Coluna Primeira Mão - Política e Economia


Déda sai da UTI e assiste jogo do Brasil com a Inglaterra

O governador Marcelo Déda saiu da UTI do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, para um apartamento na mesma casa de saúde e neste momento assiste ao jogo entre o Brasil e a Inglaterra, conforme mensagem postada pela sua mulher, Eliane Aquino. Com febre, ele foi transferido do apartamento na noiote do sábado para a UTI. Déda está internado para tratamenro que permita se alimentar, pois faz tratamento contra câncer e precisa de melhor resistência aos produtos quimioterápicos.
A mensagem postada pela primeira dama na íntegra é a seguinte: Marcelo Déda já SAIU da UTI e está no Apt assistindo ao jogo de futebol. Muito obrigada meu DEUS!!

 
 



Quem são os secretários mais fortes do governo de SE e PMA


Os secretários estaduais mais fortes no Governo Marcelo Déda são Sílvio Santos (Casa Civil), Oliveira Júnior (ex-Seplag) e João Andrade (Sefaz). Júnior era secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão, pediu para sair do cargo e virou assessor do governador. No momento atual ele substitui João Andrade na Secretaria da Fazenda. Andrade submeteu-se a uma cirurgia e está licenciado. Já esfera do Executivo de Aracaju, o prefeito João Alves Filho (DEM) tem o seu vice-prefeito, José Carlos Machado, e os secretários Luiz Durval (Infraestrutura) e Carlos Batalha (Comunicação), três velhos amigos, como os homens fortes de sua gestão.

 

 
 


Sergipe poderá ficar com 90 municípios


A Câmara Federal deverá colocar em pauta nos próximos dias o projeto de Lei Complementar 416/08, do senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), que libera a fundação de novos municípios no Brasil. Se a propositura for aprovada pelos parlamentares, Sergipe poderá ganhar mais 15 municípios e passará a contar com 90. Há conversações no sentido da criação de Alagadiço e Mocambo (em Frei Paulo), Nossa Senhora do Patrocínio (Brejo Grande), São José do Itamirim (Itabaianinha), Nossa Senhora de Fátima e Luzinópolis (ambos em Porto da Folha), Samambaia (Tobias Barreto), Rosa Elze (São Cristóvão), Veracruz (Riachão do Dantas), Treze e Jenipapo (ambos em Lagarto), Escurial (Nossa Senhora de Lourdes), Santa Rosa do Ermírio e Sítios Novos (os dois em Poço Redondo) e São Mateus da Palestina (Gararu). Desde 2008 há uma proibição adotada pelo Supremo Tribunal Federal, que na época condicionou as iniciativas à aprovação da Lei Complementar. Essa lei exige, entre outras coisas, estudo de viabilidade econômica. O custo desse tipo de farra é elevado. Tem que criar prefeitura, câmara, contratar pessoal etc.


“A seca acabou e agora é hora de produzir”, diz João Daniel


“Choveu bastante em todos os municípios que estavam secos. Eu diria hoje que já não há seca, mas ainda sente-se os efeitos dela. Acho que dentro de mais três ou quatro meses, quando a pastagem crescer e acabar o problema de alimentação animal, já estaremos livres da seca. Ao menos por um bom período. A seca foi realmente problemática para os nordestinos. Só em Sergipe, mais de 570 mil pessoas foram afetadas e pouco mais de 185 mil foram assistidas”. O comentário é do deputado federal João Daniel (PT) também militante do MST.


Previsão é de boa safra agrícola este ano em Sergipe


Quando indagado se “há um clima bom, de entusiasmo, a ponto de já ter início o plantio do milho, do feijão e outras culturas típicas da época, João Daniel respondeu: O sertanejo sergipano enfrentou a pior seca dos últimos 50 anos de cabeça erguida, lutando contra os efeitos danosos da seca. Venceu mais essa etapa. Há um ambiente de satisfação em ver poços, aguadas, cisternas e água represada em todos os municípios atingidos pela seca, que vinha atingindo fortemente 35 municípios, sendo que 22 deles vinham recebendo água de caminhões-pipa e 13 não. Todo sertanejo está apostando numa boa safra agrícola para este ano. Acredito que teremos muito milho e feijão e as outras culturas tradicionais se, recuperação, a exemplo do plantio do inhame. (Entrevista completa na medição de domingo do Jornal da Cidade)

 

 
 

 

 
 


Disputa para o TCE: “Mudaram a lei com a bola em campo”, diz Belivaldo


O secretário de Estado da Educação, Belivaldo Chagas, candidato a conselheiro do Tribunal de Contas de Sergipe (TCE-SE) anunciou que pretende recorrer à Justiça se ao fim da disputa nenhum dos candidatos obtiver 13 votos, a maioria absoluta, como definia a Constituição Estadual, e se a votação não for em aberto, com os deputados declarando o voto. Ele disputará contra a deputada Susana Azevedo (PSC).“Não restará outra opção, pois pegaram a Constituição alteraram o texto e agora está definido que o vencedor é aquele que obtiver maioria simples, no caso metade dos votos e mais um. Isso é jogo sujo, pois alteraram as regras do jogo com a bola já em campo. Estão desrespeitando a lei, que não retroage para prejudicar”, declarou o secretário, que na disputa do dia 30 de outubro de 2012 obteve nove votos 13 votos na primeira disputa. Agora ela não tem como ter isso, pois a presidente da Casa Angélica Guimarães e Gilmar Carvalho não votarão, conforme foi definido pelo Tribunal de Justiça. Belivaldo e Susana disputaram a eleição em 30 de outubro do ano passado. Susana venceu e Belivaldo recorreu à Justiça. A votação se deu de forma secreta, quando sempre foi de forma aberta, declarada em plenário, e o voto de Gilmar foi avaliado como ilegal, pois ele era beneficiário da situação, já que como suplente assumiu a cadeira de Susana para nela votar.

Assembleia pode definir conselheiro do TCE nesta segunda-feira

 

 
 

A presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputada Angélica Guimarães, informou aos demais parlamentares que, se houver quórum, nesta segunda-feira, dia 3 de junho, será votada a escolha do novo conselheiro (a) do Tribunal de Contas de Sergipe (TCE-SE). Os candidatos confirmados são a deputada Susana Azevedo e o secretário de Estado da Educação Belivaldo Chagas. O Cerimonial da Assembleia pediu aos deputados para acusarem o recebimento da mensagem que lhes informa sobre a decisão.

 

 

 

 

 

 

 
 

 

 
 

 

 
 

João retorna terça e cobrará liberação da obra da 13 de Julho


O prefeito João Alves Filho chega em Aracaju nesta terça, 4 de junho, e espera que a questão da obra da 13 de julho seja definitivamente resolvida. Para João, a qualquer momento parte da avenida da 13 pode cair. Mas a preocupação do prefeito é também com o desconhecimento de muitos sobre o tema Organizações Sociais. Para o prefeito, é o que vai melhorar a saúde do povo que mais precisa e por um preço bem mais barato. Na viagem para fora do Brasil, o prefeito de Aracaju ficou entusiasmado com o avanço da tecnologia da cidade de Braga em Portugal, além disso, João conheceu a parte de informática e de telecomunicações da empresa AlmaViva, em Roma, a mesma que está em Sergipe gerando empregos. Quais serão os planos de João, já que é um entusiasta nato?

 

 
 

Hidrovia - João Alves já conversou com alguns empresários do setor hidroviário para trocar ideias sobre uma possível implantação de um transporte deste tipo em Aracaju. O prefeito garante a viabilidade e acredita no sucesso do transporte sobre as águas de rios aracajuanos para dar mais mobilidade às pessoas. Ao que parece, uma licitação deste setor que ajudará a mobilidade urbana não vai demorar a acontecer.

Pesquisa aponta Sergipe como 3º maior gerador de empregos do NE em abril

Sergipe é o terceiro Estado que mais gerou empregos do Nordeste, durante o mês de abril, apresentando 2.520 novos trabalhadores com carteira assinada. A análise realizada pelo Departamento Técnico (DET) da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec) tem como base os dados realizados pelo Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), e apontam ainda que foram criados no país, durante o mesmo período, cerca de 197 mil novos postos de trabalho, fazendo com que nos primeiros quatro meses do ano o mercado registrasse aproximadamente 550 mil novos trabalhadores admitidos com carteira assinada, indicando uma variação positiva de 1,39% do estoque de empregos. Na distribuição dos postos gerados pelos principais municípios, Aracaju e Nossa Senhora do Socorro foram os que mais geraram empregos formais em Sergipe. “


 

 
 

Volta às aulas - Para reordenar o calendário acadêmico e permitir a agilização de alguns serviços imediatos, a Universidade Federal de Sergipe decidiu adiar o início das aulas, previsto para o próximo dia 27, para o dia 3 de junho. Portanto, nesta segunda-feira as aulas serão retomadas na UFS.

 

 
 

Não vendem mais – Pelo menos umas 20 casas estavam com visíveis placas anunciando a venda no Bairro Aeroporto, a partir do Loteamento Residencial Santa Clara. Depois que as obras do canal e da rede de esgotos ganharam agilidade, todas as placas desapareceram. Ninguém mais quer sair da área, que tem sido visitada por marginais com certa frequência e não tem policiamento, conforme denunciam os moradores.

 

 
 

 

 
 

Agora vai - 48 municípios de Sergipe criaram secretarias ou departamentos de turismo para promover a divulgação e atrair visitantes de todo o país. Se esse pessoal todo que está sendo esperado vier para conhecer o interior de Sergipe, vai ser preciso duplicar a rede hoteleira do Estado.

Fogueiras – Os mercados, feiras livres e canteiros de avenidas de Aracaju já têm fogueiras à venda. Centenas de árvores foram cortadas para que o povo faça fogueira e produza fumaça para poluir o planeta no período dos festejos juninos. Os preços variam de R$ 35 a R$ 80. Por enquanto.

 


Enquete


Categorias

Arquivos