prof. Rolf Gelewsky de Reneè Gumiel, pioneiros da dança moderna e contemporânea no Brasil. Dulce Aquino, Pró-Reitora de Extensão da UFBA, Lia Robato, Diretora do Projeto Axé/Salvador, Laís Gois, ex-diretora da Escola de Dança da UFBA e Jurema Penna, autora e atriz baiana, expoente do Cinema Novo na Bahia, grupo que atuou o grande Glauber Rocha, também fizeram parte de rol de apoiadores.

Em muitos aspectos do que avançamos, somos devedores a essa mestra da Dança. No campo dos costumes e da dança Lú foi revolucionária, sendo uma das responsáveis pela quebra de preconceitos e tabus arraigados na sociedade aracajuana. Atuou como uma das responsáveis técnicas pelo Festival de Arte de São Cristóvão durante 18 anos. Foi também produtora de grandes espetáculos que se fizeram presentes nos palcos sergipanos. Com Lú Spinelli tivemos pela primeira vez em Sergipe, a possibilidade de artistas homens e negros freqüentarem aulas e serem reconhecidos na cena da dança no estado de Sergipe e fora dele. Lú fundou o Studium Danças em 1971, tendo como primeiro professor convidado o bailarino pernambucano Alcides Muniz, recém chegado da Europa. Muniz havia dançado em diversas companhias como o Gulbenkian em Portugal, o Balé de Nice, na França, entre outros. Antes de ir para a Europa, Muniz tinha atuado no Brasil, em particular, trabalhou com Dalal Aschar, no Rio de Janeiro e com Flávia Barros, em Pernambuco.

Também trabalharam no Studium o, hoje, professor Doutor Eusébio Lobo, da UNICAMP (ministrou aulas no Studium nos anos 70); Marcelo Moacyr, dançarino que atuou em diversas companhias internacionais, formado pelo Laban Center Londres, Antonio Alcântara/UFBA que trabalha com Danças no Canadá e Firmino Pitanga, com formação na UFBA, coreógrafo, dançarino, pesquisador de danças africanas em diversos países da África e fundador do balé da UMES, na USP.

Por sua vez, em Sergipe surgiram do Studium Danças o saudoso Francisco Santos, popular Chiquinho, por muitos anos professor de Dança na escola Municipal de Artes de Aracaju, os dançarinos Marcos Braz-Erê, Rita Trindade, Gladston Santos, Rinaldo Machado, Jayme Guedes, Hamilton Marques, Julieta Menezes, Sandra Freire, Clara Alice Oliveira, Ivani Andrade, dentre outros.

            A partir das ações de Lú que tivemos a primeira companhia de dança cênica sergipana, o “Grupo Studium Danças”. Criado em 1973, era um grupo amador formado por uma série de jovens aracajuanos que posteriormente procuraram outros meios, todos alunos da escola, a saber: Silvana Flores Cardoso, Beatriz Braz, Cristina Garcia, Clara Alice e Acácia Oliveira, Martinha Bragança, Dayse Monte, Ana e Cibele Ramalho entre outras alunas.  O grupo viajou para diversos eventos no Brasil, participando de circuitos e de festivais universitários. Em Sergipe, por diversas vezes, abriu os espetáculos que aconteciam no Festival de Artes de São Cristovão.

O primeiro espetáculo do grupo amador chamou-se Afro Sacro e foi apresentado pelo grupo Studium Danças na Igreja do Rosário, em São Cristovão. Posteriormente, no primeiro Festival de Artes e Cultura de Laranjeiras, o espetáculo foi reapresentado na integra, e lá novamente dançaram sob o som da Missa Luba, cantado por “os trovadores do Rei Balduim” um coral católico do Congo Belga. Lú montou diversos outros espetáculos, a exemplo da “Feira dos Aracajus”, “Glória, Glória, Glorioso”, “Vivência”, “Xocós”, todos pautados na cultura sergipana, dentro de uma visão contemporânea de dança.

Nos anos 80, o Grupo Studium Danças transformou-se em Sociedade Produtora de Dança, em caráter profissional. Nessa época, o grupo se fez presente pelo país no Festival Internacional das Mulheres Ruth Escobar, em São Paulo, no Ciclo de Dança do Recife e na Oficina Nacional de Dança da UFBA, entre outros grandes e importantes de eventos brasileiros. Fez diversas turnês em diversos estados do Nordeste. O grupo profissional teve sempre a direção de Lú, mas atuou em parceria com importantes coreógrafos brasileiros e estrangeiros, a exemplo de Marcelo Moacyr, Denilto Gomes, Airto Tenório, Clady Morgan, Valério Césio, Rosito de Carmine, entre outros.

            Em quarenta anos de atuação em Sergipe, Lú Spinelli plantou e colheu muitos frutos na arte da Dança e fez desta, nos seus espetáculos, a palavra que não podia falar, o espaço para a crítica e para o riso, a luz para produzir beleza e poesia, o movimento para celebrar a vida e dialogar com a dor, a arte que somente o corpo é capaz de transmitir nesse campo do saber humano que deve ser o mais democrático de todas as artes. A existência e a continuidade da escola de dança Studium Danças, em quase meio século, chancelam o compromisso, a lealdade e competência dessa profissional em manter acesa a chama da arte do movimento no estado de Sergipe. No mínimo, esse fato nos delega o papel de reconhecer e homenagear Lú Spinelli, artista que através da dança, soube tão bem interpretar e expor aqui e no Brasil, a grandeza e a beleza da cores e sabores da cultura sergipana.



Variedades
Com.: 39
Por Eugênio Nascimento
18/04
16:19

Vinícius Baudouin Mazza é o novo presidente da Jucese

Vinícius Baudouin Mazza é o novo presidente da Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e da Tecnologia (Sedetec). Formado em Engenharia de Produção pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), com experiência no mercado automotivo e especialização em MBA em Gestão de Negócios, Mazza, hoje empresário, agradeceu a confiança que lhe foi dada e prometeu dar prosseguimento aos trabalhos já realizados. “O maior desafio será levar o nome da Junta cada vez mais ao cenário nacional, com ajuda dos colaboradores”, ressaltou. O Termo de Posse foi assinado na manhã desta segunda-feira, 18, no gabinete do secretário Zeca da Silva, da Sedetec.



Variedades
Com.: 1
Por Eugênio Nascimento
18/04
13:35

INSS envia carta para quem pode aposentar em maio

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) enviou 1.731 cartas aos segurados urbanos que completam as condições para se aposentar por idade em maio. A correspondência avisa ao cidadão que ele pode requerer o benefício a partir da data de seu aniversário. Recebem o documento os homens que, a partir do dia 1º de maio, completam 65 anos e as mulheres que completam 60.



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
17/04
21:46

VALE A PENA VER A FOTO - O amor é para sempre

Foto do mural do vice-presidente do Banco Mundial,Otaviano Canuto, no Facebook


 
 


Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 349 350 351 352 353 354 355 356 357 358 359 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos