HU será o primeiro hospital do NE a modernizar triagem neonatal

09/11/2017 21:32:48 por Eugênio Nascimento em Variedades

Representantes do Ministério da Saúde (MS) estão no Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS) para iniciar a implantação do Sisneo, um software destinado às ações de triagem neonatal, incluindo o fluxo laboratorial e de controle do tratamento.

Em Sergipe, é no HU que trabalha a equipe que compõe o Serviço de Referência em Triagem Neonatal no Estado, envolvendo a busca ativa dos casos suspeitos, a confirmação diagnóstica, o tratamento e o acompanhamento multidisciplinar especializado dos pacientes.

Pioneirismo no NE

O estado é o primeiro do Nordeste e o quarto no país, depois de Minas Gerais, Pernambuco e Goiás, onde está ocorrendo a implantação do sistema. De acordo com a chefe do Setor de Gestão de Processos e Tecnologia da Informação do HU-UFS (SGPTI), Adicinéia Oliveira, uma equipe do hospital está sendo treinada para utilizar o Sisneo e, assim, poder agilizar, por exemplo, a geração de resultados de exames.

“Além dessa agilidade nos resultados, o software possibilita a manutenção de um registro do acompanhamento dessas crianças, o que é muito importante, inclusive, para a área da pesquisa”, lembra a gestora.

Os consultores do MS foram recebidos pela chefe da Unidade de Laboratório de Análises Clínicas, Djane Oliveira, que apresentou as instalações dos laboratórios e representou na visita a chefe do Setor de Apoio Diagnóstico do HU-UFS, Flávia Costa, responsável pelo Serviço de Referência em Triagem Neonatal.

“O Sisneo é uma novidade para nós, as pessoas envolvidas estão recebendo o treinamento para possibilitar agilidade na liberação e registro de laudos dos exames da triagem neonatal, melhorando consequentemente nossos processos internos”, complementa.

Ministério da Saúde

Os representantes do Ministério da Saúde que visitam o HU, Diego Lima e Kelly Brito, são consultores de Gestão de Informação da Coordenação Geral de Sangue e Hemoderivados do MS. Kelly comentou sobre algumas das vantagens do software. “Será possível otimizar a rotina de trabalho dos profissionais do Serviço de Referência em Triagem Neonatal em Sergipe, centralizar e organizar dados e indicadores nacionalmente”, citou.

Já Diego Lima, elogiou a adesão rápida de Sergipe quanto às providências para implantação do Sisneo. “Fiquei impressionado como Sergipe respondeu bem ao processo de implantação do Sisneo, foi tudo muito rápido, com uma ajuda importante da parceria com a Secretaria de Estado da Saúde”, comentou.

Nas próximas semanas, o Sisneo implantado no HU-UFS enviará dados para um módulo central do Datasus, o departamento de informática do Sistema Único de Saúde (SUS) e, assim, vai permitir um monitoramento completo do Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN).

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos