31/08
07:26

Polícia desarticula quadrilha de roubo de carga que atuava no Nordeste

A Polícia Civil de Alagoas em trabalho conjunto com as delegacias da Bahia e Pernambuco desarticulou uma quadrilha especializada em roubo de carga. Três acusados foram presos na cidade de Arapiraca na terça-feira (28) e apresentados pela polícia na tarde desta quarta-feira (29).

O grupo comandando por Josenildo Balbino de Oliveira, conhecido como "Jota" ou "Patrão", atuava nos estados de Alagoas, Bahia, Sergipe, Rio Grande do Norte e Pernambuco. Eles são acusados por roubo de cargas, receptação, lavagem de dinheiro e falsificação de documentos.

De acordo com a delegada Ana Luiza Nogueira da Divisão Especial de Investigação e Capturas (DEIC), Josenildo financiava esses grupos para lucrar com o roubo de cargas nas diversas rodovias.

Ele utilizava um nome falso, João Vitor Amorim de Oliveira, durante as negociações realizadas em todo o Brasil. Com esse pseudônimo ele abria contas bancárias para onde era enviado o dinheiro obtido durante as operações.

"O alvo principal da quadrilha eram os produtos de luxo, principalmente os eletrônicos", conta a delegada. As cargas eram avaliadas em R$ 1 milhão e R$ 1,5 milhões.

O patrimônio do roubo era repassado para o filho de Josenildo, Caio Vitor de Amorim Oliveira, de 23 anos. Em seu nome estavam registrados vários imóveis de luxos em Alagoas e Pernambuco.



Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
31/08
06:48

São Cristóvão - Armando Batalha mantém campanha normalmente

As candidaturas dos prefeituráveis Armando Batalha (São Cristóvão), Gerard Olivier (Japaratuba) e José Carlos dos Santos (Aquidabã) estão ameaçadas. O TRE-SE cassou os registros de todos eles ontem.  Mas,   apesar da decisão do pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que por 4 votos a 2 indeferiu o registro da sua candidatura, o ex-deputado estadual Armando Batalha (40), candidato a prefeito de São Cristóvão, informou que manterá sua campanha normalmente. Através da sua assessoria jurídica, ele informou que irá recorrer da decisão e que tem certeza que ela será reformada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  “O que nos deixa confiantes é que existe uma jurisprudência em Brasília favorável à nossa situação. Ou seja, para que o candidato seja considerado inelegível é necessário que ele tenha cumulatividade das condenações, o que não é o nosso caso”, explicou Armando Batalha.


Política
Com.: 3
Por Eugênio Nascimento
31/08
06:44

Eleições 2012 - Criado Movimento Aracaju não se divide

Caiu como uma “bomba” na cidade a reportagem exibida no programa eleitoral do candidato a prefeito Valadares Filho, alertando sobre o perigo de Aracaju perder a Zona de Expansão para o vizinho município de São Cristóvão. A ideia de entregar a São Cristóvão a área da Zona de Expansão é do atual candidato a vice-prefeito na chapa de João Alves, José Carlos Machado, que entrou na Justiça com uma ação alegando que a região do Mosqueiro, onde possui terras, pertence ao município vizinho.  Nas ruas, o assunto virou o tema político do momento. Na imprensa, a repercussão também foi imediata, sobretudo nas emissoras de rádio locais.

Publicações

Jornais, sites e blogs, além das redes sociais, como o twitter e o facebook se debruçaram sobre o tema, registrando a posição tomada pelo candidato Valadares Filho, que foi categórico em pronunciamento no programa eleitoral: “Aracaju não se divide’. No blog Primeira Mão (http://www.primeiramao.blog.br/), o jornalista Eugênio Nascimento deu a manchete: “Valadares defende a Zona de Expansão e diz que Aracaju não se divide”. O jornalista  Adiberto Souza, um dos mais experientes da capital,  registrou em sua coluna no site Infonet (http://www.infonet.com.br/) : “O prefeiturável Valadares Filho (PSB) alertou ontem os aracajuano sobre o risco de a Zona de Expansão da capital passar para São Cristóvão". E complementou: “Machadão (José Carlos Machado) deve ter ficado tiririca de raiva”.

Lideranças comunitárias da região ameaçada também ocuparam espaços na imprensa para protestar e declarar que a partir de agora está formado o movimento “Aracaju não se divide”. Nos principais programas matutinos e vespertinos de rádio em Aracaju a bola da vez foi a campanha “Aracaju não se divide”,  inclusive com as emissoras abrindo os microfones para as pessoas opinarem sobre o tema. Na Rádio Mega, o próprio defensor da ideia de divisão do município, o candidato a vice de João Alves, José Carlos Machado, participou de debate e não escondeu a irritação com as opiniões dos ouvintes – a maioria deles contrária à divisão de Aracaju e repetindo o bordão lançado por Valadares Filho: “Aracaju não se divide”.  (Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
31/08
06:40

Machado vê desespero dos adversários no boato de que ele desejaria dividir Aracaju

Em entrevista concedida ontem a uma emissora de rádio local, o candidato a vice-prefeito da capital pela coligação "Aracaju não pode esperar", José Carlos Machado, considerou irresponsáveis, levianas e mentirosas as declarações do prefeito Edvaldo Nogueira, propagadas através do programa eleitoral do candidato a prefeito Valadares Filho (PSB/PT), de que ele estaria querendo dividir Aracaju. Ao contrário, Machado garante que fez justamente o oposto: "na Constituição de 89, votei pela emenda que incorporou o povoado Mosqueiro ao município de Aracaju".

Machado tem certeza que a propagação do boato inverídico já é sintoma de desespero e tem o objetivo de tentar prejudicá-lo eleitoralmente. Ele conta como o prefeito criou esse artifício para tentar comprometer sua candidatura se valendo de um fato ocorrido há mais de uma década, já superado judicialmente, e que só agora ele decidiu trazer a público com o objetivo de confundir o eleitorado.

A questão dizia respeito à cobrança de IPTU, pela prefeitura de Aracaju, sobre uma área localizada no Mosqueiro, na Zona de Expansão da capital, de propriedade do ex-deputado federal, cobrança esta que ele considerou indevida. Ele contestou judicialmente o ato da administração municipal e acabou ganhando a causa, pois "o Tribunal de Justiça de Sergipe entendeu que eu não tinha débitos com a prefeitura de Aracaju".

Há ainda o fato de que a área em questão se situava em zona rural, quando neste caso o imposto devido normalmente é o Imposto Territorial Rural e não o IPTU.

 

Desespero da derrota

 

Valendo-se da mentira e das artimanhas próprias a quem antecipadamente já se sente derrotado nestas eleições, segundo Machado, Edvaldo agora decidiu reesquentar o tema apimentando-o com um tempero adequado para o período eleitoral: o de que sua atitude de recorrer contra uma cobrança judicial indevida por parte da prefeitura de Aracaju guardaria uma intenção oculta de sua parte de propor no futuro a divisão de Aracaju.

- É um disparate que só uma mente fragilizada pela acachapante e humilhante derrota eleitoral que se avizinha, e que não tem mais ao que recorrer, poderia imaginar como forma de deter o avanço da nossa candidatura. Mas todos tenham a certeza que Aracaju não acredita mais nas mentiras dessa turma irresponsável, que durante todos esses anos em que está no poder só tem prejudicado nossa cidade e enganado a nossa população". (Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/08
22:50

Assembleia Legislativa realiza 8ª edição do Projeto Parlamentar por um Dia

Estudantes conhecem como funciona o Poder Legislativo

Foto: Maria Odilia, da Agência Alese

Click para ampliar

Participantes do projeto acompanharam a sessão


Foto: Maria Odilia, da Agência Alese

Click para ampliar

Visita teve como objetivo conhecer o funcionamento da Casa


Foto: Maria Odília, da Agência Alese (Arquivo)

Click para ampliar

Projeto Parlamentar por um Dia está na 8ª edição

Nesta quinta-feira, dia 30, a Assembleia Legislativa realiza, a partir das 14 horas, a 8ª Sessão Plenária do Estudante da 8ª Legislatura do Projeto Parlamentar por um Dia, que tem a direção da Escola do Legislativo Deputado João de Seixas Dória. São 24 deputados-estudantes, alunos do ensino médio, que foram eleitos por outros alunos das escolas participantes.

 

Participam desta edição seis escolas. São elas: Colégio Estadual Atheneu Sergipense, de Aracaju; Colégio Estadual Maria Conceição de Santana, do município de General Maynard; Colégio Estadual Josino Menezes, de Japoatã; Colégio Estadual Francisco Figueiredo, de Aquidabã; Colégio Estadual Gentil Tavares da Mota, de Frei Paulo; e Escola Estadual Professora Josefina Leite Campos, de Pedrinhas.

 

O objetivo do projeto é transmitir aos estudantes a compreensão do processo legislativo e a importância do voto, formando os líderes do amanhã. Muitos dos participantes acabam criando interesse pela participação democrática. De acordo com o assistente legislativo Humberto de Oliveira, que está coordenando o Projeto Parlamentar por um Dia, os 24 estudantes que participam como deputados são escolhidos por meio de voto para serem representantes do parlamento estadual por um dia. Desde o início, o processo acontece como numa eleição de verdade. Inicialmente o coordenador vai às escolas escolhidas para integrar a edição apresentar o projeto.

 

Preparação
Depois, uma longa preparação até o grande dia da sessão plenária. Os estudantes se mobilizam nas escolas. Eles mesmos criam os partidos políticos, escolhem candidatos, elaboram propostas, fazem campanha, pedem voto e depois todos vão às urnas escolher seus representantes. E depois que são escolhidos os 24 estudantes-deputados eles passam por uma preparação.

 

Humberto da Mota revelou que este ano cada escola participante elaborou seis projetos de lei e também duas indicações. As proposituras foram apresentadas pelos deputados-estudantes durante evento realizado na manhã da última terça-feira, no auditório da Escola do Legislativo. Elas serão discutidas e votadas na sessão plenária desta quinta. O assistente legislativo disse que a sessão plenária do Projeto Parlamentar por um Dia transcorrerá como uma sessão normal do parlamento. Primeiro haverá a posse da Mesa Diretora, dos deputados, apreciação e votação dos projetos, discussão e discursos.

 

Nesta quarta-feira, os estudantes foram recebidos pela presidente da Assembleia, deputada estadual Angélica Guimarães (PSC), na visita que fizeram pela manhã ao Plenário. Em seguida, eles acompanharam toda sessão da Assembleia na galeria da Casa, para ver como é o funcionamento e o trabalho dos deputados.

 

A escolha das escolas participantes é feita através de sorteio sempre na sessão plenária do ano anterior. É selecionada uma escola pública da rede estadual de cada região do Estado para participar do projeto e uma da capital. Os estudantes participantes recebem um certificado e troféu, que este ano será a réplica da placa da 8ª Legislatura. Dois alunos e um coordenador serão sorteados para uma viagem para conhecer a capital federal, Brasília (DF).  - Da assessoria



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/08
22:41

Na Câmara, Simone Góis homenageia Marcos Pinheiro

Em pronunciamento nesta quinta-feira, na Câmara Municipal de Aracaju a vereadora Simone  Gois  fez uma homenagem póstuma ao professor Marcos Pinheiro Monteiro, falecido em 31 de  agosto de 2009.  De acordo com a vereadora ao registrar a importância do mestre Marcos  Pinheiro para a educação sergipana, ela apresentou projeto de decreto Legislativo  outorgando o título de cidadão aracajuano post mortem que foi aprovado por unanimidade  pelos vereadores de Aracaju.


Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/08
22:37

Vereador Ivaldo faz apelo à DESO

O vereador Ivaldo José usou a Tribuna da Câmara Municipal de Aracaju nesta quinta-feira,  para cobrar da Deso um posicionamento sobre problemas da tubulação de esgoto da região  dos mercados municipais Albano Franco e Thales Ferraz. De acordo com o parlamentar, o mau  cheiro tem atrapalhado as vendas de comerciantes da região, tendo em vista que a  tubulação é velha e por causa disso, não suporta o volume de esgoto despejado.

Política
Com.: 1
Por Eugênio Nascimento
30/08
20:24

SERGIPE - Justiça Federal determina o pagamento dos salários da PF

O juiz federal da 3ª Vara da Seção Judiciária do Estado de Sergipe, Edmilson da  Silva Pimenta, deferiu medida liminar reclamada pelo Sindicato dos Policiais Federais de Sergipe SINPEF, em face da União Federal, garantindo o pagamento integral dos salários  dos policiais federais durante o movimento paredista da categoria neste Estado. “O corte do ponto dos servidores em greve e o desconto dos dias parados das remunerações  de cada um significa, induvidosamente, a imposição do retorno ao trabalho, inviabilizando  o próprio direito, constitucionalmente assegurado, eis que, suprimindo-se os vencimentos,  ninguém se arvorará a participar de movimento paredista algum, em face da supressão da  própria sobrevivência e dos dependentes de cada servidor.”, destacou o magistrado.






Variedades
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
1 2 3 4 5 6 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos