Como os aracajuanos viram a Copa de 1970

A conquista da Copa do Mundo de 1970 é inesquecível para os brasileiros, em especial para os sergipanos.  Foi nela que nos tornamos tri campeões e estavam na equipe craques como o nosso Clodoaldo, Pele, Tostão, Jairzinho, Rivelino e Gerson. Era um timaço.

Lembro-me bem dos jogos que vi na TV e depois no Canal 100, nos cinemas de Aracaju. Na TV, a visibilidade não tinha a qualidade que temos hoje. Muitos chuviscos, aquelas formiguinhas se faziam presentes o tempo todo.

O canal não era nosso, de Sergipe. Recebíamos as imagens de emissoras do Rio de Janeiro. Dava para ver algumas coisas  e ficava claro para todos que tínhamos a melhor seleção do mundo jogando no México.

Vale lembrar que a pobreza em Aracaju era muito grande,  bem maior ainda era nos municípios do interior. Por causa disso, na capital, ao contrário dos dias atuais, poucos lares pobres, na verdade de classe média baixa, tinham acesso  ao aparelho televisor.

As marcas mais visíveis nas casas eram Semp (depois Semp Toshiba), Empire e Telefunken. Nos anos de 1970 predominavam os aparelhos com imagem em preto e branco, embora a transmissão tenha ocorrida em cores.

Portanto, a Copa de 1970 foi transmitida em cores, mas a grande maioria dos sergipanos viu em preto e branco. Há algumas exceções e no caso cabem aqueles que compraram telas de acrílico em azul, vermelho, verde, rosa e amarelo e instalaram em frente aos televisores.

Na verdade, as pessoas muito pobres se instalaram nas janelas das casas que tinham televisores – normalmente vizinhos ou moradores das proximidades -  e assistiram a conquista do tri pelo Brasil. Um empurrão para lá, outro para cá e.... gol. Brasil  campeão.

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos