30/09
20:56

50 anos da Petrobras em Sergipe terá Sessão Especial na próxima 5ª feira

Atendendo iniciativa da deputada Susana Azevedo (PSC), todos os deputados estaduais aprovaram a convocação de Sessão Especial para registrar os 50 anos da presença da Petrobras em solo sergipano. A sessão está marcada para as 11 horas, da próxima quinta-feira, dia 3, , tendo sido convidados o gerente-geral da Petrobras, o Governo do Estado, prefeitos dos municípios da região petrolífera, a bancada federal de Sergipe no Congresso, ex-petroleiros que atuaram no Campo de Petróleo 01, em Carmópolis – recentemente tombado pelo Governo do Estado –, representante do Sindipetro, além de diversas autoridades.

 

“Temos de reverenciar este momento da descoberta do petróleo em solo sergipano e da mudança da sede da Petrobras do vizinho Estado de Alagoas para Sergipe, que se constituiu num divisor de águas para nossa economia. Por isso achamos por bem registrar nesta Casa, através desta Sessão Especial, os 50 anos da presença marcante desta estatal em Sergipe”, enfatizou a deputada. (Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/09
20:47

Jackson Barreto visita Centro de Oncologia do Huse e novas instalações do Case

 Secom-SE

O governador em exercício, Jackson Barreto e a secretária de Estado da Saúde, Joélia Santos visitaram nesta manhã, 30, Centro de Oncologia Dr. Oswaldo Leite, do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). Lá, puderam ver de perto o novo Sistema 3D, que foi instalado no Acelerador Linear. O sistema moderno e de alta tecnologia faz parte do serviço de radioterapia e contribuirá para o aperfeiçoamento do tratamento e fortalecimento da assistência às pessoas que fazem tratamento contra o câncer. Na ocasião, Jackson e Joélia também visitaram as novas instalações do Centro de Atenção à Saúde do Estado de Sergipe (Case).

O Sistema 3D trará mais precisão e qualidade no diagnóstico. O novo software realiza com precisão o cálculo da dose de radiação à qual o paciente será submetido e consegue avaliar a estrutura dos pacientes. O sistema trabalha conectado a uma rede de computadores que controla e gerencia as informações produzidas em consonância com o Acelerador Linear. O Investimento na aquisição do software foi de aproximadamente R$ 200 mil.

Para o governador em exercício, Jackson Barreto, essa é uma conquista dos pacientes oncológicos e também do Governo do Estado que cumpre mais uma etapa no avanço do tratamento da Oncologia. “A instalação de um novo equipamento vai melhorar o tratamento do paciente oncológico. Quero deixar claro para a população que existe uma preocupação do Governo do Estado, da Secretaria de Estado da Saúde e da Fundação Hospitalar da Saúde em melhorar cada vez mais o tratamento das pessoas com câncer”, destacou.

A secretária de Saúde, Joélia Santos informou que a nova tecnologia está em funcionamento desde o dia 20 de setembro. “A visita é muito importante para nós, pois dessa forma o governador em exercício, Jackson Barreto, irá conhecer de fato como está sendo o tratamento radioterápico, como vem sendo colocado os adensamentos tecnológicos”.

Ela também lembrou que além do sistema 3D, a Secretaria de Saúde está disponibilizando um mamógrafo. “Antes as pacientes com câncer de mama eram referenciadas em serviço contratados por nós, agora temos nosso aparelho”, ressaltou Joélia. (Da assessoria)



Política
Com.: 0
Por Eugênio Nascimento
30/09
18:32

Internautas acreditam que o Papa Francisco tem realmente o comando do Vaticano













Com 65,79% da votação da enquete do Blog Primeira Mão, os internautas votaram afirmando que acreditam que o Papa Francisco tem realmente o comando do Vaticano e da Igreja Católica no mundo. Os que optaram por "Não" foi 34,21%.

Agora confira do lado direito a nova enquete do blog.


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
30/09
17:48

Agentes da Saúde de Aracaju iniciam campanha para doação de sangue

Com o tema Agente Sangue da Gente, cerca de mil Agentes Comunitários da Saúde de Aracaju iniciaram uma a campanha solidária de doação de sangue no Laboratório Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose). A abertura da campanha contou com a participação da secretaria da Saúde de Aracaju, Goretti Reis, que na manhã desta segunda-feira, 30,  parabenizou os servidores pela iniciativa. “Doar é um ato de solidariedade, amor ao próximo e cidadania. É um bem que se faz para toda a nossa sociedade”, disse a gestora.

Gorreti Reis enfatizou que a iniciativa pensada pelos próprios agentes contribuirá para que mais pessoas se sensibilizem e também ajudem a abastecer as reservas do banco de sangue de Sergipe.

O agente comunitário José Antônio dos Santos foi o servidor da Saúde que idealizou a atividade. Entusiasmado durante a abertura, José Antônio destacou que a doação coletiva de sangue é uma forma dos agentes contribuírem pela nobre causa de ajudar o Hemose.

“A campanha marca as comemorações pelo Dia Nacional dos Agentes Comunitário de Saúde e de Endemias, comemorado em 4 de outubro. A nossa ideia é doar e estimular a doação regular de sangue, incentivando através do nosso exemplo toda a comunidade aracajuana a doar.  Manter o Hemose abastecido é essencial, pois ao contrário de outros materiais  utilizados pelos serviços de saúde, o sangue não pode ser fabricado, precisa ser doado para que os necessitados possam melhorar e até mesmo vidas possam ser salvas”, disse.

Também participaram da solenidade da campanha, o diretor geral da Fundação de Saúde Parreiras Horta, Gustavo Santos Filho, o especialista Dr. Sérvulo Nunes e a diretora de Atenção a Saúde, Leane Carvalho.

Da Assessoria
Foto: Ascom/SMS


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
30/09
17:46

Arcebispo de Aracaju e senadora Maria do Carmo visitam Abrigo Sorriso

As 43 crianças acolhidas no Abrigo Sorriso, unidade da Secretaria Municipal da Família e da Assistência Social (Semfas), receberam na tarde da última sexta-feira, 27, a visita do Arcebispo de Aracaju, Dom José Palmeira Lessa. O líder da Igreja Católica em Sergipe foi recepcionado pela primeira-dama do município, a senadora Maria do Carmo Alves, e pela secretária municipal da Família e da Assistência Social, Selma Mesquita. 

Impressionado e encantado com as crianças, que têm idade entre zero e seis anos, Dom Lessa caracterizou o Abrigo Sorriso como "um lugar de misericórdia". Isso porque, as crianças ali acolhidas são encaminhadas pelo Juizado da Infância e da Juventude, por diversas razões, entre elas, o abandono. "A gente se coloca diante de Deus nesse momento e pede a Deus que encaminhe pessoas que acolham no coração essas crianças e criem condições de vida para elas", disse o Arcebispo.

Ao chegar à área de lazer, Dom Lessa foi cercado pelas crianças e com elas passou mais de uma hora, ouvindo-as e respondendo às suas curiosidades - queriam saber o que ele carregava no peito. "É Jesus crucificado", dizia Dom Lessa aos pequenos, referindo-se ao Crucifixo. A visita às instalações começou pelo berçário, onde são acolhidos bebês com até um ano de idade. Atualmente somam 11. O mais novo, um prematuro, tem pouco mais de um mês de vida.

Dom Lessa disse às crianças que a partir daquele dia cada uma delas estaria em suas orações. "A adoção não é muito fácil, mas sabemos que existem pessoas que podem acolher, mas é preciso que a Justiça abra mais os caminhos para a adoção, dar melhores condições para o processo. Mas, por outro lado, sabemos dos riscos, de como pode ser perigoso para a criança cair em mãos erradas", enfatizou Dom Lessa.

Da Assessoria
 


Política
Com.: 0
Por Kleber Santos
30/09
17:45

Exposição comemorativa marca os 47 anos da Álvaro Santos

Com 47 anos de história, a Galeria de Artes Álvaro Santos (GAAS), unidade da Secretaria Especial de Cultura (SEC/Funcaju), não poderia deixar de comemorar. Com a Exposição "II Séculos de Arte", a galeria apresentará a partir do dia 8 de outubro, obras de artistas nacionais e internacionais.

Até o dia 1º de novembro, as telas poderão ser visitadas pela população. Entre os 38 nomes que vão compor a mostra, três são de artistas internacionais: Pablo Picasso, Joan Miró e Salvador Dali. São 53 quadros, entre eles obras de brasileiros que participaram da Semana de Arte de 1922, como Tarsila do Amaral e Portinari.

Para Luiz Adelmo, diretor da GAAS, a expectativa é grande. "Nunca foi realizada uma exposição com tanto significado aqui em Sergipe. A história da arte e do Brasil vão estar expostas a partir do dia 8 de outubro, para comemorar os 47 anos da Galeria de Artes Álvaro Santos", destaca.

Ainda de acordo com ele, na última exposição, cerca de 400 pessoas passaram pela unidade. As escolas interessadas em agendar para levar os seus alunos podem marcar através do telefone (79) 3179-1308.

Da Assessoria
Foto: Ascom/Funcaju


Variedades
Com.: 0
Por Kleber Santos
29/09
20:49

Balancear produção e consumo

Ricardo Lacerda

As taxas modestas de crescimento econômico dos países ditos emergentes, inclusive o Brasil, nos últimos três anos tão somente refletiram os desdobramentos da crise financeira internacional deflagrada em 2008. Quando, a partir de meados de 2011, as economias dos países centrais, depois de uma melhoria temporária, mergulharam na recessão pela segunda vez ou abortaram uma retomada ainda muito incipiente, deixou de ser razoável esperar que os países emergentes pudessem manter taxas elevadas de crescimento, contra tudo e contra todos.

Com diferenças de alguns trimestres, e em graus um pouco mais ou um pouco menos acentuados, praticamente todos os países emergentes de alguma expressão econômica apresentaram forte queda nos ritmos de expansão do PIB em relação ao período anterior à crise. E não poderia ser diferente. 

É assim um tanto fora de propósito a capa da semana passada da revista britânica The Economist indagando se o Brasil havia posto a perder a oportunidade de alcançar um novo patamar de desenvolvimento econômico e social. A capa é no mínimo injusta com o Brasil. 

Retomada

Mesmo em um ambiente econômico internacional ainda muito débil, a economia brasileira vem apresentando aceleração na taxa de crescimento do PIB, desde o segundo trimestre de 2012. É muito provável que no terceiro trimestre de 2013 a retomada arrefeça um pouco, mas isso não significará a sua interrupção e sim que a recuperação, frente a um quadro externo ainda muito desfavorável, não vai se nem em ritmo muito acelerado, nem uniforme.

E do ponto de vista social, a experiência recente do país na erradicação da pobreza extrema e de ascensão da Classe C é modelo para os demais países em desenvolvimento. As reiteradas vezes com que tem freqüentado nos últimos anos a capa da revista britânica já evidenciam a nova importância assumida pelo Brasil no cenário mundial.

Longo prazo

Mas quero me fixar no longo prazo. Afastada temporariamente a ameaça da reversão dos estímulos monetários pelo Federal Reserve, o Brasil ganhou tempo para fazer com mais determinação os ajustes necessários para assegurar a sustentabilidade de suas contas externas no longo prazo.

Nos doze meses encerrados em agosto de 2013, o déficit na conta de transações correntes do Brasil com o mundo alcançou US$ 80,3 bilhões, se situando 63% acima do resultado de um ano antes. Esse déficit representa o quanto o país está recorrendo ao exterior para cobrir o excesso da demanda sobre a produção. 

Essa rápida deterioração da conta de transações correntes nos últimos doze meses pode ser atribuída em sua quase totalidade à queda abrupta no saldo da balança comercial, que passou de US$ 23,0 bilhões nos dozes meses encerrados em agosto de 2012 para US$ 2,5 bilhões em agosto de 2013.

É provável que parcela considerável dessa redução no saldo do balanço comercial tenha se dado por conta do atraso na contabilização de importações de gasolina, o que apenas indica que a queda, apesar de menos acelerada, iniciou-se alguns meses antes.  

Ainda que a mudança mais recente no patamar do déficit de transações correntes tenha se iniciado no segundo semestre de 2012, em relação direta com o novo agravamento do cenário internacional, desde o final de 2006 a demanda por consumo e produção no Brasil vem sendo financiada por meio de aporte de recursos externos.

O gráfico apresentado relaciona o saldo da conta de transações correntes em doze meses como proporção do PIB, desde o ano de 1970.  Grosso modo, os períodos em que a curva se encontra acima do eixo, o Brasil acumulou poupança externa, como proporção do PIB, e nos períodos, mais freqüentes, em que elevou o peso da poupança externa para financiar o consumo e a produção ou pagar compromissos anteriores, a curva se encontra abaixo do eixo.

O boom exportador brasileiro do inicio dos anos 2000 propiciou a obtenção de saldos positivos na conta de transações correntes até 2007, que se consubstanciou no acúmulo de reservas internacionais pelo país.

De lá para cá, de forma crescente o país vem ampliando a dependência de recursos externos para financiar a produção e o consumo, em proporção que vem dando seguidos saltos desde 2010, sintoma de que as medidas adotadas pelo governo nos últimos dois anos para rebalancear a produção e o consumo ainda estão longe de surtirem os efeitos necessários.

Câmbio e investimento

O recurso à poupança externa para financiar o desenvolvimento é padrão para os países periféricos, mas o déficit em transações correntes somente é sustentável a médio prazo quando ele favorece mais a produção e as exportações do que o consumo e as importações. 

Nesse sentido, a depreciação do câmbio e o incremento dos investimentos para ampliar a capacidade produtiva e superar os principais gargalos da infraestrutura são fundamentais não apenas para incentivar a indústria interna, são uma necessidade da própria sustentabilidade de longo prazo do país, por mais que trocar consumo por produção não seja simpático aos eleitores.



*Professor do Departamento de Economia da UFS e Assessor Econômico do Governo de Sergipe.
Artigos anteriores estão postados em http://cenariosdesenvolvimento.blogspot.com/


Coluna Ricardo Lacerda
Com.: 0
Por Kleber Santos
29/09
17:28

Coluna Primeira Mão - Política e Economia

Maria do Carmo vai se afastar do Senado para assumir secretaria da PMA

A senadora Maria do Carmo Nascimento Alves vai deixar o mandato no parlamento federal para voltar a Aracaju e assumir o comando da Secretaria Municipal de Assistência Social, hoje ocupada por Selma Mesquita. Maria pretende vir lançar o Pró-Mulher Municipal e dar uma maior agilidade às atividades da pasta. Ela revelou que pouco se faz em Brasília e que pode fazer muito mais na Secretaria e perto do povo. O pastor Virgínio Neto, seu suplente, assumirá o cargo de Maria, no Senado, agora em outubro.


Rogério Carvalho é cotado
para Ministério da Saúde

O nome do deputado federal Rogério Carvalho tem aparecido muito nos últimos 15 ou 20 dias como cotado para o Ministério da Saúde. Tem sido divulgadas informações sobre o assunto na chamada grande imprensa e há muitos comentários entre parlamentares petistas e não-petistas. Ele admite que tem ouvido comentários em Brasília, mas deixa claro que “não houve qualquer convite”. É verdade. Mas se o convite vir a acontecer, suspeita-se, deve ser para o próximo mandato da presidente Dilma Rousseff. Ele aparece forte porque tem assumido a camisa do governo Dilma claramente no Congresso Nacional. Na Câmara, onde atua como parlamentar, Carvalho é o relator das medidas mais importantes para a Saúde do brasileiro, entre as quais os Programas Mais Médicos, Financiamento da Saúde Pública, Lei de Responsabilidade Sanitária e a da criação e funcionamento das fundações estatais. Isso lhe deu grande visibilidade junto ao governo e até a opositores.


Com novo poço, SE voltará a ser segundo maior produtor do Brasil


Não dá para negar. O anúncio de que Sergipe tem um mega poço de petróleo a 100 quilômetro da costa e com capacidade para produzir de 1 bilhão a 2 bilhões de barris de óleo foi a grande notícia da indústria petrolífera no mundo. Todas as agências de informações importantes cederam generosos espaços e deram grande visibilidade internacional para o menor Estado brasileiro. Sergipe, que hoje é o quinto maior produtor de petróleo do país, com esse achado, que não é novo, mas sim de 2011, e que estava propositadamente esquecido, deverá tronar-se segundo ou terceiro no ranking, perdendo apenas para o Pré-Sal e, talvez, Rio de Janeiro. Agora, aqui prá nós, é preciso elevar a participação dos estados e municípios nos royalties para que todos os produtores possam se beneficiar dos recursos gerados pelo “ouro negro”. Antes que esqueça, o óleo é de propriedade exploratória da Petrobras e da indiana IBV, que deve ter divulgado a informação mundialmente.


Sergipe terá 32 partidos em funcionamento


Ser dono de partido é um bom negócio político e financeiro. No segmento político, ele lhe permite atrair pessoas para militar sob o comando do dono e, a depender do número de filiados e sua representatividade, negociar bons acordos que possam garantir um mandato para o dono, o filho do dono, o irmão do dono, um cunhado ou bom amigo. No campo financeiro, pode-se disponibilizar o partido para alianças, ceder o tempo dentro da coligação e receber como agradecimento boas quantias em dinheiro. Há donos de pequenos partidos que dizem que não negociam nada com ninguém ou grupos políticos. É mentira. Mas há aqueles que deixam que “dá para fechar bons acordos e receber umas ajudazinhas boas”. É por isso que os 32 partidos hoje existentes no Brasil têm presença em Sergipe, em funcionamento ou se preparado para funcionar e garantir boa vida para o dono da franquia por aqui. Quanto a preço de venda de partidos ou acordos para alianças, isso pode variar de R$ 200 mil, com apoio financeiro para material de campanha para um ou dois candidatos, a R$ 2 milhões ou R$ 3 milhões, quando o dono é amigo do comprador e o partido parece ter alguma influência em algum segmento da sociedade. É bom lembrar que isso pode ser só a parte do dono. Mas, que fique claro, muitos dos acordos são fechados em Brasília, com a direção nacional do partido, e o metido a espertalhão daqui só sabe que perdeu seu “patrimônio” quando recebe o telefonema ou ofício informando que “já dançou”.


“Não estou desesperado e não compro partido”, diz JB


O governador em exercício de Sergipe, Jackson Barreto (PMDB), já deixou claro que a sua prioridade é a administração do Estado, mas disse em tom de descontração que está acompanhando tudo e vendo tudo através dos seus óculos de grau. “Estamos focados nos problemas da administração, no pagamento dos servidores em dia, nos recursos do décimo terceiro salário e nos investimentos para Sergipe”, informou. Ele voltou a dizer que no momento certo irá tratar de política e que não está desesperado, mas faz contatos “sem comprar partidos, como quem compra pencas de banana na feira”, disse ele. Jackson Barreto acredita que quem age desta maneira é porque está desesperado em busca de segundos de horário de televisão e que o povo está ai para julgar quem age desta maneira. “Os partidos da nossa base aliada nos garantem uma boa quantidade de minutos de horário de televisão. Não tem desespero”, citando que no arco de alianças estão os seguintes partidos: PMDB, PT, PSB, PSD, PRB, PROS e PC do B.


Maria Mendonça e Antônio Neto vão para o PP


Tudo está encaminhado para que o advogado Antônio Neto se filie nos próximos dias ao Partido Progressista. Durante a Plenária Pluripartidária ocorrida nesta sexta-feira, 27, na Assembleia Legislativa, o presidente nacional do PP, senador Benedito Lira (AL), fez questão de registrar o acolhimento do partido a Antônio Neto. “O PP está de braços abertos para Antônio Neto, que além de ser uma revelação para a renovação política, é neto do meu grande amigo Antônio Monteiro”, comentou Benedito Lira, que, logo após a plenária, almoçou com Antônio Neto e seu pai Adierson Monteiro. Em concordância, o deputado Venâncio Fonseca, presidente do PP em Sergipe, frisou sua satisfação em receber de uma só vez a deputada estadual Maria Mendonça e Antônio Neto, destacando sua candidatura pelo partido na disputa por uma vaga à Câmara Federal em 2014.


“Sou Candidato como alternativa ao “ Principado” do PT”, diz Rogério Carvalho


Em sua saudação inicial, Rogério Carvalho comentou: “Sou filiado ao
Partido dos Trabalhadores desde 1990 e foi através dele que fiz todas as minhas atividades e venho percebendo que a maioria dos partidos tem se transformado em um cartório para eleição. O PT não é assim. Esse partido tem um grande desafio que é ser um partido que não discrimina Quem faz política quer dar sua colaboração, mas é preciso que a direção esteja presente junto a militância. Por isso digo, que esse partido precisa definir claramente qual é o seu projeto. Se a gente não tem um sonho, se a gente não tem projeto, a gente definha, a gente não transforma a sociedade. Precisamos disso. Nós precisamos retomar o nosso tempo”. O deputado federal também falou sobre o próprio afastamento da presidência em exercício nessa semana: “ Eu fui exonerado do PT Sergipe essa semana porque ousei ser candidato. E o acordo foi descumprido.. Eu me coloquei como alternativa ao "principado do PT pois o partido não tem dono". O candidato a presidente do Diretório Municipal de Aracaju, deputado estadual Francisco Gualberto também defendeu mudanças na direção do Partido: “Nosso compromisso é dirigir o partido com todas as forças políticas dentro do partido. Mas o dialogo tem que ser a força principal. É essa esperança que nos move, de um PT unido, do interior a capital, do mais humilde militante ao mais nobre dirigente”, concluiu.


Rogério Carvalho diz que encontrou o PT abandonado


Quando indagado sobre a presença jovem no PT, Rogério foi categórico: “ A
juventude do PT será do PT e não vinculado apenas a um mandato”. Rogério também foi questionado sobre algumas alianças e posições que aconteceram em 2012 em alguns municípios sergipanos em que ele, como presidente se posicionou de forma diferente: “ Eu assumi a presidência em 26 de junho de 2012, faltando 5 dias para as composições de chapas nos municípios e encontrei um total abandono. Não tivemos tempo de construir. Não me culpem por problemas ocorridos quando eu não era o presidente”, defendeu-se Rogério. Outra pergunta foi sobre uma suposta acusação de que Rogério Carvalho teria tido uma atitude machista em uma entrevista: “A afirmação que eufiz foi com base na Organização Internacional do Trabalho –OIT e não ha nenhum demérito nisso, as mulheres têm outras atividades, e isso é comprovado estatisticamente. Agora não vou admitir de companheiros de partido, fazer essa campanha vexatória sobre mim, com prática de direita”, comentou Rogério. Representando a chapa Militância Presente, Partido Forte, a ex vereadora de Aracaju, professora Rosângela Santana, comentou que o modelo de direção do partido está ultrapassado “Não devemos admitir que nós tenhamos feudos, donos e capas pretas. Está fechado o ciclo de quem mandou nesse partido. Esse modelo se superou porque ele é excludente e a exclusão não faz parte da prática do PT”

Em debate, Márcio apresenta propostas para um novo ciclo do PT - 1


O deputado federal Márcio Macêdo participou neste sábado (28) de mais um debate do Processo de Eleições Diretas (PED) do Partido dos Trabalhadores (PT) em Sergipe. Desta vez em Propriá. O parlamentar, que é um dos candidatos a presidente do Diretório Estadual da legenda, apresentou as 13 principais propostas da sua chapa, rechaçou críticas feitas pelo candidato Rogério Carvalho, respondeu aos questionamentos da militância e voltou a defender o legado dos governos de Marcelo Déda no Estado. O parlamentar, que é candidato da chapa “O partido que muda Sergipe”, anunciou como suas propostas: trabalhar pelo fortalecimento e unidade do PT, estabelecendo um diálogo democrático e horizontalizado com as correntes e agrupamento visando à construção de uma direção partidária colegiada; debater e fazer a defesa do legado do PT nos 10 anos de governo de Lula e Dilma e nos oito anos de governo de Marcelo Déda; criar uma política de comunicação que permita a todos os militantes acesso à informação de forma transparente, rápida, democrática e objetiva, potencializando o diálogo através dos modernos mecanismos de interação nos meios digitais.


Em debate, Márcio apresenta propostas para um novo ciclo do PT – 2


Márcio Macêdo disse que também defende a promoção de mais ações de formação política da militância; o estabelecimento de uma relação política qualificada com os movimentos sociais e populares; a consolidação da política de fortalecimento dos setoriais do Partido (Juventude, Mulheres, Negros); a realização de debates regionais, através das caravanas temáticas do PT; a ampliação da participação da militância, da juventude, dos negros e das mulheres, garantindo o protagonismo político e a paridade e a criação de um Grupo de Trabalho Eleitoral para elaborar o projeto estratégico de enfrentamento das eleições em 2014.


D
iretoria do Banese recebe comissão de deputados que apura venda da conta da PMA


A Comissão Especial Temporária constituída pela Assembleia Legislativa de Sergipe para acompanhar a questão da venda da conta da Prefeitura de Aracaju no Banco do Estado de Sergipe (Banese) foi recebida nesta sexta-feira, 27, pela Diretoria Executiva do Banco, no Distrito Industrial. Participaram do encontro a coordenadora da Comissão, deputada Ana Lúcia (PT), além dos deputados Garibalde Mendonça (PMDB), Zeca da Silva (PSC) e Capitão Samuel (PSL). A presidente do Banese, Vera Lúcia de Oliveira, fez uma apresentação dos principais indicadores do Banco, classificando-o como uma instituição financeira sólida, muito bem avaliada pelo Banco Central. Apesar disso, a presidente confirmou que o Banese não participará da licitação proposta pela Prefeitura e que o Banco certamente terá prejuízos com a perda da conta do município, o seu primeiro maior cliente depois do Governo do Estado. Os parlamentares saíram satisfeitos da reunião, que avaliaram como positiva para os trabalhos da Comissão. “A Assembleia Legislativa é um Poder constituído para legislar e fiscalizar, mas tem também um papel mediador”, explicou a deputada Ana Lúcia, acrescentando que o Colegiado de 24 deputados autorizou a formação da Comissão Temporária para mediar essa questão da conta do Banese porque não deseja que o Banco do Estado seja prejudicado.


Banese tem valor entre R$ 800 milhões e R$ 1 bilhão

Há uma tese conspiratória entre os funcionários do Banco do Estado de Sergipe (Banese) dando conta de que os opositores do atual governo estariam tramando para sujar a imagem da instituição financeira e depois, caso cheguem ao poder em 2015, vender. Na mais recente avaliação, o Banese valeria hoje entre R$ 800 milhões e R$ 1 bilhão. Isso é dinheiro suficiente para encher Sergipe de obras, conquistar a reeleição e até eleger o sucessor.


Feira da Reforma Agrária de Sergipe


O MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) realiza de 01 a 04 de outubro, na praça Fausto Cardoso, a Feira da Reforma Agrária de Sergipe. Será um espaço de exposição e comercialização de vários produtos dos assentamentos e acampamentos do MST. Lá vão acontecer apresentações culturais, exposições, serão comercializados produtos artesanais e comidas típicas. Na abertura da feira, será realizada a apresentação de Pefro Munhoz, às 18h, conforme informações da direção do MST.


Prefeito de Aracaju entrega 30 ônibus nesta 2ª feira


Até o final de outubro serão entregues 90 novos ônibus. Nesta segunda,30, o prefeito de Aracaju, João Alves Filho, dará início a uma programação que irá amenizar a situação da falta de ônibus que estava ocorrendo na capital. Assim, serão entregues 30 novos ônibus, às 7h, na praça dos mercados, no centro da cidade. Atualmente, rodam em Aracaju,40 ônibus da empresa Atalaia Transportes. Os novos ônibus da empresa possuem carroceria alongada, além de elevador para as pessoas com deficiência. Outra novidade é que todos estes novos ônibus que serão entregues possuem o sistema "Anjo da Guarda", um sistema para a segurança do usuário, ou seja, o ônibus só se sai do lugar com as portas fechadas, caso alguma porta esteja aberta ele não se movimenta.


João Alves trabalha projeção de seu nome para 2014

O prefeito de Aracaju, João Alves Filho (DEM) já está começando a articular temas que pode puxar a partir de agora e até a campanha eleitoral de 2014. Já trouxe de volta a necessidade de revitalização do rio São Francisco, que fez uso intenso na campanha eleitoral de 2010, e também a insegurança pública, tema sempre atual no Brasil de hoje. João quer a sua Guarda Municipal com atuação destaca na capital, tomando conta do patrimônio público e enfrentando marginais, para demonstrar a sua disposição em prestar bons serviços de segurança para todo o Estado. O prefeito dá status de PM à sua GMA. Mas ele tem problemas graves para resolver, a exemplo do sistema de transporte coletivo, que é caro e ruim e ele prometeu solução para breve. Há também ruas e avenidas tomadas por buracos gerados a partir das últimas chuvas que atingiram a capital.

Fim de contrato com a Sefaz-SE induzirá CCP a demitir 194 digitadores

 

 
 

O contrato da CCP com a Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) vence no dia 10 de outubro e não será renovado, em consequência de recomendação do Ministério Público do Trabalho e da redução da necessidade da mão-de-obra terceirizada. Por causa disso, 194 digitadores serão devolvidos à empresa privada, que, ao que tudo indica, vai demiti-los. Para evitar que eles sejam duramente atingidos, o governo do Estado, através da Secretaria do Trabalho, manteve contato com a Alma Viva e empresa disse ter interesse no pessoal.



Coluna Eugênio Nascimento
Com.: 1
Por Eugênio Nascimento
1 2 3 4 5 6 » Próxima » Última

Enquete


Categorias

Arquivos