A guerra da água

15/12/2016 13:47:46 por Kleber Santos em Colunas
Jorge Araújo
Jornalista e ex-Deputado Estadual
 
Todos estão lembrados quando, em um passado recente, nós brasileiros enfrentamos o “apagão”. Naquela época foram realizadas campanhas institucionais visando chamar a atenção da população para a necessidade de se economizar energia. Foi quando, movido pela propaganda e pela necessidade, se providenciou as trocas das lâmpadas tradicionais por outras mais econômicas.
 
Passado o susto do apagão, tudo voltou ao normal. Foram esquecidas as medidas de economia e retornamos ao nosso carnaval de sempre,sem maiores preocupações.
 
Estamos, desta feita, diante de uma grave crise hídrica, com uma das maiores secas que está atingindo o nordeste brasileiro de forma avassaladora. Antes, apenas o sertanejo vivenciavatais dificuldades.Agora, os habitantes dos grandes centros urbanos também já começam a sentir a gravidade do problema. 
 
O que fazer, então, diante das expectativas de mais um ano de poucas chuvas? O sertanejo já está no seu limite. Já não tem água para economizar e até já não há água para dessedentar os seus rebanhos. Ao contrario,está precisando de socorro, tendo em vista que o número de carros-pipa que atualmente atende na região, através do exercito, é insuficiente.  
 
A realidade é muito mais grave do que se possa imaginar, beirando mesmo ao nível de colapso total. Os rios e riachos estão secando e as aguadas estão inteiramente exauridas. Assim sendo, é preciso que todos nos conscientizemos da extrema gravidade dessa situação. 
 
Estamos diante de uma verdadeira guerra:a guerra da água. Além das varias ações e medidas que já foram ou estão sendo tomadas, é preciso que se adotem medidas urgentes, com campanhas institucionais visando motivar a população dos grandes centros urbanos ao uso racional da água e da energia. Afinal,a nossa energia é gerada através das hidrelétricas, e como os reservatórios estão com seus níveis baixos, lógico que precisamos economizar tanto água como a energia. A coisa é seria. Mas parece que muitos estão pensando que é brincadeira.

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos