Coluna Primeira Mão

PSD quer crescer mais



O PSD, que hoje tem 19 prefeitos, nove vices e cerca de 100 vereadores, terá candidatos a prefeito em pelo menos 50 municípios. Em Aracaju, o partido trabalha a indicação do vice do prefeito do provável candidato à reeleição em 2020, Edvaldo Nogueira (PCdoB). Mas tem gente de outros partidos de olho na mesma vaga da mesma chapa. O PT gostaria de indicar, mas tem um bloco no Partido dos Trabalhadores defendendo candidatura própria ao cargo de prefeito.



Opções governistas para 2022



Uma das principais lideranças da agremiação política, o deputado federal Fábio Mitidieri, diz que vai pensar neste momento no pleito municipal e quer deixar 2022 (disputas federal e estadual) para depois. Mas, indagado sobre candidaturas ao Governo de Sergipe, lembrou que o bloco governista tem muito boas opções, entre as quais ele, Eliane Aquino, Rogério Carvalho, Edvaldo Nogueira, Laércio Oliveira...



Todo cuidado é pouco


Neste período de festejos juninos no interior do Estado acontecem muitas cavalgadas. Os políticos, que se juntam ao povo nos 75 municípios, estão sempre com medo de cair do cavalo. Agora, em 2020 ou em 2022.



De olho na PMA



O grande sonho do ex-senador e ex-secretário de Estado da Saúde, Almeida Lima, é voltar ao cenário político. Ele aceitaria, de bom grado, ser candidato a prefeito de Aracaju.



Dias de agonia



A Assembleia Legislativa aprovou o pedido de empréstimo solicitado pelo governador Belivaldo Chagas. O governo receberá antecipadamente royalties oriundos da exploração de minérios. É um pouco de dinheiro no caixa estadual e um pouco de alívio para o administrador do Estado, mas a agonia continuará.



Queimações políticas



Ainda existe coronel político em Sergipe? Vários analistas já chamaram esse ou aquele político de "o último coronel". Onde estão os exemplos? O leitor deve se lembrar. Agora um certo político do interior – o ex-senador Antônio Carlos Valadares – está sendo rotulado de coronel, mas ele não dá a menor bola para essas "queimações" políticas.



Moro no Senado



O senador Rogério Carvalho teve um bom desempenho ao questionar o ministro Sérgio Moro na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Prova disso são as porradas que vem recebendo dos bolsonaristas nas redes sociais.



Desgaste demais



Alguns deputados estaduais ouvidos por essa coluna não estão contentes com a possibilidade de eles terem de votar a reforma da Previdência na Assembleia Legislativa, se a votação nacional deixar de fora estados e municípios. O seu receio é mais do que razoável. Eles sabem que a reforma da Previdência é impopular e seus eleitores, chateados, podem não querer reelegê-los em 2022.



Telemarketing em baixa



Em todo o país, centenas de brasileiros estão levando as empresas de telemarketing à Justiça por lhes incomodar e chatear diariamente por telefone.



Call center em baixa



As cobranças de dívidas via call center também não são mais levadas a sério. Quando atendem o telefone, os supostos devedores mandam os cobradores tomar pitú (deu para entender?) e desligam. Mas muitos já não atendem mais.



Não pegou bem



Nem tudo o que se move é movimento, mas nesse caso parece que é. A presença de Bolsonaro na manifestação evangélica em São Paulo levou muita gente a pensar que ele é o presidente dos evangélicos e não de todos os brasileiros de todas as religiões. Pela primeira vez, ouvimos católicos falarem em números em suas mobilizações de Corpus Christi. Bolsonaro dá impressão que é contra os católicos.



É preciso agir



O provérbio popular diz que a necessidade é a mãe da invenção, da criatividade. Isso pode ser para muita gente, menos para Belivaldo Chagas e para Edvaldo Nogueira. Por que eles não conseguem criar empregos ou criar condições para a criação de empregos? A pobreza e a miséria só têm aumentado nas periferias de capital e de cidades da Grande Aracaju.



Prefeituras ricas e povo pobre



No tempo em que João Alves foi governador pela segunda vez falava-se que o futuro de Sergipe passava pela agricultura irrigada e pelo turismo. Hoje diz-se que o mesmo futuro, além do turismo, está no gás, que seria a sua salvação da "lavoura". A indústria extrativa de minérios de Sergipe tem sido muito mal administrada nesses 70 anos ou mais e a sua riqueza não tem chegado à maioria dos sergipanos. Ainda hoje temos prefeituras ricas com populações pobres.



DCE aberto



O Diretório Central dos Estudantes (DCE) da UFS já foi aberto, depois que, recentemente, eleições foram realizadas. Segundo fontes de sua direção, a nova diretoria está se preparando para participar do próximo encontro da União Nacional do Estudantes (UNE).



‘Democracia em Vertigem’



Entrou no catálogo da Netflix o documentário "Democracia em Vertigem", dirigido por Petra Costa, sobre a política recente no Brasil. Imperdível! Analistas têm dito que o trabalho é muito melhor do que "O mecanismo", da mesma Netflix e muito tendencioso. O próprio diretor Padilha já fez o seu mea culpa.



Ministro interceptado



Se não perdeu totalmente a iniciativa do processo político, o Governo Federal está tendo que dividi-la com a oposição, depois que o sítio The Intercept Brasil começou a divulgar conversas entre membros da Lava-Jato. Sérgio Moro está vivendo, depois de muitas glórias, o seu inferno astral. A legitimidade que seu prestígio emprestava ao governo de Bolsonaro não é mais aquela dos primeiros meses do governo bolsonarista. Ninguém sabe se ele conseguirá se recuperar das muitas revelações que vêm por aí.

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos