Dr. Gonzaga faz alerta sobre o câncer de próstata

09/11/2017 21:22:56 por Eugênio Nascimento em Política

O vereador Dr. Gonzaga (PMDB) usou a tribuna para fazer um alerta sobre o câncer de próstata, como parte da campanha de conscientização “Novembro Azul”, com enfoque na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata. Na ocasião, o vereador apresentou dados e informações sobre prevenção, diagnóstico e tratamento da doença.

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais frequente no sexo masculino e fica atrás apenas do câncer de pele não melanoma. Estatísticas apontam que a cada seis homens, um é portador da doença. O Instituto Nacional de Câncer estima mais 61.200 novos casos, para o período de 2016/2017. Com relação aos números de mortes causados por câncer, o de próstata está na segunda posição e a primeira é ocupada pelo de pulmão.

Muitas vezes, o tumor cresce lentamente e estima-se que, cerca de 80% dos pacientes com mais de 80 anos que morreram por conta de outros problemas, nem sabiam que tinham o câncer em seu organismo. Por outro lado, em outros casos, o câncer se desenvolve e se prolifera de maneira muito rápida.

“É por isso que os exames preventivos são tão importantes, pois podem dar um diagnóstico precoce da doença, o que aumenta as chances e cura”, lembrou Dr. Gonzaga. Ele também explicou que, a partir dos 45 anos, os homens devem realizar o exame de próstata uma vez por ano. Já aqueles com casos pregressos de câncer de próstata na família (pai e irmãos) ou de câncer de mama (mãe e irmãs) devem fazer o exame após os 40 anos de idade.

Os principais exames são: exame de sangue PSA e o de toque retal. “Este último ainda é envolto de tabus e preconceito, mas é o diferencial para o diagnóstico e o tratamento da doença, porque somente cerca de 10 a 20% dos casos não são detectados pela dosagem de PSA no sangue. O exame de toque e o PSA são complementares”, alertou o parlamentar.

Em 2011, foi aprovada a Lei Municipal N° 4.101, de autoria de Dr. Gonzaga, que prevê que os postos de atendimento e hospitais públicos disponibilizem a “carteira de exames PSA” e um folheto explicativo esclarecendo sobre os riscos e a necessidade de prevenir o câncer de próstata.

Segundo o parlamentar, a “carteira de exames PSA” deveria conter espaço para datas e anotações médicas dos exames, periodicidade e meios disponíveis para agendamento dos exames. Apesar de ter sido aprovada há mais de seis anos, a carteira não está disponível, conforme prevê a Lei. “Seria mais uma ferramenta no incentivo à prevenção, mas, infelizmente, não foi levada adiante pelo executivo”, lamentou o vereador.

O vereador finalizou reforçando a importância de os homens cuidarem mais da saúde, principalmente em relação ao câncer de próstata. “Não deixe que o preconceito e o machismo atrapalhem a sua saúde. Cuide-se, fazendo o exame preventivo uma vez ao ano”, encerrou. (Da assessoria)

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos