16/07
07:35

Mercado do Augusto Franco começa a funcionar neste sábado

 O Mercado Municipal Vereador Milton Santos, no conjunto Augusto Franco, será entregue à população neste sábado, 19 de julho, a partir das 7h30. Os moradores do bairro Farolândia e de toda a região da Zona Sul e também da Zona de Expansão poderão comprar seus alimentos num local novo, moderno, seguro, higienizado e com produtos frescos.

A nova estrutura é composta, em seus 11 mil metros quadrados, por seis pavilhões onde se distribuem os setores de verduras, frutas, aves, laticínios, carnes, pescados, mariscos e agricultura familiar, câmaras frigoríficas, quiosques de bares, palco, bloco administrativo, banheiros masculinos e femininos, auditório e amplo estacionamento.  “Nossa equipe estará a postos permanentemente para cuidar da conservação e do funcionamento do mercado e garantir que ele seja um modelo para toda a cidade. Haverá limpeza diária feita por 10 profissionais, supervisionados por um fiscal”, afirmou o coordenador do local Antonino Gomes Mateus.

Todos os comerciantes que já mantinham seu negócio antes da reforma reabrirão suas portas a partir deste sábado. O vendedor de frangos Claudiberto Lázaro da Conceição é um destes comerciantes. Durante a reforma ele vendeu seus produtos em feiras livres, agora retorna ao ponto fixo que garante o sustento da família e a expectativa é de melhora nas vendas. “A estrutura é muito boa, o mercado está bonito”, afirma Claudiberto.

Os quiosques que funcionarão como bares também são de responsabilidade de permissionários que trabalhavam no espaço antes da reforma. Eloe Galdino é um deles e visita o local diariamente à espera dos ajustes finais para a abertura. “Estou aguardando só eles terminarem tudo aí. Aqui está uma maravilha. Fazíamos um forró no nosso bar toda semana e vamos voltar com ele”, promete o simpático senhor.

Já a agricultura agroecológica e familiar tem espaço garantido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário no Mercado Milton Santos, e um dos setores é exclusivamente destinado ao comércio de produtos oriundos das 16 cooperativas registradas em todo o Estado de Sergipe. “Estamos organizando a logística de venda e de transporte para garantir o fornecimento contínuo destes produtos. Nosso trabalho tem uma função social também”, explica o engenheiro agrônomo José Ramalho Chagas Neto, do Instituto de Cooperação para o Desenvolvimento Rural e Sustentável (Icoderus), que representa as cooperativas envolvidas.

As informações sobre o funcionamento e a administração do local foram passadas aos permissionários pela Diretoria de Espaços Públicos e Abastecimento. A Vigilância Sanitária, que fará a fiscalização constante e rigorosa dos boxes, apresentou os cuidados a serem tomados com os procedimentos sanitários na conservação e manipulação dos produtos alimentícios. 

As vagas remanescentes para venda dentro do mercado foram sorteadas entre os feirantes que atuavam nas tradicionais feiras de quarta e domingo, que continuam acontecendo na Praça Carlos Rodrigues da Cruz, no próprio conjunto. A feira continuará sendo realizada para garantir a oportunidade de venda para os feirantes que não foram contemplados no sorteio. (Da assessoria)



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
16/07
06:14

Mirante recebe exposição sobre bairro 13 de Julho

 O Mirante da Praia 13 de Julho, unidade da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), está realizando em suas instalações a exposição "13 de Julho Memória de Um Bairro Aracajuano". A mostra estará aberta ao público durante todo o mês. O horário de funcionamento do Mirante é de segunda à sexta das 9h às 19h, final de semana e feriado das 9h às 13h.  

Parceria entre a Biblioteca Pública Epifânio Dória (BPED), Secretaria da Cultura e Governo do Estado de Sergipe, a exposição conta a história do antigo bairro Praia Formosa, que em 1930 passou a se chamar 13 de Julho por conta da Revolta Tenentista que ocorreu em 1924.

Ao longo dos seus 90 anos de história e existência, o bairro passou por diversas modificações, a mais recente foi à construção da mureta de contenção  da maré. O espaço, que será urbanizado pela Prefeitura Municipal de Aracaju, contará com elementos que irá proporcionar mais um local de lazer para os aracajuanos. (Da assessoria)



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
16/07
06:09

A saúde de Araripe Coutinho - Poeta continua internado no HU

O poeta, colunista e agenciador cultural Araripe Coutinho continua internado no Hospital Universitário, a uma semana ele vem sendo acompanhado por dois infectologistas Dr. Gerônimo Araújo e Dr. Samuel Rodrigues e uma Pneumologista Dra. Maria Luisa Dória. O seu caso exige cuidados porque trata-se de uma bactéria rara que o levou a uma pneumonia severa, além disso, Araripe passou por diversos e longos tipos de tratamentos que não foram eficazes, porém, vem recebendo medicação intravenosa e apresenta sinais de recuperação. Ele não tem previsão de alta e agradece a todos os amigos pelo carinho.



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
15/07
21:01

Morre Fernando Sobral, comodoro do Iate Clube de Aracaju

O comodoro do Iate Clube de Aracaju, Antônio Fernando Franco Sobral (Orelhinha) foi encontrado morto por volta das 19h40, dentro de seu carro, em um posto de gasolina do bairro Coroa do Meio. Há suspeita de que teria sido vítima de um infarto fulminante. Informações preliminares dão conta de que ele teria ido ao posto beber um cafezinho e não conseguiu sair do carro. teria ligado ao ar condicionado e deitado o banco antes de morrer. Ele já teve outras complicações cardíacas. O seu corpo será velado no Salão Nobre do Iate a partir da noite de hoje, terça-feira, 15.



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
14/07
20:37

Fundação Phoenix poderá ter suas portas fechadas

Em 2014, quando comemora 15 anos de sua criação, a Fundação Paleontológica Phoenix, corre o risco de ter as suas portas fechadas. A Fundação é campo de estágio nas áreas de Paleontologia, Geologia e Biologia e tem contribuído para a boa formação superior de estudantes e para as pesquisas de pessoal especializado na área.

Para expor a crise existente, a Phoenix divulgou neste terça-feira a seguinte Carta Aberta:


Fundação Paleontológica Phoenix

Prezado(a) colega,


Este ano a Fundação Paleontológica Phoenix completou 15 anos. Começamos como idealistas, continuamos 
idealistas, porém mais realistas frente às dificuldades que é tentar preservar e difundir conhecimento, em especial o científico, num país onde não se preza o avanço deste, nem o enriquecimento cultural da população. Neste tempo acredito que cumprimos adequadamente nossos objetivos: “dar apoio à pesquisa científica e ao ensino nas áreas de PALEONTOLOGIA, GEOLOGIA e BIOLOGIA” (Estatutos PHOENIX). Propiciamos, p. ex., vários seminários de campo gratuitos para alunos de graduação e pós-graduação de diversas universidades federais brasileiras. Estes seminários seriam inacessíveis a alunos e mesmo a profissionais baseando-se nos preços cobrados pelo mercado, onde chegam a custar mais de R$8.500,00 por pessoa para um curso de quatro dias1. Publicamos, em um informativo próprio, séries científicas focadas na divulgação da paleontologia e geologia do Brasil, dando ênfase a da bacia de Sergipe-Alagoas, totalizando mais de 400 páginas. Estas publicações foram distribuídas por cinco anos, sem custos, para instituições de pesquisa e ensino no Brasil e no exterior. Realizamos mais de 10 eventos regionais associados a diversas universidades do Nordeste do Brasil, congregando professores e alunos que, devido às dimensões continentais do nosso país e a questões financeiras, dificilmente teriam oportunidade de participar dos congressos e simpósios nacionais.

Efetuamos doações de livros e periódicos a diversas universidades e grupos de pesquisas do Brasil, não apenas na área das ciências naturais, mas também de Engenharia, Química, Administração e Petróleo, dentre outras. Criamos uma coleção de referência à geologia e paleontologia, em particular da bacia de Sergipe- Alagoas – coleção esta que está acessível a pesquisadores de todo o Brasil e mesmo do exterior, resultando, além de monografias de mestrado e doutorado, num grande número de artigos publicados em conceituadas revistas científicas. Participamos de eventos locais e regionais com o intuito de divulgar a riqueza geológica e paleontológica dos estados de Sergipe e Alagoas. Ofertamos estágios eventuais e curriculares a alunos de graduação dos cursos de Biologia e Geologia das universidades locais, propiciando o aprendizado de novas técnicas e uma visão diferenciada da interpretação geológico-paleontológica. Enfim, mesmo com poucos recursos, temos consciência de termos realizado muito.

Infelizmente temos sido alvo, nos últimos meses, de inúmeras investidas do Ministério Público Estadual, negrégia instituição que declara defender os interesses da nossa sociedade. Alegam que não dispomos de “um patrimônio afetado a um fim” e que “não dispomos dos bens afetos ao cumprimento de...” nossa “finalidade”, e que devemos dispor de patrimônio “suficiente ao custeio de...” nossas “atividades, devendo, durante toda...” nossa “existência, dispor de autonomia financeira para cumprir...” nosso “fim social”2. Além disto, alegam que, por não dispormos de sede própria, não podemos existir – ou seja, com estas alegações, estão nos impondo aextinção da Fundação Paleontológica Phoenix.

Para termos nossa criação autorizada exigiu-se um estudo de viabilidade econômica, o qual foi efetuado,atestando a viabilidade do nosso projeto. Entramos neste projeto com nosso aporte financeiro e nosso trabalho voluntário e a intenção de zelar e contribuir para o ensino e a divulgação do rico patrimônio geológicopaleontológico do nosso país. Como não cumprimos nosso papel social? Nossas atividades testemunham por nós o quanto a sociedade, em particular a comunidade acadêmica, foi beneficiada por nossas ações e nossas iniciativas espontâneas. Mesmo com poucos recursos, atuamos ativamente por 15 anos, e certamente muitos outros estarão por vir. Se não atingimos nosso objetivo máximo, que é a criação de um “Museu de História Natural”, não foi por falta de tentativas de envolver o poder público, tenha sido ele municipal, estadual ou 1 http://www.abgp.com.br/cartas/abgp-fieldtrip-sergipe-alagoas-22012013.html 2 Minuta de TAC (Termo de ajuste de conduta) enviado pelo Ministério Público Estadual em 01 de Julho de 2014

Fundação Paleontológica Phoenix

Rua Geraldo Menezes de Carvalho, 218, Suissa - 49050-360

www.phoenix.org.br phoenix@phoenix.org.br

Aracaju – Sergipe – Brasil

federal. Se não temos sede própria, foi devido à insuficiência de recursos, porém dispomos de espaço suficiente e adequado ao desenvolvimento saudável de nossas atividades, e jamais deixamos de executar qualquer atividade que fosse sob esta argumentação. Mesmo assim somos, efetivamente, um museu: “instituições sem fins lucrativos que conservam, investigam, comunicam, interpretam e expõem, para fins de preservação, estudo, pesquisa, educação, contemplação e turismo, conjuntos e coleções de valor histórico, artístico, científico, técnico ou de qualquer outra natureza cultural, abertas ao público, a serviço da sociedade e de seu desenvolvimento” (LEI Nº 11.904, DE 14 DE JANEIRO DE 2009).

Infelizmente nosso público é ainda limitado, pois o fato de dispormos de uma estrutura física ainda pequena não permite que estejamos abertos ao público em geral. Porém temos certeza de termos contribuído e ainda contribuir muito para nosso papel social frente à sociedade, mesmo numa área injustificadamente relegada devido à omissão do nosso governo e à má administração dos nossos impostos.

Assim gostaríamos que, você, colega, que muito provavelmente participou ou esteve envolvido em uma das nossas várias ações em prol da divulgação do ensino e da cultura deste patrimônio histórico brasileiro, auxilienos manifestando sua valiosa opinião acerca do nosso papel como modificador da sociedade brasileira, enviando-nos um ofício institucional e/ou pessoal, com cópias para as promotoras do Ministério Público Estadual do Estado de Sergipe, Ana Paula Machado Costa Meneses (anapaula@mpse.mp.br) e Maria Helena Sanches Lisboa Vinhas (helena@mpse.mp.br). Temos que ser rápidos – a justiça neste país é rápida somente quando interessa ao poder público. Nosso trabalho é totalmente voluntário. A extinção da Fundação Paleontológica Phoenix causa prejuízo apenas à sociedade, pois poucas instituições conseguem executar tanto com tão pouco.

Wagner Souza Lima
wagner@phoenix.org.br


Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
10/07
11:30

Livro de poesias do ex-governador Marcelo Déda será lançado no próximo dia 23

No próximo dia 23 de julho será lançado o livro de poesias do ex-governador, Marcelo Déda. O “Improvável Poética” será apresentado ao público no Museu da Gente Sergipana e conta com 44 poesias feitas por Déda durante toda a sua vida, selecionadas pelo autor em momento de grande reflexão. A equipe responsável pela organização promete um evento de reencontros entre amigos, música e muita poesia - será organizado um pequeno sarau embalado por músicas que marcaram a vida de Marcelo Déda. Ainda na ocasião, haverá o lançamento ao público do “Instituto Marcelo Déda” (IMD), que tem o objetivo de preservar o arquivo pessoal constituído pelo homenageado e de difundir cultura e formação política, principalmente, entre os jovens. O projeto e a iniciativa do Instituto foram idealizados pelo ex-governador ainda em vida. Os interessados em adquirir o livro “Improvável Poética” poderão fazê-lo no momento do lançamento e, mais tarde, no site do Instituto e em livrarias de todo o Brasil. Vale muito a pena conferir o lado poeta que foi tão importante para definir Marcelo Déda como pessoa, político e artista.



Variedades
Com.: 1
Por Eugênio Nascimento
10/07
05:46

UFS notifica empresa prestadora de serviços para pagar salários de vigilantes

O Departamento de Serviços Gerais da Superintendência de Infraestrutura da Universidade Federal deSergipe (DSG/INFRAUFS) informa à comunidade acadêmica que notificou hoje, 9, a Rima Segurança para que ela efetue o pagamento dos valores atrasados aos vigilantes lotados na UFS. A empresa Rima Segurança  presta serviços de vigilância à UFS e tem o prazo de 24 horas para atender à notificação.Os trabalhadores terceirizados não receberam os salários e vales-alimentação referentes ao mês de junho de2014. O DSG/INFRAUFS informa também que foi solicitada à Procuradoria Geral da UFS uma avaliação sobre a possibilidadejurídica de punição contra a empresa Rima devido ao recorrente atraso de pagamentos.  



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
09/07
11:12

Ministra vem a SE participar de formatura do Pronatec

Nesta quinta-feira (10), a partir das 15h, no Centro de Convenções (CIC) em Aracaju, o SENAI/SE, o Governo Federal, e a Prefeitura Municipal de Aracaju, realizam a cerimônia de formatura e entrega de certificados a 912 alunos concluíntes de cursos do Pronatec com a presença da ministra de Estado de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello.

O Pronatec tem como principal objetivo expandir, interiorizar e democratizar a oferta de cursos de educação profissional e técnica, de nível médio e de cursos de formação inicial e continuada ou qualificação profissional presencial e a distância, aumentando as oportunidades educacionais e de ensino, bem como o acesso ao emprego a milhares de brasileiros

De acordo com o gerente de Relações com o Mercado do SENAI, José Wolney, em Sergipe, a cada ano, o número de vagas e matrículas no Programa tem aumentado. “No ano de 2012 foram realizadas mais de cinco mil matrículas, em 2013, doze mil matrículas e até o final de 2014 temos a perspectiva de atingirmos cerca de 16 mil matrículas”. (Da assessoria)



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
Primeira « Anterior « 451 452 453 454 455 456 457 458 459 460 461 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos