30/04
19:06

Época revela: Ayres Britto quer seu ex-chefe de gabinete como ministro do TCU

A coluna do jornalista Felipi Patury, da revista Época publica a seguinte informação:
"O jurista Carlos Ayres Britto patrocina a candidatura do auditor do Tribunal de Contas da União Sérgio Mendes a ministro da corte. Mendes foi chefe de gabinete de Ayres Britto quando ele ocupou a presidência do Supremo Tribunal Federal. A pedido de Ayres Britto, o senador Vicentinho Alves (SDD-TO) apresentou o nome de Mendes ao Congresso".



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/04
17:03

Saúde alerta: 24 municípios sergipanos têm alto risco de epidemia de Dengue

Dados do Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa), obtidos nos 75 municípios sergipanos, mostram que 24 deles correm o risco de ter uma epidemia de Dengue. São eles: Malhador, Areia Branca, Tomar do Geru, Cristinápolis, Umbaúba, Itabaianinha, Boquim, Salgado, Lagarto, Simão Dias, Barra dos Coqueiros, Carmópolis, Maruim, Capela, Aquidabã, Cedro de São João, Nossa Senhora das Dores, Ribeirópolis, Pinhão, Carira, Nossa Senhora da Glória, Monte Alegre de Sergipe, Frei Paulo e Porto da Folha.
Desses, o município de Pinhão aparece em primeiro lugar com índice de infestação de 13,5%. Já o município de Simão Dias aponta em segundo, com índice de 8,4%. O município de Itabaianinha consta na lista em terceiro lugar, com índice de infestação de 7,6%. Nossa Senhora da Glória, por sua vez, tem índice de infestação de 5,9%, o que coloca o município como a quarta cidade com maior risco de epidemia de Dengue em Sergipe.
Também de acordo com o LIRAa, 11 municípios são considerados de médio risco: Aracaju, Pedrinhas, Tobias Barreto, Poço Verde, Laranjeiras, Itabaiana, Riachuelo, Rosário do Catete, Japaratuba, Neópolis e Propriá. Dessa lista, Aracaju aparece em primeiro lugar com índice de infestação de 2,9%; Tobias Barreto com índice de 2,8%; Laranjeiras com 2,5%; Neópolis com índice de 2,4% e Itabaiana com índice de infestação de 2,3%.
Os dados apontam, ainda, que apenas 8 municípios possuem risco baixo de epidemia: Estância, Itaporanga D’Ajuda, Campo do Brito, Nossa Senhora do Socorro, Moita Bonita, Pirambu, Poço Redondo e Canindé de São Francisco. O município de Estância aparece com índice de infestação de 0,9%, seguido de Campo do Brito e Poço Redondo, que possuem, juntos, índice de infestação de 0,8%. Moita Bonita e Pirambu, juntos, apontam o índice de 0,4%.
Segundo Sidney Sá, coordenadora do Núcleo de Endemias da Secretaria de Estado da Saúde, o trabalho para a identificação e controle da Dengue não pode parar e os municípios são os responsáveis em reforçar as atividades de controle em áreas residenciais e o levantamento de todos os casos suspeitos que houver.
“Em Sergipe são realizados 06 LIRAa anuais. Os municípios de Santo Amaro das Brotas, São Domingos e Nossa Senhora Aparecida, até o momento, não enviaram as informações para a Coordenação Estadual do Programa da Dengue. Todos os municípios devem realizar a investigação compulsória dos casos notificados, confirmados e até os óbitos suspeitos por Dengue, através das Vigilâncias Epidemiológicas das Secretarias Municipais de Saúde”, explica Sidney Sá.
Em todo o Estado de Sergipe, de janeiro a abril de 2014, somente pela Brigada Itinerante, foram encontrados 59 mil criadouros do mosquito, sendo que 10 mil foram tratados e 49 mil eliminados. De janeiro até o dia 28 de março de 2014, foram notificados no estado 660 casos da doença, com 209 confirmações.
Ainda segundo o Núcleo de Endemias da SES, os 10 primeiros municípios sergipanos em ordem de notificação de casos de Dengue são: Aracaju (327 casos), Nossa Senhora do Socorro (62 casos), Itabaianinha (43 casos), Estância (34 casos), São Cristóvão (20 notificações), Lagarto (18 casos), Barra dos Coqueiros (17 casos), Gararu (13 casos), Umbaúba (10 casos) e Malhador (8 casos notificados).



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/04
09:13

Deu na Folha - Valadares pode ser membro da CPI da Petrobras

A  coluna Painel da Folha de São Paulo que circula hoje anuncia que o senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) poderá compor na condição de suplente a CPI da Petrobras.

As notas na íntegra são as seguintes:

 

calação  - Segundo o esboço do bloco liderado pelo PT no Senado, os titulares indicados pelo grupo para compor a CPI da Petrobras devem ser Humberto Costa (PT-PE), José Pimentel (PT-CE), Aníbal Diniz (PT-AC) e Acir Gurgacz (PDT-RO).

Cortado - Pelo princípio da proporcionalidade, o PSB teria direito a uma das vagas desse bloco, como suplente. O nome seria o de Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), mas os petistas ameaçam deixar de fora a sigla, que migrou para a oposição.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/04
07:11

Chuvas atingem Aracaju e o sertão sergipano

As chuvas que atingem Aracaju desde a noite de ontem também chegaram aos municípios do sertão, onde riachos, lagoas e poços estão armazenando água. Segundo o deputado estadual João Daniel (PT), há casos isolados de povoados que não foram “contemplados” pelas chuvas. Os sertanejos vivem momentos de satisfação e intensificação do plantio de milho e feijão. Na capital sergipana, muitas ruas e avenidas alagadas, principalmente na periferia e no centro comercial. O meteorologista Overland Amaral tem dito, desde o início do mês, que teríamos um bom período de chuvas em todo o Estado. Já começou.



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/04
06:38

Cidade de Deus é o inferno da Coroa do Meio, em Aracaju

Localizada entre a Igreja Nossa Senhora de Guadalupe e o Armazém do Chico, no bairro Coroa do Meio, em Aracaju, a área conhecida como “Cidade de Deus” é o que se pode chamar de um inferno para os moradores. Lá, dois grupos marginais se rivalizam e trocam tiros todas as noites, sempre depois das 21h. Os moradores se recolhem e torcem para que seus filhos, que estão nas escolas, consigam retornar vivos para suas casas. Há comentários dando conta de que nos últimos oito dias cinco pessoas teriam sido baleadas e duas delas morreram. Os moradores da área, que, com medo, tem optado pelo anonimato cobra ação policial.



Variedades
Com.: 1
Por Eugênio Nascimento
30/04
06:26

CANCER: Como evitar e defender-se contra ele é tema de palestra em Aracaju

No período de 09 a 13 de maio de 2014 estará em Aracaju o Morfologista do Sangue Jimmy Albuquerque, Presidente da American Blood Analysis Corporation dos Estados Unidos, para proferir a palestra "CÂNCER - COMO TRATAR E DEFENDER-SE CONTRA ELE", e também prestar atendimentos e consultas, e ministrar o curso para a segunda turma de Morfologistas do Sangue de Aracaju.

 

 

A palestra é aberta ao público e ocorre dia 9 de maio às 19:30 horas no Hotel Solemio que fica situado na Av. Mário Jorge M Vieira 1890 na Coroa do Meio, quando Jimmy Albuquerque irá relatar sua própria experiência de vida.  Ele irá explicar como venceu um câncer no cérebro (Glioblastoma multiforme) com uso de ervas e mudança nos hábitos alimentares, após ser desenganado pelos médicos da Califórnia. Após recuperar-se, Jimmy Albuquerque dedicou-se aos estudos da Morfologia do Sangue (estudo do sangue vivo), passando a visitar vários países onde, através das palestras e cursos, explica como se livrou do câncer e como as pessoas podem conseguir  o mesmo e curar o câncer de mama, de útero e próstata, entre outras enfermidades e doenças infecciosas.,  aprendendo a  prevenir-se contra esse mal que assola o mundo inteiro.

 

 

Jimmy também virá ministrar o Curso de Morfologia do Sangue nos dias 10 e 11 de maio, para ensinar aos profissionais da área da Saúde e outros interessados  a aplicar esta nova modalidade de tratamento e prevenção de tão assustadora doença que tem maltratado tantas famílias no nosso país e no mundo.  Seus cursos e treinamentos, ensinam como identificar as anomalias existentes no sangue, que provocam as enfermidades, e o métodos para restabelecimento e o bom funcionamento das células e sistema imunológico.
 Jimmy Albuquerque também irá certificar os primeiros Morfologistas do Sangue Vivo de Aracaju que iniciaram o curso em novembro do ano passado

 

 

As consultas e atendimentos para a análise do sangue serão nos dias 12 e 13 de maio  e devem ser agendadas com antecedência em virtude da grande procura por seus atendimentos. Os contatos são pelos telefones (79) 3255-2221   9148-0340 Tim/ 9972-0152 (Claro) - Da assessoria




Variedades
Com.: 36
Por Eugênio Nascimento
30/04
06:20

1º de Maio sem corporativismo em Sergipe

No Dia Internacional do Trabalhador, 1º de maio, quinta-feira, lideranças sindicais, movimentos sociais e trabalhadores filiados à Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE) se reúnem nos arcos da Orla de Atalaia, em Aracaju, a partir das 8h, para a construção do ato ‘1º de Maio sem corporativismo’. Contra o sindicalismo ‘voltado para o próprio umbigo’ e sem força para efetuar qualquer mudança social, o presidente da central sindical, Rubens Marques, defendeu prioridade às pautas comuns entre diferentes categorias, que sejam capazes de melhorar a vida de todas as trabalhadoras e trabalhadores brasileiros.


“Então a pauta coletiva, abrangente, que não está restrita a uma categoria, mas busca a mudança social em favor de todos os trabalhadores e trabalhadoras, esta sim é a pauta sindical que a CUT/SE defende”, explicou.

Reforma sindical, reforma tributária e reforma com a consequente democratização da comunicação são tópicos que interferem diretamente na vida dos trabalhadores brasileiros e não podem passar despercebidos. As grandes fortunas não podem ser tributadas da mesma forma que o trabalhador de renda média. Os trabalhadores vão lutar por uma tributação justa.

Entre as bandeiras levantadas pela CUT também estão a redução da jornada de trabalho para 40 horas, sem redução de salário; fim do fator previdenciário e valorização das aposentadorias; defesa da política de valorização do salário mínimo; reforma agrária; 10% do PIB para a Educação Pública e Aplicação da lei do Piso salarial Nacional do Magistério; Fim do Assédio Moral; 10% do Orçamento da União para a Saúde; combate ao projeto de Lei 4330 – Terceirização; democratização dos meios de comunicação; Igualdade de oportunidades entre mulheres e homens; fortalecimento do Setor Elétrico e do Petróleo; valorização dos Serviços Públicos e apoio aos servidores públicos estaduais.

O ano de 2014 também foi marcado por manifestações que cobram o direito à verdade e a memória sobre a Ditadura Militar no Brasil. O presidente da CUT/SE recordou que durante a Ditadura os sindicatos foram fechados ou sofreram intervenção, sindicalistas foram mortos,
torturados, exilados... “O sindicalista de hoje que não toma como sua a luta pelo direito à verdade sobre a Ditadura Militar não é um dirigente cutista, porque esta é uma luta que fundou a CUT lá em 1983, portanto é uma pauta cutista permanente”, afirmou.

Os projetos de resolução e de lei que solicitam a instalação da Comissão da Verdade, a retirada dos nomes de ditadores de prédios públicos, e a devolução simbólica dos mandatos de políticos cassados pela Ditadura Militar, todos de autoria da deputada estadual Ana Lúcia (PT), estão engavetados por falta de vontade política em mexer no assunto. Enquanto isso, em todo o Brasil, são desvendados os crimes da Ditadura. Diante deste cenário, o movimento social de Sergipe vai às ruas para cobrar o direito à Justiça e à verdade sobre a Ditadura Militar.
 

REFORMA POLÍTICA- A luta pela reforma política também é outra pauta urgente que será priorizada no ato do 1º de Maio em Sergipe, pois a aprovação do plebiscito para a reforma política é um passo essencial para fazer avançar a luta do trabalhador que depende de mais espaço na política e melhor representatividade na defesa de seus interesses. O modelo de campanha política atrelada ao capital, diretamente, limita a participação popular, portanto mais de 160 entidades estão engajadas nesta luta e se aprofundarão no assunto através da plenária nacional, realizada nos dias 16 e 17 de maio, na Praça da República, em São Paulo.

Um dos principais pontos dessa reforma será a proibição de que banqueiros e empresários deem dinheiro para a eleição de presidentes, senadores, deputados, prefeitos, vereadores.

Só essa mudança já faria uma grande diferença. Mas não basta. O sistema político precisa de mais. É preciso maior participação popular, transparência, controle do povo sobre o poder político, melhor uso do dinheiro público, entre outras coisas. 

Para discutir o que precisa ser transformado, os movimentos populares estão chamando um plebiscito que vai acontecer entre os dias 1º e 7 de setembro, a Semana da Pátria. A pergunta que será feita às pessoas será: “Você é favorável a uma Assembleia Constituinte e Soberana do Sistema Político?”. Se a maior parte das pessoas disser sim, abre-se o processo. Os organizadores estimam que de 10 milhões a 15 milhões vão participar. Haverá postos de votação em várias cidades.

Com essas assinaturas, a reivindicação chegará ao Congresso. E não serão deputados e senadores comuns que vão compor a Assembleia – por isso é chamada de exclusiva. O povo vai escolher parlamentares que terão a responsabilidade única de elaborar a reforma. Assim que aprovada, a Assembleia vai debater as mudanças, com o povo acompanhando e pressionando.

A diretoria da CUT em Sergipe aposta que este é o único caminho para que os interesses dos grandes empresários, da bancada ruralista e do grande capital não continuem sendo priorizados em detrimento das reformas sociais urgentes e necessárias à maioria dos brasileiros.



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/04
06:08

Emendas propostas por deputados inviabilizam o ProRedes


 

A secretária de Estado da Saúde, Joélia Silva Santos, junto com a equipe técnica da SES, acompanhou a votação do Proredes na Assembleia Legislativa. Depois de mais de três horas de discussão no plenário, o Projeto, para realização de investimentos na Saúde, foi aprovado pelos parlamentares com nove emendas que se aplicadas devem inviabilizar a liberação dos recursos por parte do Banco Interamericano, algumas por não atenderem aos objetivos do financiamento e outras por já serem objetos de financiamento através do próprio Ministério da Saúde. 


Joélia Silva Santos chamou a atenção para os novos estudos e diagnósticos que terão que ser realizados devido às emendas. “São emendas que, apesar de benéficas para a saúde da população, vai nos causar a necessidade de rediscutir junto à equipe de consultores do Banco a construção de novos diagnósticos situacionais que permitam a análise de viabilidade ou não do uso do recurso para a finalidade pretendida. Em síntese, as emendas provocam um retrabalho extenso com possibilidade de perda do recurso por não autorização pelo banco no financiamento de tais propostas", disse.

A secretária falou ainda sobre as emendas que tratam da construção de mais uma UPA e da ampliação de 50 leitos na maternidade de baixo risco em Aracaju. "Para Aracaju foi ofertada uma UPA pelo Ministério da Saúde no ano passado e o município recusou a proposta com financiamento fundo a fundo. Sobre a construção da maternidade de baixo risco e risco habitual, é preciso lembrar que já existe um convênio de R$ 14.900.000,00, celebrado entre o Fundo Nacional de Saúde e o Fundo Municipal de Saúde de Aracaju, desde o ano de 2012, cuja obra ainda não fora iniciada e encontra-se na condição de cláusula suspensiva do contrato de repasse com a CEF, a qual deverá ser solucionada até o prazo de 19 de junho, para envio dos projetos complementares, sob pena de perda do recurso," falou a secretária.

Em relação às emendas que propõem a construção de Centros Especializados em Estância e Nossa Senhora da Glória, Centro de Referência à Saúde da Mulher, na cidade de Tobias Barreto, e Centro de Imagens no município de Laranjeiras, a secretária informou que a dificuldade era exatamente pelo diagnóstico feito pelo Banco que, para este Projeto, prioriza os equipamentos de serviços já existentes e implantados, considerando que há número insuficiente de profissionais para manter as escalas de serviços de forma pulverizada como prevê o conjunto de emendas.

A secretária destacou que outros pontos foram levados ao debate, mas que não competiam ao Proredes e que foram retirados da votação. "Não atendiam à especificidade do projeto na área de investimento, a exemplo de incluir medicamentos e insumos para o Huse, que é custeio e não investimento", disse.

Para a emenda que propunha uma conta bancária específica, a secretária disse que apesar de facultado pela legislação a possibilidade do recurso ser depositado na Conta Única, no tocante à programas específicos oriundos de negociações financeiras com o BID, é praxe a abertura de conta específica. "E que priorizasse a prata da casa", ressaltou Joélia Silva. O banco apontado, e aprovado, foi o Banese.

Em relação à construção de um hospital especializado em trauma, a secretária afirma que "a linha de financiamento do Proredes não prevê financiamento para ações as quais o Ministério da Saúde não estabelece como sendo Política do Sistema Único Nacional. Os hospitais gerais devem ter serviço de traumato-ortopedia, inclusive com porta aberta 24 horas, além dos investimentos atuais na discussão da linha do trauma contemplarem o Huse como o maior centro de trauma do estado", acrescentou.

Quanto à construção de um Centro de Recuperação para Dependentes Químicos, Joélia Silva esclarece que "esta é mais uma emenda que inviabiliza a assinatura de execução do Proredes junto ao Banco, pois tal equipamento considerado como comunidade terapêutica não apresenta financiamento na Rede de Atenção Psicossocial estabelecida pelo Ministério da Saúde, e que hoje é financiado pela Secretaria Nacional Anti-Drogas através da contratação de Organizações Não Governamentais para internação desses usuários". (Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
1 2 3 4 5 6 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos