Sergipe dá primeiros passos para sair da crise

23/11/2017 22:36:19 por Eugênio Nascimento em Economia

“Sergipe está saindo da crise, mas o processo vai ser relativamente lento. Em meados de 2018 de 2018 o mercado de trabalho vai estar bem mais forte”. A declaração é do economista e professor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Ricardo Lacerda, também assessor econômico do Governo do Estado.

Segundo Lacerda, a construção civil sairá da crise mais lentamente. A indústria deve liderar a saída da crise, nesta fase inicial. Logo em seguida virão  os segmentos do comércio e serviços. Aqueles setores que mais dependerem de recursos públicos demorarão mais para a superação da fase de crise.

Além do crescimento da arrecadação de ICMS, tem entusiasmado o Governo do Estado os últimos dados divulgados pelo Caged, do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), no último dia 20, comparados com números de 2015 e 2016.

Veja a tabela a seguir:

Comparação da geração de emprego em Sergipe em outubro de 2017, outubro de 2016 e Outubro de 2015


Geração de Emprego Formal em Sergipe- CAGED

Comparação

Sem movimentações fora do prazo

Com  movimentações fora do prazo

IBGE Setor

out/17

out/16

out/15

1 - Extrativa mineral

8

-14

10

2 - Indústria de transformação

2.908

1.880

1.284

3 - Serviços Industr de Utilidade Pública

117

11

0

4 - Construção Civil

21

-668

-240

5 - Comércio

293

-215

-152

6 - Servicos

444

-402

-160

7 - Administração Pública

26

-29

-8

8 - Agropecuária, extr vegetal, caça e pesca

1.674

1.549

681

Total

5.491

2.112

1.415

Fonte: MTE CAGED                              

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos