André Moura criticou Governo Federal por querer criar novo imposto

31/08/2011 07:08:20 por Eugênio Nascimento em Política


Deputado federal André Moura criticou o anúncio de que o Governo Federal vai cortar gastos e aumentar em R$ 10 bilhões o superávit para pagar juros da dívida pública

O chamado superávit primário que irá repercutir nas votações do Plenário. Para André, o governo através desta medida, está fazendo dando uma ordem de que não devem ser votadas neste ano propostas como a regulamentação da Emenda 29 (PLP 306/08), que garante mais recursos para a Saúde, e a criação de piso salarial para policiais militares, civis, e bombeiros (PECs 300/08 e 446/09).

"Se fizermos uma conta rápida, em termos de destinação de recursos verificaremos as injustiças da arrecadação e distribuição tributária no Brasil, citando apenas a saúde, os municípios empregam 15%, os estados 12%, enquanto o governo federal que é o rico do negócio não investe nada".

O parlamentar disse que agora o Governo Federal, através da ministra Ideli Salvatti, diz que devemos discutir a criação de uma nova fonte para financiar a saúde, pois isso será inevitável. "Incorreremos no erro de renascer a CPMF, lógico que agora com o novo nome. Sou contra, sou da base aliada do governo, mas votarei contra esta insanidade e de público já comunico ao meu partido PSC. Pois a corda só arrebenta do lado mais fraco".

Vale salientar que o governo federal passa quase nada de percentual para investimentos na saúde criando mais um imposto para a população, num país que já tem a maior carga tributária do mundo, acha pouco e manda a conta para a população carente, lembrou. O assalariado recebe seus proventos através de conta bancária, aí vem o governo federal e diz que além dos tributos, precisa manter a saúde vergonhosa do país com o dinheiro suado da população.

André Moura pontuou a elevação da meta do superávit primário em 10 bilhões de reais foi provocada pelo aumento de arrecadação e não pelos cortes. Em julho, já foi alcançado quase 80% do superávit primário. Isso não contribui para a redução dos juros.

"Eu estou cansado, como muitos dos deputados deste parlamento de ser pautado pelo Executivo, quero saber qua (Da assessoria)

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos