Coluna Primeira Mão - Política e Economia

Comércio vive momento de dificuldades em SE

“Atualmente o comércio sergipano tem passado por muitas dificuldades diante das altas cargas tributárias e a concorrência desleal de alguns setores. Além disso, a venda pela internet e as grandes redes varejistas diminuem a competitividade das empresas locais”. A declaração é do coordenador do Fórum Empresarial de Sergipe, Roger Barros.

Mão de obra – Roger Barros admite: Temos carência de mão de obra qualificada em todos os setores. O aumento de escolas técnicas, e parcerias com Senai e Senac, são essenciais para a qualificação das pessoas. Tem aumentado a participação das empresas locais nas compras governamentais, mas precisamos de incentivos maiores do Governo para este número ser considerado satisfatório.

Sobre shoppings – “Os shoppings vieram e acabam concorrendo com o comércio central pelas facilidades que oferecem. Precisa ser feita uma revitalização do Centro da nossa cidade para atrair mais clientes para as lojas e organizar os espaços destinados aos ambulantes”. (A íntegra está publicada na edição de domingo do Jornal da Cidade)

Estudantes de Odontologia da UFS terão estágio junto à Funesa

A Universidade Federal de Sergipe e Fundação Estadual de Saúde (Funesa) assumiram convênio de Cooperação Técnica envolvendo diretamente o curso e os estudantes da área de Odontologia. O convênio tem por objetivo estabelecer formas de cooperação entre os órgãos públicos signatários, a fim de oferecer campo de estágios curriculares supervisionados, pesquisa, ensino, extensão, projetos, por meio de ações conjuntamente articuladas.

 


Almeida vinga-se dos irmãos Amorim puxando o PTB para si

 


Embora tenha agido com certo desdém e minimizado as consequências da perda do PTB para o deputado federal Almeida Lima, os irmãos Edivan e Eduardo Amorim sabem da importância da agremiação no contexto nacional, atuando como aliada da presidente Dilma, e do peso que tem no horário eleitoral gratuito. A importância que se dava ao PTB em Sergipe era tão grande que quem presidia a sigla era Edivan Amorim, sempre avaliado por todos como um grande articulador, mas que ficou com essa imagem desgastada por conta da ação bem articulada e silenciosa do deputado Almeida Lima. Almeida Lima vinha engolindo o descaso dos irmãos Amorim para com ele na eleição municipal de 2012. Insinuou-se que os Amorim dariam o apoio ao deputado, que era candidato a prefeito. Na hora “H” os Amorim debandaram para o lado de João e Almeida fez uma campanha fraca. Foi definhando, definhando até renunciar a disputa na vésperado pleito. Mas a mágoa ficou ali, guardada no peito. O desejo de vingança bateu forte, e Almeida entrou em campo somente nos últimos dois meses para articular puxar para si o comando de um partido que vai estar nas urnas em 2014 junto com os atuais governistas estaduais.


OAB apoia a campanha “Eleições Limpas em SE


A seccional de Sergipe da Ordem dos Advogados do Brasil está apoiando o projeto “Eleições Limpas”, promovido pelo Movimento de Combate à Corrupção (MCCE), do qual o HYPERLINK "http://www.oab.org. br/noticia/25800/oab-lanca-em-ato-publico-coleta-deassinaturas - para-a-reforma-politica" Conselho Federal da OAB faz parte. Para endossar o projeto, que visa reformar o atual sistema eleitoral e seu financiamento, basta enviar a assinatura através do site do HYPERLINK "http:// eleicoeslimpas.org.br/" "Eleições Limpas", também disponível nas páginas do Conselho Federal e Seccionais da OAB. Para que o projeto de iniciativa popular seja apresentado ao Congresso Nacional, será necessário coletar 1,6 milhão de assinaturas (1% do eleitorado). Entre os principais objetivos do projeto, dos mesmos criadores do “Ficha Limpa”, estão a retirada das empresas do financiamento de campanhas, menor número de candidatos e com mais propostas e maior liberdade de expressão na internet. O presidente da OAB/SE, Carlos Augusto Monteiro Nascimento, destacou a importância do projeto para a evolução da democracia no país. “É preciso que o Estado cuide do cidadão, que ofereça saúde, educação e transporte coletivo de qualidade, o que só será possível a partir de uma reforma política”, afirmou. As campanhas eleitorais em Sergipe são feitas com a compra de muitos votos. Em quase todos os pleitos há flagrantes de compra de votos. A OAB quer apostar em mais e maiores punições para quem compra.


Eleições 2014: acabou-se a fase preparatória

 


Depois daquela intensa troca de acusações na mídia, em maio último, os prováveis candidatos a governador e aqueles que vão atuar no enfrentamento de campanha reduziram a agressividade. Queriam se conhecer melhor, ver o que cada um poderia falar sobre cada qual na hora de fazer com que o circo “pegue fogo” no horário eleitoral gratuito e nos debates de rádio e da TV. Ficou bem claro que nenhum dos pretensos candidatos é santo e que todos sabem os pontos fracos uns dos outros. E também que os momentos de fraqueza serão expostos. Quem souber melhor se defender, ainda que faça uso da mentira, como é na política, tem melhores chances de chegar ao Palácio de Despachos.

 


Manifestações do “Não Pago” não são violentas


Não há atos concretos de violência que sirvam para condenar o Movimento “Não Pago” nas manifestações de rua de Aracaju. Um ônibus incendiado, outro com o vidro quebrado e uma tentativa de invasão do Centro Administrativo da Prefeitura da Capital. As manifestações em Sergipe têm sido tão tranquilas que os ônibus das empresas concessionárias do transporte coletivo passam dentro ou ao lado das manifestações e ninguém sequer seca um pneu, embora as pessoas não gostem dos serviços prestados por essas empresas, que disponibilizam sempre ônibus velhos, sucateados, desconfortáveis e prestam um serviço caro demais para a população. Se desejasse fazer de violência no ato da semana que se encerra, a quinta-feira seria o dia “D”, pois ficaram espalhados pela cidade um série de ônibus cujos condutores protestavam pelo não recebimento de seus salários. E isso não aconteceu.


Sergipe entra na era das montadoras de carro


Um ato marcante para a história do desenvolvimento industrial em Sergipe. Assim pode ser descrito o ato realizado na quinta-feira, no Palácio de Despachos, quando o governador em exercício, Jackson Barreto, e o presidente da Amsia Motors, Mustafa Zeauddin Ahmed, assinaram um protocolo de intenções para instalação da primeira indústria automobilística em Sergipe. O ato também contou com a presença do príncipe da Arábia Saudita, principal acionista da empresa, Abdul Rahman bin Faisal al Saud. A solenidade ocorreu no auditório do Palácio-Museu Olímpio Campos, em Aracaju. O Protocolo de Intenções assinado prevê investimentos por parte da Amsia no montante aproximado de R$ 1 bilhão. O empreendimento industrial deverá produzir veículos automotores híbridos e elétricos, com expectativa de gerar aproximadamente 4.000 empregos diretos. A planta industrial deverá ser instalada no município de Barra dos Coqueiros, num terreno próximo ao HYPERLINK "http://www.agencia.se.gov.br/noticias/leitura/materia:31900/na_barra_dos_coqueiros_dilma_e_deda_ inauguram_usina_eolica.html" "_blank" Parque Eólico, nas imediações do antigo projeto do Polo Cloroquímico. Isso é bom para Sergipe. É mais desenvolvimento. Até recentemente, o Estado andava a passos de jumentos que puxavam carroças. Os veículos automotores vieram e conquistaram os espaços e hoje até mesmo os vaqueiros, os homens que arrebanham o gado no interior de Sergipe, realizam suas tarefas sobre uma moto. Ah! Vale destacar aqui o trabalho do secretário Saumínio Nascimento, que encaminhou todo o projeto.


JB pede a João para resolver caos gerado pela VCA

"Não é possível que por conta dos problemas de uma empresa, todo o sistema de ônibus de Aracaju entre em colapso prejudicando milhares de pessoas que precisam se deslocar para o trabalho, estudo e até mesmo o lazer", disse o governador em exercício Jackson Barreto. Jackson Barreto na última sexta-feira por volta do meio-dia ligou para o prefeito de Aracaju, João Alves Filho e solicitou a ele uma solução para o problema gerado pela VCA e que estava travando o sistema de ônibus. "Se as outras empresas estavam rodando normalmente, não seria justo prejudicar toda população que depende dos ônibus por causa da VCA. Pedi providências ao prefeito e coloquei o coronel Iunes a disposição para desobstruir os terminais", explicou JB.

 

 


Prefeito dá ultimato à empresa VCA - 1


Indignado com o caos que a empresa de transporte coletivo VCA implantou em Aracaju nos últimos dias, o prefeito João Alves Filho disse que medidas enérgicas serão tomadas para que nenhuma empresa cometa atos de irresponsabilidade como este. A paralisação dos ônibus, que interditaram os terminais, resultou em um prejuízo irreparável à população da capital. O prefeito deixou claro, enfaticamente por várias vezes, que essa foi a última vez que a VCA provoca transtornos ao aracajuano. "Quando tomei conhecimento que funcionários da VCA estavam interditando os terminais, pedi imediatamente que a secretária de Defesa Social e Cidadania, Georlize Teles, tomasse medidas enérgicas. Disse a ela que providenciasse a Guarda Municipal juntamente com a polícia, para que liberássemos os terminais, que não são de propriedade das empresas privadas", disse o prefeito, destacando que existem elementos que sugerem que a manifestação dos funcionários não foi algo espontâneo, e sim incentivado pela cúpula da VCA.


Prefeito dá ultimato à empresa VCA
- 2

 


"Quero deixar claro para o povo de Aracaju que essa foi a última vez que a VCA provoca o caos. Uma verdadeira agressão à ordem pública na nossa capital. Durante minha gestão, posso garantir que eles não farão mais. Medidas enérgicas serão tomadas até a próxima semana. Medidas essas onde iremos dar o ultimato à VCA e garantiremos, tanto quanto for possível, para que essa irresponsabilidade não aconteça mais. Todo o final de mês é esse caos em Aracaju. Isso acabou! Garanto que isso não voltará a ocorrer", garantiu o prefeito. De acordo com João Alves, na próxima segunda-feira, dia 1º, realizará reuniões para que providências cabíveis sejam tomadas contra a VCA. "O aracajuano sabe que não sou de blefar. Com a responsabilidade que eu tenho perante o meu povo, posso garantir que ninguém mais será prejudicado pela insensatez, e repito, irresponsabilidade da VCA e de nenhuma outra empresa de transporte em Aracaju. Não fui eleito para fazer lobby. Fui eleito pelo povo de Aracaju e nenhuma empresa, ainda que seja super importante ou julga-se a ser, não pode perturbar a ordem pública do povo aracajuano"

 


Ministérios Públicos pedem intervenção do Ministério da Saúde no HUSE


Os Ministérios Públicos Federal (MPF) e o do Estado de Sergipe (MP/SE) resolveram recomendar ao Ministério da Saúde (MS) que realize medidas interventivas nos serviços de saúde do Estado de Sergipe. A recomendação requer que uma equipe multidisciplinar designada pelo MS pas
se a gerir os recursos federais destinados ao Estado, especialmente aqueles direcionados ao Hospital de Urgências de Sergipe (Huse), Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL)e Samu Estadual, além de proceder melhorias no Hospital Universitário de Sergipe. Tal recomendação será encaminhada para o Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, a fim de que este a envie ao ministro da Saúde, José Padilha. O Procurador Regional dos Direitos do Cidadão, Ramiro Rockenbach, e os Promotores de Justiça da Promotoria dos Direitos à Saúde, Euza Missano e Fábio Viegas, recomendam ainda que a União suspenda o repasse de recursos federais para a saúde ao Governo do Estado de Sergipe, sem que haja, entretanto, nenhum tipo de interrupção na prestação de serviços de saúde à população.


ANP faz corte nos royalties de SE


Os municípios de Carmópolis, Japaratuba, Pirambu e Aracaju foram surpreendidos na quarta-feira da semana passada com um ofício da Agência Nacional de Petróleo informando do cumprimento de uma decisão da ministra Carmem Lúcia, do STF, através de uma medida cautelar, que ocasionou um prejuízo milionário na arrecadação dos royalties. Só no caso de Carmópolis, o valor que deveria ser depositado de R$ 1,615 milhão, caiu para R$ 580 mil, uma queda de mais de um milhão de reais. Tal diminuição foi motivada pela nova distribuição dos royalties oriundos das instalações de embarque e desembarque de petróleo e/ou gás natural. Preocupada com essa situação, a prefeita de Carmópolis, Esmeralda Cruz (PT), já acionou a procuradoria do município para ingressar com medidas judiciais contra a decisão da ANP. A gestora também já conversou com os deputados federais Valadares Filho (PSB) e Márcio Macedo (PT) para que intermediassem uma audiência em Brasília com a presidência da Agência Nacional de Petróleo. "Essa redução nos causou uma preocupação enorme. Temos uma série de programas custeados com recursos dos royalties e não podemos deixar que, de uma hora para outra, eles sejam extintos por falta de recursos. Carmópolis melhorou muito nos últimos anos graças ao petróleo e seus royalties. Se não revertermos esse corte será um prejuízo enorme para a nossa população", adverte a Esmeralda Cruz.


Zé Franco quer rodovias sinalizadas e reformadas em Sergipe

 

 

 
 

 


Preocupado com as condições que se encontram atualmente algumas rodovias que cortam os municípios sergipanos, o deputado Zé Franco apresentou, na Assembleia Legislativa, cinco indicações endereçadas ao governador Marcelo Deda (PT), sugerindo o melhoramento dessas rodovias. O parlamentar solicitou reforma na SE-104, que liga o município de Lagarto a Riachão do Dantas e Tobias Barreto; SE-210, que liga Maruim a Divina Pastora; na SE-304, que corta os municípios de Aquidabã e Graccho Cardoso; a SE-312, que liga Muribeca a Aquidabã; e a rodovia estadual que liga Divina Pastora a Siriri. Zé Franco considerou que os investimentos nestas rodovias garantirão mais desenvolvimento econômico e social para os municípios da região. "Quando forem autorizadas, estas obras causarão um grande impacto na população. Reformadas, elas garantirão mais segurança para os munícipes que as utilizam diariamente, seja para o trabalho, para a escola ou para o escoamento da produção agrícola", afirmou.

 


Jackson participa da promoção de oficiais da Polícia Militar


O reconhecimento profissional faz parte do conjunto de ações executadas pelo Governo do Estado na melhoria da segurança pública de Sergipe. Na manhã desta sexta-feira, 28, 20 oficiais foram promovidos. A solenidade ocorreu no Centro de Convenções de Sergipe e reuniu autoridades políticas. O governador em exercício, Jackson Barreto, acompanhou o evento e destacou os investimentos estaduais na Polícia Militar. “Compreendemos o papel da Polícia Militar como instituição e este ato de promoção é o reconhecimento do Estado ao trabalho de cada oficial, que tem respeito e credibilidade junto à sociedade. Nós estamos trabalhando, fazendo muitos investimentos pra tornar a presença da Polícia Militar cada vez mais forte e atuante. Nunca se investiu tanto na segurança pública como tem sido no governo Marcelo Déda. Estamos aqui para prestigiar uma instituição que tem respeito e credibilidade na opinião pública”, afirma. Jackson enfatizou que a ampliação e a modernização da rede de segurança pública são áreas de destaque no Governo do Estado, que possui uma das Corporações militares mais bem equipadas do Nordeste. Nos últimos quatro anos, foram investidos quase R$ 22 milhões na implantação do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp 190), R$ 12 milhões na instalação de câmeras para monitoramento do Centro de Aracaju e dos bairros 13 de Julho e Salgado Filho; implantação de Centros Integrados em Segurança Pública (Cisp) no bairro Santa Maria, em Aracaju, e nos municípios de Barra dos Coqueiros, Salgado, Monte Alegre, Porto da Folha, Santa Rosa, Poço Redondo. Juntos, esses Cisps somam um investimento de R$ 2.203.487,14. Essa é a segunda promoção do ano. Em janeiro, 15 oficiais acenderam em suas carreiras por merecimento e antiguidade. À frente da Polícia Militar de Sergipe, coronel Maurício Iunes informou que mais 300 militares serão promovidos em agosto.


Valadares propõe audiência pública sobre a Lei Antidrogas


O senador Antonio Carlos Valadares (PSB/SE) foi designado relator da Lei Antidrogas no Senado Federal. "Com o objetivo de instruir o projeto de Lei Antidrogas já aprovado pela Câmara dos Deputados, e, agora em tramitação no Senado, apresentei requerimento para a realização de audiência pública na CCJ, onde fui designado relator da matéria pelo presidente senador Vital do Rego." Valadares quer um amplo debate sobre o problema. "A minha sugestão é que devam ser convidados para um debate com os membros da Comissão, além do Relator na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, Givaldo Carimbão, entidades e especialistas no assunto, tais como: Dr. Vitore Maximiano, Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça; Representante do Conselho Federal de Psicologia; Representante Nacional das Comunidades Terapêuticas; Representante da Rede Justiça Criminal; Dr. Dráuzio Varella, médico especialista; Dr. Ronaldo Laranjeiras, professor da Faculdade Paulista de Medicina."


Sergipe reduz índice de mortalidade infantil

O Programa Bolsa Família (PBF) tem contribuído para a redução da mortalidade infantil no Brasil. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Instituto Nacional de Ciência, Inovação e Tecnologia em Saúde, a expansão do programa reduziu em 17% a taxa de mortalidade em menores de cinco anos no país. A pesquisa foi realizada no período de 2004 a 2009 em 2.853 municípios brasileiros e, em 2013, foi publicada pela revista inglesa “The Lancet”.Segundo o estudo, o Bolsa Família foi o responsável direto pela diminuição de 65% das mortes causadas por desnutrição e por 53% dos óbitos causados por diarreia. Além disso, foi verificado que a mortalidade causada por infecções respiratórias foi 20% menor nos municípios que têm a estratégia consolidada.“Sergipe vem se destacando nacionalmente pela posição que ocupa. Desde 2010, o Estado tem atingindo a meta proposta pelo Ministério da Saúde e, em 2012, foi apontado como o 4º melhor acompanhamento do país e o 1º no Nordeste, com redução da desnutrição infantil e da incidência de internação por diarreia”, disse a secretária de Estado da Saúde, Joélia Silva Santos.

Pirambu: Queda no repasse dos royalties pode chegar a 60%


Tivemos uma queda agora no mês de junho em torno de 60% no repasse dos royalties se comparado com o mês de maio, quando o município recebeu R$ 1.817.890,83. Foi o que disse na manhã de hoje, o prefeito de Pirambu, Élio Martins (PSC), ao ser surpreendido com o repasse no valor de apenas R$ 742.463,12. Segundo o prefeito o município vinha recebendo recursos da ordem de R$ 1,8 milhão/mês, mas diante de um entendimento da Advocacia-Geral da União (AGU), por meio da ADI-4917 (Ação Direta de Inconstitucionalidade), ingressada pelo Estado Rio de Janeiro, houve um redirecionamento no repasse dos recursos feito pela Agência Nacional de Petróleo (ANP), onde alguns municípios a exemplo de Aracaju, Carmópolis, Japaratuba, Pirambu, além de outros, tiveram uma queda significativa em seus valores.

Deixe um comentário

Seu nome (Necessário)
Seu E-mail (Necessário - Não será exibido)
Seu comentário
Código da imagem:

Enquete


Categorias

Arquivos