31/03
22:24

Moradores da região centro-sul querem federalização de rodovias

Moradores de municípios da região Cebtro-Sul de Sergipe pretendem agilizar o movimento em defesa da federalização de rodovia estadual. Vão buscar apoio do parlamento estadual para que seja possível a adoção da medida.

É preciso a assembleia legislativa de Sergipe, através de algum deputado estadual, faça um projeto de lei transferindo o trecho da SE-170 de Tobias até Riachão e da SE-270 da Colônia 13 até o contorno de Salgado para o Governo federal e assim o DNIT poderia assumir esses trechos.

A população quer uma rodovia melhor para permitir acesso mais rápido ligando Tobias Barreto a Aracaju. Seria aberta uma rodovia de 22 km de Riachão do Dantas até a Colônia 13, em Lagarto. A atual está tomada por buracos ou ficaram irregulares com a realização de operações tapa buracos.

Há uma avaliação dando conta de que a federalização melhoraria a rodovias.



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
31/03
21:50

JB pede desculpas por acusar Déda de uso irregular de verbas do Proinvest

O governador Jackson Barreto divulgou nota em que pede desculpas “a todos, admiradores, amigos, a Eliane Aquino e familiares de Marcelo Déda, pessoa pela qual sempre tive o maior carinho e apreço”. A iniciativa busca desfazer o clima ruim gerado pelo comentário feito pelo chefe do Executivo estadual, que disse que o ex-governador Marcelo Déda (PT) teria usado recursos do Proinvest para pagar salários.

A nota na íntegra é a seguinte:

“Quero esclarecer um ato falho que cometi na entrevista que concedi esta semana ao radialista Gilmar Carvalho, onde expus erroneamente uma questão sobre o Proinvest que na verdade não houve. 

Quero ficar em paz com minha consciência e pedir desculpas a todos, admiradores, amigos, a Eliane Aquino e familiares de Marcelo Déda, pessoa pela qual sempre tive o maior carinho e apreço.

Nunca tive a intenção de ferir sua memória. Ao contrário, todos os meus gestos foram sempre no sentido no exaltá-lo. Na própria entrevista, e em todas minhas falas sobre Déda, sempre deixei claro minha admiração pela sua trajetória pautada na competência e na ética. 

Os recursos do Proinvest foram aplicados ao longo do meu governo em obras que foram realizadas em vários municípios e outras ainda em andamento.

Já prestamos contas à Caixa Econômica Federal da primeira parcela, que aprovou a prestação de contas, e já estamos aptos a acessar a segunda parcela dos recursos, para realizar mais obras.

O programa que já existia na verdade era o “Sergipe Infraestrutura” que já tiveram seus recursos aplicados, sua prestação de contas finalizada e aprovada. 

Cometi um erro e peço desculpas.


Jackson Barreto
Governador de Sergipe



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
31/03
11:36

Eleições 2018 : Professor Dudu mantém pré-candidatura pelo PT ao Governo de SE

O presidente estadual da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Rubens Marque, o “Professor Dudu”, anunciou para o blog que, mantém a sua pré-candidatura ao Governo de Sergipe . “Vou até o fim, que é o encontro de tática eleitoral”, que deve acontecer em junho.

Estamos constituindo um programa popular e democrático. Dia 7 realizaremos a segunda rodada. Na primeira discutimos: segurança pública na perspectiva dos direitos humanos / Cultura / Orçamento público / Saúde pública. Dia 7 teremos na pauta: educação / juventude / Governabilidade”, comentou.

Maus tratos

Em postagem no facebook, o professor Dudu indagou: Por que,  apesar do "tratamento" que Jackson Barreto tem dado ao PT (e não é de agora),  o partido continua nos cargos? Sugiro uma entrega coletiva dos mesmos seguido de resolução de rompimento com o governo e nota de desagravo”.

O petista acrescentou: “Se lamuriar porque JB não respeitou a memória do maior quadro do  partido não resolve as diferenças políticas. O central no debate é que JB  é do PMDB golpista e implementa aqui em Sergipe a política de Temer. O PT fique esperto porque o próximo a aprontar será Edvaldo”.

 




Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
31/03
10:26

Esmeraldo Leal: "Acredito que o governador se retratará"

Do pré-candidato a deputado estadual Esmeraldo Leal (PT) sobre a declaração do governador do Jackson Barreto (PMDB) apontando que o ex-governador petista Marcelo Déda teria gasto recursos do Proinvest para pagar salários de servidores:  “A declaração teve um impacto muito grande. Como era de se esperar, a reação dentro do PT e no conjunto da sociedade foi imediata. Acredito que o Governador se retratará e as coisas se acomodarão . Porém, o momento é delicado  e  esse  tipo  de  declaração  não ajuda”.




Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
28/03
08:37

Secretário presta contas da Saúde Estadual na Alese

Os membros da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa acompanharam, nessa terça-feira (27), na Sala de Comissões, a prestação de contas do 3º quadrimestre do exercício de 2017 feita pelo secretário de Estado da Saúde, José Almeida Lima. Até meados da tarde o gestor fez a exposição dos números da Pasta que gerencia e ficou à disposição para responder a todos os questionamentos dos parlamentares. Sua prestação atende a um disposição constitucional e regimental da Alese.

Almeida Lima agradeceu a oportunidade e manifestou o apreço que tem ao Legislativo Estadual e revelou uma dotação inicial de R$ 1,04 bilhão e 100% da despesa liquidada com um pouco de suplementação. “75% desse volume foram recursos do tesouro estadual. Em 2017 a Secretaria da Saúde recebeu R$ 36,4 milhões a menos do que 2016 e cumprimos os 12%. Na minha posse eu disse que o Governo do Estado não se preocupasse em repassar recursos acima do que já vinha sendo aplicado em 2017 e 2018 porque nós faríamos mais por muito menos”, disse, alegando que as dificuldades financeiras do Estado contribuíram para chegarem menos recursos para a Saúde.

O secretário disse ainda que realizou 26 auditorias, estabelecidas pelo SUS, para renovação de contratos. “Ao todo foram 18.660 auditorias. A nossa Produção Ambulatorial de Unidades sob gestão estadual registrou 8,6 milhões de procedimentos; já a Produção Ambulatorial de Unidades sob gestão municipal e gerência estadual registrou 526.725 procedimentos. Aconteceram 40.444 Internações Hospitalares de Unidades sob gestão estadual e 6.273 Internações Hospitalares de Unidades sob gestão municipal e gerência estadual”.

Foto: Jadílson Simões
 


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
28/03
08:32

Georgeo: “o Governo tem que dar tranquilidade aos trabalhadores da FHS”

O secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima, esteve na Assembleia Legislativa na manhã desta terça-feira, 27, para fazer a prestação de contas do último quadrimestre de 2017. O deputado estadual Georgeo Passos (PTC) acompanhou a audiência e fez vários questionamentos sobre a situação da pasta.

Um tema bastante debatido foi o futuro dos funcionários da Fundação Hospitalar de Saúde. Segundo Almeida, os trabalhadores não terão prejuízos com o término do contrato entre a instituição e a Secretaria no próximo dia 31 de março. Contudo, Georgeo demonstrou preocupação.

“Há um receio, principalmente em relação aos celetistas. O Governo não demonstra uma saída para eles, uma vez que o próprio secretário lembra que não tem como transformar essas pessoas que são celetistas para estatutários. Precisamos dar uma segurança e tranquilidade para esses servidores”, afirmou.

O deputado também questionou ao secretário sobre a obra do Centro Administrativo da Saúde entregue recentemente pelo Governo. “Como é que foi feita aquela obra se não houve notícias de licitação? É o momento de esclarecer como foi feita aquela reforma”, analisou. Georgeo também criticou a morosidade na obra de construção do Hospital do Câncer.

“Percebemos que pouco se avançou e nada foi feito. Pouco mais de 3% da obra foi realizada até aqui. Uma obra que tanto foi falada e que este Governo – que está terminando – não demonstrou interesse em concluí-la. Lamentavelmente” concluiu Georgeo.


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
28/03
08:31

Cabo Amintas entra com ação judicial para saída de parlamentares da CPI do Lixo

O vereador e líder da oposição Cabo Amintas (PTB) utilizou a Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), na manhã desta terça-feira, 27, para anunciar a entrada de uma ação judicial contra os nomes de alguns parlamentares presentes na Comissão Parlamentar de Inquérito relacionada ao lixo.

“Nós da oposição, juntamente aos vereadores da REDE, entramos com uma ação popular na justiça solicitando a saída dos vereadores Vinícius Porto (DEM), Professor Bittencourt (PC do B) e Fábio Meirelles (PPS) da CPI do Lixo, já que todos eles nos deram bons motivos para agirmos dessa forma, judicialmente”, afirmou Cabo Amintas.

E acrescentou “não preciso citar o motivo pelo qual pedimos a saída deles, na época da votação da CPI, alguns disseram aqui que se julgavam impedidos ou suspeitos de participarem. Outros lutaram muito pela saída ou foram flagrados nas escutas da Operação Babel. Então, nada mais justo e transparente, que a saída desses vereadores [da CPI]”.

Cabo Amintas ainda ressaltou não ter nenhum problema pessoal com os parlamentares citados, mas, diante da situação, preferiu optar pela transparência na investigação.

Sobre a CPI da Saúde, o vereador reafirmou sua crença na credibilidade dos membros da comissão e ressaltou a importância da agilidade no processo. “Com a experiência que tenho como policial, sei que, quanto mais tempo a gente perde, mais coisas vão desaparecendo”, concluiu.

Foto: César de Oliveira


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
28/03
08:30

Tribuna Livre debate situação do Hospital de Cirurgia

Na manhã desta terça-feira, 27, durante a 15ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) foi realizada uma Tribuna Livre para falar sobre a atual situação financeira e administrativa do Hospital de Cirurgia. Quem esteve na Tribuna para prestar esclarecimentos aos vereadores foi o diretor administrativo/financeiro do Hospital Cirurgia, Milton Eduardo Santos Santana.

O diretor do Hospital Cirurgia iniciou seu pronunciamento esclarecendo que o hospital é filantrópico com natureza jurídica de instituição privada. “Não há repasse de dinheiro público da União, nem do Estado, nem do Município. Nós não recebemos como as instituições públicas e fundações hospitalares. Não recebemos um valor fixo, os recursos são recebidos apenas pelos serviços que são prestados. Não recebemos nada a mais que isso”, explicou.

Desde janeiro de 2018 a gestão de recursos públicos para o Hospital de Cirurgia, em Aracaju, está sendo feita pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Os repasses das verbas federais, estaduais e municipais eram feitos pela Secretaria de Saúde de Aracaju (SMS). “Por meio de uma ação do MPE e MPF houve essa mudança nos repasses e com esse novo contrato feito houve uma melhora significativa nos atendimentos, que é feito agora por produção. Agora a responsabilidade de repasse das verbas é do Estado”, disse.

Milton Eduardo apresentou dados referentes à sua gestão. “Estou nesta gestão desde o mês de abril de 2017, neste período, já participamos de diversas audiências relacionadas a oncologia e constatamos que os maiores problemas eram estruturais. Nas três primeiras semanas de março de 2018, já com o novo contrato, ofertamos mais de 240 leitos para o HUSE, ou seja, 240 pacientes que estavam no HUSE foram atendidos. Realizamos ainda neste mesmo período 388 cirurgias de alta complexidade, 107 cateterismos, três implantes de CDI, sendo que no ano de 2017 não conseguimos nenhum; além de 14 implantes de marcapasso, onde a meta era 6 por mês no antigo contrato. Destacamos ainda que em junho teremos mais 20 leitos de UTI”, informou.

O diretor também esclareceu que o impasse com a Secretaria Municipal de Saúde já foi resolvido. “Mesmo com o hospital no mês de novembro paralisando os serviços, na ata de encontro de contas, a SMS reconheceu que devia ao hospital 3.207.756 ao HC. Totalizando os meses de outubro, novembro e dezembro a secretaria devia mais de 10 milhões. Hoje a secretaria não tem mais nenhum débito conosco, tudo foi pago no mês de janeiro e fevereiro deste ano. Antes a gente era o patinho feito da história, porque não realizávamos os serviços e alegávamos dívidas, mas depois a SMS reconheceu a dívida com o Cirurgia”, enfatizou Milton Eduardo.

Foto: César de Oliveira
 


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
1 2 3 4 5 6 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos