Coluna Primeira Mão

Habeas corpus


Depois do carnaval, provavelmente na próxima semana, a seccional de Sergipe da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/SE) ingressa em juízo com pedidos de habeas corpus para algo em torno de 15 a 20 presos  do Compemcan, que estariam desnecessariamente na condição de internos. Tem um caso que chama a atenção de todos: um rapaz que fez um pequeno furto na feira de Estância está no Compemcan  há sete meses. Há doentes entre os que podem ser beneficiados com o habeas corpus. Enquanto isso, quem mata está em liberdade, numa boa.


Na alça de mira


Os opositores do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PC do B) propagam intensamente que em menos de 60 dias no cargo ele aumentou o IPTU, parcelou o 13º salário e fez a tão propalada cidade da qualidade de vida virar uma lixeira. Nogueira sempre tem dito que esses problemas  não foram gerados por ele e fazem parte da chamada ?herança maldita”. Mas vale lembrar que a administração pública é impessoal.


Calmaria machadiana


O ex-vice-prefeito de Aracaju, José Carlos Machado, já não tem pressa em deixar o ninho tucano. Tem conversado com o novo comandante do ninho tucano, senador Eduardo Amorim, mas tem mantido contatos com outros partidos. Se precisar alçar vôo, o fará.


Lava Jatinho


Há quem diga que a Operação Lava Jato vai chegar a Sergipe logo em breve, quando começar o processo de investigação de médias e pequenas empresas.


Bestseller


O livro do escritor e professor universitário José Lima Santana sobre a história da Deso tem sido muito procurado nesses tempos em que se fala na privatização da empresa de águas de Sergipe. O livro está na sua segunda edição.


Sim ou não?


Em alguns momentos, o governador Jackson Barreto (PMDB) deixa transparecer que tem interesse em vender a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso). Em outros, ele descarta essa vontade e diz que o BNDES está realizando estudos para ver a viabilidade. A mesma postura têm deputados que dão apoio ao governo na Alese, onde a oposição privatista é contra a venda.

 

Pelo telefone

 

O presidente Michel Temer tirou o deputado federal André Moura de sua liderança na Câmara pelo telefone. E pelo telefone o colocou na condição de um dos articuladores do Governo.


Seleção

 

Vereadores de Sergipe que não possuem quadro permanente de servidores,  precisam fazer concursos públicos para entrar na modernidade. Chega de funcionários emprestados e alta rotatividade de cargos comissionados e de funcionários fantasmas.


Economia


A Câmara de Aracaju está adotando  contenção de gastos para viabilizar o projeto de construir a sua nova sede no Centro Administrativo Goverrnador Augusto Franco. Em dois meses economizou R$ 1 milhão. O presidente da Casa, vereador Josenito Vitale, o ?Nitinho? também trabalha a ideia de fazer concurso público para recompor os quadros do funcionalismo.

Segurança


Segundo militar da ativa,  um dos problemas principais da segurança pública sergipana é que ela se tornou uma questão de mídia.  Ainda de acordo com ele,  faz- se uma grande operação por semana e seus resultados são mostrados com estardalhaço pela mídia.  Depois vem o relaxamento.  Parece exagerado,  mas faz sentido.

Assaltos

Pelo menos duas ou três vezes por semana os assaltantes invadem ônibus das linhas que ligam Aracaju aos conjuntos João Alves, Marcos Freire, Fernando Collor e Albano Franco, em Nossa Senhora do Socorro, tomam dinheiro, relógios e celulares dos usuários do sistema de transporte e vão embora.  E ninguém faz nada.


Salgado

A secretaria da Educação de Salgado  Hilta Silveira juntamente com sua assessora Deusa estão sendo acusados por servidores municipais  de perseguirem professores que não votaram no prefeito Duílio Siqueira. Os professores têm sido transferidos para locais mais distantes da sede do município. As transferências ocorrem via zap.

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos