20/05
18:36

Superintendente do Banese recebe o título de Cidadão Aracajuano

A entrega do diploma de Cidadão aconteceu durante sessão solene realizada na Câmara Municipal de Aracaju

O bancário, teólogo e escritor Gilvan de Sousa Santos, superintendente de Auditoria do Banco do Estado de Sergipe (Banese), recebeu o título de Cidadão Aracajuano durante sessão solene realizada na noite da última quinta-feira, 17, na Câmara Municipal de Aracaju. A honraria, concedida a pessoas que possuem relevantes serviços prestados à sociedade, foi proposta pelo vereador José Américo de Deus e aprovada por unanimidade pela bancada parlamentar da Câmara Municipal.

Gilvan de Sousa Santos é teólogo e pedagogo, pós-graduado em Didática e Metodologia do Ensino Superior. Funcionário do Banese há 40 anos, é pastor evangélico em Aracaju e autor dos livros “O Cristão e o Tabernáculo” e “Liturgia de Ceremonias”, escrito na língua espanhola e publicado no Chile em 2005, e coautor do livro “Desafios da Formação de Professores para o Século XXI, publicado pela Editora UFS, em 2009.


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
18/05
22:07

Fábio Henrique nega insatisfação com o governador Belivaldo

“Não há insatisfação e não vamos deixar o Galeguinho”. A afirmação é do ex-prefeito de Nossa Senhora do Socorro e dirigente estadual do PDT sergipano, Fábio Henrique, e foi feita quando indagado sobre a possibilidade de desistir de poiar o projeto de reeleição do governador Belivaldo Chagas. Ele disse ainda que não está indicando a sua mulher, a deputada estadual Sílvia Fontes, para disputar a indicação de vice do pré-candidato Belivaldo Chagas. “Não estamos indicando ninguém”, declarou. Fábio negou  ainda ter indicado o atual presidente da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), Gabriel Almeida de Campos, ou esteja pleiteando cargos na diretoria da estatal.




Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
18/05
10:37

Itabaiana: 230 operários trabalham em obra da Ceasa

As obras dos serviços da maior central de abastecimento de Sergipe impressionam moradores e condutores que passam por suas imediações na BR-235 por sua grandiosidade. Tendo investimentos no valor de R$ 30.689.968,93, provenientes do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados (Proinveste), o governo de Sergipe, por meio da parceria entre a Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano (Seinfra) e a Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas (Cehop), dá celeridade à construção da Ceasa de Itabaiana.

Edificada na estrada para a Mata da Raposa, próxima à BR-235 em um terreno de 34.528,87 m², o futuro empreendimento terá uma área construída de 10.652,58 m², com três blocos, uma praça de alimentação e estacionamento para carga e descarga. Além de atender a um anseio da população, em especial os comerciantes, a obra modificará para melhor os rumos da economia na região.

Avanço

De acordo com o secretário Estadual da Infraestrutura, Valmor Barbosa, os serviços estão bastante avançados. “O cenário para quem passa pelas proximidades é de um grande canteiro de obras repleto de motoniveladoras, retroescavadeiras, caminhões, guindastes, caçambas, muques, carros pipas e 230 funcionários se revezando na montagem de galpões, pavimentação em paralelepípedo e em concreto armado (vias externas), emissário de esgoto, serviços de terraplenagem e imprimação asfáltica”, detalha.

Ele destaca alguns serviços que já foram concluídos em sua totalidade. “A fim de garantir a celeridade nos trabalhos subseqüentes, já executamos as instalações sanitárias, a adutora de acesso e o sistema de drenagem e rede de esgoto e toda a montagem do Bloco A, de modo que o percentual dos serviços executados é de 40%”, revela.

O secretário diz, ainda, que a tendência dos serviços é avançar ainda mais. “Nos próximos dias, os profissionais finalizarão a montagem dos pré-moldados, do pavimento rígido em concreto armado e do pavimento em paralelepípedo, bem como aplicarão a primeira camada do asfalto”, explica.

Obra grandiosa

Para o engenheiro agrônomo Gleiton Medeiros, a obra facilitará a distribuição dos produtos. “O entreposto abastecerá toda região Agreste e todos os municípios aqui de Sergipe. Hoje, Itabaiana tem uma diversidade muito grande de verduras, de frutas de hortaliças e de cereais. Dessa forma, a Ceasa vem para organizar toda essa cadeia e proporcionar um espaço mais amplo que dê para atender toda a demanda do Agreste, Baixo São Francisco, Região Sul e também da capital”, analisa.

Segundo o secretário de Agricultura de Itabaiana, Erotildes de Jesus, a Ceasa é de uma importância extremamente significativa para o município. “Itabaiana é um celeiro agrícola e geograficamente somos o centro do estado, e por conta de possuirmos uma agricultura forte, as pessoas sempre procuraram nosso mercadão para vir comprar as hortaliças que são produzidas no nosso município e das quais somos os maiores produtores estaduais, a exemplo de batata doce, amendoim, milho verde, coentro, alface, couve. Além disso, por também sermos destaques no comércio, muitas pessoas vieram para cá e trouxeram outros tipos de frutas para comercializar, com isso, Itabaiana acabou se tornando um grande centro distribuidor de hortifrúti. A Ceasa será uma obra grandiosa, na qual os itabaianenses poderão exercer seus serviços de forma organizada e com muita dignidade”, reitera.

Valmor Barbosa acrescenta que a Ceasa se integra a um conjunto de ações realizado no município. “Itabaiana é uma cidade que cresce sem parar e possui uma densidade habitacional cada vez maior, cabe ao Estado contribuir da melhor maneira para acompanhar o seu desenvolvimento. Essa é a visão do governo que vê a pujança do município. A construção da Rodovia Itabaiana/Itaporanga, o Ginásio poliesportivo e a Ceasa totalizam R$ 106 milhões, ¼ do valor de todo o Proinveste, uma soma vultosa e que só demonstra o cuidado que o gestor tem para com essa população que muito enobrece Sergipe”, enfatiza.

Como será a Ceasa

O bloco A será composto pelo setor administrativo (sete salas), 12 boxes destinados à grandes lojas de produtos diversos (artesanato, vestuário, embalagens, utensílios domésticos, farmácia, casa lotérica, entre outros), e dois espaços destinados a unidades bancárias, totalizando 1.470,30 m².

Com 3.637,58 m² de área a ser construída, o segundo bloco (B) será destinado ao setor de varejo (produtos agrícolas) com 36 boxes destinados ao mercado do produtor e 55 boxes varejistas, todos eles com 12,00 m² de área. Além dos boxes, serão construídas 54 pedras para varejistas, que somam 548,90 m² e quatro banheiros masculinos e quatro femininos, sendo que, metade serão específicos para pessoas com mobilidade reduzida.

Destinado ao setor de atacado, o bloco C será o maior de todos, com área equivalente a 4.501,10 m² e comportará 61 boxes para frutas, legumes e hortaliças, 24 boxes para grãos, raízes e tubérculos, 25 boxes para açougue (carne bovina, suína, frango e pescado), todos eles com espaço de 24,00 m² e seis banheiros masculinos e femininos, dois, exclusivos a pessoas com necessidades especiais.

A Praça de Alimentação possuirá uma área de 867,18 m², com espaço para sete restaurantes e/ou lanchonetes, cada um com 24,00 m², sopão com área de
101,94 m², área de circulação, quatro banheiros masculino e feminino, sendo dois específicos às pessoas com dificuldades de locomoção. A construção terá ainda guaritas, casas de lixo e gás, reservatório e castelo d’água. (Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
17/05
23:49

Governo de Sergipe lança PSS´s para Rede Estadual de Ensino

Ao todo, serão 427 vagas ofertadas, das quais 185 destinada a professores dos Centros Estaduais de Educação Profissional

Começa nessa sexta-feira, 18, o período das inscrições para o Processo Seletivo Simplificado da Secretaria de Estado da Educação, o PSS da Educação, para o preenchimento de 427 vagas, sendo 100 para executor de serviços básicos, 185 para educador profissionalizante, 92 vagas para apoio escolar 1 e 50 vagas para apoio escolar 2. A finalidade é substituir as vagas existentes com o fim dos contratos dos que foram aprovados no PSS realizado em 2015 e 2016 e criar vagas para novas escolas profissionalizantes que foram inauguradas recentemente pelo governo.

Segundo o secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão, Rosman Pereira, a contratação desses profissionais para trabalhar na área da educação por um período de um ano, podendo ser prorrogado por mais um ano, vai gerar um impacto mensal na folha de pessoal de R$ 488 mil.

Enfatiza que a maioria dos contratos será para substituição dos que estão terminando os contratos feitos nos últimos PSS. Cita como exemplo que dos 185 contratados para função de educador profissionalizante 150 são para substituição, portanto, os salários pagos já constam na folha.

Explica Rosman que serão contratados a mais apenas 35 educadores profissionalizantes para trabalharem em três novas escolas profissionalizantes que o Estado está terminando de construir. “É a Neuzice Barreto, em Nossa Senhora do Socorro, a Ulisses Guimarães em Umbaúba e uma outra ainda sem nome em Indiaroba”,  afirma.

Ressalta o secretário que o impacto total da despesa do PSS da Educação  foi calculado em cima dos valores autorizados pelo Conselho de Reestruturação e Ajuste Fiscal do Estado de Sergipe (CRAFI).


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
17/05
23:44

Em Brasília, Belivaldo busca recursos para finalizar Terminal Pesqueiro

A obra beneficiará mais de 12 mil pescadores de 27 colônias sergipanas

O governador Belivaldo Chagas está em Brasília em busca de recursos para o fomento do estado. Acompanhado do secretário de Estado de Planejamento, Rosman Pereira, e do ex-governador Jackson Barreto, Belivaldo esteve com o secretário Especial da aquicultura e da Pesca, Dayvson Franklin de Souza, para tratar da liberação da última parcela dos recursos para conclusão do Terminal Pesqueiro. A obra beneficiará mais de 12 mil pescadores de 27 colônias sergipanas. 

Durante a audiência, Belivaldo lembrou que a secretário de Estado de Agricultura, Rose Rodrigues, esteve na capital federal no último mês de abril para discutir o tema. Ele informou que o investimento total no Terminal Pesqueiro é de R$ 14 milhões, sendo R$ 7 milhões para a obra e o restante para aquisição de equipamentos. O chefe do Executivo explicou que o processo licitatório para compra de equipamentos necessita do repasse da segunda parcela de recursos do governo federal. 

“Essa obra é beneficia diretamente mais de 12 mil pescadores, um impacto  social e econômico enorme. Nosso estado tem uma atividade pesqueira rica e precisamos desenvolver esse setor econômico. O secretário Especial da aquicultura e da Pesca afirmou que, em junho, a segunda parcela de recursos estará disponível para que possamos iniciar a licitação de equipamentos”, afirmou o governador.

Dayvson Franklin informou que uma reestruturação dos setores internos da Secretaria gerou atraso nas análises de dispensação de recursos, mas que os processos já foram retomados. A previsão é que no início de junho o repasse do Terminal Pesqueiro seja liberado.


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
17/05
22:43

Edvaldo e André inspecionam andamento de obras em Aracaju

A parceria administrativa entre o prefeito Edvaldo Nogueira e o deputado federal André Moura tem apresentado resultados concretos de melhoria na vida de todos os aracajuanos. A prova disso está nas várias obras que estão sendo realizadas na cidade. Nesta quinta-feira, 17, eles visitaram sete destas ações de infraestrutura, cujo andamento célere tem transformado a realidade das localidades beneficiadas.

É o que foi verificado pela comitiva liderada pelo prefeito e pelo parlamentar nas obras de construção do Canal Beira Mar, no bairro Aeroporto; na cobertura da avenida Canal 3, no conjunto Augusto Franco; na urbanização do loteamento Barroso, na Farolândia; na drenagem e pavimentação de 27 ruas, no bairro 17 de Março; na infraestrutura do loteamento Moema Mary; na cobertura do canal da avenida A, no Japãozinho, e na drenagem e pavimentação de 23 ruas, no Coqueiral. 
 
Por cerca de quatro horas, Edvaldo e André, acompanhados por vereadores e secretários municipais, percorreram cada numa destas localidades, para verificar o estágio das obras, conversar com os moradores e reforçar a importância destas intervenções para a reconstrução da qualidade de vida de Aracaju. Todas as obras foram projetadas por Edvaldo ainda em seu mandato anterior, para as quais ele assegurou os recursos. No entanto, todas elas ficaram paralisadas nos quatro anos da gestão passada, tendo sido retomadas pelo prefeito em seu retorno ao comando da administração municipal.


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
17/05
22:40

Edvaldo reinicia obras nos bairros Coroa do Meio e Atalaia

O prefeito Edvaldo Nogueira assinou, na manhã desta quinta-feira, 17, a ordem de serviço para complementação da infraestrutura dos bairros Coroa do Meio e Atalaia. A obra contempla serviço de terraplanagem, drenagem pluvial e pavimentação asfáltica de 12 ruas da região, através de um investimento de quase R$ 8 milhões.

“É uma obra que vai mudar o aspecto dessa região, trazer qualidade de vida aos moradores e incentivar o turismo. Com essas ruas prontas nas proximidades de hotéis e pousadas, a praia de Atalaia passa a ter uma nova visão. Obras de infraestrutura em regiões turísticas melhoram o desenvolvimento econômico da cidade e gera emprego e renda. Alcançamos isso porque governamos com ética, com planejamento estratégico e buscando resultados”, explica o prefeito.

O presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), Sérgio Ferrari, explica a importância de retomar uma obra que já paralisada. “Os moradores não acreditavam mais que ia ser feita, por ser uma promessa que a gestão anterior não deu continuidade e ficou cerca de quatro anos parada. Mas, agora vai ser realizada e em dez meses entregaremos as melhorias à população”, afirma Ferrari.



Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
17/05
22:37

TCE mapeia obras paralisadas em Sergipe e inicia trabalhos de auditoria

O Tribunal de Contas do Estado (TCE), por meio da Diretoria de Controle Externo de Obras e Serviços (Dceos) e da Coordenadoria de Engenharia, concluiu levantamento acerca das obras que encontram-se paralisadas em todo o Estado para dar início a uma série de auditorias que irão esclarecer os motivos das paralisações e verificar se houve prejuízo causado ao erário.

De acordo com a diretora da Dceos, Ana Stella Porto, o trabalho inicial terá foco em 70 obras selecionadas, através de critérios adotados como a relevância do empreendimento, volume de recursos, cunho social, e indicativos de irregularidades. 

Alguns exemplos são a Drenagem e Pavimentação de ruas no bairro Farolândia; a complementação da construção do canal Beira Mar (bairros Aeroporto e Coroa do Meio); construção da Ponte sobre o Rio Fundo, no município de Estância; e a recuperação da Ponte do Rio do Sal, na divisa Aracaju/Nossa Senhora do Socorro, dentre outras.

Executada pela Coordenadoria de Engenharia, a ação foi destacada pelo procurador-geral do Ministério Público de Contas, João Augusto Bandeira de Mello, na sessão plenária desta quinta-feira, 17. "Entrei em contato com o corpo técnico da Dceos e vi que já há esse mapeamento e ações em andamento", comentou o procurador-geral. 

"Em breve tempo este trabalho trará um diagnóstico especialmente voltado ao resultado; do tipo, quais são os motivos da paralisação, aquelas obras cuja paralisação pode causar prejuízo ao erário, enfim, aquilo que seria uma provocação, vimos que não há necessidade porque o Tribunal já está trabalhando nesse sentido", concluiu Bandeira.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
1 2 3 4 5 6 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos