Brasil x Uruguai: É clássico, sim, senhor

25/06/2013 14:56:11 por Kleber Santos em Copa das Confederações 2013
Hulk, meia-atacante do Brasil, avança contra marcador da Itália (Foto: Kleber Santos / Blog Primeira Mão)

No futebol sul-americano, Argentina, Brasil e Uruguai são os únicos campeões mundiais. São estes os gigantes do continente. Por alguns anos, porém, passando pelas décadas de 80 e 90, os uruguaios viveram um período de baixa em competições internacionais. Para um país dessa tradição, uma hora haveria de acabar: houve um renascimento da Celeste a partir da Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010. E agora chegou a vez de a Seleção se testar contra este velho e revigorado oponente, no primeiro confronto deles desde 2009.

 
O jogo
Brasil x Uruguai, Estádio Mineirão, Belo Horizonte, quarta-feira, 26 de junho de 2013, às 16h (horário local)

 
Em cena
É isso: desde que a Celeste alcançou as semifinais da Copa de 2010, esses dois arquirrivais ainda não se enfrentaram. Dois motivos explicam isso: primeiro, o fato de a Seleção não estar disputando as eliminatórias para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 e, segundo, a campanha mal-fadada brasileira na Copa América 2011, em que caíram nas quartas de final diante de um Paraguai que viria a ser o vice-campeão, superado justamente pelo Uruguai.

 
Até pela ausência de embates nos últimos anos, o confronto desta quarta apresenta outro aspecto interessante: a contraposição de duas gerações que nunca se enfrentaram e vivem momentos completamente distintos em termos de evolução de carreira.

 
Os anfitriões colocam em campo um time bastante renovado, com muitos jogadores que estão dando apenas os primeiros passos em competições internacionais, como Neymar e Oscar. Já os grandes nomes dos visitantes estão lidando com o ocaso de suas trajetórias, conforme Diego Lugano deixou claro ao FIFA.com, lembrando as dificuldades que enfrentaram nas eliminatórias: “A partida mais importante que jogamos durante este mês foi, sem dúvida, contra a Venezuela. Tínhamos tudo para perder e, se perdêssemos, estaríamos fora da Copa. E mais: seguramente seria o fim desta geração. A verdade é essa.”

 
O número
2 – No dia 7 de setembro de 1965, Brasil e Uruguai fizeram o segundo jogo da história do Mineirão e o primeiro da Seleção no então recém-construído estádio, em um amistoso vencido pela equipe canarinho por 3 a 0. A inauguração da arena em seu primeiro modelo havia acontecido dois dias antes em um duelo da Seleção Mineira – com os melhores jogadores do estado de Minas Gerais – e o River Plate, em amistoso vencido pelos locais, por 1 a 0.

 
O que eles disseram
“Tratando-se de Brasil e Uruguai, é um clássico. Alguns dizem que é pior do que Brasil x Argentina. Por terem conquistado a Copa América (em 2011), eles estão confiantes. Pelo fato de o Brasil ter levado a melhor nos últimos jogos, eles querem mudar essa situação. Vão enfrentar uma Seleção que se encontrou em campo, que está mostrando um futebol maravilhoso. Espero que dê Brasil novamente, mas não tem favorito”, Julio Cesar, goleiro do Brasil.

 
“Vai ser difícil. O Brasil é uma grande seleção que joga em casa. Jogar contra o Brasil é motivante pelo seu nível e a forma como sentem o futebol. É um privilégio enfrentar o país que mais vezes ganhou a Copa do Mundo. Vamos ver o que acontece então”, Oscar Tabárez, técnico do Uruguai.

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos