João Alves só quer o tempo de mídia do PSDB de Albano

28/08/2011 09:58:52 por Eugênio Nascimento em Política
Eugênio Nascimento


Ainda que aparentemente solucionada com a designação do empresário Adierson Monteiro para comandar os destinos do PSDB em Sergipe, a crise entre os tucanos, liderados pelo ex-deputado federal Albano Franco, e o DEM, do ex-governador João Alves Filho,  terá continuidade. As duas principais lideranças dos dois partidos não se odeiam, mas não se suportam juntos até por que esse é um consenso, principalmente entre os seus seguidores.

Publicamente, Albano e João dizem que não existe qualquer área de atrito entre eles e que se conhecem há muitos anos. Mas é evidente que o convívio é difícil, pois Albano se sente agredido sempre pelas declarações de demistas na mídia e os militantes do DEM mostram-se agredidos com o descaso do tucano em relação aos acordos políticos  que os dois partidos fazem por força da aliança nacional fechada pelos diretórios.


O DEM parece não ter interesse em Albano e seus seguidores, mas apenas no tempo do horário gratuito na TV e rádio. Os demistas sabem das dificuldades que João Alves tem para explicar seus projetos em pouco tempo e que por isso precisa juntar-se com o maior partido de oposição do país para que possa falar de seus objetivos na Prefeitura de Aracaju, se for disputa-la em 2012, e no governo do Estado, caso seja candidato em 2014.


As eleições de 2012 e 2014 parecem ser os últimos suspiros do DEM, um partido que se encontra totalmente desgastado e com seus quadros na esfera nacional abandonando-o, a exemplo do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, que será a principal liderança do PSD, partido que em Sergipe está sob o julgo do governador Marcelo Déda (PT). Ao longo de sua história, o DEM esteve envolvido numa série de escândalos e isso o destruiu.


Ainda que com a imagem arranhada e rejeitado dentro do seu próprio campo de aliança (o PSDB quer evitar, na esfera nacional, o abraço de afogados), o DEM de Sergipe desperta paixões muitos interesses políticos no Estado. Ele pode reunir em torno de si partidos como o PPS e tem a simpatia de muitas dessas agremiações que se encontram acalantadas nos braços do governador Marcelo Déda., Além disso, João aparece como 1º colocado nas pesquisas.


Por conta disso, se nacionalmente o DEM já está triturado e os seus quadros aguardando apenas os resultados das eleições de 2012 para definirem que rumo tomar, em Sergipe o partido aposta numa vitória eleitoral em Aracaju, onde as preferências eleitorais andam um tanto confusa. Os demistas dizem não ter dúvidas de que João  ganha o pleito. Os governistas garantem não ter medo e que Déda, Valadares (PSB), Jackson Barreto (PMDB) e os irmãos Amorim elegem quem desejar.


Como faltam apenas 13 meses para as eleições municipais, os partidos correm em busca de novos quadros para se fortalecerem para o pleito. O prazo para adesões (mudanças de partido) termina no final de setembro, mas as movimentações de figuras eleitoralmente expressivas serão pequenas, até porque a legislação é rígida e pode punir quem tem mandato com a perda dele em caso de mudanças não acordadas com os partidos.

No mais, que fique claro, esse caso de amor de Albano e João pode terminar mesmo em casamento, mas, se isso acontecer, eles levarão a vida  entre tapas e beijos. Esse caso de amor ainda vai dar muito o que falar. É só aguardar o encaminhamento da novela sempre de olho nas cenas do próximo capítulo.

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos