Reforma política no Brasil só para eleições de 2014

06/10/2011 09:43:09 por Eugênio Nascimento em Política
A Comissão Especial da Reforma Política da Câmara dos Deputados tem até o próximo dia 20  para receber emendas ao texto apresentado  ontem pelo relator Henrique Fontana (PT-RS). O prazo foi concedido pelo presidente da comissão, deputado Almeida Lima (PPS-SE), após pedido de Fontana para que seu relatório não fosse votado por falta de consenso. O relator disse que nos últimos dias teve várias reuniões com partidos que se demonstraram contrários a votar o documento como está. “Se votássemos hoje, correríamos o risco de um cenário que significaria o arquivamento da reforma política.”


O relatório preliminar (vem outro com a inclusão das novas propostas) propõe, entre outras mudanças, o financiamento público exclusivo de campanhas, o sistema de votação proporcional misto e a redução do mandato de senador de oito anos para quatro anos. “Eu terei o direito de, se não me considerar contemplado, submeter a meus 512 pares, minha proposta no plenário”. Ele salientou que não estará moral ou regimentalmente preso à comissão e poderá fazer isso. “Aqui o parlamentar pode ter uma proposta rejeitada e no plenário ela ser acatada”, disse Almeida Lima. (Com a assessoria)

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos