Coluna Primeira Mão

Presente de grego

 

A presidenciável do PSTU, Vera Lúcia, anunciou ontem, no interior de São Paulo, parte de seu projeto de socialização de bens do país, caso seja eleita em outubro próximo.  “Dos mais ricos vamos expropriar, estatizar e colocar sob o comando dos trabalhadores; fim de isenções fiscais e com certeza cobrar muito mais impostos dos ricos.   Mas, como pode ver, não basta taxar as grandes fortunas. É preciso socializá-las”.

 

On the road

 

Os candidatos tendem a fazer elevados gastos de campanha com combustíveis para seus carros, de assessores e de alguns apoiadores mais pobres e que somente participam de eventos se ganharem, pelo menos, um tanque de gasolina, álcool ou diesel. Os gastos também são motivados por carreatas e viagens para manifestações públicas variadas e reuniões no interior do Estado.

 

É bom pensar

 

Todo 7 de setembro é uma boa ocasião para os brasileiros refletirem sobre a quantas anda o seu nacionalismo. Os brasileiros estão contentes com a venda de estatais, com a desindustrialização da nossa economia, com a venda de grandes partes do nosso território a estrangeiros, com a transformação do Brasil em grande "colônia" exportadora de commodities, etc?

 

Debate de vices

 

Como os vices são os substitutos dos titulares dos governos estaduais, seria bom realizar um debate entre eles antes do primeiro turno da disputa eleitoral deste ano. Caso isso já esteja inviável, porque não fazer antes do segundo turno?  Quem toparia promover?

 

Prestação de contas

 

A prestação de contas dos deputados estaduais que estão no exercício do mandato, salvo engano, não tem sido feita. Eles devem explicar ao eleitorado sergipano o que fizeram durante os últimos 4 anos. Esse é o mecanismo para justificar a reivindicação de um novo mandato.

 

Luciano na disputa

 

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SE) acatou o pedido de registro de candidatura do deputado estadual Luciano Bispo (MDB). Não viu nenhum impedimento legal.

 

Chama o Meirelles

 

O candidato do MDB à Presidência da República, Henrique Meirelles, nem parece que está na disputa. Sozinho, usa o espaço do horário eleitoral para dizer que trabalhou no exterior e ainda com Lula, Dilma e Temer. Não aparece sequer um amigo para dizer para a mulher do ex-ministro que “chama o Meirelles” (pra casa).

 

Gente demais

 

Desde que o capitão Oliveira foi assassinado, em 04 de abril, alguns envolvidos no crime têm morrido em confrontos com a polícia. Há casos de prisões também. Parece que a morte do PM, que comandava o Grupamento da Caatinga,  foi organizado por um Batalhão de Bandidos.

 

PF sem presídio

 

A Polícia Federal em Sergipe ainda não tem sua carceragem. Os presos "federais" são encarcerados nos presídios estaduais. Os políticos sergipanos bem que poderiam adotar a bandeira para os próximos anos.

 

Propositura

 

O Governo do Estado foi buscar o apoio dos deputados na Alese para aprovar o projeto de redução de 90% dos percentuais de multas e juros sobre dívidas de ICMS. Com a aprovação, o governo permite que mais de 10 mil empresas do Estado possam sanar suas dívidas e expandir seus negócios.  Segundo a Secretaria da Fazenda, a iniciativa abre caminho para incremento da atividade econômica principalmente no período de final de ano e a possibilidade de geração de mais empregos no Estado.

 

As opções

 

“A tragédia no Museu Nacional mostra que o capitalismo rouba o nosso passado, o nosso presente e o nosso futuro. Não há a menor condição de termos investimentos para a cultura e a educação sem parar de pagar a dívida pública aos banqueiros. Esse país precisa de uma rebelião! O comentário é da candidata a presidente da República pelo PSTU, a pernambucana/sergipana Vera Lúcia.

 

Mulheres de Peito

 

A bem falante líder do grupo de mulheres com câncer, autodenominado "Mulheres de Peito", é candidata a uma vaga na Assembleia Legislativa. Pode ganhar (quase certo que não ganhará) a eleição, mas pode fazer considerável estrago aos candidatos a governador. A população sergipana tinha simpatia pelas lutas do grupo brigando por tratamento oncológico.

 

Barulheira geral

 

Uma mudança sobre o que não fazer os candidatos nas eleições de 2018 é a proibição de uso de carro com auto-falante tocando jingles e repetindo falas dos candidatos nos bairros de Aracaju. Isso era o inferno para os moradores dessas localidades. Os candidatos contratavam esses serviços para a divulgação que ficavam horas e dias repetindo mensagens não pedidas pelos eleitores. Isso foi um progresso. O problema é que o caminhão dos vendedores de ovos faz essa poluição sonora indesejada o ano inteiro ( "trinta ovos por dez reais"). O mesmo acontece com os locutores nas lojas de comércio popular.

 

Parou por quê?

 

A greve dos médicos municipais já passou dos 45 dias e a Prefeitura e o grupo paredista não entraram em acordo. Pelo visto até agora, essa categoria de médicos funcionários públicos precisa repensar o seu papel na saúde dos aracajuanos. O "normal" seria a população que necessita de seus serviços protestar contra a Prefeitura ao lado dos médicos.

 

Quantos são?

 

O setor de inteligência da SSP já identificou quem são os quase 300 membros do PCC, facção  criminosa que supostamente atuaria dentro e fora dos presídios sergipanos. Segundo agente penitenciário experiente, esses números parecem exagerados. Para ele, nas cadeias de Sergipe haveria no máximo 10 criminosos dessa organização. Se os números divulgados esta semana forem corretos, providências precisam ser tomadas com certa urgência.

 

Faixa azul

 

A Justiça já decidiu    que todo e qualquer veículo pode trafegar na área que seria exclusiva para o transporte coletivo, mas os condutores evitam usá-la. Ainda temem multas.

 

Água mineral

 

Como há muitas dúvidas sobre a qualidade da água mineral comercializada em Sergipe, não seria oportuno testar todas as marcas à venda?

 

 

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos