Mesa-redonda debate futebol amador como instrumento para levar cidadania e inclusão a jovens carentes

20/09/2017 11:29:24 por Kleber Santos em Esportes
Em todos os bairros, onde tenha um campinho, com certeza estará lá um grupo de garotos, uma bola e na cabeça de cada jovem o sonho de se tornar um grande jogador. Foi nesse cenário que muitos dos grandes nomes do futebol brasileiro iniciaram sua trajetória no esporte. E é para discutir o potencial do futebol amador ou de várzea, no que tange a levar cidadania e inclusão social à população mais carente, que será realizado, na próxima sexta-feira, dia 22, uma mesa-redonda. O debate, que acontecerá no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe, é resultado de uma propositura apresentada pelos deputados federais João Daniel (PT/SE) e Andrés Sanchez (PT/SP), através da Comissão de Esporte da Câmara dos Deputados. O requerimento para a realização do evento também foi assinado pelos deputados Fábio Mitidieri (PSD) e Mário Negromonte Jr (PP/BA).

A mesa-redonda terá a participação do deputado Andrés Sanchez. Além de parlamentar, Sanchez tem a experiência de quem há anos atua no futebol. Foi presidente do Corinthians no período de 2007 a 2011, clube onde foi, também, em 1996, diretor no trabalho das categorias de base, ajudando os jovens atletas a se consolidarem no competitivo mundo do futebol.

Para a mesa-redonda, foram convidados representantes de diversos órgãos governamentais e entidades da sociedade civil ligados ao futebol amador. Entre eles, o Ministério do Esporte, Secretaria de Estado do Esporte, Lazer e da Juventude de Sergipe (SEEL), Secretaria de Estado da Mulher, Inclusão, Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos de Sergipe (SEIDH), Secretaria de Estadual de Educação do Estado de Sergipe (Seed), Secretaria Municipal da Juventude e do Esporte de Aracaju (Sejesp), Federação Sergipana de Futebol, representante das Escolinhas de Futebol do Estado de Sergipe, dentre outros.

De acordo com o deputado João Daniel, debater esse tema é de fundamental importância, pois é perfeitamente possível a inclusão de adolescentes e jovens através do esporte e também é essencial que as iniciativas que já existem nesse sentido, principalmente nas periferias das grandes cidades, e, especificamente em Aracaju, tenham apoio e incentivo do poder público e de entidades e movimentos que já militam nessa área. “O futebol é o esporte mais popular do Brasil e também uma atividade esportiva que tem tirado muitos jovens caminhos outros não tão construtivos. Por isso precisamos estimular, cada vez mais, a inclusão da nossa juventude através do esporte e por isso achamos fundamental trazer esse tema para ser debatido entre todos os envolvidos”, disse.

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos