Com média 2,1, governo Déda é reprovado na educação em 2012

29/12/2012 10:44:23 por Eugênio Nascimento em Política
Os professores da rede estadual de ensino reprovaram a política de educação do governo Marcelo Déda em 2012. De zero a 10, na média, o magistério estadual deu nota 2,1 à política educacional do governo estadual, a mais baixa ao longo dos seis anos de Déda como governador. A Região Centro-Sul foi onde o governo teve melhor avaliação: 4,7. Já na Região de Aracaju, o governo Déda, no quesito educação, teve o pior desempenho: nota 1,3.

VEJA AQUI TODAS AS NOTAS

No ano passado, primeiro ano do segundo governo de Marcelo Déda, a avaliação dos professores em relação à política educacional do Estado foi um pouco melhor. O Governo Déda recebeu, em 2011, média 3,0 na educação. Já a média do seu primeiro governo (2007 a 2010) foi de 4,2.

?Não resta dúvida que a política de educação implementada pelo governo do estado é um fracasso. Quem está dizendo isso são os professores, que vivenciam no chão da escola todos os problemas advindos da falta de uma política de Estado transformadora na educação. Faltam compromisso e vontade política para mudar a realidade da educação sergipana, como também tem faltado uma política de valorização do magistério e respeito a esta categoria. A resposta está aí, com a nota 2,1 dada pelos professores, a mais baixa deste governo deste 2007. Que o governo receba como uma crítica construtiva e trabalhe muito mais para mudar a realidade da nossa educação?, afirmou Angela Melo, presidenta do SINTESE.

Redes municipais

Entre as redes municipais, a melhor nota de 2012, na avaliação dos professores em seus municípios, foi dada à administração de São Francisco, região do Baixo São Francisco. A política educacional implementada pelo prefeito Ailton Nascimento (PDT) recebeu média 7,5. Em 2011, o mesmo município recebeu dos seus professores a média 3,8.

O município com a pior avaliação da política educacional em todo o estado foi Aquidabã, também no Baixo São Francisco. A administração do prefeito Marcos da Acauã (PR) por muito pouco não recebeu nota zero, ficando com a média 0,1. No ano passado, os professores deram 3,6 para a política de educação implementada pelo prefeito do PR.

Sobre a prova

A Prova Final da Educação busca avaliar o nível educacional das redes estadual e municipais através de um questionário, respondido pelos professores da rede, que aborda as variáveis presentes no processo de ensino e aprendizado, sob temas como: Valorização profissional; Gestão Democrática; Garantia de Direitos do Plano de Carreira e Estatuto; Condições de Trabalho; Política Educacional e Qualidade Social do ensino são debatidos e avaliados pelo magistério sergipano.

Desde 2004 os professores das redes estadual e municipais utilizam os momentos finais do ano corrente para apresentar para a sociedade os resultados da "Prova Final da Educação Pública". (Da assessoria)

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos