03/10
10:32

USFs com horário estendido realizam mais de 5.300 procedimentos em um mês


As sete Unidades de Saúde da Família (USFs), que funcionam também com horário especial (das 17h às 20h), realizaram em um mês de atendimento, cerca de 5.370 procedimentos médicos. A ideia de funcionamento durante a noite vem atraindo a atenção da população que começa a responder positivamente à mudança de horário.

Assim, nas unidades José Augusto Barreto (bairro Japãozinho), José Machado de Souza (bairro Santos Dummont), Hugo Gurgel (bairro Coroa do Meio), Onésimo Pinto (bairro Jardim Centenário), Celso Daniel (bairro Santa Maria), Augusto Franco (conj. Augusto Franco) e Joaldo Barbosa (bairro América) as pessoas estão procurando as equipes médicas em horário noturno, facilitando o fluxo do dia, contribuindo ainda para diminuir o índice de atendimento dentro das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), pois os casos mais simples estão sendo tratados nas próprias unidades básicas.

"A procura vem superando as nossas expectativas. A população vem aderindo ao horário estendido, que vai das 17h às 20h, nas sete USFs citadas acima. Temos para estes atendimentos uma equipe composta por um médico, um enfermeiro, dois auxiliares de enfermagem, além do corpo administrativo da unidade que fica de plantão também. Vale ressaltar que as unidades José Augusto Barreto e Augusto Franco, inclusive, já possuem dois médicos de plantão durante esse horário especial noturno. Isso só mostra que a sociedade vem aderindo a esta importante mudança", explicou a coordenadora da Rede de Atenção Primária (REAP) da Saúde de Aracaju, Aline Araujo da Silva.

Em números, nestas sete USFs durante o horário especial noturno foram realizados 1.861 atendimentos de enfermagem, 1.803 atendimentos médicos, 957 aferições de pressão arterial, 327 administrações de medicamentos, aplicadas 233 vacinas, 57 verificações de temperaturas, realizados 78 curativos e feitas 58 nebulizações.

Segundo o coordenador da Rede de Urgência e Emergência da Saúde de Aracaju, René Porto, o impacto dentro das UPAs já é sentido, no tocante a diminuição no índice de atendimentos. "Muitas pessoas, que trabalham o dia inteiro, procuravam as UPAs para atendimento simples, mas agora estão procurando estas USFs justamente pela proximidade com suas respectivas residências. Isso vem gerando uma diminuição no número de atendimento dentro das UPAs, onde podemos concentrar maior tempo para os atendimentos mais complexos", avaliou.


Da assessoria
Foto: André Moreira



Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
01/10
22:26

TIM investe R$2,85 bilhões e adquire Lote 2 no leilão 4G

Participação da operadora reforça seu compromisso com a expansão da banda larga móvel no país

A TIM alcançou seu objetivo ao participar  do leilão da faixa de 700 MHz, em linha com a estratégia de expandir o serviço de banda larga móvel no país. A operadora foi a vencedora do Lote 2 do pregão, de abrangência nacional, investindo R$ 2,85 bilhões na aquisição do mesmo, com ágio de 0,67% sobre o custo total inicial do lote.

“A frequência de 700 MHz será muito importante para a ampliação da rede de dados móveis no país oferecendo aos clientes uma qualidade de navegação ainda melhor na quarta geração, e permitindo que o serviço chegue a um maior número de usuários", afirma  Rodrigo Abreu, presidente da TIM Brasil.

Uma das vantagens da faixa de 700 MHz é que ela tem uma penetração muito maior em relação à faixa de 2,5 GHz atualmente usada para o LTE. Adicionalmente, o Lote 2 que a TIM  adquiriu apresenta potencial de economia de escala de equipamentos, contando ainda com a sinergia dos blocos APT e dividendo digital Europeu.

"Estamos muito satisfeitos com o resultado. Vamos, agora, trabalhar com foco na antecipação do cronograma, viabilizando a liberação do espectro o quanto antes, por entender que trata-se de uma oportunidade única para a modernização digital do Brasil, impulsionando tanto  o desenvolvimento da banda larga móvel quanto a massificação da TV digital”, completa Rodrigo Abreu.

Atualmente, a TIM é vice-líder no mercado de 4G, com 30,27% de market share e mais de 1,1 milhão de acessos. A operadora cobre 30,2% da população brasileira, atendendo a 45 municípios. Desde o início da implantação da tecnologia no Brasil, a TIM foi a primeira operadora a disponibilizar a navegação de quarta geração para os clientes sem necessidade de contratação de novos planos, com aumento de preço ou cobrança adicional.

Sobre a TIM
A TIM é a segunda maior operadora do Brasil e a empresa líder do segmento pré-pago. Atualmente, possui mais de 74,2 milhões de clientes e 26,91% de market share. O desempenho positivo é fruto da inovação da companhia, que liderou movimentos importantes no setor para tornar os serviços móveis acessíveis a toda população.

Outro foco da TIM é a qualidade da sua rede e do atendimento. No triênio que vai até 2016, a companhia aplicará em infraestrutura mais de 90% dos R$ 11 bilhões previstos para investimentos no Brasil. Para expansão e melhorias da rede, a operadora comprou ativos como a Intelig (2009) a AES Atimus (2011) e realiza projetos especiais, como a instalação da rede de fibra óptica na região Norte, por meio da LT Amazonas, permitindo a inclusão digital da população de áreas remotas do país.
A companhia também prioriza a transparência nos seus negócios e no relacionamento com os clientes. Um marco foi o lançamento, em 2012, do site Portas Abertas (www.tim.com.br/portasabertas), que permite aos consumidores conhecer o verdadeiro retrato da cobertura da TIM e seus projetos de ampliação e melhorias da rede.

A TIM é ainda a única do setor de telecomunicações a integrar o Novo Mercado da BM&FBOVESPA, reconhecido como nível máximo de governança corporativa. Na Bolsa, faz parte também do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) e do Índice de Carbono Eficiente (ICO2). Para mais informações, acesse www.tim.com.br,  www.twitter.com/timbrasil ou www.facebook.com/timbrasil.

Da assessoria


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
28/09
22:49

LOTECA: Concurso 623 - 29 de setembro

1 SÃO PAULO/SP 1x3 FLUMINENSE/RJ 

2 ATLÉTICO/MG 2x0 VITÓRIA/BA 

3 BAHIA/BA 2x1 FLAMENGO/RJ 

4 PONTE PRETA/SP 3x1 CEARÁ/CE 

5 BOTAFOGO/PB 0x0 FORTALEZA/CE 

6 AMÉRICA/MG 1x0 SANTA CRUZ/PE 

7 ATLÉTICO/GO 2x1 P. DESPORTOS/SP 

8 CHAPECOENSE/SC 1x1 CRICIÚMA/SC

9 SANTOS/SP 2x0 GOIÁS/GO 

10 FIGUEIRENSE/SC 3x1 PALMEIRAS/SP 

11 INTERNACIONAL/RS 4x2 CORITIBA/PR 

12 ATLÉTICO/PR 1x0 CORINTHIANS/SP 

13 SPORT/PE 0x0 CRUZEIRO/MG 

14 ICASA/CE 1x0 ABC/RN  



Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
26/09
14:31

Luiz Barretto ministra palestra em almoço da Acese

Presidente do Sebrae apresentou as mudanças na nova Lei do Simples nacional

O presidente do Sebrae, Luiz Barretto, participou nesta sexta-feira, 19, do Almoço com Negócios promovido pela Associação Comercial de Sergipe (Acese). Durante o evento, realizado no Hotel Radisson, ele proferiu uma palestra sobre ‘As mudanças da nova Lei do Simples Nacional’, anunciadas pela presidente Dima Rousseff no início de agosto.

A nova legislação garante a todas as empresas com faturamento até R$ 3,6 milhões por ano fiscal o direito de optar, a partir de janeiro de 2015, pelo regime de tributação do Simples. A medida irá beneficiar mais de 450 mil empresas de 140 setores em todo o país.

Outras alterações previstas na lei é ampliação dos mecanismos de proteção ao Microempreendedor Individual (MEI), que irão vedar cobranças indevidas à categoria e proíbe a alteração do IPTU pelas prefeituras em relação aos domicílios desses empresários, além da desburocratização do processo de abertura e fechamento, que passam a ser executados em cinco dias.

“ Todas essas medidas significam um avanço em relação ao modelo que estava em vigor. Essas conquistas foram o resultado de um intenso trabalho realizado pela nossa entidade em parceria com diversos setores da economia. Temos muito o que avançar, mas esses benefícios merecem ser comemorados”, destacou Luiz Barretto.

Durante a palestra, o presidente ainda ressaltou o papel desempenhado pelas micro e pequenas empresas no país. Atualmente o segmento é responsável por 99% do total de empreendimentos brasileiros, gera mais da metade dos empregos com carteira assinada e já responde por 27% do Produto Interno Bruto nacional. Ele destacou ainda o esforço desempenhado pelo Sebrae para auxiliar os empresários a administrar esses negócios.

“ Continuaremos empenhados em criar um ambiente favorável para atuação dessas empresas, permitindo também os empresários possam ter acesso cada vez mais facilitado ao conhecimento. Em Sergipe não tem sido diferente, pois aqui temos alcançado bons resultados e mais uma vez antigiremos todas as metas previstas em nosso planejamento anual”.

Antes da palestra no almoço da Acese, Luiz Barreto visitou três empresas atendidas pelos projetos do Sebrae em Sergipe: o Pastel da Jane, localizado na Orla de Atalaia, a indústria Di Madeiras, que atua no Distrito Industrial de Aracaju, e a Tok Cosméticos, que possui sua sede no Distrito Industrial de Nossa Senhora do Socorro.

Convênios


Durante o almoço da Acese também foi assinado um acordo de cooperação técnica entre o Sebrae Sergipe e o Banco do Nordeste do Brasil (BNB) para desenvolver a capacidade competitiva das micro e pequenas empresas sergipanas. A iniciativa se dará por meio da ampliação do acesso ao crédito, da capacitação , consultora gerencial, capacitação pós-crédito e da participação das entidades em feiras de negócio.

“ Muitos empresários encontram dificuldades para contrair empréstimos junto aos bancos e quando conseguem não gerenciam bem os recursos por não estarem devidamente capacitados. Com essa proposta queremos ampliar o acesso dos empreendedores aos nossos cursos, palestras e projetos, permitindo que eles estejam prontos para administrar bem os seus negócios”, explicou Lauro Vasconcelos, superintendente do Sebrae em Sergipe.

Um outro acordo assinado entre o BNB e a Acese pretende ampliar o acesso ao crédito das empresas associadas à entidade. Para isso o banco irá disponibilizar cerca de R$ 20 milhões, que poderão ser utilizados para atender as necessidades de investimentos e de capital de giro do público alvo.


Da assessoria



Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
24/09
11:35

Banese ultrapassa a marca dos R$ 450 milhões em operações de crédito imobiliário

A reunião da Diretoria do Banese com os empresários aconteceu na sede do banco no Distrito Industrial (Fotos: Luis Mendonça)

Crédito Imobiliário do Banese já investiu R$ 450,3 milhões em operações de financiamento à construção e aquisição da casa própria no Estado

 O Banco do Estado de Sergipe (Banese) ultrapassou a marca dos R$ 450 milhões em operações de crédito para o setor da construção civil e para a aquisição da casa própria no Estado. A carteira de Crédito Imobiliário do banco, desde que foi reaberta, em 2008, já realizou mais de 2 mil operações de financiamento para pessoas físicas e pessoas jurídicas, num total de R$ 450.398.244,69, realizando o sonho da casa própria de centenas de sergipanos.

As informações são do diretor de Crédito de Desenvolvimento do Banese, Edson Caetano. Elas foram prestadas nesta segunda-feira, 22, durante a assinatura de mais dois contratos de financiamento imobiliário realizados pelo banco, para a construção de dois edifícios residenciais em Aracaju, com um total de 80 apartamentos, pelas empresas Compacta Engenharia Ltda. e Sava Construtora Ltda.

A assinatura dos contratos, realizada na sede do Banese no Distrito Industrial, contou com a participação do presidente do banco, Fernando Mota, e dos diretores das empresas, João Moreira Júnior e Ana Angélica Moreira, da Compacta Engenharia, e Vítor Bessa Silva e José Anselmo Vieira da Silva, da Sava Construtora.

Durante a solenidade, o presidente do Banese afirmou que o Banco do Estado tem o orgulho de poder financiar empresas genuinamente sergipanas, como a Compacta e a Sava. “Temos orgulho de poder contribuir para o fortalecimento do setor da construção civil e a geração emprego e renda no Estado, realizando o sonho da casa própria de muitos sergipanos”, disse Fernando Mota, acrescentando que o Banco, nos seus financiamentos para pessoas físicas, para a aquisição de moradias, dispõe de condições diferenciadas para servidores públicos e clientes que recebem salário através da instituição.

Também participaram do evento, pelo Banese, o diretor de Finanças e Relações com Investidores, Hércules Silva Daltro, os assessores da Presidência, Francisco José dos Santos Neto e Léa Monteiro Rocha, e as gerentes de áreas de Crédito de Desenvolvimento do banco, Patrícia Lima Alves e Maria Luiza Santos, além da gerente geral da agência José Figueiredo, Cristina Ferreira.

Da assessoria



Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
24/09
11:15

Escola de Arte remodela curso de artesanato


A Escola de Artes Valdice Teles, unidade da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), está realizando modificações na sua grade de cursos. As oficinas de artesanato, que antes eram oferecidos separadamente, agora passam a ser consolidadas em um único grande curso.

Patchwork, patch aplique, bordados em fita, bordado mexicano, trabalhos com materiais recicláveis, tecidos e MDF, são alguma das técnicas artesanais que fazem parte do novo curso. As turmas, que tem de oito a doze alunos, são mistas e recebem também pessoas que estão em tratamento pelo Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). As matrículas são semestrais e ocorrem nos meses de janeiro e julho.

Com as mudanças que foram realizadas, os alunos também receberam uma nova professora. Sandra Dórea, que há 12 anos trabalha com artesanato, começou das aulas as turmas há três semanas. "O nosso foco maior é resgatar o artesanato sergipano, que estava um pouco esquecido, ao qual estamos dando uma maior ênfase. Dentro do folclore sergipano trazemos algumas referências, como na aula de hoje, que estamos trabalhando com chita", explicou.

"Como sei fazer alguns trabalhos manuais, me matriculei no curso para ter mais aprendizado e a Escola de Artes me oferece isso. Estar aqui é muito bom porque além de aprender, construí um vinculo de amizade muito grande com minhas companheiras de curso. Aqui é uma ótima terapia para mim", comenta a aposentada Maria José Piedade.

A Escola de Artes fica localizada na Rua Vila Cristina, 354, bairro São José. Maiores informações pelo (79) 3211 - 6913.

Da assessoria
Foto: Ascom/Funcaju


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
18/09
09:45

Rodando no Macio chega às ruas do Centro


Visando a melhoria de motoristas e transeuntes da cidade, a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) continua com o programa Rodando no Macio. Na tarde desta quarta-feira, 17, a rua beneficiada foi a Maruim, localizada no Centro da capital.

"É muito bom ver a nossa cidade bem urbanizada e visualizar o trabalho que a prefeitura faz por todos nós. Para todos nós que temos comércio aqui é muito importante uma rua bem asfaltada, ainda mais essa que estava bem desgastada. Estou gostando muito", comenta o comerciante Robson Lopes.

O lojista Pablo Moreira também comemora a ação ressaltando os acidentes que acometiam os clientes da loja. "Tinham uns buracos enormes na frente da loja e era horrível, já teve um caso que um carro bateu na fachada da loja por conta das crateras. Fico feliz com o rodando do macio, pois não verei mais esses acidentes", conta.

Solange Del Carlos, cabeleireira, fala da importância de um bom asfalto para quem tem automóvel. "Buracos na pista causam danos horríveis para eu e para quem tem carro. Isso mostra a preocupação com os impostos que tanto investimos na cidade e fico feliz por essa ação ter chegado aqui, pois ando muito por essa região", diz.

Rodando no Macio

A recuperação da malha viária da capital, desde o início, tem sido uma das prioridades da atual gestão administrativa. Isso mostra como a PMA tem pensado na melhoria da população aracajuana.

Durante todo o ano de 2012, na gestão anterior, foi asfaltado um total de 158.605,94 m², com uma média aproximada de 12 mil metros quadrados por mês. Já em 2014, até o mês de junho, foi asfaltada quase a mesma quantidade que em todo o ano de 2012, num total de 146.207,32 m² e uma média aproximada de 24 mil metros quadrados por mês, ou seja, quase o dobro. Em 2013, o avanço com relação ao ano anterior também foi considerável e representou um aumento de quase 20%.

"A gente a preocupação da prefeitura para com a população, estamos fazendo tudo com muito empenho para que nossa cidade fique sempre com o aspecto de bem cuidada. Estamos trabalhando dia e noite para entregar a sociedade tudo em perfeito estado", conclui o encarregado do Programa Rodando do Macio no Centro da cidade, Gilson Lopes.


Foto: Ana Lícia Menezes
Da assessoria


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
18/09
09:39

Rota do Agreste: Tem início a construção da rodovia que liga Itabaiana a Itaporanga

A SE-255, com 52 km de extensão, esta sendo construída com recurso do Proinveste e vai escoar a produção agrícola da região

Uma ligação entre o desenvolvimento e o progresso começa a ganhar forma no Agreste Sergipano, a 50 km da capital. Está em construção a rodovia SE-255, que irá interligar a BR-235, na altura do povoado Rio das Pedras, em Itabaiana, à BR-101, no povoado Aningas, em Itaporanga D’Ajuda. Com 52 km de extensão ela será estratégica para o escoamento da produção agrícola regional, além de valorizar os municípios e melhorar a condição de vida da população.

O investimento do Governo estadual supera os R$ 58 milhões. Ele é oriundo do Proinveste, sendo diferencial, por exemplo, para a cidade de Itabaiana, pois vai aproximar mercados consumidores, como Salvador (BA), das hortaliças itabaianenses. A estrada passa pelo Perímetro irrigado Poção da Ribeira, em Itabaiana, que beneficia 902 famílias, em 466 lotes onde são exploradas as culturas da batata-doce, coentro, cebolinha, pimentão, tomate, couve, amendoim, berinjela, alface, feijão, vagem, quiabo e milho verde. De acordo com dados da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe (Cohidro), a produção anual do Perímetro em 2013 foi de 21.147 toneladas de alimentos.

O agricultor José Antônio Mesquita é um dos beneficiados com a irrigação no povoado São José. Ele vive da produção e comercialização do que produz e conta que vende para quem oferece o melhor preço. São os atravessadores os responsáveis pela distribuição dos produtos na capital Aracaju e também na Bahia. “Acredito que a rodovia vai trazer melhoria em tudo por aqui, até para vender meus produtos porque vai melhorar o acesso e quem sabe o preço”, relata esperançoso.

Na cidade dos caminhoneiros, estes profissionais das estradas, responsáveis pela distribuição de produtos e mercadorias, serão também diretamente beneficiados com a conclusão da obra.

Andamento

De acordo com o engenheiro da Secretaria Estadual de Infraestrutura, Geraldino Costa, os serviços foram iniciados com a assinatura da ordem de serviço pelo governador Jackson Barreto, no dia 20 de junho de 2014. “Estamos realizando a terraplanagem e a drenagem, além de serviços de topografia. São cerca de 30 homens em campo nesse primeiro trecho da obra”, informou o engenheiro, acrescentando que o prazo do contrato para a conclusão da obra é de um ano.

A comerciante Maria do Carmo de Jesus Ferreira mora na região há 25 anos e vê da porta de sua mercearia o avançar da obra. Nas margens da via em construção, ela narra o grande tráfego de veículos pesados que corta o chão batido e empoeirado, que vira lama em tempos de chuva e compromete a qualidade de vida dos moradores.

Para ela a obra trará inúmeros benefícios. “Vai urbanizar um pouco, porque o movimento de caminhões já é muito grande por causa de uma pedreira aqui perto, então a rodovia vai acabar com essa poeira que é imensa. Nós ficamos muito felizes quando soubemos que agora, finalmente, vai sair, são muitos anos de espera e agora nós estamos confiantes”, relatou satisfeita.

A estrada terá duas pontes, nos quilômetros 21 e 35, e além de Itabaiana (povoados São José, Mangueira e Mangabeiras), passará também pelos municípios Areia Branca (povoados Boqueirão, Serra Comprida e Pedrinhas) Itaporanga (povoados Cajueiro, Garoba, Iraque e Mata do Alecrim) e São Cristóvão (povoado Ipanema).

“Eu venho trabalhar e os caminhões que trafegam por aqui jogam muita poeira nos olhos. Ao voltar para casa o rosto está cheio de barro. A rodovia vai ser um benefício enorme para a gente, só de não pegar essa poeira já vai ser bom demais”, comenta o vendedor Leandro Mendonça de Lima, para quem a transformação que virá com a rodovia será sentida na pele. “Moro em Ribeirópolis, mas toda segunda-feira eu passo por aqui, sempre de motocicleta”, diz, aguardando com grande expectativa a conclusão da rodovia.

O secretário de Infraestrutura, Valmor Barbosa, destaca a importância que obras estruturantes como esta rodovia têm para a vida do povo. “Nós veremos depois de pronta, de forma prática, como um investimento como esse muda a história de qualquer localidade. Essa rodovia diminui distâncias e ela tem um significado de extrema importância para o desenvolvimento dos municípios diretamente beneficiados”.

Proinveste e rodovias

Através do Proinveste, também já estão em andamento as obras de implantação da rodovia ligando os povoados Santa Cruz e São Miguel, em Propriá; Rodovia Japoatã /Propriá; contorno rodoviário de Itabaianinha; pavimentação do Acesso ao Pov. Calumbi, em Nossa Senhora do Socorro, como também a recuperação do Sistema Viário do Centro Administrativo Gov. Augusto Franco e a urbanização da Av. Euclides Figueiredo, ambos em Aracaju. Também, já está licitada a obra para implantação da Rodovia SE-100 Norte, trecho: Aguilhadas / Atalho, nos municípios de Pirambu e Pacatuba e em fase de projeto a implantação da Rodovia Estância/Abaís.


Variedades
Com.: 1
Por Kleber Santos
Primeira « Anterior « 447 448 449 450 451 452 453 454 455 456 457 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos